Jump to content
Forum Cinema em Cena

Isabela Nardoni


Dook
 Share

Recommended Posts

03/04/2008 - 18h01

Presos, pai e madrasta de Isabella chegam à delegacia na zona norte de SP

 

 

da Folha Online

Com a prisão temporária decretada, o pai e a madrasta da menina Isabella Oliveira Nardoni, 5, que morreu no final da noite do último sábado (29), chegaram por volta das 18h desta quinta-feira ao 9º Distrito Policial (Carandiru), na zona norte de São Paulo. Alexandre Nardoni, 29, e Anna Carolina Trotta Peixoto Jatobá, 24, se apresentaram por volta das 17h no fórum de Santana e, depois, foram encaminhados à delegacia.

Isabella foi encontrada com parada cardiorrespiratória no jardim do prédio onde mora o pai, na região do Carandiru. Segundo Nardoni, ela teria sido jogada do sexto andar do edifício, supostamente, por algum desafeto seu.

Um grupo de ao menos dez pessoas se reuniu nas proximidades da delegacia para hostilizar o casal. Nardoni e Jatobá chegaram ao distrito sob gritos que os chamavam de "assassinos". O casal nega envolvimento na morte.

Reprodução

Ana%20Carolina%20Cunha%20de%20Oliveira%20e%20a%20filha,%20Isabella,%205,%20que%20teria%20sido%20arremessada%20do%20sexto%20andar%20do%20prédio%20do%20pai,%20na%20zona%20norte%20de%20SP

Ana Carolina Cunha de Oliveira e a filha, Isabella, 5, que teria sido arremessada do sexto andar do prédio do pai, na zona norte de SP

A prisão contra o casal foi decretada ontem (2), por 30 dias --prorrogáveis por mais 30-- pelo juiz Maurício Fossen, da 2ª Vara do Júri. Ele também decretou sigilo no inquérito policial.

Agora, o casal deve ser submetido a exame de corpo de delito. Depois, Jatobá deve ficar presa na carceragem do 89º DP (Portal Morumbi) e Nardoni, no 77º DP (Santa Cecília).

Nardoni e a atual mulher decidiram falar sobre o caso pela primeira vez, segundo cartas exibidas nesta quinta-feira pela TV Record. Nardoni diz que seu "mundo acabou" com a morte da filha e que está sendo condenado por algo que não fez.

"Nós não tínhamos feito nenhuma declaração ainda porque acreditávamos que o caso seria solucionado", diz um trecho. "Somos inocentes e a verdade sempre prevalecerá", afirma Jatobá.

Depoimento

Isabella morava com a mãe, mas visitava o pai a cada 15 dias. Na versão apresentada à Polícia Civil, Nardoni afirmou ter chegado de carro ao edifício onde mora, com os três filhos dormindo, no sábado à noite. Ele disse ter levado Isabella para o apartamento e retornado à garagem para ajudar a mulher com os outros dois filhos.

Quando voltou ao imóvel, Nardoni teria encontrado a luz acesa e percebido que a menina havia desaparecido. Ele teria, então, visto um buraco na tela de proteção da janela do quarto ao lado e Isabella deitada no jardim. Os bombeiros tentaram reanimar a menina por 34 minutos, mas não conseguiram.

Conduta

O diretor do Decap (Departamento de Polícia Judiciária da Capital), delegado Aldo Galiano Júnior, afirmou que a Corregedoria da Polícia Civil abriu procedimento para apurar a conduta da delegada Maria José Figueiredo, do 9º DP, que chamou Nardoni de "assassino" após ele prestar depoimento no domingo (30).

"Às vezes a gente fala com o coração, não somos marcianos. Num momento sem pensar ela falou. Mas ela vai responder pelos seus atos", afirmou o delegado, que acompanhou a apresentação do casal.

===================================

 

Onde vamos parar? É possível conceber um pai matando a filha ou sendo cúmplice de um crime tão pavoroso?
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 520
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

O Pablo Villaça escreveu um texto em seu blog a respeito disso que eu achei muito interessante... Opinião de um pai de uma criança pequena que está simplesmente atônito com isso tudo e com os rumos que essas coisas estão tomando... E, tenho de concordar com ele...

