Jump to content
Forum Cinema em Cena
Nacka

Obituários (in memoriam)

Recommended Posts

 Baita perda. Hoffman era um baita ator.

 

 Pior que o cinema nacional também sofreu uma grande perda hoje.

 

 

Eduardo Coutinho é morto no Rio de Janeiro [ATUALIZADO] Filho do cineasta é o principal suspeito
Marcelo Hessel
02 de Fevereiro de 2014

 

7
 

 

 

eduardo-coutinho.jpg
Eduardo Coutinho
 

O cineasta Eduardo Coutinho, de 80 anos, teria sido morto em sua casa neste domingo, no bairro da Lagoa, no Rio de Janeiro. As informações são do portal R7.

O crime teria sido cometido a facadas e suspeita-se do filho do documentarista, Daniel Coutinho, que sofreria de esquizofrenia. Ainda de acordo com o portal, ele teria tentado matar ainda a mãe, Maria Oliveira Coutinho, de 62 anos, e a si mesmo. A mulher do cineasta estaria internada em estado gravíssimo no Hospital Municipal Miguel Couto e Daniel, também levado ao hospital, estaria com ferimentos leves.

A polícia já estaria coletando o depoimento de Daniel. O corpo de Eduardo Coutinho foi levado para o IML. O jornal O Globo  também confirma o óbito e há relatos de que o diretor Walter Salles Jr., amigo e produtor de filmes de Coutinho, estara a caminho do hospital.

[Atualizado] A assessoria da Polícia Civil confirma o crime, que ocorreu por volta das 11h50. Maria Oliveira e Daniel foram socorridos por bombeiros e continuam no Hospital Miguel Couto. [Atualizado]

Depois de realizar o marco do cinema brasileiro Cabra Marcado para Morrer (1964-1984) e trabalhado em reportagens especiais do Globo Repórter entre 1975 e 1984, Coutinho se firmou como o principal documentarista do país com filmes como Edifício Master, Peões, Jogo de Cena e Moscou, entre outros.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Shirley Temple, atriz de "Olhos Encantadores", morre aos 85 anos

Do UOL, em São Paulo

 

11/02/201408h34 Atualizada 11/02/201414h00

 

 

 

 

 

 

A atriz Shirley Temple morreu nesta segunda-feira (10), aos 85 anos. Segundo a BBC, a morte foi de causas naturais e ela estava em casa, em Woodside, Califórnia, cercada por sua família e cuidadores. "Nós a saudamos por uma vida de realizações notáveis como atriz, diplomata, e o mais importante, como a nossa querida mãe, avó, bisavó e mulher adorada de 55 anos", disse a família em comunicado. 

Com característicos cachinhos loiros, olhos brilhantes e covinhas, Temple começou a carreira aos três anos de idade e se tornou um dos maiores fenômenos de Hollywood por sua dança, canto e interpretação.  

 

Mais nova atriz a receber um Oscar 

Nascida em 23 de abril de 1928, em Santa Monica, Califórnia, Temple era filha do banqueiro George Francis Temple e de Gertrude Amelia Krieger. Apaixonada por dança, Gertrude incentivava a pequena a sapatear. Começou a ter aulas num estúdio de dança, onde foi descoberta por um dos produtores da série de curtas  "Baby Burlesks", paródias de filmes clássicos estreladas por crianças. Em sua estreia, Shirley recebeu um cachê de US$ 10.

Menina prodígio, a atriz ajudou uma série de filmes a faturar milhões, principalmente na década de 1930. Entre seus filmes de maior destaque estão "A Princesinha" (1939), "Sangue de Heróis" (1948), "Heidi" (1937) e "Olhos Encantadores" (1934). 

 

Foi também uma das responsáveis por salvar o estúdio Fox da crise de 1932 e recebeu os cumprimentos do então presidente Franklin Roosevelt por "ajudar a América a atravessar a Grande Depressão com apenas um sorriso". 

Em 1935, com apenas seis anos de idade, ela ganhou um prêmio especial, chamado de "baby Oscar", por sua contribuição para o cinema. Ela é até hoje a mais jovem atriz a receber a estatueta. Em 1960, ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood e, em 2006, recebeu um prêmio especial do SAG (Sindicato de Atores dos Estados Unidos) pelo conjunto da obra.

