Jump to content
Forum Cinema em Cena

São Paulo Futebol Clube


Recommended Posts

  • Replies 4k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Bicio, num grampo telefônico pegaram um membro da Mancha como principal responsável pelo lance do gás. Só que a investigação emperrou, e quem manda na delegacia é o Della Monica.

Não sei pq caralhos as pessoas andam acreditando até nesse furo do Milton Neves sobre o show da Madonna. Impressionante...06

Do blog do Juca:

O mais que estranho 'caso Tardelli'

Escândalos de arbitragem no Brasil não são e nunca foram novidade.

Só na gestão de Ricardo Teixeira este que envolve Goiás x São Paulo é o quarto, considerados o "caso Ivens Mendes", a adulteração da súmula ordenada por Armando Marques no "caso Loebeling", o "caso Edílson" e agora este caso.

Sobram diversas indagações.

1. Como se intercepta um envelope com dinheiro para um árbitro?;

2. Que história é essa de que além do dinheiro havia também convites para o show da Madonna?;

3. Mais importante, se Ricardo Teixeira sabe quem é o autor da coisa toda, por que só divulgará na segunda-feira?.

O que se sabe é que o São Paulo já tinha manifestado preocupação com a escalação de Wagner Tardelli e que foi tranquilizado pela CBF.

Agora estoura isso.

Fosse com time meu só entraria em campo com tudo esclarecido.

O São Paulo já chia: o árbitro Jailson Macedo Freitas, da Bahia, que apitará a partida contra o Goiás, foi o único a marcar um tiro livre indireto por seis segundos de retenção de bola da parte do goleiro no Brasileirão 2008.

Marcou para o Grêmio, no Olímpico, em jogo que o tricolor gaúcho perdia por 1 a 0 para o Figueirense e empatou o jogo como fruto da cobrança da falta, que não aconteceu.

Leia o que este blog publicou a respeito, então, no dia 2 de novembro: "Enquanto o tricolor paulista ganhava bem, o Grêmio sofria um gol do Figueirense aos 8 minutos do primeiro tempo e só empatava no fim do primeiro tempo, graças à invenção do árbitro que viu o goleiro catarinense ficar mais de 6 segundos com a bola, coisa que ninguém marca, mas, pior, coisa que não aconteceu."

O presidente CBF teria sido alertado pelo presidente da FPF sobre o tal envelope para Wagner Tardelli.

O presidente do São Paulo se dá apenas formalmente com o presidente da FPF.

Ao fundo, a Copa de 2014 no Morumbi.

Este blogueiro não ficará surpreso se, na segunda-feira, a CBF devolver à FPF o abacaxi que recebeu hoje.

Um abacaxi cada vez mais com cara de laranja.

Link to post
Share on other sites

 

 

Bicio' date=' num grampo telefônico pegaram um membro da Mancha como principal responsável pelo lance do gás. Só que a investigação emperrou, e quem manda na delegacia é o Della Monica.

Não sei pq caralhos as pessoas andam acreditando até nesse furo do Milton Neves sobre o show da Madonna. Impressionante...06

Do blog do Juca:

O mais que estranho 'caso Tardelli'

Escândalos de arbitragem no Brasil não são e nunca foram novidade.

Só na gestão de Ricardo Teixeira este que envolve Goiás x São Paulo é o quarto, considerados o "caso Ivens Mendes", a adulteração da súmula ordenada por Armando Marques no "caso Loebeling", o "caso Edílson" e agora este caso.

Sobram diversas indagações.

1. Como se intercepta um envelope com dinheiro para um árbitro?;

2. Que história é essa de que além do dinheiro havia também convites para o show da Madonna?;

3. Mais importante, se Ricardo Teixeira sabe quem é o autor da coisa toda, por que só divulgará na segunda-feira?.

O que se sabe é que o São Paulo já tinha manifestado preocupação com a escalação de Wagner Tardelli e que foi tranquilizado pela CBF.

