Jump to content
Forum Cinema em Cena
Tensor

Woody Allen

Recommended Posts

1) Celebridades

2) A Rosa Púrpura do Cairo

3) Hannah e Suas Irmãs

4) Interiores

5) Noivo Neurótico' date=' Noiva Nervosa

6) A Outra

7) Bananas

8) O Sonho de Cassandra

9) Simplesmente Alice

10) Trapaceiros

11) Dirigindo no Escuro

12) Melinda e Melinda

13) Match Point

14) Todos Dizem Eu Te Amo

 

Mais dois... 03
[/quote']

 

Eita, por que Match Point tão lá embaixo ? ;(

 

Eu vi A Outra esses dias, nunca tinha visto, gostei muito, especialmente do estudo não só da personagem principal (Gena Rowloads, ótima) mas da própria avaliação que a gente acaba fazendo de nossas próprias ações, no que elas vão levar, arrependimentos. Uma das coisas fantásticas dos filmes do Woody é que eu consigo me identificar com eles sem precisar ter qualquer semelhança com a situação apresentada, direta ou indiretamente. Não que esse seje explicitamente o caso
Beckin2008-08-08 12:34:18

Share this post


Link to post
Share on other sites

Todo perguntam o porquê de Match Point estar entre os últimos 02 A verdade é que vi há bastante tempo, e só lembro de ter achado o filme normal. Preciso rever! Urgentemente, eu acho 06

 

Ah, eu estou lendo um livro do Woody... Sem Plumas. E também estou com outro aqui: Cuca Fundida!

Sem Plumas é no mínimo bizarro!!

 

Alguém já leu algo dele?

Share this post


Link to post
Share on other sites

06

 

Sei lá, os temas que ele aborda (quase sempre os mesmos) são mostrados de formas diferentes... talvez eu goste mais quando ele expõe as coisas de uma forma, e vocês (ou a maioria... 1306), de outra.

Sei que tu não gosta muito de Celebridades, né Tensor... mas bah, pra mim é um dos melhores filmes que já assisti. Tipo, a cena da mulher pedindo aulas pra prostituta, as bombas explodindo ao som de música clássica no final, etc, etc...[spoilers]

Share this post


Link to post
Share on other sites
06

 

Sei lá' date=' os temas que ele aborda (quase sempre os mesmos) são mostrados de formas diferentes... talvez eu goste mais quando ele expõe as coisas de uma forma, e vocês (ou a maioria... 1306), de outra.

Sei que tu não gosta muito de Celebridades, né Tensor... mas bah, pra mim é um dos melhores filmes que já assisti. Tipo, a cena da mulher pedindo aulas pra prostituta, as bombas explodindo ao som de música clássica no final, etc, etc...[spoilers']

 

Eu sei, to brincando vaninha. Kiss

 

Só falei pq eu sou apaixonado por esses dois filmes. Todos Dizem Eu Te Amo, que foi um dos ultimos dele que vi, é a maior brincadeira com o sentimento mais complicado de se explicar. Pra mim aquilo ali é uma aula mesmo das incoerências, paradoxos, etc, amorosos quando as pessoas estão nessa fase. Na verdade é um assunto tão complexo que chamar de incoerência qualquer suposta incoerência em relação ao amor, é incoerente. hehe. E o Woody pra mim mostrou isso de forma perfeita e hilária (e as vezes linda também, como toda a cena final: dança, conversa, etc). Está entre meus preferidos também, só de lembrar de certos diálogos ou cenas eu já me sinto bem as vezes.

 

Mas não é que eu não goste muito de Celebridades, até gosto consideravelmente, mas é como te falei aquele dia, gosto, mas acho fraco se comparado aos primeiros da minha lista. Mas mesmo assim, Woody Allen é bom até quando é ruim.
Tensor2008-08-11 19:38:33

Share this post


Link to post
Share on other sites

Jennifer Aniston pode ser nova musa de Woody Allen, diz revista

De acordo com a "Ok! Magazine", atriz negocia papel em filme do cineasta.
Após rodar três longas com Scarlett Johansson, diretor busca nova musa

Foto

 

Depois de trabalhar recentemente com a bela Scarlett Johansson em três filmes, o diretor Woody Allen parece ter escolhido sua próxima musa: Jennifer Aniston. Segundo a revista "Ok! Magazine", o cineasta está em negociações com a estrela da série "Friends" para que ela seja protagonista de seu próximo longa-metragem.

