Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Sistema


Administrator
 Share

Recommended Posts

Minissérie "O Sistema"estréia em novembro na Globo com "humor e ficção científica"


A Globo escolheu uma moderna loja de informática para divulgar a minissérie "O Sistema",
que estréia em 2 de novembro. A emissora diz que o programa, que terá
seis episódios terá "ação, comédia, aventura, ficção cientifica e muito
suspense".

Ney Latorraca, Selton Mello e Graziella Moretto protagonizam "O Sistema", que tem roteiro de Alexandre Machado e Fernanda Young ("Os Normais") e direção de José Lavigne.

A
trama gira em torno do fonoaudiólogo Matias (Selton Mello). Ele compra
um relógio digital nas mãos de um camelô no centro do Rio de Janeiro e
sofre para fazê-lo funcionar. Irritado, liga para a central telefônica
da empresa e pede ajuda para fazer o aparelho funcionar. Como não
possui nota fiscal, tem seu pedido negado.

Do outro lado da
linha está Regina (Graziella Moretto), uma operadora de telemarketing
em busca de aumento salarial para pagar as contas do pai no hospital.
Ela consulta sua supervisora, Greta (Betty Golfman), e acaba ligando
para Matias.

Como ele está nervoso com a situação, humilha a
telefonista. Assim, a empresa resolve apagar todos os registros e dados
do fonoaudiólogo, e o coloca "fora do sistema", liderado por Katedref (Ney Latorraca) e Valquíria (Zezé Polessa), sua secretária.

Segundo Fernanda Young, atualmente, todos sofremos com esse tipo de paranóia. "Achamos que somos vítimas do sistema
o tempo todo, como ver seu cartão preso no caixa eletrônico", disse. Já
Machado acredita que é essa é uma história "engraçada e terrível".
"Como a própria vida."

Quem mais mostrou entusiasmo na coletiva
de imprensa foi Maria Alice Vergueiro, que ficou popular na Internet
com o curta "Tapa na Pantera". Ela interpreta Leda, a secretária de
Matias. "O que mais me amarrou foi a sátira", disse. "Me lembra muito
os anos 60. Todos tínhamos aquela utopia de salvar a humanidade. O
texto é muito jóia e estou encantada de voltar a trabalhar na TV desta
forma, com uma equipe que ajuda tanto."

Ney Latorraca e Zezé Polessa concordam. "Estou na Globo
desde 1973, então tenho a sorte de escolher o que eu gosto. E está
sendo genial. Um exercício de dramaturgia", disse o ator. "Eu adorei o
texto. Gosto muito de fazer comédia na TV, mas não lia nada tão
divertido e interessante até encontrar esse roteiro. Eu tinha ódio
daquelas placas 'Sorria, você está sendo filmado'. E isso me ajudou
bastante na personagem", brincou Polessa.

Sem inovação, com novos nomes
"Não temos essa prepotência de pensar que 'O Sistema''
vai revolucionar a TV", disse Mello. Já o diretor Lavigne afirma que "a
preocupação não é inovar, e sim fazer algo com que a gente se
identifique".

Mello também mostrou muita confiança na dupla de
roteiristas, pois é a terceira vez que trabalha com eles. "Depois de
'Os Aspones', passei a ter mais liberdade no processo criativo. Gosto
de dizer as palavras que eles escrevem e me identifico muito com o
humor deles", afirmou.

E uma das exigências feitas pelo ator para participar de "O Sistema"
foi que houvesse atores novos. "A escalação das novelas está viciada.
Sempre são as mesmas pessoas. Por isso quis trazer novos nomes para não
ser óbvio".

O trio de novatos é formado por Maíra Dvorek,
Gregório Duvivier e Lúcia Bronstein. "Foi como estrear na Seleção
Brasileira", brincou o único homem. "Estamos onde existe TV
inteligente."

Para Young, o desafio foi trabalhar com um texto
diferente dos anteriores, como "Os Normais" e "Minha Nada Mole Vida".
"Adoramos essa dificuldade de sair da nossa zona de conforto, perverter
aquilo que parece fácil", finalizou.

--

Será que esse dá certo?
O jeito paranóico do Selton Melo nas propagandas me lembrou muito o documentário dele Tarantino's Mind. rsrs


Link to comment
Share on other sites

Não assisti.. mas pelo que eu vi nas chamadas, parece mesmo ser uma daquelas séries com umas piadas que você tem que ir pegando no ar, que eles não jogam na tua cara.

 

Mas esse tipo de série não pega no Brasil... o pessoal tem preguiça até de processar uma piada na cabeça. 06

 

 

Link to comment
Share on other sites

Eu achei a ideia bem promissora, mas a série é bem boba. O roteiro é bem pífio e cheio de palhaçada, aliás o Alexandre e a Fernanda adoram fazer isso, vender palhaçada como alternativo ou inteligente. A prova disso é aquele talk show dela. 0707

Eu adorava Os Normais, mas tinha episódio que não descia de tanta besteira. Acho que eles estão exagerando de mais no nonsense para fazer rir que está ficando sem graça.

Como alguém já falou. Ficou apenas na promessa...
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Boa noite. Amigos e Amigas!

 

 

 

Eu assisti alguns momentos, não assisti todos até porque bate de frente com CSI e Monk, ai não tem como... 06.gif

 

 

 

Mas pelo o que eu vi, não vai muito longe, na minha visão não tem um humor “impactante”, aquele humor que te faz rir na primeira cena que vc vê, a história é lenta e sem sentido, até agora, pelo o que eu vi...

 

 

 

Eu gostava dos Aspones...

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Eu assisti apenas um episódio. Aqueles em que eles são transportados para a Inglaterra. Algumas tiradas são muito engraçadas, mas no geral é uma idiotice sem tamanho. E eu não vou com a cara do Selton Mello. Odeio aquele comercial que ele faz com a Fernanda Torres no labirinto.1106

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...