Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

 

Tópico para ansiosos. Tópico para fanáticos. Tópico para apostadores. Tópico para quem ama cinema. Tópico de tradição do site Cinema em Cena. Acompanharemos mais uma temporada de festivais, prêmios de crítica, polêmicas sociais, números de bilheterias, e o eterno duelo cinema de prosa versus cinema de poesia. O que veremos neste ano? Quais filmes chegarão lá? Surpresa, ou frustração, quem sairá com uma das cobiçadas estatuetas douradas nas mãos?

Em uma temporada que promete ser historicamente marcada pelos desafios impensáveis de uma pandemia, o cinema, como indústria, terá de se adaptar para continuar existindo. Reagendamentos, cancelamentos, lançamentos apenas em streaming, são mais do que esperados. Afinal, o mundo comunitário nunca mais será o mesmo. Inclusive a própria cerimônia, sendo muito pessimista, pode nem mesmo acontecer do jeito que a conhecemos...

Com a ajuda dos sites IMDB, Awards Daily,  AwardsWatch, do texto e pesquisa deste que vos escreve, e, sobretudo, das informações e texto do excelente Termometrooscar (os quais tive de corrigir equívocos em alguns casos), eis a lista de alguns dos prováveis contendores, dos, posso dizê-lo, eventuais sobreviventes:

 

MANK: Diretor: David Fincher Elenco: Gary Oldman, Lily Collins, Amanda Seyfried

A biografia do roteirista Herman J. Mankiewicz e suas batalhas com o autor Orson Welles pelo crédito do script de Cidadão Kane. Netflix.

DUNA: Diretor: Denis Villeneuve Elenco: Timothée Chalamet, Oscar Isaac, Rebecca Fergunson

Paul Atreides (Timothée Chalamet) é um jovem homem cuja família toma controle do planeta deserto Arrakis, também conhecido como Duna. O planeta é a única fonte da especiaria melange, a substância mais importante do cosmos. Arrakis, no entanto, se prova ser um planeta nem um pouco fácil de governar.  Baseada no livro de ficção científica de Frank Herbert.

TENET: Diretor: Christopher Nolan Elenco: Robert Pattinson, John David Washington, Elizabeth Debicki, Aaron Taylor-Jhonson

Um épico de ação, que se passa em sete países diferentes, dentro do mundo da espionagem.

HILLBILLY ELEGY: Diretor: Ron Howard Elenco: Gabriel Basso, Amy Adams, Glenn Close

Baseado no livro de J. D. Vance, é uma mistura de memórias e teoria social, que procura levantar explicações para a decadência econômica de uma região dos Estados Unidos, habitada por "caipiras", os votantes de Trump. Apenas o autor, hoje um celebrado advogado e jornalista, conseguirá escapar do imobilismo social e dos dramas terríveis de uma família para lá de conturbada. Netflix

BLONDE: Diretor: Andrew Dominik Elenco: Ana de Armas, Adrien Brody

Marilyn Monroe, antes de ser Marilyn Monroe.

THE FRENCH DISPATCH: Diretor:  Wes Anderson Elenco: Tilda Swinton, Timothée Chalamet, Frances McDormand, Adrien Brody, Bill Murray, Benicio del Toro

Jornalistas americanos cobrindo as notícias europeias para a uma revista, The French Dispatch,em uma França pós-Segunda Guerra. 

WEST SIDE STORY: Diretor: Steven Spielberg Elenco: Ansel Egort, Rita Moreno, Rachel Zegler

Remake da obra-prima de 1961. Shakespeare, gangues, Nova York, música.

ON THE ROCKS: Diretora: Sofia Coppola Elenco: Bill Murray, Rashida Jones

Afastada de seu pai playboy há anos, uma jovem mãe resolve se reaproximar dele, em uma aventura pelas ruas de Nova York.

MACBETH: Diretor: Joel Cohen Elenco: Denzel Washington, Frances McDormand

Adaptação da famosa tragédia de Shakespeare. 