 De acordo com a revista, Woody e Aniston foram vistos na noite de terça-feira (26), em um restaurante de Los Angeles, jantando juntos para conversar sobre o novo projeto. O empresário da atriz, Kevin Huvane, e a esposa do diretor, Soon-Yi Allen, acompanharam o encontro.

 Durante o jantar, Woody mostrou um trecho do roteiro a Jennifer Aniston, que reagiu à leitura com gargalhadas, afirma a revista.

 Em seu trabalho mais recente, "Vicky Cristina Barcelona", Woody Allen filmou com Johansson e Penélope Cruz. Ao longo de sua carreira, o diretor já trabalhou com outras beldades, como Demi Moore, Téa Leoni, Mira Sorvino, Elisabeth Shue e Drew Barrymore, entre outras.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
coitada' date=' vamos dar uma chance pra ela hahahaha.

 

e ele nao cansa?vai fazer 100 anos filmando ainda!^_^
[/quote']

 

Qual a razão desse "coitada" ?

 

Mas enfim... é uma escolha bem boa mesmo, ela é uma das melhores atrizes em termos de comédia, quando pega um material bom sempre corresponde, vide Por um Sentido na Vida e Amigas com Dinheiro.
Beckin2008-08-29 18:54:34

Share this post


Link to post
Share on other sites

1) Celebridades

2) A Rosa Púrpura do Cairo

3) Hannah e Suas Irmãs

4) Interiores

5) Noivo Neurótico, Noiva Nervosa

6) A Outra

7) Bananas

8) O Sonho de Cassandra

9) Simplesmente Alice

10) Trapaceiros

11) Dirigindo no Escuro

12) Melinda e Melinda

13) Match Point

14) Todos Dizem Eu Te Amo

15) Neblina e Sombras

 

Assisti ontem no Telecine Cult 03

Share this post


Link to post
Share on other sites

Woody Allen: 'seria vergonhoso e humilhante se Obama perdesse'

Em entrevista no Festival de San Sebastián, diretor comenta eleições.
Cineasta afirma que derrota de Obama seria "horrível para os EUA".

Foto

Uma derrota do candidato democrata à presidência, Barack Obama, nas eleições presidenciais de novembro seria "vergonhoso e humilhante", além de "horrível para os Estados Unidos em vários aspectos", disse nesta sexta-feira (19) o cineasta americano Woody Allen.


"Seria vergonhoso e humilhante se Barack Obama não vencesse, seria horrível para os Estados Unidos em vários aspectos", declarou Allen em San Sebastián, onde participa de um festival de cinema.

Obama "é um representante muito melhor que seu oponente", o republicano John McCain, "e supõe um enorme passo à frente depois dessa terrível continuação e ao mesmo tempo incompetência, desse erro de cálculo", estimou, referindo-se aos dois mandatos consecutivos de George W. Bush.


"Seria muito ruim se os americanos não se mobilizassem para votar nele, se preferissem mais do mesmo", afirmou.


O cineasta apresentou em San Sebastián seu novo filme, "Vicky Cristina Barcelona", rodado em Barcelona com Javier Bardem, Penélope Cruz, Scarlett Johansson e Rebecca Hall.


