Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

  • Replies 311
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Um, dois:

- quebra de paradigma

- humor

 

O primeiro é algo ao qual a galerinha cricri não consegue se adaptar. O segundo é a chave para um desfrute descente de Transformers.

 

 

[/quote']

 

Humor? Se for o desse Transformers eu dispenso. Humor barato e sem graça!

 

E olha q eu sou fã de filmes com Will Ferrell, por exemplo, q grande parte das pessoas não gosta e acha imbecil.

Qdo vou ver filmes em q ele atua, já espero aquele humor exagerado e sarcástico d q tanto gosto.

 

Uma coisa é vc ir ver Nacho Libre e se divertir com a mongolice do filme e do Jack Black, pois ele se presta a isso, e outra é vc ir ver um filme de ação e ter q aguentar piadinhas batidas e previsíveis, como a da cena do interrogatório. Falei pra um amigo meu exatamente o q iria acontecer antes dos policiais entrarem e não deu outra. Tenho certeza q já vi aquela cena em outro lugar.
Italian Stalion2007-07-30 17:08:03
Link to comment
Share on other sites

Tsc, tsc, tsc...

 

 

Essa classificação metódica já está por demais defasada.

 

TRANSFORMERS = FILME DE AÇÃO...?

 

.. e?

 

Não dá pra ter expectativas iguais para uma adaptação de H. G. Wells e uma animação que mostra carrinhos fantasiados de robôs...

 

Já tô vendo que qdo fizerem CARS em live-action vai ter gente fazendo dedinho pra produção.

 
Link to comment
Share on other sites

Não disse q um filme de ação não pode ter humor, pelo contrário, deve, mas tem q fazer alguém rir, pelo menos.

 

Filmes como Indiana Jones, Back To The Future, Spider Man (com excessão do 3) e Die Hard, por exemplo, tem bastante ação e ótimas tiradas tb.

 

Pra não falar q achei as piadas de todo sem graça, gostei da parte do protagonista no carro com a morena e das músicas q o Bumblebee botava.
Italian Stalion2007-07-30 17:17:49
Link to comment
Share on other sites

 

Falei pra um amigo meu exatamente o q iria acontecer antes dos policiais entrarem e não deu outra...

 

Mudando completamente de assunto.... Vc eh do tipo que conversa durante o filme cara... mania feia...

 

my god...

 

Pois, pois...

 

É por isso que os caras não conseguem saber quem é quem na hora dos fights...

 

Aposto que ao verem Brokeback Mountain o falatório ao pé do ouvido só esquentava. Que o digam de Madame Satã!
Pedro Pã2007-07-30 18:38:36
Link to comment
Share on other sites

HaiiuAHIuhaiuhiauphua... foi apenas um comentário casual. Um estalo!

Geralmente não converso mas é q realmente a cena me veio a mente antes de acontecer e tenho quase certeza d q já vi, só não lembro da onde.

 

Pedro Dã, já joguei muito Counter Strike, como vc citou antes, e certas cenas ainda assim são confusas.

 

Alguém aí escreveu q não conseguiu identificar quem era quem, nos momentos q antecedem a morte do Jazz. Pois bem, um dos meus amigos me perguntou exatamente quem morreu naquela cena. Eu só sabia quem tinha sido pois era o menor dos autobots.
Italian Stalion2007-07-31 22:09:39
Link to comment
Share on other sites

19  Sobre o merchandising do filme: É engraçado que em todo os filmes alguém viaja de avião e ninguém reclama do American Airlines que aparece no fundo. Sempre que se mostra a tevê aparece a CNN, o Letterman, a Oprah e outros e ninguém reclama da publicidade das redes. Sempre que aparece o quarto de um adolescente e tem no fundo o cartaz do RHCP, do Korn e de outros ninguém acha que é uma gravadora que pagou por aquilo. E num filme sobre carros e máquinas não pode ter publicidade de celular, automotivas e sites da net. Fala sério! Num mundo onde a publicidade paga todas as produções audiovisuais, seria burrice fazer um filme sobre carros-robos e não chamar uma Chevrolet ou uma Ford para patrocinar... Aliás, será que ninguém viu um banerzinho nesse site não? 17

Link to comment
Share on other sites

Nisso eu concordo contigo... Merchandising é um negócio mais do que necessário em toda e qualquer produção áudio-visual, isso é inevitável... Se não tiver, é muita burrice... Então, nada cntra a profusão de empresas e marcas automobilíscas em Transformers... O meu problema com o filme reside no roteiro e diálogos porcos...

