Jump to content
Forum Cinema em Cena

The Incredible Hulk (2008)


Recommended Posts

 

Saiu no Omelete também:

 

Além de Tony Stark, outro herói Marvel também aparecerá em O Incrível Hulk

Diretor entrega o jogo em entrevista - assista

 

A essa altura você já deve ter visto a participação de Tony Stark em O Incrível Hulk.

(Se não viu, confira abaixo na galeria, "Spot TV 1".) Pois o Homem de

Ferro não é o único herói da Marvel que aparece no novo filme do verdão.

Em entrevista ao site G4, o diretor Louis Leterrier não conseguiu guardar segredo. "Como

cineasta e fã, gosto de assistir a um filme várias vezes para descobrir

coisinhas escondidas no cenário. Sabia que em Homem de Ferro aparece o escudo do Capitão América? Pois em Hulk será possível ver o próprio Capitão América!", entregou. Confira a tal entrevista:

http://www.g4tv.com/lv3/26297

Já se afundando mais nos spoilers... Espectadores nos EUA que estiveram em exibições-teste de O Incrível Hulk disseram

que a cena entre Stark e o General Ross - em que o milionário da

indústria armamentista oferece uma "solução" para o "problema" do

militar - está no fim do filme. E Stark já fala como um dos

organizadores dos Vingadores (ainda que ele mencione apenas a formação

de "uma equipe"). Segundo especulações, a presença do Capitão América

estaria ligada a isso - não escondida no cenário, mas depois dessas

cenas, após os créditos finais.

O Omelete vai conferir o filme ainda hoje. Só lembrando que durante a exibição para a imprensa de Homem de Ferro a Paramount limou a cena com Nick Fury... Se houver algo depois dos créditos, contamos aqui.

 

joao_spider2008-06-09 15:06:00

Link to post
Share on other sites
  • Replies 1.3k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Novo Hulk provavelmente não será digital     O especialista em efeitos especiais Dennis Muren falou ontem ao site ComingSoon sobre seu trabalho em Guerra dos Mundos. Na entrevista, no

hulk 2! !    

Acontece que o Bell usou a palavra "desrespeita" e isso tira qualquer razão do post pois, como eu já falei, o que é desrespeitar pra você é diferente do que é pra mim. Não existe essa besteira de resp

Bel você mesmo um gênio acertou direitinho e olha que eu li a Set e no próprio trailer aparece um homem caminhado no Polo Norte que com certeza deve ser Banner(Norton) e como foi dito e no fim do longa e pode ser o Capitão América já e o ator que pode viver o famoso herói, tanto faz já que vai estar congelado e com uniforme que cobre parcialmente a sua cara. E com certeza o Hulk vai deixar um sorriso no nerds de plantão e cada trailer que  aparece o monstro vemos uma agilidade fora do comun adicionada de brutalidade e poder.A participação já tão esperada de Stark eu nem vou comentar mas sim curtir no cinema.Só vou achar uma pena se o filme tiver menos de 2 hr 04 

 

CONTAGEM REGRESSIVA: 4 DIAS
Link to post
Share on other sites

Galera.

 

Saiu no Uol Cinema um comentário de quem já assistiu o filme.

Quem escreveu foi a  Heloisa Dall´Antonia. Chega a revelar algumas coisas e bem interessantes. Quem quiser dar uma lida é só selecionar o que está abaixo. Fica a critério de cada um.

 

Depois de assistir à versão de

Louis Leterrier para "O Incrível Hulk", a pergunta que fica martelando

na cabeça é: por que a editora Marvel não resolveu tomar conta da ida

de seus personagens para o cinema antes? A Marvel Studios esteve

envolvida nos projetos de "Homem Aranha", "X-Men" e "Quarteto

Fantástico", para citar apenas alguns títulos, mas foi só em "Homem de

Ferro" que realmente tomou as rédeas da produção. E ao menos pelas duas

investidas até agora - os filmes de Tony Stark e de Bruce Banner - os

fãs só têm a agradecer.

 

"O

Incrível Hulk" mostra, já na sequência de abertura, a origem do herói,

quando Bruce Banner (papel de Edward Norton) conduz testes em si

próprio com os raios gama e as coisas acabam por sair do controle.

Assim, os primeiros minutos do filme garantem um cenário bastante

conhecido para os brasileiros: a região da favela de Tavares Bastos, no

Rio de Janeiro, onde o protagonista se refugia na tentativa de

controlar seus impulsos de raiva que fazem com que se transforme no

Gigante Esmeralda.

