UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Administrator

Carros

Recommended Posts

Eu também fiquei maluco ' date=' Bronson . Eu só fui levar meu carro na concessionária para um pequeno ajuste e o vendedor me convidou para dar uma volta, a fim de conhecer . Claro que não me fiz de rogado , não é ? 06[/quote']

 

bão, deve ter sido um test drive e tanto10

 

quanto custava essa máquina amigo Ramius?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom , essa era uma SLK 200 ( motor 1.8) , portanto nem é tão cara ( para uma Mercedes conversível , claro ) : R$ 220 mil .

Agora ela tem uma "irmãzinha" chamada SLK 350 ( motor 3.5 ) que custa em torno de R$ 320 mil .

Se a 200 já se comporta da maneira que vi , imagina a 350 .131313

Share this post


Link to post
Share on other sites

Auto dos sonhos

Qual o significado de sonhar com veículos? Especialista dá algumas dicas

(19-06-2008) – Você já sonhou com carro, moto, bicicleta, avião, disco voador, caminhão, ônibus, barco ou qualquer outro meio de transporte? É bem provável que sim. Talvez por estar tão presente no cotidiano e ter significados bem definidos em nossa cultura, os veículos são alguns dos símbolos muito usados pelo inconsciente.

Motorista, passageiro ou apenas espectador, tendo ou não relação direta com as rodas. Não importa. Nas palavras de Jung “o sonho é o teatro onde o sonhador é, ao mesmo tempo, o ator, a cena, o regente, o autor, o público e o crítico.”

Para tentar penetrar no mistério dos sonhos e entender o que essas imagens automobilísticas podem revelar, entrevistamos o psicólogo e filósofo pela Universidade de São Paulo, Ascânio Jatobá, psicoterapeuta junguiano e professor do Grupo de Estudos dos Sonhos C. G. Jung, realizado há 18 anos em São Paulo.

____________________________

WebMotors: para que servem os sonhos?
Ascânio Jatobá: os sonhos servem como respostas para os problemas humanos. Eles são o caminho para uma vida com sentido, pois apontam para nossa essência. São presentes da natureza para que vivamos de acordo com as leis da vida. Afinal, a vida quer que vivamos plenamente e sigamos o caminho do herói, traçado por todos os que já viveram antes de nós. Lutando bravamente, tornaram-se indivíduos únicos e atingiram uma plenitude que atestam ter valido a pena.

WebMotors: todo mundo sonha?
Ascânio Jatobá: se não sonhamos, adoecemos. O sonho tem uma função biológica, auto-reguladora e ocorre todas as noites, mesmo que não consigamos nos lembrar deles. Quando lembrados e usados no processo de autoconhecimento, os sonhos desempenham um papel de orientação e cura.

Há pessoas que dizem não sonhar; porém, se forem observadas enquanto dormem – e isso é feito em laboratórios de fisiologia do sono – elas apresentarão pequenos movimentos nos olhos, o que os cientistas chamam de movimento REM (do inglês, Rapid Eye Movement). Nesse momento, elas estão sonhando.

Durante oito horas de sono, temos cerca de cinco sonhos, o que totalizam, aproximadamente, 90 minutos. Se pensarmos estes números para uma vida de 60 anos, dormimos 20 anos e sonhamos entre 4 e 5 anos.

WebMotors: por que nem sempre nos lembramos dos sonhos?
Ascânio Jatobá: uma das causas mais freqüentes para não nos lembrarmos dos sonhos é acreditar que eles não têm valor. Quando iniciamos uma terapia em que os sonhos são valorizados, a lembrança fica mais recorrente.

Determinados hábitos também podem colaborar para o esquecimento. Tomar medicamentos para dormir, bebidas alcoólicas ou dormir sempre muito cansado são alguns deles.

Quem tem dificuldades para se lembrar dos sonhos pode recorrer a rituais, como colocar caderno e caneta ou gravador ao lado da cama. Depois de ter anotado o primeiro e ter feito algum trabalho de conscientização sobre o seu significado, é provável que muitos sonhos sejam lembrados.

WebMotors: é comum ouvir dizer que as imagens do sonho – como os meios de transporte – são símbolos. O que significam?
Ascânio Jatobá: o símbolo é a linguagem universal que o inconsciente usa para se comunicar com isso que chamamos de “eu”, isto é, o ego, o sujeito do conhecimento, que ocupa o centro da consciência.

