Jump to content
Forum Cinema em Cena

Sport Club Internacional


Minduim
 Share

Recommended Posts

  • Replies 533
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

O Sport Club Internacional acumula ao longo dos seus 98 anos de história muitas conquistas. Os títulos e as taças erguidas eternizam o espírito vitorioso do Colorado na sua gloriosa trajetória. Em diversos tempos, em diversas competições e com diferentes times, o Internacional nunca parou de conquistar títulos.

 

Os títulos pela categoria profissional:

 

1912 - Taça Independência
1913 - Campeão Metropolitano de Porto Alegre (primeiro título)
1913 a 1964 - Campeão da cidade de Porto Alegre (24 vezes de 1913 a 1964, e extra em 1972)
1927 - Campeão Gaúcho
1934 - Campeão Gaúcho
1940 - Campeão Gaúcho
1941 - Bicampeão Gaúcho
1942 - Tricampeão Gaúcho
1943 - Tetracampeão Gaúcho
1944 - Pentacampeão
1945 - Hexacampeão Gaúcho
1947 - Campeão Gaúcho
1948 - Bicampeão Gaúcho
1950 - Campeão Gaúcho
1951 - Bicampeão Gaúcho
1952 - Tricampeão Gaúcho
1953 - Tetracampeão Gaúcho
1953 - Campeão do Torneio Quadrangular Régis Pacheco (Bahia)
1955 - Campeão Gaúcho
1956 - Campeão Panamericano representando a Seleção Brasileira
1961 - Campeão Gaúcho
1969 - Campeão Gaúcho
1970 - Bicampeão Gaúcho
1971 - Tricampeão Gaúcho
1972 - Tetracampeão Gaúcho
1973 - Pentacampeão Gaúcho
1974 - Hexacampeão Gaúcho
1975 - Heptacampeão Gaúcho
1975 - Campeão Brasileiro
1976 - Octacampeão Gaúcho
1976 - Bicampeão Brasileiro
1978 - Campeão Gaúcho
1978 - Campeão do Torneio Viña del Mar
1979 - Tricampeão Brasileiro de forma invicta
1980 - Vice-campeão da Libertadores da América
1981 - Campeão Gaúcho
1982 - Bicampeão Gaúcho
1982 - Campeão da Copa Juan Gamper, em Barcelona/Espanha
1983 - Tricampeão Gaúcho
1983 - Campeão do Torneio Costa do Sol, em Málaga-Espanha
1983 - Campeão do Torneio Costa do Pacífico, no Canadá
1984 - Tetracampeão Gaúcho
1984 - Vice-Campeão Olímpico representando a Seleção Brasileira
1984 - Campeão da Copa Kirin, em Tóquio-Japão
1984 - Campeão do Torneio Heleno Nunes
1987 - Campeão do 1º Torneio Internacional de Glasgow-Escócia
1987 - Campeão da Taça Governador do Estado (Quadrangular de C. Grande)
1987 - Torneio da Cidade de Vigo
1989 - Campeão do Torneio de Celta-Espanha
1991 - Campeão Gaúcho
1991 - Campeão da Copa do Estado
1992 - Copa Wako Denki (Japão)
1992 - Bicampeão Gaúcho
1992 - Campeão da Copa do Brasil
1994 - Campeão do Torneio Beira-Rio
1994 - Campeão Gaúcho
1996 - Campeão do Torneio Mercosul
1997 - Campeão Gaúcho
2001 - Bicampeão do Torneio Viña Del Mar-Chile
2002 - Super Campeão Gaúcho
2003 - Bicampeão Gaúcho
2004 - Tricampeão Gaúcho
2005 - Tetracampeão Gaúcho
2006 - Campeão da Libertadores da América
2006 - Campeão da Copa do Mundo de Clubes Fifa 
2007 - Recopa Sul-Americana
2008 - Dubai Cup

Minduim2008-01-17 10:14:42
Link to comment
Share on other sites

Inter apresenta novo uniforme para a temporada 2008 nesta sexta

 

O Internacional apresentará nesta sexta-feira, às 11 horas, no Centro de Eventos do Beira-Rio, o seu novo uniforme, que será utilizado pelos atletas nas quatro competições da temporada - Campeonato Gaúcho, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro.

