Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

Essas manifestações são simplesmente ridículas e além de não ajudar em nada' date=' esses desocupados só atrapalham e contribuem para causar mais caos na cidade. Se essas pessoas procurassem serviço, seria muito mais produtivo tanto para elas como para a cidade. Outra coisa absurda é colocar a Suástica e o bigode de Adolf no Bush, puta coisa de idiota irracional!

[/quote']

 

Mais do que já está, por você sabe quem.

 

Vai assistir as novelas das 8 na rede Bobo. E não amole com opiniões já fundamentadas. 06<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Plutao, no dos outros e sempre refresco! Vc ta em BH e nao sabe a porra de zona q ta a cidade nao somente por causa do babaca do Bush, mas primcipalmente pelas manifestacoes imbecis q atrapalham mais q ajudam.. boa parte dos mesmos (pirralhos de ensino medio) ta la pra badernar mesmo! Pq esses mesmos moleques nao mostram indignacao contra supersalarios e roubalheira do governo???

Nao gosto do Bush tb, mas compara-lo a Hitler e de uma simplicidade de doer.. pelo q sei, Bush foi reeleito democraticamente pelo povo e nao cerceou nenhuma liberdade nem aboliu a democracia no proprio pais, a diferenca de lider nazista.

Os protestos de ontem (e hj) foram feitos pra promover bagunca mesmo, queriam q a policia agisse exatamente como agiu, reprimindo uma acao ilegal. Queriam parecer vitimas, martires da luta anti-imperialista. Balela..
Link to post
Share on other sites
  • Replies 107
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 Na boa: que o Bush e a política imperialista da nação que representa (assim como qualquer outra nação que seja partidária da mesma prática) vão pra puta que pariu!!! 11 11

 Chega a dar calo nos olhos e a doer ler alguns aqui justificarem o completo nonsense que está sendo esta visita do Mr. Bush, bem como dos motivos de nossa subserviência aos interesses DELES...(mais uma vez!)

 Mas, fazer o quê, né? Tem bobo pra tudo nesse mundo.  07

     
Link to post
Share on other sites

Plutao' date=' no dos outros e sempre refresco! Vc ta em BH e nao sabe a porra de zona q ta a cidade nao somente por causa do babaca do Bush, mas primcipalmente pelas manifestacoes imbecis q atrapalham mais q ajudam.. boa parte dos mesmos (pirralhos de ensino medio) ta la pra badernar mesmo! Pq esses mesmos moleques nao mostram indignacao contra supersalarios e roubalheira do governo???

Nao gosto do Bush tb, mas compara-lo a Hitler e de uma simplicidade de doer.. pelo q sei, Bush foi reeleito democraticamente pelo povo e nao cerceou nenhuma liberdade nem aboliu a democracia no proprio pais, a diferenca de lider nazista.

Os protestos de ontem (e hj) foram feitos pra promover bagunca mesmo, queriam q a policia agisse exatamente como agiu, reprimindo uma acao ilegal. Queriam parecer vitimas, martires da luta anti-imperialista. Balela..
[/quote']

 

Mas vale dizer que essas manifestações não são inócuas... mostra que há uma corrente circulante de desaprovação ao que a figura do Bush representa até agora. Tenho certeza que o Bill Clinton não conseguiu tirar 27000 mil brasileiros do conforto de seus lares, mesmo se for pra fazer baderna e posar de revolucionariozinho. Também acontece que o confronto começou de um grupo de punks entre os manifestantes que começaram a tacar pedras nos PMs e que acho bem bizarro usar uma "generalização fundamentada" pra julgar todos os que resolveram se manifestar (ou quem critica a posição dos EUA, que piora as coisas) de vagabundos e rebeldes de butique.
rubysun2007-03-09 16:34:00
Link to post
Share on other sites

Boa tarde. Amigos e Amigas!

 

 

 

Eu sumi do fórum ontem, e hoje eu comecei a ler tudo o que está escrito neste tópico e não paro de rir. 06.gif

 

 

 

Não estou nem ai se o Bush está no Brasil, não vai mudar nada, ele não vai deixar de ser o presidente dos E.U, ele não vai melhorar a vida do povo, ele não vai abrir o mercado americano por um preço justo ao nosso etanol...

 

 

 

Por mim, que uma pomba entre na turbina do avião dele é que o mesmo venha a explodir pirotecnicamente a meia noite de sábado...

 

 

 

T+!

