Jump to content
Forum Cinema em Cena

Speed Racer (2008)


Big One
 Share

Recommended Posts

Achei emocionante' date=' incrível de visual, uma trama até boa considerando tratar-se de um filme infantil (aquela coisa da queda ou subida das ações das empresas de acordo com quem vencesse a corrida, meio incompreensível para as crianças, que ficaram perguntando, heehe).

 

O Emile Hirsch tava perfeito de Speed, inclusive fazendo aquela expressão clássica com o cenho franzido e a boca apertada, mto igual. Adorei a Susan Sarandon também, e o Gordinho e o macaquinho - inesquecível aquelas sequênciazinhas envolvendo os dois e as artes marciais, imaginação de criança é foda, uma coisa linda!

 

Enfim, um filme lindo, bem feito, e para a família mesmo. Ás vezes aparece uma galera amarga e cínica por aqui, parece que não teve infância, tudo tem que ser cool, sombrio, triste, lúgubre. Se for alegre, colorido, bobinho,com mensagens positivas, aí não presta. Né assim não. PRONTOFALEI. 16

 

E sem falar... no Matthew "Dr. Jack Shephard" Fox... vestido de couro preto todo misterioso... ããããiiimmmm....3d17
[/quote']

 

EXATAMENTE ISSO... E NA PARTE GRIFADA, CONCORDO EM GÊNERO NÚMERO E GRAU... 10 10 10 10
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 284
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Achei emocionante' date=' incrível de visual, uma trama até boa considerando tratar-se de um filme infantil (aquela coisa da queda ou subida das ações das empresas de acordo com quem vencesse a corrida, meio incompreensível para as crianças, que ficaram perguntando, heehe).

 

O Emile Hirsch tava perfeito de Speed, inclusive fazendo aquela expressão clássica com o cenho franzido e a boca apertada, mto igual. Adorei a Susan Sarandon também, e o Gordinho e o macaquinho - inesquecível aquelas sequênciazinhas envolvendo os dois e as artes marciais, imaginação de criança é foda, uma coisa linda!

 

Enfim, um filme lindo, bem feito, e para a família mesmo. Ás vezes aparece uma galera amarga e cínica por aqui, parece que não teve infância, tudo tem que ser cool, sombrio, triste, lúgubre. Se for alegre, colorido, bobinho,com mensagens positivas, aí não presta. Né assim não. PRONTOFALEI. 16

 

E sem falar... no Matthew "Dr. Jack Shephard" Fox... vestido de couro preto todo misterioso... ããããiiimmmm....3d17
[/quote']

 

EXATAMENTE ISSO... E NA PARTE GRIFADA, CONCORDO EM GÊNERO NÚMERO E GRAU... 10 10 10 10

 

sei la...coisas coloridas demais me llembram outra coisa...06

parada_gay.jpg

 

mas acredito q nao seja o caso do filme...06
Link to comment
Share on other sites

 Vou tentar encontrar o desenho animado' date=' que eu nunca vi, pra saber se é melhor que o filme.    
[/quote']

 

ce ta de zoeira....serio???1313131313131313131313


Sim, eu moro na terra há 20 anos e nunca vi esse bendito desenho.

 

NADA A VER... EU A 24 E JÁ VI VÁRIAS VEZES....
Link to comment
Share on other sites

 

 

Achei emocionante' date=' incrível de visual, uma trama até boa considerando tratar-se de um filme infantil (aquela coisa da queda ou subida das ações das empresas de acordo com quem vencesse a corrida, meio incompreensível para as crianças, que ficaram perguntando, heehe).

 

O Emile Hirsch tava perfeito de Speed, inclusive fazendo aquela expressão clássica com o cenho franzido e a boca apertada, mto igual. Adorei a Susan Sarandon também, e o Gordinho e o macaquinho - inesquecível aquelas sequênciazinhas envolvendo os dois e as artes marciais, imaginação de criança é foda, uma coisa linda!

 

Enfim, um filme lindo, bem feito, e para a família mesmo. Ás vezes aparece uma galera amarga e cínica por aqui, parece que não teve infância, tudo tem que ser cool, sombrio, triste, lúgubre. Se for alegre, colorido, bobinho,com mensagens positivas, aí não presta. Né assim não. PRONTOFALEI. 16

 

E sem falar... no Matthew "Dr. Jack Shephard" Fox... vestido de couro preto todo misterioso... ããããiiimmmm....3d17
[/quote']

 

EXATAMENTE ISSO... E NA PARTE GRIFADA, CONCORDO EM GÊNERO NÚMERO E GRAU... 10 10 10 10

 

sei la...coisas coloridas demais me llembram outra coisa...06

parada_gay.jpg

 

mas acredito q nao seja o caso do filme...06

 

Talvez sem querer você tenha descoberto a preferência dos irmãos Wachowski.  E as roupas de couro em Matrix? 06

 

Deixa pra lá. 08Tetsuo2008-05-12 15:00:46

Link to comment
Share on other sites

Achei emocionante' date=' incrível de visual, uma trama até boa considerando tratar-se de um filme infantil (aquela coisa da queda ou subida das ações das empresas de acordo com quem vencesse a corrida, meio incompreensível para as crianças, que ficaram perguntando, heehe).