O clube e a parceira Reebok apresentarão não apenas as camisetas oficiais de jogos e treinamentos dos atletas do grupo principal, como também roupas casuais, para torcedores, que serão colocadas à venda nas lojas do clube.

A diretoria de marketing do clube mantém em segredo alguns detalhes no novo uniforme, mas sabe-se que as seis estrelas que até agora estavam no lado direito do peito - referentes às conquistas do Mundial, da Libertadores, dos três Brasileiros e da Copa do Brasil - passarão a ser estampadas nas mangas das camisetas. A coroa que simboliza o Mundial de Clubes da Fifa seguirá no peito, acima do escudo.
Minduim2008-01-17 15:29:05
Link to comment
Share on other sites

Diretoria do Inter descarta a possibilidade de vender Guiñazu

 

O Boca Juniors investe, mas a diretoria do Inter garante que o meia Guiñazu, destaque do Inter, não sairá do Beira-Rio. O empresário do jogador cogitou a possibilidade de prorrogar o contrato na manhã desta quinta-feira, mas reunião não ocorreu e idéia só deve ser tratada no final de 2008.

 

Para tirar o argentino do clube gaúcho, os interessados precisam de bastante dinheiro. "A multa em caso de rescisão é de US$ 20 milhões. Ele tem contrato até 2011 e não temos interesse em vendê-lo", enfatizou o vice de futebol, Giovanni Luigi.

Na quarta-feira o empresário Régis Marques tentou marcar conversa para aumentar o vínculo até 2012. O clube, entretanto, só quer pensar no assunto no final do ano.

"Compramos o Guiñazu do Libertad-PAR, o jogador é nosso. Ele veio como uma das grandes contratações de 2007, e tem tudo para fazer uma ótima temporada", completou o dirigente.

Mesmo admitindo o prestígio em defender o Boca Juniors, o argentino revela que está feliz no Inter. "Meu coração diz que o melhor é eu continuar aqui", ressaltou Guiñazu.

 

Fonte: UOL
Link to comment
Share on other sites

Inter mata o Flamengo em sete minutos e avança na Copa SP

 

O Internacional precisou de apenas sete minutos para se classificar para as quartas-de-final da Copa São Paulo de Juniores. Apresentando um melhor futebol, o Colorado derrotou o Flamengo, por 2 a 0, gols de Éderson e Sandro, nesta quinta-feira, no Estádio Antônio Soares de Oliveira, em Guarulhos.

 

Agora, o Internacional pega o Santos na próxima fase da competição. O Alvinegro praiano, também nesta quinta-feira, se classificou com uma vitória sobre o Pão de Açúcar-SP, por 1 a 0.

O Internacional começou a partida avassalador. Aos quatro, aproveitando uma falha do sistema defensivo rubro-negro, Éderson mandou para o gol. Três minutos depois, após cobrança de escanteio. Sandro testou a bola para o fundo da rede.

Perdido em campo, o Flamengo apenas observava o Internacional. Aos 21 minutos, Walter tocou para Tales, que arrematou e acertou a trave direita de Marcelo.

Após este susto, o Flamengo equilibrou as ações. Porém, aos 43 minutos, Erich Flores, que já tinha cartão amarelo, reclamou com o árbitro e foi expulso, deixando o Rubro-Negro em situação complicada e o Internacional ainda mais tranqüilo na partida.

O segundo tempo começou igual ao primeiro: com o Internacional melhor. Aos nove minutos, Tales arriscou de longe e a bola "explodiu" no travessão de Marcelo.

Vendo que a situação estava complicada para o Flamengo, o técnico Rogério Lourenço resolveu mexer na equipe. Contando também com o "relaxamento", o Rubro-Negro deu uma pequena melhorada.

A principal chance veio aos 38 minutos. Paulo Sérgio, sozinho e na frente do goleiro, chutou por cima do travessão. A partir daí, o Flamengo se entregou definitivamente. O Internacional, por sua vez, apenas tocou a bola e esperou o apito final para comemorar a classificação.

