Jump to content
Forum Cinema em Cena

19 Dias de Horror


Jailcante
 Share

Recommended Posts

43 minutes ago, Jailcante said:

Aquele momento que você entra no twitter dá de cara com uma notícia que veio assim do nada:

 

 

Mas fizeram um remake do 'Slumber Party Massacre'. Não estava sabendo... Só descobri agora mesmo.

Bem, se passar por aqui (TV), talvez de uma olhada.

ta cheio de remake que sai na surdina, sem divulgacao nenhuma devido ao orcamento merreca... esse ai eu ja tava sabendo , sao filmes que vai direto pra festivais e se emplacarem pegam alguma distriuidora pra ser lancados de forma mais ampla no cinema, mas no geral sao producoes de streaming pro Halloween... embora essa produtora SyFy seja de gosto duvidoso

 

Slumber Party Massacre se anuncia el estreno del remake en SYFY en octubre

Link to comment
Share on other sites

A Lenda de Candyman - Paulista - Ingresso.com

 

 

  Bom Soft Reboot da franquia de horror noventista estrelada por Tony Todd, que aqui, ignora as sequências, levando em conta apenas o filme original de 1992. Dirigido por Nia da Costa, e escrito por Jordan Peele (de CORRA e NÓS), A LENDA DE CANDYMAN torna a questão racial, que era apenas um pano de fundo no filme de Bernard Rose na questão central da obra, tendo como principal problemática a gentrificação. É louvável como o texto de Peele amarra a mitologia da série as suas ambições temáticas e pertinentes comentários sociais, embora seja um pouco verborrágico sobre a questão, mais falando sobre a gentrificação do que efetivamente mostrando. A direção de Nia DaCosta por sua vez, é bastante criativa, especialmente pela forma como trabalha os planos de superfícies reflexivas. Ainda que A LENDA DE CANDYMAN não apresente um antagonista tão charmoso quanto o do filme original, é uma boa retomada da série.

Link to comment
Share on other sites

On 10/18/2021 at 1:56 PM, Jailcante said:

Aquele momento que você entra no twitter dá de cara com uma notícia que veio assim do nada:

 

 

Mas fizeram um remake do 'Slumber Party Massacre'. Não estava sabendo... Só descobri agora mesmo.

Bem, se passar por aqui (TV), talvez de uma olhada.

 

 O original é muito ruim. Vi o trailer desse novo e, e não parece muito melhor.

Link to comment
Share on other sites

 

 Visto AS PASSAGEIRAS

 

Assistir As Passageiras Online - Xilften

 

  Dirigido por Adam Randall (que tem no currículo o interessante A ESPREITA DO MAL) a partir de um roteiro escrito pelo estreante Brent Dillon, AS PASSAGEIRAS tenta se apresentar como um thriller de ação vampírico horrorífico, misturando referências de clássicos como GAROTOS PERDIDOS e QUANDO CHEGA A ESCURIDÃO, ao mesmo tempo em que coloca a visão de um rapaz simples sobre o submundo da mafia (metaforizados aqui na figura dos sanguesugas). A trama acompanha um jovem motorista que é contratado para levar duas garotas pela noite de Los Angeles sem inicialmente saber que elas são vampiras em uma missão de extermínio da concorrência de outros chefões vampiros e humanos. A historia até lembra conceitualmente o subestimado COLATERAL de Michael Mann em sua premissa, mas fica só por ai mesmo. O filme parece tentar se propor como algo jovem e cool, mas é dirigido e escrito de forma tão burocrática que nunca atinge essas pretensões. Destaca-se apenas a atuação de Lucy Fry como a mais maluca e cruel da dupla de vampiras, mas no geral, é um filme bem esquecível e sem carisma.

Link to comment
Share on other sites

On 10/19/2021 at 6:36 PM, Questão said:

 

 O original é muito ruim. Vi o trailer desse novo e, e não parece muito melhor.

 

Eu até gostei do original (a continuação que achei uma droga), e aí estou curioso com esse remake.

Mas remakes de filmes de terror dos anos 80 poucos prestaram então nem espero muita coisa mesmo desse.

Link to comment
Share on other sites

 

 Visto TEM ALGUÉM NA SUA CASA

 

Tem Alguém na sua Casa - Filme 2021 - AdoroCinema

 

 Na trama, a pequena cidade de Osborne vem sendo assombrada por um serial killer que está perseguindo os adolescentes locais, não só matando as vítimas usando mascaras que replicam os seus rostos, mas jogando os segredos mais sombrios delas na internet. Diante dessa onda de crimes, a jovem Makani (Sydney Park) passa a temer por sua vida, já que ela mesma tem um segredo sombrio que esconde mesmo de seus amigos mais próximos.