BERNSTEIN: Diretor: Bradley Cooper Elenco: Bradley Cooper, Carey Mulligan

Cinebiografia do compositor, músico e pianista Leonard Bernstein, autor de aclamados musicais da Broadway, como West Side Story, Peter Pan e Candice.  

GOOD MORNING, MIDNIGHT: Diretor:  George Clooney Elenco: George Clooney, Felicity Jones, Kyle Chandler

Conto pós-apocalíptico. Um cientista solitário no Ártico, tenta impedir que seus colegas astronautas voltem para casa, na qual ocorre uma misteriosa catástrofe global.  

NEWS OF THE WORLD: Diretor: Paul Greengrass Elenco: Tom Hanks, Helena Zengel

No ano de 1870, o Capitão Jefferson Kyle Kidd, um viúvo que já lutou em duas guerras, viaja através do Texas oferecendo notícias do mundo para as pessoas, apesar dos jornais estarem se tornando cada vez mais acessíveis. Ele aceita uma proposta em dinheiro de levar uma menina de 10 anos, Johanna, até seus familiares. Criada pela tribo Kiowa, ela não conhece seus tios e tenta escapar sempre que possível, mas acaba criando um vínculo com Kidd que força os dois a lidarem com difíceis escolhas sobre o futuro.  

STILLWATER: Diretor: Tom McCarthy Elenco: Matt Damon, Abigail Breslin

 Um pai viaja de Oklahoma para a França para ajudar sua filha que foi presa por assassinato.

THE TRIAL OF THE CHICAGO 7: Diretor: Aaron Sorkin Elenco: Sacha Baron Cohen, Eddie Redmayne, Seth Rogen, Frank Langella

O longa acompanha a manifestação anti-guerra do Vietnã, que interrompeu o congresso do partido Democrata em 1968. Ocorreram diversos confrontos entre a polícia e os participantes. Dezesseis pessoas foram indiciadas pelo ato.  

MINARI: Diretor: Lee Isaac Chun Elenco: Steve Yeun, Will Patton, Han Ye Ri

Enorme sucesso em Sundance, uma família coreana em busca do sonho americano na zona rural do Arkansas, durante os anos 80.  
 
NOMADLAND: Diretora: Chloé Zhao Elenco: Frances McDormand, David Strathairn
 
Uma mulher que, depois de perder tudo na Grande Recessão, embarca em uma jornada pelo oeste americano, vivendo como uma nômade.  

DA 5 BLOODS: Diretor: Spike Lee Elenco: Delroy Lindo, Giancarlo Esposito, Clarke Peters

 A história de quatro veteranos de guerra afro-americanos que voltam ao Vietnã à procura dos restos mortais de seu comandante - e de um tesouro enterrado. Netflix.
 
I`M THINKING OF ENDING THINGS: Diretor: Charlie Kaufman Elenco: Jesse Plemons, Jessey Buckley
 
 Uma mulher que está tentando descobrir como terminar com o namorado repensa sua vida, depois de um desvio inesperado

SOUL: Diretores: Pete Docter, Kemp Powers Elenco: vozes de Jamie Foxx, Tina Fey

Um professor de música de ensino fundamental está desanimado por não conseguir alcançar seu sonho de tocar no lendário clube de jazz The Blue Note, em Nova York. Quando um acidente o transporta para fora do seu corpo, fazendo com que ele exista em outra realidade na forma de sua alma, ele se vê forçado a embarcar em uma aventura ao lado da alma de uma criança que ainda está aprendendo sobre si. Animação Pixar.

AMMONITE: Diretora: Francis Lee Elenco: Saoirse Ronan, Kate Winslet

Drama romântico. Na Inglaterra da década de 1840, um infame caçador de fósseis e uma jovem enviada para convalescer à beira-mar desenvolvem um relacionamento intenso, alterando a vida de ambos para sempre.
 