 

Link to comment
Share on other sites

19  Sobre o merchandising do filme: É engraçado que em todo os filmes alguém viaja de avião e ninguém reclama do American Airlines que aparece no fundo. Sempre que se mostra a tevê aparece a CNN' date=' o Letterman, a Oprah e outros e ninguém reclama da publicidade das redes. Sempre que aparece o quarto de um adolescente e tem no fundo o cartaz do RHCP, do Korn e de outros ninguém acha que é uma gravadora que pagou por aquilo. E num filme sobre carros e máquinas não pode ter publicidade de celular, automotivas e sites da net. Fala sério! Num mundo onde a publicidade paga todas as produções audiovisuais, seria burrice fazer um filme sobre carros-robos e não chamar uma Chevrolet ou uma Ford para patrocinar... Aliás, será que ninguém viu um banerzinho nesse site não? 17

[/quote']

 

"Simples assim!"

 

... e tudo se ajusta a ponto de fazer a adaptação mais-do-que-perfeita.

 

Se tínhamos uma animação para vender carrinhos de brinquedo, agora temos um filme-para-gente-grande-que-um-dia-foi-pequena feito para vender carros de passeio e outras coisas que o dinheiro pode comprar.

 

Aliás, como uma vez me disse o bom Homer, "a diferença entre um homem e um menino é o preço do brinquedo que cada um leva".

 

 

 

 
Link to comment
Share on other sites

Eh simplesmente inconcebivel a ideia de negar o merchandising presente nos filmes situados no "mundo atual" (ou quase).

A colocacao do Regis foi perfeita.

 

E querer que um blockbuster desse nao tenha tal coisa, eh no minimo, falta de bom senso.

 

Desde que nao atrapalhe no que esta acontecendo na tela, nao faz diferenca. Acho ruim eh quando um mongoloide (tipo Will Smith) diz algo parecido com "meu all-star modelo 2004..'', isso sim eh irritante.

 

O resto, passa... hehehehe
Link to comment
Share on other sites

Nisso eu concordo contigo... Merchandising é um negócio mais do que necessário em toda e qualquer produção áudio-visual' date=' isso é inevitável... Se não tiver, é muita burrice... Então, nada cntra a profusão de empresas e marcas automobilíscas em Transformers... O meu problema com o filme reside no roteiro e diálogos porcos... [/quote']

 

os do Quarteto Fantastico 2 nao fogem mto disso ai, mas lá sua avaliacao foi bem mais complacente.
Link to comment
Share on other sites

Transformers é o filme do ano e pronto. Pablo é um ranzinza e faz tempo que não acerta um critica, entramos em vários sites de cinema e vimos são boas e excelentes criticas ao filme, recebendo 4 "omeletes" e aplausos, já Pablo parece ñ ter tido infância, ou era o único garoto da rua que ñ tinha um Transformer, huahuahu.

 

E aí brou, qual é a moral que se tem nos "Nascido para matar" e "O Iluminado", pq eu ñ ví nenhuma, são dois filmes sem começo e fim. Um se salva pela violência e o outro pelo Jack Nicholson em um dos seus melhores trabalhos e só.

 

Kubrick e Michael Bay tem mais coisas parecidas do que vc pensa.

 

Aliás, aonde está Paul Verhoeven, esse sim sabe fzr fita de ficção cientifica como ninguêm.

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Complexo é aturar isso... por favor, consultem este tópico antes de postar:

 

Regras e Instruções< =smText>
Por favor, leia as regras do fórum antes de postar.>

< =smText>

< =smText>Posts com ofensas apagados e que fiquem avisados os usuários Pedro Pã e Plutão Orco.>

< =smText>

< =smText>> 
[/quote']

 

Ofensa é ler uma coisa sem pé e nem cabeça postada com o único intuito de buscar provocação, pura e simples. Logo, fiz o mesmo sem o menor arrependimento. Afinal, a argumentação em defesa deste filme até agora é beeem... esquecida, para não dizer que eles não têm capacidade de argumentar a respeito do filme idolatrado, os recém chegados aqui estão mais preocupados em descer o pau no critico, do que rebater a critica <?:namespace prefix = st1 ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:smarttags" />em si. Já encheu o saco este tipo de atitude e a falta de controle disto. <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Link to comment
Share on other sites

Discordo. O Nacka fez um bom trabalho.

 

VIVAS À DEMOCRACIA E À LIBERDADE DE EXPRESSÃO!

 

... e para não fugir do assunto do tópico, sendo notificado novamente, concordo que Michael Bay e Kubrick possam ter mais em comum do que olhos lerdos e vistas cansadas possam perceber... ;-P

 

 
Pedro Pã2007-07-31 16:37:36
Link to comment
Share on other sites

Plutão ao ver que alguém extrapolou, em qualquer tópico, faça como alguns usuários, mande uma mp para um dos moderadores e resolveremos. Agora, o que não pode é seguir a linha de quem extrapolou, com isto inicia-se um bate boca sem fim em que há a possibilidade de ambos serem advertidos.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Vamos lá.

