Jump to content
Forum Cinema em Cena

Onde, Como e Quando Você Despertou Para o Cinema?


Forasteiro
 Share

Recommended Posts

Minha mãe gostava muito. Assistia bastante e tal...daí eu acabei herdando esse gosto por cinema.

 

O Oscar ajudou muito tb. Eu assisti a cerimônia ANTES de gostar de cinema...tinha 8 anos quando Titanic venceu e desde daquela época eu assitia (que belezinha, não é? 06)...não entendia mta coisa, mas achava legal aquele povo todo lá, adorava a estatueta e tudo mais. Dai passei a me interessar pelos filmes premiados, isso juntou-se com a herança da minha mãe e deu no que sou hoje. 01

 

Maas..eu me transformei REALMENTE em cinéfilo com o lançamento do primeiro Harry Potter. Eu adorava os livros e quando saiu o filme eu fiquei louco...daí veio o Senhor dos Anéis....

 

Tudo isso junto me fez "despertar" para o cinema. 06

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 72
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

  • 1 month later...

Acho que sempre gostei de cinema, meus pais dizem que ia dormir com a TV ligada e de madrugada acordavam e eu estava em pé no berço assistindo os filmes do Corujão! 06

Mas descobri mesmo minha paixão por cinema aos 11 anos quando assisti meu primeiro filme no cinema:

Pulp "mothafockin" Fiction!

 

Meus pais me levaram pra ver essa maravilha, provavelmente sem imaginar que tipo de filme que era, e eu jamais vou esquecer o momento em que Pumpkin e Honey Bunny sobem na mesa do diner e anunciam o assalto, de repente vem aquele Freeze Frame e os créditos iniciais do filme com a guitarra alucinante de Dick Dale... sério, eu jamais vou esquecer a sensação que tive naquele momento, acho que nunca vou conseguir descrever, mas foi algo que me deixa arrepiado até hj, só de escrever aqui...

 

 

Abs e bons filmes!

Link to comment
Share on other sites

Quem me despertou pro cinema foi o Kubrick. Acho que é impossível não ficar fascinado com Laranja Mecânica ou 2001 quando não se entende nada de cinema e ainda assim tenta extrair um significado do filme.

Daí comecei a ir atrás dos filmes renomados (afinal ninguém constrói uma pirâmide sem as bases 06), a formar a minha própria opinião sobre filmes e analisar mais a fundo. O que me passa hoje em dia é que era TÃO mais fácil gostar de um filme quando eu não entendia nada de cinema. 06

 

 

Link to comment
Share on other sites

Não lembro exatamente a data, mas quando eu era bem pequeno, a globo exibiu, num domingo, se não me engano, Superman I, com certeza era uma reprise, mas nuca havia assistido (não sou tão velho assim!) Claro, fiquei fascinado, até aquele momento não havia passado na minha cabeça um homem voar. No termino do filme corri para o quarto e amarrei um lençol no pescoço e improvisei uma capa, corri para fora de casa, subi no muro e pulei na esperança de alçar vôo e vi outros garotos fazendo o mesmo. Uma lembrança puramente emocional e ingênua, é verdade. Mas foi essa emoção que me fez assistir tantos filmes por tantos anos que já perdi a conta. Tenho um prazer ao assistir filmes só equiparável a quando ouço músicas.

Comecei a ir ao cinema muito cedo e sozinho todos os domingos (é difícil imaginar uma criança pegando o ônibus sozinha e indo á um cinema fora do shopping hoje em dia), assisti vários títulos que hoje são reprisados a exaustão ou nem mais. Quem aqui assistiu Robocop no cinema? E Ghost?

Não sou cinéfilo, mas gosto de filmes.

Link to comment
Share on other sites

  • 5 months later...