INTERNACIONAL
Agenor, Daniel (Elton), Léo, Rafael Foster e Pedro; Sandro, Wagner (João Paulo), Paulinho e Tales; Walter e Éderson (Natan).
Técnico: Osmar Loss

FLAMENGO
Marcelo, Michel, Lucas, Fabrício e Jóbson; Lenon (Renan Silva), Wellington, Guilherme Camacho (Bruno Paulo) e Erich Flores; Pedro Beda (Juninho) e Paulo Sérgio.
Técnico: Rogério Lourenço

Data: 17/01/2008 (Quinta-feira)
Local: Estádio Antônio Soares de Oliveira, Guarulhos (SP)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Auxiliares: Cláudio Roberto da Costa (SP) e Alexandra Aparecida Rodholpo (SP)
Cartões amarelos: Éderson, Daniel e Léo (Internacional). Erich Flores, Marcelo, Lucas e Juninho (Flamengo).
Cartão vermelho: Erich Flores, aos 43 minutos do primeiro tempo (Flamengo).
Gols: Éderson, aos 4 minutos; e Sandro, aos 7 minutos do primeiro tempo.
Link to comment
Share on other sites

Para Abel Braga, estréia no Gauchão será parte da pré-temporada

 

Mais focado na Copa do Brasil, o técnico Abel Braga avisa que o Inter não estará 100% pronto na estréia do Campeonato Gaúcho, neste domingo, contra o seu homônimo de Santa Maria. Ele ressalta que todos desejam o título estadual, mas as primeiras rodadas servirão como testes para a competição nacional.

Abelão nunca foi campeão gaúcho. A última chance que teve foi em 2006, quando empatou os dois Gre-Nais decisivos, mas acabou com o vice. "Vamos buscar essa conquista, mas todos os clubes querem a mesma coisa. O sabor vai ser igual ao de qualquer outro título, é algo que marca, mas temos ambições maiores", avisou.

O time vai com força máxima para o confronto com o Inter, mas o excesso de treinos físicos pode atrapalhar os jogadores. "O elenco tem sentido. Estamos na pré-temporada ainda, e isso vai acabar na terceira ou quarta rodada", acredita. Dessa forma, o time colorado se prepara visando a estréia na Copa do Brasil, contra o Nacional-PB dia 27 de fevereiro.

"Estamos pensando em um ano de êxitos e vamos trabalhar muito. Pode ser que a gente precise optar por uma competição mais para frente, e seria bom estar bem no Gauchão para usar os titulares na Copa do Brasil", completou o treinador.

Na manhã deste sábado o Inter faz o último treino no Beira-Rio, e em seguida vai para Santa Maria. O time já está definido com Renan; Sidnei, Orozco e Marcão; Wellington Monteiro, Maycon, Magrão, Fernandão e Alex; Iarley e Nilmar.
Link to comment
Share on other sites

Inter e seu xará ficam no empate em 2 a 2 na estréia do Gauchão

 

Acabou no empate em 2 a 2 o confronto entre Inter e o xará de Santa Maria, na estréia do Campeonato Gaúcho, na tarde deste domingo, no Presidente Vargas. Os gols saíram no movimentado primeiro tempo, e as equipes, que somam um ponto cada no Grupo 2, sentiram o forte calor do centro do Estado e não conseguiram manter o ritmo no final.

 

O Inter da capital começou pressionando, e Marcão, aproveitando escanteio, quase abriu o placar a um minuto. Os donos da casa não se intimidavam e criavam chances mais claras. Aos 11, Vainer cruzou da esquerda e encontrou Alê Menezes livre na área, que teve tempo de dominar e tocar no canto esquerdo: 1 a 0.

Não demorou para sair o empate. Aos 15, Magrão fez lindo lançamento para Wellington Monteiro, que bateu de primeira para fazer um golaço. No lance seguinte, o time colorado virou para 2 a 1. Em boa triangulação colorada, Alex tocou para Iarley, que chutou alto e a bola entrou de mansinho por cima do goleiro.