  Dirigido por Patrick Brice (da franquia "Creep") a partir de um roteiro de Henry Gayden (de Shazam) que por sua vez adapta o romance de Stephanie Perkins, TEM ALGUÉM NA SUA CASA é um Slasher bastante convencional produzido pela Netflix, que conta uma história básica sem grandes inventividades estéticas ou narrativas, e nem exagerar muito no Gore. Mas o problema não é esse. O problema é que o filme de Brice não consegue nos entregar personagens cativantes, ou mesmo nos fazer crêr na amizade existente entre o grupo protagonista (nesse sentido, os filmes da trilogia "Rua Do Medo" lançada esse ano fizeram  um trabalho bem melhor). O lance do assassino expor as vítimas era interessante até, mas o roteiro nunca faz nada com isso. Fica a impressão que TEM ALGUÉM NA SUA CASA nunca se decide se quer ser um filme mais dramático ou mais cômico, e por ficar no meio do caminho, acaba não sendo muita coisa. Dá pra assistir, mas sairam slashers bem melhores só esse ano.

Link to comment
Share on other sites

 

 Visto NEGRA COMO A NOITE

 

Negra Como a Noite - Filme 2021 - AdoroCinema

 

  Na trama, Shawna (Asjha Cooper) é uma insegura adolescente de Nova Orleans, que certa noite é atacada por um vampiro sem teto. Quando a sua mãe Denise (Keneisha Thompson) se torna vítima desse mesmo tipo de criatura, ela se alia a seu melhor amigo Pedro (Fabrizio Guido), Chris, um rapaz por quem tem uma queda (Mason Beauchamp) e uma jovem de classe média obcecada por vampiros  (Abbie Gayle) para vingar a mãe e expulsar os vampiros da região.

  Dirigido por Maritte Lee Go para a Amazon Prime (em seu longa de estréia), a partir de um roteiro de Sherman Payne, (que escreveu episódios para as séries SCREAM e LEGACIES), NEGRA COMO A NOITE mostra-se um divertido filme de terror vampiresco com toques oitentistas, apresentando uma trama que insere de forma bastante acertada tanto camadas sociais quanto elementos de histórias de amadurecimento. Narrado de forma carismática por sua protagonista, o filme de Lee Go expõe a sua natureza Coming of Age desde o início, quando Shawna fala ao público que vai contar sobre o dramático verão onde ela "Ganhou peitos e lutou com vampiros". Claoro, o amadurecimento sexual da heroína da história está incluso, mas o filme trabalha de forma competente também o seu próprio amadurecimento pessoal e social, tanto de estabelecimento de orgulho da própria negritude, quanto das desigualdades sociais enfrentadas pelos negros, o que torna a escolha por Nova Orleans como palco para os eventos do filme um cenário perfeoto (inclusive mostrando os efeitos do desastre do Katrina ainda sendo sentidos, mesmo quinze anos passados do desastre).

 A exemplo do recente A LENDA DE CANDYMAN, ou mesmo de VAMPIROS VS BRONX de 2020 (que também ligava a figura dos vampiros ao fenômeno da gentrificação) NEGRA COMO A NOITE também coloca o monstro sobrenatural como fruto dessa gentrificação, ainda que diferente do filme da Netlix as criaturas surjam como reação a este fenômeno. O filme de Maritte Lee Go está longe de ser perfeito, dando umas escorregadas especialmente na segunda metade, devido a alguns personagens que entram e saem da trama para cumprir alguma conveniência de roteiro de forma bastante obvia, mas é um filme bastante simpático com personagens carismáticos, e que apresenta alguns comentários sociais extremamente pertinentes sem abrir mão do senso de diversão que um bom terror Teen com vampiros deve ter.