 

O Emile Hirsch tava perfeito de Speed, inclusive fazendo aquela expressão clássica com o cenho franzido e a boca apertada, mto igual. Adorei a Susan Sarandon também, e o Gordinho e o macaquinho - inesquecível aquelas sequênciazinhas envolvendo os dois e as artes marciais, imaginação de criança é foda, uma coisa linda!

 

Enfim, um filme lindo, bem feito, e para a família mesmo. Ás vezes aparece uma galera amarga e cínica por aqui, parece que não teve infância, tudo tem que ser cool, sombrio, triste, lúgubre. Se for alegre, colorido, bobinho,com mensagens positivas, aí não presta. Né assim não. PRONTOFALEI. 16

 

E sem falar... no Matthew "Dr. Jack Shephard" Fox... vestido de couro preto todo misterioso... ããããiiimmmm....3d17
[/quote']

 

EXATAMENTE ISSO... E NA PARTE GRIFADA, CONCORDO EM GÊNERO NÚMERO E GRAU... 10 10 10 10

 

sei la...coisas coloridas demais me llembram outra coisa...06

parada_gay.jpg

 

mas acredito q nao seja o caso do filme...06

 

ei seu cabra... num caia no meu conceito não...06

 

Hehe, esses meninos do fórum, além de serem sombrios e não terem tido infância, ainda são homófobos também. Jesuis.06

 

Tetsuo, vc foi pego para bode expiatório neste tópico, mas é que se trata de uma recorrência aqui no Fórum a galera não gostar de nada muito fofo, bem-intencionado, colorido... entendeu? Por isso eu generalizei, não me dirigi especificamente a vc.
Link to comment
Share on other sites

Apesar de muitas críticas desfavoráveis e medianas e vou assistir até porque o Pablo lembrou tem embarcar na aventura e no conceito do universo que Speed Racer existe e os efeitos e animação presente fazem parte desta história, até o final de semana e vou assistir com meu sobrinho para dar a minha avaliação

Link to comment
Share on other sites

Gostei muito do filme,achei divertido e até emocionante com algumas sacadas geniais(o vilão contando pro Speed o que ia acontecer se ele nao se rendesse ao esquema,e tudo vai passando na tela e voce fica em duvida se esta acontecendo ou não)

O gorducho rouba mesmo o filme toda vez que aparece,ri muito com ele.

 

Uma pena o filme estar indo tão mal de bilheterias.

Mas fico contente por ter sido feito,como  foi dito mais acima,quem sabe dentro de algum tempo ele seja justiçado.
Link to comment
Share on other sites

“SPEED RACER”

imagem6.jpgw=497&amph=234

Uma cotação inferior para o novo dos irmãos Wachowski seria pura hipocrisia. “Speed Racer” me fez vibrar no cinema e sem dúvidas alcançou todos os pontos de decidiu trabalhar no espectador.

A arte visual do longa é um primor, belíssimo. A caleidoscopía que acompanha toda a projeção deixa-nos vidrado. Os efeitos especiais estão impecáveis em cada milímetro: das cenas de corrida e suas pistas-montanha-russa, até a poeira que o carro levanta em uma pista no deserto. A direção de arte conseguiu criar um longa mais expressionista e colorido que “A Fantástica Fábrica de Chocolates” de Tim Burton.

Repare também no detalhe quase imperceptível do genial trabalho de maquiagem, que trabalha para o aumento no tamanho dos olhos dos atores, marca registrada dos animes, onde nasceu o desenho “Speed Racer”.

O detalhismo é tanto que em certo momento, por pura (e boa) estética exibicionista, vemos colocadas imagens sequenciadas de uma zebra no canto da pista, que ganha movimento durante a corrida como em um desenho animado. Uma considerável referência, já que o desenho original se dedobrava para manifestar velocidade.

Outro ponto exemplar do filme é sua edição, que sempre tenta ser a mais dinâmica possível, correndo com Speed (e jamais levem isso como algo ruim). A montagem (também responsável por “Pearl Harbor” para se ter um contraponto) é, ao lado da direção, principal responsável por duas das melhores cenas e criações dos Wachowski.

