Jump to content
Forum Cinema em Cena

Onde, Como e Quando Você Despertou Para o Cinema?


Forasteiro
 Share

Recommended Posts

  • Replies 72
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 

 

 

 

Eu não acredito que tivemos a mesma idéia. Eu estava vindo criar este tópico, seu safado.

 

Quanto a minha história ...

 

Meu pai adora cinema e quando eu era pequeno, me introduziu a esta incrível arte. Além de me exibir filmes que adora, ele me jogou na frente do computador, no já falido site E-Pipoca, onde conheci Rubens Ewald Filho e comecei a analisar cinema de uma nova forma. Mais tarde, quando o E-Pipoca afundou, meu pai me mostrou um novo site muito melhor, que eu e ele acompanhamos até hoje: o Cinema em Cena. Mais tarde, conheci o Fórum e o resto vocês já podem pressupor.

Engraxador!2006-11-21 20:52:20

Link to comment
Share on other sites

Hmmm.... legal o tópico..

 

Eu sempre gostei de filmes. Alugava quase que toda a semana um ou dois. Mas foi quando eu assisti Sinais (filme que me marcou muito) que comecei a me interessar. Isso porque fiquei fã do Shyamalan, já que eu tinha gostado muito de Sexto Sentido e de Corpo Fechado.

Também gostava do Brian de Palma, apesar de ter visto poucos filmes dele (desde pequeno gosto de Missão Impossível e quando assisti Os Intocáveis eu virei meio que fã dele também).

Comecei a pesquisar mais sobres os dois diretores e adivinha o que os dois tinham em comum? Alfred Hitchcock. Fui atraz de alguns de seus filmes, como Os Pássaros, Janela Indiscreta (indicado por minha mãe) e Psicose. Adorei todos.

Alguns amigos me indicaram O Poderoso Chefão. Preciso dizer se gostei?

E no começo deste ano assisti Laranja Mecânica, de um diretor que eu já tinha assitido alguns filmes dele, mas apartir dai se tornou meu preferido: Stanley Kubrick.

 

Ai estão os marcos da minha vida cinematográfica. Lógico que vi muitas outras coisas boas que eu não coloquei ai. Mas foi assim que eu me interessei pela 7ª arte. 05
Link to comment
Share on other sites

Bem, pode parecer meio estranho, mas comecei a me interessar realmente por cinema com as críticas do Pablo. Acho que eu li algumas e não entendia como se podia enxergar tantas coisas em um único filme. Então fui tentando um "caminho", algo como uma introdução ao cinema. Os filmes que ele dava 4 ou 5 estrelas, eu corria e locava. E são centenas as críticas dele. Depois lia a crítica, e procurava ver oq concordava ou não... Até hj, isso é um dos treinos que faço p/ não parar minha mente, já que não estou estudando. Não sou um crítico, sei disso. Mas gosto de cinema. Isso tem uns dois anos somente. Quando leio alguns posts aqui, acho incrível o conhecimento de alguns sobre cinema. E sua própria capacidade em escrever sobre isso.

Link to comment
Share on other sites

Match Point, do Woody Allen.

aluguei no mesmo dia que Amaldiçoados, e vi o tempo que eu estava jogando fora, Match Point agora é um dos meus filmes preferidos e Amaldiçoados um dos que mais odeio... além disso a internet me ajudou, minha prima que gosta de cinema também, começei a anotar os filmes que via com notas, enfim várias coisas.

Link to comment
Share on other sites

Sou aficcionado por cinema praticamente desde que nasci. Nem sei se posso delimitar uma época em que começei a me interessar de verdade. Porém, o que posso afirmar é que, há alguns anos atrás, em uma revisão de "Os Caçadores da Arca Perdida" (acho que tinha uns 13 anos), resolvi investir em uma profundidade maior de meu conhecimento cinematográfico, onde, automaticamente, passei a ler muito sobre a sétima arte e, obviamente, começei a pesquisar obras de importância histórica e filmografia de diretores. Posso dizer que, a partir deste ponto, tornei-me um cinéfilo de ofício. Antes, era apenas um amante da arte.