O toque de bola da equipe do técnico Abel Braga era envolvente, mas com personalidade, o Coloradinho conseguiu o 2 a 2 em cobrança de pênalti, aos 30. Jean Michel esperou Renan escolher o canto e tocou no meio da meta. O confronto ficou muito ríspido no final da primeira etapa, e o árbitro precisou distribuir diversos cartões para acalmar os ânimos.

No intervalo Iarley pedia mais atenção da equipe. "O jogo está igual. Precisamos corrigir o posicionamento porque temos que sair daqui com três pontos", resumiu.

No segundo tempo o Inter seguiu com mais domínio, comandado por Iarley, acumulava chances, enquanto a defesa parecia mais ajustada. Depois dos 15, os times mostravam cansaço e a partida perdeu qualidade. O Inter-SM exagerava nos lançamentos, e os atacantes ficavam em impedimento com freqüência.

Os donos da casa não tinham mais fôlego para ameaçar, e seguravam a pressão que sofriam com muitas faltas. Nilmar, o mais visado, não conseguia jogar, e assim o 2 a 2 se manteve até o final.

Inter-SM
Fabiano; João Paulo (Rangel), Anderson, Cassel e Márcio Rosário; Willian, Márcio Souza, Chiquinho e Vainer; Jean Michel (Cristiano) e Alê Menezes (Silvano)
Técnico: Paulo Porto

Inter
Renan; Sidnei, Orozco e Marcão; Wellington Monteiro (Roger), Maycon (Jonas), Magrão, Fernandão (Ramón) e Alex; Iarley e Nilmar
Técnico: Abel Braga

Data: 20/1/2008 (domingo)
Local: Estádio Presidente Vargas, em Santa Maria
Árbitro: Márcio Chagas da Silva
Auxiliares: Altemir Hausmann e Marcelo Bertanha Barison
Cartões amarelos: Anderson, Márcio Rosário, Vainer, Willian, Silvano (Inter-SM), Orozco (Inter)
Gols: Alê Menezes (aos 11min), Wellington Monteiro (aos 15min), Iarley (aos 16min), Jean Michel (aos 30min do primeiro tempo)
Link to comment
Share on other sites

Mexicanos querem Iarley, mas atacante pretende seguir no Inter

 

Nesta segunda-feira o Inter deve receber proposta oficial pelo atacante Iarley. O América, do México, tem interesse, e a diretoria colorada decidirá se aceita ou não liberar o jogador. Satisfeito no clube gaúcho, ele afirma que não se preocupa com a questão financeira e espera fazer mais história no Beira-Rio.

O experiente avante já atuou no México, pelo Dorados, e deixou uma boa impressão no país. Uma oferta deve ser concretizada, mas o atleta adianta que não pensa em transferência. "Eu não quero escutar, deixo para o Inter definir. Em 2007 tive dez sondagens e nenhuma foi aceita. Tenho mais um ano de contrato, quero cumpri-lo e conquistar mais títulos", afirmou.

O atacante, que reassumiu a titularidade devido à lesão do meia Guiñazu, não leva em conta o salário que poderia receber indo para o América. "Estou muito bem, não penso em ganhar mais ou menos. Na metade do ano vou conversar para ver se podemos fazer a renovação. Se meu ciclo tiver terminado, avisarei a todos", acrescentou.

Iarley foi um dos destaques colorados na modesta estréia no Campeonato Gaúcho, neste domingo. Ele marcou o segundo gol no empate em 2 a 2 com o Inter, em Santa Maria.
Link to comment
Share on other sites

Inter estréia em casa e espera conseguir a sua primeira vitória

 

O Inernacional, que começou a temporada 2008 como principal favorito ao título do Campeonato Gaúcho, tentará na noite desta quinta-feira sua primeira vitória na competição. Após o tropeço na rodada inicial - empate em 2 a 2 com o Inter de Santa Maria, no interior - a equipe recebe o Veranópolis, no estádio Beira-Rio.