 

Sinceramente, tem sérias dificuldades em acreditar que um homem que é pai de três filhos teria a coragem de assassinar a filha que ele teve em um casamento anterior... É algo simplesmente exdrúxulo e assustador de se pensar... Eu sou da opinião de Pablo... O ônus da prova cabe aos acusadores... A sociedade de maneira geral já está taxando essas pessoas como "assassinas"... O delegado que acompanha o caso nitidamente postrava-se diante das câmeras como se fosse um astro principal de um filme investigativo, fazendo conjecturas descuidadas sem uma única prova plausível... E, agora, é decretada a prisão preventiva de um casal contra o qual não tem uma prova de que eles tenham cometido o crime (pelo menos até onde saibamos) e esquecem-se do trauma que toda essa situação possa estar causando para os outros dois filhos... Imagem como está a mente das duas crianças... A irmã foi assassinada e o acusado de ter matado a irmãzinha deles é o pai deles, que também é pai da meia-irmã deles... Uma insanidade simplesmente total...

 

Quer quiser ler opiniões do Pablo a respeito desse caso, é só entrar no blog dele...

 

http://www.cinemaemcena.com.br/pv/journal/blog.asp

 

 

Link to comment
Share on other sites

Eu, particularmente, não acho que o pai seja responsável pela morte da própria filha...

 

Esse caso esta parecido com a de Madeleine, que até hoje não foi esclarecido. No caso de Mdeleine a policia não achou nenhuma pista, tinham a pressão da mídia e resolveram então acusar os pais.

 

Primeiro é preciso averiguar todas as provas, depois acusar.
Link to comment
Share on other sites

O Pablo Villaça escreveu um texto em seu blog a respeito disso que eu achei muito interessante... Opinião de um pai de uma criança pequena que está simplesmente atônito com isso tudo e com os rumos que essas coisas estão tomando... E' date=' tenho de concordar com ele...

Sinceramente, tem sérias dificuldades em acreditar que um homem que é pai de três filhos teria a coragem de assassinar a filha que ele teve em um casamento anterior... É algo simplesmente exdrúxulo e assustador de se pensar... Eu sou da opinião de Pablo... O ônus da prova cabe aos acusadores... A sociedade de maneira geral já está taxando essas pessoas como "assassinas"... O delegado que acompanha o caso nitidamente postrava-se diante das câmeras como se fosse um astro principal de um filme investigativo, fazendo conjecturas descuidadas sem uma única prova plausível... E, agora, é decretada a prisão preventiva de um casal contra o qual não tem uma prova de que eles tenham cometido o crime (pelo menos até onde saibamos) e esquecem-se do trauma que toda essa situação possa estar causando para os outros dois filhos... Imagem como está a mente das duas crianças... A irmã foi assassinada e o acusado de ter matado a irmãzinha deles é o pai deles, que também é pai da meia-irmã deles... Uma insanidade simplesmente total...

Quer quiser ler opiniões do Pablo a respeito desse caso, é só entrar no blog dele...

http://www.cinemaemcena.com.br/pv/journal/blog.asp

[/quote']

 

Primeiro que não é prisão preventiva, é prisão TEMPORÁRIA. Parece a mesma coisa, mas só parece.

 

Ademais, se decretaram a prisão temporária do casal é pq motivos fortes para isso existem. Do contrário, o casal já estaria solto com Habeas Corpus, uma vez que tais medidas são urgentes e os juízes param o que estão fazendo para analisá-las.

 

E outra: o casal estava foragido até o final da tarde de hoje. Por que?

 

Enfim, há algo muito MAL CONTADO nessa história.
Link to comment
Share on other sites

A prisão temporária foi decretada até para que a polícia termine as investigações sem que as outras possíveis testemunhas sejam influenciadas e/ou coagidas por alguma atitude do casal. Pelo menos um consenso já se tem, a menina foi mesmo empurrada e sofreu alguma violência antes de cair.

