Jump to content
Forum Cinema em Cena

Liberdade


King Edward
 Share

Recommended Posts

Eu sei que esse tópico é bem filosófico, mas é algo interessante em que todos nós deveríamos pensar:

 

 

 

-Afinal, o que é liberdade?

 

-Nós somos livres?

 

-Se não, como conseguimos alcançar o estado de liberdade?

 

 

 

Tenho coletado opiniões de filósofos a respeito. Dependendo do movimento do tópico, postarei aqui.

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 68
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 Aff! Liberdade verdadeira não existe, não mundo supostamente civilizado.

 Somos cerceados por leis que nos  "forçam"a nos comportar diretinho, desde que o mundo existe.

 

 Tipo, antes leis morais religiosas e... sei lá, e um pouco mais tarde tb as leis do homem.

 

 O que existe é uma liberdade relativa.
Link to comment
Share on other sites

A liberdade implica responsabilidade; é por isso que tantos
homens a temem.
Bernard Shaw

<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

É bom vc emitir logo o seu comentário, caso contrário, o tópico não anda, creio eu.

 

Comece especificando a que tipo de liberdade vc se refere senão o tópico fica mt...solto.05

 

Outra que gosto muito:

O homem livre é aquele que não receia ir até ao fim da sua razão<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Autor: Renard , Jules  

 

filmesking2007-10-06 21:57:12
Link to comment
Share on other sites

Há vários conceitos filosóficos a respeito da liberdade. Alguns são relacionados e bem parecidos.

 

 

 

-Descartes viu a liberdade como espontaneidade. Uma causa espontânea é uma causa não causada por algo exterior e sim uma própria decisão sua, apesar de depender de algo como, dinheiro ou bens materiais, sua decisão o torna livre.

 

 

 

-Para Schopenhauer, a ação humana não é, absolutamente, livre. Todo o agir humano, bem como todos os fenômenos da natureza, até mesmo suas leis, são níveis de objetivação da coisa-em-si kantiana que o filósofo identifica como sendo puramente Vontade.

 

 

 

Para um, liberdade é seguir a sua vontade. Para outro, seguir a sua vontade é igualmente uma prisão.

 

 

 

Eu pessoalmente encaro a liberdade como a chance de escolher entre uma coisa e outra. O poema "ou isso ou aquilo", de Cecília Meireles, expressa isso. Estamos sempre escolhendo entre cumprir regras (sejam elas éticas, morais ou civis) ou não, portanto estamos livres em relação às regras. A única coisa que a liberdade não permite é a chance de escolher entre ser livre e não ser livre. Somos literalmente obrigados a escolher, portanto a liberdade aprisiona. A única forma de nos libertarmos da liberdade é nos aprisionando. Já quando somos presos, aquele que nos aprisiona toma as escolhas em nosso lugar. Assim não somos mais obrigados a escolher, pois aquele que nos aprisiona (um ser possivelmente livre) escolhe por nós.

Link to comment
Share on other sites

 Aff! Liberdade verdadeira não existe, não mundo supostamente civilizado.

 Somos cerceados por leis que nos  "forçam"a nos comportar diretinho, desde que o mundo existe.

 

 Tipo, antes leis morais religiosas e... sei lá, e um pouco mais tarde tb as leis do homem.

 

 O que existe é uma liberdade relativa.
[/quote']

 

Não é não.

 

Shy leis religiosas não difere das leis dos homens. A liberdade não é relativa é algo simples de compreender na sua essência, nós que gostamos de colocar limitantes. A liberdade só termina quando ela se beneficia da liberdade alheia. 03
Link to comment
Share on other sites

Seguir regras não é ser preso a elas. Você escolheu segui-las, da mesma forma que poderia escolher não seguir. Mas toda escolha traz suas conseqüências. Não seguir regras civis, como assaltar um banco ou ultrapassar o limite de velocidade, vai trazer consequencias negativas. Mas é você que escolheu não seguir essas regras, portanto, mesmo estando preso ou multado, você teve a consequência do ato que livremente escolheu.

Link to comment
Share on other sites

Há vários conceitos filosóficos a respeito da liberdade. Alguns são relacionados e bem parecidos.

-Descartes viu a liberdade como espontaneidade. Uma causa espontânea é uma causa não causada por algo exterior e sim uma própria decisão sua' date=' apesar de depender de algo como, dinheiro ou bens materiais, sua decisão o torna livre.

-Para Schopenhauer, a ação humana não é, absolutamente, livre. Todo o agir humano, bem como todos os fenômenos da natureza, até mesmo suas leis, são níveis de objetivação da coisa-em-si kantiana que o filósofo identifica como sendo puramente Vontade.

Para um, liberdade é seguir a sua vontade. Para outro, seguir a sua vontade é igualmente uma prisão.

