Jump to content
Forum Cinema em Cena

Ilha do Medo, de Martin Scorsese


-felipe-
 Share

Recommended Posts

  • Replies 274
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

CONTÊM SPOILLERS!!!!! MUITOS!!!!!!!!!!!

 

Assisti ontem o filme e só agora voltei ao fórum por causa da confusão com os spoillers. Podem ver pelo meu número de comentários q raramente comento. Agora tô meu horário de café e voltei ao fórum. Esse vale a pena o comentário. Até agora, o melhor do ano. Vc pensa q vai assistir a um thriller policial, logo descobre q é um thriller psicológico, mas não, é um "thriller psiquiátrico", se é q existe isso.

Spoillers:

 

É claro q logo se descobre q ele é o paciente 67 (título do livro em q a história se basea).  Fica claro na cena da "aspirina", dentro do quarto da falsa Rachel Solano, no jeito de como o Di Caprio é tratado pelas autoridades... Qdo vc tem então certeza q está tudo na imaginação/alucinação do paciente (Leo), aparece a 2ª falsa Rachel Solano, a médica, com informações tão precisas e uma fala tão consistente, q dá pra se pensar em conspiração contra o Teddy, apesar de termos acabado de ver a alucinação-Chuck-caído nas pedras. Ele quase me enganou. rsrsrsrsrsrsr Mas mesmo "descobrindo" isso, a trama não se abre totalmente. No início pode-se pensar q as lembranças (o incêndio com a morte da mulher e filha, asfixiadas pela fumaça como ele mesmo diz, provocado pelo tal Leadder) o deixou maluco. Ter sido soldado na guerra tb pode tê-lo deixado assim. Depois depois descobrimos q ele é o Leadder, qd é chamado pelo paciente da Ala C. Aí eu pensei: Ele é um maníaco q incendiou a mulher e a filha, por isso é atormentado pelas imagens delas... Depois descobrimos q sua mulher maníaca-depressiva matou seus filhos e pensei: coitado ver uma cena desta deixa qq um sem juízo. E só no fim vemos q ele matou a esposa. Por isso tá na ilha. Ou não. Afinal todos os flashbacks partem da cabeça de Teddy: quais são alucinações, delírios e quais são lembranças reais? Eu entendi q a cena das crianças esfaqueadas, do incêndio, são delírios. A cena final das crianças afogadas no lago é a lembrança verdadeira. Mas podem haver outras interpretações, penso eu. Louco a alucinação da Dolores aparecer toda vez dizendo pra ele fugir, ficar longe do farol, como se a alucinação tivesse vontade própria e soubesse q se ele fizesse a lobotomia ele não a viria mais. Louco tb a tentativa de cura do paciente pela equipe psiquiátrica. Mas no final só restava a lobotomia.A dubiedade do Chuck parceiro/terapeuta tb é de se tirar o chapéu.

As cenas são lindas e bizarras ao mesmo tempo: ele abraçando a mulher e ela se transformando em cinzas, o nazista ferido no escritório e os papéis caindo, os judeus congelados e ele ver lá a mulher e a filha (verdadeira Rachel), as crianças esfaqueadas, as crianças afogadas, ele atirando na mulher. E a frase ápice do filme: "É melhor viver como um monstro ou morrer como um homem bom?" 16
Link to comment
Share on other sites

 

 

SPOILER

 

eu fui por esse caminho aí que você interpretou' date=' só que eu não soube me expressar bem como você o fez. e de quebra ainda adicionei uma morte pela frase que ele soltou 06.gif

[/quote']

mas a parte da "morte" tu manjou, mesmo porque: lobotomia = morte, mesmo que não física.

