Jump to content
Forum Cinema em Cena

Qual Livro Você Está Lendo?


Administrator
 Share

Recommended Posts

PODEM RIR MAS EU TÔ DE FÉRIAS E SUCUMBI.... ESTOU LENDO O PRIMEIRO LIVRO DA SÉRIE A MEDIADORA....

PARECE MELHOR QUE CREPÚSCULO... MAS PERAÍ... QQ UM É MELHOR Q CREPÚSCULO!!!!!!!!!

 

VAMOS VER SE CHEGO AO FINAL OU CAIO EM MIM E VOLTO PRA JANE AUSTEN OU PRAS IRMÃS BRONTË.
Link to comment
Share on other sites

Não entendi, só porque você tá lendo Meg Cabot a gente acharia graça? 09.gif

 

Se gosta de leituras difíceis e elogiadas, tudo bem, mas às vezes é bom pegar uma coisa água-com-açúcar pra distrair mesmo.

 

 

 

Termineir de "ler" MSP 50. As histórias são fraquinhas, o que vale é mesmo a variedade das obras pelos artistas com relação à Turma da Mônica. 01.gif

 

Agora peguei pra ler Água Para Elefantes.

Link to comment
Share on other sites

 

Six Wives: The Queens of Henry VIII (David Starkey)

Uma característica preocupante do trabalho de Starkey é que ele costuma discordar de outros historiadores e usar fontes que eles desconsideram. Será que ele está certo e os outros estão errados, ou é o contrário? Outro problema, que não chega a destruir o livro, é a inclusão de detalhes que em alguns pontos tornam o texto tedioso e fazem com que a gente se perca (o primeiro divórcio se estende até tornar o livro quase insuportável). Os casamentos de Henry VIII são uma novela real, formada por amores frustrados, intrigas políticas e pessoas morrendo por causa de ambos. O livro se concentra não apenas nas questões matrimoniais, mas na repercussão política dos casamentos. Das seis rainhas, pelo menos como foram descritas por Starkey, Anne Boleyn é minha preferida, pela ousadia, perseverança, personalidade tempestuosa e capacidade de manobrar a política.

 

Comprei os livros de Alison Weir e Antonia Fraser para comparar. Existem vários livros sobre o mundo dos Tudors, mas as editoras brasileiras não se interessam em publicar aqui.

 

 

Lucy in the Sky2010-07-21 10:24:23

Link to comment
Share on other sites

 

nã parecem sabres de luz.

Nem sempre eu sei se o que você fala é com sinceridade.

 

Não são exatamente iguais, têm alguma semelhança. Acho que o autor gosta de sabres de luz e quis que seus personagens lutassem com uma arma assim, então fez uma versão das armas dos Jedi. Mas é só uma teoria... 06

 

 

Não estou debochando do livro e querendo dizer que ele não presta.

 

Link to comment
Share on other sites

 

acho que na capa se pode ver que são anjos e anjos possuem espadas flamejantes. Talvez George Lucas tenha se inspirado na Bíblia para afzer seus sabres de luz.

Não sei se existe algo parecido com sabres de luz na Bíblia... E não acho errado o autor ter se inspirado em Star Wars, se é que foi dali que ele tirou inspiração.

 

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

 

Comecei a ler o primeiro livro da épica coleção Perry Rhodan,

 

Missão Stardust

 

10429mt.jpg

 

Nesse primeiro episódio, é descrito o primeiro vôo tripulado à Lua feito pelo ser humano. A nave Stardust é comandada por Perry Rhodan, um dos mais competentes astronautas da Força Espacial dos Estados Unidos. Ao chegar à Lua, a tripulação encontra uma nave de pesquisa avariada dos arcônidas, um povo que possui um poderoso império estelar no centro da Via-Láctea. Com o auxílio da tecnologia arcônida, Rhodan e seus companheiros fundam a Terceira Potência, um poder combinado da vitalidade humana e da técnica arcônida.

 

 
Link to comment
Share on other sites

Comecei a ler "A Divina Comédia" do Dante. Sempre tive curiosidade para conferir essa obra, mas até então, não tinha encontrado um exemplar. Pretendo fazer um breve comentário após o término.

Depois desse, já tenho "A Costureira e o Cangaceiro" para ler. Disseram que a escritora americana caprichou no enredo.luccasf2010-08-16 20:56:13
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

 

Missão Stardust é bem legal, gosta de descrever detalhes técnicos e científicos, nos situando nos acontecimentos desde o combustível usado na nave, leis físicas, atmosfera da lua, etc. A conclusão (final) é surpreendente, principalmente porque ao longo do livro Perry é o típico herói de sua nação, carismático, quase um Superman (no carisma). Como o autor acrescenta críticas a época, o final fez mais sentido nesse contexto.