Os símbolos são todos os elementos que compõem os sonhos. Na definição de Jung ,“o símbolo é a melhor expressão possível daquilo que ainda é desconhecido”. O inconsciente que se manifesta pelo símbolo é o mesmo que se manifesta pelos sintomas, pelas doenças. Dentro dessa lógica, o ego tem um papel importantíssimo na vida, pois é ele que precisa aprender a se defender dos perigos externos e internos. Sua tarefa é ajudar-nos a fazer escolhas acertadas a cada novo desafio.

WebMotors: embora um mesmo objeto assuma simbolismos diferentes para quem sonha, podemos achar um significado comum nos sonhos com meios de transporte?
Ascânio Jatobá: primeiro é necessário deixar claro que o significado dos sonhos com meios de transporte está intimamente ligado com a experiência de cada sonhador. Para um mecânico que trabalha o dia inteiro consertando carros, sonhar com determinado veículo terá um significado diferente daquele sonhado pelo dono do veículo quebrado ou, de outra pessoa que sonha que vai comprar um veículo daquela marca. O significado comum dos sonhos com meios de transportes pode se tornar tão amplo como a própria vida, pois estes sonhos estão falando de algo que acontece na vida do sonhador sem o qual não seria possível conceber a vida: o movimento.

WebMotors: que diferentes significados, por exemplo, podem ser tirados do sonho com meios de transporte?
Ascânio Jatobá: Vários significados diferentes podem ser tirados de um mesmo símbolo ao longo da vida de uma pessoa. Por exemplo; sonhar com bicicleta (individualidade) aos 20 anos de idade pode significar necessidade de independência do jovem em relação à sua família.

O mesmo sonhador pode sonhar que está viajando em um ônibus (coletividade), e o símbolo estar se referindo a sua recente inserção na faculdade ou mesmo em uma empresa.

O jovem trabalha há 10 anos nessa primeira empresa e é provável que, nesse período, ele sonhe com mais freqüência com caminhão (transporte de mercadorias, veículo de trabalho).

Um dia, cansado da rotina do trabalho, ele pode ter um sonho compensatório onde está pilotando uma moto (livre arbítrio, liberdade de traçar seu próprio caminho, velocidade).

Este jovem, dependendo da sua personalidade, pode não gostar de arriscar, no que diz respeito a mudar de emprego, e então, se deixa levar pela imaginação, o pensamento voa e, à noite, sonha com avião (fantasia livre e solta, inflação, megalomania, excesso, transgressão).

Este mesmo jovem, aos 40 anos, pode sonhar com bicicleta (caminhar só onde se é o próprio motor do movimento). Nessa altura da vida a bicicleta talvez seja o símbolo da necessidade de individuação, ou seja, a busca da própria individualidade, de ser aquilo que ele realmente é com o menor número de interferência dos valores coletivos em sua vida.

WebMotors: faz diferença sermos motorista ou passageiro no sonho?
Ascânio Jatobá: ser motorista ou passageiro reflete uma relação de polaridades que precisa ser entendida no seu contexto. Um cliente pode me contar um sonho em que ele dirige o seu carro (processo em andamento, corpo, materialidade, grupo), transportando alguns membros de sua família. Então, uma peça do carro se quebra e ele pega um táxi para encontrar o mecânico mais próximo. No mesmo sonho, ele é o motorista, e isso pode significar que ele dirige a família, mas algo inesperado ocorre e é necessário recorrer à direção momentânea de um taxista para achar a solução do problema. O motorista do táxi pode ser um símbolo para o terapeuta e é muito freqüente este tipo de sonho no início de uma analise.
O mecânico pode simbolizar aqueles aspectos do sonhador que, se mobilizados, conhece o caminho do conserto, o caminho da cura da dificuldade.

WebMotors: a cor do veículo e o local onde estamos importa?
Ascânio Jatobá: nos sonhos, as cores refletem as emoções do momento. O local traz referência à instância de nosso ser que estamos transitando. Por exemplo: viajar em uma estrada de terra, que atravessa uma grande floresta, é um símbolo freqüente nos sonhos (e nos contos de fadas) para um caminho ancestral pelo inconsciente cheio de vida. Transitar por movimentada avenida de uma metrópole indica um acontecimento que se dá no âmbito da consciência do sonhador, pois a metrópole é uma construção humana.