 

A equipe de produção passou algum tempo no

País em novembro de 2007 e, apesar de mesmo assim ter deixado passar

alguns erros (na empresa de bebidas em que Banner trabalha há quem fale

"portunhol" e é possível notar uma placa de carro em que se lê 'Brasil'

onde normalmente haveria a sigla do estado e a cidade do veículo), é

fácil notar o fascínio que o labirinto de ruas e casas causou nos

estrangeiros. Cada detalhe da região é valorizado na trama - dos becos

à agência de correio, passando pela camaradagem do povo.

 

É ainda

em terras verde-e-amarelas que Hulk mostra seu poder pela primeira vez,

mesmo que ainda não completamente. Nesse meio tempo também já se pode

notar que o caráter do soldado Emil Blonsky (interpretado por Tim

Roth), recrutado especialmente para a missão de trazer de volta aos EUA

o personagem, é duvidoso. É ele que, assim como o protagonista, vai se

submeter aos testes do general "Thunderbolt" Ross (William Hurt) para

se tornar um soldado com mais poderes do que qualquer humano.

 

Também

não demora para que outros personagens dos quadrinhos dêem as caras na

produção, como Betty Ross (Liv Tyler), filha do general e ex-namorada

de Banner; Leonard Samson (Ty Burrell) e Samuel Sterns (Tim Blake

Nelson). Aliás, citações não faltam no filme, com direito a menção das

indústrias Stark e de Nick Fury, além da presença de Lou Ferrigno - que

interpretava o herói verde na série de TV - e da sempre esperada

participação do criador do personagem nos quadrinhos, Stan Lee (uma das

mais bacanas entre todos os filmes baseados em sua obra até agora).

 

Como

esperado, a produção usa muitos efeitos especiais para dar

credibilidade à força de Hulk e do Abominável. Espere muitas explosões,

prédios ruindo e o chão tremendo.

 

O crossover do título com

"Homem de Ferro" acontece quase nos últimos minutos da trama (não é

necessário esperar pelo fim dos letreiros desta vez), e é suficiente

(assim como a sequência no laboratório de Sterns) para deixar quem leu

as HQs do personagem com água na boca na espera da continuação.

 

 

 

Abcs

 

 

Link to post
Share on other sites

Da Frigideira: O Incrível Hulk

O Gigante Verde que conhecemos está nas telonas - e cercado pelo Universo Marvel

09/06/2008

Uma boa e uma má notícia. A má primeiro, claro: O Incrível Hulk não é nenhum Homem de Ferro. Mas a boa: Também passa longe de ser um Elektra.

O filme do verdão tem seus problemas, especialmente no confronto narrativo Homem (Edward Norton) versus Monstro (Marvel), que vamos discutir com detalhes na crítica, mas acerta em dar aos fãs o que eles esperam do herói. A pancadaria é ótima e há aquela integração com o Universo Marvel que enche os olhos dos fãs da editora.

Sim, Tony Stark (Robert Downey Jr.) aparece. Sim, fala-se novamente dos Vingadores e a SHIELD tem papel de destaque. A fase de Bruce Jones no comando do gibi do monstro é lembrada. Stan Lee e Lou Ferrigno (que até dubla o Hulk) têm boas cenas. O Capitão América não aparece fisicamente (como o diretor Louis Leterrier deu a entender), mas certamente está lá em espírito. O que isso significa, só vendo o filme. Não vamos estragá-lo. ;-)

Outro ponto de especial interesse aos brasileiros é a cena na favela carioca Tavares Bastos - o "Hulk in Rio" - que no filme aparece dublando a Rocinha. Ela tem um quê de Tropa de Elite e Cidade de Deus que diverte. São cenas competentes, muito provavelmente inspiradas nos dois filmes citados. O problema é a falta de coragem do diretor em colocar brasileiros nos papéis com falas (a única exceção é a lindíssima Débora Nascimento). O resultado: Português agringalhado, que a Paramount sabiamente dublou por cima aqui. Ficou meio com cara de propaganda da Loreal, mas tudo bem.

