Jump to content
Forum Cinema em Cena

PETROBRAS - O Que o Governo Pretende?


Administrator
 Share

Recommended Posts

Aqui posto uma reportagem da revita EXAME dia dia 24/10/2007, sobre o governo e a PETROBRAS. A revista deu em detalhes tudo o que pensava sobre como o governo trata a PETROBRAS e como ela adora complicar, tornar problema e dificultar as coisas para essa nossa grande empresa estatal!

 

Vão conseguir estragar a Petrobras?

| 19/10/2007

A

maior empresa brasileira emprega 48 000 pessoas, paga 20 bilhões de

dólares em impostos e tem lucro de 12 bilhões. Mas o governo faz de

tudo para torná-la uma companhia-problema

 

 

Publicidade

< ="text/" ="">

OAS_AD('Right1');

 

 

Por J. R. Guzzo

exame

Não

é fácil, mesmo no Brasil de hoje, transformar a Petrobras numa empresa

de segunda classe. A Petrobras é a maior companhia brasileira em

vendas, com mais de 77 bilhões de dólares de faturamento registrados em

seu último balanço, o de 2006. Nesse mesmo ano, deu a seus acionistas

lucros de 12 bilhões de dólares. Pagou acima de 20 bilhões de dólares

em impostos, o que faz dela a maior contribuinte do Fisco brasileiro.

Tem 48 000 empregados, um nível de competência muito superior ao que

geralmente se encontra em empresas estatais e está acostumada a viver

com regras, cumprir objetivos e respeitar contratos. A Petrobras

entende muito bem o que significa ser uma empresa com atuação global,

trata questões de tecnologia a sério e dispõe de crédito permanente com

os maiores grupos financeiros do mundo. Não é fácil, em suma, fazer de

uma máquina dessas uma companhia-problema -- mas é possível. O atual

governo, pelo menos, está fazendo tudo o que pode para conseguir isso.

Talvez não tenha tempo ou capacidade para cometer todos os erros que

pretende, mas com certeza está empenhado em aproveitar ao máximo todas

as oportunidades de errar que aparecerem pela frente.

A coisa

já vem andando há bom tempo com cheiro de queimado -- basta lembrar

que, nas agressões que a Bolívia passou a cometer contra a Petrobras a

partir de maio de 2005, o governo brasileiro, que é o maior acionista

da empresa e, portanto, tem como obrigação ser também seu maior

defensor, ficou do lado dos bolivianos. O assessor do Palácio do

Planalto para questões internacionais, Marco Aurélio Garcia, a quem se

atribui a função de pensador-chefe do governo, disse na ocasião que a

Petrobras não tinha do que reclamar, pois já havia ganho "muito

dinheiro" na Bolívia. Não se sabe quanto, exatamente, a empresa deveria

lucrar para ficar dentro dos limites que o assessor Garcia considera

aceitáveis. Vinte por cento de lucro a menos, por exemplo, estaria bom?

Ou trinta? Cinqüenta, quem sabe? Pensando bem, a história não termina

aí. Se o conselheiro da Presidência acha que a Petrobras estava

ganhando demais na Bolívia, ele também deveria reprovar, por uma

questão de simetria, os lucros que a empresa tem no conjunto de suas

operações; 12 bilhões de dólares, por mais que o dólar de hoje já não

tenha o encanto de outros tempos, continuam sendo um monte de dinheiro.

Como é que ficamos, então? É claro que nada disso faz o menor nexo, mas

é o que dá quando se considera o lucro não como demonstração de

eficácia, e sim como fruto de alguma deformação de conduta. É claro,

também, que, quando um alto funcionário do governo vem com esse tipo de

conversa, quem vai acabar levando na cabeça, mais cedo ou mais tarde, é

o patrimônio público.