Link to comment
Share on other sites

Comecei me interessar desde pequeno' date=' quando meu pai alugou "Uma Cilada para Roger Rabbit" e quando ele levou para eu ver "Batman - o filme" (lembro que eu fui com a camisa com o simbolo do morcegão08) no cinema... 06[/quote']

 

06 Esses dois também foram o início da minha cinefilia . Mas quer saber ? Ainda gosto bastante dos  dois .

 

Eu acho que sempre convivi com o cinema , desde a infância . Meus pais eram cinéfilos e sempre comentavam sobre os seus filmes e artistas favoritos .

 

Até mais ou menos os 9 anos de idade , eu só tinha mais interesse em assistir os filmes da Xuxa e dos Trapalhões . A partir dos 9 , 10 anos eu comecei a querer fugir desses filmes , quando assisti Uma Cilada Para Roger Rabbit e o Batman de 1989 no cinema .Fiquei viciado em filmes e querer assistir a tudo referente na TV : Sessão da Tarde , Supercine , Tela Quente , Domingo Maior e Corujão .

 

Com 13 anos , eu já era um completo viciado em cinema e afim de querer saber a respeito de tudo. Tive muita sorte de descobrir uma sala de exibição que fazia vista grossa à censura etária e pude ver O Silêncio dos Inocentes e Instinto Selvagem na tela grande . O gerente também era muito gente boa e mercenário : pagando , deixava os moleques verem os filmes impróprios !06

 

E por influência da minha mãe , comecei a me interessar pelos clássicos de Hollywood : E O Vento Levou , Casablanca , O Poderoso Chefão , sem falar nas figuras icônicas de astros como Marilyn Monroe , Rita Hayworth , Marlon Brando , James Dean e vários outros . 
Fernando2006-11-22 11:30:43
Link to comment
Share on other sites

Foi com uma amiga. Mais que uma amiga, meu primeiro amor (08). Ela era fã de SW, HP, Senhor dos Anéis e outros do estilo. Então, para termos o que conversar, começei a assistir filmes, começando de Star Wars, que amei. Antes eu só assistia desenhos, mas depois dela passei a assistir suspense, ficção científica, romance etc...

Link to comment
Share on other sites

Desde pequeno, sempre gostei de bons filmes, mas minha paixão pela 7a Arte aumentou quando ganhei o meu primeiro vídeo cassete em 1992 quando eu tinha 11 anos. Lembro que naquela época, nas locadoras raramente se encontrava filmes dublados, apenas legendados, foi aí que me acostumei tanto com filmes legendados, quanto dublados, e, sempre dei preferencia para o idioma original, apesar de ser fã da nossa dublagem, principalmente a antiga.....

Já quando surgiu o DVD, fiquei louco por esse formato, e hoje, tenho uma pequena coleção se comparar com a dos colegas aqui do fórum, com mais ou menos 130 / 140 títulos entre filmes, desenhos e seriados. E essa paixão aumenta cada dia ! 06
Link to comment
Share on other sites

Legal mesmo esse tópico!!!02

 

O meu despertamento para o cinema se deu graças à influência do meu pai. Filmes de pura ação, aventura, policial, muita pancadaria era o que ele gostava. Como eu não desgrudava dele, então desde os meus 12 anos comecei a ter gosto para o cinema, a saber o nome dos atores/atrizes, diretores, nossa, ele manjava tudo!

 

Tanto que ele delegou a mim a responsabilidade de alugar os filmes! Ele era super exigente, se eu alugasse alguma bomba...06 Ficava tirando sarro de mim...

 

 
Link to comment
Share on other sites

Minha 1ª lembrança de cinema foi quando fui ver o Superman 3... Me lembro também que cheguei a ver um dos Trapalhões (só que não me lembro qual era, acho que foi O Cangaceiro Trapalhão, sei lá)

 

Quando era pequeno, cinema era (ainda é) uma coisa meio "sagrada". Quando meu pai me levava pra ver algum filme, ou eu ia com amigos, era como se eu fosse sair de férias, ou viajar. Não importava muito com o filme (na época), pois era sempre especial.
Jailcante2006-11-22 11:10:54
Link to comment
Share on other sites