 

Há muito que explicar: Se não foi o pai, quem teria cometido tal horror? Quem teria acesso ao apartamento? Se o pai deixou a menina no quarto dela, como ela foi parar no outro quarto e porque o seu quarto não tinha sinais de arrombamento já que ele diz ter deixado a porta trancada? O que significa a frase "pára pai, pára..." ouvida pela vizinha? (aliás, risível a explicação do advogado) Manchas de sangue no interior do apartamento e na maçaneta do carro?

 

A questão é que a cada dia somos submetidos a uma violência e horror tamanho que fica até difícil acreditar que falamos de seres humanos. Hoje aqui em Brasília a mãe de uma garota que havia sido assassinada pelo caseiro foi à público para fazer uma denúncia: As fotos da filha morta e de sua autópsia foram parar na internet.

 

Me digam que isso é apenas um episódio de CSI.

 
Link to comment
Share on other sites

Eu' date=' particularmente, não acho que o pai seja responsável pela morte da própria filha...

 

Esse caso esta parecido com a de Madeleine, que até hoje não foi esclarecido. No caso de Mdeleine a policia não achou nenhuma pista, tinham a pressão da mídia e resolveram então acusar os pais.

 

Primeiro é preciso averiguar todas as provas, depois acusar.
[/quote']

 

Infelizmente, acho que seja possível sim... foi aqui no estado de SP que uma mae ou um pai serrou os filhos, não foi?

 

Esse mundo está perdido e o crime é apenas um triste exemplo disso. O problema é que o Brasil é um paraíso para esse tipo de criminoso, afinal de contas, nossas leis são muito flexíveis e as condições das prisões deixa a desejar.

 

Penas mais severas e eficazes com toda a certeza diminuiriam esse tipo de coisa.
Link to comment
Share on other sites

Essa história está bem estranha. É difícil acreditar que um pai tenha coragem de fazer isso com a própria filha. E principalmente, por qual motivo?

 

 

 

Por outro lado o apartamento deles é o único ocupado do andar do prédio.

 

 

 

Outro fator interessante: a mídia sempre cita Ana Carolina, mulher do pai, como madrasta. De fato é o que ela é. Mas numa situação onde ainda não se sabe quem tem culpa, a palavra "madastra" parece pesar negativamente, mais do que deveria. Talvez porque, principalmente na ficção, a madastra é sinônimo de maldade.

Link to comment
Share on other sites

Eu' date=' particularmente, não acho que o pai seja responsável pela morte da própria filha...

 

Esse caso esta parecido com a de Madeleine, que até hoje não foi esclarecido. No caso de Mdeleine a policia não achou nenhuma pista, tinham a pressão da mídia e resolveram então acusar os pais.

 

Primeiro é preciso averiguar todas as provas, depois acusar.
[/quote']

 

Infelizmente, acho que seja possível sim... foi aqui no estado de SP que uma mae ou um pai serrou os filhos, não foi?

 

Esse mundo está perdido e o crime é apenas um triste exemplo disso. O problema é que o Brasil é um paraíso para esse tipo de criminoso, afinal de contas, nossas leis são muito flexíveis e as condições das prisões deixa a desejar.

 

Penas mais severas e eficazes com toda a certeza diminuiriam esse tipo de coisa.

 

Albergoni estou fazendo um trabalho em uma instituição...olha por mais que eu não quero acreditar, eu sei que isso existe sim. Infelizmente o Brasil não tem uma lei forte sobre esse tipo de crime (acho eu), te falo isso pq uma vez uma criança chegou a uma instituição, sem poder falar nem andar, para saber o que aconteceu com a criança a psicologa ficou questionando a mãe da garota, ela descobriu que o pai é alcolotra, chegou em casa chapado, pegou um pedaço de madeira e começou a bater na criança, enfim a criança não anda, nao fala, fica numa instituição, o pai ficou preso por apenas 6 meses, foi solto por bom comportamento07
Link to comment
Share on other sites

Como é do conhecimento de todos,sou mãe de 1 adolescente de 15 anos e tenho 3 sobrinhos de 10,9 e 3 anos respectivamente.