O jogo tem ingredientes que o fazem bastante atraente. Em primeiro lugar porque o time da serra gaúcha, visitante, aplicou uma goleada de 4 a 1 no Guarany, na rodada do final de semana, e arrancou como líder da chave. Em segundo lugar porque foi esse mesmo Veranópolis o time que no ano passado eliminou o Inter na primeira fase do Gauchão, conseguindo uma vitória em confronto bastante polêmico.

Apesar daquele episódio, no Inter ninguém quer tratar a partida como uma vingança, como deixou claro o capitão colorado Fernandão: "Precisamos da vitória porque é importante somar pontos neste começo de campeonato, mas não tem essa de revanche".

Mas Fernandão não tem presença garantida no jogo. Afastado dos treinamentos desta semana, devido a dores musculares, pode ser poupado da partida, embora tenha sido relacionado entre os atletas que concentraram.

"Ele não tem lesão muscular grave, apenas sintomas, mas é início de ano, e temos de evitar uma sobrecarga", declarou o médico do clube, Carlos Poisl, indicando a possibilidade de afastamento do jogador da partida.

Caso se confirme essa tendência, o treinador Abel Braga escalará Ramon na ala-esquerda e Alex assumirá função no meio de campo. No ataque, é certo, a dupla continuará sendo formada por Iarley e Nilmar.

Inter
Renan; Sidnei, Orozco e Marcão; Wellington Monteiro, Maycon, Magrão, Fernandão (Ramon) e Alex; Iarley e Nilmar
Técnico: Abel Braga

Veranópolis
Willian; Fininho, Marcelo, Xavier e Jal; Coracini, Mikimba, Didé e Mazinho; Miro Bahia e Lima
Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Data: 24/01/2007
Horário: 21h45
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro: Vinicius Costa da Costa
Auxiliares: Júlio César dos Santos e Vilmar Burini
Link to comment
Share on other sites

Alex comanda a goleada do Inter sobre o São José: 4 a 1

 

A bola parada foi determinante na partida em que o Inter venceu o São José por 4 a 1, na tarde deste domingo, no Passo D'Areia, pelo Campeonato Gaúcho. Alex foi o destaque da partida, marcando dois gols e participando dos outros dois. Apesar da goleada, o confronto foi equilibrado.

 

A equipe do técnico Abel Braga soma 7 pontos, assume a liderança provisória do Grupo 2, e torce para o São Luiz não vencer o Veranópolis na próxima segunda-feira. O Zequinha, que pressionou mas não evitou a segunda derrota consecutiva, empaca nos três pontos.

No pequeno campo do Passo D'Areia, a marcação predominava nos primeiros instantes. O São José tinha trabalho para segurar Nilmar, e cometia muitas faltas. E foi na bola parada, aos 14 minutos, que o Inter fez 1 a 0. Na intermediária, Wellington Monteiro rolou para Alex, que acertou uma bomba no canto esquerdo. A equipe colorada controlava o adversário e rondava a área, embora não criasse chances de ampliar.

Alan e Fabiano faziam boas tabelas, mas paravam na sólida zaga do Inter. No final da primeira etapa, o Zequinha pressionou, e aos 45 empatou. Daril cobrou falta na direita e Júnior Paulista desviou de cabeça. Mal deu para comemorar e o time colorado, em lance semelhante, conseguiu o 2 a 1. Na bola parada Alex colocou na área e Marcão apareceu para escorar com o pé esquerdo.

O São José voltou do intervalo mostrando mais agressividade ofensiva, mas aos três minutos levou o 3 a 1. Alex cruzou da direita, a bola passa por toda a área e Iarley, no segundo pau, faz o gol de barriga. A partida era aberta, com o Inter aproveitando os espaços para criar bons contra-ataques. O Inter parecia melhor, mas a expulsão de Magrão, aos 19, devolveu o equilíbrio ao confronto.

Novamente Alex, o nome da partida, mostrou sua qualidade na cobrança de falta. Aos 25min, ele ajeitou a bola na meia-lua e acertou o ângulo direito e fez 4 a 1. Sem se abater, o Zequinha pressionou, mas exagerava nos lances pelos flancos e finalizava pouco. Com calma, o Inter se fechou na defesa e segurou a vitória até o final.

