Jump to content
Forum Cinema em Cena

Preconceito


Michel M.
 Share

Qual tipo de preconceito você julga ter de forma mais explícita?  

63 members have voted

  1. 1. Qual tipo de preconceito você julga ter de forma mais explícita?

    • Preconceito de raça.
      5
    • Preconceito de classe.
      7
    • Preconceito de religião.
      4
    • Preconceito de sexualidade.
      16
    • Preconceito intelectual
      13
    • Outro tipo(qual?)
      3
    • Não tenho preconceito algum (pense antes de votar nessa)
      8
    • Mais de um dos exemplos citados.
      13


Recommended Posts

Sobre o mandamento não matarás' date='

Partindo do comentário do Scofield, devia valer para qualquer ser vivo na terra. Já que diz simplesmente "não matarás" e em momento algum diz se é em relação a determinada espécie.

Imagine uma voz do céu dizendo simplesmente "não matarás".

[/quote']
Nossa questão não admite este âmbito. Independente da restrição que deseja colocar relativa a outras espécies o homem estará incluído nelas (os outros animais simplesmente não interessam no objeto de nossa discussão). Portanto, como estamos avaliando, obviamente, o homem, não há sentido em levantar esta questão, é um desvio de foco desnecessário.

Não há desvio de foco algum. Você pode avaliar a espécie que quiser, eu não estou avaliando espécie. Apenas trouxe a implicação do seu comentário, como em: "não sei a respeito, mas duvido que exista uma frase que diga: e Deus quer que você mate". Isso tem em praticamente todo Testamento, quando Deus pede sacrifício/holocausto por exemplo

 
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sobre o mandamento não matarás' date='

Partindo do comentário do Scofield, devia valer para qualquer ser vivo na terra. Já que diz simplesmente "não matarás" e em momento algum diz se é em relação a determinada espécie.

Imagine uma voz do céu dizendo simplesmente "não matarás".

[/quote']

Nossa questão não admite este âmbito. Independente da restrição que deseja colocar relativa a outras espécies o homem estará incluído nelas (os outros animais simplesmente não interessam no objeto de nossa discussão). Portanto, como estamos avaliando, obviamente, o homem, não há sentido em levantar esta questão, é um desvio de foco desnecessário.

Não há desvio de foco algum. Você pode avaliar a espécie que quiser, eu não estou avaliando espécie. Apenas trouxe a implicação do seu comentário, como em: "não sei a respeito, mas duvido que exista uma frase que diga: e Deus quer que você mate". Isso tem em praticamente todo Testamento, quando Deus pede sacrifício/holocausto por exemplo

 

Claro que há desvio de foco. Você propôs que a problemática da interpretação contida na frase "não matarás" está na designação de "não matar o quê, ou quem" o que faz absoluto sentido e inclusive é coerente na estrutura do seu post. Seu post é explícito deduzindo o que disse a partir do mandamento não matarás (leia sua própria primeira frase) e da minha forma de raciocínio e está correta sua linha de pensamento, é uma dedução plausível (eu mesmo pensei em escrever antes sobre ela, mas achei desnecessário). No entanto, infelizmente, esta questão não importa para nós aqui. Portanto, isto é

desvio de foco (ora o que importa se estamos abrangendo todas as

espécies ou somente o homem?). A segunda parte do seu parágrafo eu não entendi, não parece se relacionar com a primeira.

 

A propósito, ninguém realmente parece ter entendido a intenção do post para o Nostromo, o que é uma pena.

 

Quanto a estas frases do testamento, poderia dar exemplos (contextualizados, claro)? Eu realmente não os conheço e realmente não tenho o menor compromisso real de defender qualquer um dos lados.

 

Dizer pra não matar é uma ordem vaga. As

pessoas interpretam como se referindo apenas a seres humanos' date=' e não a

animais. Também interpretam que matar é perdoável no caso de legítima

defesa. E podem dar outras interpretações, acrescentando exceções, como

já fizeram. [/quote']

Nem tanto. Como já discutimos, se referir a humanos e não a animais é irrelevante no contexto. Tratamos aqui de humanos. Em ambos os casos (abrangendo ou não animais, plantas ou outros seres) há condenação de quem mata humanos, como disse para a TH. De acordo com o princípio imperativo não existe nenhum caso de exceção ou circunstâncias em que é perdoável. A frase é simples e qualquer exceção infringe a norma (você mesma pode criar várias situações e ler o mandamento depois e ver como em todas as exceções que criar você infringe sem sombra de dúvida a norma contida na frase).