Agora estoura isso.

Fosse com time meu só entraria em campo com tudo esclarecido.

O São Paulo já chia: o árbitro Jailson Macedo Freitas, da Bahia, que apitará a partida contra o Goiás, foi o único a marcar um tiro livre indireto por seis segundos de retenção de bola da parte do goleiro no Brasileirão 2008.

Marcou para o Grêmio, no Olímpico, em jogo que o tricolor gaúcho perdia por 1 a 0 para o Figueirense e empatou o jogo como fruto da cobrança da falta, que não aconteceu.

Leia o que este blog publicou a respeito, então, no dia 2 de novembro: "Enquanto o tricolor paulista ganhava bem, o Grêmio sofria um gol do Figueirense aos 8 minutos do primeiro tempo e só empatava no fim do primeiro tempo, graças à invenção do árbitro que viu o goleiro catarinense ficar mais de 6 segundos com a bola, coisa que ninguém marca, mas, pior, coisa que não aconteceu."

O presidente CBF teria sido alertado pelo presidente da FPF sobre o tal envelope para Wagner Tardelli.

O presidente do São Paulo se dá apenas formalmente com o presidente da FPF.

Ao fundo, a Copa de 2014 no Morumbi.

Este blogueiro não ficará surpreso se, na segunda-feira, a CBF devolver à FPF o abacaxi que recebeu hoje.

Um abacaxi cada vez mais com cara de laranja.

[/quote']

 

Um pouco offf do debate, mas indiretamente tem a ver...

  Irritante essa conversa mole e chororô do jogo do Figueirense. A regra existe, se os outros não marcam, reclame-se com eles, não com o cara q marcou. Naquele momento do jogo o Figueira vencia por 1x0 e o goleiro Wilson propositalmente, pra fazer correr o tempo q estava a favor do seu time, demorava pra repor a bola toda vez q fazia uma defesa. Por duas vezes foi advertido pelo juiz pra q repusesse a bola em jogo sem enrolar.  Continuou enrolando. Na TV (não lembro qual canal, mas deve ter até no Youtube) colocaram um crônometro no vídeo pra verificar, e o cara fica sim , contados no relógio, mais de 6 segundos com a bola!! FATO, FICOU MAIS DE 6 SEGUNDOS COM A BOLA!!  Ok, foi bem pouco mais de 6 segundos,  foi preciosismo do juiz mas não foi nenhum roubo, invenção ou atentado à regra. Evidente q o cara deve ter contado mentalmente o tempo e não cuidado no relógio, já q tem q ficar de olho no resto docampo. Contando assim é possível q na hora ele tenha achado q passou mais tempo do q realmente passou, mas o FATO é q Wilson reteve a bola por mais de 6 segundos e o juis simplesmente aplicou a regra!

Highlander2008-12-07 11:08:15

Link to post
Share on other sites

Se tá na regra tem que marcar, o que disseram foi o Wilson não chegou a cometer a infração. Mas vc diz, então...

 

E agora:

 

07/12/2008 - 11h35

Após 'caso Tardelli', São Paulo rompe relações com FPF

Jorge Corrêa
Em Brasília (DF)

A polêmica envolvendo o afastamento do árbitro Wagner Tardelli da partida entre Goiás e São Paulo ganhou mais um capítulo na manhã deste domingo. O clube do Morumbi anunciou que rompeu relações com a Federação Paulista de Futebol (FPF) e com seu presidente, Marco Polo del Nero, depois de descobrir que a denúncia de uma suposta tentativa de suborno partiu da entidade.

