Jump to content
Forum Cinema em Cena

Qual Livro Você Está Lendo?


Administrator
 Share

Recommended Posts

Sou mais um entre os milhões de fãs espalhados pelo mundo da escritora italiana Elena Ferrante. Ou será escritor? Ninguém sabe a quem pertence ao certo esse pseudônimo. Mas que bom que o cinema tenha descoberto sua extraordinária literatura. Maggie Gyllenhaal venceu o Prêmio de Melhor Roteiro no Festival de Veneza 2021 ao adaptar este "A Filha Perdida", e vem forte para a disputa do Oscar também.

 

A filha perdida - eBooks na Amazon.com.br

Link to comment
Share on other sites

On 10/8/2021 at 5:12 PM, SergioB. said:

Sou mais um entre os milhões de fãs espalhados pelo mundo da escritora italiana Elena Ferrante. Ou será escritor? Ninguém sabe a quem pertence ao certo esse pseudônimo. Mas que bom que o cinema tenha descoberto sua extraordinária literatura. Maggie Gyllenhaal venceu o Prêmio de Melhor Roteiro no Festival de Veneza 2021 ao adaptar este "A Filha Perdida", e vem forte para a disputa do Oscar também.

 

A filha perdida - eBooks na Amazon.com.br

Você já viu a série?

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

Vou preparar a minha mente desde já para não ser muito enganado na eleição do ano que vem. Abomino, hoje em dia, TODAS as pessoas em quem votei na vida (menos, com ressalvas, o Senador Anastasia). Como pode?

Peço ajuda ao Prêmio Nobel Elias Canetti, com seu ensaio celebradíssimo "Massa e Poder".

51brDr0U94L._SX345_BO1,204,203,200_.jpg

Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...

Da escrita refinada e transparente do israelense Amós Oz, "Não Diga Noite". Uma indicação literária que recebi no final da adolescência, anoitei a lapis no tampo de uma velha mesa, mas nunca a cumpri. Chegou a hora.

Marido e mulher dividem a narração sobre os problemas de um casamento, quando um deles decide construir um abrigo para dependentes de drogas.

 

Não diga noite | Amazon.com.br

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Livros lidos em 2021, e suas cotações:

* Releituras não entram no ranking. Seriam todos vencedores, já que são todos 10, meus preferidos da vida.

 

1) "Don Juan (Narrado por ele mesmo)" - Peter Handke: 6.0 (Pior livro do ano!)

2) "Ilíada" - Homero: 9.2

3) "Odisseia" - Homero: 9.8

4) "Canções de Atormentar" - Angélica Freitas: 8.7

5) "Solução de Dois Estados" - Michel Laub: 9.3

6) "A Fazenda dos Animais" - George Orwell: 9.6

7) "A Educação Sentimental" - Gustave Flaubert: 9.6

8 ) "A Biblioteca da Piscina" - Alan Hollinghurst: 10! (Releitura!)

9) "O Preço da Desonra" - Hiroshi Hirata: 8.8

10) "Harmada" - João Gilberto Noll: 8.9

11) "Ilusões Perdidas" - Honoré de Balzac: 9.7

12) "Crônica da Casa Assassinada" - Lúcio Cardosos: 9.9

13) "Onde Andará Dulce Veiga" - Caio Fernando Abreu: 9.4

14) "Origem" - Thomas Bernhard: 10! (Melhor Livro do ano!)

15) "Torto Arado" - Itamar Vieira Júnior: 9.0

16) "Contra a Interpretação" - Susan Sontag: 9.9

17) "Diário de um Pároco de Aldeia - Georges Bernanos: 9.5

18) "Caim" - José Saramago: 9.6

19) "O deus das Avencas" - Daniel Galera: 9.7

20) "O Pecado de Liza" - Somerset Maugham: 9.3

21) "Nova York: A Vida na Grande Cidade" - Will Eisner: 9.9

22) "Os Ensaios" - Montaigne: 8.8

23) "Henri Désiré Landru" - Chabouté: 8.6

24) "A Filha Perdida" - Elena Ferrante: 9.7

25) "Terra Estranha" - James Baldwin: 10!

26) "A Sonata a Kreutzer"- Lev Tolstói: 9.7

27) "Lavoura Arcaica" - Raduan Nassar: 9.0

28) "Massa e Poder" - Elias Canetti: 7.2

29) "Não Diga Noite" - Amós Oz: 9.4

30) "O Que te Pertence" - Garth Greenwell: 9.1

31) "O Amor nos Tempos do Cólera" - Gabriel García Márquez: 10!

 

Número bem abaixo em relação aos últimos anos; apenas 31. Deve ter haver com o tamanho de alguns calhamaços do começo do ano, e com o período de Jogos Olímpicos, quando não li nenhuma linha. A pior leitura do ano deveu-se a ficar encantado pelo título, que, no final das contas, prometeu mais do que entregou. Alguns livros, como o da minha musa intelectual, Susan Sontag, ou a obra-prima de Lúcio Cardoso, mereciam um dez, mas "nasceram em Niterói", ficaram no quase.  Entre bissexuais se amando e se desrespeitando nos Estados Unidos da era do Jazz; ou o amor cálido e eterno das tardes quentes da Colômbia; o melhor livro do ano são as memórias devastadoras de um jovem pobre na Áustria, durante a Segunda Guerra Mundial. Pela primeira vez, senti frio com um livro. E tossi! 

 

Top 3:

"Origem";

"Terra Estranha"; 

"O Amor nos Tempos do Cólera"

 

Feliz 2022! Bons Livros!

 
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...