Enfim, a Marvel segue fazendo um arroz com feijão bem temperado. Quando você abre um gibi da editora você sabe exatamente o que esperar dele. No cinema não é diferente. Agora que seus dois primeiros filmes estão nas telas, fica claro que todas as produções seguirão a mesma linha. Essa opção tem prós e contras, mas ao menos garante aos fãs que seus personagens mais queridos passarão do papel ao filme com dignidade conquistada ao longo de quase cinco décadas

 FONTE:OMELETE
Link to post
Share on other sites

continuo falando que o hulk do Stan Lee é muito bom, o drama do personagem principal é exelente, a cena do deserto fantastica, o ponto fraco do filme foi o pai mutante do hulk, que poderia ter sido melhor....mas de resto é muito bom...

 

 

 

Se o Incrivel Hulk não abordar muito o drama do personagem perde a graça....

 

 

Link to post
Share on other sites

continuo falando que o hulk do Ang Lee é muito bom' date=' o drama do personagem principal é exelente, a cena do deserto fantastica, o ponto fraco do filme foi o pai mutante do hulk, que poderia ter sido melhor....mas de resto é muito bom...

Se o Incrivel Hulk não abordar muito o drama do personagem perde a graça....
[/quote']

Não coloque o velhinho nessa situação...

Link to post
Share on other sites

Tbm acho o hulk do ang lee bem legal...

 

o problema mesmo é q o Hullk dele é feio e não convence...

 

Sem falar q não teve porradaria pesada...e esse "erro" é fatal pra filmes e super-heróis q querem virar blockbusters...

 

Superman Returns tá aí pra provar isso tbm né?

 

Mas eu torço q o Super não tenha morrido nas telonas ainda...
Link to post
Share on other sites

Como o Sabujo não dá para enganar o público por mais que a Marvel Stúdios venda o filme como o ínicio de tudo muita mas muita gente mesmo não sabe que e uma "refilmagem" e tão indo assitir como uma continuação do filme de Ang Lee(que eu adoro) há mais este filme tem mais ação e totalmente diferente eu sei mas as sequências tendem a ser mais precisas e elaboradas e tem muitos longas do gênero arrenbentaram justo na contiunação.Mas pergutem a amigos e familiares se sabem que este e Hulk e ponto zero e postem aqui depois. Parece que as primeras críticas estão bem positivas em relação ao efeitos especias e ação de Leterrier mas ninguém citou o protagonista o Edward Norton que espero ter entregado mais uma atuação brilhante.

 

CONTAGEM REGRESSIVA: 03 DIAS
Link to post
Share on other sites
Vi umas criticas metendo o pau justamente nas cenas de ação.

Falaram que são muito rapidas e confusas' date=' além dos graficos serem medianos (renderização de Play3 06).
[/quote']

 

 Play3??! E qual seria a "renderização" de Hulk?? Play1? 19 06  

 Só falta alguém aqui dizer que as cenas de ação em Hulk são boas... 14 
Link to post
Share on other sites

Impossível um filme de Hulk sem que o personagem principal pareça fake. Por mais que se tente mostrar o conflito do personagem antes da transformação e se tenha algum sucesso aí, na hora de mostrá-lo como o monstro verde não há convencimento algum, mesmo que ele seja um ator talentoso como o Edward Norton o que aliás foi uma escolha acertada, baixinho e frágil ele se aproxima muito mais do personagem do seriado (minha única referência).

 

Devo dizer no entanto que já fiquei decepcionado com o trailer deste aqui.
Link to post
Share on other sites
Impossível um filme de Hulk sem que o personagem principal pareça fake. Por mais que se tente mostrar o conflito do personagem antes da transformação e se tenha algum sucesso aí, na hora de mostrá-lo como o monstro verde não há convencimento algum, mesmo que ele seja um ator talentoso como o Edward Norton o que aliás foi uma escolha acertada, baixinho e frágil ele se aproxima muito mais do personagem do seriado (minha única referência).

 

Devo dizer no entanto que já fiquei decepcionado com o trailer deste aqui.
[/quote']

 

 Nacka, sem querer polemizar demais: por que acha isso?? Acha que mundos e figuras imaginárias (entenda-se em CGI) tiram força narrativa e impacto pelo fato de correrem o risco de parecerem fake? Seriam, necessariamente, SEMPRE fakes? Por exemplo, você achou "King Kong" fake? E o personagem Gollum da trilogia SDA? E os dinossauros de "Jurassic Park" (principalmente o Tiranossauro Rex)?? Desculpe-me, mas não vejo dessa forma... Pra mim a questão da qualidade técnica dos efeitos digitais está (hoje em dia, dado o nível de avanço na área) unicamente atrelada a questão de "how much do you want pay for it?".