 

Carreira de diplomata 

Shirley conquistou fãs no mundo inteiro e atuou em 43 longas e 14 curtas, mas não conseguiu prosseguir com a carreira até a vida adulta. Ela deixou de fazer cinema em 1950, com apenas 21 anos de idade.

Em 1967, ela concorreu ao senado norte-americano, mas não conseguiu se eleger. Foi quando Temple se tornou diplomata, servindo como embaixadora em países como a antiga Tchecoslováquia (1989) e Gana (1974-1976). Em 1972, foi diagnosticada com câncer de mama e foi uma das primeiras artistas a falar abertamente sobre a doença. 

Em 2001, a atriz foi consultora na produção da rede ABC de televisão, "Child Star: The Shirley Temple Story", baseada na primeira parte de sua autobiografia.

 

Ela se casou duas vezes, com John Agar em 1945, aos 17 anos, e com Charles Alden Black, em 1950. Deixa uma filha, Linda Susan, fruto de seu relacionamento com Agar, de quem se divorciou em 1949, e dois filhos que teve com Black, Charlie Jr. e Lori. Em uma entrevista publicada em seu site oficial, a atriz disse do que mais se orgulhava na vida. "De meus três filhos, minha neta e minhas duas bisnetas". 

Veja as homenagens de famosos publicadas no Twitter:

Whoopi Goldberg, atriz

"O navio Good Ship Lollipop [alusão à canção do filme 'Olhos Encantadores'] embarcou hoje com Shirley Temple a bordo. Se você não a conhece, dê um Google ou a procure no Youtube. R.I.P.."

 

Olivia Munn, atriz

"Descanse em paz, Shirley Temple. O mundo era muito mais brilhante porque você estava nele."

John Barrowman, ator de "West End"

"R.I.P., Shirley Temple. Obrigado por todos os filmes maravilhosos."

Leonard Maltin, crítico e historiador de cinema

"Descanse em pazShirley TempleUma das estrelas mais talentosas e brilhantes do mundo acaba de ir para o céu. Um fenômeno genuíno."

 

 

http://cinema.uol.com.br/noticias/redacao/2014/02/11/morre-aos-85-anos-a-atriz-shirley-temple.htm

 

Shirley-Temple-9503798-1-402.jpg

 

shirley_temple-today.jpg

 

 

Curioso é que outro dia mesmo, achei um blog com uma lista citando atores que estão vivos, mas que todo mundo acha que já morreram e a Shirley Temple tava nessa lista. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

É que tem muito artista que faz muito sucesso e depois simplesmente somem dos holofotes (por vontade própria ou não), e as pessoas acabam se esquecendo delas. Acho que a lista apesar do título de gosto duvidoso tratava mais disso.

 

A Shirley eu achava que ele tinha morrido porque confundia ela com outra atriz que morreu um tempo atrás (uma que tava no Destino do Poseidon), então quando vi ela nessa lista fiquei meio surpreso.

 

Outros que fiquei surpreso de saber que estão vivos ainda forma o Chuck Berry e a Doris Day.

Share this post


Link to post
Share on other sites
O ator e diretor Harold Ramis morreu aos 69 anos, disse nesta segunda-feira (24) o jornal "Chicago Tribune". De acordo com o jornal, ele morreu na madrugada desta segunda em decorrência de uma doença rara que provoca o inchaço de vasos sanguíneos, a vasculite inflamatória autoimune.

 

Harold ficou conhecido por seu trabalho de ator, diretor e roteirista. Ele atuou em "Os caça-fantasmas" (1984) e "Presente de grego" (1987), além de papéis menores  "Ligeiramente grávidos" (2007)  e "Melhor é impossível" (1997), entre outros. O cineasta dirigiu "Feitiço do tempo" (1993), além de "Férias frustradas" (1983), "Máfia no divã" (1999) e "Máfia volta ao divã" (2002), entre outros.

 

 


 

 

Harold-Ramis.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Morre o cineasta Alain Resnais

Ao 91 anos, diretor acabara de apresentar seu último filme no Festival de Berlim

 

Natália Bridi

02 de Março de 2014

 

Alan-Resnais.jpg

 

Alain Resnais, um dos grandes nomes do cinema francês, morreu neste sábado, aos 91 anos. A informação foi confirmada pela Variety.

 

Resnais é conhecido por seus trabalhos dentro da Nouvelle Vague, como Hiroshima, Meu Amor (1959), O Ano Passado em Marienbad (1961) e Muriel (1963). O diretor foi premiado duas vezes no Festival de Cannes, duas vezes no Festival de Veneza e outras duas no Festival de Berlim, onde apresentou, em fevereiro, o seu último longa-metragem, Aimer, boire e chanter.