 

Pablo pegou pesado com Transformers, colocou importância em detalhes que passou despercebido por todo mundo e que ñ prejudicou em nada no produto final.

 

Pablo tem algum problema com diretores que sabe ganhar dinheiro, Lembram do Superman o Retorno, ele meteu o pau no Singer e esqueceu do filme, algo semelhante ao que aconteceu com Transformers.

 

Bem, é isso. E nem vou citar as vezes que Pablo xincalhou Adam Sandler.

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Vamos lá.

Pablo pegou pesado com Transformers' date=' colocou importância em detalhes que passou despercebido por todo mundo e que ñ prejudicou em nada no produto final.

Pablo tem algum problema com diretores que sabe ganhar dinheiro, Lembram do Superman o Retorno, ele meteu o pau no Singer e esqueceu do filme, algo semelhante ao que aconteceu com Transformers.

Bem, é isso. E nem vou citar as vezes que Pablo xincalhou Adam Sandler.


[/quote']

 

Superman Returns é fraquinho fraquinho.

As performances dos atores q fizeram Clark e Louis Lane são patéticas e a trama não empolga.

 

O fato de alguém ter se divertido com o filme, não implica q ele seja bom.

Já me diverti muito com filmes ruins, mas sei q são ruins.

 

Não sabia o q a crítica especializada falava do filme, antes de vê-lo. A única coisa q ouvi foram os comentários de vários amigos meus aclamando o mesmo e dizendo q era sensacional.

 

Fui pro cinema com a maior boa vontade e simplesmente não me envolvi com a película em momento nenhum. Achei ridículas as tentativas de comoção com o BumbleBee. Juro q cheguei a rir num momento em q é feito um close em câmera lenta na cara dele.

 

Sem contar as frases politicamente corretas do Optimus. No final eu pensei q ele fosse se candidatar a algum cargo político, tamanha sua demagogia.

 

Claro q filmes tem seus furos, e muitas vezes abstraio eles, mas no mínimo exige-se coerência na trama, o q não existe nesse.

 

Se fosse só pra ver efeitos especiais eu veria em casa.
Italian Stalion2007-07-31 18:38:22
Link to comment
Share on other sites

Transformers é o filme do ano e pronto.

 

Discordo... acabo de voltar de sessão e minha conclusão é uma só: crap.

 


E aí brou' date=' qual é a moral que se tem nos "Nascido para matar" e "O Iluminado", pq eu ñ ví nenhuma, são dois filmes sem começo e fim. Um se salva pela violência e o outro pelo Jack Nicholson em um dos seus melhores trabalhos e só.[/quote']

 

Só? É... pense mais um pouco e quem sabe você verá a 'moral' dos dois filmes em questão...

Kubrick e Michael Bay tem mais coisas parecidas do que vc pensa.

 

Desenvolva.

Aliás' date=' aonde está Paul Verhoeven, esse sim sabe fzr fita de ficção cientifica como ninguêm.

[/quote']

 

Verhoeven está em sua terra natal... Ele percebeu que a indústria está lambendo caras como Bay e, portanto, não há espaço para suas estripulias fantásticas em uma indústria tão acéfala, retrógrada e imbecil.
Link to comment
Share on other sites

minha primeira frase nesse tópico foi criticando pablo pela má vontade com bay. não que bay seja um ótimo diretor, mas ele tem uma abordagem, um estilo próprio. gosta-se dele (ou do emmerich ou de woo - que abusa das câmeras lentas) ou não.

há alguns furos no roteiro, mas, honestamente, não acho que os mesmos prejudiquem o conjunto da obra. os outros defeitos não são realmente defeitos. câmeras esquizofrênicas (marca registrada do diretor), ausência de mortes (aspecto comercial - problemas com a censura), merchandising (exploração comercial - comum e plenamente aceitável na milionária indústria cinematográfica).

um erro constante de pablo (erro, sim!) em suas críticas é apontar "erros" de diretores que ele mesmo elogia. será que nunca passou pela cabeça do crítico que tais "erros" podem ser propositais? que houve um intenção deliberada do direitor de abordar certo aspecto do filme de forma não usual, mesmo contrária à técnica cinematográfica?

tenho certeza que se pablo fosse crítico literário, diria que os parágrafos dos livros de josé saramago são muito extensos...

 

em tempo (resposta a maki): não sou muito fã de "o iluminado", mas "nascido para matar" é simplesmente brilhante.     

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...