Sempre gostamos muito aqui em casa. O primeiro VHS nosso é de 1982; nesse tempo não tinha nem locadora por aqui. Catávamos filmes primeiro num videoclube, onde vc tinha q deixar uma fita sua e nos finais de semana podia catar uma fita de outro sócio emprestada. Com coisas gravadas de TV mesmo e filmes importados. O primeiro filme q vi em VHS foi Patton; eram duas fitas, falado em espanhol e sem legenda. O cara q trouxe dos EUA o videocassete pra nóis comprou essa fita pra nos dar; e mais umas 6 ou 7 fitas virgens. Uma delas ele gravou umas 6 horas de desenhos animados da TV americana. Era o q tínhamos pra ver. Mas depois surgiram as locadoras, e durante muuito tempo era o passatempo da família nos finais de semana, chegávamos a alugar 8 filmes num finde. De forma q sempre vi muitos filmes e sempre gostei. Mas foi na cadeira de cinema da faculdade q fui apresentado aos clássicos e comecei a me interessar mesmo por cinema. A partir dali comecei a tentar assistir mais e mais clássicos e a tentar compreender o cinema e me interessar de verdade, procurando livros sobre o assunto e etc.

 

Link to comment
Share on other sites

Comigo se deu por vários fatores, alguns bem toscos. Acho que os essenciais foram esses.

 

1 - Tinha um gosto por fantasia muito maior do que tenho hoje. Comecei lendo aquela dobradinha, os livros do Harry Potter e do Senhor dos Anéis; além disso, entre os 9~11 anos, ler esses livros já era hype. Comigo foi justamente no ano em que o primeiro filme de cada franquia foi lançado. Adorei o filme do Harry Potter (Pedra Filosofal), mas adorei ainda mais o Senhor dos Anéis (Sociedade do Anel). Fiquei muito feliz quando vi que o Senhor dos Anéis foi indicado ao Oscar de melhor filme, fiquei acordado até às 3 da manhã na torcida até ficar indignado com a derrota.

 

2 - Fui acompanhando as franquias, assisti As Duas Torres e gostei, nem tanto quanto o anterior. Aí um dia, a minha família e a família de uns amigos dos meus pais resolveram levar toda a garotada (10 pessoas) pra ir ao cinema. Tinha um outro indicado ao Oscar em cartaz, Gangues de Nova York. Meu pai e o amigo dele queriam ver esse. O resto tinha ido ver um filme infantil que eu não lembro o nome, e os dois e eu entramos em Gangues. Fiquei embasbacado com aquilo, não por causa da violência, mas pq tinha achado o filme do caralho mesmo. E eu tava viciado em U2 na época, e a música deles (muito boa, por sinal) na trilha adoçou ainda mais o meu paladar. Não deu outra: fiquei acordado até as 3 da manhã de novo no domingão pra torcer contra SdA, e pra Gangues. Tinha me frustrado de novo. Mas eu tinha visto do que o cinema é capaz (hoje nem gosto tanto assim do filme, mas ainda adoro 06), e prêmio nenhum ia mudar isso.

[nossa como ficou clichê isso aqui 06]

 

3 - Hype no Tarantino. Quando lançou Kill Bill eu vi que eu tinha gostado mesmo de cinema, e o gosto veio pra ficar. Meus pais adoram Pulp Fiction, e tinham o CD da trilha sonora (que foi roubado uns três anos atrás, com o rádio do carro 04). Toda vez que eu ia viajar, pra praia, pro interior, pro sítio do tio de 432324º grau, era esse CD tocando. Não tem jeito, as músicas não saem da minha cabeça, nunca cansaram, mesmo tendo gêneros que eram diferentes do meu gosto musical. Um dia, eu e uns amigos resolvemos alugar o filme. Amo ele sem dó até hoje.

 

4 - De carona, Pulp Fiction levou com ele vários outros filmes hypados ao topo do meu interesse: Clube da Luta, Laranja Mecânica, O Poderoso Chefão. O hype do primeiro veio de um jeito engraçado: na escola sempre tem aqueles caras que todo mundo gosta de tirar uma, e aí disseram "e se esses dois lutassem?". No final, todo mundo tinha luta agendada, eu incluso. O nome disso tudo virou 'O Clube da Luta'. No intervalo entre as aulas, ele aconteceu 06. Quase suspensos, etc.etc.etc. 06. Resolvi me cadastrar numa locadora. Lá tem uma promoção que faz 5 filmes, por 5 dias, por 10 real. Aí já viu, né... 06 Fui anotando os nomes dos diretores, Scorsese, Kubrick, Coppola, Tarantino e um atendente tri-gente boa me recomendeu Hitchcock... e o resto é história.
Link to comment
Share on other sites

