Jump to content
Forum Cinema em Cena

19 Dias de Horror


Jailcante
 Share

Recommended Posts

Atrás da Sombra - Filme 2019 - AdoroCinema

 

  Este Thriller de terror brazuca tem uma construção de atmosfera interessante ao misturar elementos de bruxaria e zumbificação com uma história de vingança ao acompanhar um detetive particular investigando um assassinato bizarro. mas o roteiro confuso acaba sabotando a boa construção da obra.

Link to comment
Share on other sites

O Visitante Noturno - 10 de Fevereiro de 1971 | Filmow

 

  Bem interessante este thriller de horror sueco setentista estrelado pelo saudoso Max Von Sydow como um homem que escapa do hospício para se vingar das pessoas responsáveis por seu encarceramento. O filme constrói um crescendo de tensão bastante envolvente, e o bom elenco, que conta com nomes como Liv Ullman (parceira de cena habitual de Von Sydow) e Trevor Howard garantem a boa experiência.

Link to comment
Share on other sites

4 hours ago, Jorge Soto said:

ache os 25 filmes de terror da imagem abaixo neste Halloween??☠️? nivel facil

@Jailcante @Questão

 

WhatsApp Image 2020-04-23 at 10.31.15aaaaaaaaabbczabcdefzaaabcdizaaazaba.jpg

 

 Hellraiser. O Massacre da Serra Eletrica; O Exorcista; O Silencio dos Inocentes. O Chamado; Jogos Mortais; Pânico; It (original e remake); Criaturas; A Orfã; O Iluminado; A Hora do pesadelo; Sexta Feira 13; Halloween; Poltergeist; A Noiva de Chucky. Poltergeist; A Freira; Annabelle; A meia Noite Levarei a sua Alma

 

Foi os que consegui identificar, mas faltam cinco.

Link to comment
Share on other sites

On 11/1/2020 at 2:24 PM, Jorge Soto said:

ache os 25 filmes de terror da imagem abaixo neste Halloween??☠️? nivel facil

@Jailcante @Questão

 

WhatsApp Image 2020-04-23 at 10.31.15aaaaaaaaabbczabcdefzaaabcdizaaazaba.jpg

1 A Casa da Colina
2 Cemitério Maldito
3 Sexta-feira 13
4 Halloween - A Noite do Terror
5 A Freira
6 Poltergeist
7 A Freira
8 A Noiva de Chucky
9 Brinquedo Assassino
10 Annabelle
11 A Hora do Pesadelo
12 O Iluminado
13 A Orfã
14 A Hora das Criaturas
15 O Ataque dos Tomates Assassino
16 It
17 Pânico
18 Jogos Mortais
19 O Massacre da Serra Elétrica
20 A Mosca
21 O Silêncio dos Inocentes
22 O Exorcista
23 O Chamada
24 Um Lobisomem Americano em Londres
25 Hellraiser - Renascido do Inferno

Link to comment
Share on other sites

32 minutes ago, Jailcante said:

1 A Casa da Colina
2 Cemitério Maldito
3 Sexta-feira 13
4 Halloween - A Noite do Terror
5 A Freira
6 Poltergeist
7 A Freira
8 A Noiva de Chucky
9 Brinquedo Assassino
10 Annabelle
11 A Hora do Pesadelo
12 O Iluminado
13 A Orfã
14 A Hora das Criaturas
15 O Ataque dos Tomates Assassino
16 It
17 Pânico
18 Jogos Mortais
19 O Massacre da Serra Elétrica
20 A Mosca
21 O Silêncio dos Inocentes
22 O Exorcista
23 O Chamada
24 Um Lobisomem Americano em Londres
25 Hellraiser - Renascido do Inferno

Boa,, Jail..mas como vc repetiu dois falta apenas um... 

Link to comment
Share on other sites

Começando meu festival de Halloween até Sexta-feira 13.

