Jump to content
Forum Cinema em Cena

Direção ou Roteiro?


Dook
 Share

Recommended Posts

Compreendi melhor, Dook e concordo plenamente. Há que se acrescentar também que muitas vezes me divirto infinitamente mais com algo totalmente escrachado (e de suposto mau gosto) como American Pie que com um filme muito mais "cabeça" como um Má Educação (que estava pedindo a morte antes de terminar). E é justamente a ciência desse tipo de situação que me leva a encarar isso, que talvez fosse uma incoerência explícita se adotasse tal pensamento, como algo absolutamente natural.

Não há superioridade de nenhum tipo em relação ao outro, aí concordo. Isso é limitar por demais uma arte que não apresenta limitações e transmite emoções ao espectador (sua base) que, por natureza, nem sempre apresentam embasamento lógico.

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 383
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 Concordo com o Dr calvin e o Scotfield. Cada estilo é um estilo. Nada me irrita mais quando alguem diz q não gostou d um filme "pq é muito impossivel". Poxa vida, essa não é uma das coisas q fazem do cinema uma arte tão fascinante?

 Sinceramente, o fato de um filme ser ultra realista, ou mais viajado, não interfere em nada no meu julgamento a respeito dele.

Valeu16
Link to comment
Share on other sites

Eu penso diferente, Foras. Acho que não há definição conceitual que seja capaz de expressar as possibilidades que existem no cinema e, pessoalmente, creio que um filme é, na verdade, o que você "absorve" dele. Eu não abomino ninguém que interpreta nada diferente (mesmo que seja pra mim excesso de detalhes), acho que seria uma tremenda prepotência de minha parte julgar o que os outros pensam, até porque visões tão distintas só mostram o quanto a arte é "polígama" e complexa. 
E no final das contas, tudo é questão de perspectiva. Se você ler os fóruns de discussão do imdb ficará surpreso em como há diversidade de pontos de vista. Acho uma experiência riquíssima e sempre ampliadora de horizontes. Se eu me fecho em uma idéia, se me delimito quanto a isso, podando a imaginação, a fertilidade das possíveis interpretações somente selecionando as que considero mais coerentes, com certeza me privarei de inúmeros aspectos que poderão melhorar minhas experiências futuras. Sinceramente não é o que busco.
Mas, por outro lado, compreendo perfeitamente quando vejo, por exemplo o Peruca falando: "eu tenho o direito de achar sua opinião uma merda" e acho plausível, só não é meu estilo.
Por isso que, para mim, a única forma (falha mesmo assim, claro, porque continua sendo uma análise minha) de analisar outras perspectivas é ver se ela é coerente com si mesma. Tipo assim: se você analisa o peido do camera man, então também deve analisar o arroto do diretor de fotografia, etc. 06

Naturalmente, também apresento minhas limitações, mesmo que esse discurso seja regra pra mim, não se iluda. Uma delas e que você já conhece: tenho grandes problemas com relação a algumas formas de expressão. Como sabe, odeio terror misturado com comédia e são raríssimos os casos na qual consigo gostar de um filme assim. Simplesmente não funciona pra mim, entende? Sinto-me até frustrado por ter uma cena de terror com uma piadinha, pois gosto da sensação do clímax na qual predomina medo, perturbação, ansiedade, etc., que me parecem ter uma determinada natureza semelhante e oposta a que o humor produz. 
[/quote']

 

Concordo, é claro, que cada opinião é o denominador do 'filme +/-/x você mesmo', mas considero mais prático simplesmente tirar a subjetividade do pedestal e, sim, julgar o que os outros pensam. Senão a gente perde tempo demais pisando em ovos. Podem achar que é prepotência ou qualquer coisa, mas eu acho que deveria é estar implícito. Parto do pressuposto de que estou certo, sempre - pô, quem não parte? - e isso não significa necessariamente fechar-se em si mesmo sem admitir a possibilidade de mudar de opinião. Posso achar uma merda sim o que determinado usuário ou pessoas pensam, mas isso não impede que eventualmente eu concorde com elas, ou signifique que TUDO que saia da sua boca deva ser jogado na privada. Embora provavelmente sim.
Link to comment
Share on other sites