É bem ridículo e anormal, sei que ninguém vai ler, mas mesmo assim vai a história do Sopa:

 

Desde pequeno eu já assisti a muitos filmes, mesmo os infantis, acho que vi todos lançados na década de 50 e os clássicos Disney eram revistos varando a madrugada. Depois, queria porque queria ganhar a fita cassete. Minha mãe, sem tanto poder aquisitivo, arranjou um jeito de botar a saída do VHS da sala no VHS do quarto dela e, enquanto eu assista, ela já gravava na fita virgem. E até hoje tem vários VHS aqui em casa, apesar de ter doado muitos. Meu pai sempre gostou do cinema e já me levava na marra para dentro das sessões de filmes de terror, sanguinários e só Deus sabe mais o quê. Claro que não lembro nenhum filme em específico, mas aí é outra história.

 

Foi em 2004 que eu comecei a me interessar mais. Parei de pegar apenas desenhos animados, ver filmes dublados e parti para ação/aventura como Missão: Impossível; Gladiador; Mestre dos Mares; Matrix; O Senhor dos Anéis e algunss longas, não muito pesados, mas com reconhecimento internacional, como Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas. Naquele ano, assisti ao Oscar torcendo p'ra última parte da trilogia de Peter Jackson (e ao contrário do rubysun, fui pé quente).

 

2005 mudou de vez. Passei a anotar os filmes que via e dar notas, fazer alguns comentários e ter breves leituras, pesquisas até. Claro que ainda via muita cosa boba e preciso rever alguns filmes vistos neste período, mas foi nesta época que eu peguei (e amei) Amadeus, Um Estranho no Ninho, etc. Fui ao cinema ver os indicados ao Oscar (e de novo acompanhei a cerimônia, desta vez torcendo para o filme do Scorsa) O Aviador e Menina de Ouro e saí mais amirado, contemplando a sala e os filmes como se fossem o Paraíso. Eu não sei nem porquê direito, mas comecei a ter mais vontade em ir à locadora e ver as estréias do cinema. Quando vi 15 filmes (aproximadamente) no mês de outubro, parecia que tinha passado na faculdade.

 

Em novembro, sim, a vida mudou. Com a chegada do novo Harry Potter nos cinemas, pesquisei diversos sites e acabei esbarrando num fórum (cadastrei-me, mas até esqueci o nome, meu login, senha, etc) de HP. Achei aquilo bem divertido, "conversar" com as pessoas, colocar suas opiniões, a forma plástica. Aí, cacei um fórum de cinema - achando este aqui. Daí, eu vi que usuários como o -felipe- viam 400 filmes, o Pablo chegou a 500 e fiquei impressionado. Eu era bem chatinho na época e só lia os comentários babando, mas "ignorado", provavelmente pela incompoetência e falta de conhecimento - o único que chegou a tecer algum comentário sobre meus posts foi o Enxak. Mas não foi "só apenas" isso: na época, eu vi Laranja Mecânica e amei: imagine um cara novinho que, por curiosidade devido ao nome do time holandês de futebol, pega esta OP do Kubrick (meu top 2) e tem todas as conecpções dilaceradas, mas ainda se diverte (e quando notei que o filme era idolatrado por aqui, assim como Amadeus, eu passei a freqüentar nais o fórum). Comprei o DVD, mas mantenho segredo absoluto, família tradicional é bem mais complicada que essas de vocês: só de ver alguns filminhos violentos, o pessoal quase que me esgana.

 

Daí veio o resto, ainda passei um tempo desfamiliarizado com o cinema, mas acho que também O Cinéfilo me ajudou, pois eu provurei ver mais filmes citados, desenvolver minhas opiniões, etc. O resto, está aqui no fórum.
ltrhpsm2006-11-22 19:43:54
Link to comment
Share on other sites

Quem mora em Porto Alegre e é um pouquinho mais velho deve lembrar do Cine Victória, que ficava na esquina da Borges de Medeiros com a Salgado Filho. Minha primeira lembrança de cinema é de assistir matinés dos desenhos clássicos do Tom & Jerry, acompanhado pela minha mãe. Isso deve ser antes de 1980...

 

Depois o deslumbre veio em dois filmes: Superman II e E.T. Aí me apaixonei de vez e nunca mais consegui ficar longe da tela grande.