Não deu outra. O caso da Bolívia já deu o

prejuízo que tinha de dar -- pelo menos é o que se espera, numa visão

otimista das coisas. Mas a atitude de pouco caso que o governo

demonstra com as regras básicas que a Petrobras deveria seguir, na sua

condição de companhia que opera no mercado, tem acionistas e precisa

gerar resultados, continua sendo um curso de mestrado sobre como

prejudicar o bom desempenho de uma empresa. Nada tem deixado isso mais

claro que a mistura de leilão político com chantagem explícita com a

qual vem sendo tratado o preenchi mento de cargos fundamentais na

estrutura operacional da Petrobras. Com a maior naturalidade do mundo,

governo e políticos traficam entre si, sem nenhuma preocupação com a

capacidade profissional dos nomes que pretendem emplacar, posições que

claramente necessitam de competência técnica para ser bem exercidas.

Não se trata de cargos de conselheiro, por exemplo, para os quais até

se poderia admitir a nomeação de gente que não é do ramo. A briga é por

lugares-chave, como a diretoria internacional, ora exigida abertamente

pelo PMDB (que, por sinal, também quer ocupar a presidência da

Eletronorte, cargos na Braspetro, superintendências na Funasa,

diretorias na Eletrobrás e sabe-se lá quanta coisa mais), a diretoria

de operações, a diretoria de abastecimento e assim por diante. O PT

tenta crescer ou segurar o que já conseguiu. A "base aliada" quer

avançar no que sobrou do osso.

A reportagem está incompleta, posto o restante daqui a pouco!

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Mas o governo insiste em causar problemas e ainda por cima, o que diz na outra parte da reportagem, sobre delegar cargos altos à pessoas que não tem qualquer competencia ou conhecimento sobre petróleo e o petronegócio!12

 

Ela pode não se desestabilizar, mas ela deveria ser mais valorizada e não vista como fonte de cargos para aliados ...

 

Link to comment
Share on other sites

Mas o governo insiste em causar problemas e ainda por cima' date=' o que diz na outra parte da reportagem, sobre delegar cargos altos à pessoas que não tem qualquer competencia ou conhecimento sobre petróleo e o petronegócio!12

Ela pode não se desestabilizar, mas ela deveria ser mais valorizada e não vista como fonte de cargos para aliados ...
[/quote']

 

estes fatos são inerentes e corriqueiros a qualquer orgão público deste país Fram, seja na esfera municipal, estadual ou federal, sejam autarquias, empresas publicas, etc 03
Connie2007-10-31 14:05:54
Link to comment
Share on other sites

Boa tarde. Amigos e Amigas! 02.gif

 

 

 

Essa "crise" na Petrobras nem pode considerada uma crise de "tupetão", depois do fiasco do Governo em relação à Bolívia (a única parceria internacional, da categoria, no Continente), era mais do que esperado que algo desse tipo, agora é agüentar e ver se a Petrobras fecha com algum outro país, o Lula deveria ter pensado nisso antes de abaixar a cabeça para Evo...

 

 

 

T+ e quem já votou ta votado e seja o que Deus quiser. Quem não votou não precisa se preocupar, vou continuar a “encher” o saco pedindo voto até o dia 16/11... 06.gif

 

 

Link to comment
Share on other sites

    Keymaker, vc poderia esclarecer os prejuízos q a Petrobrás dá pro governo e pro consumidor?

    Não consigo compreender essa ansia q muita gente tem de q tudo deve ser privatizado. A Petrobrás é uma empresa sólida, moderna, tecnologicamente avançada e q dá MUITO LUCRO, além de atuar em um setor chave estratégico. Porque dar ela de barbada pra iniciativa privada?Aliás, se for o caso de ser privatizada, quase com 100% de certeza, dar ela de barbada pra algum grupo estrangeiro...

