Jump to content
Forum Cinema em Cena

Imposto de Renda


Recommended Posts

Chegou a época do IR. Fiz uma rápida simulação, e além do q já ficou retido vou ter que pagar mais cerca de R$760,00 . Considero ridículo e vergonhoso, nojento mesmo ter q pagar IR ganahando uma merreca e principalmente sabendo q meu suado dinheiro vai pra cartão corporativo, mensaleiros e patifes de Brasília em geral. Alguém dirá q em certos países o IR morde ainda mais do q aqui, o q é verdade. Mas nesses lugares vc está pagando pra ter. O q vc paga de impostos volta em forma de educação,segurança, saúde, etc... Aqui além do imposto eu pago pela minha própria educação, pago pela saúde e não tenho segurança, pq aqui o governo só cobra, não dá nada em troca; é revoltante...

O q vcs acham?

 

 

Link to post
Share on other sites

Sempre faço as duas pra ver no q dá... Dessa vez só fiz a simples.,... Acho q vou resolver meu IR no próximo finde, qdo tiver um tempinho, aí vou fazer na completa tb e ver como fica...

 

No teu caso.. Vc tem uma empresa; não??

Vc paga um IR da empresa e depois um IR pessoa física sobre o pro labrore? É isso??  É toda essa atolação ou to enganado??

 

 

Link to post
Share on other sites
Sempre faço as duas pra ver no q dá... Dessa vez só fiz a simples.' date='... Acho q vou resolver meu IR no próximo finde, qdo tiver um tempinho, aí vou fazer na completa tb e ver como fica...

No teu caso.. Vc tem uma empresa; não??
Vc paga um IR da empresa e depois um IR pessoa física sobre o pro labrore? É isso??  É toda essa atolação ou to enganado??
[/quote']

 

Sim . As declarações são distintas . A empresa recolhe sobre o lucro presumido ( Acho esse termo uma pérola da nossa legislação tributária . Presume-se que toda  empresa tem lucro . Uma idéia dessa só pode partir da mente insana de algum funcionário da Receita 06) e os sócios recolhem sobre a retirada SE  for sob a forma de pró-labore . MAS , tudo na vida tem um mas , o que é retirado sob a forma de distribuição de lucro é isento .

A empresa pode adiantar mensalmente uma distribuição de lucro baseado no tal lucro presumido e fazer o acerto na hora do balanço .

Mas para que haja uma grande distribuição de lucro é preciso que o lucro em si tenha sido grande . Não se pode distribuir o que não existe .

 
Link to post
Share on other sites

o nome do tópico é imposto de renda, achoq não tem como ser mais claro do q isso...0306  Lógico q o mau uso q se faz do dinheiro é matéria de interesse e assunto correlato... Na minha opinião o q me revolta de se pagar o altíssimo imposto é justamente o mau uso da grana... mas a idéia básica do tópico é, como o nome já diz, debater o famigerado IR ...

 

Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...

eu ja tive q fazer duas, a minha e da minha mae...09 pior q eles complicaram em alguns pequenos detalhes como, por exemplo, a exigencia do numero do codigo de recebimento do ir do ano anterior...07 querem filtrar cada vez mais a malha fina de quem burla o fisco pra engrossar as mamatas q tem.. ja q nao sabem administrar recursos, o jeito é sugar o maximo da gente, seja por impostos ou evitando q a gente sonegue os mesmos...

se ao menos eles voltassem como serviços..
Link to post
Share on other sites
eu ja tive q fazer duas' date=' a minha e da minha mae...09 pior q eles complicaram em alguns pequenos detalhes como, por exemplo, a exigencia do numero do codigo de recebimento do ir do ano anterior...07 querem filtrar cada vez mais a malha fina de quem burla o fisco pra engrossar as mamatas q tem.. ja q nao sabem administrar recursos, o jeito é sugar o maximo da gente, seja por impostos ou evitando q a gente sonegue os mesmos...

se ao menos eles voltassem como serviços..
[/quote']

A Súmula 547 do Supremo Tribunal Federal diz textualmente: "Não é lícito à autoridade proibir que o contribuinte em débito adquira estampilhas, despache mercadorias nas alfândegas e exerça suas atividades profissionais."

