Jump to content
Forum Cinema em Cena

Oscar 2021: Previsões


SergioB.
 Share

Recommended Posts

68TH MOTION PICTURE SOUND EDITORS (MPSE) GOLDEN REEL AWARDS

WINNERS

FILMMAKER AWARD

George Miller

CAREER ACHIEVEMENT AWARD

Dennis Drummond

CATEGORY WINNERS (1 Tie)

Outstanding Achievement in Sound Editing – Feature Animation

Soul

Disney

Supervising Sound Editor: Coya Elliott, Ren Klyce

Sound Designer: Ren Klyce

Sound Effects Editors: Kimberly Patrick, Jonathan Stevens, Steve Orlando

Supervising Dialogue Editor: Cheryl Nardi

Foley Editors: Thom Brennan, Dee Selby

Foley Artists: John Roesch, MPSE; Shelley Roden, MPSE

Music Editors: Sally Boldt, Justin Pearson

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Feature Documentary

The Reason I Jump

Vulcan Productions

Supervising Sound Editor: Nick Ryan

Sound Effects Editors: Laurence Love Greed, Alexej Mungersdorff, Jack Wensley

Dialogue Editor: Jamie McPhee

Foley Editor: Srdjan Kurpjel

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Foreign Language Feature

The Eight Hundred

CMC Pictures

Supervising Sound Editor and Editor: Kang Fu

Sound Effects Editor: Steve Miller

Dialogue Editor: Ai Long Tan

Foley Artist: Lan Long

Music Editor: Fei Yu

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Feature Underscore

Tenet

Warner Bros.

Supervising Music Editor: Alex Gibson

Music Editor: Nicholas Fitzgerald

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Feature Musical

Eurovision Song Contest: The Story of the Fire Saga

Netflix

Music Editors: Allegra De Souza, Peter Oso Snell, MPSE; Jon Mooney

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Feature Dialogue / ADR

The Trial of the Chicago 7

Netflix

Supervising Sound and ADR Editor: Renee Tondelli

Dialogue Editors: Michael Hertlein, MPSE; Jeena Schoenke, Jon Michaels

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Feature Effects / Foley

Greyhound

Apple TV+

Supervising Sound Editors: Warren Shaw, Michael Minkler

Associate Supervising Sound Editor: Will Digby, MPSE

Sound Designers: Ann Scibelli, Jon Title

Sound Effects Editors: Jeff Sawyer, Richard Kitting, Odin Benitez, MPSE; Jason King

Foley Editor: Luke Gibleon

Foley Artist: Marko Costanzo

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Live Action Under 35:00

Servant: “2:00”

Apple TV+

Supervising Sound Editor: Sean Garnhart

Sound Effects Editor: Mark Filip

Dialogue Editor: Michael Feuser

Music Editor: Lesley Langs

Foley Editor: Julien Pirrie

Foley Artist: Gareth Rhys Jones

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Episodic Short Form – Music

Vikings: “The Best Laid Plans”

Amazon

Music Editors: Yuri Gorbachow, MPSE; Lise Beauchesne

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Episodic Short Form – Dialogue/ADR

Mandalorian S2: Chapter 13: The Jedi

Disney+

Supervising Sound Editors: Matthew Wood, David Acord

Dialogue Editor: Richard Quinn

ADR Editor: James Spencer

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Episodic Short Form – Effects / Foley

Mandalorian S2: Chapter 13: The Jedi

Disney+

Supervising Sound Editor: David Acord, Matthew Wood

Sound Effects Editors: Benjamin A. Burtt, J.R. Grubbs

Foley Editor: Richard Gould

Foley Artists: Ronni Brown, Jana Vance

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Episodic Long Form – Music

The Queen’s Gambit: “Adjournment”

Netflix

Music Editor: Tom Kramer

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Episodic Long Form – Dialogue / ADR

The Queen’s Gambit: “End Game”

Netflix

Supervising Sound Editors: Gregg Swiatlowski, Eric Hirsch

Sound Designer: Wylie Stateman

Dialogue Editors: Mary Ellen Porto, MPSE; Eric Hoehn

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Episodic Long Form – Effects / Foley

** TIE **

 

The Queen’s Gambit: “End Game”

Netflix

Supervising Sound Editors: Gregg Swiatlowski, Eric Hirsch

Sound Designer: Wylie Stateman, MPSE

Sound Effects Editors: Patrick Cicero, James David Redding III, Leo Marcil, Eric Hoehn

Foley Artist / Editor: Rachel Chancey

 