 

 

Link to post
Share on other sites

09/03/2007 - 16h41
Bush diz que não reduzirá já a taxa sobre o etanol brasileiro

da Redação

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, disse em entrevista coletiva que não concorda com o pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a redução imediata da tarifa norte-americana de importação do etanol brasileiro, que é de US$ 0,54 (cerca de R$ 1,13) por galão.

"Isso não vai acontecer. A lei vai até 2009", disse Bush, referindo-se à recente renovação pelo Congresso dos EUA da legislação que estipula a tarifa.

As declarações foram foi feita em São Paulo no início da tarde desta sexta-feira, depois de pronunciamento conjunto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em resposta, Lula disse que a redução da tarifa de importação do etanol depende de "muita conversa e convencimento" para ser efetivada. "Não acho que um paÍs vá abrir mão das coisas que protegem seu comércio porque um outro está pedindo. É um processo de convecimento, de muita conversa, e vai chegar um dia que essa conversa vai amadurecer e chegar num denominador comum que vai permitir um acordo", afirmou.

A redução da tarifa é a questão central da negociação sobre biocombustíveis entre os dois países, ponto principal da visita de Bush ao Brasil.

Os produtores brasileiros de álcool pressionaram o governo para que Lula pedisse a diminuição da tarifa a Bush, mas, de modo geral, o setor apostava que não haveria mudanças expressivas nesta direção durante a visita.

Para a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), a tarifa não impede que o Brasil, produtor mais eficiente de etanol, embarque produto para os EUA, mas representa uma barreira ao livre comércio, devendo, portanto, ser removida.

Os EUA foram o principal mercado comprador de álcool em 2006, respondendo por cerca de metade do total embarcado pelo Brasil. O petróleo caro e a oferta escassa de etanol produzido nos EUA criaram condições no ano passado para que as exportações acontecessem apesar da tarifa.

Doha

No pronunciamento desta sexta, Lula também mandou um recado aos ministros das Relações Exteriores dos dois países. "Façam acordo o mais rápido possível", disse Lula, referindo-se às negociações da Rodada de Doha, no âmbito da Organização Mundial do Comércio. O presidente brasileiro disse que, se Brasil e EUA se entenderem, "fica mais fácil" convencer os outros países a aderir a acordos sobre os subsídios de produtos agrícolas praticados pelos países desenvolvidos.

Lula relatou ter conversado detidamente com Bush sobre o comércio mundial e repetiu o otimismo com uma solução em curto prazo para as negociações, que foram interrompidas temporariamente no final do ano passado.

Bush, que falou logo em seguida, disse em resposta que a rodada "é importante", que Brasil e EUA estão "no centro do debate". Segundo ele, há muito trabalho a ser feito, mas um acordo é possível e, se Brasil e EUA trabalharem juntos, "muitos outros países poderão trabalhar juntos".

Diálogo aprofundado

O presidente brasileiro afirmou que a atual visita de Bush ao país é mais um passo do aprofundamento do diálogo entre os dois países. A visita é um reflexo do "excelente momento" das relações bilaterais. Lula citou a ampla rede de relações empresariais entre os países e os progressos no comércio bilateral e nos investimentos norte-americano no Brasil.

Sobre o etanol, assunto central da visita de Bush, Lula disse que o Brasil orgulha-se de ter participado da decisão norte-americana de ampliar o uso de biocombustíveis. Ele ressaltou que o programa brasileiro do etanol é fruto de mais de 30 anos de investimento e que tem como resultado o respeito ao meio ambiente, um forte impacto social e a capacidade de gerar empregos.

Lula disse que o memorando de entendimento sobre cooperação na área do etanol assinado nesta sexta pelos dois países é um "passo decisivo" para impulsionar a democratização energética em todo o mundo. "Todos podem sair ganhando", disse Lula sobre o uso de biocombustíveis.

O brasileiro lembrou que a América Latina passa por um momento político "excepcional", em que abriu mão das ditaduras, mas que agora as populações do continente têm como prioridade acabar com a pobreza. Segundo Lula, "a integração é o melhor caminho para o fortalecimento da democracia". Ele disse ainda que, na América do Sul, esse processo se baseia no respeito "às decisões políticas e econômicas".

"A democracia prospera quando se tem desenvolvimento econômico e social, quando se erradica a pobreza", disse. Lula pediu ajuda aos EUA para construiur projetos conjuntos que retirem dos países ricos a pecha de que são apenas "exploradores".

Bush: "meta alcançável"

Falando logo em seguida, Bush referiu-se ao etanol e disse que voltará aos EUA com a idéia de reduzir o consumo norte-americano de gasolina em um prazo de dez anos. Para Bush, trata-se de uma "meta alcançável".