Veras2010-04-05 14:41:16

Link to comment
Share on other sites

 

A única coisa que me incomoda no filme não é a revelação' date=' o twist. Embora as pistas estivessem lá o tempo todo, eu fui embarcando na paranóia do protagonista. O problema mesmo ao meu ver é Scorsese fechar o filme em cima de uma única perspectiva, não deixando nada em aberto. Seria maravilhoso ser catapultado pra fora da sala de cinema cogitando a possibilidade de que aquela revelação final sobre o DiCaprio poderia muito bem ser parte de um esquema maior ou ainda não representar inteiramente a verdade...

[/quote']

 

PQP! agora todo diretor é obrigado a deixar um fim aberto, como se a opinião dele não valesse de nada, como se Scorsese fosse obrigado a fazer as pessoas pensarem por ele, já basta as criticas de Distrito 9 que caía na mesma moeda. Parece que apenas a opinião do público fosse importante. Scorsese tá certo, fecha o filme do jeito que ele quer, não tem obrigação nenhuma em deixar os outros pensarem por ele e ele sempre foi assim.

 

O filme é phoda16

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

 

 

 

 

e eu discordo de tudo que tu disse' date=' hehe. dizer que algo é focado num

mistério e em seguida afirmar  que mesmo esse mistério sendo desvendado

não tira força do filme pra uma possível revisão, me soa contraditório.

é como afirmar que quem "desvendou" o que táva acontecendo não pode ter

uma sessão plena, já que eliminou o foco antes da hora. é como descobrir uma festa surpresa antes de acontecer, pode ser divertida, mas não terá metade do impacto.

 

 

-

 

 

 

eu achei previsível justamente por ver o scorsa esfregar na minha cara

o que táva ocorrendo, mas como não era isso que me importava (o

mistério) e sim os porques daquilo tudo (esse é o foco), a experiência

foi plena. é como dizer que em Spider do Cronenberg o que

interessa é o mistério, não, o que interessa são os motivos que

destruiram aquela mente. eu entendo que achar que a descoberta seja o turning point do filme, é subestima-lo. e conhecendo o scorsese, dá pra afirmar que ele não seria tão preguiçoso e rasteiro assim.

[/quote']

Mas, Bat...ser focado no mistério envolve também construir uma trama que o justifique. Bons filmes focados nessa ideia normalmente possuem personagens extremamente densos e um ambiente que compactue com isso.

 

DESCOBRIR um mistério não é ELIMINAR o foco (até porque ser foco não é ser único-elemento-observável). Não é porque sei de algo que esse algo passa a ser desprezível ou passa a ser ruim. Quanto ao menos impactante...só vai ser se você limitar sua experiência ao foco e fechar os olhos para tudo que envolve sua condição e existência.

 

E definitivamente não estou subestimando o Scorsese e nem entendo porque você diz isso. Ele simplesmente não tem que fazer um filme de mistério dificílimo de descobrir para que seja considerado excelente diretor (isso nunca foi sinal de qualidade pra mim). Aliás, vários filmes maravilhosos saem de ideias banais. Filmes são obras de arte, possuem vida própria, não podem ser reduzidas a termos.

 

Quanto a discussão sobre o final, considero também que ele fechou completamente a questão e não há margens para dúvida. Vejo talvez como escolha para atingir uma parcela maior de público (assim como a previsibilidade do final), hipoteticamente. O problema é que não consigo ver nada de errado nisso.

 

Se bem que você sabe que sou chato pra carai mesmo e sei que você não vai ler nem metade do que escrevi a não ser que esteja com insônia. 06

Mr. Scofield2010-03-25 20:54:34

Link to comment
Share on other sites

 

Eu pensei que tivesse algo de sobrenatural já no trailer.

 

Por isso quase não fui ver esse filme.

Dark, já faz algum tempo que o "mainstream" 06 é fazer do sobrenatural, natural. Tentar explicar fatos aparentemente irracionais com racionalidade. Essa vertente é tão forte hoje creio que a maior parte dos filmes de horror/suspense que fazem mais sucesso pertence a ela.

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

SPOILER

quais são alucinações' date=' delírios e quais são lembranças reais?[/quote']

 

Fiquei tentando descobrir isso um bom tempo depois de ter visto o filme.