 

 

 

 

 

 

 

 

Mr. Scofield2011-07-26 19:51:38

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Scofa' date=' mas você se esqueceu de uns detalhes: a tradução do texto e as palavras usadas.

 
Por exemplo, em inglês, para a Igreja Católica tem: You shall not kill. A Luterana: You shall not murder.
Católico usa o verbo do latim, occides. Já os protestantes, usam a tradução do verbo do hebraico, que ao invés de lo taharog (não matarás), está lo tirtza'h (não assassinarás), que tem um sentido jurídico mais complexo, que não cobre homicídio em caso de guerra, legítima defesa ou quando pronunciado por um tribunal.

 

E isso fica ainda mais confuso quando no Antigo Testamento há exemplos de homicídios sancionados por Deus em caso de defesa[/quote']

 

O sentido original é esse mesmo de "não assassinarás". Pelo que já estudei sobre o assunto, implica "não matar por motivo torpe". Dentro da ótica bíblica vero-testamentária, qualquer motivo que o homem pudesse encontrar por si mesmo para matar alguém seria um motivo torpe, portanto a proibição. À criatura não cabe a decisão de matar outra criatura. Tal prerrogativa pertence apenas ao Criador que é o doador e gerador da vida. Logo, só Ele pode tirá-la ou mandar que seja tirada, o que explica os exemplos onde Deus ordenou que se matassem outras pessoas. E isso se divide em dois tipos de ordem:

 

1) Matar os habitantes da terra de Canaã quando da chegada dos judeus; tal ordem se deu pq segundo a Bíblia no livro de Genesis, Deus tinha dado ordem àqueles povos que se arrependessem de suas condutas pecaminosas e deu a eles 400 anos para tanto. Se não se arrependessem, seriam mortos. Não se arrependeram. Portanto, a promessa de Deus se cumpriu quando os judeus chegaram à Canaã, 400 anos mais tarde.

 

2) A morte era punição para a desobediência a determinadas leis que Deus dera a Moisés, como o exemplo do sábado.  

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

Quanto aos homicídios sancionados por Deus, não sei a respeito, mas duvido que exista uma frase que diga: e Deus quer que você mate todos os que se enquadrem nessa característica (note que o imperativo é fundamental para a contradição).

[/quote']

 

De fato. Tal frase não existe... O que tem foram os dois exemplos que coloquei no post ao Conan.

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

ora o que importa se estamos abrangendo todas as

espécies ou somente o homem?

 

[/quote']

Scofield, o ponto principal da sua argumentação é aceitar a impossibilidade de existir o imperativo/ordem MATE. Abrangendo todas as espécieis já torna o seu argumento totalmente inválido Levítico 4:33-34.

 

Além disso, considerando apenas seres humanos, a bíblia está repleta de trechos que também contradizem sua argumentação. As leis do VT por exemplo eram as mais cruiéis. Veja em Êxodos 32:27 ou Números 15:32-36. Deus disse a Moisés: "Tal homem deve ser morto". Talvez essa discussão seja mais indicada para continuar no tópico de Religião.

 

 

Judy Rush2011-07-26 21:10:47

Link to comment
Share on other sites

Deus criou o homem como ser racional não é? Criou tudo q existe e tudo q existe se alimenta. Sabe a tal da cadeia alimentar?

Pedro, apóstolo de Cristo, era pescador. Pra que será q ele pescava? Pergunta dificil, né?

Além do mais Deus criou tudo q existe. Tudo é dele! Então ele manda na parada, sacou? Tirar a vida, ele pode! Pois a vida não é sua, é dele!

