Jump to content
Forum Cinema em Cena

Nossa Língua Portuguesa


King Edward
 Share

Recommended Posts



Mas' date=' não sei se concordarão comigo, acho que a norma culta nunca é dominada por completo por qualquer que seja o falante da Língua Portuguesa... mas, mesmo que se domine apenas uma parcela, é a mesma coisa que andar de bicicleta 06 Dificilmente se esquece.
[/quote']

 

Quase ninguém fala ou escreve o português corretamente. Nossa língua é dificílima!

 

OBS: Se não fosse, o emprego dos revisadores não existiria mais06
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 82
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Eu não sou burro' date=' mas escrevo muita coisa errada, pontuação sou péssimo, e acentuação também.

Quando vou escrever aqui no forum com pressa eu nem reparo muito na escrita, ai sai tudo assim dificil de entender.


Estou tentando melhorar ainda mais depois do que escutei no "O Cinéfilo".

Acho que sim o português tem muitas regras, quando estamos conversando com alguém, é inegavel que um português bem falado surpreende e é até bonito.

Mas é entendivel quando se fala com uma pessoa que não tem estudo nenhum. Meu avô é do interior de minas, ele fala tudo errado existem palavras que nem entendo de primeira mas uma hora eu entendo. MAs também interfere o fato dele usar suas "girias" ou "palavras" do interior.

Girias seria outro ponto para ser discutido na proposta do tópico.[/quote']

 

As palavras grifadas têm erro de acentuação. Não me leve a mal. Você escreveu que queria melhorar, portanto considere uma ajuda.03

 

Olha só quanta coisa podemos abordar só no que eu acabei de escrever:

 

1 -"Você escreveu que queria melhorar". Se seguisse tendências escreveria assim: "Você disse/falou que queria melhorar". Não se fala aqui no fórum. Escreve-se. Muitas vezes achamos que estamos conversando com alguém na internet. ISSO ESTÁ ERRADO.

 

2 -"As palavras grifadas têm erro de acentuação." Usei o acento circunflexo porque estava usando plural. Certo ou errado? Será que esse tipo de regra precisa mesmo existir na nossa língua que já é complicada?

 

3 -"Não me leve a mal." Levar a mal é uma gíria, mas que todos entendem perfeitamente. Há casos em que as gírias são de compreensão geral àqueles que são brasileiros por convivência ou de nascença. Outras são tão regionais que são incompreensíveis para habitantes de outras regiões. Assistindo a novela global das oito, a prostituita interpretada pela Camila Pitanga disse que "estava de Chico". Eu não entendi no momento.

 

4 -"Você escreveu que queria melhorar, portanto considere uma ajuda." Será que devemos corrigir os erros de nossos colegas, seja na linguagem escrita ou falada?

 

A língua vive.

 

1 - Partindo deste consenso (é um consenso, não?), podemos admitir que as palavras ganham e perdem valor constantemente, ampliando-se a partir dos seus significados primários. Não significa, por exemplo, que esteja ERRADO (com toda esta ênfase) alguém "escrever" que disse algo na internet, só porque não há verbalização sonora (uau, que termo é esse06).  

 

2 - Não vejo nenhum problema, é algo facílimo de decorar. Quem lê ou escreve com freqüência está completamente habituado. Ainda assim, se fôssemos discutir o "certo" e "errado", o circunflexo pode ser importante em uma frase em que é preciso definir a quê exatamente o verbo se refere (mesmo que isto possa ser compreendido, geralmente, pelo contexto).

 

3 - Bem, eu não entendi até agora.06 Mas o que você sugere? Eu gosto de gírias, mas de qualquer forma, não há como inventar uma lei que decrete "as gírias estão proibidas". Elas simplesmente brotam da língua.

 

4 - "Corrigir erros" é muita pretensão. Eu chamaria de "sugestões". Sim, mas desde que não seja interpretada como uma atitude pedante. Por exemplo, eu uso as vírgulas pra ditar o ritmo da leitura. Nunca procurei um livro de gramática pra saber se cometo "erros" ou não (apesar de me estapear com o Word diversas vezes06). Não apenas escrevo assim, como leio assim. Onde você diz "você escreveu que queria melhorar, portanto considere uma ajuda", eu colocaria outra vírgula depois do "portanto", porque acho estranhíssimo ler sem uma pausa depois dela. Mas é só uma sugestão, óbvio, procuremos abandonar esses termos de "certo" e "errado" e seremos bem mais felizes.06

 

A propósito, que acham dos emoticons?smiley16
Link to comment
Share on other sites

Eu não gosto muito dos emoticons, e evito usá-los sempre que posso.