30/10

Halloween 5 - A Vingança de Michael Myers (Halloween 5 - The Revenge of Michael Myers, Dir.: Dominic Otherin-Girard, 1989) 2/4

220px-Halloween5poster.jpg

Segunda vez que vejo o filme, primeira vez foi nos anos 1990 quando passou na Band. E acabei vendo que não o odeio tanto quanto imaginava. Não faz parte dos filmes ruins da série (passa perto), apesar de também não fica perto dos bons. Fica num limbo ali no meio entre os bons e ruins. Problema maior é que tiveram essa ideia de seita que controla o Myers e aqui só introduziram isso, não vai muito avante, pra trabalhar "melhor" na Parte 6. Como essa ideia não deu certa, esse filme acabou ficando inutilizado também. Mas ainda carrega um tom bom do filme anterior, apesar de certas dumbices no roteiro. 

 

31/10

Midsommar- O Mal não Espera a Noite (Midsommar, Dir.: Ari Aster, 2019) 1/4

200px-Midsommar_2019.png

Apesar da fotografia interessante, achei história óbvia e meio desinteressante. Tem uma certa pompa na execução, mas traz todos clichês do gêneros, sem conseguir disfarçar isso, como personagens inúteis que estão ali só pra morrer, e outros que são burros demais.

SPOILER: particularmente, não curto filmes com seitas, então já me perdeu um pouco nisso aí.

 

01/11

A Hora da Sua Morte (Countdown, Dir.: Justin Dec, 2019) 1/4

220px-Countdown2019MoviePoster.jpg

Não me chateou, até porque não dava pra esperar grande coisa. Mas até achei interessante misturar algo místico com tecnologia atual, execução que é meio frouxa e tudo vai pro nada. 

Spoiler: Considero como furo maior no roteiro, de como a morte age de forma independente (como a pessoa já tava datada pra morrer, o demônio lá não teria como agir nisso, só a morte), então, a menina tentar matar alguém que não estava na hora, ou até tentar se matar antes, não teria como isso rolar (mas demônio lá teria que ter que ter ponto fraco, daí socaram isso pra existir o final).

 

Atividade Paranormal - Marcados pelo Ódio (Paranormal Activity - The Marked Ones, 2014, Dir.: Christopher B. Landon, 2014) 2/4

200px-Paranormal_Activity_-_The_Marked_O

É o segundo spin-off da série (o outro era de Toquio que saiu depois do segundo filme), aqui com elenco latino. Particularmente, só acho os 2 primeiros relevantes, depois encheram coisas demais na história nas continuações, que perdi o fio da meada. Esse aqui acabou não me chateando já que é uma história mais simples não-rocambolesca, quanto as continuações oficiais, mas não traz nada muito grande, é só mais um filme da série, e fim.  

 

Os Estranhos - Caçada Noturna (The Strangers Pray at Night, Dir.: Johannes Roberts, 2018) 2/4

The_Strangers;_Prey_at_Night.jpg

Não vi o primeiro filme. Esse até achei esse aqui bem executado, sem tentar inventar roda, até que consegue manter muita tensão.

 

02/11

Olhos Famintos 3 (Jeepers Creepers 3, Dir.: Victor Salva, 2017) 2/4

Jeepers_Creepers_3.jpg

Terceiro filme que continua a boa qualidade dos 2 anteriores. Problema é que não tem um final, tudo vai se resolvendo no automático (como se passa antes do 2º filme, o 2º filme é que seria o final desse aqui), e também prometeram a volta da atriz do primeiro filme, só que a aparição dela é muito breve e meio sem função. Mas ok, não chega a comprometer a série.

Link to comment
Share on other sites

TOP 20 (Watchmojo) - Os  Filmes de horror mais assustadores (Scariest Horror movies) de todos os tempos

20 A Entidade (2012)

19 Atividade Paranormal (2007)

18 A Bruxa (2016)

17 A Bruxa de Blair (1999)

16 O Silêncio dos Inocentes (1991)

15 Extermínio (2003)

14 Sobrenatural (2011)

13 O Bebê de Rosemary (1968)

12 A Inovação do Mal (2013)

11 O Enigma do Outro Mundo (1982)

10 O Chamado (2002)

09 O Massacre da Serra Elétrica (1974)

08 A Profecia (1976)

07 A Hora do Pesadelo (1984)

06 Hereditário (2018)

05 O Iluminado (1980)

04 Psicose (1960)

03 Alien - o 8º Passageiro (1979)

02 Halloween - A Noite do Terror (1978)

01 O Exorcista (1973)

 

Menções Honrosas: O Grito (2004); A Maldição de Candyman (1992); Corra (2017); Os Estranhos (2008). Abismo do Medo (2006)

 

Três ressalvas que faria nessa lista, basicamente:

1 -Não considero O Silêncio dos Inocentes um "scarry horror" ou até mesmo horror/terror de forma geral. Vejo mais ele como um suspense/thriller policial. Então, não o colocaria em nenhum lista desse gênero.