Star Trek: Picard “Et in Arcadia Ego, Part 2”

CBS All Access

Supervising Sound Editor: Matthew E. Taylor

Sound Designers: Tim Farrell, Harry Cohen, MPSE

Sound Effects Editor: Michael Schapiro

Foley Editors: Clay Weber, Darrin Mann

Foley Artists: Alyson Dee Moore, Chris Moriana

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Single Presentation

A Christmas Carol

FX

Supervising Sound Editor: Lee Walpole, MPSE

Sound Effects Editors: Saoirse Christopherson, Tom Stewart, Andy Kennedy

Dialogue Editor: Iain Wilkinson

Foley Artists: Catherine Thomas, Anna Wright

Music Editor: Cecile Tournesac

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Non-Theatrical Animation Long Form

Mortal Kombat Legends: “Scorpion’s Revenge”

Warner Bros. Animation

Supervising Sound Editors: Rob McIntyre, MPSE; D.J. Lynch

Supervising ADR Editor: Mark A. Keatts, MPSE

Sound Effects Editors: Lawrence Reyes, Roger Pallan, Ezra Walker

Dialogue Editors: Mike Garcia, MPSE; Kelly Foley Downs, David M. Cowan, Patrick Foley

Sound Designers: Marc Schmidt, Evan Dockter

ADR Editors: Mark Mercado, Jon Abelardo

Foley Editors: Roberto Allegria, Derek Swanson

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Non-Theatrical Documentary

Laurel Canyon: A Place in Time: “Episode 1”

EPIX/Amblin

Supervising Sound Editor: Jonathan Greber

Sound Effects Editor: Lucas Miller

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Non-Theatrical Feature

The Ultimate Playlist of Noise

Hulu

Supervising Sound Editor: Odin Benitez, MPSE

Supervising ADR Editor: Ryan Briley

Sound Designer: Russell Topal, MPSE

Foley Editor: Rustam Gimadlyev

Foley Artists: Bogdan Zavarzin, Natalia Syeryakova

Music Editor: Katerina Tolkishevskaya

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Computer Cinematic

The Last of Us Part II

Sony Interactive Entertainment

Supervising Sound Editor: Shannon Potter

Sound Effects Editors: Patrick Ginn, Kyle Bailey, Michael Finley, Chad Bedell, Eric Paulsen, Keith Bilderbeck, Jim Diaz

Foley Artists: Dawn Fintor, Alicia Stevenson

Audio Director: Robert Krekel

Sound Designers: Justin Mullens, Beau Jimenez, Neil Uchitel, Jesse Garcia, MPSE; Michael Marchisotto

Supervising Music Editors: Rob Goodson, Scott Shoemaker

Music Editors: Anthony Caruso, Tyler Crowder, Sonia Coronado, Adam Kallibjian, Adam Kallibjian, James Zolyak, Ted Kocher, Scott Bergstrom, Tao-Ping Chen

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Computer Interactive Game Play

The Last of Us Part II

Sony Interactive Entertainment

Audio Director: Robert Krekel

Supervising Sound Editor: Shannon Potter

Supervising Dialogue Editor: Maged Khalil Ragab

Supervising Music Editors: Rob Goodson, Scott Shoemaker

Sound Designers: Neil Uchitel, Beau Jimenez, Justin Mullens, Jesse Garcia, MPSE; Michael Marchisotto, Derek Brown, Jordan Denton

Dialogue Editors: Grayson Stone, Julius Kukla, Thomas Barrett, Jaime Marcelo, Erik Schmall, Duncan Brown, Cesar Marenco

Foley Editor: Eolyne Arnold, MPSE

Sound Effects Editors: Patrick Ginn, Michael Finley, Kyle Bailey

Music Editors: Anthony Caruso, Tyler Crowder, Tao-Ping Chen, Sonia Coronado, Adam Kallibjian, Samuel Marshall, James Zolyak, Ted Kocher, Scott Bergstrom

Foley Artists: Dawn Fintor, Alicia Stevenson

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Animation Short Form

Baba Yaga

Baobab Studios

Supervising Sound Editor: Scot Stafford

Sound Designers: Andrew Vernon, Jamey Scott, MPSE

Sound Effects Editor: Brendan Wolf

Music Editor: Rex Darnell

 

Outstanding Achievement in Sound Editing – Student Film (Verna Fields Award)

The Unknown

The National Film and Television School

Supervising Sound Editor: Yin Lee

Sound Designer: Yin Lee

Link to comment
Share on other sites

Chegamos ao final da temporada. Não podemos cravar quem será o ganhador em: Melhor Atriz, Curta Live Action, Roteiro Adaptado, Montagem, e Maquiagem & Cabelo.