THE PROM: Diretor: Ryan Murphy Elenco: Meryl Streep, Nicole Kidman

Uma trupe de estrelas de teatro hilariantes e auto-obcecadas se aglomera em uma pequena cidade conservadora de Indiana em apoio a uma garota do ensino médio que quer levar sua namorada ao baile.  
 
NEXT GOAL WINS: Diretor: Taika Waititi Elenco: Elizabeth Moss, Michael Fassbender
 
Adaptação do documentário britânico de futebol de 2014, que segue o técnico holandês Thomas Rongen, que tenta a tarefa quase impossível de transformar o time de futebol da Samoa Americana de perdedores perenes em vencedores.  

ANNETTE: Diretor: Leos Carax Elenco: Adam Driver, Marion Cotillard

Musical todo cantado. Um comediante de stand-up e sua esposa cantora de ópera têm uma filha de 2 anos com um presente surpreendente.  

C`MON C`MON: Diretor: Mike Mills Elenco: Joaquin Phoenix, Gaby Hoffman

Um artista e seu sobrinho embarcam em um road movie. Trama, além disso, desconhecida.

THE FATHER: Diretor: Florian Zeller Elenco: Anthony Hopkins, Olivia Colman

Baseado em uma peça teatral de enorme sucesso, um homem em luta contra a demência se muda com a filha, enquanto reveem a relação. Sucesso em Sundance.

THOSE WHO WISH ME DEAD: Diretor: Taylor Sheridan Elenco: Angelina Jolie, Nicholas Hoult

Uma testemunha de assassinato é perseguida por dois assassinos no deserto de Montana, enquanto um incêndio florestal ameaça consumir todos eles.
 
APOLO 10 1/2 Diretor: Richard Linklater Elenco: Avery Joy Davis, Nick Stevenson
 
Um romance de formação, no subúrbio de Houston, às vésperas da chegada do homem à lua.
 
RESPECT: Diretora: Liesl Tommy Elenco: Jennifer Hudson, Forest Whitaker, Mary J. Blige
 
Cinebiografia de Aretha Franklin.

SUPERNOVA: Diretor: Harry Macqueen Elenco: Colin Firth, Stanley Tucci

Sam e Tusker são parceiros de 20 anos, que viajam pela Inglaterra em seu antigo trailer visitando amigos, familiares e lugares do passado. Desde que Tusker foi diagnosticado com demência precoce, o tempo que passarão juntos é a coisa mais importante que eles têm.  

 

 
                                                                          AND THE OSCAR GOES TO...
 
Link to post
Share on other sites
  • Replies 150
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Detesto a maioria, gosto apenas de "Green Book" e "Mãe" (mas não para maiores prêmios).

BAFTA mudou a regra: Agora serão 6 indicados nas categorias de atuação; 6 em Direção; e 10 indicados para filmes britânicos.

PREVISÕES SETEMBRO/2020  BEST PICTURE 1. Nomadland 2. Mank 3.The Trial of the Chicago 7 4. One Night in Miami 5.  The French Dispatch 6. Dune 7. Soul 8. News of The World 9.  Th

Posted Images

Minha conhecida obsessão pelo Oscar instiga-me a ler os livros a serem adaptados para as telas.  Todo ano neste fórum faço um exercício de comparação entre literatura e cinema, e o que pode advir em matéria de Oscar.  Eis o que tenho a dizer, sem Spoiler!,  sobre:

Dune: livro "Duna", Autor: Frank Herbert. Editora: Aleph. 680 páginas. Mais ou menos $57.

Li essa ficção científica por pressão de um grande amigo, e não me arrependi. É uma história muito "grande", cheia de eventos. Fico pensando nas dificuldades técnicas, mas mais ainda na dificuldade de adaptação, para alinhavar tantos acontecimentos, tantos personagens, e, sobretudo, a comunicação entre os personagens, que, quem leu sabe, se dá sobretudo pela leitura do pensamento uns dos outros. Dito isso, é um ótimo divertimento, com um fundo ambiental importante, mas que tem um final, a meu ver, apressado demais. Lê-se um estirão, para então tudo terminar como num estalar de dedos. Minha única crítica ao livro.