 

Comecei A Fundação do Isaac Asimov. Estou gostando, acho interessante essas obras "FC hard" que detalham o espaço e mostram um universo o mais fiel possível às leis que conhecemos (ou não), sem violar a velocidade da luz, etc. Mas para isso acabam criando maneiras alternativas para superar isso, como o Superespaço. Mas sem isso seria impossível criar a história de um império galáctico numa época onde já descobriram mais de 25 milhões de civilizações na galáxia.
Judy Rush2010-08-26 00:42:56
Link to comment
Share on other sites

 

As obras do Sagan eram mais de divulgação científica que ficção como em Contato, que ficou muito bem adaptada para o cinema. Eu também gosto do Clarke, principalmente de 2001, acho incrível a narrativa e os detalhes da Discovery passando por Júpiter e os capítulos iniciais do monolito inspirando os ancestrais.

 

Preciso ler Sentinela dele também, que serviu de inspiração para Kubrick. Outro grande autor é Philip K. Dick, que já teve algumas obras adaptadas, como: Blade Runner, Minority Report e Vingador do Futuro. Muitas obras da década de 20, até 50, embora algumas datadas, tem ótimas histórias. Em algumas obras mostram civilizações em Marte ou Vênus com florestas e oceanos. Estou com uma aqui fantástica, sobre a teoria dos universos infinitos partindo do conceito da matéria divisível infinitamente. Nosso mundo por exemplo, pode ser apenas um átomo de outro muito maior. O interessante é que tudo é relativo, nosso sol, galáxia, e tudo mais que podemos ver e imaginar, pode ser infinitamente pequena ou infinitamente grande se compararmos com outros universos. Isso é abordado numa obra de Ray Cummings (acho que é de 1927).
Judy Rush2010-08-26 14:08:55
Link to comment
Share on other sites

 

Voltei a ler 2001: Uma Odisséia no Espaço e parei por enquanto 'A Fundação' que eu não estava achando tão bom quanto eu esperava.

 

Estou quase terminando 2001, que eu já havia começado antes de rever o filme, e que livro fantástico! O conhecimento científico de Clarke foi determinante para criar uma história tão envolvente, obscura e misteriosa. Cada página trás questões e possibilidades para o mistério, sempre com a narrativa envolvente. A forma detalhada que Clarke narra os acontecimentos, sempre se preocupando em deixar os eventos mais próximo da realidade, é incrível. A atmosfera em torno da descoberta de algo totalmente desconhecido e as implicações para a humanidade, são discutidas de forma a nos colocar na trama e viajarmos com Dave na Discovery rumo à lua de Saturno.

 

Uma das partes mais interessantes, faz os mesmos questionamentos que podemos ter. Como o objeto chegou até a nossa Lua? Será que foi por alguma civilização que há milhões de anos habitava um planeta do sistema solar? Essa hipótese pode ser descartada, já que se assim fosse, teríamos encontrado mais algum vestígio deles por aqui. E mesmo nas luas de Saturno ou Júpiter seria impossível viverem, dada a atmosfera e temperadura hostil. Então surge a possibilidade mais provável, de que eles vieram de um planeta fora do sistema solar. O interessante é que a partir daí surgem outras questões, como a barreira da distância entre as estrelas. Clarke trás essas questões e teorias para tentar desvendar esse mistério que surpreende a cada página.

 
Link to comment
Share on other sites

 

Terminei 2001, mas antes de continuar a saga com o 2010, resolvi ler Nêmesis do Isaac Asimov.

 

Sobre 2010, só não achei muito legal o Clarke continuar com base no filme, onde o destino era Júpiter. Seria mais legal se continuasse a partir do livro onde a Discovery está na órbita da lua de Saturno. Mas é só um detalhe... A Nêmesis do Asimov é apenas uma anã vermelha a 2 anos-luz da terra. Na história o planeta que está órbita da estrela é uma esperança para os humanos, que já colonizaram o espaço, e decidem começar uma civilização lá.

 

Bem diferente da Nêmesis que muitos teóricos acreditam que exista. Interessante isso, já que a maioria das estrelas observadas na galáxia são binárias (ou seja, duas estrelas em órbita uma da outra). Nosso Sol é uma das poucas solitárias. Será? Muitos acreditam que existe uma estrela numa órbita excêntrica que orbita o Sol em períodos de 26 milhões de anos(se não me engano). Caso for assim, seria desastrosa para a terra, já que sua aproximação causaria perturbações na nuvem de Oort enviando milhões de cometas para cá.

 

Quem tiver interesse sobre isso, tem esse link do documentário da History Channel

 

Judy Rush2010-09-03 20:12:11
Link to comment
Share on other sites

 

Depois de ter feito um esforço para ler quase metade, desisti de Os Três Mosqueteiros (Alexandre Dumas). O que me agradou nele foi o senso de humor do autor, que rende comentários debochados sem ser muito cruel, e D'Artagnan, por ser um personagem simpático. A sequência de aventuras tinha tudo para ser tão divertida... Eu disse que o livro é apenas bom, mas depois resolvi encarar a realidade. O livro nem é bom nem é ruim.

 

Acho que vou começar O Príncipe e o Mendigo.

Lucy in the Sky2010-09-11 15:15:27

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...