Mas vc tem o livre arbitrio pra fazer o q quiser. Depois ele te mostra o resultado....
Link to comment
Share on other sites

 

 

[

Scofield' date= o ponto principal da sua argumentação é aceitar a impossibilidade de existir o imperativo/ordem MATE. Abrangendo todas as espécieis já torna o seu argumento totalmente inválido Levítico 4:33-34

Além disso, considerando apenas seres humanos, a bíblia está repleta de trechos que também contradizem sua argumentação. As leis do VT por exemplo eram as mais cruiéis. Veja em Êxodos 32:27 ou Números 15:32-36. Deus disse a Moisés: "Tal homem deve ser morto". Talvez essa discussão seja mais indicada para continuar no tópico de Religião.

 

 

[/quote]

TH, não li ainda os versículos (só por alto), mas suas afirmações parecem procedentes. Melhor comentarmos realmente no tópico de religião. Depois que ler falo a respeito por lá.

 

Link to comment
Share on other sites

Mas ai é que tá' date=' Nostromo, para ligar os fatos, tem que saber qual é a intenção do autor para aquelas palavras.

 

 

 

O raciocínio do Scorfa dentro da lógica linguísta que conhecemos, está corretíssimo, pois Não Matarás é um imperativo. E sabendo que uma divindade cujas as ideias era a elevação, é lógico se basear nessa intenção na interpretação dos demais trechos.

 

 

 

Não Matarás é um imperativo, enquanto a outras situações são circunstâncias, e é obrigatório, para uma boa interpretação, procurar saber o que pretende a Divindade ao emitir esses dizeres, e suas leis. Será que uma divindade que busca a elevação, a purificação, a sublimação do mão, promoveria ações maléficas? é racional com base em uma coerência ao seu espírito pacificador que Jesus estava ali trabalhando com o valor e não a ação, e não dizendo como agir.

 

 

 

Mas como você bem abordou, sabemos quais são as verdadeiras ideias do Deus?

 

 

 

Mas antes, sabemos qual é a tradução que poderíamos fazer mais correta do livro sagrado?

 

 

 

[/quote']

 

 

 

Gustavo, o que você e o Scofield parecem não entender é que eu não questiono o mandamento. Ele está lá e é bem claro. Quer dizer... para mim é bem claro. Não posso falar pelos outros.

 

 

 

Apenas estou afirmando que junto com ele também temos vários assassinatos ordenados por esse deus. Ele manda não matar em uma página e manda matar na outra. Fato. E contra fatos não há argumentos.

 

 

 

Qualquer um pode justificar seus crimes dizendo que está recebendo ordens de deus como tantos personagens bíblicos o fizeram. Pode não colar em um tribunal laico. Mas religioso nenhum conseguiria questionar isso.Nostromo2011-07-26 23:10:14

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

e é vendo comentários por aí que a gente fica cético.  E isso é porque é brasileiro comentando, nós que não temos nada a ver e somos um país "multicultural" (supostamente). Ao Norueguês tem espaço para compaixão e compreensão:

 
O Breivik pediu desculpas pelos atos e disse que estes eram necessários para iniciar uma guerra no mundo ocidental. Achei isso bacana da parte dele, reconhecendo que exagerou na medida.
 
Mas dou destaque para este comentário, que se encaixa direitinho no que estávamos discutindo a respeito dos homicídios sancionados por Deus:
 
O Senhor Deus usou homens como Moisés e Agrião para combater seus inimigos. Esse homem bonito que está tentando conbater os inimigos da Palavra de Deus que hoje está já quase diminuindo na Europa. Quem sabe? Não podemos conhecer a mente de Deus.
 
Mas ainda bem as reações sensatas ainda são a maioria emagadora entre nós!!!

Conan o bárbaro2011-07-27 12:39:28

Link to comment
Share on other sites

Da Folha.com

 

 

 

"28/07/2011 - 09h08

 

Mais da metade dos brasileiros são contra união gay, diz Ibope

 

 

 

DE SÃO PAULO

 

 

 

Uma pesquisa do Ibope Inteligência divulgada nesta quinta-feira mostra que 55% dos brasileiros são contrários à decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que reconheceu a união de casais do mesmo sexo.

 

 

 

O estudo, realizado entre os dias 14 e 18 de julho, identifica que as pessoas menos incomodadas com o tema são as mulheres, os mais jovens, os mais escolarizados e as classes mais altas.

