Jump to content
Forum Cinema em Cena

Obituários (in memoriam)


Nacka
 Share

Recommended Posts

  • 2 weeks later...

 

Morreu John Clive

 

john-04c6.jpg

 

Ator e escritor britânico participou em filmes como "Laranja Mecânica" ou na animação "Yellow Submarine" em que deu voz à personagem de John Lennon. John Clive morreu aos 79 anos.

 

A família do John Clive confirmou hoje a morte do ator e escritor inglês no domingo, aos 79 anos, na sequência de "breve doença".

 

Nascido a 6 de janeiro de 1933, John Clive começou a representar nos teatros londrinos com apenas 15 anos.

A sua versatilidade permitiu-lhe aventurar-se tanto no registo cómico como no dramático, no teatro e no cinema.

No percurso cinéfilo, destaca-se a partipação no célebre e controverso filme de Stanley Kubrick, "Laranja Mecânica" e por ter dado voz à personagem de John Lennon na animação sobre dos Beatles "Yellow Submarine".

Ficou ainda na memória de todos os cinéfilos ao contracenar com Michael Caine, em 1969, no filme "Um Golpe em Itália", numa

inesquecível.

Autor de best-sellers

 

Como escritor, Clive foi autor de best-sellers como "KG 200" (novela histórica, escrita em parceria com JD Gilman, sobre uma unidade aérea secreta alemã na Segunda Guerra Mundial) , "Barossa", The Last Liberator" e "Broken Wings".

Atualmente já quase não representava, embora ainda participasse em algumas performances de palco.

Dividia o seu tempo entre as suas duas propriedades, em Londres e em Espanha.

 

Do UOL, em São Paulo O ator John Clive, que trabalhou nos filmes "Laranja Mecânica", "The Italian Job" e "A Nova Transa da Pantera Cor de Rosa", morreu aos 79 anos, informou o jornal britânico "The Guardian". O ator e autor, que também fez a voz de John Lennon na animação "Yellow Submarine" e que se transformou em um bestseller internacional com a obra "KG200", morreu após ficar doente por um curto período, informou sua família nesta segunda-feira (15). Sua atuação mais memorável foi em "The Italian Job" em que improvisou uma cena ao lado de Michael Caine. Em 1965, ele havia feito a voz de John Leenon, em "Yellow Submarine", papel que ficou em segredo depois que os Betleas optaram por não usar sua próprias vozes no filme. No clássico cult "Laranja Mecânica", ele desempenha o papel de algoz e pede para o personagem principal, Alex, lamber suas botas.

 

Leia mais em: http://noticias.bol.uol.com.br/entretenimento/2012/10/16/ator-de-laranja-mecanica-e-the-italian-job-morre-aos-79-anos.jhtm

Link to comment
Share on other sites

 

Morre Sylvia Kristel, atriz de "Emmanuelle"

18/10/2012 - 08h24 | do BOL

 

a-atriz-sylvia-kristel-dir-em-cena-do-filme-emmanuelle-1974-do-diretor-just-jaeckin-1301875789183_615x300.jpg

 

da AFP

 

A atriz holandesa Sylvia Kristel, famosa em todo o mundo como a protagonista do filme erótico "Emmanuelle", de 1974, faleceu durante a noite vítima de câncer, informou a agência que administrava sua carreira. "Ela morreu durante a noite, durante o sono", disse à AFP Marieke Verharen, da agência Features Creative Management, que representava a atriz, de 60 anos. Verharen afirmou que Kristel faleceu "em consequência de um câncer". A atriz havia sido internada em julho em um hospital de Amsterdã.

 

Leia mais em: http://noticias.bol.uol.com.br/entretenimento/2012/10/18/morre-sylvia-kristel-atriz-de-emmanuelle.jhtm

 

Link to comment
Share on other sites

Eu não lembro desse John Clive no Laranja Mecânica...

 

Fez uma participação pequena. Quando o Ministro tá fazendo aquela demonstração com o Alex no palco, mostrando como ele perdeu o instinto de violência, esse John Clive é o que aparece lá e humilha o Alex, fazendo ele lamber o sapato dele.