Chances de Oscar: Filme, Diretor, Montagem, Roteiro Adaptado, Fotografia, Design de Produção, Efeitos Visuais, Trilha, Mixagem de Som, Edição de Som (parece que vão unificar as categorias).

Hillbilly Elegy: livro "Era uma vez um Sonho", Autor: J. D. Vance. Editora: Leya. 177 páginas. Mais ou menos $25.

Mistura de memórias do autor e teoria social. Foi um dos livros mais vendidos nos Estados Unidos, quando da eleição de Trump, pois serviu como uma lupa para entender o seu eleitorado interiorano. O livro tenta explicar a degradação social da comunidade dos Montes Apalaches, não somente pelo viés econômico, mas enquadrando outras questões como alcoolismo, como pouca preocupação educacional das famílias, pouco apoio social para evitar gravidez precoce, etc. Ou seja, traz de volta a questão do fracasso para níveis individuais e não apenas sociais. Na parte de memórias, a personagem da avó, a que realmente cria o autor, é uma mulher desbocada, grossa, valentona, e muito amável com o garoto - o alicerce da família. A mãe do garoto envolvia-se com múltiplos namorados e envolvia-se pesadamente com drogas. O garoto, o autor do livro, ao contrário, não sucumbe ao ambiente. Forma-se em uma grande Universidade e constrói uma grande trajetória para si.

Chances de Oscar: Atriz Coadjuvante para Glenn Close. Alguma chance remota em Roteiro Adaptado.

The Woman in the Window: livro "A Mulher na Janela", Autor: A. J. Finn. Editora: Arqueiro; 352 páginas. Mais ou menos $40

Não recomendo a leitura. E não o coloquei nos filmes candidatos acima, pois não vejo força de competição. É mais um texto de entretenimento, apenas razoável, mas que vendeu milhões, como pura "literatura de resposta". Uma mulher, com problemas com álcool, infeliz, que consegue enxergar a distância um crime em uma casa da vizinhança. Uma mistura de "A Garota no Trem" com "Janela Indiscreta". De qualquer forma, todos os analistas enxergam Amy Adams como possível indicada. Eu também, mas a uma distante quinta vaga, se bobear. A meu ver, as chances de Framboesa de Ouro são muito maiores.

Chances de Oscar: Muito longe, Atriz.

Link to post
Share on other sites

PREVISÕES ABRIL/2020 

BEST PICTURE
1. Da 5 Bloods
2. Nomadland
3. Mank
4. West Side Story
5. Dune
6. Tenet
7. Ammonite
8. News of The World
9.  The French Dispatch
10. Soul

BEST DIRECTOR
1. Chloé Zhao
2. Spike Lee
3. David Fincher
4. Steven Spielberg
5. Denis Villeneuve

BEST ACTOR
1. Chadwick Boseman - Da 5 Bloods
2. Anthony Hopkins - The Father
3. Tom Hanks - News of the World
4. Joaquin Phoenix - C`mon C`mon
5. Gary Oldman - Mank

BEST ACTRESS
1. Saoirse Ronan - Ammonite
2. Frances McDormand- Nomadland
3. Ana de Armas - Blonde
4. Rachel Zegler - West Side Story
5. Sidney Flanigan - Never Rarely Sometimes Always

BEST SUPPORTING ACTOR
1. David Strathairn - Nomadland
2. Tom Burke- Mank
3. Steven Yeun - Minari
4. Delroy Lindo - Da 5 Bloods
5. John David Washington - Tenet

BEST SUPPORTING ACTRESS
1. Glenn Close - Hillbilly Elegy
2. Kate Winslet - Ammonite
3. Olivia Colman - The Father
4. Toni Collette - I`m Thinking of Ending Things
5. Ariana deBose - West Side Story