       Aliás, o programa de privatizações no Brasil é vergonhoso, empresas q custaram a grana e o suor do povo vendidas quase sempre a preço vil, na esmagadora maioria em moeda podre e quase sem exceçao, sempre pra grupos estrangeiros. Os defensores da privatização semprre citam a telefonia como exemplo. É verdade q neste setor a privatização trouxe benefícios, mas é só. Praticamente em todas as outras área era sempre um excelente negócio pra quem comprava  e uma merda de negócio pro Brasil. Sem falar q as empresas se vão pra sempre e a grana das privatizaçào some no ar, vai pro caixa único do governo e evapora...

    Concordo q a petrobrás deve ter seus líderes escolhidos com mais responsabilidade e com base na competência técnica e não em indicações políticas, mas privatizar ela é benefício somente pra quem vai comprar...

 

Link to comment
Share on other sites

 

É importante dissociar lucro líquido de lucro real.

 

 

 

O primeiro leva em conta apenas a diferença entre arrecadação e

despesas. O segundo analisa outros fatores como possibilidades

alternativas de investimentos com aquele capital alocado. O lucro

líquido da Petrobrás é alto. No entanto, se levarmos em conta que o

lucro da empresa é menor que os juros da dívida interna então é mais

vantajoso vender a empresa e abater uma parte dessa dívida.

 

 

 

É importante lembrar também que a Petrobrás detém o monopólio da

commoditiy mais valiosa que existe e sendo assim pode manipular os

preços de maneira que a empresa sempre tenha lucros exorbitantes. Quem

perde é o consumidor que tem que pagar por um dos combustíveis mais

caros do mundo.

 

 

 

A iniciativa privada já se mostrou muito mais capaz de gerir qualquer

tipo de recurso, inclusive aqueles que a esquerda tende a considerar

"estratégicos".

 

 

Moonsorrow2007-11-02 13:43:46

Link to comment
Share on other sites

Qual dívida foi abatida com as privatizações anteriores? Aliás, alguém sabe onde está a grana das privatizações anteriores? Outra questão. Quando venderem a última empresa pra pagar dívidas, o q venderão pra pagar as dividas vindouras? Só como exemplo, aqui no RS o governo do estado vendeu açoes do banco do estado(empresa lucrativa e auto sustentada!!) e com a grana fez um fundo pra pagar pensionistas. A expectativa é q a grana dure 7 anos. Depois q a grana acabar, daqui a 7 anos, vão fazer o q?? Vender mais açoes do banco?? E daqui a uns 30 anos, qdo todas as acoes tiverem sido vendidas para pagar pensionistas, o q vai restar pra vender?? Torrar patrimonio pra pagar dividas valeria a pena se for um patrimonio não lucrativo, mas vender enpresa q dá lucro é loucura! Trazendo o exemplo pro plano pessoal...Se vc tá endivdado faz sentido vender um carro ou imóvel pra pagar divida. mas vc nào vende a sua padaria ou restaurante ou  locadora q te dá lucro pra pagar uma dívida...

E sinceramente, vc acredita q a petrobrás sendo vendida nós vamos pagar menos pelo combustível?? A empresa ou empresas (com 100% de certeza estrangeiras) q comprarem vao nos cobrar bem menos?

 Um estudo feito pelo vereador Fernando Menandro mostra q os impostos em cima da gasolina somam 104% sobre o preço original. Como vemos, não é a Petrbrás q faz o preço do combustível absurdo, são os governos, federal e estaduais com impostos abusivos. Se a Petrobras for vendida o governo nao vai aliviar os impostos, ou vai??

Só apimentando mais o debate, se fala muito na iniciativa privada como muito melhor e mais competitiva q a estatal(verdade apenas em parte, a estatal petrobrás vai melhor q muita estrangeira privada...),mas a Telefonica da espanha q veio pra cá comprar as nossas estatais tb é estatal, enquanto a gente vende as nossas a deles compra outras pelo mundo... Não sei quem tá certo, mas é fato q dá pra ser estatal e eficiente...

 

 

Combustíveis e energia só sào considerados estratégicos pra esquerda?? Ah tá...