 

Tentei achar alguma imagem dele no filme e só achei essa:

 

3285-3564.jpg

Link to comment
Share on other sites

Morre Anita Bjork, atriz de Ingmar Bergman

 

 

Anita Bjork, atriz dos filmes do diretor de cinema sueco Ingmar Bergman, morreu aos 89 anos nesta quarta-feira.

Atriz de teatro, Anita permaneceu toda sua vida fiel ao Teatro Real de Estocolmo, onde ficou conhecida nos anos 1940. Em 1951, ficou mundialmente conhecida por sua interpretação em A Senhorita Júlia, de Alf Sjöberg, vencedora do prêmio do júri em Cannes.

Bergman a dirigiria tempos depois no teatro (A Marquesa de Sade, 1989), no cinema (Quando as Mulheres Esperam, 1952) e na televisão (Na Presença de Um Palhaço, 1997).

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

Ator e diretor Marcos Paulo morre aos 61 anos no Rio de Janeiro

marcos-paulo-durante-gravacao-de-nova-temporada-de-os-caras-de-pau-1532010-1314024236399_615x300.jpg

O diretor e ator Marcos Paulo, morreu neste domingo (11), aos 61 anos, em virtude de embolia pulmonar, em sua casa no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela Central Globo de Comunicação. O velório e a cerimônia de cremação acontecerão segunda-feira, no Memorial do Carmo, na capela 1, no Rio de Janeiro, a partir das 11h.

Em outubro deste ano, Marcos Paulo realizou exames de rotina no Hospital São José, em São Paulo, nos quais foi constatada a remissão total de câncer.

Segundo boletim médico, ele estava com a "saúde perfeita e o câncer do esôfago em total remissão", ou seja, sem a presença de células cancerígenas.

Marcos Paulo iniciou tratamento em maio de 2011, quando foi detectada a doença em um exame de rotina. Em agosto, o diretor passou por uma cirurgia para retirada do tumor e, para isso, ficou 20 dias internado.

 

Carreira

 

Filho adotivo do ator, diretor, produtor e autor de TV Vicente Sesso, Marcos Paulo Simões nasceu em São Paulo no dia 1º de março de 1951 e foi criado no bairro do Bixiga, em São Paulo.

Ele iniciou sua carreira artística fazendo teatro infantil aos 5 anos e cresceu em contato tanto com profissionais do teatro, como os atores Fernanda Montenegro, Francisco Cuoco e Sérgio Britto.

 

Em 1967 estreou em uma telenovela com "O Morro dos Ventos Uivantes", que foi transmitida pela TV Excelsior, de São Paulo. Nos próximos anos ele trabalhou em folhetins da TV Record e da TV Bandeirantes, como "Ana, a Professorinha" e "Era Preciso Voltar".

Em 1970 iniciou sua carreira na TV Globo com "Pigmalião 70", quando trabalhou ao lado de Sérgio Cardoso e Tônia Carrero. Na novela "O Primeiro Amor", de Walther Negrão, Marcos Paulo,que costumava interpretar galãs, estreou como vilão, interpretando o líder de uma gangue de motociclistas.

Dois anos depois ele fez parte da história da televisão nacional com "Meu Primeiro Baile", primeiro programa gravado em cores da TV brasileira. Em 1975 ele foi escalado para trabalhar na primeira versão de uma novela que marcaria sua trajetória mais tarde, "Roque Santeiro", mas a novela foi censurada.

No teatro, atuou em “Quando as Máquinas Param" (1971), de Plínio Marcos, e "Deus lhe Pague", de Joracy Camargo. No final dos anos 1970, montou a peça "As Gralhas", de Bráulio Pedroso – pela qual recebeu o prêmio Mambembe como diretor-revelação –, e "Sinal de Vida", de Lauro César Muniz.