 

Preste atençaõ nas luzes que refletem as personagens, ela indica a ilusão.

Veras2010-04-05 15:17:01

Link to comment
Share on other sites

 

SPOILER

 

Fiquei como muitos aqui, acreditando no personagem de DiCaprio, ficava pensando somente na conspiração que ele perseguia.

Aí chega ao final, e se descobre que tudo aquilo era uma ilusão criada por ele. Nem tinha pensado nisso. Pra mim não foi nada previsível.05

Mas um filme sempre vai ser assim, mesmo. Olhares diferentes para diferentes situações, que nem sempre tema mesma resolução para diferentes pessoas.

Concluindo... Scorsese é um diretor foda, que faz novamente um filme foda.10

 

 

 

Veras2010-04-05 14:44:03

Link to comment
Share on other sites

 

 

SPOILER

A única coisa que me incomoda no filme não é a

revelação' date=' o twist. Embora as pistas estivessem lá o tempo todo, eu fui

embarcando na paranóia do protagonista. O problema mesmo ao meu ver é

Scorsese fechar o filme em cima de uma única perspectiva, não deixando

nada em aberto. Seria maravilhoso ser catapultado pra fora da sala de

cinema cogitando a possibilidade de que aquela revelação final sobre o

DiCaprio poderia muito bem ser parte de um esquema maior ou ainda não

representar inteiramente a verdade...

[/quote']

 

Exato. E é por isso que prefiro interpretar o filme como O Iluminado. Seguindo uma linha de pensamento como Coração Satânico (de Alan Parker), Ilha do Medo não funciona muito bem. Fica óbvio demais e desmente tudo de interessante que aconteceu antes (ao contrário do filme de Parker). Scorsese não cairia numa armadilha dessas.

 

Também tenho um problema sério com o final mastigadinho e pouco aberto a novas interpretações. No entanto, relembrando o filme, há pistas suficientes para interpretá-lo na mesma linha do clássico de Kubrick.

 

O farol, por exemplo, parece estar em outro nível que não o do mar, em sua primeira aparição. Depois, como eles iriam transportar tudo aquilo para o farol se ele não está ligado à terra firme? Sem contar que seria tudo muito arriscado deixá-lo solto pela ilha, subindo e descendo penhascos a vontade. Esses detalhes, no entanto, servem somente para dar base à teoria de que Teddy foi sim vítima de uma conspiração, e não era paciente do hospício. E o que dizer então da aparição da Rachel 2 na caverna? Ela é bem diferente das alucinações que ele teve anteriormente. O "Chuck" caído no penhasco também não condiz com a teoria "oficial" de que era um experimento nem com a da lavagem cerebral em Teddy. Enfim, há elementos suficientes para dizer que o filme também pode ser interpretado da forma de um terror psicológico sobrenatural, além da óbvia "explicação oficial".

Veras2010-04-05 15:18:17

Link to comment
Share on other sites

 

SPOILER

Os primeiros 10, 20 minutos são fracos... a trilha sonora empurrava uma sensação de suspense que não existia de fato. Dito isso... filmão... um paranóia-movie de primeira...

Até o fim, até o último instante do filme... eu torci para que tudo fosse de fato, uma megaconspiração de dominação de mentes com tecnologia nazi. Olhem o verbo... torci... Eu queria, do fundo do coração, acreditar no personagem do Di Caprio, talvez porque tinha medo da dolorida verdade por trás disso. E a verdade vinha... e eu esperando alguma reviravolta que eu sabia que não iria acontecer... E o plano final... o farol... eu já tava mentalmente gritando para que a câmera entrasse e revelasse os experimentos mentais. Putaqueopariu! Obra-prima!
Veras2010-04-05 15:18:54
Link to comment
Share on other sites

 

SPOILERS

É simples descobrir quem é o Paciente 67 (*). E por que seria é relevante mesmo? A execução é perfeita, faz você ser inserido paulatinamente dentro da loucura do personagem ao longo da história. Como se você mesmo estivesse sendo submetido ao tratamento psiquiátrico e precisasse passar por aquilo tudo para ver o quão era absurdo.