Um ano terrível para o cinema, o pior da História. Em sua maior parte, sem bilheteria, sem bilheteiros (com isso, quero englobar todos os profissionais da indústria cultural), sem filmes, sem exibições, sem festivais, sem recepções, sem tapete vermelho...Adiamentos, cancelamentos, falências, e mortos. Muitos mortos. De Covid-19, do francês Philippe Nahon (de "Sozinho contra o Mundo"), a nossa Nicete Bruno. Mas a morte mais lembrada será a que conferirá - injustamente - um Oscar Póstumo. 

"O Brasil passou em branco novamente",  frase que repito há muitos anos. Há mais de vinte, sem indicações na principal categoria estrangeira. Tínhamos coisa melhor a mostrar do que o documentário "Babenco". Como eu digo todo ano: bem feito, toma na cabeça!!

Abaixo segue meu ranking top 10, considerando só filmes que mereceram alguma indicação. Logo o estupendo "First Cow", "Na Vastidão da Noite", "Never Rarely Sometimes Always", "The Assistant", ou o maravilhoso documentário "Boys State", alguns dos meus preferidos da temporada, ficam de foram das considerações. 

O filme que realmente encheu o meu cérebro (encher o cérebro é até um critério amoroso pra mim), que me emocionou verdadeiramente, que eu vi no dia, 02-01-2021, no conforto/aprisionamento do meu lar, refúgio contra a doença inapelável que grassa lá fora, encabeça a primeira posição:

 

Ranking top 10:

1) Nomadland

2) The Father

3) Promising Young Woman

4) Sound of Metal

5) My Octopus Teacher

6) White Eye

7)  Soul

8 ) Pieces of a Woman

9) Opera

10) Quo Vadis, Aida?

 

Menções Honrosas: "Borat: Subsequent MovieFilm"; "The White Tiger"; "Two Distant Strangers"; "Collective"; "Minari", "Ma Rainey`s Black Bottom"; "Feeling Through", "The Present"; "Hunger Ward", "A Love Song for Latasha", "Amor e Monstros".

 

Pior filme da temporada: "Music"!

Link to comment
Share on other sites

Ranking das 10 melhores cenas* do ano:

 

10) A personagem de Ellen Burstyn pedindo para a filha levantar a cabeça em "Pieces of a Woman"

9) O sufocamento em "Promising Young Woman"

8 ) O personagem de Delroy Lindo confessando para a câmera sua doença em "Da 5 Bloods"

7)  A cena do personagem de Gary Oldman forçosamente calado no jantar político em "Mank"

6) A personagem de Yuh-Jung Youn sendo resgatada na estrada no final de "Minari"

5) O retorno à casa fantasma de "Nomadland"

4) O final surdo de "Sound of Metal"

3) O polvo escapando para fora do mar ao fugir do tubarão em "My Octopus Teacher"

2) O choro como um bebê de Anthony Hopkins em "The Father"

1) A personagem de Maria Bakalova no quarto do hotel com Rudolph Giuliani em "Borat: Subsequent Movie Film"

 

Menções Honrosas:  A cena do jantar em "The Father"; A elegante escadaria pós-vida em "Soul"; Os deficientes subindo do jeito que podiam a escadaria do Congresso em "Crip Camp", a agressão do marido à personagem da Vanessa Kirb em "Pieces of a Woman"; A jovem com paralisia cerebral pedindo para ficar um pouco sozinha em "Crip Camp"; O polvo estendendo o tentáculo para o mergulhador em "My Octopus Teacher"; a cena de bateria do começo de "Sound of Metal"; a mãe reconhecendo os esqueletos em "Quo Vadis, Aida?"; As filmagens de dentro da boite em chamas em "Collective"; Carey Mulligan caminhando ao som de "Toxic" de Britney Spears em "Promising Young Woman".

 

Pior cena: Kate Hudson e Leslie Odom, Jr fazendo coreografias ridículas de nado artístico em uma piscina de plástico vermelho, em "Music".

 

* cena no sentido atécnico.

Link to comment
Share on other sites

PREVISÕES FINAIS: 22-04-2021

Minhas apostas em negrito, favoritos pessoais sublinhados!

