Jump to content
Forum Cinema em Cena

Qual Livro Você Está Lendo?


Administrator
 Share

Recommended Posts

 

Comecei a ler ‘As Conexões Ocultas - Ciência para uma Vida Sustentável ’, de ‘Fritjof Capra’,

 

253089.jpg

 

Nesse livro o autor demonstra como tudo em relação a vida se organiza como padrão (algo assim..). Desde as estruturas das células mais primitivas, os seres humanos, insetos, plantas.. Tudo é organizado seguindo um padrão. Tudo é interligado como uma rede bem complexa, em todos os níveis, integrando até as dimensões biológicas com a social. Cada sistema vivo contribui para a sustentabilidade do todo. Interessante o questionamento “O que é a vida?” e as análises sobre as características que definem uma célula bacteriana a partir dessa questão. Começando pelos dois tipos de proteínas existentes (enzimas e proteínas estruturais).

 

Após explicar todo um processo, chega a sugerir que os sistemas vivos são “sistemas que contêm DNA”, dada importância do DNA na auto-replicação da célula. Porém esbarra no problema dessa definição, já que células mortas também contêm DNA. Isso tudo para dizer que não basta apenas considerar as estruturas moleculares da célula, mas também devemos descrever os processos metabólicos dela, além da membrana e limites que as separam do meio ambiente. Estou nessa parte do livro.
-THX-2009-01-30 12:14:05
Link to comment
Share on other sites

 

Comecei a ler ‘As Conexões Ocultas - Ciência para uma Vida Sustentável ’' date=' de ‘Fritjof Capra’,

 

253089.jpg

 

Nesse livro o autor demonstra como tudo em relação a vida se organiza como padrão (algo assim..). Desde as estruturas das células mais primitivas, os seres humanos, insetos, plantas.. Tudo é organizado seguindo um padrão. Tudo é interligado como uma rede bem complexa, em todos os níveis, integrando até as dimensões biológicas com a social. Cada sistema vivo contribui para a sustentabilidade do todo. Interessante o questionamento “O que é a vida?” e as análises sobre as características que definem uma célula bacteriana a partir dessa questão. Começando pelos dois tipos de proteínas existentes (enzimas e proteínas estruturais).

 

Após explicar todo um processo, chega a sugerir que os sistemas vivos são “sistemas que contêm DNA”, dada importância do DNA na auto-replicação da célula. Porém esbarra no problema dessa definição, já que células mortas também contêm DNA. Isso tudo para dizer que não basta apenas considerar as estruturas moleculares da célula, mas também devemos descrever os processos metabólicos dela, além da membrana e limites que as separam do meio ambiente. Estou nessa parte do livro.
[/quote']

 

 

THX, gosto muito dos livros e teorias de F. Capra, além desse que você está lendo já li "Ponto de mutação", "Tao da física" e "A Teia da vida", leitura que nos faz refletir sobre o mundo interior e exterior.

 

 

 

Eu terminei de ler o livro " O Menino de pijama listrado" de John Boyne, ed. Cia das Letras.

 

 

 

Achei totalmente fraco e sem condições de ser compreensível para alguém que não tenha familiaridade com termos como Auschwitz e Füher, por exemplo.

Quando li críticas que o comparavam ao Diário de Anne Frank, me senti instigada a  lê-lo, puro engano, os dois livros não tem nada em comum, e creio que essa forma de indicá-lo foi pura jogada de marketing.

A forma como a guerra e o campo de concetração são definidos pelo autor através do olhar do menino Bruno de nove anos é extremamente ingênua e simplista.

 

Amanhã vou assisitir o filme para ver se tem um melhor resultado na tela.
Link to comment
Share on other sites

crise+de+consciencia

 

Crise de Consciência

 

Escrito por um ex-membro do corpo governante das Testemunhas de Jeová, Crise de consciência não apenas revela segredos íntimos da estrutura de atividade e funcionamento interno dessa organização: é uma história do tipo "Pode estar acontecendo com você". Num texto sóbrio e isento, o autor deixa a lição de que, quando um indivíduo entrega a uma organização o seu direito divinamente concedido de tomar decisões, tudo pode acontecer. Além de uma poderosa ferramenta para combater seitas, uma leitura que realmente vale a pena.
Link to comment
Share on other sites

Mais uma vez lendo O Guia do Mochileiro das Galáxias.

