Jump to content
Forum Cinema em Cena

Morte


Dark
 Share

Recommended Posts

Quando eu tinha 7 anos, meu pai cometeu suicídio. Eu não liguei. Permaneci frio, a ponto de nem ao menos chorar.

Aos 11 anos eu já me considerava mais inteligente que as pessoas à minha volta. E nessa idade, eu pensava que o suicídio de meu pai era uma prova concreta de sua fraqueza. Aqueles que desistem da vida, não são fortes o suficiente. E mantive esse pensamento até hoje.

Ele não tinha motivos. Eu nunca havia presenciado brigas familiares, nunca havia faltado nada. Mas foi só ontem que parei pra pensar que não entendo o que há na cabeça das pessoas. Que os motivos para seu ato podiam ser claros APENAS a ele.

 

A essa altura você já deve estar pensando que isso é um desabafo sobre minha vida, mas não. Isso é apenas pra ilustrar o que eu tinha em mente quando resolvi criar esse tópico.

 

O que me fez repensar o que mantive por quase uma década?

Bom, ontem mesmo, uma amiga me contou algo que mexeu comigo.

Ela disse que a filha de sua vizinha tinha uma doença cardíaca, e que os médicos haviam garantido a seus pais que ela não viveria muito mais que 15 anos. E que ela, agora, tinha 14 e, numa briga com os pais, todos os vizinhos podiam ouvir claramente que a mãe gritava "Não importa, você não vai viver!"

Eu fiquei com aquilo em mente por horas. Como a garota pensa? Como é imaginar que você pode dormir e, amanhã, não acordar mais? Que você pode estar conversando com amigos e, em questão de minutos, morrer?

E os pais? E os amigos? Como é sentir que, a qualquer momento, um telefonema pode lhe dizer que alguem extremamente proximo a você está morto?

 

Eu sempre fui frio em relação a morte. "Garoto morre por ingestão de veneno", eu via na televisão. Então eu mudava de canal, ou continuava ali, vendo mais e mais relatos de mortes, sem demonstrar emoção.

Mas essa garota me fez pensar como seria estar no lugar dela, ou de qualquer um ligado à ela.

 

E foi então que decidi criar o tópico.

 

Como vocês encaram a morte? Conseguem imaginar a morte de seus pais, familiares, amigos? A própia morte?
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 238
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Esse assunto é debatido em uma série de tópicos!

 

 

Mas como eu já disse eu tenho medo da minha morte.

 

Mas com relação a morte alheia, principalmente das pessoas que amo, não sei, apenas tristeza e dor sei disso pois perdi um primo de 3 anos que nasceu prematuro e foi toda uma luta para mante-lo vivo e que no final ele acabou falecendo, mas não ficamos tão chateados pois fizemos tudo que podiamos, demos nosso máximo pela vida mas infelizmente o coração do meu primo não foi forte o bastante.
Link to comment
Share on other sites

 Meu pai foi encontrado morto numa manhã de domingo.

 Estávamos todos dormindo, daí acordamos com a minha gritando que ele tinha morrido. 

 

 Demorou p/ cair a ficha, de que não era apenas um pesadelo, que era algo definitivo, irreversível.

   Vc se sente impotente, nada pode ser feito qto, daí vc fica lá sofrendo até os ossos... afff!

   

 Fico pensando tb nos pacientes terminais, que duelam com a morte todos os dias.

 Vivem numa contagem regressiva, num calendário sádico.

  A gente que não sabe qd vai morrer conta, mais um dia de vida, eles contam menos um dia de vida... afff!

 

 
Link to comment
Share on other sites

Eu prefiria morrer a perder alguem próximo a mim. Quando vejo alguem que amo realmente doente, com perigo de morrer, eu realmente penso que gostaria de ser eu a morrer a ter que continuar vivo e essa pessoa amada morta(mesmo que essa morte seja por pouco tempo). A dor é muito grande.

A unica coisa que não gostaria é de morrer com dor, sofrimento. Tipo, ficar agonizando. Isso deve ser horrivel.
Link to comment
Share on other sites

A morte. Não tem coisa pior. E o pior é saber que é inevitável.

 

Quando paro pra pensar que, algum dia, meus melhores amigos morrerão, meus pais morrerão, minha família tabém... É triste demais. Quando fico pensando demais nisso, entro em uma quase-depressão.

Fico pensando que tudo é em vão, já que vou morrer também. Enfim, um assunto ruim demais.

 

Gosto de me enganar e me confortar com a idéia de que do outro lado haverá algo. Seria, pelo menos, algum consolo.
Link to comment
Share on other sites

 Acho pior quando tu sabes que vai morrer.

 Conheci alguém assim, o médico lhe deu 45 dias de vida... isso foi há 7 meses atrás.

 A tal da contagem regresiva para morrer... aff!

 Hoje ela faz quimio 4 vezes por semana.

 Daí ela tinha crises de choro e dizia que queria viver, o que seria dos filhos, dos netos... afff!