Link to comment
Share on other sites

13 Fanboy é o típico filme de nicho que tem até boa premissa mas é pessimamente mal executado. Vai vendo, fã maluco da franquia Sexta Feira 13 vai matando os atores reais da famosa cinesérie de terror oitentista. Poderia vingar uma ótima revisao meta da franquia, a semelhanca de Hora do Pesadelo 7, mas aqui é tudo porcamente feito que beira o genérico mesmo! Parece até que vai na contramao de sua proposta, o que cai mal diante de tudo que expoe ao espectador. Tem gore, tem...tem slasher, tem.. mas é mais do mesmo, saca? Sobra o quê? A boa intencao da diretora Vorhees, uma das atrizes vitimas do Jason, e a reuniao nostálgica de muitos atores da franquia. Atente pra patética participacao do ja decadente Corey Feldman. Quica o @Jailcante curta mais que eu.  6-10

Friday The 13th Franchise Stars Being Killed In New Film 13 Fanboy


 

Bad Candy é uma antologia fraquinha de Halloween que tem até uma boa espinha dorsal, capitaneada pelo DJ interpretado pelo sumido Zack Galligan (o moleque de Gremlins) mas seus curtas sao quase todos fracos, sem excessao. O conjunto é fraco devido ao seus elos fracos e mal feitos. A precariedade desta producao de baixo orcamento é visível, faltou criatividade pra compensar isso. Pra nao so jogar pedra, creio que o unico conto que curti (em partes) foi o da enfermeira necrófila e dos caca-fantasmas. Efeitos fracos, gore exagerado, uma ou outra boa maquiagem e roteiro fraco. Nem falo das atuacoes porque todas sao sofriveis, beirando amador. Resumindo, passe longe porque tem antologias de Dia das Bruxas muuito melhores...tipo o ótimo Trick'r Treat. 5-10

Whispering Corridors 6: The Humming (2021) Full Movie Full HD English Sub  Online

 

 

Night Teeth é um filme mediano de vampiros que parece ser feito pra nova geracao. Imagina um Colateral so que ao invés de um matador dando rolê num taxi, aqui tem duas vampiras passeando uma noite num Uber!!! É isso.. O filme ate tenta emplacar uma nova mitologia modernosa pros sanguessugas endinheirados, mas o filme nao tem tensao nem te prende de acordo. Vai ver porque ele aposta as fichas do romancinho borocoxô do taxista com uma das vampiras.. Com boa fotografia noturna, o filme poderia ser bem mais violento mas nao sai da zona de conforto. E as atuacoes? Ate sao razoaveis, mas nao saem disso. Dou destaque apenas pra vampirona doidona... até a Megan Fox é desperdicada em papel de vampira fodona mas ela entra muda e sai calada. 7-10

Poster: NIGHT TEETH (Jorge Lendeborg Jr., Debby Ryan) MOVIE – Lost Posters

 

 

Coming Home in the Dark é um foderoso e brutal thriller de horror neozelandês que te prende do início ao fim. Ja nos primeiros minutos você ja recebe um potente soco no estômago que te avisa do que vem a seguir. Imagina juntar Wolf Creek e A Morte pede Carona.. é isso! Dá até dó da infeliz familia que protagoniza o longa, do perrengue de levar uma dupla psicótica a tiracolo, mas o fora o gore e violência, o subtexto de crítica social dá ao longa uma boa e diferenciada releitura. Boas atuacoes, em especial a dos dois carismáticos killers, que entra pro panteao dos grandes viloes do cinema. Acredito que o filme so peca quando tenta explicar demais a motivacao dos viloes (ela fica obvia), diluindo em parte a tensao construida ate ali. Melhor filme desta leva Halloween disparado!!! 8.5-10

Posterized October 2021: The French Dispatch, Titane, The Velvet  Underground & More

 

Link to comment
Share on other sites

 

 Visto HALLOWEEN KILLS

 

Halloween Kills: O Terror Continua - Filme 2021 - AdoroCinema

 

  Em 2018, a longeva frânquia "Halloween" ganhou nova vida nas mãos do diretor David Gordon Green, que com HALLOWEEN deu o (segundo) soft reboot na franquia, ao ignorar completamente todas as sequências, colocando-se como uma sequência direta do original de John Carpenter, de 1978 (promovendo inclusive o retorno de Carpenter na trilha sonora, ausente desde HALLOWEEN 3: A NOITE DAS BRUXAS). Ainda que eu não morra de amores pelo filme de 2018, é inegável que ele tornou a franquia relevante novamente de uma forma que talvez não fosse desde os anos 1980, além de apresentar ambições temáticas absolutamente inéditas para a saga, ao apresentar o trauma que Myers deixou em Laurie Strode como uma metáfora ao abuso feminino, comunicando-se com o movimento MeToo, então vigente com toda a força na época. Três anos depois, (com um ano de atraso devido a pandemia do Covid 19) a sequência HALLOWEEN KILLS  é lançada trazendo basicamente a mesma equipe do filme anterior (com o acréscimo de Scott Teems no time de roteiristas). O resultado é um filme que por um lado é bastante ousado, por elevar ainda mais as ambições temáticas da série, mas que ao meu ver acaba não tendo cacife pra sustentar essas ambições, além de trazer um certo gosto de "capitulo de ponte", quase como um filler de série para ligar o filme de 2018 ao já anunciado HALLOWEEN ENDS.