 

Não gosto porque na maioria das vezes o que foi escrito já dá o tom e passa perfeitamente a idéia desejada. O maior vilão, sem dúvidas, é o emoticon da risadinha, que tira o impacto das palavras quase sempre (nesse seu post mesmo, Foras, a primeira eu achei bacana, mas as outras duas completamente dispensáveis).

 

Os únicos emoticons praticamente livres desses problemas são: "o que rola de rir" e o "com os dentões de fora".

 

 

Link to comment
Share on other sites

Eu não gosto muito dos emoticons' date=' e evito usá-los sempre que posso.

Não gosto porque na maioria das vezes o que foi escrito já dá o tom e passa perfeitamente a idéia desejada. O maior vilão, sem dúvidas, é o emoticon da risadinha, que tira o impacto das palavras quase sempre (nesse seu post mesmo, Foras, a primeira eu achei bacana, mas as outras duas completamente dispensáveis).

Os únicos emoticons praticamente livres desses problemas são: "o que rola de rir" e o "com os dentões de fora".
[/quote']

 

Tens razão, fica perfeitamente compreensível sem elas.
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

A língua vive.

 

1 - Partindo deste consenso (é um consenso' date=' não?), podemos admitir que as palavras ganham e perdem valor constantemente, ampliando-se a partir dos seus significados primários. Não significa, por exemplo, que esteja ERRADO (com toda esta ênfase) alguém "escrever" que disse algo na internet, só porque não há verbalização sonora (uau, que termo é esse06).  

 

2 - Não vejo nenhum problema, é algo facílimo de decorar. Quem lê ou escreve com freqüência está completamente habituado. Ainda assim, se fôssemos discutir o "certo" e "errado", o circunflexo pode ser importante em uma frase em que é preciso definir a quê exatamente o verbo se refere (mesmo que isto possa ser compreendido, geralmente, pelo contexto).

 

3 - Bem, eu não entendi até agora.06 Mas o que você sugere? Eu gosto de gírias, mas de qualquer forma, não há como inventar uma lei que decrete "as gírias estão proibidas". Elas simplesmente brotam da língua.

 

4 - "Corrigir erros" é muita pretensão. Eu chamaria de "sugestões". Sim, mas desde que não seja interpretada como uma atitude pedante. Por exemplo, eu uso as vírgulas pra ditar o ritmo da leitura. Nunca procurei um livro de gramática pra saber se cometo "erros" ou não (apesar de me estapear com o Word diversas vezes06). Não apenas escrevo assim, como leio assim. Onde você diz "você escreveu que queria melhorar, portanto considere uma ajuda", eu colocaria outra vírgula depois do "portanto", porque acho estranhíssimo ler sem uma pausa depois dela. Mas é só uma sugestão, óbvio, procuremos abandonar esses termos de "certo" e "errado" e seremos bem mais felizes.06

 

A propósito, que acham dos emoticons?smiley16
[/quote']

 

Yeah! Perfeito, Forasta! De fato, a língua não é algo rígido. Ela se adapta. O que não se adapta tão facilmente é a gramática em si. E é aí que mora a dita "briga" entre Lingüística e Gramática. Na minha opinião, estar no meio termo dessa "briga" é o mais correto, pois não dá para ser nem tão rígido quanto a Gramática e nem tão "libertino" quanto a Lingüística.

 

Um lingüista que fomenta bastante essa disputa aqui no Brasil é o Marcos Bagno. Quem puder dar uma lida no livro "Preconceito Lingüístico: O Que É e Como se Faz", poderá vislumbrar as idéias de Bagno. De minha parte, digo que o cara é meio perigoso em suas colocações e que muitos de seus argumentos mais parecem choradeiras. Bem, pelo menos é divertido ler e vê-lo tentando difamar Pasquale e Napoleão o tempo todo 06

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

Eu não gosto muito dos emoticons' date=' e evito usá-los sempre que posso.