 

E "gerir recurso" é um conceito meio amplo... O q é gerir  bem um recurso como o petróleo? Vender ele por um preço alto e mandar o lucro pro exterior?? pq é isso q quem comprar a petrobrás vai fazer, ou não?? No q vc entende q a petrobrás está gerindo mal este recurso??

 

 

Link to comment
Share on other sites

Se as privatizações do governo anterior foram feitas de maneira errada

o problema não é meu. Apenas demonstrei que o argumento de que não se

deve vender estatais lucrativas é idiota porque não leva em conta o

conceito de lucro real.

 

 

 

O seu exemplo da pessoa endividada não se aplica aqui. É lógico que

para um cidadão um cidadão comum é melhor vender um carro ou um imóvel

para quitar uma dívida, mas neste caso estamos tratando de quantias

pequenas. No caso da dívida pública o único patrimônio que o governo

pode vender e que efetivamente servirá para pagar uma parcela grande da

dívida são as estatais. A matemática é simples:

 

 

 

Uma estatal gera um lucro de X%. Os juros da dívida são de Y% tal que

X<Y. A única conclusão é que o dinheiro alocado na estatal seria

melhor utilizado para abater uma parte da dívida.

 

 

 

Segue abaixo uma tabela de comparação entre a Petrobras e a Exxonmobile:

 

 

 

Índice

Medido                                              

Petrobrás           Exxonmobile

Lucro

Líquido / Patrimônio Líquido

(%)                   

56,35            

22,50

Margem

Líquida (Lucro Líquido / Receita Líquida)

(%)18,58               8,70

Receita

Líquida / Ativos Totais

(%)                      

70,00            141,00

Receita Líquida / n.º de empregados formais (US$) 676.530        2.794.300

Lucro

Líquido / n.º de empregados formais

(US$)   125.714        

  243.488

Ativos Totais / n.º de empregados formais (US$)   962.653        1.973.703

Fonte

 

 

 

 

 

Repare que a margem de líquida da Petrobrás é de 18,58%. Esse número

poderia indicar que a empresa é bem gerida, entretanto basta olhar os

números de produtividade dos funcionários para ver que isso está longe

de ser verdade. A única conclusão possível é que tanto lucro assim só

pode vir dos preços inchados que a empresa pratica beneficiada pelo

monopólio que detém.

 

 

 

Essa é a a eficiência da Petrobrás. Viva a auto-suficiência e a gasolina mais cara do mundo...

 

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Highlander. Boa noite. Como vai? 05.gif

 

 

 

O ato de vc “destatizar” ou privatizar uma instituição não pode ser ligado à incompetência administrativa, o que aconteceu no péssimo governo do FHC (péssima administração, com erros infantis...) é que o mesmo não soube negociar as entidades, não soube dar suporte para as multinacionais, muitas delas entraram, compraram ao preço de atacado ou feirão da sexta e chegaram ao país sem um suporte do governo para administrar e todo o pouco dinheiro que foi arrecadado foi direcionado a dividas externas e boa parte se perdeu nos buracos do sistema... No entanto a maioria das empresas privatizadas que sobreviveram a lambanças administrativas da época, hoje, elas são fortes e muito mais produtivas para o país, como a Vale, o setor de telecomunicações...

 

 

 

Só não sou a favor de se privatizar Banco, seria uma grande burrice...

 

 

 

T+ e vote em mimmmmmmmm... Não seja pão duro...!