Ele disse que o Brasil é um exemplo para outras democracias, que o país tem sido um grande líder para promover a estabilidade na América Latina e que Lula "tem de ser orgulhoso" da maneira como ter agido.

Bush concorcou com Lula e afirmou que o sucesso da Rodada de Doha é "essencial por muitas razões". O líder americano disse ainda que o comércio é "a ferramenta contra a pobreza mais eficiente que existe" e a melhor maneira de reforçar a democracia no continente americano.

Lula sugeriu que acordos de cooperação entre Brasil e EUA sejam ampliados. Ele citou, como exemplo, a ida de estudantes brasileiros para cursos nos EUA. Segundo ele, seria uma maneira de os jovens brasileiros terem uma imagem mais positiva do povo norte-americano.

Em relação à política para o Oriente Médio, Bush disse que espera que os iranianos e os sírios ajudem o governo iraquiano, mas sem intervenções no território do Iraque.

Link to post
Share on other sites

Plutao' date=' no dos outros e sempre refresco! Vc ta em BH e nao sabe a porra de zona q ta a cidade nao somente por causa do babaca do Bush, mas primcipalmente pelas manifestacoes imbecis q atrapalham mais q ajudam.. boa parte dos mesmos (pirralhos de ensino medio) ta la pra badernar mesmo! Pq esses mesmos moleques nao mostram indignacao contra supersalarios e roubalheira do governo???

Nao gosto do Bush tb, mas compara-lo a Hitler e de uma simplicidade de doer.. pelo q sei, Bush foi reeleito democraticamente pelo povo e nao cerceou nenhuma liberdade nem aboliu a democracia no proprio pais, a diferenca de lider nazista.

Os protestos de ontem (e hj) foram feitos pra promover bagunca mesmo, queriam q a policia agisse exatamente como agiu, reprimindo uma acao ilegal. Queriam parecer vitimas, martires da luta anti-imperialista. Balela..
[/quote']

 

Mas vale dizer que essas manifestações não são inócuas... mostra que há uma corrente circulante de desaprovação ao que a figura do Bush representa até agora. Tenho certeza que o Bill Clinton não conseguiu tirar 27000 mil brasileiros do conforto de seus lares, mesmo se for pra fazer baderna e posar de revolucionariozinho. Também acontece que o confronto começou de um grupo de punks entre os manifestantes que começaram a tacar pedras nos PMs e que acho bem bizarro usar uma "generalização fundamentada" pra julgar todos os que resolveram se manifestar (ou quem critica a posição dos EUA, que piora as coisas) de vagabundos e rebeldes de butique.

 

 

corrente circulante=programa de indio

se ao menos tivesse efeito, ou q fose direcionada ao q realmente importa ao pais, economia, corrupcao, etc..ai sim eu daria a razao a vc. Bush nao e santo, nunca vai ser...mas baderna por baderna ja tira td razao aqq manifestacao q se preze..
Link to post
Share on other sites

 

Essas manifestações são simplesmente ridículas e além de não ajudar em nada' date=' esses desocupados só atrapalham e contribuem para causar mais caos na cidade. Se essas pessoas procurassem serviço, seria muito mais produtivo tanto para elas como para a cidade. Outra coisa absurda é colocar a Suástica e o bigode de Adolf no Bush, puta coisa de idiota irracional!

[/quote']

 

Pois é.

 

Aqui em São Carlos tem a USP, onde só tem engenharias e exatas, e a Ufscar, federal com vários cursos de humanas.

 

Então. Os esquerdóides, filhinhos de papai da Federupa organizaram onibus e tudo mais pra fazer aquela bauburdia em São Paulo. Não sei quantos foram. Mas provavelmente poucos da USP se dispuseram a tamanha idiotisse.

 

Interessante que aqui em São Carlos, que é governada por um prefeito do PT, além de ser a segunda cidade do mundo com a maior concentração de doutores entre a população, o Alckmin tenha tido 70% dos votos.

 

 

Link to post
Share on other sites

PS: Já ia me esquecendo.

 

Eu sou realmente o falecido Dark_Feanor. Aquele que foi expulso por um ato ditatorial do antigo bom critico de cinema Pablo.

 

Valeu Dook, Soto, Pluto e todos os outros.

 

Esse Fórum MORREU.

 

A queda na frequencia foi grande, o os assuntos estão cada vez menos interessantes e repetitivos.

 

Uma pena.

 

Pois por dois anos postei quase que diariamente aqui.

