Jump to content
Forum Cinema em Cena

Os Desafinados


Administrator
 Share

Recommended Posts

Os Desafinados

 

 

 

 

 

seta3.gif%20%2899%20bytes%29

Ficha Técnica

 

Título Original: Os Desafinados

 

Gênero: Comédia Romântica

 

Tempo de Duração: 131 minutos

 

Ano de Lançamento (Brasil): 2008

 

Estúdio: Tambellini Filmes

 

Distribuição: Downtown Filmes

 

Direção: Walter Lima Jr.

 

Roteiro: Walter Lima Jr., Suzana Macedo e Elena Soarez

 

Produção: Flávio R. Tambellini

 

Música: Wagner Tiso

 

 

Fotografia: Pedro Farkas

 

Desenho de Produção: Valéria Costa

 

Direção de Arte: Clóvis Bueno

 

Figurino: Marília Carneiro e Karla Monteiro

 

Edição:

 

 

 

 

 

seta3.gif%20%2899%20bytes%29

Elenco

 

Rodrigo Santoro (Joaquim)

 

Cláudia Abreu (Glória)

 

Selton Mello (Dico)

 

Ângelo Paes Leme (Davi)

 

André Moraes (PC)

 

Alessandra Negrini (Luíza)

 

Jair Oliveira (Geraldo)

 

Vanessa Gerbelli (Dora)

 

Charlis Fricks (Caio)

 

Genésio de Barros (Davi - no presente)

 

Arthur Kohl (Dico - no presente)

 

Antônio Pedro (PC - no presente)

 

Bene Silva (Geraldo - no presente)

 

Augusto Madeira (Manolo)

 

Cacá Amaral (Almirante)

 

Michel Bercovitch (Leon)

 

Renato Borghi (Cônsul Carlos José)

 

Kevin Gall (Oficial da imigração)

 

Daniel Lentini (Assistente de direção de Dico)

 

Haythem Noor (Taxista indiano)

 

Craig DiFrancia

 

 

Teddy Sears

 

 

 

 

 

 

seta3.gif%20%2899%20bytes%29

Sinopse

 

Década

de 60. Joaquim (Rodrigo Santoro), Dico (Selton Mello), Davi (Ângelo

Paes Leme) e PC (André Moraes) são jovens músicos e compositores, que

partiram para Nova York em busca de sucesso. Lá eles formam um grupo,

chamado Os Desafinados, e integram o movimento que lançou a bossa nova.

Ao longo dos anos eles acompanham o cenário político e musical do

Brasil.

 

10

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...
  • 4 weeks later...
  • 2 weeks later...

Internauta poderá cantar em karaokê na promoção - 14/08/2008 13:28

Os internautas poderão participar da promoção Karaokê do filme Os Desafinados. Nela, o usuário baixa a versão instrumental de duas canções do longa, grava com sua voz e faz o upload no site da produção. O desempenho será avaliado pelos próprios internautas.

 

Os melhores receberão convites e camisas do filme. O primeiro colocado também ganhará o livro Chega de Saudade, do escritor Ruy Castro.

 

Fonte:cinenews
Link to comment
Share on other sites

A moda que sobrevive no filme 'Os Desafinados'

0,,15322544-EXH,00.jpg

Paes Leme e Jair Oliveira têm um estilo retrô inspirado nos rockabillies norte-americanos.

0,,15322541-EXH,00.jpg

Cláudia Abreu interpreta Gloria e segue um estilo sensual e contestador inspirado nos beatniks.

0,,15322538-EXH,00.jpg

Sobreposições, cores claras e chapéu de malandro fazem parte do figurino que é super atual de Jair Oliveira

0,,15322535-EXH,00.jpg

Os Desafinados" misturam humor, moda esportiva e despojamento no estilo de se vestir

0,,15322515-EXH,00.jpg

Detalhe super atual do figurino de Cláudia Abreu: batas indianas e acessórios artesanais

 

0,,15322504-EXH,00.jpg

As tendências usadas nas ruas de Londres ou Paris eram as mais usadas pelos jovens nessa época, como minissaias, estampas étnicas e botas.