  É curioso que embora descarte as sequências, o filme de David Gordon Green empreste diversos elementos vistos nestes filmes, ressignificando-os. O filme de Green empresta de HALLOWEEN 2: O PESADELO CONTINUA o conceito de iniciar a trama exatamente onde a anterior parou; e um conceito vital em HALLOWEEN KILLS, que é colocar uma turba furiosa no encalço de Myers já havia sido explorado em HALLOWEEN 4: O RETORNO DE MICHAEL MYERS. É interessante essa revisita de conceitos, e conceitualmente o filme a faz de modo diferente do que visto antes, com a continuação direta dos eventos ampliando o escopo da trama ao invés de afunila-la na Laurie Strode de Jamie Lee Curtis, e colocando o trauma coletivo não como subtrama como no quarto filme, mas sim como trama central.

 Não se pode acusar HALLOWEEN KILLS  de ser um filme que joga no confortavel, já que Green abandona o modo mais compassado e guiado na simetria entre vilão e heroína do filme anterior (que emulava o original de 78) para investir em uma trama mais frenética e sangrenta, mais preocupada com o trauma que Michael provocou na comunidade do que em um único indivíduo. E tal como no anterior, é a direção elegante de Green, especialmente nas sequências envolvendo o vilão, sempre filmado de forma imponente e ameaçadora que estão os melhores momentos do novo filme. Mas o seu comentário sobre mentalidade de manada e trauma coletivo é posto de forma tão infantil e forçada pelo texto, piorado por situações propostas tão forçadas quanto, que acaba ficando um pouco risível. Não ajuda também que o roteiro não consiga lidar bem com os clichês do Slasher, e perceba que não estou pedindo aqui subversão, e sim boa manipulação dos clichês estabelecidos, mas HALLOWEEN KILLS não entrega isso. Somado a isso, a inserção de algumas situações cômicas completamente deslocadas, e alguns momentos contransgedores criados para eliminar falhas no roteiro do filme anterior (estabelecendo de vez que nesta continuidade, a relação antagônica de Laurie e Michael é unilateral) temos um filme que perde completamente o espectador quando Michael não está em cena fazendo o que faz tão bem.

 Além disso, HALLOWEEN KILLS parece soar aquele episódio de série meio "Filler", que até pode ser divertido por explorar algumas questões secundárias e personagens coadjuvantes, mas que no fim podia ficar sem existir, já que a unica coisa realmente relevante que parece acontecer aqui está em sua cena final, entregando o final aberto já esperado desde que foi anunciado que Green já preparava um terceiro filme para a sua trilogia. Mas apesar de todos os seus defeitos, HALLOWEEN KILLS acerta provavelmente naquilo que mais interessa em um filme da franquia, que é em estabelecer Michael Myers como essa figura assustadora e praticamente mítica, que representa o mal puro. É mais do que muitos diretores conseguiram na franquia, mas ainda é menos do que a produção de 2018 fez.

Link to comment
Share on other sites

Nobody Sleeps in the Woods Tonight 2 é a sequencia horrível pro original bacaninha do ano passado. É um filme terrível que pode se chamar de horror pelos motivos menos honrosos. Vai vendo, ele até dá sequencia pros eventos do filme anterior...mas além de resolver pegar mais no humor que terror, ele ainda viaja demais na maionese ao nos colocar sob a ótica dos vilóes. Nada contra, mas o cara nos escancara com cenas surreais e bizonhas no pior sentido possivel da palavra! Tem até uma cena de trepada de "dois monstros" que quer se levar a sério! Pode ter gore e violencia, mas se o filme anterior pelo menos funcionava como homenagem ao slasher oitentista, este aqui nem isso... Bela derrapagem desta franquia polonesa que tava comecando a me surpreender pela qualidade técnica. Aqui faltou bom senso num o roteiro pra dar sequencia ao filme anterior. Parece que o filme foi feito as pressas... 5-10