Em uma vemos Speed Racer em uma corrida pela primeira vez, e dessa, valhe a pena não contar muito. Em outra - que é exemplo do que ocorre na montagem durante todo o longa -, durante um quase-plano-seqüencia, onde o presidente de uma grande corporação acaba com a ilusão do herói, os rostos em close dos personagens são o ponto de alternância para cenas do futuro de toda a família Racer. Dirigida muito bem, a cena com certeza enxugou vários minutos da fita, além de criar uma cena e narração genial.

O longa funciona para Speed Racer “ir”. E é apenas isso. É como se todos os outros personagens fossem engrenagens que impulsionam o personagem no enredo. Então, embalado pela excelente e incessante trilha sonora - de um rock, que levemente lembra o roncar dos motores antes de uma corrida, pela sensação conquistada - é como se tudo que gira em torno do personagem dissesse “Speed Racer Go!”

Levado pelas cores, pelas corridas que nos são apresentadas, é difícil crer que tamanha parte dos cinéfilos levou “Speed Racer” tão a sério. O longa é adaptação de um anime ds anos 60 infantil e traz um macaco com diversas funções de comicidade (mais incrível é que alcança o esperado) para se ter uma noção.

E esperar que todos os filmes de fantasia sejam tão sérios (e quanto a isso também discordo, como direi mais tarde) quanto o hit do ano, “Homem de Ferro” é basicamente extinguir parte de uma fantasia que cada vez mais é desacreditada. “Speed Racer” não subestima seu espectador, logo, “cerebrar” mais o longa seria mau necessário também em “Ratatouille”, “Roger Rabbit” ou “Big”/”Quero Ser Grande”.

speedracer_141.jpgw=497&amph=212

Outro ponto para enfatizar ainda mais a fantasia e a suma e única importância de Speed no longa é seu elenco de personagens coadjuvantes, sempre super-estereótipos  caricaturais. Assim como Susan Sarandon, mãe de Speed, que é aquela mãe-babona-coruja que todo filho tem. Seu personagem não exige mais que isto e o longa não precisa de nada que sobreponha a imagem de Speed Racer e que diminua a crença de que o corredor realmente possa fazer todas aquelas proezas. Cristina Ricci, absolutamente adorável, na melhor interpretação do longa, parece uma ilustração viva daquelas garotas nipônicas animes , com seus olhos enormes.

Emile Hirsh não está em sua melhor perfomance, mas dentro do correto. Surpreende pouco mas não decepciona.

E é possível pensar (especialmente se lembrarmos que essas mesmas cabeças nos trouxeram “V de Vingança”) que aquela vibração no fim do Grand Prix, possa ser considerada uma metáfora para a vitória sobre o grande sistema do qual “Speed Racer” versa contra. A vibração pela vitória do personagem é uma vitória pra quem trabalha com as corridas mas só repetem o trabalho devido a manipulação destas. Expanssível, a metáfora pode servir para todas as pessoas que de alguma forma tem seus crescimentos limitados por “forças maiores”.

Os Wachowski adaptaram maravilhosamente bem, sem se manter vidrados no desenho original. O uso de referências da animação são adequadíssimo, mais um daqueles impulsos do longa. É vibrante a primeira vez que ouvimos a releitura do tema de “Speed Racer”, assim como o famoso salto do carro, que ocorre apenas uma vez. Êconomicos, os irmãos fizeram um dos melhores usos de referências que já vi.

speedracer_371.jpgw=497&amph=209

A prova viva do completo êxito de “Speed Racer” vem em sua cena final. Após duas horas de filme, o magnetismo conquistado junto aos espectadores fazem de todos que vêem o filme, a mesma torcida que está do outro lado da tela. A camêra dos Wachowski deixa o espectador na melhor poltrona da pista, nos faz prender a respiração até aquele segundo em que de fato ele se torna campeão. Emoção pura. “Go Speed Racer, go Speed Racer. Speed Racer GO!”

SPEED RACER
blankstar.gifw=17&amph=17&amph=17blankstar.gifw=17&amph=17&amph=17blankstar.gifw=17&amph=17&amph=17blankstar.gifw=17&amph=17&amph=17blankstar.gifw=17&amph=17&amph=17

Link to comment
Share on other sites

Speed Racer para o cinema nasceu clássico... Nasceu estupendo... O filme é uma obra de arte... Um pintura em cores vibrantes e que dão uma sensação de velocidade que beira o imponderável... Maravilhoso... Meus olhos encheram d'água na corrida final... E a primeira corrida que vemos de Speed? Contagiante e tocante... Estou aqui, estupefato...

 

5 em 5...

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

Hoje irei assistir Speed Racer e relembrar da minha infância !!!!10[/quote']

 

Eu, infelizmente, não vi Speed Racer na minha infância.

E, por causa desse meu desvínculo com o anime, simpatizei com filme.

A coloração quase que alucinógena produz um efeito legal, ainda que não esteja nos padrões de adaptações de anime.

 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...