 

To lendo a série numa lambada só correndo, terminei em 2 dias por alguns percauços o primeiro, e agora omecei O Restaurante no Fim do Universo. E tinha me esquecido da primeira passagem que acho demais:

 

190x190_857542128X.jpg

 

Existe uma teoria que diz que, se um dia alguém descobrir exatamente para que serve o Universo e por qeu ele está aqui, ele desaparecerá instantaneamente e será substituido por algo ainda mais estranho e inexplicável.

 

Existe uma segunda teoria que diz que isso já aconteceu.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Mais uma vez lendo O Guia do Mochileiro das Galáxias.

To lendo a série numa lambada só correndo' date=' terminei em 2 dias por alguns percauços o primeiro, e agora omecei O Restaurante no Fim do Universo. E tinha me esquecido da primeira passagem que acho demais:


190x190_857542128X.jpg

Existe uma teoria que diz que, se um dia alguém descobrir exatamente para que serve o Universo e por qeu ele está aqui, ele desaparecerá instantaneamente e será substituido por algo ainda mais estranho e inexplicável.

Existe uma segunda teoria que diz que isso já aconteceu.

[/quote']

 

nao viajei nesse livro nao...
Link to comment
Share on other sites

SPOILERS

 

Calvin, eu acho o primeiro da série o melhor, mas acho todos eles excenciais.

 

Há coisas muito legais em todos eles, acho a série uma obra fantástica!

 

Nesse segundo a idéia do restaurante no fim do universo, não no fim, final, ali na esquina, mas o fim dos tempos, o seu fim, acho muito engraçado as passagens no restaurante e todo aquele rolo de viajem no tempo.

 

O terceiro é meio viajão, com eles perdidos na terra pré histórica, o POP (Problema de Outra Pessoa) foi genial! A Bistromática eu achei outra grande passagem do livro, sobre os números não absolutos:

"Assim como Einstein observou que o tempo não era absoluto, mas

algo que dependia do movimento de um observador no espaço, e que o

espaço não era absoluto, mas dependia do movimento do observador no

tempo, hoje sabemos que os números não são absolutos, mas dependem do

movimento do observador nos restaurantes.

O

primeiro número não-absoluto é o número de pessoas para quem a mesa

está reservada. Ele irá variar no decorrer das primeiras três ligações

para o restaurante e depois não apresentará nenhuma relação aparente

com o número de pessoas que realmente estarão presentes, ou com o

número de pessoas que irão se juntar a elas depois do show, partida,

festa, filme, ou ainda com o número de pessoas que irão embora ao ver

quem mais apareceu por lá.

O segundo

número não-absoluto é a hora de chegada. Este número é hoje conhecido

como um dos mais bizarros conceitos matemáticos, uma

reciproversexclusão, um número cuja existência só pode ser definida

como sendo qualquer outra coisa diferente de si mesmo. Em outras

palavras, a hora real de chegado é o único momento no tempo no qual é

impossível que qualquer participante do grupo chegue de fato. A

reciproversexclusão tem, atualmente, um papel vital em diversos campos

da matemática, incluindo a estatística e contabilidade, alem de fazer

parte das equações básicas usadas na engenharia dos campos de Problema

de Outra Pessoa.

O terceiro e mais

misterioso não-absolutismo de todos diz respeito à relação entre o

numero de itens na conta, o valor de cata item e o numero de pessoas na

mesa, assim como quanto cada uma delas está disposta a pagar. (O numero

de pessoas que trouxeram algum dinheiro é apenas um subfenômeno desse

campo.)

Eu racho de rir com o segundo que é a hora da chegada!06

 

Não lembro se é no 3º ou no 4º que tem a parte da festa móvel, gostei da idéia da festa móvel, mas achei totalmente sem nexo aparecer o Thor na festa!

 

No quarto livro toda crise qeu Arthur passou, ele e a garota voando e fazendo coisas no ar ... 19

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
  • 3 weeks later...

Acabei de ler este aqui:

 

158845_4.jpg

 

Os dois volumes desta obra contam a história de Eduardo (o nome fictício de um dos autores), um adolescente que acabou se envolvendo no mundo do Satanismo e, alguns anos depois, luta para sair dele. É muito pesado, cheio de detalhes macabros, mas igualmente envolvente. Controverso até o extremo, é um daqueles livros para amar ou odiar.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...