Compreendi melhor, Dook e concordo plenamente. Há que se acrescentar também que muitas vezes me divirto infinitamente mais com algo totalmente escrachado (e de suposto mau gosto) como American Pie que com um filme muito mais "cabeça" como um Má Educação (que estava pedindo a morte antes de terminar). E é justamente a ciência desse tipo de situação que me leva a encarar isso, que talvez fosse uma incoerência explícita se adotasse tal pensamento, como algo absolutamente natural.
Não há superioridade de nenhum tipo em relação ao outro, aí concordo. Isso é limitar por demais uma arte que não apresenta limitações e transmite emoções ao espectador (sua base) que, por natureza, nem sempre apresentam embasamento lógico.

[/quote']

 

Acho normal também partir do princípio de que ninguém odeia gêneros/grupos/épocas pasteurizando todos os filmes sob um único aspecto que os interligam. Porque é burrice, é masoquismo, é se auto-infligir. Aí cabe citar o Daniel, só existem dois gêneros: filmes bons e filmes ruins.
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Concordo' date=' é claro, que cada opinião é o denominador do 'filme +/-/x você mesmo', mas considero mais prático simplesmente tirar a subjetividade do pedestal e, sim, julgar o que os outros pensam. Senão a gente perde tempo demais pisando em ovos. Podem achar que é prepotência ou qualquer coisa, mas eu acho que deveria é estar implícito. Parto do pressuposto de que estou certo, sempre - pô, quem não parte? - e isso não significa necessariamente fechar-se em si mesmo sem admitir a possibilidade de mudar de opinião. Posso achar uma merda sim o que determinado usuário ou pessoas pensam, mas isso não impede que eventualmente eu concorde com elas, ou signifique que TUDO que saia da sua boca deva ser jogado na privada. Embora provavelmente sim.
[/quote']

Minha posição só para clarificar: quando disse que achava prepotência estava ME avaliando, claro, pois não me julgo com experiência para achar minha opinião melhor. Eu não acho que seja pisar em ovos, não me podo ou me agrido em nenhum momento ao ter essa opinião, se me incomodasse, com certeza não agiria assim. O fato é que, para mim, tal postura funciona muito bem e acredito que é a melhor forma de aprendizado que encontrei.

A propósito, não sei se preciso partir do pressuposto de que estou certo, não vejo opiniões sobre filmes sempre como confrontos, nem sempre as idéias dos outros confrontam com as minhas, muitas vezes vejo-as como diferentes, apenas.

Mr. Scofield2008-08-19 15:57:59

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

 

Meu caro Mr.

 

Eu não sou obrigado a gostar de um filme só porque uma "certa pessoa" o considera uma experiência.........

 

Eu nunca gostei de adaptações e muito menos de filmes de terror. Concordo com vc que filmes de terror nunca têm bons roteiros. E isso eu acho primordial em um filme.

Valorizo em primeiro lugar o roteiro.

Eu acho que posso colocara isso aqui no Fórum e ter a minha própria opinião, né.

 

Mas certas pessoas levam p/ o lado pessoal. Fazer o q? Fica a impressão que elas não gostam de ser contrariadas.

Eu, perder meu tempo com isso? Não vou

 

 

 

Abcs

 

Certas pessoas tem de rever certos conceitos viu.

 

 

Só em dizer que O Chamado pode ser ser considerado uma experiencia fascinante' date=' já paro por aqui.

 

Só tenho a lamentar. Seria uma boa discussão e com bons argumentos.

 

 

[/quote']

Agsts, gostaria de saber o que você vê de problemas na versão norte americana de O Chamado 01 (eu nunca vi o The Ring japonês, mas pessoalmente gosto muito do filme de Verbinski).

Fazendo um adendo, adoro o gênero terror e dos filmes que vi, na maior parte das vezes, tanto o roteiro quanto a direção costumam ser muito fracos (o terror é disparado para mim o campeão de títulos com os piores filmes de todos os tempos, muito embora seja fã).

Link to comment
Share on other sites

Meu caro Mr.