Em resumo, pra não me alongar....foram duas épocas...uma na tv, outra no cinema...em primeiro qdo assisti a Poltergeist e De Volta Para o Futuro na tv qdo tinha por volta de 9, 10 anos de idade...e no cinema, mesmo que tenha visto alguns filmes antes, foi ao assistir Jurassic Park, com meus 14 anos de idade...saí do cinema fascinado e decidido a dar um jeito de trabalhar com isso...o que eu ainda farei da maneira que eu quero. 050505

Cada ano depois disso usei para descobrir diretores como Kubrick, Woody Allen, Scorsese, Milos Forman, Sérgio Leone, Frank Capra, Sergei Eisenstein, Charlie Chaplin....enfim, a lista é enorme pra listar aqui. 03

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...

Desde de menino a muito tempo atras nos anos 90, eu sempre assistia a filmes com meu pai, amava filmes do De Niro e Al Pacino e filmes policias e alguns draminhas tbm. Nessa epoca que eu me lembro meu pai sempre falava para assistir um tal de Laranja Mecanica sobre umas gangues e um cara mto psicodelico e psicotico e que eu ia adorar, porem eu sismava em não assistir, sela eu desdenhava a capa do filme coisa de criança , birra.

E passou o tempo e nada de Laranja Mecanica, e simplesmente meu pai foi embora de casa, e eu comecei a ir na locadora sozinho escolher os meus filmes, apesar de faixa etaria mais adulta alugava os que eu queria. Entao um simples e belo dia Eu fui na locadora e aluguei Ronin, aquele bem legal com o De niro e nesse dia eu tava la na locadora dando bobeira e vi o tal a Laranja Mecanica, mofando na prateleira o vhs, e eu peguei ele falei ah dá aki vamo ve esse troço logo se é bão.  Nunca esqueco aos 11/12 anos Eu sozinho na sala de casa de madrugando assistindo o Alex e seu Drugues causando só na Ultra-Violence. Meu aquilo foi uma experiencia unica.

Tempos depois mudei para S.B.C e meu pai volto a morar com a gente e meu pai era meu mestre instrutor de cultura cinematografica e musical, e começamos a ver mtos filmes, e meu pai ganhava bem na epoca eu com 15 anos iamos no cinema e na locadora praticamente todos os dias, era uma epoca que eu vi uns 4 filmes por dia, era muito bom. Entao logo perguntei pai, o diretor do Laranja Mecanica tem mais filmes? tem sim o Kubrick tem mtos outros filmes legais.  Ai na locadora achamos o Nascido para matar e meu pai comento q vira esse filme no cinema com meu falecido avô e meu vô na epoca amo. E eu, bom amei de fato tbm, e comecei a ver praticamente tudo q existe de vhs do Kubrick na epoca e comecei a conhecer o mestre e genio. Mas ja era tarde ele ja tinha falecido. bom ai comeco minha paixao absurda por filmes e na primeira vez na minha vida eu tinha interesse em ser alguem com filmes, fazer filmes e ia comecar a fazer um curso de roteiro, quando surgiu a oportunidade de trabalhar num longa metragem nacional e larguei tudo, escola curso de ingles e roteiro e vivi esses 4 meses de filme. Mais o melhor de tudo é q no primeiro e tao especial dia de filmagem, eu nao sabia nada nao conhecia nada. E quando eu vi tudo sendo montado eles rodando a cena aquilo tudo foi tao magico eu com 17 anos, parei naquele momento e disse pra mim mesmo: "SE EXISTIA ALGUMA DUVIDA SE EU DEVERIA OU QUERIA TRABALHAR E FAZER CINEMA, JA NÃO EXISTE MAIS. ISSO É QUE EU QUERO PARA MIM E PRA SEMPRE". E terminei a escola mto anos depois pq tava mto atrasado comecei uma faculdade trabalhei em outro filme e projeto bem mais simples e hoje enquanto eu termino a facul eu começo a me preparar para os meus projeto. Desculpa ai que eu escrevi demais, e que eu quando me empolgo nao consigo para. O Detalhe e, eu olho no passado e vejos as coisas se encaixando agora com o futuro.

abraço

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 7 months later...