Em 1972 estreou no cinema em "Eu Transo... Ela Transa", de Pedro Camargo. Trabalhou nos filmes "Mais que a Terra" (1990), de Elizeu Ewald, Apolônio Brasil (2003), de Hugo Carvana, "Diário de um Novo Mundo" (2005), de Paulo Nascimento, e "Se Eu Fosse Você 2" (2009), de Daniel Filho e dirigiu“Assalto ao Banco Central” (2010).

 

Ele estreou como diretor em 1978, com "Dancin’ Days", de Gilberto Braga, junto de Dennis Carvalho e José Carlos Pieri. Entre as novelas que dirigiu estão “Brilhante” (1981), “Roque Santeiro” (1985), “Fera Ferida” (1993), “A Indomada” (1997), “Salsa e Merengue” (1996), “Meu Bem Querer” (1998), “Força de um Desejo” (1999), “Porto dos Milagres” (2001) “O Beijo do Vampiro” (2002). Marcos Paulo assumiu um dos núcleos de direção de programas da TV Globo em 1998.

 

R.I.P.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

24/11/201203h22

Morre o ator Larry Hagman, o vilão J.R. Ewing da série "Dallas"

COMENTE

efe.gif





  •  

Comunicar erroImprimir

selo-hp.gif


  • GABRIEL BOUYS/AFP

    o-astro-de-dallas-larry-hagman-posa-ao-lado-da-memorabilia-sua-referente-ao-seriado-2452011-1307295349503_615x300.jpg
    O astro de "Dallas", Larry Hagman, posa ao lado da memorabilia sua referente ao seriado (24/5/2011)

O ator Larry Hagman, que ficou famoso por viver o vilão J.R. Ewing na série televisiva "Dallas", faleceu nesta sexta-feira (23), aos 81 anos, em decorrência de complicações surgidas em sua luta contra o câncer, informou o diário "DallasNews".

 

O ator faleceu às 16h20 locais em um hospital em Dallas, indicaram membros da família ao periódico.

 

No momento do seu falecimento, que coincidiu com a celebração do Dia de Ação de Graças, a família e os amigos mais próximos se encontravam junto a ele, segundo precisou um comunicado familiar.

 

"Quando expirou, estava cercado por seus entes queridos. Partiu tranquilamente, como ele teria desejado", acrescenta a nota.

 

Larry Hagman, nascido em 21 de setembro de 1931, em Fort Worth (Texas), ficou mundialmente famoso por seu papel como John Ross Ewing, mais conhecido como J.R., na série "Dallas", na qual vivia um homem de negócios sem escrúpulos, malicioso e manipulador.

 

O ator era casado desde 1954 com a decoradora sueca Maj Axelsson, com quem tinha dois filhos.

 

Desde 13 de junho, apesar da idade, o ator voltara a Dallas para dar vida a J.R. na nova série "Dallas 2.0", produzida pela rede de televisão "TNT".

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

E9B22DD079B9FEDCD32D7F64A15F41.jpg

 

O editor de som Michael Hopkins, premiado duas vezes com o Oscar, morreu no último domingo em um acidente na Nova Zelândia. Ele praticava canoagem quando se afogou.

Aos 53 anos, Hopkins sofreu o acidente após o bote inflável em que estava com sua mulher e um amigo ter esvaziado na descida de uma corredeira do rio Waiohine.

O editor ganhou um Oscar em 2003 por O Senhor dos Anéis: As Duas Torres, e o segundo três anos mais tarde pela edição de King Kong, dois filmes em parceria com o editor Ethan Van der Ryn. Também obteve outra candidatura ao prêmio em 2008 por seu trabalho no longa Transformers.

Link to comment
Share on other sites

O diretor David R. Ellis faleceu, de causas ainda não divulgadas.

 

'Snakes on a Plane' director David R. Ellis, 60, dies

ELLIS-JACKSON_510x380.jpg

Image Credit: Chris Park/AP

Director David R. Ellis — who helmed mass entertainment like Snakes on a PlaneCellular, and The Final Destination — died today, EW has confirmed. He was 60 years old. No cause of death has been released.