São José
Nei; Felipe, Bruno, Samuel e Kiko; Jonas, Daril (Toledo), Dênio (Jéferson) e Júnior Paulista; Alan (Rafael Xavier) e Fabiano
Técnico: André Luís

Inter
Renan; Sidnei, Índio e Marcão; Wellington Monteiro, Edinho, Magrão, Alex e Ramon (Andrezinho); Iarley (Adriano) e Nilmar (Jonas)
Técnico: Abel Braga

Data: 27/1/2008 (domingo)
Local: Estádio Passo D'Areia, em Porto Alegre
Árbitro: Anderson Daronco
Auxiliares: Sérgio Cordeiro Fiho e José Eduardo Calza
Cartões amarelos: Jonas, Felipe, Júnior Paulista (São José); Alex, Magrão (Inter)
Cartão vermelho: Magrão (Inter)
Gols: Alex (aos 14min), Júnior Paulista (aos 45min), Marcão (aos 47min do primeiro tempo); Iarley (aos 3min), Alex (aos 25min do segundo tempo)
Link to comment
Share on other sites

 

Nossa' date=' não sabia disso...

 

 

Hehe161616161616

[/quote']

 

Se não me engano foram dois irmãos paulistas que foram pra Porto Alegre e tentaram se associar ao Grêmio mas não conseguiram porque não eram descendentes de alemães, aí formaram o clube deles.

O pior é que muito colorado não sabe disso e fala merda de paulista. 06

 

agora eu entendi a grande rivalidade entre os dois 0606

 

Link to comment
Share on other sites

 

Nossa' date=' não sabia disso...

 

 

Hehe161616161616

[/quote']

 

Se não me engano foram dois irmãos paulistas que foram pra Porto Alegre e tentaram se associar ao Grêmio mas não conseguiram porque não eram descendentes de alemães, aí formaram o clube deles.

O pior é que muito colorado não sabe disso e fala merda de paulista. 06

Não apenas colorado mas gaymistas também, mostrando o quão bairristas são e que para Paulistas vencerem no sul eles tiverem que montar seu próprio time...Foda06

 

Link to comment
Share on other sites

    É real, o Angelo tem razão, veja só esse texto retirado do site oficial do Inter 1306:

 

O princípio do Clube do Povo

Data de fundação do clube: 4 de abril de 1909

historico_poppe.jpgA

origem do Sport Club Internacional está associada a três integrantes da

família Poppe: Henrique, José e Luis. Eles chegaram a Porto Alegre, em

1908, vindos de São Paulo, foi fácil abrir uma loja de roupas e logo

começar a ganhar dinheiro. A capital gaúcha se modernizava e progredia

rapidamente. Desde o fim do século XIX, possuía fábricas de máquinas,

tecidos, móveis e cerveja; há quatro anos os bondes elétricos tinham

substituído os puxados a burro; acabava-se de instalar iluminação

elétrica em todas as ruas do centro; e a população havia saltado de 73

000 habitantes em 1900 para 120 000 naquele ano de 1908.

Difícil mesmo para os Poppe foi serem aceitos como sócios em algum

clube da cidade. Jovens de 20 e poucos anos, eles queriam praticar

esportes, de preferência o futebol. Mas o Grêmio, que já existia há

seis anos, se fechou para eles. E também os clubes de remo, de tiro, de

tênis. A desculpa era sempre a mesma: gente recém chegada, pouco

conhecida... Aí, os irmãos Poppe se irritaram e resolveram fundar seu

próprio clube. Começa assim a história do Sport Club Internacional.

A Democracia

Os

discursos ouvidos nas reuniões sempre giravam em torno de um princípio

muito importante para os Poppe e para aqueles que ali estavam. O

Internacional estava sendo criado para brasileiros e estrangeiros, uma

clara alusão à política de discriminição dos outros clubes de Porto

Alegre. E esta democracia de acesso muito cedo oferecida pelo

Internacional é a melhor explicação para o fato de que estudantes e

empregados do comércio predominassem como jogadores do time. A cada domingo crescia o núcleo dos que iam apoiá-los contra seus adversários.

noticia1_fundacao.jpg

Notícia sobre a fundação do Sport Club Internacional veiculada no jornal Correio do Povo de 1909

As cores do Venezianos, o alvi-rubro do Inter surgiu do Carnaval

 

Nem todos ficaram de acordo com a cor da futura camisa do Clube.