Inna Kultura в Twitter: "#AksonStudio na swoim Story na koncie na  #Instagram opublikowało pierwszy poster #WLesieDziśNieZaśnieNikt2. Poster  prezentuje się tak:… https://t.co/zfoROH3pVZ"

 

 

Paranormal Activity: Next of Kin é a boa surpresa que assisti nao esperando nada e saí bem satisfeito. Em tempo, o filme nao tem NADA a ver com a franquia, tanto que ele iria se chamar Black Snow mas o pessoal de marketing (safadenhos) pegou nome da franquia pra vender melhor o filme, o que vai desagradar muito que espera ver elementos dela na metragem. Nao tem nada a ver, repito, é um filme independente em primeira pessoa que funciona muito bem sozinho. Misturaram Midsommar, A Vila e Bruxa de Blair e mandaram ver. O filme te prende e somos testemunhas dos mistérios que a protagonista presencia. Outro ponto positivo é o ritmo e a ambientacao na comunidade amish, alem do entorno natureba inóspito, que potencializam o mistério. Em atuacoes a protagonista é fraca, sendo seus coadjuvantes mais interessantes que ela. Enfim, um filme que nao inventa a roda mas o que faz faz direitinho e de forma bem competente. 8,5-10

Atividade Paranormal | Reboot ganha trailer e pôster - Alternativa Nerd

Link to comment
Share on other sites

On 10/29/2021 at 9:32 AM, Jorge Soto said:

 

Night Teeth é um filme mediano de vampiros que parece ser feito pra nova geracao. Imagina um Colateral so que ao invés de um matador dando rolê num taxi, aqui tem duas vampiras passeando uma noite num Uber!!! É isso.. O filme ate tenta emplacar uma nova mitologia modernosa pros sanguessugas endinheirados, mas o filme nao tem tensao nem te prende de acordo. Vai ver porque ele aposta as fichas do romancinho borocoxô do taxista com uma das vampiras.. Com boa fotografia noturna, o filme poderia ser bem mais violento mas nao sai da zona de conforto. E as atuacoes? Ate sao razoaveis, mas nao saem disso. Dou destaque apenas pra vampirona doidona... até a Megan Fox é desperdicada em papel de vampira fodona mas ela entra muda e sai calada. 7-10

Poster: NIGHT TEETH (Jorge Lendeborg Jr., Debby Ryan) MOVIE – Lost Posters

 

 

 

 Pois é, perderam a chance de fazer um COLATERAL teen vampiresco com esse filme. Como você disse, quem se destava mesmo é a vampira pirada da Lucy Fry (que eu conhecia por ter protagonizado uma temporada da série WOLF CREEK). Se o filme seguisse a pegada louca que ela dá pra atuação dela, poderia ter sido outra história.

Link to comment
Share on other sites

On 10/18/2021 at 1:56 PM, Jailcante said:

Aquele momento que você entra no twitter dá de cara com uma notícia que veio assim do nada:

Mas fizeram um remake do 'Slumber Party Massacre'. Não estava sabendo... Só descobri agora mesmo.

Bem, se passar por aqui (TV), talvez de uma olhada.

 

On 10/19/2021 at 6:36 PM, Questão said:

 

 O original é muito ruim. Vi o trailer desse novo e, e não parece muito melhor.

 

Olha, assisti o filme so porque era curtinho (80min) e me surpreendeu... é muito divertido!🤣 Se o original (que fez uma trilogia na época) era um escracho feminista ao slasher, este remake aqui nao deixa por menos mas deve ser encarado como paródia mesmo! Aqui a diretora sexualiza os homens e nao as mulheres, como é praxe neste subgênero, entao prepare-se pra muita bunda masculina e closes de músculos.. Ja na primeira meia hora tem uma reviravolta que dá um frescor ao filme original, e nos finalmentes tem outra que se avista de longe mas nao prejudica o todo. As atuacoes e aparato tecnico sao aquilo que se espera do Syfy, o gore corre solto e a lacracao oitentista do original é repaginada aos tempos atuais de forma bem divertida. Olha, curti bastante as sabendo de suas limitacoes de filme on demand. O duelo da broca com a guitarra é hilário..😂 8-10

Alias, quem quiser assistir so dar olhada no link gringo abaixo, sem legendas claro!

https://primewire.mx/watch-movie/watch-slumber-party-massacre-online-73324.4721686

Crítica do massacre da festa do pijama: uma reformulação do terror que  ainda é relevante e engraçada