Share this post


Link to post
Share on other sites

01. Memórias - 10
02. Match Point - 10
03. A Outra - 10
04. Manhattan - 10
05. Todos Dizem Eu Te Amo - 10
06. A Rosa Púrpura do Cairo - 10
07. Maridos e Esposas - 10
08. Noivo Neurótico, Noiva Nervosa - 10
09. Crimes e Pecados - 10
10. Hannah e Suas Irmãs - 10
11. Desconstruindo Harry - 9
12. A Última Noite de Boris Grushenko - 9
13. Um Misterioso Assassinato em Manhattan - 9
14. Tiros na Broadway - 9
15. Zelig - 8
16. O Escorpião de Jade - 8
17. O Sonho de Cassandra - 8
18. Scoop - 8
19. Um Assaltante Trapalhão - 7
20. Sonhos Eróticos de Uma Noite de Verão - 7
21. Celebridades - 7
22. Tudo o que Você Sempre Quis Saber Sobre Sexo - 7
23. Trapaceiros - 7
24. Igual a Tudo na Vida - 7
25. A Era do Rádio - 6
26. Melinda e Melinda - 6

 

Meu diretor preferido, de longe.
Tensor2008-09-30 23:38:15

Share this post


Link to post
Share on other sites

1) Celebridades

2) A Rosa Púrpura do Cairo

3) Hannah e Suas Irmãs

4) Interiores

5) Noivo Neurótico' date=' Noiva Nervosa

6) A Outra

7) Bananas

8) O Sonho de Cassandra

9) Simplesmente Alice

10) Trapaceiros

11) Dirigindo no Escuro

12) Melinda e Melinda

13) Match Point

14) Todos Dizem Eu Te Amo

15) Neblina e Sombras

 

Assisti ontem no Telecine Cult 03
[/quote']

 

tb vi ontem, e achei médio. concordo, se obama perder nao sei, o.o'.

Share this post


Link to post
Share on other sites

1) Celebridades

2) A Rosa Púrpura do Cairo

3) Hannah e Suas Irmãs

4) Interiores

5) Noivo Neurótico, Noiva Nervosa

6) A Outra

7) Bananas

8) O Sonho de Cassandra

9) Simplesmente Alice

10) Trapaceiros

11) Dirigindo no Escuro

12) Melinda e Melinda

13) Match Point

14) Todos Dizem Eu Te Amo

15) Tudo Que Você Sempre Quis Saber Sobre Sexo Mas Tinha Medo de Perguntar

16) Neblina e Sombras

 

Filme hilário, mas está longe de ser obra-prima :)

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Escritor espanhol acusa Woody Allen de plágio

 

Por Francisco Russo

Vicky Cristina Barcelona, o filme mais recente lançado por Woody Allen, está envolto em polêmica. Isto porque o fotógrafo e escritor Alexis de Villar declarou que o diretor plagiou seu livro, "Goodbye, Barcelona", no roteiro do filme. Villar acrescenta que o livro foi registrado no Ministério da Cultura espanhol em 1987. Woody Allen, até o momento, não se pronunciou sobre o tema.

Vicky Cristina Barcelona tem previsão de lançamento nos cinemas brasileiros para 14 de novembro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

'Sou apenas um piadista da Broadway que teve muita sorte', diz Woody Allen

Livro do jornalista Eric Lax reúne 36 anos de entrevistas com o diretor.
Novo filme de Allen, 'Vicky Cristina Barcelona', estréia nesta sexta (14).

%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20Livro traz%2036%20anos%20de%20entrevistas%20com%20Allen%20%28Foto:%20Divulgação%29 %20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20

 

Há mais de três décadas, o jornalista Eric Lax recebeu a incumbência de escrever um perfil de um comediante novato de Nova York. Era Woody Allen. Ali começava uma relação duradoura, que rendeu sucessivas entrevistas com o diretor americano ao longo de 36 anos.

 

"Nunca tive domínio técnico suficiente ou profundidade de idéias para fazer ninguém pensar. Sou apenas um piadista da Broadway que teve muita sorte", diz o cineasta em um dos momentos mais marcantes das entrevistas concedidas a Lax, reunidas no livro "Conversas com Woody Allen: seus filmes, o cinema e a filmagem", que chega às livrarias esta semana.

 

 Com mais de 500 páginas, o livro traz declarações de Woody sobre os temas mais diversos, incluindo seu método de trabalho, suas musas e suas influências.

 

O G1 adianta a seguir trechos das entrevistas que estão no livro, separados por tema.