Subdividiram-se em dois grupos como fora o carnaval daquele ano, a

decisão veio do carnaval de rua entre Venezianos e Esmeraldinos, um

vermelho, outro verde. Justamente as cores pretendidas, ou uma ou

outra. O resultado da votação tirou da ata de fundação os que defendiam

o verde. Mas o racha não esvaziou a reunião, muito menos o Clube. Ficou

vermelho e branco para o resto da vida. E, ao contrário dos times de

guris que viram o clube de salinha e campo emprestado, o Internacional

cumpriu o esforço de eternidade de seu ato de fundação e já completa 98

anos de existência, uma promessa talvez muito maior que a dos Poppe e

dos seus amigos do 2º Distrito.

 

simbolos_escudo.gif

O símbolo do S. C. Internacional

Como nasceu o símbolo colorado?

O

primeiro símbolo do Sport Club Internacional era formado com as

iniciais - SCI - bordadas em vermelho sobre o fundo branco, sem a borda

também vermelha que apareceu logo em seguida. Já na década de 50

aconteceu a inversão, com a combinação de letras passando a ser branca

sobre o fundo vermelho. Hoje, sobre o distintivo, o clube ostenta

orgulhosamente as suas seis estrelas: três campeonatos brasileiros, uma

Copa do Brasil, a Copa Libertadores da América e o título Mundial

Interclubes.

 

Primeiros dirigentes: entre eles, um presidente de 17 anos

O

primeiro presidente do Sport Club Internacional surpreendia pela idade.

João Leopoldo Seferim tinha 17 anos quando foi eleito para comandar o

Clube. Mas, o presidente de honra tinha que ser mais velho e com

prestigio indiscutível na cidade. E assim ocorreu. Foi escolhido para o

cargo o diretor da Limpeza Pública e líder político distrital, capitão

Graciliano Ortiz, para vice-presidente, Pantaleão Gonçalves de

Oliveira. Legendre das Chagas Pereira, 1° secretário; Manoel Lopes da

Costa, 2º secretário; Antonio Cícero, 1° tesoureiro; Waldemar Fachel,

2° tesoureiro; Henrique Poppe Leão, orador oficial; e Irineu dos Santos

Luis Madeireira Poppe, e Alcides Ortiz, integrantes da comissão de

campo completavam a diretoria.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Exame confirma estiramento muscular, e Nilmar só volta em março

 

As previsões se confirmaram e o atacante Nilmar volta a ser desfalque do Inter. Nesta segunda-feira o jogador realizou exame de ressonância magnética, que acusou uma ruptura no músculo posterior da coxa esquerda. O Departamento Médico do clube diz que ele só retorne aos gramados em março.

 

Contratado na metade de 2007, o atleta pouco atuou com a camisa colorada. Na temporada passada ele vinha de cirurgia no joelho e só participou de metade de duas partidas. Neste mês, vinha como titular, mas se machucou no último domingo, na vitória de 4 a 1 sobre o São José, pelo Campeonato Gaúcho.

Na tarde desta segunda-feira a ressonância magnética confirmou o estiramento muscular. "Ele vai fazer tratamento, que é basicamente repouso e exercício localizado. A previsão é que volte aos trabalhos normais em quatro semanas. É uma lesão importante, que vamos reavaliando com o tempo", declarou o médico Paulo Rabelo.

Entretanto, Nilmar só deve participar de coletivos em um período ainda mais longo. "O atleta fará treinos fortes em um mês, talvez com bola, mas não significa que estará liberado para o treinador", acrescentou Rabelo.