Link to comment
Share on other sites

The Deep House é um thriller de terror francês bastante razoável mas eu esperava mesmo bem mais dos diretores que trouxeram o ótimo A Invasora. Fora iso, o longa é um filme de casa assombrada genérico cujo único diferencial é que se passa embaixo dágua e bebe da fonte do found footage, câmeras em primeira pessoa, etc! Só isso... Sim, é competente nesse quesito e o fato de ser sob a água consegue texturas e alguns momentos originais, mas nada além disso! Mas como disse, da griffe dos diretores eu esperava bem mais mesmo.. 8-10

The Deep House

 

 

The Black Book é uma antologia de terror indie bem fraquinha, pra variar... a espinha dorsal dela é interessante mas os curtas que a integram sao amadores demais e pior, nem tao de terror sao.. alguns sao inferiores até que tcc de estudante de cinema! Interpretacoes patéticas e producao a toque de caixa (nenhuma!) so se salva uma ou outra cena de gore. Dos curtas, quicá os que teriam muito potencial pra dar filmao sao o da dark web e o do espelho, que tem boa premissa. Mas nao dá o conjunto. Passe longe! 5-10

Untitled-1.thumb.jpg.ccd9c11fafd7aea87642cec39bcfe5c5.jpg

 

 

The Special é um terror indie de baixíssimo orcamento que me lembrou outro do mesmo naipe e premissa bem similar, The Hole. Misto de Atracao Fatal e A Mosca, aqui acompanhamos (vai vendo!) um cara que se apaixona por uma caixa onde ele coloca o "pingulim e encontra prazer total". A metáfora da degradacao do personagem pela compulsao e vicio é bem representada no body horror, mas a precariedade técnica e interpretativa depoe contra. Tambem achei muita enchecao de linguica toda metragem do filme, creio que esse plot se sairia melhor num curta. 7.5-10

Moviemad Latest Hollywood Movies 2020 Download full movies.

 

 

Antlers é um bacanudo terror gótico realista que muitos vao detestar por achá-lo um thriller psicologico mais cabeca porque no fundo tudo o que vemos uma boa alegoria sobre abuso infantil. Visualmente é lindo (Del Toro na producao) e as atuacoes estao ok, destaque pra sumida Keri Russel e principalmente pro pirralho, que leva filme nas costas. Quem espera terrorzao convencional pode tirar cavalinho da chuva pois aqui a coisa é mais séria e refinada. Os elementos de Guilhermo Del Toro tao tudo la, floresta gótica, seres antropomórficos, etc..tudo pra passar sermao sutil pra galera. O desfecho é bem agil, dinamico e legal, dando um gancho pra eventual sequencia...que espero que saia do papel. 8.5-10

Onscreen Magazine (@onscreen_mag) | Twitter

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

 

 Visto O REFLEXO DO MAL

 

O reflexo do mal: London Archive Collection - Vol. 7 : VIGGO MORTENSEN,  CHELD FIE, PHILIP RIDLEY: Amazon.com.br: DVD e Blu-ray

 

  Na trama, situada na década de 50, Seth Dove (Jeremy Cooper) é um garoto que vive no interior dos Estados Unidos junto de uma mãe abusiva e de um pai omisso. Quando crianças da região começam a ser assassinadas e violentadas na região, Seth passa a acreditar que a sua misteriosa nova vizinha, Dolphin (Lindsay Duncan) é uma vampira. A coisa piora quando o irmão mais velho de Seth, Cameron (Viggo Mortensen) retorna da guerra, e se envolve com Dolphin.

  Escrito e dirigido por Philip Ridley em seu longa de estréia, O REFLEXO DO MAL é um Coming Of Age macabro noventista, que utiliza as fantasias macabras de seu protagonista sobre vampirismo, e os crimes brutais que estão vitimando os meninos como pano de fundo para explorar os terrores mais humanos e institucionalizados; como a homofobia (que torna um homem suspeito dos crimes por que ele beijou outro cara vinte anos antes), os abusos que a mãe de Seth (Sheila Moore) impõe sobre o garoto, ou mesmo os traumas que a guerra impôs sobre Cameron.

  Dentro dessa jornada de amadurecimento, percebe-se que toda a fantasia vampiresca criada pelo protagonista é simplesmente para negar os terrores bem reais que estão ocorrendo a sua volta. Além disso, o filme sugere fortemente que há um nivel de sociopatia em Seth, ainda que fuja do clichê das crianças psicopatas padrão, lembrando nesse sentido o excelente VENENO PARA AS FADAS. Com um estilo de terror reflexivo, e uma fotografia de luz natural embasbacante, O REFLEXO DO MAL é um excelente thriller psicológico, que merece ser redescoberto.