Eu pessoalmente encaro a liberdade como a chance de escolher entre uma coisa e outra. O poema "ou isso ou aquilo", de Cecília Meireles, expressa isso. Estamos sempre escolhendo entre cumprir regras (sejam elas éticas, morais ou civis) ou não, portanto estamos livres em relação às regras. A única coisa que a liberdade não permite é a chance de escolher entre ser livre e não ser livre. Somos literalmente obrigados a escolher, portanto a liberdade aprisiona. A única forma de nos libertarmos da liberdade é nos aprisionando. Já quando somos presos, aquele que nos aprisiona toma as escolhas em nosso lugar. Assim não somos mais obrigados a escolher, pois aquele que nos aprisiona (um ser possivelmente livre) escolhe por nós.[/quote']

 

Não precisa citar Cecília Meireles, algo muito mais antigo expressa isto com muito mais propriedade. A Bíblia deixa claro o conceito de liberdade, o livre arbítrio é justamente isto. Se a humanidade não pode escolher, então ela não é livre. Se você não tem escolha na hora de votar, você não é livre. Se você não pode deixar de pagar seus impostos ou imposto por ser obrigatório. Você não é livre. E assim por diante. Mesmo aqueles que supostamente você rotulou como pessoas livres, não são de fato livres. Aqueles que nos aprisionam são tão escravos quanto a nós mesmos, ele se torna escravo da exploração alheia. Será que ele poderia viver sem esta exploração? Em fim, ele se aprisionou na dependência de outros. É uma criança, que não sabe andar com seus próprios pés assim como nós.  

Link to comment
Share on other sites

Seguir regras não é ser preso a elas. Você escolheu segui-las' date=' da mesma forma que poderia escolher não seguir. Mas toda escolha traz suas conseqüências. Não seguir regras civis, como assaltar um banco ou ultrapassar o limite de velocidade, vai trazer consequencias negativas. Mas é você que escolheu não seguir essas regras, portanto, mesmo estando preso ou multado, você teve a consequência do ato que livremente escolheu. [/quote']

 

Cometer crimes nunca foi liberdade. Esqueceu que minha liberdade termina quando eu limito a do outro? Será que é tão difícil de compreender isto?

Link to comment
Share on other sites

Manipuladora da massa? É o povão anarfabeto e sem curtura lê VEJA? 06.gif Ridículo' date=' Aquiles. Try again.[/quote']

 

O povão é analfabeto e sem cultura? Putz! Que rótulo! 07

<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Você sabe definir a cultura no seu entendimento?06 Se bem que você mal sabe o que é liberdade. 06

Plutão Orco2007-10-08 10:11:28
Link to comment
Share on other sites

 Aff! Liberdade verdadeira não existe, não mundo supostamente civilizado.

 Somos cerceados por leis que nos  "forçam"a nos comportar diretinho, desde que o mundo existe.

 

 Tipo, antes leis morais religiosas e... sei lá, e um pouco mais tarde tb as leis do homem.

 

 O que existe é uma liberdade relativa.
[/quote']

 

Não é não.

 

Shy leis religiosas não difere das leis dos homens. A liberdade não é relativa é algo simples de compreender na sua essência, nós que gostamos de colocar limitantes. A liberdade só termina quando ela se beneficia da liberdade alheia. 03

 

 Não, dudu. Aliberdade dos homens e religiosa difere em muitos pontos.

 Dook exemplificou bem isso uma vez (onde será que o mala anda?).

 

 Tipo, se tu sentir vontade de socar alguém, não pode. Tu pode ser preso por agressão física... tu seria punido!

 

 Tá, isso seria pecado, "Não faça a outro o que não quer p/ ti".

 Anyway, o agredido não revidaria pq há tb " "se levar um tapa numa face, ofereça a outra" (ou algo assim)... sem punição!

 

 Aff! 17
Link to comment
Share on other sites

O povão é analfabeto e sem cultura? Putz! Que rótulo! Você sabe definir a cultura no seu entendimento Se bem que você mal sabe o que é liberdade.

 

 

 

Por acaso um afavelado vai ler uma revista cara e conteudista como a VEJA? Por acaso o povão se preocupa coma corrupção no país? Se fosse assim, o lula não estaria no seu segundo mandato. O que eu quero dizer com isso é que a VEJA em nenhuma hipótese é manipuladora de massa, como o Aquiles falou; a VEJa é uma revista cujo público consiste na média e alta sociedade.

 

 

 

Sim, eu sei o que é liberdade. Coloquei a minha definição lá em cima. Se você lesse os meus posts antes de me criticar, Plutão, não passaria por tantos vexames 03.gif

Link to comment
Share on other sites

O povão é analfabeto e sem cultura? Putz! Que rótulo! Você sabe definir a cultura no seu entendimento Se bem que você mal sabe o que é liberdade.