 

http://omelete.uol.com.br/cinema/morre-o-cineasta-alain-resnais/#.UxPFTBVEvQ8

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse fim de 2013 e começo de 2014 esta terrivel mesmo, muitas figuaras importantes do cinema morrendo. Particularmente a do Hoffman me deixou muito triste. Um grande ator ainda jovem, morre subitamente de uma forma estupida.  

Share this post


Link to post
Share on other sites

 
Morre o ator brasileiro Paulo Goulart, aos 81 anos
13/03 - 18h13
por Antônio Tinôco
 
103_3.jpg
 
Nesta quinta-feira (31), morreu o ator brasileiro Paulo Goulart, aos 81 anos de idade, em São Paulo. Casado há 60 anos com a atriz Nicette Bruno, ele faleceu em decorrência de um câncer renal avançado.
 
A carreira de Goulart começou cedo e ele participou de seu primeiro programa de televisão aos 18 anos, ao lado de Amácio Mazzaropi (Sai da Frente). Sua estreia no cinema aconteceu na comédia Destino em Apuros (1954), de Ernesto Remani, que foi o primeiro longa-metragem colorido no Brasil.
 
Depois, fez Rio Zona Norte (1957), de Nelson Pereira dos Santos (Vidas Secas). A história apresenta um compositor carioca (Grande Otelo) lembrando-se da luta para ver seus sambas gravados e interpretados por artistas de renome.
Outro papel de destaque foi em Gabriela, Cravo e Canela (1983), realizado por Bruno Barreto (Dona Flor e Seus Dois Maridos). Baseada no livro de Jorge Amado, a trama segue uma retirante (Sônia Braga) que conquista o proprietário do bar mais popular da cidade, mas que o trai com o maior conquistador do local.
 
Tapete Vermelho (2005), Luz nas Trevas - A Volta do Bandido da Luz Vermelha (2010) e O Tempo e o Vento (2012) também foram produções estreladas por Paulo Goulart. Além disso, ele ficou conhecido pelas novelas em que atuou como Éramos Seis (1977), Plumas e Paetês (1980), Mulheres de Areia (1993) e Duas Caras (2007).

Share this post


Link to post
Share on other sites

 


 

21/03/2014 às 14:14:02 atualizada às 14:52:53

Morre o humorista Canarinho, de "A Praça é Nossa"

 

739fa16d3a9050f5eec5d3d546dc4604.jpg

 

Faleceu nesta sexta (21), aos 86 anos, o humorista Aloísio Ferreira Gomes, mais conhecido como o Canarinho de "A Praça é Nossa".

Ele sofreu um infarto agudo do miocárdio no último domingo (16), e estava internado no hospital Santana, em Mogi das Cruzes (SP), mas não resistiu.

Procurada pelo NaTelinha, a assessoria de imprensa do SBT confirmou a informação.

Pouco depois, emitiu uma nota de pesar: "Lamentamos a perda do humorista e deixamos nossos sentimentos aos familiares, amigos, admiradores e colegas de trabalho de Canarinho".

O corpo de Canarinho será cremado, conforme era o seu desejo e que já havia dito para a família.

Ainda não há informações sobre o local do velório.

Canarinho nasceu em Salvador no dia 29 de dezembro de 1927. Começou sua carreira em 1947, se mudou para São Paulo em 1955 e em 56 passou a fazer parte da "Praça da Alegria", de Manoel de Nóbrega, que mais tarde viria a se tornar "A Praça é Nossa", comandada pelo filho de Manoel, Carlos Alberto de Nóbrega.

 

O humorista participou de quase toda a história do humorístico, mas entre os anos 70 e 80 esteve na primeira versão do "Sítio do Picapau Amarelo", onde viveu o Gamizé.

No último domingo (16), coincidentemente, Canarinho apareceu em um depoimento no programa "Eliana", que homenageou os 60 anos de carreira de Carlos Alberto. Na ocasião, Eliana chegou a falar que as portas da atração estavam abertas para ele.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

1964969_748966275136651_1386893904_n.jpg

 

 

 

O veterano ator James Rebhorn morreu na última sexta-feira, aos 65 anos. De acordo com o site The Hollywood Reporter, ele estava em casa com a sua família. A notícia só foi divulgada neste domingo.