WebMotors: você poderia dar um exemplo de sonho com carro e uma provável análise?
Ascânio Jatobá: Há cerca de 10 anos, um cliente, que sonhava muito com carro, contou que, no sonho, dirigia o carro de sua esposa e, de repente, teve que parar, pois a cruzeta do carro havia quebrado. Para que eu entendesse qual era a peça do carro, o cliente chegou a improvisar um desenho.
Trabalhamos com algumas amplificações para o símbolo da cruzeta quebrada como: cruz, encruzilhada, união dos opostos, casamento etc. Na época, a família estava, aparentemente, bastante unida, pois havia acabado de perder um ente muito querido em situação trágica.
Dois anos depois, por iniciativa da esposa, o casamento de mais de 20 anos foi desfeito e, só então, foi possível entender esse sonho premonitório. Ele preparava, com bastante antecedência, o desenlace final dos acontecimentos no momento do sonho.

WebMotors: o que dizer das interpretações de sonhos da cultura popular? Ex: sonhar que alguém morre é sinal de saúde para a pessoa etc. Deve-se ignorar essas interpretações ou elas têm realmente algum fundamento?
Ascânio Jatobá: A sabedoria popular, assim como os dicionários de símbolos, devem ser valorizados como mais um aspecto possível na tarefa de desvendar os sonhos. No entanto, quem nunca amou e quiser saber o que é o amor pesquisando em dicionários vai ter apenas uma vaga idéia do que é o amor.

O sonho traz em si mais informação do que imaginamos, pois ele vem de uma região do ser que é total, de uma natureza que, segundo a ciência, vem evoluindo há 13,7 bilhões de anos e que, ao criar o sonho, leva em conta informações que não são conhecidas do sonhador. Os sonhos devem ser considerados como uma fonte que nunca para de jorrar significados. Todas as vezes que nos debruçamos sobre eles, adquirimos novas percepções e conhecimentos a respeito de nós mesmos, o que leva a uma ampliação da consciência.

_________________________
Grupo de Estudos dos Sonhos C. G. Jung – www.cursodesonhos.com
Ascânio Jatobá – [email protected]
Rua Santo Antonio, 1271 - Bela Vista - São Paulo – SP
Telefone: (11) 3104-2345

Share this post


Link to post
Share on other sites

Twike, o pedalinho suíço do asfalto

Triciclo hoje fabricado na Alemanha conjuga pedais e eletricidade para se mover

(19-06-08) - O futuro dos automóveis, com preços de combustíveis cada vez mais altos e sem previsão de parar de crescer, se tornou uma incógnita. Há quem aposte em modelos elétricos e até quem aposte em tração humana, ou seja, bicicletas. Como ainda não há um padrão estabelecido para nada, há espaço para todas as soluções, até uma que conjugue motor elétrico e pedais. Duvida? Então conheça o Twike.

Seu maior diferencial em relação aos modelos elétricos convencionais é justamente a presença de pedais (opcionais) que permitem ao condutor “ajudar” o motor elétrico a rodar por mais tempo. Para os chegados a uma boa forma física, também pode ser um poderoso auxiliar, ainda mais considerando que o peso total do Twike é de 450 kg, contando o conjunto de baterias, que pode pesar até 184 kg. Quem tiver de chegar arrumado ao trabalho é que não deve ser muito fã da idéia, por mais que a consciência fique ambientalmente tranqüila.

Concebido na Suíça em 1996, esse pedalinho do asfalto hoje é fabricado na Alemanha. Diferentemente do Pompéo, que tem duas rodas na frente e uma atrás, para impulsão, o Twike tem duas rodas atrás, também motrizes, e apenas uma na dianteira, direcional. Todas são rodas de motocicleta de aro 16”, 20 x 2,25 na dianteira e 20 x 2,5 na traseira.

Com 2,65 m de comprimento, o Twike comporta apenas duas pessoas, mas não pense que o passageiro tem direito a alguma cortesia. Se for preciso, ele também pode pedalar o Twike. Com motorista e passageiro pedalando, a autonomia do carrinho, que é de cerca de 80 km só com a carga das baterias de níquel-cádmio (150 km com baterias de íons de lítio), pode ser ampliada em até 50%.

