Jump to content
Forum Cinema em Cena

Star Wars: Episódio III


Sith
 Share

Recommended Posts

Esse cara deve ser tratado da mesma maneira que o GUSTAVO e o tal Pastor deveriam ter sido (e que, infelizmente, não foram): Solenemente ignorado.

O problema é que o povo acaba não se segurando e aí vem a síndrome de estrelismo das criaturas...

Link to comment
Share on other sites

Esse cara deve ser tratado da mesma maneira que o GUSTAVO e o tal Pastor deveriam ter sido (e que' date=' infelizmente, não foram): Solenemente ignorado.

[/quote']

smiley32.gif

O fato de vocês, fãs, terem gostado tanto do filme é SÓ o que importa.

 

Ps: O que é aquela cena final (diálogo) entre Obi e Anakim?! Muito bacana.

 

 

felipef38494.8094328704
Link to comment
Share on other sites

Interessante, no final do episódio VI da versão 2 colocaram o Anakin jovem,  idêntico ao que ele tava no episódio III, mesmo ator, com cabelos longos.

Já o Yoda e o ObiWan continuaram os personagens velhos. Os 3 personagens apareceram na comemoração do fim do Império. E as tomadas de comemoração incluíram quase todos os mundos dos primeiros episódios, incluindo o da Amidala.

Vejo que as edições dos 3 episódios finais foram realmente necessárias. O episódio VI acabou de passar na FOX.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Pergunta: ele usava mesmo do poder do Plagueis para manter aquela aparência ou foi a disputa de poder entre ele e o Mace através dos raios que o desfigurou permanentemente?

Creio que nesse caso cabe mais a interpretação. E a minha interpretação é: Os raios não influiram em nada (tanto que quando Anakin faz sua parte' date=' vê se que Palpatine está firme e forte). Ou seja, Palpatine é muito mais velho do que se pode imaginar e ele se utilizava das artimanhas do lado negro da força para manter a aparência jovem. Quando Mace o "encurrala", convenientemente quando Anakin está chegando na sala, Palpatine deve ter percebido que esse era o momento certo de mostrar sua verdadeira face, colocando a culpa no "Jedi traidor".

[/quote']

Concordo com o Lucas, na minha interpretação, aquela é a aparencia verdadeira do Palpy....ele utilizava os ensinamentos sith de criar vida para poder restaurar a sua aparencia, porém isso devia consumir mto poder dele, e após a descoberta dela, seria melhor ele como estava, pois daquela maneira ele é mais assustador...

Além do mais.....PODER ILIMITADO.....

Link to comment
Share on other sites

Assisti finalmente e é bem melhor q os episodios 1 e 2 somados!! Mas ainda perde p/ Imperio Contra-Ataca! Enfim' date=' Hayden continua pessimo ator onde se limita a fazer biquinho e cara de mau; dialogos fracos; gdes efeitos (aquela lagartixa q Kenobi montou era dispensavel); sombrio mesmo.. Aquele finalzinho - onde mostrava simultaneamente o duelo de sabres e o parto sofrido da Padmé - me lembrou muito o final do Poderoso Chefao..Coincidencia de tematica?! Homenagem ao Coppola?!

Lucas se preocupou em linkar as duas trilogias, no entanto a valorizacao dos efeitos deixou alguns furos evidentes. Apenas p/ citar alguns:
- Se Vader tinha ainda bondade c/ seus consaguineos, pq carbonizou seu meio-irmao Lars?
- Yoda, q mostrou habilidade e agilidade matrixianas, pq usa bengala p/ caminhar?
- R2 mostrou-se um robozao-fodao, capaz de voar e enfrentar droides imperiais. Pq se deixou facilmente capturar pelos jawas no ep.IV?
- Se Padmé era uma diplomata ativa, como conseguiu esconder a gravidez e nao ser questionada sequer pelos familiares a respeito?
- Se Anakin cedeu ao lado negro p/ salvar a amada, pq continua nele mesmo depois de perde-la? Afinal, ele "nao conseguiria viver sem ela.."
- Aquela penca de clone virou sandtropper ou stormtropper?
- Na antiga trilogia, pq os robôs e Chewbacca nao recordam nada da nova trilogia?
- Qual o interesse economico de manter base em Mustafar, o planeta-lava?! Geologicamente, alem de inospito é instavel, podendo entrar em colapso a qq hora.. seria suicidio!