James Rebhorn teve uma carreira que durou mais de cinco décadas, com papeis no cinema, na televisão e no teatro. Recentemente, ele estava no ar como o pai de Carrie na premiada série Homeland. Ainda na televisão, ele atuou nas séries Law & Order e The Third Watch, entre outras.

Rebhorn trabalhou em filmes como O Talentoso Ripley, Independence Day, Perfume de Mulher e Entrando Numa Fria. Suas últimas aparições no cinema foram em Gigantes de Aço e A Estranha Vida de Timothy Green.

Share this post


Link to post
Share on other sites

José Wilker morre aos 66, vítima de infarto fulminante

 

Do UOL, em São Paulo

05/04/201411h17

 

jesuino-jose-wilker-no-remake-de-gabriel

 

O ator José Wilker, 66, morreu em sua casa na manhã deste sábado (5), vítima de um infarto fulminante. A informação foi confirmada pela Globo News. Ele deixa as filhas Isabel, Mariana e Madá

 

O último trabalho do ator foi na novela "Amor à Vida", em que ele interpretou o médico Herbert. Antes disso, ele havia atuado em outra novela de Walcyr Carrasco, "Gabriela".

 

Nascido em Juazeiro do Norte, no Ceará, no dia 20 de agosto de 1947, José Wilker começou sua carreira como locutor de rádio no Ceará. Aos 19 anos, porém, ele se mudou para o Rio de Janeiro, onde começou a atuar.

 

Com uma extensa carreira, Wilker atuou em 49 filmes, como "Bye Bye Brasil", "Jango" e "Giovanni Improtta" - baseado em seu famoso personagem da novela "Senhora do Destino".

http://televisao.uol.com.br/noticias/redacao/2014/04/05/jose-wilker-morre-aos-66-vitima-de-infarto-fulminante.htm

Share this post


Link to post
Share on other sites

queria saber o parecer do Pablo, que vivia jogando m.. nele...

 

 

 

Morre o ator José Wilker, aos 66 anos
05/04 - 12h38
 
por Renato Silveira

jose-wilker.jpg

O ator e diretor José Wilker, de filmes como Dona Flor e Seus Dois MaridosXica da Silva eBye Bye Brasil, morreu na manhã deste sábado, 4 de abril, em sua casa no Rio de Janeiro. A causa da morte não foi divulgada, embora a suspeita seja a de que ele sofreu um infarto, segundo o site G1.

Wilker tinha 66 anos e estreou na direção de um longa-metragem no ano passado, comGiovanni Improtta, baseado em um de seus personagens mais famosos da teledramaturgia. Nascido em Juazeiro do Norte, no Ceará, em 20 de agosto de 1947, começou a carreira na adolescência, atuando no teatro, como membro do Movimento de Cultura Popular, em Recife. Mudou-se para o Rio com o advento da ditadura militar e sua estreia como ator na tela grande se deu em 1965, em A Falecida, de Leon Hirszman. A partir daí, sua carreira se estendeu por cerca de 50 filmes.

Vida Provisória (1968), de Maurício Gomes Leite, e Estranho Triângulo (1970), de Pedro Camargo, são alguns destaques de sua filmografia antes do primeiro grande papel como Tiradentes, em Os Inconfidentes (1972), de Joaquim Pedro de Andrade. Mas seria em 1976 que Wilker ficaria mais conhecido, vivendo um dos personagens principais do clássico Dona Flor e Seus Dois Maridos, de Bruno Barreto, até hoje um dos maiores sucessos de bilheteria da história do cinema brasileiro. No mesmo ano, atuou em Xica da Silva, de Cacá Diegues, com quem voltaria a trabalhar em outro clássico do nosso cinema, Bye Bye Brasil (1980), e mais tarde em Um Trem Para as Estrelas (1987), Dias Melhores Virão (1990) e O Maior Amor do Mundo (2006).

Outros cineastas com quem Wilker colaborou mais de uma vez são Sérgio Rezende, em O Homem da Capa Preta (1987, Kikito de Melhor Ator no Festival de Gramado), Doida Demais(1989), Guerra de Canudos (1996) e Onde Anda Você (2004); Luiz Carlos Lacerda, em Leila Diniz (1987), For All (1997) e Viva Sapato! (2004); Guel Arraes, em Romance (2008) e O Bem Amado (2010); e Hugo Carvana, em Casa da Mãe Joana (2008) e Casa da Mãe Joana 2 (2013), este o seu último trabalho lançado comercialmente.