 

Não gosto porque na maioria das vezes o que foi escrito já dá o tom e passa perfeitamente a idéia desejada. O maior vilão, sem dúvidas, é o emoticon da risadinha, que tira o impacto das palavras quase sempre (nesse seu post mesmo, Foras, a primeira eu achei bacana, mas as outras duas completamente dispensáveis).

 

Os únicos emoticons praticamente livres desses problemas são: "o que rola de rir" e o "com os dentões de fora".

 

[/quote']

Acho esse ponto de vista muito interessante, mesmo porque dois usuários que considero fabulosos no fórum o utilizam, o Carioca e o Alexei. Mas eu devo confessar que, apesar de ter usado cada vez menos O EXCESSO, eu discordo desse ponto de vista, acho que existe um equilíbrio e o emoticon é um RECURSO sim muito legal a ser utilizado.

A ausência de emoticons causa, muitas vezes, a impressão de um indivíduo extremamente sério e muitas vezes confere um tom COMPLETAMENTE DIFERENTE a uma frase.

Digo mais: ele pode fazer um comentário mudar TOTALMENTE a recepção/percepção pela pessoa que está lendo. Isso ocorre porque os emoticons representam expressões que muitas vezes simplesmente não podem ser reproduzidas na escrita (e por isso são recursos). A utilização de uma ironia por exemplo se torna muito mais clara quando acompanhada de um emoticon...e isso não é subestimar a percepção do interlocutor como pode parecer de certa forma, mas pra mim, é deixar mais claro e ampliar a facilidade de comunicação, aproximando muito mais a idéia do real.

E isso ocorre com TODOS eles (e não só com um em particular...só depende da situação). Servem como reforçadores de uma idéia (e, portanto, muitas vezes são úteis), como ilustrativos (e, por consequência, eliminam outros possíveis significados), dentre outras funções.

Mas como tudo, acredito que não devem ser usados em excesso (vocês percebem que não foi necessário usar nenhum  nesse comentário meu pelo tom REALMENTE sério que eu quis conferir a ele?).

Mr. Scofield2007-07-27 08:05:55

Link to comment
Share on other sites

Eu não gosto muito dos emoticons' date=' e evito usá-los sempre que posso.

Não gosto porque na maioria das vezes o que foi escrito já dá o tom e passa perfeitamente a idéia desejada. O maior vilão, sem dúvidas, é o emoticon da risadinha, que tira o impacto das palavras quase sempre (nesse seu post mesmo, Foras, a primeira eu achei bacana, mas as outras duas completamente dispensáveis).

Os únicos emoticons praticamente livres desses problemas são: "o que rola de rir" e o "com os dentões de fora".
[/quote']
Acho esse ponto de vista muito interessante, mesmo porque dois usuários que considero fabulosos no fórum o utilizam, o Carioca e o Alexei. Mas eu devo confessar que, apesar de ter usado cada vez menos O EXCESSO, eu discordo desse ponto de vista, acho que existe um equilíbrio e o emoticon é um RECURSO sim muito legal a ser utilizado.
A ausência de emoticons causa, muitas vezes, a impressão de um indivíduo extremamente sério e muitas vezes confere um tom COMPLETAMENTE DIFERENTE a uma frase.
Digo mais: ele pode fazer um comentário mudar TOTALMENTE a recepção/percepção pela pessoa que está lendo. Isso ocorre porque os emoticons representam expressões que muitas vezes simplesmente não podem ser reproduzidas na escrita (e por isso são recursos). A utilização de uma ironia por exemplo se torna muito mais clara quando acompanhada de um emoticon...e isso não é subestimar a percepção do interlocutor como pode parecer de certa forma, mas pra mim, é deixar mais claro e ampliar a facilidade de comunicação, aproximando muito mais a idéia do real.
E isso ocorre com TODOS eles (e não só com um em particular...só depende da situação). Servem como reforçadores de uma idéia (e, portanto, muitas vezes são úteis), como ilustrativos (e, por consequência, eliminam outros possíveis significados), dentre outras funções.
Mas como tudo, acredito que não devem ser usados em excesso (vocês percebem que não foi necessário usar nenhum  nesse comentário meu pelo tom REALMENTE sério que eu quis conferir a ele?).