Por acaso um afavelado vai ler uma revista cara e conteudista como a VEJA? Por acaso o povão se preocupa coma corrupção no país? Se fosse assim' date=' o lula não estaria no seu segundo mandato. O que eu quero dizer com isso é que a VEJA em nenhuma hipótese é manipuladora de massa, como o Aquiles falou; a VEJa é uma revista cujo público consiste na média e alta sociedade.

Sim, eu sei o que é liberdade. Coloquei a minha definição lá em cima. Se você lesse os meus posts antes de me criticar, Plutão, não passaria por tantos vexames 03.gif [/quote']

 

A Veja é um conteúdo ridículo e patético focado no sensacionalismo barato de quinta categoria! 06

<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Se alguns bobos de todas as camadas sociais aqui podem ler a Bíblia e vir aqui pregar. Não sei porque não teriam a capacidade mental para ler a descartável Veja. 06

 

Uma revista que empata no grau de manipulação política como uma rede Globo da vida. Uma revista que vive não de polêmica, mas sim de reportagens sem ética. Ela segue o que seu editor chefe quer e não de forma imparcial. Olha a liberdade indo para o ralo ai. 03

 

Mas isto não te interessa não é mesmo? Suponho que para você um favelado não possa ver a Globo, afinal todo favelado e analfabeto e não sabe ligar a Televisão.

 

Suponho que você considere todo e qualquer indivíduo desta classe como pobre, sujo, maltrapilho e bandido.07
Plutão Orco2007-10-08 11:17:35
Link to comment
Share on other sites

Não quero dizer que a VEJA seja a revista imparcial. Já li muitas "opiniões" da revista que não concordei. Quero dizer que ela não é manipuladora. Ainda mais da massa. Muito menos falsa.

 

 

 

E sim, o senso crítico é muito necessário. Principalmente pra essas coisas que se vê na internet, como wiki, blog do zezé e afins.

Link to comment
Share on other sites

A Veja é um conteúdo ridículo e patético focado no sensacionalismo barato de quinta categoria!

 

 

 

 

wikipedia é bem mais confiável pra você' date=' né? 06.gif

 

 

 

 

Se alguns bobos de todas as camadas sociais aqui podem ler a Bíblia e vir aqui pregar. Não sei porque não teriam a capacidade mental para ler a descartável Veja.

 

Uma revista que empata no grau de manipulação política como uma rede Globo da vida. Uma revista que vive não de polêmica, mas sim de reportagens sem ética. Ela segue o que seu editor chefe quer e não de forma imparcial. Olha a liberdade indo para o ralo ai.

 

 

 

 

A VEJA, como qualquer outra revista ou fonte de informação, faz reportagens em que a opinião pessoal é enrustida. essa coisa de imparcialidade é pura ideologia. não há fonte de informação imparcial. mas você tem a liberdade de concordar ou não com as opiniões anexadas da mensagem.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Matando dois coelhos de uma Veja só. 06

 

Se o meio de informação é parcial logo ele distorce os fatos, se ele distorce os fatos a Veja esconde a verdade como nisto aqui:

Fatos históricos<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Em 25 de abril de 1992 a revista publicou uma entrevista exclusiva com Pedro Collor de Mello (irmão do então presidente Fernando Collor de Mello), em que o entrevistado denunciava irregularidades de desvio de dinheiro público em uma suposta parceria com Paulo César Farias. Essa entrevista desencadeou uma série de novas denúncias e investigações culminando com o impeachment e a renúncia do presidente da República. É notável no entanto sua participação na eleição de Collor, com reportagens que foram acusada na época de parciais, como a edição que trazia à capa uma foto de Collor com a legenda "Caçador de Marajás".

Em 14 de Maio de 2005, reportagem da revista teve papel relevante na eclosão de outra crise política de grandes proporções, quando divulgou a transcrição de um vídeo em que se flagrava, com uma câmera escondida, o então funcionário dos Correios Maurício Marinho explicando a dois empresários como funcionaria um esquema de pagamentos de propina para fraudar licitações. Tal esquema envolveria o deputado Roberto Jefferson, e sua denúncia serviu de ignitor para que este deputado deflagrasse o chamado escândalo do mensalão.

Plutão Orco:

 

Aproveitando a criticada Wiki, você me insulta ao postar que ao utilizar a wiki não tenho conhecimento sobre os temas tratados. Na verdade tenho mais do que você imagina. Só utilizo a Wiki quando tenho certeza do que ela informa através de outros meios de comunicação. E está informação sobre a Veja ai não é novidade para ninguém que busca outros meios de informação além da Net.  Veja o documentário  "Além do Cidadão Kane" da Channel 4.