 

Visto MALIGNO

 

Maligno - Filme 2021 - AdoroCinema

 

  Na trama, após ver o seu marido ser morto por um assassino misterioso, Madison Mitchell (Annabelle Wallis) passa a ter visões de novos crimes cometidos por esse misterioso psicopata. Madison então inicia uma investigação juntamente com a sua irmã adotiva Sidney (Maddie Hasson) para tentar entender por que ela tem essa conexão com o assassino autodenominado Gabriel, e logo descobre terriveis segredos sobre o seu passado.

  James Wan é indiscutivelmente um dos nomes mais importantes do terror hollywoodiano nos ultimos vinte anos. Afinal, esteve envolvido na criação de três frânquias do gênero de grande sucesso. Nos ultimos anos, Wan afastou-se um pouco da direção do terror para entrar no mercado Blockbuster, passando pela franquia "Velozes e Furiosos" e botando o zoado herói Aquaman no clube do bilhão, o que fez com que essa sua volta ao terror fosse bastante aguardada. Pois bem, ainda que longe de estar entre os melhores filmes do diretor, MALIGNO é uma experiência bastante divertida, que presta homenagem ao cinema Giallo, o Body Horror, e claro o terror sobrenatural que o próprio Wan popularizou com filmes como SOBRENATURAL  e INVOCAÇÃO DO MAL.

  Wan entrega aqui uma direção bastante elegante, que cria momentos de tensão e horror muito bem conduzidos. Talvez o maior problema do filme seja o roteiro escrito a seis mãos pelo próprio Wan ao lado da iniciante Ingrid Bisu, e Akela Cooper (de PARQUE DO INFERNO), mas o texto e a própria direção parecem tão conscientes da breguice de alguns pontos da trama, que acaba divertindo. Vale a conferida descompromissada.

 

Visto A NOITE DOS DEMÔNIOS

 

A Noite dos Demônios (1972)

 

   Na trama, Nicola (Gianni Garko) é um homem encontrado vagando em um campo em estado de choque. Levado para uma instituição psiquiatríca, Nicola começa a recordar como o seu carro quebrou no meio da estrada, o que o levou a pedir abrigo para uma misteriosa família que vive no bosque, que há anos tenta sobreviver a uma maldição que ronda aquelas matas.

  Dirigido por Giorgio Ferroni (do otimo O MOINHO DAS MULHERES DE PEDRA), A NOITE DOS DEMÔNIOS é um terror vampiresco italiano setentista, que adapta livremente o romance A MALDIÇÃO DO WURDULAK, que já havia servido de base para um dos segmentos do clássico AS TRÊS MASCARAS DO TERROR de Mario Bava. O filme se constrói de forma lenta  em sua meia hora inicial, em que estabelece o clima de estranhamento que o protagonista sente em relação aquela família, que não só é hostil em um primeiro momento, mas deslocada no tempo, podendo perfeitamente estar vivendo no começo do século vinte. Embora importante para construir o que vem a seguir, são momentos um pouco maçantes, até por que os personagens não são dos mais interessantes, e tentam jogar ali uns dramas meio bobos, que levam do nada a lugar nenhum. Mas o filme melhora bastante em sua segunda metade, que conta com bens construidos trabalhos de tensão e horror (e um trabalho de maquiagem excelente para a época), além de construir uma atmosfera desesperadora que justifica o surto de seu protagonista. Mesmo que longe de ser genial, A NOITE DOS DEMÔNIOS é um bom filme do subgênero vampiresco, que tentou se afastar dos Giallo produzidos a rodo nesse período.

Link to comment
Share on other sites

Anúncio de 12 filmes de Terror na Tela Quente:

 

Com Alien e Tubarão 3, eles foram bem longes já que foram filmes que passaram nos 2 primeiros meses da Tela Quente.

Predador, eu não considero ele filme de Terror, porque ele tem uma pegada mais Aliens, e Aliens também não considero tanto assim. Mas enfim.

E Shocker do Wes Craven, eu assisti nesse dia aí, e não curti. Achei que a premissa era boa, mas o Wes se perdeu ali no meio, não sabia pra onde levar o filme. Mas faz tempo que vi, teria que rever hoje em dia.