 

 
Link to comment
Share on other sites

Eu prefiria morrer a perder alguem próximo a mim. Quando vejo alguem que amo realmente doente' date=' com perigo de morrer, eu realmente penso que gostaria de ser eu a morrer a ter que continuar vivo e essa pessoa amada morta(mesmo que essa morte seja por pouco tempo). A dor é muito grande.

A unica coisa que não gostaria é de morrer com dor, sofrimento. Tipo, ficar agonizando. Isso deve ser horrivel.
[/quote']

 

Antes de achar que isso é algo nobre, psicologos chamam isso de egoísmo. Não estou te criticando, também penso assim 03
Link to comment
Share on other sites

  J. McClane, a 1ª coisa que perguntei ao médico, foi se meu pai havia sofrido. Ele disse que não, que foi fulminante. Há um certo alívio em saber isso.

 

  Há muitos que criticam a eutanásia.

 Tipo, não suportam ver uma pessoa amada sofrendo, visto que a chance se sobrevivência é nenhuma.

 

  Confesso que sou contra. Mas digo isso na ignorância de não ter passado por tal experiência.

 

 Me deprime um pouco falar de morte... afff!
Link to comment
Share on other sites

Sobre o assunto: como falaram, é inevitável, então não fico me remoendo por causa disso. Mas eu espero que siga a ordem natural das coisas: morre meus avós (que já foram quase todos), meus pais, eu e depois meus filhos (que eu ainda não tenho). Seria meio que um egoismo eu querer ir antes do que minha mãe, por exemplo. A dor de perder um filho deve ser a pior que existe.

 

Mas essa de saber que vai morrer é foda mesmo. O cara tem que estar com suas convicções religiosas muito bem definidas pra conseguir terminar de levar a vida com o minimo de paz. Não sei como eu reagiria, e nem quero saber...hehe.

 

 

Falando em morte, 21 Gramas é o filme que trata brilhantemente todas as facetas dela: perder alguém, matar alguém e saber que vai morrer.
Link to comment
Share on other sites

 

Gosto de me enganar e me confortar com a idéia de que do outro lado haverá algo. Seria' date=' pelo menos, algum consolo.[/quote']

 

O pior é isso: é difícil eu me enganar. Eu vejo a ordem do universo mas ao mesmo tempo penso que, se essa ordem é estabelecida por alguma força superior, ela aparentemente não liga para o destino dos seres humanos. Então, em termos de consciência, é o mesmo que não existir força alguma.

 

Sinto uma certa inveja de quem é religioso pois eles morrem acreditando que irão para algum lugar melhor.

 

Link to comment
Share on other sites

Totalmente indiferente' date=' mesmo sabendo o dia? Duvido. [/quote']

 

O interessante pra quem sabe que vai morrer, é que passa a aproveitar cada dia ao máximo. Por isso aquela frase de que "deveríamos viver cada dia como se fosse o último".

 

 ou não... pq tu fica pensando também em todas as coisas que queria fazer, que exigira um prazo maior e não vão acontecer, como ter filhos, vê-los crescer, ou netos.
Link to comment
Share on other sites

Gosto de me enganar e me confortar com a idéia de que do outro lado haverá algo. Seria' date=' pelo menos, algum consolo.[/quote']

O pior é isso: é difícil eu me enganar. Eu vejo a ordem do universo mas ao mesmo tempo penso que, se essa ordem é estabelecida por alguma força superior, ela aparentemente não liga para o destino dos seres humanos. Então, em termos de consciência, é o mesmo que não existir força alguma.

Sinto uma certa inveja de quem é religioso pois eles morrem acreditando que irão para algum lugar melhor.

 

Por isso que digo que gosto de me enganar. A ultima coisa que poderia dizer de mim, é que sou religioso. Mesmo assim me obrigo a pensar que tem alguma coisa do outro lado. Tem que ter!
Link to comment
Share on other sites

Eu prefiria morrer a perder alguem próximo a mim. Quando vejo alguem que amo realmente doente' date=' com perigo de morrer, eu realmente penso que gostaria de ser eu a morrer a ter que continuar vivo e essa pessoa amada morta(mesmo que essa morte seja por pouco tempo). A dor é muito grande.

A unica coisa que não gostaria é de morrer com dor, sofrimento. Tipo, ficar agonizando. Isso deve ser horrivel.
[/quote']

 

Antes de achar que isso é algo nobre, psicologos chamam isso de egoísmo. Não estou te criticando, também penso assim 03

 

E o pior é que é egoismo mesmo. Tipo, preferir que os outros sofram do que vc sofrer.

 

E Shy, com faca pode ser pior hein, pode ficar agonizando por horas 0606
Link to comment
Share on other sites

Ma, Ola!

 

 

 

Fracote !!

 

 

 

Eu tenho medo de morrer sendo torturada... afff!

 

Por sorte (?) na roça não tem muitos psicóticos... se bem que por aqui eles adoram uma faca

 

 

 

Fracote e certo de que morrer a facadas nem a pau... 06.gif

 

 

 

Que dizer que na roça não tem muitos psicóticos? E os que têm? 06.gif (Brincadeira).

 

 

 

T+ e um bjaçooooooohohohohohohohnovo (com novo no final) gordaçooooooohohohohonovo e suculentaçoooooohohohohonovo! 08.gif

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...