BEST ORIGINAL SCREENPLAY
1. Da 5 Bloods
2. C`mon C`mon
3. Mank
4. The French Dispatch
5. Minari

BEST ADAPTED SCREENPLAY
1. Nomadland
2. West Side Story
3. The Father
4. News of the World
5. Dune

BEST CINEMATOGRAPHY
1. Dune - Greig Fraser
2. Nomadland - Joshua James Richards
3. West Side Story - Janusz Kaminski
4. Mank - Erik Messerschmidt
5. Tenet - Hoyte Van Hoytema

BEST COSTUME DESIGN
1. West Side Story - Paul Tazewell
2. The French Dispatch - Milena Canonero
3. Mank - Trish Summerville
4. Ammonite - Michael O`Connor
5. News of the World - Mark Bridges

BEST PRODUCTION DESIGN
1. West Side Story - Adam Stockhausen
2. Tenet - Nathan Crowley
3. Dune - Patrice Vermette
4. Mank - Donald Graham Burt
5. The French Dispatch - Adam Stockhausen

BEST FILM EDITING
1. Da 5 Bloods - Adam Gough
2. West Side Story - Michael Kahn & Sarah Broshar
3. News of the World - William Goldenberg
4. Dune - Joe Walker
5. Tenet - Jennifer Lame

BEST VISUAL EFFECTS

1. Dune
2. Tenet
3. Bios
4. Eternals
5. No time to Die

BEST MAKE UP AND HAIRSTYLING

1. The French Dispatch
2. Dune
3. West Side Story
4. Eternals
5. Aves de Rapina

BEST ORIGINAL SCORE
1. Dune - Hans Zimmer
2. The French Dispatch - Alexandre Desplat
3. Tenet - Ludwig Göransson
4. Soul - Trent Reznor & Atticus Ross
5. Da 5 Bloods - Terence Blanchard

BEST SOUND MIXING
1. West Side Story
2. Tenet
3. Dune
4. News of the World
5. No Time to Die

BEST SOUND EDITING
1. Tenet
2. Dune
3. West Side Story
4. News of the World
5. Da 5 Bloods

BEST ORIGINAL SONG
1. (...)
2. (...)
3. (...)
4. (...)
5. (...)

BEST ANIMATED FEATURE 
1. Soul
2. Onward
3. Wolfwalkers
4. Raya and The Last Dragon
5. Where is Annie Frankie?

BEST INTERNATIONAL FEATURE FILM
1. There is no Evil - Iran
2. Hidden Away - Italy
3. Undine - Germany
4. (...)
5. (...)

BEST DOCUMENTARY FEATURE
1. (...)
2. (...)
3. (...)
4. (...)
5. (...)

 

Link to post
Share on other sites
6 hours ago, Tensor said:

Desde já é minha torcida nesse primeiro momento. The Rider é top 10 da década pra mim.

Amei o filme, intelectualmente falando, mas aquela cena do cavalo é muito difícil pra mim. Não consigo ver de novo.

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

"Never, Rarely, Sometimes, Always" é um drama de Eliza Hittman (do ótimo "Ratos de Praia"), que fez sucesso em Sundance e ganhou o Urso de Prata em Berlim, no início do ano. Trata a questão do aborto enquanto "procedimento". O mais importante é mostrar como não é uma decisão fácil para a gestante adolescente ter que enfrentar a burocracia, meandros legislativos, as perguntas médicas (que, mesmo feitas com carinho pelo pessoal médico, colocam a pessoa na berlinda), os problemas de logística que surgem inesperadamente. Tudo se agrava, quando você é jovem, sem recursos, e tem uma família ausente. Repetindo: Não se avança à operação ou a pós-operação, nem se retroage à concepção, digamos assim. O foco é muito específico: a questão procedimental do aborto, o diagnóstico, a entrevista social, a tensão da véspera da operação...É um olhar novo sobre o tema.