[/quote']

-Não foi o Vader q matou o Lars, mas sim um pelotão de stormtroppers, q tinham autonomia para fazer o necessario para encontrar os Droids...
-Yoda é bem velhinho....ele concentra a força para poder rejuvenecer as suas células e assim poder lutar....
-Hummm...meditar sobre isso eu irei...humm...digamos q 17 anos de falta de manutenção devem fazer isso para um droid...
-Ela so escondia o pai...
-No lado negro era mais fácil de suportar e canalisar a dor da perda de Padmé...
-Eles viraram todos, storm, sands, swamp, snow, etc...porém assim q acabou a guerra, o Império parou de fazer clones e começou a alistar a população q era mais barato...
-C3 foi apagada a memoria, o R2 sabe sim, pq no Ep.IV se fomos pegar ele, ele reconheçe o Obi-Wan, o sabre do Anakin e várias outras coisas...já o Chewie...eu tenho p/mim q o Obi-Wan foi na cantina justamente para procurar por ele....já q os wokies tinha um laço forte com os Jedis...e o Yoda deve ter falado p/Obi sobre o Chewie...
-Mustafar é um planeta de exploração....lá é um excelente esconderijo...simples...

Link to comment
Share on other sites

No final Lucas' date=' só a sua vai importar. Você vai deixar de rever ou comprar o DVD porque um dia falaram mal do filme? Daqui há anos, você se quer vai se lembrar do que falaram...[/quote']

Concordo... Oras, eu adoro Episódio I e Episódio II, acho que a partir daí não preciso dizer mais nada, não é mesmo?

Mas o que eu digo, é que com isso, não preciso fechar os olhos para o ponto-de-vista das outras pessoas. Tudo isso para mim enriquece mais a experiência de assistir o filme.

Lucas38494.8766550926
Link to comment
Share on other sites

-C3 foi apagada a memoria' date=' o R2 sabe sim, pq no Ep.IV se fomos pegar ele, ele reconheçe o Obi-Wan, o sabre do Anakin e várias outras coisas...já o Chewie...eu tenho p/mim q o Obi-Wan foi na cantina justamente para procurar por ele....já q os wokies tinha um laço forte com os Jedis...e o Yoda deve ter falado p/Obi sobre o Chewie...[/quote']

Também gosto de pensar desta maneira... De certo modo valoriza a entrada de Han na história. Não seria apenas mero acaso... ele entra porque é parceiro do Chewie.

Aliás, se não fossem as histórias do UE, que impedem isso, eu gostaria mesmo é que Chewie fosse pra Tatooine junto com Ben no final do filme.

Link to comment
Share on other sites

No final Lucas' date=' só a sua vai importar. Você vai deixar de rever ou comprar o DVD porque um dia falaram mal do filme? Daqui há anos, você se quer vai se lembrar do que falaram...[/quote']

Concordo... Oras, eu adoro Episódio I e Episódio II, acho que a partir daí não preciso dizer mais nada, não é mesmo?

Mas o que eu digo, é que com isso, não preciso fechar os olhos para o ponto-de-vista das outras pessoas. Tudo isso para mim enriquece mais a experiência de assistir o filme.

Por agora, talvez. Pode ser...

 

 

Link to comment
Share on other sites

Pergunta: ele usava mesmo do poder do Plagueis para manter aquela aparência ou foi a disputa de poder entre ele e o Mace através dos raios que o desfigurou permanentemente?

Creio que nesse caso cabe mais a interpretação. E a minha interpretação é: Os raios não influiram em nada (tanto que quando Anakin faz sua parte' date=' vê se que Palpatine está firme e forte). Ou seja, Palpatine é muito mais velho do que se pode imaginar e ele se utilizava das artimanhas do lado negro da força para manter a aparência jovem. Quando Mace o "encurrala", convenientemente quando Anakin está chegando na sala, Palpatine deve ter percebido que esse era o momento certo de mostrar sua verdadeira face, colocando a culpa no "Jedi traidor".

[/quote']

 

concordo, acho que vc ta certo nisso

Link to comment
Share on other sites

Teve outra coisa que me intrigou: no início de Uma Nova Esperança' date=' Obi-Wan diz não se lembrar de R2. Ora, isso é impossível, mesmo tendo tantos anos se passado. Com tudo que o R2 faz na NT, ia ser difícil esquecê-lo, não acham?

[/quote']

Ele diz não se lembrar de ter possuído um dróide... 'Não me lembro de ter tido um dróide... Muito interessante...' É isso que ele fala para Luke.

Exatamente. E, como sabemos pela NT, existem/existiam vários dróides da mesma linha do R2. É muito provável - senão certo - que Obi-Wan nem imaginasse que aquele fosse R2, e sim outro dróide remanescente qualquer.