Hoje em dia, eu fico recordando como foi meu início com filmes. Onde eu moro, já foi uma cidade com 4 cinemas, hoje existe apenas 1, que faz alguns meses que voltou a cena e também teve épocas que nunca teve cinema. Mas recordando, eu lembro que fui no cinema algumas vezes e que  a primeira vez que eu fui, se eu não me engano, foi ver O Exterminador do Futuro II. Depois eu fui mais algumas vezes. Uma vez eu peguei uma sessão dupla sem querer e assisti dois filmes, um era policial que eu lembro até hoje mas não lembro o nome e outro me chamou muito a atenção que é um assassino que usava uma moto e ele era todo preto e usa um capacete preto também e ele perseguia um cara. SE VOCÊS SOUBEREM O NOME DESTE FILME, ME DIGAM. E depois, olhava muitos filmes na casa do meu tio, já que na minha casa não tinha videocassete, foi ele que me apresentou a locadora. Depois de um tempo, meu pai adquire um video K7 e a minha vida mudou. Tinha vezes que eu levava uns 10 filmes, que pra época eram muitos. Mas só coisas de ação tipo van damme etc. desenhos comédias. Eu sempre olhei filme, mas com olhar crítico, fazem uns 4 anos.

 

Link to comment
Share on other sites

  • 3 months later...

A minha história é bem fácil de descrever. O meu pai e a minha mãe sempre me alugavam filmes para eu ver em casa, clássicos da Disney, mas depois eu fui crescendo e interessando-me cada vez mais por outro tipo de filmes como Harry Potter e quando o meu pai diz que é um bom filme eu corro para o ver pois ele geralmente tem razão, quando diz isso.

Link to comment
Share on other sites

Acho que foi quando meu pai chegou com o nosso primeiro videocassete, acho que era um Panasonic lá pelos idos de 1984.....ia na locadora e ficava deslumbrado com aquele monte de filmes, ficava horas lendo vendo as resenhas e as capas imaginando como seria tal filme....as locadoras eram mas cult naquela época, um ambiente mais sofisticado, carpete, iluminação ar condicionado gelado, era diferente, sei lá....até o cheiro era diferente....locava de 8 a 10 vhs por fim de semana....até que abriu o primeiro cinema em minha cidade com o carro de som anunciando Alan Quartemain e A Cidade do Ouro Perdido, depois vi A Mosca, Alien (78), isso em 88, e o interesse foi crescendo....acho que é basicamente por aí.....

Link to comment
Share on other sites

Foi em 1982 (ou 1983, não lembro ao certo), quando vi E.T., O Extraterrestre, numa sala de cinema. Na época, não havia controle sobre as entradas e saídas dos espectadores, por isso vi o filme duas vezes, em sequência. Eu tinha 6 anos de idade.

O filme continua um dos mais bonitos que eu já vi em toda a minha vida, mesmo após vinte e tantos anos de cinefilia. Isso é que é longevidade.
Link to comment
Share on other sites

Desde que me conheço por gente um dos meus passatempos preferidos é ir ao cinema, mas acho que meu gosto e meu senso crítico se tornaram mais apurados depois que entrei na faculdade e conheci outro tipo de cinema, mais experimental, que não tinha acesso antes (só assistia cinema americano), mesmo assim continuo gostando tanto de blockbusters quanto filmes de autor, contanto que sejam bons!

Claro que esta evolução só ocorreu pois sempre tive a mente aberta.
Link to comment
Share on other sites

Que eu saiba, gosto de cinema desde sempre. Mas só com Pulp fiction, há 6 ou 7 anos, é que eu fui notar de verdade que filmes advinham de um processo criativo, fruto de vários fatores. Anotei o nome do Tarantino e fui atrás de seus outros filmes. Depois descobri Kubrick. E assim por diante. Foi um processo gostoso: aos poucos fui percebendo que o cinema poderia ser muito divertido, extremamente sensorial e, acima de tudo, que era capaz de se conectar comigo de uma maneira que antes eu não imaginava ser possível. Bom demais.