MELHOR FILME:

Meu Pai

Judas e o Messias Negro

Mank

Minari

Nomadland

Bela Vingança

O Som do Silêncio

Os 7 de Chicago

 

MELHOR DIREÇÃO:

Thomas Vinterberg - Druk: Mais uma Rodada

David Fincher - Mank

Lee Isaac Chung - Minari

Chloé Zhao - Nomadland

Emerald Fennell - Bela Vingança

 

MELHOR ATOR:

Riz Ahmed - O Som do Silêncio

Chadwick Boseman - A Voz Suprema do Blues

Anthony Hopkins - Meu Pai

Gary Oldman - Mank

Steven Yeun - Minari

 

MELHOR ATRIZ:

Viola Davis - A Voz Suprema do Blues

Andra Day - Estados Unidos Vs Billie Holiday

Vanessa Kirby - Pieces of a Woman

Frances McDormand - Nomadland

Carey Mulligan - Bela Vingança

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE:

Sacha Baron Cohen - Os 7 de Chicago

Daniel Kaluuya - Judas e o Messias Negro

Leslie Odom Jr. - Uma Noite em Miami

Paul Raci - O Som do Silêncio

Lakeith Stanfield - Judas e o Messias Negro

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE:

Maria Bakalova - Borat: Fita de Cinema Seguinte

Glenn Close - Era uma Vez um Sonho

Olivia Colman - Meu Pai

Amanda Seyfried - Mank

Yuh-Jung Youn - Minari

 

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO:

Borat: Fita de Cinema Seguinte

Meu Pai

Nomadland

Uma Noite em Miami

O Tigre Branco

 

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL:

Judas e o Messias Negro

Minari

Bela Vingança

O Som do Silêncio

Os 7 de Chicago

 

MELHOR CURTA-METRAGEM:

Feeling Through

The Letter Room

The Present

Two Distant Strangers

White Eye

 

MELHOR ANIMAÇÃO:

Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica

A Caminho da Lua

Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca

Soul

Wolfwalkers

 

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO:

Burrow

Genius Loci

If Anything Happens I Love You

Opera

Yes-People

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO:

Collective

Crip Camp: Revolução pela Inclusão

The Mole Agent

Professor Polvo

Time

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO DE CURTA-METRAGEM:

Collete

A Concerto is a Conversation

Do Not Split

Hunger Ward

A Love Song for Latasha

 

MELHOR FILME INTERNACIONAL:

Druk: Mais uma Rodada (Dinamarca)

Better Days (Hong Kong)

Collective (Romênia)

O Homem que Vendeu Sua Pele (Tunísia)

Quo Vadis, Aida? (Bósnia)

 

MELHOR FOTOGRAFIA:

Judas e o Messias Negro

Mank

Relatos do Mundo

Nomadland

Os 7 de Chicago

 

MELHOR MONTAGEM:

Meu Pai

Nomadland

Bela Vingança

O Som do Silêncio

Os 7 de Chicago

 

MELHORES EFEITOS VISUAIS:

Love and Monsters

O Céu da Meia-Noite

Mulan

O Grande Ivan

Tenet

 

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL:

Terence Blanchard - Destacamento Blood

Trent Reznor e Atticus Ross - Mank

Emile Mosseri - Minari

James Newton Howard - Relatos do Mundo

Trent Reznor, Atticus Ross e Jon Batiste - Soul

 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL:

“Fight for You” - Judas e o Messias Negro

“Hear my Voice” - Os 7 de Chicago

“Husavik” - Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars

“Io Sí” - Rosa e Momo

“Speak Now” - Uma Noite em Miami

 

MELHOR SOM:

Greyhound

Mank

Relatos do Mundo

Soul

O Som do Silêncio

 

MELHOR FIGURINO:

Emma

A Voz Suprema do Blues

Mank

Mulan

Pinóquio

 

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM:

Emma

Era uma Vez um Sonho

A Voz Suprema do Blues

Mank

Pinóquio

 

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO:

Meu Pai

A Voz Suprema do Blues

Mank

Relatos do Mundo

Tenet

 

 
 
 
Link to comment
Share on other sites

2021 Independent Spirit Award Winners:

 

FEATURE CATEGORIES

BEST FEATURE (Award given to the producer. Executive Producers are not awarded.)