 

Direção é tensa. A trilha é bacana. Foto e arte idem. A arquitetura do "Bloco C" é fantástica, assim como a sequência que nela se passa.

 

Sobre os cortes repentinos... Vocês estavam realmente reclamando de cortes repentinos num filme do Scorsese. É isso? Num filme editado pela companheira inseparável dele?

Mas mesmo sem isso, combinou muito bem com a trama toda. Acho que representa bem os jogos da mente.

 

Sobre a frase final:

Normalmente eu não gosto quando o diretor amarra a história do filme. Gosto quando fica a cargo do espectador interpretar. Mas eu gostei, particularmente, dessa amarração. Achei um bom final.

 

E imagina se o cara tivesse deixado o final em aberto? Imagina a masturbação mental homérica que haveria nesse tópico? 06.gif

 

Pior spoiler de todos:

(*) Saber quem era o "paciente 67" é simples. Supor que ele matou a mulher e por isso ficou doido tb. Supor que o Ruffalo era o médico idem. Mas não dá pra fechar perfeitamente todas as peças antes que seja revelado. Quem fechou TUDO sem ver, mentiu. Pronto falei.

 

Veras2010-03-30 01:37:26

Link to comment
Share on other sites

A única coisa que me incomoda no filme não é a revelação' date=' o twist. Embora as pistas estivessem lá o tempo todo, eu fui embarcando na paranóia do protagonista. O problema mesmo ao meu ver é Scorsese fechar o filme em cima de uma única perspectiva, não deixando nada em aberto. Seria maravilhoso ser catapultado pra fora da sala de cinema cogitando a possibilidade de que aquela revelação final sobre o DiCaprio poderia muito bem ser parte de um esquema maior ou ainda não representar inteiramente a verdade...

[/quote']

PQP! agora todo diretor é obrigado a deixar um fim aberto, como se a opinião dele não valesse de nada, como se Scorsese fosse obrigado a fazer as pessoas pensarem por ele, já basta as criticas de Distrito 9 que caía na mesma moeda. Parece que apenas a opinião do público fosse importante. Scorsese tá certo, fecha o filme do jeito que ele quer, não tem obrigação nenhuma em deixar os outros pensarem por ele e ele sempre foi assim.

O filme é phoda16

 

Hmmmm... analfabetismo funcional... not worth it...
Link to comment
Share on other sites

 

SPOILER

No meu caso foi aí que eu acusei mais fortemente um golpe... até o último plano do farol eu esperava alguma outra reviravolta... procurando alguma ilusão para me agarrar. Porra... me fazer sentir o próprio protagonista em pleno acender das luzes foi foda...Veras2010-04-05 15:20:15

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

SPOILERS bem bom' date=' mesmo. nem dá pra dizer que o Scorsa voltou pq

 

ele sempre esteve aí. li por aí que reclamaram da previsibilidade, mas

 

quem disse que era pra ser imprevisível? não vi o sobrancelhudo

 

tentando dar twists à la Shyamalan, pelo contrário, ele mostra em

 

vários momentos que é tudo surto do Di Caprio, o foda na verdade são os

 

porques e a forma que ele surta, foda a inserção que ele cria com

 

grandes cenas (que é o que interessa). e não, não vi nada de ambiguo no final.-se a tese dos paga paus fizesse sentido, eu um paga pau do sobrancelhudo, não poderia desgostar de Tentação de Cristo, achar A Cor do Dinheiro e Touro apenas razoáveis.

 

[/quote']

 

 

 

Assim como eu acho Os Bons Companheiros também razoável...