 

 

 

Sobre a decisão do STF, 63% dos homens e 48% das mulheres são contra. Entre os jovens de 16 a 24 anos, 60% são favoráveis, enquanto 73% dos maiores de 50 anos são contrários.

 

 

 

Considerando a escolaridade, 68% das pessoas com a quarta série do fundamental são contra a decisão, enquanto apenas 40% da população com nível superior compartilha a opinião.

 

 

 

Nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, 60% são contra. Já no Sul a proporção cai para 54% e, no Sudeste, 51%.

 

 

 

Questionados se aprovam a adoção de crianças por casais do mesmo sexo, a proporção de pessoas contrárias é a mesma dos que não querem a união gay: 55%.

 

 

 

Apesar da maioria contrária à união gay, a pesquisa revela que o brasileiro, de modo geral, é tolerante com homossexuais em seu cotidiano.

 

 

 

Perguntados se se afastariam de um amigo caso ele revelasse ser homossexual, 73% disseram que não. A maioria também aprova totalmente que gays trabalhem no serviço público como policiais (59%), professores (61%) ou médicos (67%).

 

 

 

"Os dados mostram que, de uma maneira geral, o brasileiro não tem restrições em lidar com homossexuais no seu dia a dia, tais como profissionais ou amigos que se assumam homossexuais. Mas ainda se mostra resistente a medidas que possam denotar algum tipo de apoio da sociedade a essa questão, como o caso da institucionalização da união estável ou o direto à adoção de crianças", afirma Laure Castelnau, diretora do Ibope Inteligência.

 

 

 

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas com mais de 16 anos em 142 municípios do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais."

Link to comment
Share on other sites

 

 

Da Folha.com

 

 

 

"28/07/2011 - 09h08

 

Mais da metade dos brasileiros são contra união gay' date=' diz Ibope

 

 

 

DE SÃO PAULO

 

 

 

Uma pesquisa do Ibope Inteligência divulgada nesta quinta-feira mostra que 55% dos brasileiros são contrários à decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que reconheceu a união de casais do mesmo sexo.

 

 

 

O estudo, realizado entre os dias 14 e 18 de julho, identifica que as pessoas menos incomodadas com o tema são as mulheres, os mais jovens, os mais escolarizados e as classes mais altas.

 

 

 

Sobre a decisão do STF, 63% dos homens e 48% das mulheres são contra. Entre os jovens de 16 a 24 anos, 60% são favoráveis, enquanto 73% dos maiores de 50 anos são contrários.

 

 

 

Considerando a escolaridade, 68% das pessoas com a quarta série do fundamental são contra a decisão, enquanto apenas 40% da população com nível superior compartilha a opinião.

 

 

 

Nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, 60% são contra. Já no Sul a proporção cai para 54% e, no Sudeste, 51%.

 

 

 

Questionados se aprovam a adoção de crianças por casais do mesmo sexo, a proporção de pessoas contrárias é a mesma dos que não querem a união gay: 55%.

 

 

 

Apesar da maioria contrária à união gay, a pesquisa revela que o brasileiro, de modo geral, é tolerante com homossexuais em seu cotidiano.

 

 

 

Perguntados se se afastariam de um amigo caso ele revelasse ser homossexual, 73% disseram que não. A maioria também aprova totalmente que gays trabalhem no serviço público como policiais (59%), professores (61%) ou médicos (67%).

 

 

 

"Os dados mostram que, de uma maneira geral, o brasileiro não tem restrições em lidar com homossexuais no seu dia a dia, tais como profissionais ou amigos que se assumam homossexuais. Mas ainda se mostra resistente a medidas que possam denotar algum tipo de apoio da sociedade a essa questão, como o caso da institucionalização da união estável ou o direto à adoção de crianças", afirma Laure Castelnau, diretora do Ibope Inteligência.

 

 

 

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas com mais de 16 anos em 142 municípios do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais."[/quote']

Tá, mas aí a pesquisa se relaciona à união homossexual em si ou à competência do STJ para deliberar sobre o assunto? Eu sou radicalmente contra a decisão do STJ, mas completamente indiferente à união estável.