CASO 'TARDELLI' RENDE CAPÍTULOS

Ricardo%20Nogueira/Folha%20Imagem

Leco quer apuração plena, mas diz que não há clima para qualquer relação com a FPF

Folha%20Imagem

Polêmico afastamento de Tardelli ganhou mais um capítulo na manhã deste domingo

ico_ler.gifCASO TARDELLI LEMBRA 2005

ico_ler.gifGRÊMIO APONTA BR SOB SUSPEITA

ico_ler.gifSÃO PAULO FAZ 'DECISÃO' QUENTE

ico_ler.gifEQUIPE INAUGURA EMBAIXADA

ico_ler.gifLEIA MAIS NOTÍCIAS DO SÃO PAULO

"Não sei como vai ser daqui para frente. Só queremos uma apuração plena, já que a denúncia partiu lá de dentro. Rompemos relações e, além disso, não há mais clima para qualquer tipo de conversa", disse Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, vice-presidente de Futebol do São Paulo, que ainda explicou à reportagem do UOL Esporte que a participação do time no Campeonato Paulista de 2009 não está em risco.

Segundo o cartola são-paulino, a irritação da diretoria tricolor se deve ao fato de nem a FPF e nem o presidente terem falado sobre o caso com o clube. "Antes de ir à CBF, ele [Marco Polo] deveria ter falado com o seu filiado, ainda mais um filiado importante como o São Paulo. Foi um comportamento inaceitável por parte da FPF. Nosso presidente dentro da FPF deixa o cargo. A afirmação que acabo de fazer é a posição do São Paulo definida após conversa com o presidente Juvenal Juvêncio, que fez todos os contatos possíveis", disse Leco, em entrevista a rádio 'Jovem Pan'

"É uma situação surpreendente, que nos pegou de surpresa, e simplesmente visou trazer instabilidade ao nosso time antes de uma partida tão importante quanto essa. Agora já sabemos como tudo aconteceu nos bastidores. Sabemos que isso partiu do presidente da Federação Paulista de Futebol, com quem já rompemos. Ele gerou um fato que traz suspeitas sobre um grande clube como o São Paulo", continuou.

O próprio site do Ministério Público do Estado de São Paulo já divulgou um comunicado explicando que na última sexta-feira, Marco Polo del Nero "procurou os promotores do Grupo de Atuação Especial de Prevenção e Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), núcleo da Capital, que atuaram no caso da chamada 'Máfia do Apito'".

"O presidente da FPF relatou, na ocasião, sua preocupação com relação à suposta tentativa de manipulação de resultado do jogo entre Goiás e São Paulo, válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro, a ser disputado neste domingo", completa a nota, que ainda diz que o MP-SP não vai mais se manifestar sobre o assunto até que ele seja apurado.

 

 

Romper definitivamente com Del Nero e esses putos seria bom.  

 

E ainda saiu mais isso aqui:

 

Caso Tardelli-5

A versão que parece definitiva para o "caso Tardelli", que poderia ser chamado de "caso Pilatos":

Reinaldo Carneiro Bastos, vice-presidente da Federação Paulista de Futebol, pediu ingressos para o show da Madonna que acontecerá no Morumbi.

A direção do São Paulo mandou, devidamente protocolado, como cortezia.

Marco Polo del Nero, presidente da FPF, soube, e ligou para Ricardo Teixeira, para fazer uma intriga, para mostrar, segundo uma fonte na CBF, "que o São Paulo está sempre fazendo essas coisas, que não deveria, ainda mais na véspera de uma decisão".

Daí o rompimento do São Paulo com a FPF, anunciado na manhã deste domingo.

Teixeira, preocupado com sua imagem que imagina ser hoje melhor do que foi ontem, consultou seus assessores midiáticos, Mário Rosa e Rodrigo Paiva, que o aconselharam,  pelo sim, pelo não, a cortar o mal pela raiz e afastar o árbitro, única pessoa que poderia lhe trazer problemas. 

E o cartola cogita, amanhã, mandar a FPF se explicar, até porque Nero conseguiu, no ano em que a CBF ganhou a Copa de 2014 no Brasil, estragar o climax do seu campeonato nacional.

Mais ou menos como botar fogo em Roma.

rubysun2008-12-07 13:23:54
Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

Announcements


×
×
  • Create New...