Eu não sou obrigado a gostar de um filme só porque uma "certa pessoa" o considera uma experiência.........

 

Rapaz... tu precisa de ajuda mesmo. Onde alguém aqui te obrigou a gostar de um filme só pq outro gostou?

 

Valorizo em primeiro lugar o roteiro.

 

Me responda uma coisa: você saberia me dizer quais partes de um filme podemos afirmar com ABSOLUTA certeza que são coisas do roteiro e quais são decisões tomadas pelo diretor durante as filmagens e' date=' principalmente, edição do mesmo?

 

Mas certas pessoas levam p/ o lado pessoal. Fazer o q? Fica a impressão que elas não gostam de ser contrariadas.
Eu, perder meu tempo com isso? Não vou

 

Eu tenho uma sugestão. Você pode "perder" o seu tempo desenvolvendo seu ponto de vista com ARGUMENTOS ao invés de ficar chorando achando que os outros é que não gostam de serem contrariados. Que tal? Topa o desafio?

 

03
Link to comment
Share on other sites

O Roteiro serve como uma escaleta, um guia para o DIRETOR e PRODUCAO usarem e seguirem SE quiser para terem a nossao do que se fazer o que sera rodado. Sendo que muitas coisas sao modificas nas filmagens e em todo momento pode se modificar se assim o diretor quiser.

 

Lembre-se o caso de Acossado por exemplo um dos filmes mais importantes da historia do cinema, muitas vezes Godad chegava no set sem roteiro sem nada, sem saber o que fazer e fazia e para mim e muito criou um OP.

 

Diretor é de Fato o mais importante.

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Larga do meu cara.

 

Vc quer discutir e emitir opiniões de filmes que vc viu qdo tinha 11 a 12 anos de idade?060606

O Filme O Chamado é de 2002 e Piratas do Caribe é de 2003.

 

Vc nem completou a maioridade ainda. Nem chegou aos 18 anos.

 

Faça o seguinte: cresça um pouco em idade, leia alguns livros e depois tenha argumentos e opiniões próprias. Não fique copiando de ninguém. Isso é falta de ética, sabia.

 

Eu topo discutir com vc, mas qdo vc tiver uns 25 anos ou a metade da minha idade, ok

Até lá, respeite os mais velhos e pessoas que tem conhecimento maior que vc, falow.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eu tenho uma sugestão. Você pode "perder" o seu tempo desenvolvendo seu ponto de vista com ARGUMENTOS ao invés de ficar chorando achando que os outros é que não gostam de serem contrariados. Que tal? Topa o desafio?

 
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

Meu caro Mr.

 

Eu não sou obrigado a gostar de um filme só porque uma "certa pessoa" o considera uma experiência.........

 

Eu nunca gostei de adaptações e muito menos de filmes de terror. Concordo com vc que filmes de terror nunca têm bons roteiros. E isso eu acho primordial em um filme.

Valorizo em primeiro lugar o roteiro.

Eu acho que posso colocara isso aqui no Fórum e ter a minha própria opinião' date=' né.

 

Mas certas pessoas levam p/ o lado pessoal. Fazer o q? Fica a impressão que elas não gostam de ser contrariadas.

Eu, perder meu tempo com isso? Não vou

 

 

 

Abcs

 

 

[/quote']

Agsts, desculpe a enorme demora pra responder, é que realmente só fui me lembrar do tópico quando vi seu post hoje 06

Mas aqui, compreendo o que quis dizer, se não gosta muito de filmes de horror, dificilmente vai gostar deste (não vou nem perguntar sua opinião sobre um Jogos Mortais, por exemplo, deve detestar 06). Aí te pergunto uma coisa: o que o levou a assistir O Chamado a princípio? Havia alguma perspectiva que justificasse você achar que essa experiência poderia ser diferente?

E aqui uma opinião pessoal: eu disse que a grande maioria dos filmes de terror não têm bons roteiros, mas não quis dizer todos de propósito. Sou um amante do gênero e existem várias vertentes dele, algumas talvez não conheça. Por exemplo, existe um filme do Bergman (que eu considero de terror e muitos também) que foge bastante desse tipo de horror convencional (talvez você nem considere como pertencente a tal gênero) e tem um roteiro brilhante chamado A Hora do Lobo, indicação do meu amigo Forasteiro.