Ora, ao cancelar o CPF de qualquer pessoa, o Fisco está, na prática, proibindo que essa pessoa "…exerça suas atividades profissionais…", uma vez que tal inscrição é exigida para que se consiga um emprego, ante a necessidade de que o empregador faça, quando for o caso, a retenção do imposto de renda na fonte. De igual forma, exige-se o CPF em qualquer outra atividade, mesmo as não profissionais, como nas compras a prazo, na aquisição de linha telefônica, na matrícula escolar, no licenciamento de veículo, na locação de imóvel, etc. Ou seja: uma pessoa sem inscrição regular no CPF não tem condições de exercer os direitos mínimos de qualquer cidadão, sendo na prática um autêntico pária.

 

Tirei desse site:

Link to post
Share on other sites

Sinceramente não me lembro . Acho que não .

Mas falando em impedir pessoas de exercer atividades profissionais , tenho muitas vezes casos em que a pessoa não é minha funcionária e sim uma autônoma . Logo , o pagamento é efetuado por RPA . No RPA , preciso informar o CPF do prestador . Mas devido uma instrução normativa do INSS ( que controla os números de inscrições dos autônomos ) eu estou impedido de efetuar pagamento a CPFs pendentes de regularização junto  a Receita . O sistema simplesmente não aceita . Logo a pessoa que tem seu CPF pendente não pode receber pelos serviços que já prestou .

 

 
Link to post
Share on other sites

Eu cometi um engano o ano retrasado e fiz uma declaração de isento,eu não tinha nada a restituir,então fiz a declaração de isento...o ano passado fiz a declaração pela internet (uma amiga ajudou),meu CPF estava suspenso,recebi uma carta para ir na Receita Federal,logo pensei:"vão me cobrar uma multa de 165 reais",mas na Receita descobri que o fato de não declarar num ano,mas declarar no outro,libera o CPF novamente;suspenso não é cancelado,mas os critérios são bem estranhos...e foi um descuido meu.

Link to post
Share on other sites

Contribuintes têm último fim de semana para declarar IR

 

Contribuintes obrigados a entregar a declaração do Imposto de Renda têm o último fim de semana para o preenchimento. O prazo de entrega termina na quarta-feira. Até ontem, às 14 horas, a Receita havia recebido 15 milhões de declarações, de 24,5 milhões esperadas. Tributaristas orientam o contribuinte a entregar a declaração no prazo, mesmo incompleta, para evitar multa, e depois fazer uma retificadora.

A falta do CNPJ/ CPF de empresas/pessoas físicas indicadas na ficha de Pagamentos Efetuados ou do CPF de dependentes maiores de 18 anos impede o envio. O CPF pode ser solicitado no Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou Correios. Como o prazo para consulta do número no site da Receita é de 48 horas, a solicitação deve ser feita até segunda-feira.

É exigido também o número do recibo da declaração de 2007. O dado pode ser consultado no site da Receita. Segundo Juliana Ono, consultora tributária da editora FiscoSoft, no caso de contribuintes que entregaram retificadora, tem acontecido de a Receita informar o número do recibo da original. "O dado não é aceito pelo sistema. Uma saída é entregar o formulário de papel, que não pede o número."

O contribuinte pode utilizar o formulário eletrônico ou de papel (à venda nos Correios por R$ 3,40). O eletrônico é baixado do site www.receita.fazenda.gov.br, assim como o programa de envio (Receitanet). A simplificada é indicada a quem tem despesas dedutíveis inferiores a 20% da renda bruta, com limite de R$ 11.669,72, e a completa a quem teve despesas dedutíveis acima de 20% da renda bruta. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements

×
×
  • Create New...