Assim, o atacante será desfalque nas partidas contra Juventude (1/2), Brasil de Pelotas (10/2), Guarany de Bagé (16/2), São Luiz de Ijuí (19/2 e 23/2), pelo Gauchão, e também a estréia na Copa do Brasil (27/2), contra o Nacional-PB. Só a partir da segunda rodada do returno Estadual, contra o Guarany (2/3), ele tem chance de ser aproveitado.
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Inter dá show em Pelotas e aplica goleada de 5 a 0 no Brasil

 

Num jogo em que não faltou gols, o Inter conseguiu a primeira vitória no Interior ao superar o Brasil neste domingo, por 5 a 0, em Pelotas, pelo Campeonato Gaúcho. A atuação foi segura, e os contra-ataques garantiram o resultado. Iarley, autor do terceiro, se isolou na artilharia da competição, e Bustos, que fez sua estréia, fechou o placar.

 

A derrota complica a equipe pelotense, que permanece com apenas três pontos no Grupo 2 e ainda corre risco de rebaixamento. O clube da capital chega aos 10 pontos, volta a se aproximar da liderança, e se redime do tropeço na última rodada, quando levou 1 a 0 do Juventude em pleno Beira-Rio.

Com menos de dois minutos o Inter já criara o primeiro lance de perigo. Em jogada ensaiada, Iarley tocou para Alex, que dominou no peito e chutou raspando o poste esquerdo. O Brasil controlava o meio de campo e chegava no ataque com força. Aos 12min, Ivanildo chutou de longe, a bola ficou com Tiago Simplício, que completou para as redes, mas o árbitro marcou corretamente impedimento.

As investidas, de ambas as partes, aconteciam pelas pontas. Poucos eram os arremates a gol, mas o perigo rondava as duas metas. E o gol colorado saiu aos 27, quando Guiñazu cruzou da esquerda, Alex dominou, puxou para a perna esquerda e colocou com perfeição no canto direito. Os donos da casa foram pra cima, pressionaram, mas foram para o intervalo sem conseguir igualar o marcador.

"Estamos tocando bem a bola, mas erramos o último passe. Vamos caprichar a finalização para fazer mais gols", destacou o atacante Fernandão.

O Brasil voltou para o segundo tempo mais agressivo, mantendo a pressão. Aos 7, Cláudio Milar recebeu lançamento, e Renan mostrou confiança ao sair do gol e driblar o atacante para evitar o empate. E foi num escanteio ensaiado que o Inter chegou aos 2 a 0. Alex tocou para Wellington Monteiro, que cruzou na pequena área e Marcão desviou para o gol.

O segundo gol deixou o jogo mais aberto, com menos faltas e lances de perigo para os dois lados. Num contra-golpe aos 26 Iarley fez o terceiro gol. Sozinho na direita, o atacante arrancou em direção ao gol, e na marca do pênalti bateu no canto direito. Aos 33 Marcão tabelou com Alex e chutou cruzado para fazer 4 a 0. Abalado, o Brasil viu, aos 34, Alex cruzar da esquerda, Fernandão escorar para Bustos, que bateu no canto direito para decretar os 5 a 0 e a vitória com autoridade.

Brasil
Rodrigo Silva; Airton (Flavinho), Régis, Alex Martins e Raone; Ivanildo (Alan Mineiro), Pedro Ayub, Carlos Alberto e Tiago Rodrigues; Cláudio Milar e Michel Simplício (Hyantony)
Técnico: Suca

Inter
Renan; Sidnei, Orozco e Marcão; Wellington Monteiro (Bustos), Edinho, Magrão, Guiñazu (Andrezinho) e Alex (Gil); Fernandão e Iarley
Técnico: Abel Braga

Data: 10/02/2008 (domingo)
Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas
Árbitro: Fabrício Neves Corrêa
Auxiliares: José Carlos Oliveira e Carlos dos Santos Bittencourt
Cartões amarelos: Michel Simplício, Alex Martins, Cláudio Milar (Brasil); Iarley, Marcão (Inter)
Cartão vermelho: Cláudio Milar (Brasil)
Gols: Alex (aos 27min do primeiro tempo); Marcão (aos 13min e aos 33min), Iarley (aos 26min), e Bustos (aos 34min do segundo tempo)
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...