Nomadland
Producers: Mollye Asher, Dan Janvey, Frances McDormand, Peter Spears, Chloé Zhao

BEST DIRECTOR

Chloé Zhao
Nomadland

BEST FEMALE LEAD

Carey Mulligan
Promising Young Woman

BEST MALE LEAD

Riz Ahmed
Sound of Metal

BEST SUPPORTING FEMALE

Youn Yuh-jung
Minari

BEST SUPPORTING MALE

Paul Raci
Sound of Metal

BEST FIRST FEATURE (Award given to director and producer)

Sound of Metal
Director: Darius Marder
Producers: Bill Benz, Kathy Benz, Bert Hamelinck, Sacha Ben Harroche

BEST SCREENPLAY

Emerald Fennell
Promising Young Woman

BEST FIRST SCREENPLAY

Andy Siara
Palm Springs

BEST DOCUMENTARY (Award given to the director and producer)

Crip Camp
Directors/Producers: Jim LeBrecht, Nicole Newnham
Producer: Sara Bolder

ROBERT ALTMAN AWARD – Given to one film’s director, casting director and ensemble cast

One Night in Miami…
Director: Regina King
Casting Directors: Kimberly R. Hardin
Ensemble Cast: Kingsley Ben-Adir, Eli Goree, Aldis Hodge, Leslie Odom Jr.

JOHN CASSAVETES AWARD – Given to the best feature made for under $500,000 (Award given to the writer, director and producer. Executive Producers are not awarded.)

Residue
Writer/Director: Merawi Gerima

BEST CINEMATOGRAPHY

Joshua James Richards
Nomadland

BEST EDITING

Chloé Zhao
Nomadland

BEST INTERNATIONAL FILM (Award given to the director)

Quo Vadis, Aida?
Bosnia and Herzegovina
Director: Jasmila Žbanić

PRODUCERS AWARD – The Producers Award, now in its 24th year, honors emerging producers who, despite highly limited resources, demonstrate the creativity, tenacity and vision required to produce quality independent films.

Gerry Kim

SOMEONE TO WATCH AWARD – The Someone to Watch Award, now in its 27th year, recognizes a talented filmmaker of singular vision who has not yet received appropriate recognition.

Ekwa Msangi
Director of Farewell Amor

TRUER THAN FICTION AWARD – The Truer Than Fiction Award, now in its 26th year, is presented to an emerging director of non-fiction features who has not yet received significant recognition.

Elegance Bratton
Director of Pier Kids

Link to comment
Share on other sites

23 minutes ago, SergioB. said:

Pablo não soltou sua tradicional lista de previsões e nem fará live neste ano. 

 

Acho que o Pablo meio que se perdeu. O envolvimento dele com outras questões, principalmente políticas (além de problemas que não sabemos que ele pode estar passando), tirou o foco dele.

Ele era para ser uma referência nacional

Link to comment
Share on other sites

17 minutes ago, conan said:

Acho que o Pablo meio que se perdeu. O envolvimento dele com outras questões, principalmente políticas (além de problemas que não sabemos que ele pode estar passando), tirou o foco dele.

Ele era para ser uma referência nacional

Pois é, eu gostava mais dele qdo era imparcial e sabia diferenciar cinema e política..  mas agora se vc pergunta o que achou de Liga da Justiça periga ele enfiar o Bozo no meio.. 🤣

E se preparem pra ver o intérprete do Pantera Negra faturar de Melhor Ator póstumo... os mimizentos tempos atuais estão ditando isso, embora o justo seria premiar o eterno Hanibal Lecter, infinitamente superior ao Panteroso.. 

Link to comment
Share on other sites

32 minutes ago, Jorge Soto said:

Pois é, eu gostava mais dele qdo era imparcial e sabia diferenciar cinema e política..  mas agora se vc pergunta o que achou de Liga da Justiça periga ele enfiar o Bozo no meio.. 🤣

E se preparem pra ver o intérprete do Pantera Negra faturar de Melhor Ator póstumo... os mimizentos tempos atuais estão ditando isso, embora o justo seria premiar o eterno Hanibal Lecter, infinitamente superior ao Panteroso.. 

Se posicionar em determinadas questões é ok. É o direito de qualquer um. Mas ele converteu as redes sociais quase que exclusivamente em plataformas de opinião política. Ele deixou de falar sobre algo que ele entende para falar de coisas que não é a área dele. E muitas vezes de forma até agressiva.

Digo isso como alguém que compartilha a agenda política dele (e compartilha a revolta com certas coisas).

Se ele investisse em vídeos no youtube de crítica e análise ele teria um público enorme. Esse espaço vem sendo ocupado por uma galera muito boa de serviço.

Link to comment
Share on other sites

Queria muito que o Anthony Hopkins ganhasse. Mas entendo o Boseman ganhar.

Oscar sempre foi campanha mais do que tudo, né. Não seria a primeira vez (e não será a última). Mas em comparação com os anos anteriores, está longe de ser uma injustiça absurda. É super compreensível.