2 -O Enigma do Outro Mundo ficar de fora do Top 10, é bizarro. Ainda mais que o primeiro filme acima dele é O Chamado e, apesar de gostar muito de O Chamado, O Enigma é trocentos milhões de vezes melhor (Ficou meio claro que não quiseram colocar 2 filmes do Carpenter no Top 10).

3 -Sou dos que não gostou do Hereditário, então ver ele no Top 10 junto de Alien, Iluminado, Halloween, A Hora do Pesadelo e etc, acho heresia. Desculpe. Se fosse pra colocar um filme recente no top 10, ficaria com o Corra ou Nós, ou até A Bruxa que apareceu na lista, apesar de não ser também meu filme favorito, seria melhor que Hereditário.

 

** Sem falar de terem colocado O Grito nessa lista (mesmo como "menção honrosa"), mas isso pretendo fingir que nem vi...

Link to comment
Share on other sites

03/11

Livrai-nos do Mal (Deliver Us From Evil, Dir.: Scott Derrickson, 2014) 2/4

220px-Deliver_Us_from_Evil_(2014_film)_p

Filme policial-religioso até que eficiente, não tem maiores problemas, mas também não vai muito alto. Fiquei com impressão que seguraram muito o confronto final, mas na hora que veio, foi algo simples, sem maiores complicações para a resolução. Só no final fui descobrir que direção era do Scott Derrickson, e vendo que ele fez algo maior como Sinister/A Entidade, esse aqui soou como ponto baixo dele. Mas acho que uma continuação (filme ou seriado) poderia render bem, com a dupla ali investigando casos amaldiçoados (até achei que o filme foi feito com esse objetivo, mas a sequel não veio).

Link to comment
Share on other sites

On 11/3/2020 at 11:38 AM, Jailcante said:

Começando meu festival de Halloween até Sexta-feira 13.

30/10

Halloween 5 - A Vingança de Michael Myers (Halloween 5 - The Revenge of Michael Myers, Dir.: Dominic Otherin-Girard, 1989) 2/4

220px-Halloween5poster.jpg

Segunda vez que vejo o filme, primeira vez foi nos anos 1990 quando passou na Band. E acabei vendo que não o odeio tanto quanto imaginava. Não faz parte dos filmes ruins da série (passa perto), apesar de também não fica perto dos bons. Fica num limbo ali no meio entre os bons e ruins. Problema maior é que tiveram essa ideia de seita que controla o Myers e aqui só introduziram isso, não vai muito avante, pra trabalhar "melhor" na Parte 6. Como essa ideia não deu certa, esse filme acabou ficando inutilizado também. Mas ainda carrega um tom bom do filme anterior, apesar de certas dumbices no roteiro. 

 Acho um filme bem ruinzinho da série (mas verdade seja dita, longe dos piores). Fica meio na média, mas tendendo mais pro negativo do que pro positivo, até por que os filmes do Michael que vieram antes desse são muito legais, e esse aqui é bem "nhé". Mas é um filme bem mal dirigido; desperdiça a Rachel que era uma personagem legal do filme anterior, e tem aquele gancho pra continuação que ninguém entende muito bem o que rolou.

 

On 11/3/2020 at 11:38 AM, Jailcante said:

C

 

31/10

Midsommar- O Mal não Espera a Noite (Midsommar, Dir.: Ari Aster, 2019) 1/4

200px-Midsommar_2019.png

Apesar da fotografia interessante, achei história óbvia e meio desinteressante. Tem uma certa pompa na execução, mas traz todos clichês do gêneros, sem conseguir disfarçar isso, como personagens inúteis que estão ali só pra morrer, e outros que são burros demais.

SPOILER: particularmente, não curto filmes com seitas, então já me perdeu um pouco nisso aí.