É um dos melhores filmes que já vi e recomendo a você a assistir, talvez sua visão mude um pouco (se quiser fazer mais alguma experiência, claro). Filmes como esse provam que alguns gêneros têm uma imensa potencialidade muitas vezes pouco explorada e, de repente, saltitam pérolas de imensa qualidade de onde você menos imagina. 01

 

 

Mr. Scofield2008-09-21 11:59:45

Link to comment
Share on other sites

Um bom roteiro sustenta um filme, mesmo que com uma má direção. Ele se torna um mal filme, mas ainda assim assistível (a menos que o diretor retalhe o texto, mas aí já é uma péssima direção).

 

 

Já um filme com um fraco (ou sem) roteiro para se destacar precisa ter uma direção soberba.

 

Mas não dá p/ atribuir importância, depende obviamente de que gênero/produção estamos falando...
Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...

Larga do meu cara.

 

Vc quer discutir e emitir opiniões de filmes que vc viu qdo tinha 11 a 12 anos de idade?060606

O Filme O Chamado é de 2002 e Piratas do Caribe é de 2003.

 

Vc nem completou a maioridade ainda. Nem chegou aos 18 anos.

 

Faça o seguinte: cresça um pouco em idade' date=' leia alguns livros e depois tenha argumentos e opiniões próprias. Não fique copiando de ninguém. Isso é falta de ética, sabia.

 

Eu topo discutir com vc, mas qdo vc tiver uns 25 anos ou a metade da minha idade, ok

Até lá, respeite os mais velhos e pessoas que tem conhecimento maior que vc, falow.

 

[/quote']

 

Um cara de quase 40 anos soltando essas pérolas... 06

 

Tem coisas que só o CeC faz pra você... 0606
Link to comment
Share on other sites

 

Eu diria que a sua opinião é 100% ingênua (para não dizer outra coisa) mas nada radical' date=' pois você parte de algumas premissas falsas aí.

 

Pra começar você divide o cinema entre "filmes" e "filmes de arte" sendo que o primeiro grupo tem por objetivo "contar uma história". Como você estabelece isso? Qual é o objetivo dos "filmes de arte"? Qual a razão deles existirem? Pq o grupo "filmes" não pode ser considerado "filmes de arte"?

 

E filmes que são apenas sucessão de imagens, sem uma "história" clara e definida? Não são filmes? Ou pior, são filmes ruins?

 

E que história é essa de "um bom roteiro não deixa espaço para o diretor interferir"? Fale mais sobre isso...

 

Você já leu os roteiros de todos os filmes que já assistiu ou pelo menos daqueles filmes que você mais gosta? Se não, poderia me dizer como identificar, num filme pronto, o que é roteiro e o que foi definido pelo diretor nas filmagens ou na sala de edição (lugar onde o filme nasce, de VERDADE)?

 

Você disse que o roteiro é a base de um filme... E filmes feitos sem roteiro? Qual a base deles? Méliès tinha roteiro quando fez seu fantástico Viagem à Lua?? Os Lumière tinham um roteiro quando fizeram seu "Passagem de Trem", o segundo filme da história do cinema?

 

[/quote']

 

Poxa, gostei muito desse tópico, eu sempre gostei de assistir filmes, mas há algum tempo estou dando importância a conhecer filmes considerados clássicos. Qdo vi o tópico, pensei logo na resposta "roteiro", mas ao ler os posts do Dr. Calvin estou repensando, mesmo porque, faz certo sentido qdo. pensamos na gama de diretores que têm seu nome marcado na história do cinema e em se tratando de roteiristas, não me vem à memória nenhum nome. E eu não achei os posts arrogantes, como ele tem convicção de que o diretor é mais importante, ele refuta os posts divergentes com bons argumentos. E aliás, gostei muito da forma q ele faz isso (como nesse post q eu quotei) questionando a opinião da pessoa q discorda.  É uma ótima forma de discutir. Bom tópico.

 

Link to comment
Share on other sites

  • 4 months later...

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...