Link to comment
Share on other sites

É , acho q devemos privatizar mesmo, bem como fizemos com o setor elétrico,(outro q só é estratégico para a esquerda, visto q a direita não precisa de eletricidade pra nada ...) funcionou q foi uma maravilha... Desfez-se o monopólio, privatizaram-se geradoras e distribuidoras e bingo, agora temos energia em abundância e muito barata; não?Ôpa, nào temos não!!! Só uns contratempos incomodam de vez em quando, como umas ameaças de apagão... E o governo conseguiu convencer aos incautos q é culpa da falta de chuva... FATO, o Brasil tinha um sistema elëtrico invejado por outros países e a privatização detonou a coisa toda. A experiência com as privatizaçoes nesse país é negativa, não sei pq eu deveria achar q com a Petrobrás seria diferente. Além disso, a pergunta permanece em aberto, depois q a última empresa for vendida, o q farão pra pagar as dívidas? Além do mais, como vc disse, petróleo é a commoditiy + valiosa hj em dia, os países disputam ela no tapa, uma empresa brasileira e estatal deter o monopólio dela, nesse contexto de disputa, é melhor do q ela estar na mão de empresas estrangeiras... Num futuro não muito distante, a água potável vai passar o petróleo e vai ser uma commodity ainda + valiosa. Tenho certeza absoluta q quando isso acontecer vai aparecer gente achando q o melhor será privatizar o setor inteiro...

 

Agora, sem nenhum tipo de ironia, to querendo a tua opinião... Hipotéticamente, se a Exxon comprasse a Petrobrás hj, vc acha q teríamos gasolina + barata na bomba??

 

Em tempo, não discordo q a gestào da Petrobrás pode ser aperfeiçoada, só não entendo pq tem gente q acha q a soluçào sempre é sair vendendo tudo...

 

 

Link to comment
Share on other sites

Highlander,

 

 

 

[É , acho q devemos privatizar mesmo, bem como fizemos com o setor elétrico,(outro q só é estratégico para a esquerda, visto q a direita não precisa de eletricidade pra nada ...) funcionou q foi uma maravilha... ]

 

 

 

Erro administrativo, situação que aconteceria estatal ou não, um erro administrativo que não desqualifica o ato de privatizar.

 

 

 

[Desfez-se o monopólio, privatizaram-se geradoras e distribuidoras e bingo, agora temos energia em abundância e muito barata; não?Ôpa, nào temos não!!! Só uns contratempos incomodam de vez em quando, como umas ameaças de apagão...]

 

 

 

Continua sendo um erro administrativo que não desqualifica o ato...

 

 

 

[E o governo conseguiu convencer aos incautos q é culpa da falta de chuva... FATO, o Brasil tinha um sistema elëtrico invejado por outros países e a privatização detonou a coisa toda. A experiência com as privatizaçoes nesse país é negativa]

 

 

 

A privatização foi mal conduzida, um grande erro administrativo, agora, que ela conduz o sistema a uma "profissionalização" de sua administração e uma abrangência maior isso ela faz, se ocorreu erros, são administrativos que não desqualificam o ato...

 

 

 

Sim, ter cargos públicos é bom, claro que é, é segurança profissional, mas ainda sim, não desqualifica as vantagens de se privatizar com seriedade...

 

 

 

[não sei pq eu deveria achar q com a Petrobrás seria diferente. Além disso, a pergunta permanece em aberto, depois q a última empresa for vendida, o q farão pra pagar as dívidas?]

 

 

 

Mas o Brasil tem dinheiro para pagar todas as suas dividas, o Brasil é um dos paises mais ricos do planeta, a arrecadação com impostos no Brasil é monstruosa, entra no site do "contas abertas" e da uma analisada para vc ver...

 

 

 

Hoje, o que a Petrobras fica atrasada com a interferência do governo é uma loucura, são cargos públicos viciando a excelente estrutura organizacional da instituição e impedindo a livre concorrência...

 

 

 

E sim concordo com vc, não podemos sair vendendo tudo, só àquilo que o Governo fica emperrando...

 

 

 

[Agora, sem nenhum tipo de ironia, to querendo a tua opinião... Hipotéticamente, se a Exxon comprasse a Petrobrás hj, vc acha q teríamos gasolina + barata na bomba??]

 

 

 

Monopólios não são bons, tanto nas mãos do Estado como nas mãos da iniciativa privada e para isso temos entidades que fiscalizam isso, o monopólio é uma praga que impede a competitividade e a melhoria dos serviços prestados e dos produtos vendidos...