 

Aproveitando o tópico uma mídia manipuladora é sempre tão perigosa quanto qualquer ditadura. Tanto que este poder de alterar os fatos inspirou a George Orwell escrever 1984. 03

Link to comment
Share on other sites

Wikipedia é quase tão boa quanto a Britânica    

 

 

 

Foi o que concluiu a revista Nature, após comparar 42 artigos científicos publicados nas duas enciclopédias.

 

 

 

São

Paulo - A Wikipedia concorre com a Britânica, cabeça a cabeça, concluiu

a revista Nature, após comparar 42 artigos das duas obras de

referência. Os editores da respeitada publicação científica detectaram

quatro erros ou omissões nas entradas da Wikipedia. Na Britânica foi

encontrada uma média de três.

 

 

 

No total, a Nature localizou

apenas oito equívocos sérios na Wikipedia, como interpretações ambiguas

de conceitos importantes. Com relação a fatos, omissões ou declarações

duvidosas, o balanço foi de 162 falhas na Wikipedia e 123 na Britânica.

 

 

 

 

As análises da Nature vêm à tona no momento em que a Wikipedia

é alvo de críticas por ter deixado passar matéria de um internauta

acusando falsamente o jornalista norte-americano John Seigenthaler, de

envolvimento no assassinato do ex-presidente John Kennedy e de seu

irmão, Robert Kennedy.

 

 

 

Brian Chase, o autor da proeza, já pediu

desculpas publicamente: explicou que se tratava apenas de uma

brincadeira. Mas ficou a má impressão. Para evitar a repetição de

episódios do gênero, Jimmy Wales, criador da Wikipedia, anunciou normas

editoriais mais rigorosas.

 

 

 

A Wikipedia foi ao ar em 2001.

Conta com cerca de 13 mil voluntários em todo o mundo e possui

atualmente mais de 1.8 milhões de artigos em 200 idiomas.[/Quote]

 

 

 

http://www13.estadao.com.br/tecnologia/internet/2005/dez/19/34.htm

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Aproveitando a criticada Wiki' date=' você me insulta ao postar que ao utilizar a wiki não tenho conhecimento sobre os temas tratados. Na verdade tenho mais do que você imagina. Só utilizo a Wiki quando tenho certeza do que ela informa através de outros meios de comunicação. E está informação sobre a Veja ai não é novidade para ninguém que busca outros meios de informação além da Net. Veja o documentário "Além do Cidadão Kane" da Channel 4.

 

 

 

 

 

 

 

Aproveitando o tópico uma mídia manipuladora é sempre tão perigosa quanto qualquer ditadura. Tanto que este poder de alterar os fatos inspirou a George Orwell escrever 1984. 03

 

 

 

[/quote']

 

 

 

Eu tinha pensado nisso hoje, ouvi falar que o senhor Roberto Mainho baniu o documentário "Além do Cidadão Kane"...pq será né?

 

 

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Plutão Orco:

 

Aproveitando a criticada Wiki' date=' você me insulta ao postar que ao utilizar a wiki não tenho conhecimento sobre os temas tratados. Na verdade tenho mais do que você imagina. Só utilizo a Wiki quando tenho certeza do que ela informa através de outros meios de comunicação. E está informação sobre a Veja ai não é novidade para ninguém que busca outros meios de informação além da Net. Veja o documentário "Além do Cidadão Kane" da Channel 4.

 

 

 

Aproveitando o tópico uma mídia manipuladora é sempre tão perigosa quanto qualquer ditadura. Tanto que este poder de alterar os fatos inspirou a George Orwell escrever 1984.

 

[/quote']

 

 

 

1 - não, eu não te insulto. você me insulta mais pessoalmente, enquanto eu me contenho para não fazer o mesmo.

 

 

 

2 - a wiki não é 100% confiável, só isso. é preciso ter senso crítico também. saber filtrar algumas informações da internet. principalmente num site onde qualquer um escreve o que quer. ou seja, os internautas tem liberdade para editar. e por causa dessa liberdade há um conteúdo inseguro. nesse caso, a liberdade não é uma coisa positiva.

 

 

 

3 - você disse que se informa através de outros meios de comunicação. isso é inteligente. mas colocar a VEJA como uma revista de quinta categoria, sendo que ela é tão respeitada e premiada internacionalmente é cegueira diante de fatos.

 

 

 

4 - a mídia pode alterar fatos? sim, quando a ela interessa. no caso da reportagem do che, várias cartas foram mandadas mandando o pessoal ### (acho que o aquiles era um deles). a Veja publicou apenas cinco cartas na edição seguinte, em que a reportagem era elogiada. sim, a mídia está sendo parcial aí. como falei, é impossível ser imparcial. você não consegue contar algo que aconteceu sem dar ênfase aquilo que você quer. você também tem essa liberdade, e as revistas também tem. no caso de uma revista famosa e séria, pegaria muito mal para a imagem dela colocar uma informação totalmente falsa. por isso não interessaria colocar esse tipo de coisa.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...