A propósito, pesquisas sobre o assunto são completamente irrelevantes para mim, já comentamos sobre isto aqui. Não interessa se a maioria da população brasileira é contra a união gay. A constituição e a legislação devem agregar interesses de minorias também e não só da maioria, ainda mais quando as primeiras são prejudicadas. Lembramos novamente do caso do massacre dos judeus no período nazista. A maior parte da população era a favor de Hitler, mas isso não torna o ato legítimo em nenhuma instância já que, obviamente prejudicava radicalmente os judeus, tirando-lhes a vida.

 

TH, Nost e quem se interessar, responderei o post exemplificativo da TH no tópico de religião. Passem lá por favor.

 

Mr. Scofield2011-07-28 17:21:06

Link to comment
Share on other sites

Boa pergunta, Scofa. Leva à questão de se a pesquisa suportava mesmo essa manchete, mas o texto não foi feliz ao explicar, ou se foi sensacionalismo puro.

 

 

 

Eu me foquei mais no texto mesmo, que achei interessante por dois motivos: um é contrariar um certo senso-comum de que hoje quase todo mundo é pró-gay. A estatística (quando bem usada) é importante por isso, permite embasar melhor nossas inferências.

 

 

 

A outra é a estratificação das opiniões.

Link to comment
Share on other sites

O maior mérito da pesquisa é mostrar que de acordo com o aumento da escolaridade e a avaliação de gerações mais novas, observamos que o preconceito tende a decair, o que quer dizer que os esforços e iniciativas estão proporcionando um resultado lento mas gradativo (infelizmente a pesquisa não é comparativa com outro período e o tempo se restringe a uma análise de faixa etária - ex: mais jovens - menos preconceito - provável resultado das campanhas, por exemplo).

Quanto ao montante da população estamos em um período transitório ainda, então, apesar dos números ainda apontarem para o "contra", a análise carece de uma comparação com alguma anterior para compararmos e estabelecer uma tendência.

Também não acho que há contrariedade quanto ao senso comum, uma vez que nosso principal ambiente de convívio pertence às classes relativamente mais altas e de escolaridade mais alta, onde o preconceito de fato parece menor, ao meu ver.

 

Link to comment
Share on other sites

O maior mérito da pesquisa é mostrar que de acordo com o aumento da escolaridade e a avaliação de gerações mais novas' date=' observamos que o preconceito tende a decair, o que quer dizer que os esforços e iniciativas estão proporcionando um resultado lento mas gradativo [/quote']

 

 

 

Exatamente. Por isso acho estatísticas relevantes. Claro, por natureza elas não se prestam a representar direitos de minorias. Elas são um auxílio na hora de pensar a realidade, avaliar resultados e projetar novas ações.

 

 

 

Só é uma pena a reportagem não mencionar a faixa entre os 24 e os 35 anos, a que representa a maioria dos debatedores do fórum.

Link to comment
Share on other sites


Jean Wyllys compara cristãos do Brasil com atirador da Noruega que matou dezenas de jovens



Jean%20Wyllys%20compara%20cristãos%20do%20Brasil%20com%20atirador%20da%20Noruega%20que%20matou%20dezenas%20de%20jovens

O
deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), que notoriamente já tem se mostrado
real inimigos dos “cristãos fundamentalistas”, como sempre ressalta ele,
postou um texto em sua coluna para Carta Capital, trançando um paralelo
entre a atual situação do Brasil de embrolhos políticos com o massacre
praticado na Noruega.

Jean Wyllys, destaca em seu texto o fato do terrorista ‘Anders
Behring Breivik’ se declarar cristão e afirma que este não é apenas um
problema norueguês. “Em todo o Ocidente, a direita religiosa tem ganhado
força e se expressado da maneira mais assustadora possível, ao menos
para pessoas pautadas por princípios humanistas e minimamente a par das
conquistas da ciência no último século”, diz ele.


Na visão de Jean Wyllys, quanto maior a ligação do Estado com a religião, mais este terá problemas em sua gestão.