 

 

 

Esse aqui eu já curti mais do que o anterior desse diretor, o badaladissimo HEREDITÁRIO (mas que não desceu pra mim)

Quote

01/11

A Hora da Sua Morte (Countdown, Dir.: Justin Dec, 2019) 1/4

220px-Countdown2019MoviePoster.jpg

Não me chateou, até porque não dava pra esperar grande coisa. Mas até achei interessante misturar algo místico com tecnologia atual, execução que é meio frouxa e tudo vai pro nada. 

Spoiler: Considero como furo maior no roteiro, de como a morte age de forma independente (como a pessoa já tava datada pra morrer, o demônio lá não teria como agir nisso, só a morte), então, a menina tentar matar alguém que não estava na hora, ou até tentar se matar antes, não teria como isso rolar (mas demônio lá teria que ter que ter ponto fraco, daí socaram isso pra existir o final).

 Esse é bem esquecível mesmo. Até diverte, mas é deletado logo depois. Mas eu acho interessante o modo como encontraram uma "fraqueza" do vilão através do lance do tempo da morte.

 

 

Link to comment
Share on other sites

17 hours ago, Questão said:

Esse aqui eu já curti mais do que o anterior desse diretor, o badaladissimo HEREDITÁRIO (mas que não desceu pra mim)

Também não curto Hereditário, mas não saberia dizer qual deles seria pior pra mim. Aqui tem fotografia e certo clima de positivo, no Hereditário, tem a Tony Colete surtada e a cena da menina no carro, que é meio chocante. Enfim, não sei. 

**E ambos tem seitas, esse diretor deve ter tesão nesse tema...

Link to comment
Share on other sites

04/11

1922 (1922, Dir.: Zak Hilditch, 2017) 3/4

1922_-_Filme_de_2017.png

 

Veio na época das boas adaptações do Stephen King, e acaba tendo uma execução muito boa. Curioso que o tom terror é mais pro final, até lá é um conto sobre o fazendeiro que resolve matar mulher pra ficar com as terras delas, e as consequências disso.

Link to comment
Share on other sites

 

 Visto OPEN GRAVE

 

Crítica | Tumba Aberta (2013)

 

   Na trama, um homem (Sharlto Copley) acorda em uma cova aberta repleta de corpos sem se lembrar de quem é ou de como foi parar ali. Ao se arrastar para fora, ele encontra um grupo de pessoas em uma cabana  no meio do nada, que também não tem memória de quem são ou do que aconteceu. Enquanto o grupo tenta encontrar uma forma de sobreviver, passam a desconfiar que um deles é o responsável pela situação em que se encontram.

 Este thriller pós apocalíptico dirigido por Gonzalo Lopez Gallego e escrito a quatro mãos por Eddie e Chris Borey até começa bem, estabelecendo um mistério interessante sobre o que aconteceu com o grupo de personagens principais, e estabelecendo um clima de desconfiança interessante entre eles, mas acaba se perdendo na falta de ritmo. A chave para qualquer  thriller pós apocalíptico bem sucedido é fazer com que o espectador crie empatia com os personagens, e ai está a grande falha do filme de Gallego, já que nosso grupo de desconhecidos desmemoriados parecem agir em nome de dinâmicas anteriores instintivas que nem eles ( e nem o espectador) conhecem. A afiliação com o subgênero dos zumbis lá no meio da narrativa, através do surgimento de pessoas infectadas também é mal aproveitada pela obra, e o 3º ato acaba sendo sabotado por ser todo construído em torno do romance vivido pelo personagem de Copley e Sharon (Erin Richards) que não possuem química alguma.

 Pra não dizer que não gostei de nada, a fotografia de José David Montero é bonita e evocativa, conseguindo transmitir o clima sujo típico dos filmes de zumbi, mas ainda assim conseguindo atingir alguma beleza estética. Embora esteja longe de ser horrível, OPEN GRAVE é um filme que termina dando a impressão de que é bem maior do que é, o que nunca é um bom sinal.