Mas qualquer cinéfilo torce pelo Anthony, não tem jeito.

Link to comment
Share on other sites

4 hours ago, Big One said:

Cara, o Harrison ford apareceu no Oscar...ele está bem velhinho....e ainda querem fazer mais um Indiana Jones....agora estou duvidando se dá pra fazer..

Acho que não é possível, muito debilitado pela idade avançada, em Star Wars se acidentou nas gravações...Mestre Harrison está muito vovô já, precisaria ser um papel bem especifico, coerente com sua idade e de forma a coadunar com a limitação física que todos nós passamos nessa fase da vida.  

Link to comment
Share on other sites

5 hours ago, sabonho said:

Acho que não é possível, muito debilitado pela idade avançada, em Star Wars se acidentou nas gravações...Mestre Harrison está muito vovô já, precisaria ser um papel bem especifico, coerente com sua idade e de forma a coadunar com a limitação física que todos nós passamos nessa fase da vida.  

Ford provavelmente vai aparecer no filme pra passar o manto (no caso, o chicote e o chapéu) pro seu sucessor..

Link to comment
Share on other sites

13 hours ago, conan said:

Queria muito que o Anthony Hopkins ganhasse. Mas entendo o Boseman ganhar.

Oscar sempre foi campanha mais do que tudo, né. Não seria a primeira vez (e não será a última). Mas em comparação com os anos anteriores, está longe de ser uma injustiça absurda. É super compreensível.

Mas qualquer cinéfilo torce pelo Anthony, não tem jeito.

Foi uma surpresa..mas Hopkins ganhou....

Link to comment
Share on other sites

ANTHONY HOPKINS HOMENAGEIA CHADWICK BOSEMAN EM DISCURSO APÓS VITÓRIA NO OSCAR

Em um vídeo postado nessa segunda-feira de manhã, Anthony Hopkins – que não compareceu à cerimônia do Oscar 2021 – fez seu discurso, reconhecendo Chadwick Boseman, que era o favorito para o prêmio, e agradecendo pela estatueta de Melhor Ator por Meu Pai. Segundo o agente de Hopkinks, o ator estava dormindo quando foi anunciado como vencedor da categoria, já que eram 4 horas da manhã no Pais de Gales.
No vídeo, ele admite: “Com 83 anos de idade, eu não esperava receber esse prêmio. Eu realmente não esperava. Sou muito grato à Academia, e obrigado”.
O ator também fez um reconhecimento especial para o falecido Chadwick Boseman, que muitos acreditavam que seria o grande vencedor da categoria por sua atuação em A Voz Suprema do Blues. 
“Eu quero prestar uma homenagem para Chadwick Boseman, que foi tirado de nós cedo demais. Eu realmente não esperava isso. Então eu me sinto muito privilegiado e honrado. Obrigado”. 
Essa ocasião marca a segunda vez que Hopkins ganha um Oscar de Melhor Ator, a outra foi por O Silêncio dos Inocentes, que marcou ele no papel do Dr. Hannibal Lecter.
Este ano, na categoria de Melhor Ator, estavam indicados Riz Ahmed, por O Som do Silêncio; Anthony Hopkins, por Meu Pai; Gary Oldman, por Mank; Steven Yeun, por Minari; e Chadwick Boseman, por A Voz Suprema do Blues.
Apesar de muitos esperarem uma premiação póstuma de Chadwick, que faleceu logo antes da estreia de seu último papel — o controverso compositor Levee Green de A Voz Suprema do Blues — a vitória de Anthony Hopkins foi bastante merecida. Em Meu Pai, ele interpretou o difícil papel de Anthony, um senhor que sofria de Alzheimer.

https://www.instagram.com/p/COHpbqpHcqY/

Link to comment
Share on other sites

Watchmojo fez um top com 10 filmes que são odiados por terem ganho o Oscar de melhor filme. Não são necessariamente ruins, mas tinham competidores ali bem melhores nos seus devidos anos.