Bem como é novo o foco sobre a legalidade, pois recorta ainda mais o tema: a questão do aborto em adolescentes, segundo diversos estados americanos. A garota precisa ir da Pensilvânia para Nova York, em busca da resolução de seu caso.

Eu não amei o filme, como imaginava. A primeira hora estava apenas sendo "ok" para mim, mas quando chega a cena em que esse belo título é justificado...Ual! Uma cena belíssima, que surpreende, e emociona. Valeu o filme. 

Em minha primeira lista de Previsões para o Oscar, coloquei o nome da atriz em quinto lugar para a indicação. Agora, depois de ver o filme, já não estou tão otimista. O nome de Sidney Flanigan vai frequentar as listas mais indie, com certeza. Mas a do Oscar, penso agora, já estará mais difícil.

Sidney Flanigan in Never Rarely Sometimes Always (2020)

Link to post
Share on other sites
16 hours ago, Big One said:

Até que enfim. Filmes em streaming serão considerados. 

 

 

OSCAR 2021 ACEITARÁ FILMES LANÇADOS PARA STREAMING, CONFIRA MUDANÇAS

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pela entrega do Oscar, anunciou nesta terça-feira (28) algumas mudanças inéditas para a próxima edição do prêmio mais famoso do mundo.As novidades implantadas pela Academia surgem como uma resposta à pandemia do coronavírus, que afetou diversos setores da indústria do entretenimento, incluindo os cinemas. Com tantos filmes sendo adiados e produções interrompidas, tem havido muitas perguntas sobre como será o Oscar de 2021 já que pouquíssimos filmes foram lançados até agora.
Agora, a Academia revelou que, pela primeira vez na história, permitirá que filmes que não foram lançados no cinema sejam elegíveis ao prêmio. Segundo um comunicado da instituição, longas que estavam planejados para chegar aos cinemas mas que fizerem sua estreia diretamente em serviços de streaming ou VOD (video on demand) poderão concorrer ao Oscar.
Apesar da Academia permitir há alguns anos que filmes da Netflix, por exemplo, sejam elegíveis à premiação, uma das regras do prêmio é que todos os filmes que almejam uma vaga no Oscar sejam exibidos pelo menos durante 7 dias em algum cinema de Los Angeles. Desde que existe, essa regra nunca havia sido alterada, até esse ano.
“A Academia acredita firmemente que não há maneira melhor de experimentar a magia dos filmes do que vê-los em um cinema. Nosso compromisso com isso é inalterado e inabalável. No entanto, a pandemia historicamente trágica do COVID-19 exige essa exceção temporária às nossas regras de elegibilidade para prêmios. A Academia apoia nossos membros e colegas durante esse período de incerteza. Reconhecemos a importância de seu trabalho ser visto e comemorado, especialmente agora, quando o público aprecia filmes mais do que nunca”, disse o presidente da Academia, David Rubin, e o CEO, Dawn Hudson.
A Academia também anunciou que irá mesclar as categorias de Mixagem e Edição de Som em uma categoria única. Também foi anunciado que a trilha sonora de um filme deve ser pelo menos 60% original para que o filme se qualifique à categoria de Melhor Trilha Sonora Original. Para sequências e filmes de franquia, a trilha sonora deve ter no mínimo 80% de músicas novas. É possível que mais mudanças no Oscar do próximo ano venham à medida que a pandemia de coronavírus se estende.

 

🤣

56af2e260ac6661c2f56a77348c8ea34e3123a5ae6bc8ff48312955141e1293a.jpg

Link to post
Share on other sites

Concordo com as modificações.

Em termos da unificação da categoria de Som, era o único departamento que gozava de uma subcategoria dentro de si, ainda que com um trabalho perfeitamente distinguível, que era premiada em separado. 

Acho que a alteração que eu mais gostei foi a de Trilha Sonora. Não dava mais pra indicar John Williams por mudanças apenas cosméticas em Star Wars.

Sobre a mudança principal, a desnecessidade temporária da exibição em sala de cinema: Notícia boa para o ótimo "Bad Education". Hugh Jackman e Allison Janney passam a ter muita chance de indicação.