 

Visto O GUARDIÃO INVISÍVEL

 

O Guardião Invisível poster - Poster 1 - AdoroCinema

 

  Na trama, a inspetora Amaia Salazar (Marta Etura) retorna para a sua cidade natal após anos fora para investigar os crimes cometidos por um serial killer que está matando garotas adolescentes da região.  A medida em que se aprofunda no caso, Amaia se vê forçada a enfrentar os seus próprios traumas do passado envolvendo a mãe abusiva, ao mesmo tempo em que passa a desconfiar que o assassino possa ser alguém próximo.

  O GUARDIÃO INVISÍVEL é um eficiente thriller policial de suspense espanhol, com leves flertes com o terror. Dirigido por Fernando Gonzales Molina, a partir de um roteiro escrito por Luiso Berdejo (de INSENSÍVEIS), o filme está tão preocupado em desenvolver a sua protagonista (muito bem defendida pela talentosa Marta Etura) quanto em trabalhar o seu mistério central, criando intersecções interessantes entre os dois plots. Isso não significa que o roteiro não tenha os seus problemas, na verdade, ele tem bastante. O filme inclui a desnecessária figura de um mentor americano para Amaia (vivido por Colin McFarlane), que basicamente dá conselhos pseudopsicológicos para inspira-la a tomar certas decisões; além de por na história invasivos ganchos para uma sequência (o filme é baseado em um exemplar de uma série de livros) que distraem o espectador.

 

 O GUARDIÃO INVISÍVEL entretanto, consegue superar o seu roteiro trôpego pelo grande elenco, que conduz intensidade aos seus personagens, e pela direção segura de Fernando Gonzales Molina, que constrói uma atmosfera lúgubre e envolvente para a narrativa, não permitindo que o espectador perceba as mais de duas horas de projeção. A direção de fotografia de Flavio Martinez Labiano (que tem no currículo a foto de filmes como O DIA DA BESTA e AGUAS RASAS) também merece elogios, por tornar as paisagens constantemente chuvosas e enevoadas do vilarejo espanhol e de seus bosques, belas, mas ameaçadores. No fim, mais um bom exemplar do gênero vindo da espanha.

  

Link to comment
Share on other sites

On 10/29/2020 at 5:09 PM, Questão said:

Terror social fruto direto da era pós Jordan Peele no cinema de terror, mas que acaba não ficando a altura de sua proposta. Talvez eu tivesse curtido mais se os trailers já não tivessem entregue a grande reviravolta da história.

Assiste His House, da Netflix, esse pega mais o jeito terror social do Peel com responsa..

Link to comment
Share on other sites

On 11/5/2020 at 10:47 AM, Jailcante said:

04/11

1922 (1922, Dir.: Zak Hilditch, 2017) 3/4

1922_-_Filme_de_2017.png

 

Veio na época das boas adaptações do Stephen King, e acaba tendo uma execução muito boa. Curioso que o tom terror é mais pro final, até lá é um conto sobre o fazendeiro que resolve matar mulher pra ficar com as terras delas, e as consequências disso.

 

 Não curti muito esse quando assisti, mas a atuação do Thomas Jane é incrível aqui. O cara praticamente carrega o filme nas costas pra mim.

 

22 hours ago, Jorge Soto said:

Assiste His House, da Netflix, esse pega mais o jeito terror social do Peel com responsa..

Já tá na lista?

Link to comment
Share on other sites

05/11

Cargo (Cargo, Dir.: Ben Howling and Yolanda Ramke, 2017) 4/4

Cargo2017poster.jpg

Gostei muito desse aqui. É um filme de zumbis, sem zumbis. Filme foca muito na jornada do personagem principal, e já nota que não precisava muito os zumbis apareceram mesmo (e ele está numa área que não tem tanto zumbis assim). Gostei muito da ambientação, atores, história e etc. Enfim, foi melhor filme que vi nessa minha maratona até aqui.

Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, Jailcante said:

05/11

Cargo (Cargo, Dir.: Ben Howling and Yolanda Ramke, 2017) 4/4

Gostei muito desse aqui. É um filme de zumbis, sem zumbis. Filme foca muito na jornada do personagem principal, e já nota que não precisava muito os zumbis apareceram mesmo (e ele está numa área que não tem tanto zumbis assim). Gostei muito da ambientação, atores, história e etc. Enfim, foi melhor filme que vi nessa minha maratona até aqui.

eu ja nao curti... curti bem mais o curta no qual se baseou...ele nao enrola e vai direto ao ponto..

acho que se nao tivesse assistido o curta quiçá gostasse mais desse da Netflix..