Link to comment
Share on other sites

Lembram do André Lux.. pois bem... ele escreveu sobre o filme... e ODIOU...DEU 1 ESTRELA!!! Vejam a crítica dele:

George Lucas encerra a trilogia inicial de forma constrangedora e comprova que não tinha mesmo mais nada a dizer

- Por André Lux

Finalmente chegou a hora que todo fã da série criada por George Lucas em 1977 esperava desde que ficamos sabendo que ele filmaria a trilogia anterior, a qual deveria mostrar o processo de ascensão e queda de Anakin Skywalker de cavaleiro Jedi para Lorde do Sith. “Star Wars – Episódio 3 – A Vingança dos Sith” era a chance de vermos explicadas, ou ao menos reparadas, todas besteiras e incongruências mostradas nos dois filmes anteriores, já que havia uma esperança que Lucas realmente soubesse o que estava fazendo desde o início e, portanto, teria guardado várias cartas na manga para fechar a trilogia inicial em grande estilo e com alguma coerência. Mas, tristeza das tristezas, a esperança era falsa. O terceiro filme é tão desconjuntado e sem sentido quanto os outros dois. E as supostas explicações soam forçadas e tolas, especialmente aquela que quer nos convencer que tudo que foi mostrado nos filmes anteriores (inclusive o nascimento de Anakin) fazia parte do infalível plano de conquista do poder de Palpatine! Imperdoável.

Fica absolutamente claro desde o início que Lucas novamente não sabe o que fazer com seus personagens, muito menos tem uma história definida para contar. Sobram então batalhas extravagantes, poluídas por milhares de naves, soldados, robozinhos e monstrinhos criados pelos efeitos digitais, num exagero tão grande que chega a entumecer a consciência do espectador, privando-o de qualquer emoção genuína (e pensar que tem gente que reclama dos fofos Ewoks de “O Retorno de Jedi”!).

Como em “A Ameaça Fantasma” e “O Ataque dos Clones”, o roteiro pula de uma batalha para outra sem qualquer lógica ou coerência, intercalando-as com breves (e patéticas) exposições dos personagens. Há uma luta no planeta natal de Chewbacca totalmente dispensável e redundante, já que nem mesmo conseguimos ver o que está acontecendo, tamanho o número de tiros, explosões e naves passando. Os Jedi, que supostamente deveriam ser guerreiros invencíveis, nobres e sagazes, são abatidos com extrema facilidade por meros soldados clones e, pior, partem para a porrada com fúria e agressividade que destoam totalmente da sua filosofia pacificadora. Mace Windu (Samuel L. Jackson, novamente desperdiçado), por exemplo, não tem qualquer pudor em tentar decepar a cabeça do vilão Darth Sidius depois de tê-lo desarmado. E, pelo amor de deus, como é possível que nenhum deles tenha percebido a verdadeira face do Chanceler Palpatine antes? Se bem que eles não foram capazes nem de perceber que Anakin estava casado com a senadora Amidala...

Mas isso não é nada comparado com o que deveria ser o ponto alto da nova trilogia: a transformação de Anakin Skywalker no maligno Darth Vader é absolutamente lamentável. Lucas fez três filmes para contar essa história, mas mesmo assim não conseguiu criar nuances e motivos suficientes para tornar a virada de caráter do personagem forte ou minimamente coerente. Depois de um monte de “encheção de lingüiça” na primeira metade do filme bastou o rapaz ter dois sonhos “premonitórios” sobre a morte da sua amada Padmé (muito mal encenados, por sinal) e meia dúzia de promessas vazias sobre a possibilidade de “ressuscitar os mortos” proferidas pelo vilão e pronto: Anakin já se volta contra os Jedi e sai matando inclusive criancinhas indefesas, enquanto faz cara de psicopata! Essa virada é tão mal construída e imbecil que o apoteótico confronto final entre ele e Obi-Wan não convence nem um minuto, ainda mais do jeito que foi idealizado com os dois surfando e duelando absurdamente sobre rios de lava incandescente.

2.jpgO mais triste de tudo é que não há mais ninguém a culpar a não ser o próprio criador da série, George Lucas, já que todos os filmes são frutos da imaginação e do empenho dele. Não adianta nem reclamar da inexpressiva atuação do elenco (em particular à de Hayden Cristensen, como Anakin, canastrão ao extremo, e à de Ian McDiarmid, totalmente descontrolado e ridículo quando finalmente vira Darth Sidius), afinal a direção é inexistente e o filme flui desconjuntado e sem qualquer foco narrativo até o final, alternando batalhas caóticas com cenas tediosas de exposição da trama repletas de diálogos constrangedores. Não vou nem perder tempo falando do grotesco General Grievous, que deveria ser um dos vilões memoráveis do filme, mas não passa de um boneco digital bobo com problemas no pulmão, o qual não tem a nada a fazer exceto ser morto de forma patética.