 

Mas isso é um reflexo do que acontesseu com o site do "Cinema em Cena", que colocaram aquel visual horrível e uma navegação pior ainda. Além das criticas cada vez mais absurdas e descabidas do Pablo.

 

Bom, mas vou guardar com carinho os bons tempos, as boas discusões, os topicos incriveis do Darth Maul, derrotado por Dook e tudo o mais.

 

Até mais, e obrigado pelos peixes.

 

 

Link to post
Share on other sites

Eu tinha visto essa notíca da não redução das taxas na Fox News, mas o fato é que tal redução depende do Congresso Americano e isso demanda muita negociação, muitos interesses e empresas envolvidas. Em todo o caso o Brasil tem uma grande oportunidade, uma vez que os EUA querem diminuir 20% o consumo de alcool e o Brasil tem toda a estrutura pra suprir essa demanda, basta investir, trazer mais empresas, empregos e dinheiro, exportar a tecnologia flex.

 

Link to post
Share on other sites
Eu tinha visto essa notíca da não redução das taxas na Fox News' date=' mas o fato é que tal redução depende do Congresso Americano e isso demanda muita negociação, muitos interesses e empresas envolvidas. Em todo o caso o Brasil tem uma grande oportunidade, uma vez que os EUA querem diminuir 20% o consumo de alcool e o Brasil tem toda a estrutura pra suprir essa demanda, basta investir, trazer mais empresas, empregos e dinheiro, exportar a tecnologia flex. [/quote']

 

Exato, mas como sempre a mídia didática de nosso país atira a notícia na tela como lhe convém, incentivando essa anarquia imbecil nas ruas. Ignora-se também o momento infeliz  que Bush escolheu para visitar o Brasil. O cara chega justamente em meio ao ápice da guerra civil no Rio de Janeiro, quando a população está fragilizada e a indignação impera em todos os cantos. Era óbvio que a grande pequena mídia usaria o presidente americano como bode expiatório para as mazelas sociais de nossa querida republiqueta. Uma lástima que não tenham perdido meros 30 segundos para explicar ao povão que a decisão sobre as taxas cai sobre o Congresso, cuja maioria é formada por oposicionistas, o que obviamente impede Bush de dar qualquer veredito a Lula antes de consultar o resto da turma.

E outra: por quê diabos dão tanta atenção ao Bush quando a estrela da festa é a Condoleeza?

 Aquela toupeira é apenas uma fantoche nas mãos de grandões, mas isso, infelizmente, é complexo demais para a trupe de baderneiros for fun07
Scarlet Rose2007-03-10 01:15:50
Link to post
Share on other sites

Eu fico pensando... Se aquela quantidade de gente que estava na rua hoje realmente tinha algo de concreto contra o Bush. A maioria é contra a guerra etc, mas quase 100% não sabe nem dizer em qual país foi ou sob qual pretexto. Imagina se todos aqueles manifestantes estivessem fazendo algo realmente produtivo, ao invés de estarem queimando bandeirinhas para as câmeras da Globo e do Pânico... Trabalhando, talvez.

 

O Brasil é o país dos coitados e sempre temos que procurar uma vítima pra se simpatizar. Enquanto meia dúzia de brasileiros estavam na paulista gritando e fazendo vodu com fogo e outra meia dúzia estava nesse evento, o restante do país estava acompanhando qual era o maior coitado: Alemão ou Cowboy na prova do líder. Essa nação do meio precisa parar com esse discurso indulgente de Hugo Chavez e companhia, que a História já provou que não leva a nada e começar a lutar por idéias superiores. Aquecimento global, alguém? "Não... Isso é invenção daquele outro presidente 'amigo' do Bush, o Al Gore".

 

Bush pode ser o que for, mas representa uma das três maiores economias do mundo interessada em nossa tecnologia. No momento de fazer alguma manifestação oportuna contra qualquer outra má decisão do premiére, estávamos procurando qual o coitado da vez pra santificar. E ninguém é completamente mal ou bom. A visita dele foi positiva ao país, sim. Só que a maioria nem sabe pra que ele veio. Isso não importa. O que vende mais é o motorista que teve que desviar 3 ruas porque a comitiva do presidente estava passando? Talvez. Eu vi mais matérias sobre isso nos jornais do que comentários sobre Etanol e Biodiesel. Claro, com um trânsito desse, como chegar a tempo em casa pra descobrir quem foi o líder da semana? Indadmissível.