 

 

Link to comment
Share on other sites

Highlander,

 

 

 

 

 

Não vejo como a experiência com as privatizações no Brasil pode ter

sido negativa. Se hoje você tem uma linha de telefone fixo, um celular

e internet banda larga é porque o sistema telebrás foi vendido há 10

atrás. As siderúrgicas privatizadas estão em situação muito melhor do

que quando eram estatais. O mesmo vale para as petroquímicas. Isso sem

contar o exemplo da CVRD.

 

 

 

 

 

O apagão foi culpa exclusiva do governo que ainda contou com o azar de

ter chovido muito abaixo da média entre 2000 e 2001. Usinas

hidrelétricas não são construções que saem do papel em 3 ou 4 anos.

Falo com propriedade porque meu pai trabalha com isso. Ele esteve

envolvido no projeto da usina de Irapé (fica no vale do jequitinhonha) de 1994 até 2006. E essa era uma UHE de médio porte.

 

 

 

Não sei de onde vem essa sua certeza de que certos insumos devem ficar

nas mãos do estado. O estado é ineficiente, a experiência demonstra

isso amplamente. Eu particularmente prefiro que a água potável, o

petroléo e qualquer outra commodity fique nas mãos da iniciativa

privada. Isso em um mercado desimpedido é claro.

 

 

 

Respondendo a sua pergunta: se a a Exxon comprasse a Petrobrás os

preços seriam mantidos apenas no caso de o monopólio continuar.

Monopólios só são válidos quando conquistados por uma empresa, que,

através da excelência dos serviços que presta,  consegue derrubar

toda a concorrência. O monopólio da Petrobrás é artificial, é uma

obstrução de mercado e é nocivo portanto.

 

 

 

Sou a favor de estatais apenas em casos especias nos quais a 

iniciativa privada  ainda não tem condições ou interesse de

investir. Na Rússia se não me engano o governo criou uma estatal para

investir em pesquisas de nanotecnologia. Eu seria a favor de algo assim

no Brasil. Tecnologia sim é algo estratégico, exploração de petroléo é

algo que pode ficar nas mão da iniciativa privada tranquilamente.

 

 

 

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

    As companhias estarem em  situação melhor  (e de fato, a maioria está) é algo relativo, muitas foram pagas com moeda podre, trocando em miudos, vendidas a troco de banana, ou seja , a situaçao melhor delas - em funçao de uma gestão melhor, admito - é melhor pra quem comprou de barbada por um preco vil empresas  com potencial lucrativo, quem vendeu - o governo - pegou uma mixaria de grana, na maioria das vezes vendidas em condiçoes de pai pra filho de tao molezinha...  Um bom exemplo foram as ferroviárias. A malha do nordeste foi vendida com a condiçao de q se fizesse um valor X de investimentos nela. A ideia era vender pq o governo não tinha grana p investir... Sabe qual foi negocinho da China q foi feito? Os compradores pagaram uma grande parte em moeda podre. Algum tempo depois teriam q pagar a parte restante em grana mesmo, e conseguiram convencer o governo a pasmem, absurdamente considerar o pgto restante em dinheiro como sendo o  investimento exigido no contrato... Fácil não??

    É isso q não consigo compreender como vantagem. A empresa X dava 10 de lucro qdo era estatal, agora, privatizada , vendida por 30% do valor real ela da 100 de lucro, mas e daí?? Ela dá 100 de lucro pro esperto q comprou a preço baixissimo, quando nao com promessas de isencao de imposto e etc... Outro exemplo maravilhoso é o de algmas geradoras de energia. No contrato feito na privatizaçao, o governo paga(com a nossa grana) pra cobrir o prejuizo no caso dos valores cairem abaixo de um preco X. Isso é pornografico!! Privatiza-se o lucro e estatiza-se o prejuizo. Isso não é capitalismo, é entreguismo e submissão pura e simples.  Sem contar no fato de q depois de privatizada , a nossa já combalid malha ferroviaria diminuiu quase 4000 Kms, e depois disso o gov teve q socorrer alguns compradores em valores q se aproximam de 1 bilhao...Belo exemplo de eficiencia da iniciativa privada...