 

BEM BACANA AS FOTOS DA PRODUÇÃO03
Link to comment
Share on other sites

Sem Santoro, banda do filme ‘Os desafinados’ sai em turnê

Grupo é formado por Jair de Oliveira, Ângelo Paes Leme e André Moraes.
Nos vocais, ao invés de Cláudia Abreu, estará a cantora Branca Lima

%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20André%20Moraes,%20Jair%20de%20Oliveira,%20Rodrigo%20Santoro%20e %20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20Ângelo%20Paes%20Leme%20em%20cena%20de%20Os %20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20desafinados%20%28Foto:%20Divulgação%29 %20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20

Rodrigo Santoro toca piano, gaita, violão e ainda canta, mas não participará da turnê do grupo “Os desafinados”, que se formou durante as filmagens do longa homônimo, com estréia marcada para esta sexta-feira (29).

Fazem parte do grupo Jair de Oliveira, Ângelo Paes Leme e André Moraes, que estão no longa de Walter Lima Jr., mais a cantora Branca Lima, que fará os vocais interpretados no filme por Cláudia Abreu.

A idéia é que a banda passe pelas principais casas de show do país a partir de setembro, com um repertório formado basicamente por sucessos da bossa nova e releituras de clássicos de Jair Rodrigues e Jorge Ben Jor, entre outros.

 

Link to comment
Share on other sites

Diretor de "Os Desafinados" diz que Brasil não é só favela

SILVANA ARANTES
da Folha de S.Paulo

O filme "Os Desafinados", de Walter Lima Jr., que estréia amanhã nos cinemas brasileiros, foi concebido em 6 de setembro de 1997, em Veneza.

 

Naquele dia, o diretor passeava pela praça San Marco, frustrado por saber que seu "A Ostra e o Vento", que disputava o Leão de Ouro, saía do Festival de Veneza sem prêmios do júri.

Vinda de um café na lateral da praça, a melodia de "Insensatez" chegou aos ouvidos de Lima Jr., 69, e o devolveu instantaneamente a um território conhecido, ou melhor, a dois -a bossa nova e o Brasil.

Rosto de mulher

Caminhando na direção do som, o diretor avistou um flautista de cabelos curtos e corpo miúdo. Chegou mais perto, até que "ele" se virou, revelando um belo rosto de mulher.

Essa cena foi transportada para "Os Desafinados", com as devidas licenças poéticas. A praça deu lugar ao Central Park, em Nova York. É lá que o pianista e compositor Joaquim (um Rodrigo Santoro vagamente inspirado em Tom Jobim) é atraído pelas notas de "Copacabana", tocadas pela flautista Glória Goldfaber (Cláudia Abreu, de cabelos curtos e semblante radiante).

O romance dos dois é um dos aspectos desse filme em que Lima Jr. retorna ao Brasil que sonhou ser moderno nos anos 60, "para falar de amizade", diz.

Joaquim integra um quarteto de bossa nova e compõe a trilha do filme cinemanovista "Bala Certeira", dirigido por seu amigo Dico (Selton Mello), que verá o longa ser decepado pela censura. Aqui, o diretor traz à trama elementos verídicos da trajetória de "Terra em Transe" (1967), de Glauber Rocha, que ele seguiu de perto.

Lima Jr. já havia se apoiado no cinema para exorcizar sua experiência com a perseguição no regime militar, quando fez "A Lira do Delírio" (1978).

"Maluco"

Para explicar o longo tempo que "Desafinados" levou para chegar às telas, ele elenca razões pessoais e práticas. Há, de um lado, certa vagareza intrínseca ao processo de reunir o orçamento (R$ 7,5 milhões) e diretores de marketing de empresas que usam as leis Rouanet e do Audiovisual para aplicar parte do Imposto de Renda devido em produção cultural.