 

Inclusive bateu uma certa saudade desse tempo, no qual praticamente tudo era novidade. E olha que nem faz tanto tempo assim, de lá pra cá foi um pulo. O que me deixa muito satisfeito é saber que mesmo depois de ter assistido a um bocado de coisas, ainda não cheguei nem em 1/10 do que eu gostaria. Ainda tenho um longo caminho pela frente, sem pressa. E vamo que vamo!

 

Link to comment
Share on other sites

Antes eu gostava de cinema. Hoje eu GOSTO de cinema.

Antes me interessava apenas por Blockbusters, comédias romanticas, besteirois americanos. Ver um filme não estadosunidense era impossível. Era fã de Adam Sandler e outros atores famosos por seus filmes mediocres. Até aí eu gostava de cinema.

Um dia resolvi assistir El laberinto del fauno, do Guillermo del Toro, no Bourbon em poa (não faz mto tempo. no máximo 3 anos). A partir dai comecei a prestar atenção em mais detalhes, nuancias. A partir dai eu comecei a GOSTAR de cinema. A partir dai comecei a ver o cinema como arte.

 

Depois de El laberinto del fauno comecei a procurar filmes e mais filmes, diretores e mais diretores, etc. Meu gosto em relação a cinema evolui muito nos ultimos três anos. De admirador de Adam Sandler, Rob Schneider e Ben Stiller, passei a gostar de Ingmar Bergman, Pedro Almodovar, Chan-Wook Park, Gaspar Noé, David Lynch.
Daniel Brito2009-08-15 12:19:55
Link to comment
Share on other sites

Foi em 2001, no relançamento de A Bela e a Fera para os cinemas, um filme que marcou muito minha infância. Quando a sessão acabou, eu tinha os olhos cheios de lágrimas. Foi inesquecível, o primeiro momento que eu me emocionei com um filme. Desde então eu nunca mais o vi, mas ainda tenho a mesma sensação maravilhosa quando penso nele.

Luizz2009-08-15 12:52:09
Link to comment
Share on other sites

  • 1 year later...

Em 1996, quando eu tinha 11 anos, criei o hábito de ficar acordada de madrugada vendo filmes e assistia Intercine quase todas as noites. Aos 14 anos, eu comecei a frequentar locadoras e pegava quase tudo o que eu encontrava. De A Liberdade é Azul até Star Wars, sempre incomodada com a falta de mais opções. Foi pouco depois de ter assistido Titanic no cinema, uma experiência impressionante, ainda que o filme não tenha me agradado muito. Foi quando eu comecei a tentar me aprofundar no cinema, e quando a minha forma de ver filmes começou a ficar diferente da maioria. A partir de 2005, quando eu passei a frequentar o CeC, entrei numa nova etapa, e aprendi alguma coisa através das opiniões dos outros e do meu esforço pra comentar os filmes e enfrentar as discussões.

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 7 months later...

Acredito que muita gente começou com a Sessão da Tarde, eu que nasci nos anos 90 foi meio diferente, eu cresci vendo os filmes da noite, os famosos filmes do SBT, do Super Cine, Tela de Sucessos e tal. Era Máquina Mortífera, Exterminador do Futuro e muitos outros. Foi vendo esses filmes que eu comecei a ter interesse em cinema, comecei a pesquisar mais filmes, a pesquisar os filmes dos atores que eu gostava de ver em tela, a partir daí eu fui criando um gosto e começando a ficar cada vez mais exigente. Uma coisa que eu fazia e muito era gravar os filmes da tv em VHS, nossa como eu gravava filmes, eu devia ter uns 30 filmes ou mais gravados em VHS em casa. Eu sempre fui nerd, enquando a maioria dos garotos brincava na rua eu ficava em casa assistindo tudo quanto era filme que passava na tv, isso quando não estava na locadora. Enfim, bons tempos!atilasantos2011-08-08 02:51:29

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...