Tenho acompanhado o caso pelo jornal O Globo(no qual minha irmã,q é educadora e universitária,é assinante e me empresta p/ler)e pela TV.

Achei simplesmente o q aconteceu foi 1 fato abominável,como pode fazer 1 crueldade c/1 criança de 5 anos?

Não passa pela minha cabeça isso acontecer c/o meu filho,c/meus sobrinhos ou c/o filho(a)de qualquer pessoa q eu conheça(ou até c/pessoas anônimas q vemos pela TV).

Como pessoa,tô revoltada c/toda essa situação...

Só espero em DEUS q isso seja solucionado da melhor maneira possível e queira DEUS q não tenha sido o pai e nem a madrasta tenha cometido tal barbaridade.

E ainda não tenho nenhuma opinião formada sobre eles,por isso aguardo ansiosamente a solução do caso.
Link to comment
Share on other sites

Pê,

 

 

 

Parece mesmo inacreditável que um pai possa cometer um ato insano deste.

 

 

 

Mas ao que tudo indica um dos dois (pai ou madastra), ou os dois são responsáveis.

 

 

 

Agora os peritos encontram vestígios de sangue no carro deles.

 

 

 

Se a menina foi jogada do apartamento e não foi um deles. Como foi parar sangue no carro?

 

 

 

É de ficar chocado. Não há nada que justifique um homicídio. Mas fico pensando qual seria o "motivo" para tal barbaridade?

Link to comment
Share on other sites

Pê' date='

Parece mesmo inacreditável que um pai possa cometer um ato insano deste.

Mas ao que tudo indica um dos dois (pai ou madastra), ou os dois são responsáveis.

Agora os peritos encontram vestígios de sangue no carro deles.

Se a menina foi jogada do apartamento e não foi um deles. Como foi parar sangue no carro?

É de ficar chocado. Não há nada que justifique um homicídio. Mas fico pensando qual seria o "motivo" para tal barbaridade?[/quote']

 

Pois é,Spencer...

Eu não qro tirar conclusões precipitadas...tô mto chocada c/toda essa situação...não digo o irmão de 10 meses(q criança dessa idade não tem noção do q acontece,mas deve sentir falta da irmã)mas o de 3 anos...criança c/3 anos hoje em dia entende 1 pouco das coisas,ele deve estar sentindo mto a falta da Isabella.

Vou dar 1 exemplo de como 1 criança a partir de 3 anos entende das coisas(só não entende se for doente da cabeça):

Em 2001,o meu filho,então c/8 anos de idade,subiu em 1 árvore do meu quintal p/pegar o gato dele de estimação e nisso,perdeu o enquilíbrio e caiu de cabeça no chão cimentado.Graças à Deus,não houve nada sério c/ele,mas teve q ficar internado 11 dias p/q o coágulo desfizesse,pois foi superficial(ainda bem!)e fosse absorvido pelo organismo.

Então 1 dia desses,falei c/a minha sobrinha,q tem 3 anos,q não subisse na tal árvore,q hoje minha irmã colocou o balanço p/ela brincar,pois ela queria pq queria subir na árvore,aí eu contei a história q aconteceu p/ela,q nem era nascida.

Sabe qual a reação dela?Toda vez q passamos pelo quintal,pela árvore,ela diz:"Viu,Fafo(ela chama meu filho Márcio de Fafo)não sobe na árvore q vc caiu".

Isso comprova q tudo o q falamos p/1 criança a partir de 3 anos,ela absorve e não esquece mais.

Imagino o q os irmãozinhos da Isabella devem estar passando c/a ausência dela e agora s/a companhia dos pais q estão presos.
Pê2008-04-04 18:22:07
Link to comment
Share on other sites

Pê' date=' o que tá complicando o pai e a madrasta é as diversas contradições nos depoimentos...[/quote']

Mas mesmo assim,não devemos tirar conclusões precipiatadas,né,Thiago.