 

Exatamente, considero os emoticons verdadeiros recursos (e não muletas) de linguagem, ao menos a que utilizamos aqui no fórum. Já que estabelecemos diálogos utilizando nada mais que a língua escrita, e ainda, sem poder contar com todo seu potencial (simplesmente não dá pra encaixar literatura e nos disfarçarmos de narradores oniscientes para explicar nossas exatas expressões). E mesmo o próprio Alexei utiliza variáveis de emoticons, quando para conferir um tom irreverente ao comentário, escreve "hahahahaha" quando poderia simplesmente colocar um "06". Por quê? Sei lá, não possui o hábito, ou ainda, não gosta que seu texto fique visualmente poluído pelas carinhas amarelas.
Link to comment
Share on other sites

 

3 - Bem' date=' eu não entendi até agora.06 Mas o que você sugere? Eu gosto de gírias, mas de qualquer forma, não há como inventar uma lei que decrete "as gírias estão proibidas". Elas simplesmente brotam da língua.

 

A propósito, que acham dos emoticons?smiley16
[/quote']

 

Não proponho nada de escandaloso como uma mudança na legislação. As gírias são inexoráveis, mas para que haja melhor compreensão entre pessoas (nós do CeC por exemplo) deve haver uma linguagem clara para qualquer lugar.

 

Minha avó, comentando sobre seu cachorro, disse assim: "Velho é assim mesmo. Quando come demais fica cursando." Cursando? Quem é que vai entender isso? A propósito, a palavra significa estar com diarréia. 06

 

Não gosto muito de emotions. Uso quando o seu sentido fica claro, porque há muitas vezes em que eles podem ser interpretados de maneira errada.
Link to comment
Share on other sites

Você tocou num ponto importante mesmo, Foras, porque isso não deixa de ser uma variável dos emoticons.

 

 

 

Eu também uso "haha" (só dois, sempre, o que o torna ainda mais uma

espécie de emoticon), e acho que a diferença é que eu só faço uso disso

quando eu realmente rio ou acho algo engraçado, enquanto o emoticon

pode ser usado para algo além disso, como estabelecer (e até mudar) o

tom.

 

 

 

No mais, o Scofa tem um bocado de razão mesmo, e não consigo discordar

dele. Eu mesmo já usei muitos emoticons, principalmente quando cheguei

ao fórum. Mas com o tempo fui perdendo o costume e hoje em dia é muito

raro me ver usando um, mas isso se deve muito mais a um mal uso de

minha parte do que uma implicância. Então evito.

 

 

 

No meu primeiro post, tirando os parênteses, tudo se destinava a uma

análise para os meus posts. Por isso que eu ressaltei aqueles dois

emoticons, porque eu consigo encaixá-los nas minhas mensagens até mesmo

no meio de palavras sem sentido algum e aidna assim achar graça, haha

(despois do seu comentário, Foras, eu dei uma hesitada nesse "haha",

seu MANÉ! haha).

 

Link to comment
Share on other sites

Você tocou num ponto importante mesmo' date=' Foras, porque isso não deixa de ser uma variável dos emoticons.

Eu também uso "haha" (só dois, sempre, o que o torna ainda mais uma espécie de emoticon), e acho que a diferença é que eu só faço uso disso quando eu realmente rio ou acho algo engraçado, enquanto o emoticon pode ser usado para algo além disso, como estabelecer (e até mudar) o tom.

No mais, o Scofa tem um bocado de razão mesmo, e não consigo discordar dele. Eu mesmo já usei muitos emoticons, principalmente quando cheguei ao fórum. Mas com o tempo fui perdendo o costume e hoje em dia é muito raro me ver usando um, mas isso se deve muito mais a um mal uso de minha parte do que uma implicância. Então evito.

No meu primeiro post, tirando os parênteses, tudo se destinava a uma análise para os meus posts. Por isso que eu ressaltei aqueles dois emoticons, porque eu consigo encaixá-los nas minhas mensagens até mesmo no meio de palavras sem sentido algum e aidna assim achar graça, haha (despois do seu comentário, Foras, eu dei uma hesitada nesse "haha", seu MANÉ! haha). [/quote']

 

Já comigo foi o inverso, eu tinha um puta preconceito contra emoticons quando entrei no Cec e agora utilizo bastante para enfatizar algo.