Assusta também a maneira como Lucas não respeita nem as revelações que já estão nos filmes subseqüentes. Vários diálogos dos Episódios 4 e 6, por exemplo, ficam comprometidos, tais como Obi-Wan dizendo a Luke que não é chamado por esse nome desde há muito tempo antes dele nascer, Leia dividindo com o irmão pequenas lembranças de sua convivência com a mãe ou mesmo o tio de Luke chamando Ben Kenobi de “aquele velho louco”! O que dizer então da falta de coerência cronológica entre o Episódio 3 e o 4? Do nascimento de Luke até o seu encontro com o velho mestre Jedi devem ter passado cerca de 17 anos. Mas enquanto Ewan McGregor aparenta, no máximo, uns 35 anos, Alec Guiness certamente já tem mais de 60 anos! A mesma coisa valendo para os tios de Luke, praticamente adolescente no final de "A Vingança dos Sith", mas sessentões em "Uma Nova Esperança".

A fraca trilha musical de John Williams demonstra claramente a falta de inspiração do compositor com o material apresentado, tanto é que o filme só consegue emocionar um pouco durante os últimos minutos de projeção, quando Lucas tenta fechar tola e apressadamente os vários nós que conduzem à próxima trilogia, momentos em que Williams revisita alguns dos temas musicais antigos em grande estilo.

Enfim, “Episódio 3” é a prova definitiva que a “Força" não está mais com George Lucas. Até a série animada "Clone Wars" deu de dez a zero nele. Mas mesmo assim tem gente achando que esse filme é muito melhor que “A Ameaça Fantasma” e “O Ataque dos Clones”. Permitam-me discordar. Os três são igualmente ruins, desconjuntados e sem sentido, mas os dois primeiros ao menos reservaram algumas seqüências realmente emocionantes (como a corrida de pod racers do primeiro ou a morte da mãe de Anakin no segundo) e duelos memoráveis (especialmente aquele entre os Jedi e o terrível Darth Maul). Sem dizer que sempre restava a esperança de que o último filme redimiria os anteriores.

Ser fã da série original é uma coisa. Ser fanático e fechar os olhos aos incontáveis defeitos dessa nova empreitada é outra bem diferente. Melhor mesmo é rever a trilogia original e esquecer esses três filmes desastrosos, que serviram apenas para nos ensinar que os Jedi não passavam de tolos desmiolados e que o tão temido vilão Darth Vader era nada mais que um moleque mimado e birrento cuja visão política causaria orgulho tanto a Adolf Hitler quanto ao seu novo discípulo, George W. Bush.

Sinceramente, nós fãs de Star Wars não mereciamos isso...

Cotação: *
Cotação da trilogia inicial (Episódios 1, 2 e 3):
* *
Cotação da trilogia subseqüente (Episódios 4, 5 e 6): * * * * 1/2

Link to comment
Share on other sites

Eu queria fazer alguns comentários :

. Eu acho que o personagem Obi-Wan Kenobi neste filme está bem diferente dos dois primeiros filmes. Em "Vingança dos Sith" ele está mais brincalhão(como no comentário que faz após matar o General) e na forma em que encara os confrontos com os robôs(vc vê que ele se diverte ao lutar com aqueles robôs inferiores). Tem uma cena em que Anakin diz que eles devem esperar, já que R2D2 vai aparecer para ajudá-los e depois, é o Obi-Wan que dá a tirada "Você tem um plano B ?". Obi-Wan fala para Anakin se encontrar com os políticos, porque naquele dia, ele foi o herói. Depois ele fala, que o Anakin era como se fosse um irmão para ele p/o Yoda e para o próprio Skywalker.

Ou seja, neste filme, vemos um Obi-Wan, muito mais simpático, ao contrário do personagem implicante de "Ataque dos Clones" e até mesmo da série "Clone Wars". Lucas fez isso de propósito, para nós ficarmos ainda mais do lado de Obi-Wan. Vejam, Obi-Wan só mata robôs no filme(inclusive o General), já Anakin é quem mata os humanos(crianças, Padmé, Dookan e ajuda a matar Mace). Isso não é por acaso.