Segundo ele, a Noruega está entre as sociedades menos religiosas do
mundo e em contrapartida, indicadores da ONU a apontam como uma das
mais saudáveis (em expectativa de vida, renda per capta, igualdade entre
sexos, etc). O Deputado completa sua análise ressaltando que se nesta
sociedade de bem estar-social, o cristianismo fundamentalista levou a Andres Behring Breivik praticar o massacre em Oslo,
imagina o que poderá acontecer no Brasil, que segundo ele hoje as
crenças dos cristãos conservadores tem exercido grande influência sobre o
discurso público.


Algo disso já podem ser observados por aqui, como no

recente massacre perpetrado por um cristão fanático na Escola Municipal

Tasso da Silveira, em Realengo, subúrbio do Rio de Janeiro, no qual a

velha mídia optou por não dar ênfase ao seu fanatismo cristão. Também

está presente nas campanhas difamatórias orquestradas e tocadas por

cristãos fundamentalistas nas redes sociais contra aqueles que defendem

os direitos dos homossexuais e dos adeptos da umbanda e do candomblé, a

legalização do aborto e a laicidade do Estado brasileiro. (Deputado Jean

Wyllys – Carta Capital)


Em sua coluna compartilha que além das campanhas que segundo ele
buscam o difamar, também recebe ameaças de morte de pessoas que se
identificam como “transformadas por Cristo”  justificando sua
intolerância com versículos bíblicos.


O texto publicado nesta quinta-feira (27/07/2011) é mais
uma exposição da revolta que o deputado tem contra o cristianismo. Ao
final faz um apelo a cristãos para unirem-se as religiões minoritárias e
aos ateus para agirem contra os atos e convicções da então nomeada
direita cristã fundamentalista.



Link to comment
Share on other sites

Jean Wyllys compara cristãos do Brasil com atirador da Noruega que matou dezenas de jovens

 

 

 

Esqueceu de citar a fonte: http://noticias.gospelmais.com.br/deputado-jean-wyllys-massacre-noruega-tem-mais-a-ver-conosco-do-que-podemos-imaginar.html

 

 

 

Gospel+? Não achou um mais sensacionalista e parcial, não?

 

 

 

O título nem bate com o texto. Não vi a comparação anunciada. Ele compara o fundamentalista de lá com os fundamentalistas daqui. Não com os cristãos.

 

 

 

E não vi revolta alguma "contra o cristianismo". Primeiro diz que ele é revoltado. Em seguida diz que ele apelou a todos, incluindo os cristãos, para se unirem contra fundamentalistas. Ele é revoltado contra o cristianismo e ao mesmo tempo convida cristãos a se unirem contra o fundamentalismo?

 

 

 

O mais engraçado é que a fonte da notícia é o próprio site que publica a notícia. "Fonte: Gospel+". 06.gif

 

 

 

Resumindo: o incompetente ("jornalista" do site) fofocando sobre o imbecil (ex-BBB).

 

 

 

Pelos comentários aqui e no próprio site, tenho a impressão que eu fui o único que realmente leu o que está escrito ali.Nostromo2011-07-30 02:20:53

Link to comment
Share on other sites

Esse cara me irrita. Ele é deputado federal' date=' que deveria cuidar os interesses da nação em geral. Aparentemente ele está só preocupado com os "direitos" de uma minoria. O quê, ao meu ver, já o desqualifica para o cargo. Se bem que o duro é achar algum qualificado lá, hehehe

 

 

 

[/quote']

 

 

 

No Brasil não tem deputado que cuida dos interesses da nação em geral, temos este que tem interesse na minoria, o romario e o ex-goleiro Danrlei em interesses do esporte, o tiririca interesses que beneficiam os pobres e analfabetos 06.gif , acelino popó freitas é o deputado que mais faltou entre as celebridades, provavelmente o ex-pugilista está treinando ou gastando o dinheiro facil que ganha, graças ao eleitor brasileiro, nos eleitores pagamos o salario deles?, tem o Stepan Nercessian que já não o viamos na TV, que estranho..., enquanto uma Ronaldinha tenta ser pastora depois do seu passado nebuloso e pecador, tem outros que com o status de celebridades tentam entrar na politica, e tem gente que vota. 06.gif

 

 

 

Parem de reclamar, o brasil é esse...

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...