Jump to content
Forum Cinema em Cena
Nacka

Avatar - James Cameron

Recommended Posts

 

 

Pessoal' date='

 

 

 

Raramente concordo com alguma coisa que sai do Vaticano, mas concordo completamente com tudo isso que ele disse, nada mais fácil de entender, principalmente por essa parte:

 

 

 

 

 

"numerosos e cativantes efeitos especiais, mas pouca emoção verdadeira, que é a emoção humana. O impacto visual existe, mas o enredo é obsoleto".

 

 

 

Resume tudo...

 

 

 

A maioria dos enredos de hoje é obsoleta, o que não impede filmes de serem bons.

Cremildo2010-01-11 22:26:24

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como eu discordo desse texto do Vaticano. Eu concordo com o que alguns membros postaram aqui, de Avatar trazer algo de volta, eu diria que uma emoção avassaladora, alguma coisa que talvez tenhamos sentido mais com filmes da infância mesmo. Me lembro de 2 momentos no cinema que nunca irei esquecer: quando vi Batman Returns e quando vi Jurassic Park. Avatar parece que trouxe aquela emoção de volta. Não que nenhum outro filme tenha mexido comigo, muito pelo contrário. A obra-prima desse ano pra mim é Bastardos Inglórios e provavelmente será um filme que irei rever sem cansar. Mas de alguma maneira o tipo de aproximação emocional que senti em Avatar parece algo não muito comum. Ou talvez esse seja apenas um relato exagerado por eu ter revisto o filme hoje. Mas só sei que o filme foi de novo eficaz em arrancar lágrimas dos meus olhos.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pessoal' date='

 

 

 

Raramente concordo com alguma coisa que sai do Vaticano, mas concordo completamente com tudo isso que ele disse, nada mais fácil de entender, principalmente por essa parte:

 

 

 

 

 

"numerosos e cativantes efeitos especiais, mas pouca emoção verdadeira, que é a emoção humana. O impacto visual existe, mas o enredo é obsoleto".

 

 

 

Resume tudo...

 

 

claro que é obsoleto, pois a catequização e o etnocídio aconteceu a 500 anos atrás 06.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pô' date=' eu acho o Sam Worthington bem carismático.[/quote']

 

 

 

Também acho. Ele passa muito bem pela transição de milico abobado para um sujeito melancólico e dividido entre duas vidas e dois mundos.

 

Foi um achado e tanto do Cameron. 10.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

mas ai é que tá' date=' eram bobinhos, ou a sua visão de bobinhos oque os consideraram bobinhos, entende?

[/quote']

 

Cara, óbvio que eu falei com a única visão que me permite, a minha. Não to decretando nada, legal se vcs consiguiram se emocionar com os personagens, eu não. Exigia um pouco mais deles. mas vou tentar desenvolver mais do pq EU não gostei TANTO.

 

 

ele cria um universo deslumbrante demais pra capacidade emotiva que os personagens dele carregam. pra mim é como se aquele mundo engolisse tudo. que aquele mundo exigisse um desenvolvimento bem mais grandiozo do que foi passado ali. é mais ou menos como se eu visitasse uma palacio banhado a ouro, mas vazio, e na hora que ele fosse destruído eu só tenha como preocupação a possibilidade de deixar um formigueiro no quintal desabrigado. Eu vou sentir muito mais pelo palacio do que pelas formigas. Claro, extremizei agora, não to dizendo que os personagens sejam tão descartáveis assim, mas pra mim são tão genéricos que chegam a quase isso. Quando ele tenta aplicar humor (que é uma forma muito boa de criar o vinculo necessário) comigo falha vergonhosamente, que aliás, é uma boa palavra pra definir, chega a ser vergonhosa essas tentativas. E na hora de desenvolver a idéia central, eu via uma naturalidade nos movimentos, mas uma artificialidade irritante na hora de passar a mensagem, graças ao texto extremamente capenga. E aí já são duas coisas que falharam comigo, duas coisas de muita importância pra criar um vinculo mais afetivo com os personagens. E fora também que acho as caracteristicas de todos ali muito palidas, pouco marcantes. O principal me pareceu um aladdin entediado. O malvadão aquele tem caracteristicas fortes, tanto visualmente quanto na filha da putagem da coisa. Mas também, é tão exagerado que fica difícil realmente odiar, eu achei mais graça. Já o cabeça de tudo é o melhor, gosto daquele ator.