 

 

Link to comment
Share on other sites

rubison.... tive a mesma experiência que você com o Senhor dos Anéis e com Harry Potter... gostei tanto dos dois filme que pela primeira vez na vida guardei os ingressos do filme. A partir dai comecei a colecioná-los... 05

E assim como o Sopa, na 5ª série mais ou menos, comecei a alugar filme de ação e aventura como Missão Impossível, Indiana Jones, Velocidade Máxima.... isso também me deu um certo conhecimento de cinema...
Link to comment
Share on other sites

 

Quem mora em Porto Alegre e é um pouquinho mais velho deve lembrar do Cine Victória' date=' que ficava na esquina da Borges de Medeiros com a Salgado Filho. Minha primeira lembrança de cinema é de assistir matinés dos desenhos clássicos do Tom & Jerry, acompanhado pela minha mãe. Isso deve ser antes de 1980...

 

Depois o deslumbre veio em dois filmes: Superman II e E.T. Aí me apaixonei de vez e nunca mais consegui ficar longe da tela grande.

 

[/quote']

 

Minha infância toda eu vi filmes no Victoria. Superman II, ET, De Volta Para o Futuro; História Sem Fim dezenas de filmes dos Trapalhões e etc... Tudo isso no bom e velho Victória. O Victoria pra quem não sabe ainda existe! Ele só ta pequenino agora, dividido em duas salas e meio decadente, mas tá lá. No último verão assisti "Wolf Creck" lá...

 

Outro q ia direto era o Marrocos, esse sim fechou de vez...

 

Link to comment
Share on other sites

Minha lembrança mais remota da minha infância é no cinema. Nem sei se aconteceu de fato, pois é daquelas coisas que fica na sua mente sem você ter muita noção de como aconteceram de fato.

Mas me lembro de estar no cinema vendo Superman III. Daí em diante comecei a ver filmes, adorava Indiana Jones, De Volta para o Futuro, Fúria de Titãs, que me abriu as janelas para a mitologia... enfim, cinema era só para Xuxa e Trapalhões.

Até que ia esporadicamente, mas com deleite e olhos juvenis vi Jurassic Park e Independence Day.

 

Mas o filme que passou a ser o divisor de águas foi Titanic. Minha prima tinha visto e todo mundo estava comentando. Então, de tarde, no mesmo dia do Oscar fui ver o filme. Cinema lotado (detalhe que o filme já devia estar em cartaz há mais de dois meses, pois eles entrou em cartaz antes do fim do ano13), público reagindo... e quando o Titanic singrou o mar acompanhado de golfinhos fiquei encantado.

Naquela noite Titanic faturou (merecidamente) 11 estatuetas e eu passei a ir ao cinema com mais freqüência.

Atualmente tento manter a média de ir pelo menos uma vez na semana. Como me faz bem...
Link to comment
Share on other sites

O meu primeiro filme que vi no cinema foi O Exterminador do Futuro 2 - O Julgamento Final em 1991, daí para frente, com a chegada do vídeo cassete em casa em meados de 1992, aí sim, foi só alegria ! Hoje eu lembro com certa nostalgia daqueles tempos, pois foi através do vídeo cassete que eu conheci excelentes filmes de ação como Máquina Mortífera, Mad Max, 007, Duro de Matar, A Força em Alerta, Soldado Universal, etc....

Link to comment
Share on other sites

É engraçado pois eu comecei a gostar de cinema por causa da minha mãe. Minha  infancia foi marcada pelas idas ao cinema pois ela sempre me levava não que ela fosse cinefila,apenas gostava. A partir daí vi todos os filmes da sessao da tarde principalmente as comedia adolescentes dos anos 80. Esses filmes marcaram. Mas desde pequena sempre via de tudo, obras relevantes ou não. O que tb me auxiliou muito foi ter começado a comprar a revista set aos acho que 15 anos( era engraçado pois enquanto minhas amigas compravam capricho eu comprava a set). Mas só comecei a me especializar e me interessar por filmografias, estilo de direção, fotografia, ou seja, a fazer uma analise mais profunda dos filmes foi quando vi Menina de Ouro. foi quando percebi a importancia do cinema, como ele pode mudar as concepções das pessoas e se bem feito como esse filme,  mudar pensamentos e a partir daí o mundo.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...