Além de mais eficientes, as baterias de íons de lítio são mais leves (17,5 kg, contra 48 kg das baterias de níquel-cádmio). O tempo de recarga, em 230 V, é o mesmo para as duas: cerca de duas horas. Em uma hora, as baterias já oferecem autonomia suficiente para rodar em percurso urbano a até 85 km/h. A velocidade máxima bastante baixa limita o uso do Twike em estradas, ainda que ele seja licenciado para rodar como um carro normal.

O que também não é normal no Twike é o jeito de conduzi-lo. O carro não tem partida nem chave, mas sim um código, como se fosse um caixa eletrônico, para começar a rodar. Com o motor acionado, o que muda é o jeito de esterçar. Não há volantes, mas sim um joystick. Quem já dirigiu garante que é muito fácil. Quem não teve a oportunidade se pergunta como é o sistema.

O fato é que, desde o início de sua produção, já foram vendidas mais de 700 unidades do Twike, um número alto, considerando seu caráter para lá de alternativo e seu preço salgado. Na Europa, o modelo mais simples (sem os pedais) custa € 15,2 mil, o mesmo preço de um Fiat Bravo ou de um VW Golf. Seja qual for o futuro, por ora pode-se dizer que ele não vai ser exatamente barato. Quem sabe mais adiante?

abre-Twike.jpg 2-Twike_pequeno.jpg 3-Twike_pequeno.jpg 4-Twike_pequeno.jpg 5-Twike_pequeno.jpg 6-Twike_pequeno.jpg 7-Twike_pequeno.jpg 8-Twike_pequeno.jpg 9-Twike_pequeno.jpg 10-Twike_pequeno.jpg 11-Twike_pequeno.jpg 12-Twike_pequeno.jpg 13-Twike_pequeno.jpg 14-Twike_pequeno.jpg 15-Twike_pequeno.jpg 16-Twike_pequeno.jpg 17-Twike_pequeno.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Conheça os carros de alguns presidentes e líderes mundiais

Ford Fusion é o novo carro oficial do presidente Lula.
Bush anda de Cadillac, Sarkozy varia as marcas e a Rainha Elizabeth tem um Bentley.

Do G1, em São Paulo ico_email2.gifentre em contato

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA

Foto:%20Andre%20Dusek/AEico_ampliar.gif

Andre Dusek/AE

Quatro Fusions Ford foram usados pela comitiva que acompanhou Lula (Foto: Andre Dusek/AE)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva começou a usar nesta semana um novo modelo de carro presidencial. Em substituição ao Chevrolet Ômega, chega o Ford Fusion. Importado do México, o sedã de luxo é vendido no Brasil por cerca de R$ 84 mil.

Com isso, a Ford dá o troco na Chevrolet e volta a ser a marca “presidenciável”, posto que ocupou na década de 70 e início dos anos 80, com o luxuoso Landau, que, na época, acabou substituído pelo rival Opala.

O Presidente da República ainda tem um outro carro à disposição, um Rolls Royce ano 1953. A relíquia, porém, é usada apenas nos desfiles de posse dos presidentes e durante as comemorações da Independência. Veja os modelos utilizados por alguns dos importantes governantes mundiais:



 

Foto:%20AFPico_ampliar.gif

AFP

A limousine Cadillac de George W. Bush (Foto: AFP)

 Estados Unidos

O atual carro do presidente George W. Bush é um Cadillac DTS limousine, modelo 2006, feito à mão sobre uma plataforma GM de tração integral. O modelo é blindado com a mais forte proteção contra armas de fogo e bombas, além de possuir filtros especiais no ar-condicionado contra ataques químicos.


Foi usado pela primeira vez no dia 20 de janeiro de 2005, durante o desfile de inauguração do segundo mandato de Bush. Duas unidades ficam à disposição do presidente, que escolhe em qual vai andar momentos antes de partir para o compromisso – o outro segue junto para despistar. O modelo roda sempre com gasolina americana e faz 7,6 km/l.


Em 2009, o Cadillac DTS limousine será utilizado por um dos dois candidatos à presidência: Barack Obama, que atualmente dirige um Chrysler 300C, ou John McCain, que já está acostumado com a marca, pois tem na garagem um Cadillac CTS.


 

Foto:%20Divulgaçãoico_ampliar.gif

Divulgação

A rainha Elizabeth II anda em uma limousine da Bentley (Foto: Divulgação)

 Inglaterra

A rainha Elizabeth II da Grã-Bretanha usa um Bentley Arnage modificado para limousine, ficando 91 centímetros mais longo, 25 cm mais alto e 15 cm mais largo que o modelo de origem.