Para Lima Jr., esse é um tipo de diálogo penoso. "Você fala sobre o filme que quer fazer e percebe a desconfiança [dos interlocutores]. Eles te olham como se você fosse um maluco. É doloroso. É cansativo", diz.

Por outro lado, o diretor contém seu próprio ritmo. "Meu nível de exigência foi sendo ampliado. Não me interessa me repetir, fazer o que já fiz. Celebro nesse filme minha maturidade em relação ao cinema."

Na relação de Lima Jr. com o cinema, o público é um ingrediente indispensável. "Cultivo o espectador que há em mim. Faço filme para o público", diz.

Nesse ponto, ele se distancia de diretores como Julio Bressane, que afirma fazer filmes para si mesmo, por achar vã a idéia de criar tendo em vista uma categoria abstrata como o público. "É uma coisa dele. Não discuto. Mas há um desafio em quem faz cinema para muita gente. É um prazer saber que você se doou para o outro. Espero que qualquer um que faça filme para o próprio umbigo sinta isso", diz Lima Jr.

Na esfera da crítica, Lima Jr. observa no país "uma disfunção, que é celebrar a inexperiência e a pura e simples investigação como sendo um grande evento". Acha "ingênuo e tolo" tratar o Brasil "como se fosse um laboratório de linguagem" e diz que, "para se fazer um filme de arte aqui, basta uma coisa: ser o primeiro filme".

Quanto à vertente atual de filmes que tematizam a miséria, o diretor avalia que eles "folclorizam a nossa identidade no exterior".

Acha que esses filmes "não são tão para o umbigo, mas para o mercado internacional". "Mas não existe só o Brasil da "comunidade" [da favela]", diz. Ao país em que vivem "Os Desafinados", Lima Jr. fez sua "confissão de afetividade".

Link to comment
Share on other sites

24/08/2008 - 10h14

Cláudia Abreu e Santoro formam par em filme sobre bossa nova

SILVANA ARANTES
Enviada especial da Folha de S.Paulo ao Rio

Quando soube que o cineasta Walter Lima Jr. faria um filme ambientado nos anos 60 --da bossa nova, do feminismo e da ditadura militar--, a atriz Cláudia Abreu quis estar nele. Mas não disse. Por "pudor", explica.

O papel da cantora Glória Goldfaber, protagonista feminina da trama de "Os Desafinados" e símbolo da mulher emancipada que faz Cláudia sentir "intimidade com aquela época" e achar "sempre muito rico voltar aos anos 60", já tinha dona --e não era ela.

Às vésperas das filmagens, no entanto, o diretor decidiu substituir a atriz e cantora francesa Clara Bellar, que estava escalada para o papel. Julgou-a magra demais. Cláudia Abreu tornou-se a estrela do filme, que será lançado nos cinemas na sexta.

"Cláudia é uma atriz de muitos recursos, excepcional. Em geral, os atores que trabalham freqüentemente para a TV ficam travados, por força da repetição do melodrama. No caso dela, não. Nunca sei até onde ela pode ir", afirma Lima Jr.

Roberto Price/Folha Imagem

Cláudia%20Abreu%20intrepretará%20uma%20das%20Três%20Irmãs%20na%20novela%20das%2019h,%20de%20Antonio%20Calmon

Cláudia Abreu intrepretará uma das "Três Irmãs" na novela das 19h, de Antonio Calmon

Dora, a fútil
Na TV, Cláudia volta ao melodrama --com as típicas tintas cômicas da faixa das 19h da Globo-- a partir do mês que vem. Ela será uma das "Três Irmãs" na novela de Antonio Calmon.

Fútil e consumista, Dora, sua personagem na novela, é a antítese da Glória de "Os Desafinados", personagem de ficção inspirada em mulheres reais que Lima Jr. conheceu nos anos 60.

Glória é uma brasileira que vive sozinha em Nova York, onde encontra Os Desafinados, quarteto de jovens músicos que tocam bossa nova.