    Além disso, seria caso de humor se nao fosse uma tragédia, mas , se por acaso alguém nao sabia, muitas das privatizacoes aqui no Brasil foram financiadas pelo BNDES, q ao inves der estar financiando o desenvolvinmento fnanciava estrangerios pra q comprassem empresas daqui, quase sempre com juros e condicoes muito camaradas, ou, porque nao dizer logo, lesivas ao banco! Acham pouco? tem mais, MUITOS desses emprestimos camaradas nao foram honrados... o comprador tungou o BNDES...

    Uns pouco exemplos...EM 96 a Light fo privatizada. Cerca de 30% do valor, q como de hábito já era subvalorizado foi pago em moeda podre, os 70% restantes financiados pelo proprio governo. No primeiro edital de venda, contava a obrigacao da contrucao da Barragemn do Rio Piraí, mas o comprador reclamou e o governo gentilmente cedeu, tirando a obrigacao, e lógico a necessaria barragenm nunca foi construida...

 

Sem falar q na maioria das privatizacoes o governo engoliu dividas das empresas vendidas, pra q fossem vendidas "limpinhas", de forma q as privatizacoes nao diminuiram a divida do governo, mas fizeram justamente o contrario...

 

No caso das "teles", embora os inegaveis e enormes avancos em se tratando de tecnologia, ampliou-se o acesso ao telefone, mas o preco subiu e muito... A alardeada concorrencia q derrubaria preços ocorreu como prometido só no caso dos celulares e relativamente na longa distancia(nesses o preco caiu), mas na fixa não, os precos das chamadas  hj sao comparativamente muito maiores do q antes da privatizacao, e estudos dao conta de q assim sera pelo menos até 2026, pq as teles estao cobrando de nós o q pagaram pelas empresas... Nao sei como é na tua cidade(alias, vc mora onde, por curiosidade?), mas aqui em Porto Alegre, só tem 2 cias q trabalham com telefonia fixa, e mesmo assim, a q chegou depois não atinge ainda toda a cidade... Concorrência fraca essa...

 

Em suma meu amigo, eu nao sou radicalmente contra a privatizacao, mas penso q determinadas coisas devem sim ficar nas maos do estado; e penso q salvo umas poucas exceçoes, as privatizacoes feitas no nosso pais sao quase todas caso de policia... Muitas parecem mais com doacoes do q com vendas...

 

Nao quero te convencer a trocar de opiniao, entao, tirando o fato de q vc é favoravel a privatizacoes de um modo geral, de uma boa pesquisada no modo como foram privatizadas as coisas por aqui, como foram as negociacoes, precos, condicoes, contratos...

 

Desculpe o texto logo, mas o debate ficou interessante e vc escreve bem... me empolguei na resposta....

 

 

Link to comment
Share on other sites

Highlander. Boa tarde! 01.gif

 

 

 

[Desculpe o texto logo, mas o debate ficou interessante e vc escreve bem... me empolguei na resposta....]

 

 

 

Realmente o debate ficou excelente e de minha parte, deixo claro que não defendo os acontecimentos no Brasil, a maioria das privatizações foi pessimamente conduzida e o Brasil deixou de fazer algo bem feito, as empresas que compraram as "cotas" tiverem também seus erros e acredito que se fizerem uma coisa bem feita, pensada e sem riscos para a economia do país, a privatização, alem de incentivar o livre comercio, conduz para uma abrangência administrativa do setor que só faz o mesmo setor melhorar e evoluir, gerando assim mais empregos e aumentando a renda.

 

 

 

Acredito que esse excelente debate vai continuar e estou esperando os outros membros a entrarem no debate... 01.gif

 

 

 

T+ e que o debate continue... 03.gif

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...