Link to comment
Share on other sites

11 hours ago, Jailcante said:

Anúncio de 12 filmes de Terror na Tela Quente:

 

Com Alien e Tubarão 3, eles foram bem longes já que foram filmes que passaram nos 2 primeiros meses da Tela Quente.

Predador, eu não considero ele filme de Terror, porque ele tem uma pegada mais Aliens, e Aliens também não considero tanto assim. Mas enfim.

E Shocker do Wes Craven, eu assisti nesse dia aí, e não curti. Achei que a premissa era boa, mas o Wes se perdeu ali no meio, não sabia pra onde levar o filme. Mas faz tempo que vi, teria que rever hoje em dia.

 

 Quem vê hoje não diz que a Globo já investiu tanto no gênero, botando esses filmes em Horário Nobre na Tela Quente. Lembro bem dessa época. Vi filmes como PÂNICO 2, HALLOWEEN H20, O CHAMADO, A LENDA DO CAVALEIRO SEM CABEÇA, entre outros nessa sessão. Mas já faz muito tempo que a Globo cortou o terror do "Horário Nobre", INVOCAÇÃO DO MAL, por exemplo, estreiou na Globo direto no Supercine. Esses filmes na Globo  hoje foram relegados a Sessão da Madrugada, e olhe lá. Até me assustei quando passou o CORRA ano passado (ou retrasado), pois fazia muuuuuuuito tempo que a Globo não passava Terror na Tela Quente

GAROTOS PERDIDOS, por muito tempo, passava em plena SESSÃO DA TARDE, sem grandes preocupações (até ai nada demais, o SBT passava coisa bem mais pesada no CINEMA EM CASA. KKKKKK).

 

E esse SHOCKER do Wes é muuuuuuito fraco mesmo. Em pensar que a idéia dele ali era criar uma franquia que ele tivesse mais controle (já que se ressentia um pouco da New Line por ele não ter tanto controle sobre a franquia do Freddy). Errou feio.

Link to comment
Share on other sites

8 hours ago, Questão said:

 

 E esse SHOCKER do Wes é muuuuuuito fraco mesmo. Em pensar que a idéia dele ali era criar uma franquia que ele tivesse mais controle (já que se ressentia um pouco da New Line por ele não ter tanto controle sobre a franquia do Freddy). Errou feio.

 

E agora que a franquia do Freddy iria voltar pra ele, ele morre. :(

O universo simplesmente não quis que ocorresse...

Link to comment
Share on other sites

10 hours ago, Questão said:

 

 Quem vê hoje não diz que a Globo já investiu tanto no gênero, botando esses filmes em Horário Nobre na Tela Quente. Lembro bem dessa época. Vi filmes como PÂNICO 2, HALLOWEEN H20, O CHAMADO, A LENDA DO CAVALEIRO SEM CABEÇA, entre outros nessa sessão. Mas já faz muito tempo que a Globo cortou o terror do "Horário Nobre", INVOCAÇÃO DO MAL, por exemplo, estreiou na Globo direto no Supercine. Esses filmes na Globo  hoje foram relegados a Sessão da Madrugada, e olhe lá. Até me assustei quando passou o CORRA ano passado (ou retrasado), pois fazia muuuuuuuito tempo que a Globo não passava Terror na Tela Quente

GAROTOS PERDIDOS, por muito tempo, passava em plena SESSÃO DA TARDE, sem grandes preocupações (até ai nada demais, o SBT passava coisa bem mais pesada no CINEMA EM CASA. KKKKKK).

 

E esse SHOCKER do Wes é muuuuuuito fraco mesmo. Em pensar que a idéia dele ali era criar uma franquia que ele tivesse mais controle (já que se ressentia um pouco da New Line por ele não ter tanto controle sobre a franquia do Freddy). Errou feio.

"Corra" a Globo deve ter passado como "Tela Quente" mais pelo fator social envolvido do que por qualquer outro motivo. Até por ser mais "suspense" do que terror própriamente dito.

Acho que "Nós" e "Candyman", se adquiridos pelas Globo, podem ser passados nesse horário também por isso.

Link to comment
Share on other sites

3 hours ago, Saga S. said:

"Corra" a Globo deve ter passado como "Tela Quente" mais pelo fator social envolvido do que por qualquer outro motivo. Até por ser mais "suspense" do que terror própriamente dito.

Acho que "Nós" e "Candyman", se adquiridos pelas Globo, podem ser passados nesse horário também por isso.

Eu já acho que o que pesou mais na decisão de exibir o filme foi o "fator Oscar" mesmo.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...