 

Link to post
Share on other sites

Oscar muda regras e promete aumentar polêmica no cinema

admin, autor en - Página 221 de 646
Por conta de uma indefinição do futuro, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas decidiu fazer mudanças nas regras do Oscar 2021. Tudo acontece por causa do coronavírus (COVID-19).O conselho, formado por 54 pessoas, decidiu que filmes exibidos apenas no streaming podem concorrer ao Oscar 2021. Porém, a regra é temporária.
Cinemas do mundo inteiro, incluindo dos Estados Unidos, estão fechados por conta da pandemia. Até então, não há previsão para uma reabertura.
Antes, para concorrer ao prêmio, um filme precisava ser exibido por pelo menos 7 dias em Los Angeles (EUA).
Além dessa mudança, que chama bastante atenção, a Academia também unificou uma categoria para o Oscar 2021. Mixagem de Som e Edição de Som serão agora simplesmente Melhor Som.
Há uma grande polêmica em Hollywood por causa das plataformas de streaming. Nem todo mundo aprova o formato que se popularizou com a Netflix, que lança projetos diretamente na internet.
Por conta da polêmica, festivais, como o de Cannes, já chegaram até a banir filmes da Netflix, por exemplo. Muitos defendem que os longas devem passar pela telona antes de chegar ao serviço.
O Oscar 2021 procurou fugir da polêmica inicialmente. A academia deixou claro que a nova regra será retirada a partir do momento que os cinemas conseguirem reabrir.
“Em uma data a ser determinada pela Academia, e quando os cinemas reabrirem de acordo com as regras e critérios federais, estaduais e locais, essa exceção à regra não será mais válida. Todos os filmes lançados depois deverão estar de acordo com as exigências padrão de qualificação cinematográfica”, afirma o comunicado.
Em outro trecho, a organização do Oscar ainda afirma que “acredita que não há maneira mais mágica de apreciar um filme do que no cinema. Nosso compromisso com isso é imutável e inabalável”.

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

Estava vendo uma live com alguns gurus do Oscar, e fiquei impressionado com a reação deles quando alguém tocou na performance de Anthony Hopkins em "The Father": "Oh, my God; Oh, my God!!". Parece que é incrivelmente foda. 

Está em segundo na minha lista, apenas por que não faz campanha.

Link to post
Share on other sites

"Blonde" ficaria para 2021, segundo a IndieWire. Adeus, indicação da Ana de Armas.

"Da 5 Bloods" estrearia agora em junho na Netflix, já que não teve Cannes.

"Soul" parece que é maravilhoso. Vou colocá-lo na minha lista de indicados em Roteiro Original.

"Tenet" precisaria de pelo menos 80% das salas abertas nos Estado Unidos. Muito provável que adiem. Com isso, como num dominó, adia-se"Dune"?

MV5BZmVhYTAyMjctYjBiYy00ZGU3LTgzMDAtMjM2MDg2Nzc5OTg5XkEyXkFqcGdeQXVyNTIyNzc1MTY@._V1_SY1000_CR0,0,664,1000_AL_.jpg

Link to post
Share on other sites

ACADEMIA PENSA EM ADIAR O OSCAR 2021

Capa da Publicação

2020 não está sendo fácil. A crise do Coronavírus veio para afetar todas as esferas da vida pública e do entretenimento. Produções de filmes e séries estão sendo paralisadas, lançamentos no cinema estão sendo adiados e eventos continuam sendo suspensos ou cancelados. Poucas semanas após o anúncio de que o Oscar 2021 iria mudar as regras, foi anunciado que a cerimônia pode nem acontecer.De acordo com a Variety, várias fontes internas da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, a entidade que organiza e realiza a cerimônia do Oscar, a edição do ano que vem pode ser suspensa, devido à escassez de lançamentos. Além disso, outra preocupação da Academia é o próprio surto do Coronavírus, que ainda não sabemos se já terá passado até a cerimônia.“Muito provavelmente vai ser adiado”, disse uma das fontes da Variety. A cerimônia está prevista atualmente para o dia 28 de fevereiro de 2021, e deve premiar todos os filmes que forem lançados em 2020 – incluindo lançamentos de streaming. Embora esse adiamento ainda não tenha sido confirmado, é possível que a edição seja dada como perdida, e o Academy Awards só retorne às atividades em 2022.