 

O veículo é equipado com um motor V8 de 6,75 litros e 400 cavalos de potência, que leva o blindado de quatro toneladas aos 210 km/h de velocidade máxima. O modelo tem “portas suicidas”, que abrem no sentido contrário ao normal, com ângulo de 90 graus para facilitar o embarque e desembarque da alteza britânica.


 

Foto:%20Divulgaçãoico_ampliar.gif

Divulgação

A limousine  Mercedes-Benz S600 (Foto: Divulgação)

 Alemanha

O carro oficial da chanceler alemã Angela Merkel é uma limousine da Mercedes-Benz no modelo S 600 Guard. O sedã de luxo é o topo de linha da marca da estrela de três pontas, que transporta os governantes alemães há várias décadas.

 

Antes do moderno e luxuoso S 600, modelos da série 300, o “Adenauer” e “Pullman” marcaram época servindo o país germânico.

 


 

Foto:%20Divulgaçãoico_ampliar.gif

Divulgação

Nicolas Sarkozy anda de Peugeot 607 (acima), Citroën C6 e Renault Vel Satis (Foto: Divulgação)

 França

Em uma estratégia que agrada a gregos e troianos, o governo francês não escolheu apenas um modelo para ser o carro oficial. O primeiro-ministro Nicolas Sarkozy varia seu transporte entre modelos de luxo das três montadoras do país.

 

A Citroën fornece o modelo C6; da Peugeot, Sarkozy usufrui do sedã 607, que tem até um teto retrátil; completando a lista, o presidente anda ainda no Renault Vel Satis.

 


 

Foto:%20Divulgaçãoico_ampliar.gif

Divulgação

Lexus 600h, o carro híbrido do príncipe Albert II, de Mônaco (Foto: Divulgação)

 Mônaco

O príncipe Albert II, de Mônaco, prioriza a questão ambiental em seu transporte oficial. O modelo escolhido foi o sedã de luxo Lexus 600h, com sistema híbrido de combustível. Além dele, o príncipe ainda utiliza o Toyota Prius, primeiro veículo ecologicamente correto do mercado, além de outro Lexus, também híbrido, o RX 400h. Em momentos de fraqueza, porém, não resiste em tirar da garagem um clássico modelo da Bentley, que não economiza em beber galões de gasolina.

 


 

Foto:%20Divulgaçãoico_ampliar.gif

Divulgação

Maserati Quattroporte é o modelo usado pelo premiê Silvio Berlusconi (Foto: Divulgação)

 Itália

O carro oficial do primeiro ministro italiano Silvio Berlusconi é um Maserati Quattroporte, sedã de luxo da marca do tridente.

 

Mas as vedetes da frota que serve os governantes ainda são as quatro unidades do limousine Lancia Flaminia encomendadas em 1961, para a visita da rainha Elizabeth II à Itália. Com design do estúdio Pininfarina, os Lancia são utilizados até hoje em ocasiões especiais.

 

 


 

Foto:%20Divulgaçãoico_ampliar.gif

Divulgação

Audi A8 é o carro oficial de José Luis Zapatero (Foto: Divulgação)

 Espanha

Sim, a Espanha tem uma marca nacional de automóveis: a Seat. Os carros que servem o primeiro ministro hispânico, José Luis Zapatero, são alemães da Audi. Não, não é um contra-senso, uma vez que a Seat não fabrica modelos de alto luxo e, além disso, foi comprada pela Audi. O sedã A8 foi comprado por 380 mil euros, em março de 2005, e possui pneus que rodam furados, comunicações via satélite, blindagem nível seis e outras características mantidas em segredo.

 


 

Foto:%20APico_ampliar.gif

AP

O papamóvel de Bento XVI (Foto: AP)

 Vaticano

O Papa Bento XVI utiliza um modelo modificado a partir de um utilitário esportivo Mercedes-Benz ML 430. O “papamóvel”, porém, foi recebido pelo seu antecessor, João Paulo II, em junho de 2002. Após a morte do antigo Papa, em abril de 2005, tanto a Volkswagen quanto a Audi se ofereceram a fabricar um novo modelo para Bento XVI. O pontífice, porém, recusou a oferta, afirmando que iria continuar usando o mesmo modelo e sugeriu que as empresas fizessem doações para a caridade.