 Não assisti o filme ainda, mas pelo pouco que deu pra perceber pelos traillers que vi, a diferença entre as criaturas de "Hulk" e "Incredible Hulk" são gritantes. Se ficou tão bom quanto os exemplos citados acima, só depois do dia 13, mas desde já considero uma melhora considerável.

 Aguardemos. 05     

     
Link to post
Share on other sites

Da Frigideira: O Incrível Hulk

O Gigante Verde que conhecemos está nas telonas - e cercado pelo Universo Marvel

09/06/2008

Uma boa e uma má notícia. A má primeiro' date=' claro: O Incrível Hulk não é nenhum Homem de Ferro. Mas a boa: Também passa longe de ser um Elektra.

O filme do verdão tem seus problemas, especialmente no confronto narrativo Homem (Edward Norton) versus Monstro (Marvel), que vamos discutir com detalhes na crítica, mas acerta em dar aos fãs o que eles esperam do herói. A pancadaria é ótima e há aquela integração com o Universo Marvel que enche os olhos dos fãs da editora.

Sim, Tony Stark (Robert Downey Jr.) aparece. Sim, fala-se novamente dos Vingadores e a SHIELD tem papel de destaque. A fase de Bruce Jones no comando do gibi do monstro é lembrada. Stan Lee e Lou Ferrigno (que até dubla o Hulk) têm boas cenas. O Capitão América não aparece fisicamente (como o diretor Louis Leterrier deu a entender), mas certamente está lá em espírito. O que isso significa, só vendo o filme. Não vamos estragá-lo. ;-)

Outro ponto de especial interesse aos brasileiros é a cena na favela carioca Tavares Bastos - o "Hulk in Rio" - que no filme aparece dublando a Rocinha. Ela tem um quê de Tropa de Elite e Cidade de Deus que diverte. São cenas competentes, muito provavelmente inspiradas nos dois filmes citados. O problema é a falta de coragem do diretor em colocar brasileiros nos papéis com falas (a única exceção é a lindíssima Débora Nascimento). O resultado: Português agringalhado, que a Paramount sabiamente dublou por cima aqui. Ficou meio com cara de propaganda da Loreal, mas tudo bem.

Enfim, a Marvel segue fazendo um arroz com feijão bem temperado. Quando você abre um gibi da editora você sabe exatamente o que esperar dele. No cinema não é diferente. Agora que seus dois primeiros filmes estão nas telas, fica claro que todas as produções seguirão a mesma linha. Essa opção tem prós e contras, mas ao menos garante aos fãs que seus personagens mais queridos passarão do papel ao filme com dignidade conquistada ao longo de quase cinco décadas

 FONTE:OMELETE[/quote']

 

Finalmente o Omelete atinge um fim social... Nunca mais irei ver filmes da Marvel no cinema. Já que o estúdio novo só se interessa em apresentar filmes que visem a alegria apenas de seus fãzóides, não me vejo como público alvo de coisas como O Incrível Hulk...
Link to post
Share on other sites

 

 Nacka' date=' sem querer polemizar demais: por que acha isso?? Acha que mundos e figuras imaginárias (entenda-se em CGI) tiram força narrativa e impacto pelo fato de correrem o risco de parecerem fake? Seriam, necessariamente, SEMPRE fakes? Por exemplo, você achou "King Kong" fake? E o personagem Gollum da trilogia SDA? E os dinossauros de "Jurassic Park" (principalmente o Tiranossauro Rex)?? Desculpe-me, mas não vejo dessa forma... Pra mim a questão da qualidade técnica dos efeitos digitais está (hoje em dia, dado o nível de avanço na área) unicamente atrelada a questão de "how much do you want pay for it?".

 Não assisti o filme ainda, mas pelo pouco que deu pra perceber pelos traillers que vi, a diferença entre as criaturas de "Hulk" e "Incredible Hulk" são gritantes. Se ficou tão bom quanto os exemplos citados acima, só depois do dia 13, mas desde já considero uma melhora considerável.

 Aguardemos. 05     

     
[/quote']

 

Dois comentários:

 

1) Discordo que a qualidade dos efeitos hoje está atrelada única e exclusivamente ao "how much do you want to pay for it", principalmente em se tratando do Hulk - seja a versão do Lee, seja essa nova (que são filmes caríssimos). O diretor tem escolha criativa para dizer como ele quer os efeitos de seu filme. Há inúmeros exemplos disso na história do cinema.

 

2) Sinceramente não vi diferença nenhuma entre as criaturas do Hulk do Lee para este novo Hulk...
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...