 

Link to comment
Share on other sites

 

 Visto KADAVER

 

 Cadaver (2020) - IMDb

 

  Na trama, em um futuro apocalíptico, devastado por uma guerra nuclear, uma família formada por um casal de ex atores, Leonora e Jacob (Gitte Witt e Thomas Gullestad), e pela filha pequena Alice (Tuva Olivia Remman) tentam sobreviver em um mundo com pouquíssimos recursos e comida. Certo dia, eles são convidados para participar de um evento em um luxuoso hotel para uma noite de comida e teatro, mas os seus benfeitores possuem intenções macabras.

  KADAVER revela-se um eficiente terror pós apocalíptico noruêgues da Netflix, com leves tintas sociais; uma boa condução de suspense; e um uso inteligente da arte da atuação dentro da estrutura da narrativa. Escrito e dirigido por Jarand Herdal, o filme constrói o seu mundo de forma eficiente, mesmo que um tanto óbvia, ao retratar o mundo devastado como um lugar cinzento e sombrio; com a predominância de cores fria. Este 1º ato constrói de forma interessante a dinâmica do casal, com o pai atuando de forma pragmática, enquanto a mãe adota uma postura mais esperançosa, com a arte sendo a única coisa que impede a pequena Alice de se entregar ao medo e a depressão.

 Quando a família é convidada ao hotel, Leonora sente-se imediatamente atraída pela esperança que o evento representa, apesar das desconfianças de Jacob, e não podemos culpa-la completamente. O hotel com seu ambiente opulento e brilhante; dominado por cores quentes como o vermelho e o dourado surge como um mundo á parte dentro daquele cenário desesperançoso, prometendo arte e otimismo. Claro, como a casa de doces de "João e Maria", ou o colorido pais das maravilhas de 'Alice no Pais das Maravilhas" (referenciado diretamente aqui) as cores são apenas o chamariz para algo mortal, com os vilões usando a arte da atuação como arma, ao ponto que tanto os nossos protagonistas quanto nós mesmos ficamos muitas vezes em dúvida sobre o que é real ou não. Enxuto e seus oitenta e pouco minutinhos, KADÁVER é um filme muito eficiente naquilo que se propõe, entregando uma história envolvente com conceitos macabros, boa ambientação, e personagens com quem nos importamos.

 

Visto RIGOR MORTIS

 

Rigor Mortis | Trailer oficial e sinopse - Café com Filme

 

   Na trama, Siu Ho Chin (Si Ho Chin) é um ex ator em depressão, que muda-se para um prédio decadente, onde planeja se suicidar. Mas chegando lá, ele descobre que o seu novo apartamento é assombrado pelo espírito de duas gémeas vingativas; e que uma senhora idosa (Hee Ching Paw) ao tentar trazer o marido morto de volta á vida, o transformou em um vampiro. Agora, Siu deve unir forças a um feiticeiro alcoólatra (Anthony Chan) para deter as ameaças.

  RIGOR MORTIS é thriller de ação e horror chinês, dirigido por Juno Mak a partir de um roteiro escrito a quatro mãos por Lai Yin Leung e Philip Yung. O roteiro atira para todos os lados; entregando desde o horror mais tradicional, com uma violência bastante crua e direta; para então mudar completamente a chave, e entregar um horror de ação com direito á golpes de arte marcial e truques mágicos que deixariam os ocidentais BLADE e CONSTANTINE com inveja. Há uma grande confusão de estilos no filme de Juno Mak, mas que de forma bastante improvável, acaba funcionando em meio á sua anarquia estilística.