Até q se prove o contrário...
Pê2008-04-04 18:23:52
Link to comment
Share on other sites

Pê' date=' o que tá complicando o pai e a madrasta é as diversas contradições nos depoimentos...[/quote']

Mas mesmo assim,não devemos tirar conclusões precipiatadas,né,Thiago.

Até q se prove o contrário...

 

claro, mas o que estou dizendo é que não dá para acreditar que um pai faria isso com o filho, até acreditava na hipótese de uma outra pessoa ter feito, mas o que agrava é as diversas contradições nos depoimentos do pai e madrasta... é muito complicado mesmo...
Link to comment
Share on other sites

Agora além de sangue no carro, os peritos encontraram vestígios de sangue no elevador do prédio e no carrinho do bebê menor.

 

 

 

Será feito exame de DNA para verificar de quem é o sangue. Provavelmente da menina claro!

 

 

 

Novas informações indicam que havia uma disputa na justiça para pagamento de pensão alimentícia.

 

 

 

E um morador disse que viu a família inteira no elevador, com Isabella nos braços do pai, envolta em um cobertor. Este testemunho vai de encontro às informações de Alexandre de que teria levado a filha primeiro sozinho.

 

 

 

Os indícios pesam contra Alexandre e A. Carolina.

 

 

 

Uma coisa que me chamou a atenção é que as duas Ana Carolinas, são muito jovens. Não parecem ter mais de 25 anos.

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

essa história, além de mal contada, é absurdamente nojenta. a crueldade desse povo tá pior a cada SEGUNDO, não é nem "a cada dia" mais. quem fez isso não é um ser humano, é beuzebú em forma de "gente", não é possível. espero que isso se esclareça o mais rápido possível para saber logo de quem foi a culpa (mesmo que já esteja um pouco óbvia), e esse filho da puta levar pelo menos um susto na prisão - já que cadeia no Brasil é sinônimo de nada.

Link to comment
Share on other sites

Na boa.

 

O pai e a madrasta subiram com os 3 filhos (ou só o pai subiu e a madrasta ficou no carro);

 

Das 3 crianças, a vítima tinha 5 anos e seus irmãos 1 e 10 meses respectivamente.

 

A rede de proteção estava cortada. Ou a menina se jogou ou alguém a jogou.

 

Se alguém a jogou não podem ter sido, obviamente os dois irmãos mais novos. A madrasta estaria no carro. Só sobra o pai. Se não foi ele, seria muito O Fugitivo pro meu gosto.

 

Dr. House não hesitaria em dizer que foi o pai.

 

Minha versão:

 

O pai batia nela, talvez até abusasse. Sopapos pra valer. Estava irritado, meteu a mão no pescoço da menina e a sufocou. A menina apagou. Ele viu que fez lambança entrou em desespero e tentou "consertar". Jogou a menina da janela para tentar empurrar um suicídio para tentar se safar.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Na boa.

O pai e a madrasta subiram com os 3 filhos (ou só o pai subiu e a madrasta ficou no carro);

Das 3 crianças' date=' a vítima tinha 5 anos e seus irmãos 1 e 10 meses respectivamente.

A rede de proteção estava cortada. Ou a menina se jogou ou alguém a jogou.

Se alguém a jogou não podem ter sido, obviamente os dois irmãos mais novos. A madrasta estaria no carro. Só sobra o pai. Se não foi ele, seria muito O Fugitivo pro meu gosto.

Dr. House não hesitaria em dizer que foi o pai.

Minha versão:

O pai batia nela, talvez até abusasse. Sopapos pra valer. Estava irritado, meteu a mão no pescoço da menina e a sufocou. A menina apagou. Ele viu que fez lambança entrou em desespero e tentou "consertar". Jogou a menina da janela para tentar empurrar um suicídio para tentar se safar.
[/quote']

 

Só te corrigindo:os irmãos tem 3 anos e o outro 10 meses respectivamente.
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...