 

10.Gente como a Gente (1980) - Levou no lugar de O Homem Elefante e Touro Indomável

9.Paciente Inglês (1996) - Levou no lugar de Jerry McGuire A Grande Virada e Fargo

8.O Discurso do Rei (2010) - Levou no lugar de A Rede Social, Cisne Negro, O Vencedor e A Origem

7.Entre Dois Amores (1985) - Levou no lugar de A Cor Púrpura

6.Conduzindo Miss Daisy (1989) Levou no lugar de Nascido em 4 de Julho, A Sociedade dos Poetas Mortos, Campo do Sonhos e Meu Pé Esquerdo

5.Green Book O Guia (2018) - Levou no lugar de Roma e Nasce um Estrela

4.Beleza Americana (1999) - Levou no lugar de A Espera de um Milagre

3.Como Era Verde Meu Vale (1941) - Levou no lugar de Cidadão Kane

2.Shakespeare Apaixonado (1998) - Levou no lugar de O Resgate do Soldado Ryan

1.Crash No Limite (2004) - Levou no lugar de O Segredo de Brockback Mountain

 

Menções Honrosas: O Maior Espetáculo da Terra (1952); O Artista (2011); Uma Mente Brilhante (2001); Dança com Lobos (1990)

Link to comment
Share on other sites

na contramao do Oscar... os vencedores do Framboesa..

Vale notar que ‘Dolittle‘, com Robert Downey Jr., acabou recebendo várias indicações, além da produção da DC ‘Mulher-Maravilha 1984‘.

Pior Filme
365 Dias
Absolute Proof
Dolittle
A Ilha da Fantasia
Music

Pior Ator
Robert Downey Jr – Dolittle
Mike Lindell – Absolute Proof
Michele Morrone – 365 Dias
Adam Sandler – O Halloween do Hubie
David Spade – A Missy Errada

Pior Atriz
Anne Hathaway – A Última Coisa que ele Queria e Convenção das Bruxas
Katie Holmes – Boneco do Mal 2 e O Segredo: Ouse Sonhar
Kate Hudson – Music
Lauren Lapkus – A Missy Errada
Anna-Maria Sieklucka – 365 Dias

Pior Atriz Coadjuvante
Glenn Close – Era Uma Vez Um Sonho
Lucy Hale – A Ilha da Fantasia
Maggie Q – A Ilha da Fantasia
Kristen Wiig – Mulher-Maravilha 1984
Maddie Ziegler – Music

Pior Ator Coadjuvante
Chevy Chase – The Very Excellent Mr. Dundee
Rudy Giuliani (Como Ele Mesmo) – Borat: Fita de Cinema Seguinte
Shia LeBeouf – The Tax Collector
Arnold Schwarzenegger – A Máscara de Ferro
Bruce Willis – Breach, Hard Kill e Sobreviver à Noite

Pior Combinação em Tela
Maria Bakalova e Rudy Giuliani – Borat: Fita de Cinema Seguinte
Robert Downey Jr. e seu sotaque nada convincente – Dolittle
Harrison Ford e seu cachorro em CGI totalmente falso – O Chamado da Floresta
Lauren Lapkus e David Spade – A Missy Errada
Adam Sandler e aquela voz irritante – O Halloween do Hubie

Pior Diretor(a)
Charles Band – Barbie e Kendra Storm Area 51, Barbie e Kendra Save the Tiger King e Corona Zombies
Barbara Bialowas e Tomasz Mandes – 365 Dias
Stephen Gaghan – Dolittle
Ron Howard – Era Uma Vez Um Sonho
Sia – Music

Pior Roteiro
365 Dias
Barbie e Kendra Storm Area 51, Barbie e Kendra Save the Tiger King e Corona Zombies
Dolittle
A Ilha da Fantasia
Era Uma Vez Um Sonho

Pior Sequência, Remake, Prelúdio ou Cópia Descarada
365 Dias (Remake Polonês/Cópia Descarada de 50 Tons de Cinza)
Dolittle (Remake)
A Ilha da Fantasia (Remake/Releitura)
O Halloween do Hubie (Remake/Plágio Descarado de ‘O Bobo e a Fera’)
Mulher-Maravilha 1984 (Sequência)
 

Link to comment
Share on other sites

Nem o Anthony e nem a Francis tinham ideia que iriam ganhar. O Anthony, nem foi, nem fez link, só no dia seguinte é que ficou sabendo e fez esse vídeo. Já a Francis, nitidamente, não bolou um discurso. Acabou falando qualquer coisa ali no palco e saiu rápido.