Link to comment
Share on other sites

Olha que ótimo o que houve no tópico do Cinéfilo. O O Bernardo usou a palavra "refrescagem" no sentido de "repescagem", algo que eu nunca tinha ouvido antes. Mas a língua vive...

 


Segunda chance' date=' me perdoe, tô com preguiça de escrever duas palavras quando uma já dá o recado. 06.gif [/quote']

Você quis dizer "repescagem", não?



Perdoe a minha provável ignorância, mas não dá no mesmo?

 

Olha só que interessante, porque essa "ramificação" simplesmente não existe aqui no sul. Como achei que a terra tinha parado de girar, fui atrás:

 

O verbo PESCAR vem do latim piscare e significa apanhar na água peixe (que vem do latim pisce). O substantivo que nomeia essa pratica é PESCA ou PESCARIA. O termo PESCAGEM não é usual do falante brasileiro, talvez por isso nem dicionarizado esteja. O termo REPESCAGEM seria o ato de fazer uma pescagem novamente, mas não é usado no sentido próprio de fazer uma nova “pescagem de peixe”. O termo REPESCAGEM foi vulgarizado pela imprensa (rádio e TV) ao focalizar competições esportivas, com o sentido de dar mais uma chance, de dar uma última oportunidade, de fazer uma nova colheita, e isso sempre com a conotação de alívio por ainda se manter a esperança. Uma hipótese é de que, para tais ouvintes, poder contar-se com mais uma chance, com uma última oportunidade, é entendido mesmo como um refrigério (ou como um refresco, na linguagem popular) para quem está a ponto de ser eliminado. Daí se concluir isso: refrescar, aliviar a tensão dos inseridos na disputa. Assim, é compreensível o que ocorreu, ou seja, por conta de uma atrofiada captação do som, entender-se e julgar-se natural que o(s) indivíduo(s) terá(ão) uma nova chance na REFRESCAGEM (REPESCAGEM).

 

 

É tipo aquela história da "batatinha quando nasce ESPALHA A RAMA pelo chão. Fico fascinado por essas coisas.

 

 
Link to comment
Share on other sites

 

-Vocês são a favor ou contra o internetês' date=' modo de linguagem escrita com uma série de erros gramaticais, usada atualmente na internet?
[/quote']

 

sou contra e nem leio o que está escrito.

 

 

-Que posição vocês tomam a respeito da americanização de nossa língua? Falamos posts ao invés de mensagens. Out-door' date=' waffle e tantos outros exemplos que adulteram nossa linguagem.

[/quote']

 

o inglês é uma linguagem universal e o mundo inteiro tem isso.   tem que aceitar.    É a mesma coisa do crime contra a língua portuguesa, vc deve aceitar porque não tem como controlar isto, mas não precisa ler.

 

 

 

-Vocês acham que nossas regras gramaticais deveriam ser mais simples' date=' para que a população possa escrever melhor, sem as terríveis dúvidas e sem os terríveis erros?

 
[/quote']

 

acho que as regras gramaticais são mais simples do que os absurdos que se vê pela internet.

 

resumindo: mais vale o bom senso do que qualquer outra coisa.

 

A sorte dos caras é que eu não corrijo isto pois, além de nem perder tempo em ler, daria zero 05

 

Link to comment
Share on other sites




-Que posição vocês tomam a respeito da americanização de nossa língua? Falamos posts ao invés de mensagens. Out-door' date=' waffle e tantos outros exemplos que adulteram nossa linguagem.
[/quote']

o inglês é uma linguagem universal e o mundo inteiro tem isso.   tem que aceitar.    É a mesma coisa do crime contra a língua portuguesa, vc deve aceitar porque não tem como controlar isto, mas não precisa ler.

 

Eu sei, eu sei. Mas nessas horas penso no trabalho dos educadores e crianças que estão se alfabetizando:

-Olha, mamãe. Tá escrito e-mail.

-Não, filhinho. Se lê e-meiou.

-Mas tá escrito mail e não meiou.

 

06

 

Também tem o caso das palavras com som de uma coisa mas com outra letra. Como casa. Você lê com som de "z", mas escreve com "s". Nesse ponto o espanhol é mais simples. Se está com "s", se lê como "s" e fim de papo05
Link to comment
Share on other sites

Bom dia. Amigos e Amigas!