 

Cancela e faz um 21/22😁 ou se for pra premiar so aquele ano entao não vai ter pro Sonic ou Homi Invisivel

Miniatura

 

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

Cá a lista de filmes selecionados para Cannes 2020, embora o evento tenha sido cancelado. Não haverá a edição física posterior, nem mesmo uma aventada edição virtual. Mas pelo que entendi da nota oficial, só o selo de Cannes já é importante para a (prejudicada) carreira desses mais de 50 filmes. O Brasil teria um filme representante, "Casa de Antiguidades" (embora não tenha sido divulgada em qual seção). Uma pena!

 

Confira a lista completa de selecionados abaixo:

  • The French Dispatch (Wes Anderson)
  • Ammonite (Francis Lee)
  • Summer of ’85 (François Ozon)
  • True Mothers (Naomi Kawase)
  • Mangrove(Steve McQueen)
  • Lover’s Rock (Steve McQueen)
  • Heaven (Im Sang-soo)
  • Peninsula (Sang-ho Yeun)
  • Aya and the Witch (Goro Miyazaki)
  • The Real Thing (Koji Fukada)
  • Soul (Pete Docter)
  • Druk (Another Round) (Thomas Vinterberg)
  • Last Words (Jonathan Nossiter)
  • DNA (Maïwenn)
  • El olvido que seremos (Fernando Trueba)
  • Des Hommes (Lucas Belvaux)
  • Passion Simple (Danielle Arbid)
  • Good Man (Marie-Castille Mention Schaar)
  • The Things We Say, the Things We Do (Emmanuel Mouret)
  • John and the Hole (Pascual Sisto)
  • Limbo (Ben Sharrock)
  • Here We Are (Nir Bergman)
  • Rouge (Farid Bentoumi)
  • Sweat (Magnus von Horn)
  • Teddy (Ludovic and Zoran Boukherma)
  • Un médecin de nuit (Elie Wajeman)
  • Enfant Terrible (Oskar Roehler)
  • Nadia, Butterfly (Pascal Plante)
  • Eight and a Half (Ann Hui, Sammo Kam-Bo Hung, Ringo Lam, Patrick Tam, Johnnie To, Hark Tsui, John Woo, Woo-Ping Yuen)
  • Falling (Viggo Mortensen)
  • Pleasure (Ninja Thyberg)
  • Slalom (Charlène Favier)
  • The Truffle Hunters (Michael Dweck and Gregory Kershaw)
  • Casa de Antiguidades (João Paulo Miranda Maria)
  • Broken Keys (Jimmy Keyrouz)
  • Ibrahim (Samuel Gueismi)
  • La mort du cinema et de mon pere aussi (Daniel Rosenberg)
  • Gagarine (Fanny Liatard, Jérémy Trouilh)
  • 16 Printemps (Suzanne Lindon)
  • Vaurien (Peter Dourountzis)
  • Garçon chiffon (Nicolas Maury)
  • Si Le Vent Tombe (Nora Martirosyan)
  • On the Way to the Billion (Dieudo Hamadi)
  • 9 Days at Raqqa (Xavier de Lauzanne)
  • Cévennes (Caroline Vignal)
  • Josep (Aurel)
  • French Tench (Bruno Podalydès)
  • Un Triomphe (Emmanuel Courcol)
  • Le Discours (Laurent Tirard)
  • L’Origine du Monde (Laurent Lafitte)
  • Flee (Jonas Poher Rasmussen)

 

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...