 

Manifestações são válidas, sim. Mas, são ainda mais válidas quando produtivas e eficazes. Desta vez, perdemos a rara chance de ficarmos calados enquanto nosso presidente tentava tirar proveito de quem realmente pode. Agora dane-se. Domingo o Cowboy vai indicar o Alemão pro paredão e na terça teremos mais um coitado no holofote do Brasil.

 

Link to post
Share on other sites

Li os cometários e me surpreendi com a simpatia pelo presidente americano. Não haver nenhuma manifestação( mesmo que violentas e que muitos foram pelo oba oba) contra a presença dele no país não seria concordar com as atitudes dele tomadas até agora?

 

 

 

eu me supreendo é de nao haverem manifestacoes dessa molecada desocupada contra nosso governo governo, corrupto e inepto.. mas programa de indio ninguem perde..

 

Nao é simpatia, e sim ter bom senso em saber o q é bom ou nao pro pais.

Link to post
Share on other sites

(...)

 O que vende mais é o motorista que teve que desviar 3 ruas porque a comitiva do presidente estava passando? Talvez. Eu vi mais matérias sobre isso nos jornais do que comentários sobre Etanol e Biodiesel. Claro' date=' com um trânsito desse, como chegar a tempo em casa pra descobrir quem foi o líder da semana? Indadmissível.
[/quote']

 

Sorry pal, agora saio em defesa dos paulistanos: determinar a urgência deles no trânsito como algo relacionado a ver a decisão do líder do BBB é temerário e um pouco ignorante, postura parecida com a do Fulgora em apressadamente rotular TODOS os manifestantes de 'vagabundos por natureza' (sic). Quem mora em SP sabe o que é pegar as mãos no volante e enfrentar aquele trânsito.

 

Ademais, os jornais foram claros (e as imagens também): os paulistanos estavam tentando chegar ao trabalho e não tentando voltar para casa. O que foi questionado por eles é a necessidade de vc mudar trajetos inteiros (lembrando que em SP, nada é 'ali do lado', tudo é EXTREMAMENTE LONGE) somente para uma comitiva de uma limousine contendo o presidente Bush passar linda e calmamente...
Link to post
Share on other sites

 

 

(...)

 O que vende mais é o motorista que teve que desviar 3 ruas porque a comitiva do presidente estava passando? Talvez. Eu vi mais matérias sobre isso nos jornais do que comentários sobre Etanol e Biodiesel. Claro' date=' com um trânsito desse, como chegar a tempo em casa pra descobrir quem foi o líder da semana? Indadmissível.

[/quote']

 

Sorry pal, agora saio em defesa dos paulistanos: determinar a urgência deles no trânsito como algo relacionado a ver a decisão do líder do BBB é temerário e um pouco ignorante, postura parecida com a do Fulgora em apressadamente rotular TODOS os manifestantes de 'vagabundos por natureza' (sic). Quem mora em SP sabe o que é pegar as mãos no volante e enfrentar aquele trânsito.

 

Ademais, os jornais foram claros (e as imagens também): os paulistanos estavam tentando chegar ao trabalho e não tentando voltar para casa. O que foi questionado por eles é a necessidade de vc mudar trajetos inteiros (lembrando que em SP, nada é 'ali do lado', tudo é EXTREMAMENTE LONGE) somente para uma comitiva de uma limousine contendo o presidente Bush passar linda e calmamente...

 

É claro que eu caricaturizei a situação. O problema é que a noção de 'ideal coletivo' foi substituída pelo individualismo. Uma pessoa não pode acordar um pouco mais cedo pro trabalho uma vez na vida? O  que será que é mais importante pro Brasil? Que o João chegue no açougue na hora, numa sexta-feira que todo mundo já sabia que o trânsito ia ser caótico ou a assinatura de um importante acordo bilateral que pode mudar, inclusive, a forma como todo mundo vai e volta para o trabalho aqui e no mundo? E outra, as manifestações anti-Bush atrapalharam muito mais o trânsito do que o próprio esquema de segurança do premiére. Até mesmo em outras cidades em que ele nem passou, como aqui em BH.

 

É a sociedade dos coitados novamente. O brasileiro só se simpatiza quando tem um coitado na jogada, mesmo que seja a socialite que não conseguiu chegar na Daslu pra fazer as "compras da semana" em seu Range Rover porque o quarteirão estava fechado pra Condolezza Rice fazer seu sambinha. Se o Brasil está ganhando com isso, não importa. Daria muito mais acesso no G1 se Bush estivesse barrando a importação de álcool brasileiro.

Bruno Carvalho2007-03-10 10:30:19

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...