 

 

 

Sinceramente, eu não fico patrulhando os outros em relação ao português dos mesmos, para mim, qualquer forma de comunicação rápida é valida desde que não seja exagerada e em relação às abreviações de palavras que o "Internetes" faz, acredito ser valida a não ser pela abreviação mais tosca da história da internet:

 

 

 

Não = Naum e Não igual a Nao!(HAHAHAHA...)

 

 

 

t+!

 

 

Link to comment
Share on other sites

  Ruim, é qd vc vai incorporando essas abreviações e deturpações e elas passam a fazer parte do seu vocabulário cotidiano e sendo usadas não só em msn, mas tb fora dele... aff!

 

 Algumas palavras estrangeiras já foram adotadas e são usadas normalmente, como "vou deletar vc da minha vida" (exemplo besta, mas vá lá) invés "vou apagar vc...' ou ainda o "Ok" .

 

 Sorry, se isso não se aplica ao que vc estão falando.

 

 
Maria shy2007-07-31 13:16:53
Link to comment
Share on other sites

 

 

 Algumas palavras estrangeiras já foram adotadas e são usadas normalmente, como "vou deletar vc da minha vida" (exemplo besta, mas vá lá) invés "vou apagar vc...' ou ainda o "Ok" .

 

 
[/quote']

 

Nesse caso tudo bem, Shy. Geladeira é uma palavra francesa, Geladaire ou algo assim. Mas a palavra sofreu alterações e qualquer criança em prossesso de alfabetização vai ler GE - LA - DEI- RA. Mas e quanto às palavras e-mail, out-door, on line e tantas outras?
Link to comment
Share on other sites

 Tu tem razão.

 Alguns  são aceitáveis, pq não tem na nossa língua palavras que os definam, tipo iceberg.

 Mãssss,  Sale, Fast food, Happy hour, linkar...afff!

 

 Sei lá, poderiam aportuguesar a palavra,comofoi feito com stress = estresse.

 

 Não sou contra, é só que nossa língua pode acabar se dissolvendo e desaparecer.

 

 Anyway, se serve de consolo a gente tb esculhamba as vezes.

 Tipo assim, "for all" que era um tipo de festinha que os estrangeiros davam aqui no Brasil e que todos pordiam participar (for all= p/ todos) e a gente esculhambou p/ forró 06

 

 
Link to comment
Share on other sites

discordo, tem q deichar fluir

 

frescura querer q o port permanesa igual

 

ele tem q se adapitar agente, n agente se adapitar ao post

 

deicha entrar a palavra q for

 

se nos tivesemos problemas na linha ou as nossas letras n fossem suficientes, td bem adapitar igual os nihonjins fazem power -> pawaa, mas pra ke se vivemos bem assim?

 

 

Link to comment
Share on other sites

discordo' date=' tem q deichar fluir

frescura querer q o port permanesa igual

ele tem q se adapitar agente, n agente se adapitar ao post

deicha entrar a palavra q for

[/quote']

 

As palavras estrangeiras invadiram o vocabulário brasileiro desde o começo, pelas nossas várias origens. Mas só agora, epal preguiça, estamos nos esquecendo de adaptar as palavras para o português.

 

Por exemplo, Tchau vem do italiano ciao. Por questão de fonética, transformamos a maneira com que se escreve, para ninguém ler ciao, mas sim Tchau. Esse mesmo processo precisa acontecer com as palavras da língua inglesa. Imaginem se a palavra karaokê não sofresse essa adaptação09
Link to comment
Share on other sites

eh realmente faz sentido...

 

o problema é q nao se atualiza..

 

no japones toda palavra inglesa é automaticamente adapitada, só seguindo umas regrinhas e pronto

 

aqui nao até a palavra ser aceita é uma burocrasia

 

então fika como tá msm

 

sem falar q port eh chato pra caramba, nao eh atoa q mt gente como eu nem liga e escreve de qualquer jeito...

 

o importante é intender, n se apegar a detalhes

 

mas até q vc tem um porem, afinal se alguem n sabe como pronunciar ingles e ler uma palavra em ingles n vai intender, e sotlar coisas pronunciadas totalmente sem nenhuma logica.. como algums fazem hehe..

 

 

porem seria melhor obrigar q todos aprendesem ingles logo, é a lingua universal...

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...