Ela se apaixona pelo pianista Joaquim (Rodrigo Santoro) e hospeda o grupo em sua casa. Quando descobre que Joaquim tem no Brasil uma mulher (Alessandra Negrini) e uma filha a caminho, Glória reage de acordo com o espírito da época -"corajoso e libertário", na definição de Cláudia.

A cena envolve um banho de espumas, uma nudez desenvolta, um golpe no ego de Joaquim e uma brecha para a sedução dos demais Desafinados.

"Nesse filme, Cláudia está no ápice de sua beleza", disse o ator Ângelo Paes Leme, ao receber, em nome dela, o troféu de melhor atriz no 1º Festival Paulínia de Cinema, no mês passado. Paes Leme, que vive o "desafinado" Davi, foi premiado como melhor coadjuvante.

Nem magra nem gorda
Com pudor (de novo ele) de auto-elogiar-se, Cláudia evita referendar o comentário. Mas diz que se sente "melhor hoje do que há 15 ou 20 anos". Acha que seu rosto ficou "mais anguloso" sem as bochechas da adolescência, e seu corpo, "mais simétrico", num padrão "nem tão magra nem rechonchuda".

Os 37 anos de idade também lhe trouxeram "o prazer de ter, ao mesmo tempo, alguma experiência e juventude ainda" e a convicção de que "o difícil é se manter interessante e interessado, curioso com a vida".

Em nome desse duplo objetivo, já experiente como atriz, Cláudia decidiu estudar filosofia, na PUC-RJ. "Na época do vestibular, eu já trabalhava e ganhava dinheiro", diz a ex-aluna do teatro Tablado.

Alternando trabalhos no teatro, no cinema e na TV, a carreira de atriz progredia bem, mas Cláudia "sentia que podia ir mais longe" e foi buscar "estofo intelectual" na universidade.

Descobriu no alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900) seu filósofo favorito, capaz "dos questionamentos mais sinceros", e elegeu a obra nietzschiana "O Nascimento da Tragédia" como tema da monografia que prepara atualmente, para a conclusão do curso.

Veto ao canto
Em relação à sua atuação em "Os Desafinados", Cláudia também sente que poderia ter ido mais longe. "Fiz o que pude. Poderia ter feito mais", diz.

Ela gostaria de ter usado a própria voz nas cenas em que Glória canta no filme. Mas foi dublada por Branca Lima, filha do diretor, que registrou todas as músicas antes das filmagens.

Cláudia diz que insistiu com Lima Jr. que poderia se preparar e dublar a si mesma para a versão final do filme. "Ele disse que tinha medo que eu me desgastasse para fazer algo que talvez ele não fosse usar. Mas eu preferiria tentar. Como atriz, tenho certeza de que eu iria até o fim do mundo para cantar bem nesse filme. Mas tenho que respeitar o fato de que o filme é do diretor", afirma.

Lima Jr. disse à Folha que levou em conta, na decisão, o fato de que "Cláudia essencialmente não é cantora; teria que estudar canto" para poder dublar a si mesma no filme. Mas isso não seria boa solução, na opinião do diretor. "Eu não conseguiria o equilíbrio da minha exigência de uma cantora nem daria a ela o conforto de estar fazendo o canto segundo sua própria inspiração", afirma.

Cláudia acha "uma pena", mas se resigna: "Branca realmente canta muito bem. Entendo essa opção dele de ter preferido não arriscar. Em cinema, o ator tem o controle até certo ponto".

Para voltar a representar com regularidade no teatro, "onde o ator assina a arte-final, ao vivo", Cláudia planeja montar um grupo. Tem discutido a idéia com o amigo Pedro Cardoso, com quem contracena no longa inédito "Todo Mundo Tem Problemas Sexuais", de Domingos Oliveira.

Embora se incomode com o rótulo de "atriz global", que julga "reducionista", Cláudia nunca teve dilemas em relação ao trabalho na TV, nem quando foi "patrulhada" por ex-colegas do Tablado. "Não existe isso de vender a alma ao diabo. Se até Fernanda Montenegro faz TV, é inegável que é importante."

 

Claudia Abreu = 10

 
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...