 

Foto:%20Divulgaçãoico_ampliar.gif

Divulgação

O imperador do Japão Akihito usa a limousine Toyota Century Royal (Foto: Divulgação)

 Japão

O veículo utilizado pelo imperador do Japão, Akihito, é o exclusivíssimo Toyota Century Royal, vendido por US$ 500 mil (na versão de fábrica), com mais de seis metros de comprimento. É o único modelo japonês equipado com motor V12. No caso, um 5 litros de 350 cavalos de potência. Os detalhes feitos à mão incluem até uma soleira de granito nas entradas das portas traseiras. O carro foi usado pela primeiro vez no dia 15 de agosto de 2006, quando o Imperador participou da comemoração do aniversário de fim da Segunda Guerra Mundial. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

To de volta Marko.

 

 

 

Angelo, em termos de tecnologia, este Gol está a anos luz de qualquer outra geração do Gol. As gerações anteriores (que na verdade não passavam da mesma geração com face-lift) mantinham a mesma base desde que o carro foi lançado no começo dos anos 80! Defeitos de projeto como motor longitudinal (que roubava muito espaço do habitáculo, percebam como o cofre do antigo Gol era imenso) e volante torto foram consertados. Esse novo Gol usa base e motor de Fox e Polo. Isso para o Gol é um avanço tremendo.

 

 

 

Parabéns para a VW, finalmente modernizou o Gol e conseguiu fazer ele chegar perto dos outros veículos da categoria ( 06.gif ).

Share this post


Link to post
Share on other sites

O bom na VW é que você compra Kombi por 30 mil (precinho camarada da VW) e ganha "mimos" como o painel ultra-legível do CrossFox que custa uns 60 mil.

 

 

 

Você compra Gol por 30 mil (precinho camarada hein VW?) e ganha base e motor de Golf (que é a mesma base do Fox e do Polo e agora do Gol 06.gif ).

 

 

 

Acho que é por isso que a VW é tão cara, você compra Gol e na verdade está comprando Golf com alguns equipamentos a menos (boa sorte pra que pagou uns 80 mil num Golf completo hahahaha). 06.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

'Forbes': veja os carros que celebridades bilionárias dirigem

A revista americana Forbes elaborou uma lista sobre carros e pesquisou quais foram as escolhas de donos que, quando o tema é preço, não há problema na hora de decidir. A publicação selecionou as máquinas que alguns dos homens mais ricos do mundo dirigem. Entre Ferrari, Porsche, Mercedes e Bugatti, também há espaço para automóveis mais simples, como Lincoln ou Saab.

» Veja fotos dos bilionários e seus carros ico_foto_preto.gif
» Antônio Ermírio é o mais rico do Brasil
» Eike diz que tem "complexo de Schumacher"
» Buffett passa Bill Gates e é o mais rico do mundo

Atualmente o homem mais rico do mundo, pela lista da Forbes, o investidor americano Warren Buffet, 77 anos, que possui uma fortuna estimada em US$ 62 bilhões, se contenta em dirigir um Cadillac DTS 2006, segundo a revista. Antes, ele possuía um Lincoln Town Car 2001, que leiloou no site eBay e doou o dinheiro arrecadado a uma instituição de caridade.

O Cadillac DTS é um sedã equipado com um motor V8 de 4.6 l, capaz de gerar 275 cavalos de potência. Com um câmbio automático de quatro marchas, o carro custa US$ 41,9 mil.

Para Bill Bartmann, autor do livro Segredos dos Bilionários para o Sucesso, não é surpresa que Buffet tenha feito uma escolha modesta. "Normalmente, não são os bilionários que procuram status com uma Lamborghini ou uma Ferrari na garagem, mas pessoas com patrimônio entre US$ 10 milhões e US$ 50 milhões", disse Bartmann à Forbes.

Por outro lado, o empresário Donald Trump, 61 anos, número 368 entre os mais ricos, com US$ 3 bilhões, optou por uma Ferrari. Apesar de ter quase 1,9 m de altura, o americano dirige o apertado esportivo de dois lugares F430 para passeios aos finais de semana em Nova York.

Com um motor V8, a Ferrari vermelha de Trump faz de 0 a 100 km/h em 4 segundos e atinge velocidade máxima de 315 km/h. Na Itália, o carro custa US$ 240 mil.