Wilker está ainda em A Hora e a Vez de Augusto Matraga, de Vinícius Coimbra (filme pelo qual ganhou o troféu Redentor de Melhor Ator Coadjuvante no Festival do Rio de 2011, mas que até hoje não estreou em circuito), e em Isolados, de Tomas Portella, thriller que tem lançamento previsto para 2014. 

Além de também ter estrelado filmes como O Casal (1975), de Daniel Filho, Diamante Bruto(1977), de Orlando Senna, O Bom Burguês (1982), de Oswaldo Caldeira, Pequeno Dicionário Amoroso (1996), de Sandra Werneck, Villa-Lobos - Uma Vida de Paixão (2000), de Zelito Viana, Redentor (2004), de Cláudio Torres, e Elvis & Madona (2010), de Marcelo Laffitte, Wilker teve algumas incursões no cinema estrangeiro. Esteve ao lado de Sean Connery no elenco de O Curandeiro da Selva (1992), de John McTiernan, e de Henry Thomas (o garoto Elliot de E.T. - O Extraterrestre) no policial Dead in the Water (2002), de Gustavo Lipsztein. Também participou de Prisoner of Rio (1988), de Lech Majewski, cinebiografia de Ronald Biggs, o famoso assaltante do trem pagador.

Wilker foi presidente da RioFilme, de 2003 a 2008, e sua conhecida cinefilia o tornou crítico de cinema. Escreveu para periódicos e trabalhou como comentarista em canais na TV paga e nas cerimônias do Oscar transmitidas pela Rede Globo, emissora que produziu a maior parte das novelas e minisséries em que ele atuou. Sem dúvida, a mais conhecida é Roque Santeiro(1985), onde ele viveu o personagem-título ao lado de Regina Duarte e Lima Duarte, mas também teve papéis marcantes em Gabriela (na versão original, de 1975, e no remake, de 2012), Anjo Mau (1976), Anos Rebeldes (1992), Agosto (1993), Renascer (1993), A Muralha(2000), Senhora do Destino (2004) e JK (2006). A mais recente novela de Wilker foi Amor à Vida, que foi ao ar em 2013 e terminou este ano.

O Cine PE anunciou recentemente que Wilker receberia um prêmio especial por sua carreira no final deste mês, na 18ª edição do festival, ao lado da atriz Laura Cardoso, com quem ele trabalhou em Casa da Mãe Joana (2008) e nas novelas Duas Caras (2007) e Gabriela (2002). Uma grande homenagem está sendo preparada pelos organizadores, já que foi em Recife que Wilker começou a carreira.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 


 

Ator Mickey Rooney morre aos 93 anos

Lendário artista de Hollywood, o americano fez filmes como Deu A Louca no Mundo e Bonequinha de Luxo
Thiago Romariz
07 de Abril de 2014

rooney.jpg 
Mickey Rooney

 
O ator Mickey Rooney, 93, morreu na noite deste domingo nos EUA. A causa do falecimento ainda é desconhecida; as informações são do The Wrap.

 

Rooney era uma lenda em Hollywood, tendo participado de clássicos como Deu A Louca no Mundo e Bonequinha de Luxo. O ator também recebeu um Oscar honorário em 1983 devido a sua contribuição ao cinema. Em 1981, Rooney venceu o Emmy de Melhor Ator pelo trabalho na série Bill.

 

Ele era pai de nove filhos e casou oito vezes. Há alguns anos, um boato que a comédia Deu A Louca no Mundo teria uma continuação circulou mas não foi pra frente




 
 

 

 
Morre o comediante John Pinette, aos 50 anos

Comediante é conhecido por suas participações em Seinfeld e O Justiceiro
Natália Bridi
06 de Abril de 2014
 

pinnette.jpg 
John Pinette


John Pinette, comediante conhecido por suas participações no episódio final de Seinfeld (1998) e nos filmes Júnior (1994) e O Justiceiro (2004), foi encontrado morto em seu quarto de hotel em Pittsburgh. De acordo com o Hollywood Reporter, a causa da morte foi uma embolia pulmonar.
 
Pinette, que também fazia stand-up, participava de uma turnê entre EUA e Canadá e tinha shows agendados até junho. Seu último papel no cinema foi em The Last Godfather (2010).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...