Outra coisa importante, na minha opinião, as cenas entre Padme e Anakin foram muito ruins, sempre que os dois estavam juntos, eu sentia um desconforto, uma falta de química, uma distância, principalmente pela atuação da Natalie Portman - que eu acho uma grande atriz, merecia até o Oscar por coadjuvante este ano - mas neste filme, ela está mal, uma grande decepção, as únicas boas cenas dela são no nascimento dos gêmeos e em Mustafar, quando confronta Anakin, mas, nas cenas em que ela deveria passar amor e carinho por Anakin, não a achei bem-sucedida.

Faltou química mesmo entre os atores, haja visto que em outros filmes - como em Closer, existe bastante química entre Clive Owen e Natalie - acho que o Lucas dirigiu mal as cenas mais românticas entre Annie e Padme também, ao contrário do Episódio II, onde realmente existia um romantismo entre eles.

Agora, tem cenas do filme que são geniais - a luta entre Mace e Palpatine - de tirar o fôlego(a melhor luta do filme, na minha opinião) e achei muito perfeita a forma como Obi-Wan derrota Anakin, e um Anakin derrotado e já com o corpo e rosto meio deformados fala "I hate you", e o corpo vai entrando na larva e se deformando, achei genial.

E realmente o filme não poderia ter acabado de outra maneira, senão com Luke, recém-nascido, com os tios. Maravilhoso !

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Assisti finalmente e é bem melhor q os episodios 1 e 2 somados!! Mas ainda perde p/ Imperio Contra-Ataca! Enfim' date=' Hayden continua pessimo ator onde se limita a fazer biquinho e cara de mau; dialogos fracos; gdes efeitos (aquela lagartixa q Kenobi montou era dispensavel); sombrio mesmo.. Aquele finalzinho - onde mostrava simultaneamente o duelo de sabres e o parto sofrido da Padmé - me lembrou muito o final do Poderoso Chefao..Coincidencia de tematica?! Homenagem ao Coppola?!

Lucas se preocupou em linkar as duas trilogias, no entanto a valorizacao dos efeitos deixou alguns furos evidentes. Apenas p/ citar alguns:
- Se Vader tinha ainda bondade c/ seus consaguineos, pq carbonizou seu meio-irmao Lars?
- Yoda, q mostrou habilidade e agilidade matrixianas, pq usa bengala p/ caminhar?
- R2 mostrou-se um robozao-fodao, capaz de voar e enfrentar droides imperiais. Pq se deixou facilmente capturar pelos jawas no ep.IV?
- Se Padmé era uma diplomata ativa, como conseguiu esconder a gravidez e nao ser questionada sequer pelos familiares a respeito?
- Se Anakin cedeu ao lado negro p/ salvar a amada, pq continua nele mesmo depois de perde-la? Afinal, ele "nao conseguiria viver sem ela.."
- Aquela penca de clone virou sandtropper ou stormtropper?
- Na antiga trilogia, pq os robôs e Chewbacca nao recordam nada da nova trilogia?
- Qual o interesse economico de manter base em Mustafar, o planeta-lava?! Geologicamente, alem de inospito é instavel, podendo entrar em colapso a qq hora.. seria suicidio!

[/quote']

-Não foi o Vader q matou o Lars, mas sim um pelotão de stormtroppers, q tinham autonomia para fazer o necessario para encontrar os Droids...
-Yoda é bem velhinho....ele concentra a força para poder rejuvenecer as suas células e assim poder lutar....
-Hummm...meditar sobre isso eu irei...humm...digamos q 17 anos de falta de manutenção devem fazer isso para um droid...
-Ela so escondia o pai...
-No lado negro era mais fácil de suportar e canalisar a dor da perda de Padmé...
-Eles viraram todos, storm, sands, swamp, snow, etc...porém assim q acabou a guerra, o Império parou de fazer clones e começou a alistar a população q era mais barato...
-C3 foi apagada a memoria, o R2 sabe sim, pq no Ep.IV se fomos pegar ele, ele reconheçe o Obi-Wan, o sabre do Anakin e várias outras coisas...já o Chewie...eu tenho p/mim q o Obi-Wan foi na cantina justamente para procurar por ele....já q os wokies tinha um laço forte com os Jedis...e o Yoda deve ter falado p/Obi sobre o Chewie...
-Mustafar é um planeta de exploração....lá é um excelente esconderijo...simples...

ahh, Sith..fas sempre terao respostas, mesmo q oriundas dos confins de sua imaginacao..smiley2.gif Lucas deu umas derrapadas de roteiro sim..

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...