Ellis got his start as an actor and stuntman, transitioning into directing the second units on action-based productions like WaterworldThe Perfect StormThe Matrix Reloaded, and Master and Commander: The Far Side of the World. His feature directing debut was the 1996 family production Homeward Bound 2: Lost in San Francisco, but he quickly transitioned to genre-soaked thrillers starting with 2003′s Final Destination 2.

According to Deadline, he reportedly passed away in Johannesburg, South Africa while prepping his next film, Kite, an adaptation of a Japanese animé that has Snakes on a Planestar Samuel L. Jackson attached as the lead.

 

Vi a maior parte da filmografia dele como diretor (Premonição 2 e 4, Celular, Serpentes a Bordo e Terror na Água). Tava longe de ser gênio, mas de vez em quando fazia uns filmes divertidos o suficiente pra matar uma tarde chuvosa.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

A notícia saiu ontem, compartilhei no Facebook mas esqueci de postar aqui.

 

 

Lloyd Phillips, Producer of 'Inglourious Basterds and 'Man of Steel,' Dies at 63
Published: January 28, 2013 @ 1:06 pm
 

Lloyd Phillips, an Academy Award-winning producer, died in Los Angeles on Jan. 25 after suffering a heart attack, his representative said. He was 63.

 

Lloyd%20Phillips%20pic.jpg
 
Getty Images
In 32 years in the movie business, Phillips produced films including “Inglourious Basterds,” “The Legend of Zorro" and “Twelve Monkeys," as well as Zach Snyder's upcoming "Superman" reboot, "Man of Steel."

 

Also read: Michael Shannon Cast as 'Superman' Villain General Zod

“Lloyd was quite talented in all aspects of filmmaking, which is why he had success as a creative producer and as a physical line producer,” said Charles Roven, another "Man of Steel" producer who has made three films with Phillips. “Our working relationship spanned over 20 years, as did our wonderful, action-packed, sometimes-turbulent-but-never-dull friendship.”

Phillips was born in South Africa, but raised in New Zealand. He became the latter country’s first Oscar winner after being awarded a statue for his 1981 short film, “The Dollar Bottom.”

Angelina Jolie, who worked with Phillips on 2010's "The Tourist" and 2003's "Beyond Borders," called the deceased producer "a true original, loved by anyone who knew him well.”

“He had a kind heart and a wonderful sense of adventure," Jolie said. "His death is a terrible shock and a tremendous loss. He was so full of life that it is impossible to believe he is gone.”

Phillips is survived by his wife and fellow film producer, Beau St. Clair, and his sister, Avril
Tantrum, who resides in New Zealand.

Link to comment
Share on other sites

Aos 98 anos, morre maquiador que criou visual do mestre Yoda 06/02/2013 - 16h52 | da Folha.com
 

DE SÃO PAULO

 

O renomado maquiador britânico Stuart Freeborn, que trabalhou na primeira trilogia de "Star Wars" (ou "Guerra nas Estrelas") e em "2001: Uma Odisseia no Espaço" (1968), morreu nesta quarta-feira (6) aos 98 anos.

Freeborn era considerado o precursor das técnicas de maquiagem modernas no cinema, e criou o visual de ninguém menos que o mestre Yoda, o mais famoso mestre jedi da saga de George Lucas.

Sua inspiração foi o rosto do cientista Albert Einstein e alguns traços do próprio Freeborn.

Em "2001", ele foi o responsável por projetar os homens e macacos da sequência de abertura do longa, bastante famosa.

Autodidata, criou maquiagens e próteses para artistas como Peter Sellers, Vivian Leigh, Marlene Dietrich e Alec Guinness.

Freeborn trabalhou em inúmeros filmes importantes, como "A Ponte do Rio Kwai" (1957), "Doutor Fantástico" (1964), "A Profecia" (1976) e "Superman" (1978).

O último filme ao qual emprestou seu talento foi justamente "Superman 4: Em Busca da Paz", de 1987.
 

 

Imagem dele com o Yoda:

 

53816073114368088.jpg

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...