  A CARREIRA

Eric Lax - Faça uma avaliação de sua carreira até hoje.
Woody Allen - 
 Minha sensação objetiva é que não atingi nada significativo artisticamente. Não digo isso com tristeza, apenas descrevo o que sinto como verdade. Sinto que não dei nenhuma real contribuição ao cinema. Em comparação com contemporâneos como o Scorsese, o Coppola ou o Spielberg, realmente não influenciei ninguém de forma significativa. Quer dizer, muitos dos meus contemporâneos influenciaram jovens diretores. O Stanley Kubrick é um exemplo primordial. Eu não sou nenhum tipo de influência. Por isso é que sempre me pareceu estranho que prestassem tanta atenção em mim ao longo dos anos. Nunca tive um grande público, nunca fiz muito dinheiro, nunca tratei de temas controvertidos nem prestei atenção nenhuma na moda. Os meus filmes não estimularam a opinião do país em temas sociais, políticos ou intelectuais. São filmes modestos, feitos com orçamentos modestos, que produzem lucros extremamente modestos e não abalam de forma alguma o mundo do show business. Não tem jovens diretores correndo para me imitar e fazer filmes do jeito que eu faço. Nunca tive domínio técnico suficiente ou suficiente profundidade de idéias para fazer ninguém pensar. Sou apenas um piadista de Brooklyn/Broadway que teve muita sorte. E eu não sou uma pessoa modesta demais. Quando sou bom, sei apreciar a mim mesmo. Não sou triste, nem confessadamente masoquista a esse respeito, mas sou inteligente o bastante para saber que explorei ao máximo meus dotes limitados, ganhei um bom dinheiro em comparação com o meu pai e, o mais importante, de longe preservei minha saúde. Quando eu era menino, sempre corria para o cinema em busca de um escape - às vezes doze ou catorze filmes por semana. E, adulto, consegui viver a minha vida de forma um tanto autocomplacente. Consigo fazer os filmes que quero, e então, durante um ano, posso viver naquele mundo irreal de mulheres bonitas e homens interessantes, situações dramáticas, figurinos, cenários e realidade manipulada. Sem falar em toda a maravilhosa música e em todos os lugares aonde me levou. [Ri] Ah, e às vezes eu consigo sair com uma das atrizes. O que poderia ser melhor? Escapei para uma vida no cinema do outro lado da câmera, mais que para o lado da platéia. É irônico eu fazer filmes escapistas, mas não é o público que escapa - sou eu. (2005/2006)

  MUSAS

Lax - Existe uma velha máxima de que o diretor precisa se apaixonar pela atriz através da câmera para que o público também se apaixone. Você concorda?
Allen -
Eu me empenho muito em determinados filmes para ter certeza que estou apresentando a atriz para o público do jeito que imaginei. Me dediquei muito à Christina Ricci em "Igual a tudo na vida". Fiz a mesma coisa com a Scarlett em "Match point". Refiz três vezes a cena em que a Scarlett encontra o Jonathan Rhys Meyers na mesa de pingue-pongue. É o primeiro momento em que o público a vê, e a tomada determina de imediato a beleza e a perigosa sexualidade dela, que são centrais na história. Mudei o cabelo dela, mudei a roupa, mudei o jeito de filmar, eu e o câmera conversamos a respeito. Mas para mim era muito importante apresentar a visão dela do jeito como eu sentia aquela personagem. Então eu me empenho muito nisso, sim. Claro que às vezes não é preciso, mas outras vezes é importante para o filme que um dos personagens crie impacto. Às vezes, a eficiência da personagem feminina não precisa ser tão dominante, mas, nesses dois filmes, entre outros, a atriz principal precisava ser muito eficaz desde o início. Era preciso mostrar por que o Jason Biggs ficava tão obcecado pela Christina e tão ligado a ela, e agüentava as aventuras dela, e convivia com aquela mãe maluca e suportava ser enganado o tempo todo. Achei que a Christina tinha uma espécie traço sexy, bonita, impositiva, que conseguiria fazer com que um sujeito se amarrasse nela. E a mesma coisa com a Scarlett. Mas em Scoop ela faz uma "seminerd". Não me empenhei nem um pouco em fazer com que ela ficasse sexy. Só tive o cuidado de fazer com que parecesse uma garota de faculdade potencialmente atraente. (2005)