  RIGOR MORTIS funciona por duas grandes razões. A primeira é que o visual do filme é muito legal, ajudando a construir o microverso daquele edifício e seus moradores estranhos. Destaque deve ser dado também a construção visual do vampirão, cuja mascara que utiliza para manter-se sob controle remete diretamente a algo saído da mente de Guilhermo Del Toro, enquanto o seu visual final lembra mais os vampiros nojentos estilo Nosferatu do que a tradicional figura sedutora do sangue suga. O segundo motivo é o bom elenco, que em meio a tantos elementos narrativos e bizarrices conseguem dar veracidade e carisma aos seus personagens, além de real carga dramática, com destaque para o feiticeiro decadente de Anthony Chan, e a viúva que tenta trazer o marido de volta a vida. A reviravolta no final, embora faça sentido, acaba criando um sentimento de "ah, qual é", mas no fim, é um filme que vale a conferida pela experiência despirocada.

Link to comment
Share on other sites

06/11

Temple (idem, Dir.: Michael Barrett, 2017) 1/4

images?q=tbn:ANd9GcQ96GMuqzwHKh3tR7hb9Bp

 

Três jovens vão ao Japão visitar um templo amaldiçoado.

Achei um filme meio nulo. Não é ruim propriamente, mas não traz nada de novo ou minimamente interessante (Reconheço que o assisti porque só tem 1h18min de duração e estava querendo ver algo meio rápido mesmo na sexta, então fui ver esperando nada e foi um nada que me entregaram, no fim das contas).

 

07/11

A Perfeição (The Perfection, Dir.: Richard Shepard, 2019) 3/4

The_Perfection_film_poster.jpg

Uma violoncelista que tinha abandonado carreira para cuidar da mãe, tenta voltar a profissão depois que mãe morre. Ela acaba tendo relacionamento com a garota que a substituiu no passado.

Esse eu gostei porque tem um plot twist atrás do outro. O primeiro é meio óbvio, os outros nem tanto. Até achei que funcionou bem no geral toda movimentação que o roteiro faz.

 

08/11

Aniquilação (Annihilation, Dir.: Alex Garland, 2018) 1/4

Annihilation.jpg

 

Grupo militar vai investigar misterioso evento que ocorreu num farol.

Outro que achei meio nulo. Mistura A Chegada (chegada de um alienígena misterioso na terra) com Predador/Aliens (grupo militar indo investigar o caso), mas sem maior inspiração de fazer algo novo, ou relevante disso. Ritmo lento estraga já que público alvo talvez queria algo com mais ação e menos bla blá blá. É assistível mas bem esquecível.

Link to comment
Share on other sites

Meus boxes Slashers Vol. 8 e Giallo Vol. 9 chegaram. Então, vou terminar minha maratona de filmes de terror esse semana com uns slasherzinhos. Ainda bem, porque já deu uma canseira esses filmes do catálogo da Netflix (desculpe a sinceridade, Netflix, mas é meio difícil achar uns filmes decentes nesse seu catálogo aí, fia). 

Link to comment
Share on other sites

09/11

Pânico ao Anoitecer (The Town that Dreaded Sundown, Dir.: Charlie B. Pierce, 1976) 2/4

36b092f155bca72d54845fecebe3cb9c.jpg

 

Achei esse filme bastante curioso. Não sei se poderíamos chamá-lo de slasher, mas tem algumas cenas de slasher que nitidamente serviram de inspiração pra filmes futuros do gênero (principalmente, Sexta-feira 13 Parte 2, Jason tem visu igual ao assassino daqui, entre outras coisas). Este seria mais um filme policial já que o foco é a investigação da polícia pra descobrir a identidade do assassino, baseado numa história real (fazem questão de frisar isso o tempo todo no material de marketing e no começo do filme). Problema é que as partes 'slasher' e 'policial' são bem distintas. As de slashers, apesar de não serem tão sanguinolentas, são cruéis e bem tensas, parece mesmo Sexta-feira 13; já as partes 'policiais' não são tão tensas ou sóbrias como deveriam ser, acabam ficando muito leves por, basicamente, 2 motivos: 1-tem narração. Fica aparecendo aquele vídeos educacionais de tanto que o narrador mastiga a história pro público. 2- Tem um personagem bem cômico ali, protagonizando uma cenas dignas dos filmes do Burt Reinolds (como a série Agarra-me Se Puderes). Então, fica 2 partes conflitantes ali, uma mais hardcore e outra bem leve. Parece 2 filmes distintos. De qualquer forma, achei interessante. Não dá pra dizer que não foi um filme que inspirou o gênero (apesar de não ser muito em si, um slasher).

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...