 

 

 

Agora, sobre o filme: bem bom mesmo. O Scorsa cria um clima de suspense/paranóia dignos dos filmes B dos anos 40/50 (lembrei logo dupla produtor/diretor Vaw Lewton/Jacques Tourneur) que te envolve de tal forma que faz com que você mergulhe de cabeça na paranóia junto com ele. E, nesse caso, a previsibilidade não importa muito, já que o clima e a ambientação é fantástica.

 

 

 

Filmaço!!

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

SPOILER

No meu caso foi aí que eu acusei mais fortemente um golpe... até o último plano do farol eu esperava alguma outra reviravolta... procurando alguma ilusão para me agarrar. Porra... me fazer sentir o próprio protagonista em pleno acender das luzes foi foda...

 

2. É previsível, porque eu já sabia o que seria. Mas eu sempre achava que seria mais e mais - e o Scorsa é tão bom que faz isso ser uma virtude, não um defeito (como normalmente seria).
Veras2010-04-05 15:20:33
Link to comment
Share on other sites

 Eis que volto pra comentar, finalmente, sobre o filme (agora, devidamente visto...).

 

 Ahhh, antes que me esqueça: ABAIXO EXISTE SPOILER (alerta que muito usuário que chiou e fez coro reclamando do post que culminou com minha advertência NÃO VEM FAZENDO HÁ PÁGINAS mas, ninguém até agora, principalmente a Moderação, reclamou. 17 Enfim... Sintomático.)

 

 Ilha do Medo - 4,0/5,0

 

 Magnificamente bem filmado e com uma direção de arte e de atores (Scorsa é foda. Admito que até o Di Caprio, que não gosto e acho superestimado, tá muito bem...) nada mais que espetacular. À despeito disso, não tem como observar que o plot é manjadíssimo: só de ver o trailer e/ou ler uma crítica (infelizmente, acertei minhas suposições e fui ver o filme já "sabendo" o que iria acontecer, mesmo porque ao ler alguns comentários aqui fica quase impossível de não ler os não tão inadvertidos spoilers...) já dá pra sacar o que tá acontecendo, mas como já disseram aqui, o clima e o COMO a história é contada é que é o tchan do negócio.

 Filme cheio de referências, pistas e deixas que são uma delícia (o constante quê de incômodo, de hesitação de vários personagens frente ao atormentado personagem de Di Caprio é uma das melhores nuances de se perceber ao longo da projeção...).

 Ainda assim, não me arrebatou porque achei falha a opção do Scorsese de deixar praticamente na cara o que estava acontecendo (que Teddy é lunático e, inclusive, responsável pela morte de seus familiares) logo depois de meia hora de projeção... Infelizmente, o filme não ganha absolutamente nada com isso. Pelo contrário. Existe até impacto (determinadas cenas à medida que a história vai se desenrolando, a cena do lago, por exemplo...), mas o impacto é diluido pela consciência que acabamos tendo da natureza mental do protagonista e pelo final que me soou quase "indulgente", de um didatismo sem razão de ser (quando eu acho que seria foda a escolha pelo mistério, mais condizente com todo o climão do filme).

 Não chega perto da genialidade, da autoralidade de um "Touro Indomável" ou de um "Taxi Driver", mas mesmo assim, é um filmão do Scorsa.

 Vale à pena ser visto (e revisto).   
Deadman2010-04-14 18:25:47
Link to comment
Share on other sites

Gostei muito do filme... mesmo eu ter sacado o que ocorria pelo meio do filme (as pistas estão lá), em nada reduziu o prazer de ver o mesmo... só uma dúvida quanto ao final:

 

 

 

SPOILER

 

 

 

Ocorre a hora em que o Leo se entrega, admitindo pra si e pra todos seu problema, finalmente acordando pra realidade. Porém, no final, parece que ele sofre uma recaída? E o que ele quis dizer com a frase 'melhor morrer bonzinho que viver como monstro'? Tenho uma noção, mas queria saber a opinião de vocês.

 

 

 

FIM DO SPOILERAparicio2010-04-06 14:11:33

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...