  ESCREVER

Lax - Tem uma idéia clara do personagem para o qual você escreve?
Allen -
Não existe nenhuma moldagem consciente do meu personagem. Eu nunca penso: Bom, ele não faria isto. Em boates e filmes, faço o que acho engraçado, e é cem por cento instintivo. Eu simplesmente sei que não daria um tiro num sujeito e colocaria dentro de um freezer. Eu só faço o que faço, e ao que parece o personagem vem à tona. O que fica além disso não significa nada para mim. Só quero ser engraçado. E se além de ser engraçado der para externar uma opinião, ótimo. Não faço nenhum juízo interior do personagem que vai saindo. Só posso descrever esse personagem em termos do que conheço: contemporâneo, neurótico, mais orientado para a vida intelectual, perdedor, homenzinho, não lida bem com máquinas, deslocado no mundo - essa coisa toda. Consigo enxergar uma certa parte, mas no começo nunca pensei: Vou fazer de mim mesmo um perdedor e um homenzinho. Não acho que se possa tentar fazer qualquer coisa. Faz-se, e pronto.

 "Conversas com Woody Allen: seus filmes, o cinema e a filmagem"

Editora Cosac Naif

512 páginas

R$ 65,00

Share this post


Link to post
Share on other sites

Woody Allen pode filmar no Rio em 2010

Empresário brasileiro fez proposta de US$ 7 milhões para trazer cineasta.
Até o momento, negociações teriam resposta positiva do agente de Allen.

%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20Allen%20durante%20as%20filmagens%20de%20Vicky%20Cristina %20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20Barcelona,%20na%20Espanha %28Foto:%20Divulgação%29 %20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20

 

Depois de deixar sua Nova York para filmar em Barcelona e Londres, o diretor Woody Allen pode vir ao Rio de Janeiro rodar um longa-metragem. Atualmente, o empresário Claudio Loureiro, da agência de publicidade Heads, negocia a vinda do cineasta ao Brasil.

 "Como a agenda dele pra 2009 está totalmente bloqueada, estou negociando para 2010", conta o empresário em entrevista ao G1

 Loureiro apresentou há cerca de três meses uma proposta no valor de US$ 7 milhões ao agente do cineasta, Stephen Tenenbaum. Até o momento, a resposta do agente seria "positiva".

 Para o empresário brasileiro, o projeto tem como objetivo vender a beleza do Brasil lá fora. "Acho uma belíssima oportunidade; já imaginou essas belezas sob a lenda do Woody Allen?",

De NY para a América Latina

Claudio Loureiro pretende repetir a estratégia da prefeitura de Barcelona, que ofereceu a Woody Allen o patrocínio necessário para rodar a comédia "Vicky Cristina Barcelona", atualmente em cartaz. Como resultado, a cidade espanhola ganhou visibilidade nos cinemas de todo o mundo.

 Nos últimos anos, o cineasta nova-iorquino começou a adotar cidades estrangeiras como cenário de seus filmes, depois que os estúdios de Hollywood começaram a exigir maior poder decisório sobre as criações de Allen. Até então, as empresas davam total liberdade criativa para os projetos do diretor.

 Foi então que Woody Allen recebeu uma proposta da prefeitura de Londres, que ofereceu patrocínio e prometeu não interferir em quaisquer escolhas do cineasta. O resultado da parceria foi a rodagem de "Match Point - Ponto final", "Scoop - O grande furo" e "O sonho de Cassandra" na capital inglesa.

 Em entrevista à agência Efe durante as filmagens de "Vicky Cristina Barcelona", em 2007, Allen comentou a possibilidade de filmar na América Latina. O diretor afirmou que nunca esteve na região, mas, pelo que alguns amigos relataram, considera o Brasil e a Argentina lugares interessantes. "Tenho certeza de que há um milhão de histórias nesses lugares. É algo a que não me oponho", disse o cineasta na ocasião.

 O próximo longa-metragem de Woody Allen, "Whatever works", foi rodado em Nova York entre abril e maio deste ano e será lançado nos EUA em 2009.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...