O empresário também possui um Rolls-Royce Phantom 2007, que fica em Palm Beach, na Flórida. O automóvel possui um motor V8 de 450 cavalos, fazendo de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos.

O estilista Ralph Lauren vai além. Fanático por carros, ele possui uma coleção de máquinas superpotentes e automóveis antigos. Entre as raridades estão um Blower Bentley 1929, um Bugatti Type 57SC 1937, uma Ferrari 375 Plus 1954, um Mercedes-Benz 300 SL 1955 e um Porsche 959 1988.

Número 253 no ranking de mais ricos, com US$ 4,2 bilhões, Ralph Lauren comprou dois Porsches 911 GT3. Com 415 cavalos de potência, o carro faz de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos e atinge velocidade máxima de 310 km/h. Seu preço, nos Estados Unidos, é de US$ 107 mil.

Outra máquina de Lauren é uma Bugatti Veyron 16.4, que possui 1.001 cavalos e atinge velocidade máxima de 400 km/h. Custando US$ 1,25 milhão, é o veículo de série mais rápido do mundo.

Já o empresário Richard Branson, a exemplo de Buffet, não se apega aos automóveis. Apesar de o britânico estar em 236º na lista de mais ricos do mundo, com US$ 4,4 bilhões, possui um Humber Super Snipe conversível 1949 e um Saab que não soube confirmar qual versão é.

"Eu não dirijo carros impressionante. Eu tenho um Saab, que é eficiente em consumo de combustível", disse Branson à Forbes. "Também tenho um Humber Super Snipe, que é um carro divertido. Comprei por US$ 2 mil há 20 anos. Me apaixonei por ele".

Bill Gates, dono da Microsoft, é o terceiro homem mais rico do mundo, segundo a Forbes, com US$ 58 bilhões. Seu carro é um Porsche 911 Cabriolet 1999, que é o modelo anterior à reformulação do automóvel, ocorrida em 2005.

A máquina de Gates possui um motor de 3,4 l, com 296 km/h. O carro possui como opções de transmissão automática de cinco marchas ou manual de seis velocidades e custa, no mercado americano, cerca de US$ 37 mil.

Já o empresário brasileiro Eike Batista, pela última lista da Forbes, era o 142º homem mais rico do mundo, com fortuna de US$ 6,6 bilhões. De acordo com a Época Negócios, sua Mercedes-Benz SLR McLaren de US$ 1,2 milhão fica estacionada em uma das seis salas de sua mansão no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro.

Sob o capô, o carro de Batista é equipado com um motor V8 de 5,5 l que desenvolve 628 cavalos de potência. O SLR leva 3,8 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h e passa a marca dos 200 km/h depois de 10,6 segundos. A Mercedes tem uma velocidade máxima de 334 km/h.

 

Divulgação

A Ferrari do empresário Donald Trump atinge velocidade máxima de 315 km/h

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Causo" contado por um conhecido meu ao visitar sua sogra . Ele tem uma Mercedes 300E ano 88 ( que vale no máximo uns 30 mil )

Sogra : Por quê você insiste em andar nesse carro velho . Você pode . Por quê não compra um carro novo ?

 

Ele : Não existe carro novo de R$ 30 mil

 

Sogra : Existe sim : Gol , Corsa , Uno , Pálio ......

 

Ele : Até agora você não disse o nome de nenhum carro ....

 

A sogra se calou 060606

Share this post


Link to post
Share on other sites

Thiago Araújo , para não perder o foco vou te responder aqui :

Se EU , Marko Ramius , tivesse que comprar um carro de até 35.000 , seria uma Mercedes deste valor . Obviamente não seria um carro 0km , mas depois que se dirije uma , não se consegue mais chamar qualquer outra coisa de carro . Eu sei que a manutenção é cara e etc ....mas é o que EU faria . Compraria uma W202 .

Mas se VOCÊ  faz questão de um carro 0km até esse preço , eu te aconselharia a gastar um pouquinho mais e pegar um C3 . Acho que é o carro mais completo da categoria , tem a qualidade Citröen ( que não é nenhuma  MB , mas é boa 02)  2 anos de garantia .

Não sei qual o tempo que pretende ficar com seu carro. Se for como eu ( uns 3 anos ) acredito que tenha custo 0 de manutenção neste período . Obviamente descontando as manutenções que independem de defeito como troca de óleo , filtros , etc ...

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×