Share this post


Link to post
Share on other sites

06.gif06.gif06.gif

 

 

 

Dêem uma olhanda nessa "notícia" do site Cinema com Rapadura; vou transcrever apenas a passagem mais delirante, quem quiser ler tudo, é só seguir o link:

 

 

 

"A única dúvida restante é se Cameron retornará aos próximos filmes na cadeira do diretor, pois ele é conhecido como uma pessoa que não gosta de se repetir e que não é muito interessado em sequências. Os rumores são de que ele voltaria apenas como roteirista e produtor e deixaria a direção a cargo de um de seus amigos diretores como George Lucas (“Star Wars”).

 

 

 

06.gif06.gif06.gif Fico imaginando se é assim que começam aqueles boatos bizarros que surgem de vez em quando.

 

 

 

Notícia completa:

 

 

 

/http://cinemacomrapadura.com.br/noticias/153962/james-cameron-confirma-avatar-2/

Share this post


Link to post
Share on other sites
Mais bizarro é dizerem que ele não gosta de se repetir (T2) e não é interessado em sequências (Aliens).

E se o George Lucas ajudar a escrever os diálogos' date=' o primeiro filme vai soar como Shakespeare...06
[/quote']

 

Pois é. Parem já de reclamar do roteiro desse aqui ou seremos severamente castigados no futuro06

Share this post


Link to post
Share on other sites

Crescem os casos de depressão pós-Avatar

 

Assistir Avatar tem deixado muita gente feliz. O problema é lidar com a realidade depois. No site Avatar Forum, um dos maiores sobre o filme, é cada vez maior o número de fãs se queixando de Depressão pós-Avatar.

Segundo o administrador do fórum, Philippe Baghdassarian, um tópico chamado “Maneiras de lidar com a depressão pelo sonho de Pandora ser intangível” recebeu mais de mil posts, o que o obrigou a abrir um segundo espaço para o mesmo assunto.

Usuários obcecados relatam que gastam horas pesquisando sobre o filme e que já o assistiram várias vezes. E lamentam não poder visitar ou morar no planeta Pandora, já que ele parece tão melhor do que a Terra. Além disso, muitos criticam a raça humana.

E alguns posts chegam a ser bastante preocupantes. Baghdassarian cita como exemplo o de um rapaz chamado Mike.

“Desde que fui ver Avatar eu ando deprimido. Ver o maravilhoso mundo de Pandora e todos os Na’vi fez com que eu quisesse ser um deles. Não consigo parar de pensar em tudo que aconteceu no filme e todas as lágrimas que já derramei por isso. Eu até já cogitei suicídio, pensando que se eu fizer isso vou renascer em um mundo similar à Pandora e tudo vai ser igual ao que é em Avatar”, escreveu Mike.

Preocupados com mensagens desse tipo, outros usuários do fórum tem tentado animar os colegas. Como formas de combater a depressão pós-Avatar eles sugerem que eles comprem a trilha sonora e jogos de vídeo game sobre o filme, além de conversar com amigos sobre seus sentimentos.

 

09090909

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

James Cameron é acusado de plágio por autores russos

Da Redação

 

 

 

 

 

 

Avatar

Foto: Divulgação

O novo sucesso do diretor James Cameron (Titanic), Avatar,

pode ter sido baseado em um livro de ficção científica russo, escrito

na década de 60. Pelo menos é o que dizem os jornais russos como o Komsomolskaya Pravda.

 

 

 

A semelhança parte de pontos incrivelmente parecidos. O livro The World of Noon,

escrito pelos irmãos Arkady e Boris Strugatsky, é baseado em um planeta

quente, úmido e repleto de florestas, chamado Pandora, ou seja,

idêntico ao do filme de Cameron. As semelhanças não param por aí: o

livro se passa no século 22, mesma época do longa. O mais

impressionante é que o nome da raça humanóide que habita Pandora, na

obra dos irmãos Strugatsky, é Nave, enquanto em Avatar ela se chama Na'vi.

 

 

 

A polêmica é maior na Rússia, pois o livro The World of Noon é um clássico lido pelos jovens do país. Os jornais locais destacaram diversas páginas com a comparação.

 

 

 

Não é a primeira vez que James Cameron é acusado de plágio. Em 2002, o casal australiano Filia e Constantinos Kourtis processou o diretor por ter roubado suas ideias para dois filmes, o sucesso O Exterminador do Futuro 2 e O Segredo do Abismo.

 

 

 

Em sua defesa, Cameron disse que a história de Avatar é baseada em uma ideia original que foi transformada em roteiro em 1994.

Fran Pierri2010-01-14 14:31:06

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...