Link to comment
Share on other sites

Vencedores:

MELHOR FILME

MELHOR DIREÇÃO

MELHOR ATOR

MELHOR ATRIZ

MELHOR ATOR COADJUVANTE

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

MELHOR CURTA-METRAGEM

  • Feeling Through

  • The Letter Room

  • The Present

  • Two Distant Strangers

  • White Eye

MELHOR ANIMAÇÃO

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO

  • Burrow

  • Genius Loci

  • If Anything Happens I Love You

  • Opera

  • Yes-People

MELHOR DOCUMENTÁRIO

  • Collective

  • Crip Camp: Revolução pela Inclusão

  • The Mole Agent

  • Professor Polvo

  • Time

MELHOR DOCUMENTÁRIO DE CURTA-METRAGEM

  • Collete

  • A Concerto is a Conversation

  • Do Not Split

  • Hunger Ward

  • A Love Song for Latasha

MELHOR FILME INTERNACIONAL

  • Druk: Mais uma Rodada (Dinamarca)

  • Better Days (Hong Kong)

  • Collective (Romênia)

  • O Homem que Vendeu Sua Pele (Tunísia)

  • Quo Vadis, Aida? (Bósnia)

MELHOR FOTOGRAFIA

MELHOR MONTAGEM

MELHORES EFEITOS VISUAIS

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL

  • Terence Blanchard - Destacamento Blood

  • Trent Reznor e Atticus Ross - Mank

  • Emile Mosseri - Minari

  • James Newton Howard - Relatos do Mundo

  • Trent Reznor, Atticus Ross e Jon Batiste - Soul

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

MELHOR SOM

MELHOR FIGURINO

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

 

 
 
 
 

 
 

 
 
 
 

 

Link to comment
Share on other sites

Achei a cerimônia um desastre, talvez a pior coisa que o Steven Soderbergh já tenha dirigido - E olha que tem fortes candidatos! A melhor coisa dela foi ter existido, um triunfo da capacidade americana de organizar, vacinar, testar, e fazer as coisas rodarem. Entregaram!

Gostei, também, claro, dos resultados em si, pois "Nomadland", e "The Father" foram os meus filmes preferidos da temporada. Comecei vibrando pelo acerto em Roteiro Adaptado, mas pulei da cadeira com a vitória do Hopkins. Não se pode confundir homenagem com o prêmio em si. O melhor ator ganhou. Pronto e acabou. Como deveria ser sempre. Sem ficar conjecturando se é mulher, se é asiática, se é velho, se é negro. Eu nunca usei esses critérios e nunca vou usar, embora o jornalismo hoje seja refém dessas narrativas e eduque gerações para pensar dessa maneira. Esse texto público esconde apenas que as pessoas simplesmente não viram os filmes, e se contentam com as superfícies das coisas. 

Gostei muito do iniciozinho da cerimônia, mas logo percebi que ali estava mais para um palavroso jantar beneficente do que para um espetáculo visual (Que dirá um "filme", como pretensiosamente o diretor implantou na impresa). Achei desanimado. Por que as pessoas não se levantavam para aplaudir de pé? Achei muito engessado. Depois, percebemos como os vídeos ajudam a dizer com imagens, e não com palavras, as ideias. O cinema é exatamente isso: contar histórias com imagens. Por que naquele segmento com o Bong Joon-ho LERAM o que os diretores pensavam sobre que é dirigir um filme? Ler? Colocassem os próprios falando! Umas coisas básicas...Básico também foram os erros dos (poucos) câmeras! Muitas filmagens de lado! Transições demoradas! E, pra fechar o básico, é claro que Melhor Filme tem de vir por último! Socorro! A pretensão das pessoas é tão grande que querem reiventar a roda! Isso tudo, claro, com o objetivo claro de deixar uma ovação para o Boseman ao final. Deu errado! Ninguém se elege de véspera. A cerimônia foi finalizada em anticlímax pelo "dj". Horrível!

Mas nada mais ridículo do que aquela trívia! O que foi aquilo? Que vergonha! 10 minutos perdidos com aquela bobagem, deixaram o "In Memoria" tão curto e desrespeitoso. Olivia de Havilland apareceu em um nanosegundo.

A única menção ao Brasil ficou para "Cidade de Deus", eleito como um dos filmes preferidos de um dos roteiristas de "Judas e o Messias Negro", e que influenciou sua carreira.

Errei a previsão de maquiagem e Cabelo, por que acreditei que os votantes teriam visto pelo menos alguns minutos de "Pinóquio". Não dá pra comparar, um roubo! Errei também Curta de Documentário, sendo que nunca deve-se ir contra a temática do Holocausto. No futuro, alguém poderá se perguntar por que a vitória de Frances McDormand teve tintas de surpresa se ela estava no provável Best Picture, ora. O argumento contrário sempre foi "três estatuetas é muito", mas o três acontece. Aconteceu.

No mais, odiei a cerimônia! Porque odeio esse "novo normal", com todas as forças. Nem segurar as estatuetas os vencedores queriam....

No mais, como se diz em "Nomadland", o justo vencedor, "a gente se encontra na estrada"!

 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...