Jump to content
Forum Cinema em Cena

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal


Recommended Posts

 

A comparação de fato é injusta, mas acaba sendo inevitável.

 
[/quote']

 

Errado, errado, errado.

 

A comparação é totalmente evitável, basta querer. Ocorre que a pessoa sente determinada coisa em relação a um filme (sabe-se lá por qual motivo) e tenta procurar justificativas absurdas para explicar seu sentimento. O endeusamento dos filmes anteriores é um ótimo exemplo.
Link to post
Share on other sites
  • Replies 136
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

o mais lamentavel da critica do Pablo é ele usar a palavra Fato,  para expressar algo de pura opniao propria, essa é a tipica arrogancia e prepotencia que sao tao exploradas quando se retrata um critico.

 

nao sou especialista Pablo, mas por favor, nao use mais a palavra fato pra expressar algo que nao é uma verdade absoluta.

 

abraço

 

Indy Rules16
Link to post
Share on other sites

Fui assistir ao filme ontem.

 

Tudo bem que os caras não capricharam no roteiro e tiveram tempo suficiente p/ isso, mas eu não considerei um fracasso artistico, como o Pablo colocou. Isso de jeito nenhum.

 

Fracasso artistico é na minha opinião, qdo nada no filme deu certo.

E isso não é verdade.

Ficaram algumas coisas sem explicação, mas ser malhado dessa forma eu achei totalmente injusto.

 

Mas cada um tem a sua opinião, não é.

O que eu posso dizer é: lamento que pessoas pensam assim.

Fica parecendo que o critico entrou no cinema p/ ver um p. filmão. E não viu e agora quer meter o pau em todo mundo.

 

Acho que não é por aí.

 

 

Abcs

 

 

Link to post
Share on other sites

O difícil é tentar convencer o outro que, por exemplo, as seqüências de ação não empolgam. Certas coisas coisas simplesmente dependem da percepção da pessoa; são tão variáveis que não há como dizer que quem acha isso ou aquilo está certo ou errado. Não concordo com uma palavra da visão do Thiago a respeito desse assunto, mas vou dizer que ele está equivocado? 17

 

Ao meu ver, a perseguição nas selvas é um dos pontos máximos de adrenalina e humor na quadrilogia inteira, e certamente do filme - há tantas coisas ocorrendo ao mesmo tempo, sendo que a edição mantém tudo coeso e dinâmico. 

 

Link to post
Share on other sites

 

A comparação de fato é injusta, mas acaba sendo inevitável.

 
[/quote']

 

Errado, errado, errado.

 

A comparação é totalmente evitável, basta querer. Ocorre que a pessoa sente determinada coisa em relação a um filme (sabe-se lá por qual motivo) e tenta procurar justificativas absurdas para explicar seu sentimento. O endeusamento dos filmes anteriores é um ótimo exemplo.

 

 

Eu não estou na cabeça das pessoas para sugestionar o pq dela ter gostado ou não do filme. Não compete a nós procurar justificativas do pq uma pessoa gosta ou não de um filme. Gostamos do que gostamos pq nos convém gostar. E qdo se trata de um filme que tem todo um histórico, a comparação acaba sendo inevitável e algumas vezes é até inconsciente.

 

- "O Reino da Caveira de Cristal" é bom e divertido.

- Se comparado aos demais deixa bastante a desejar.

 

Uma construção não anula a outra, elas se completam. O fato de ser o pior entre os quatro não impede que ele seja bom.
Link to post
Share on other sites
O difícil é tentar convencer o outro que' date=' por exemplo, as seqüências de ação não empolgam. Certas coisas coisas simplesmente dependem da percepção da pessoa; são tão variáveis que não há como dizer que quem acha isso ou aquilo está certo ou errado. Não concordo com uma palavra da visão do Thiago a respeito desse assunto, mas vou dizer que ele está equivocado? 17

Ao meu ver, a perseguição nas selvas é um dos pontos máximos de adrenalina e humor na quadrilogia inteira, e certamente do filme - há tantas coisas ocorrendo ao mesmo tempo, sendo que a edição mantém tudo coeso e dinâmico.  [/quote']

 

Exatamente, Gusmão.

 

Ninguém tem a propriedade de especular sobre as razões da percepção das pessoas. Certamente vc não gostaria que eu chegasse aqui e dissesse que vc por ser fã do Spielberg já tinha gostado do filme muito antes dele estrear. Acho que esse tipo de comportamento só depõe contra a própria pessoa.

 

A minha percepção é diferente da sua e no meu entender as sequências de ação/aventura deste quarto filme são fracas, desinteressantes e pouco criativas. John Williams salva o Spielberg na maioria das cenas.

 

PS: Será que eu tenho essa opinião pq eu gostava tanto dos filmes anteriores que fiquei irritado qdo fizeram um novo filme? Será que eu não gostaria desse filme, sendo ele o que fosse ? Será que eu tenho essa opinião pq eu não gosto do George Lucas? Será que eu tenho essa opinião pq acho que o Spielberg é um artista supervalorizado e que não é tão talentoso assim? Será ??????????? 03

 

PS2: Pras pessoas que gostam de brincar de adivinhação ... eu acho o Spielberg e o Lucas, dois dos artistas mais geniais do cinema norte-americano ... quiçá, do mundo.
Link to post
Share on other sites

 

Eu não estou na cabeça das pessoas para sugestionar o pq dela ter gostado ou não do filme. Não compete a nós procurar justificativas do pq uma pessoa gosta ou não de um filme. Gostamos do que gostamos pq nos convém gostar. E qdo se trata de um filme que tem todo um histórico' date=' a comparação acaba sendo inevitável e algumas vezes é até inconsciente.

 

- "O Reino da Caveira de Cristal" é bom e divertido.

- Se comparado aos demais deixa bastante a desejar.

 

Uma construção não anula a outra, elas se completam. O fato de ser o pior entre os quatro não impede que ele seja bom.
[/quote']

 

Para quem fala que eu vivo me enganando, você está saindo um belo expert em subverter tudo o que digo... Eu não procuro justificativas do pq a pessoa gosta ou deixa de gostar de um filme. As pessoas SE justificam naturalmente e aí abrem precedente para outras pessoas tecerem toda a sorte de comentários, simples assim.

 

Quer evitar isso? Fique de boca fechada. É o que eu faço em determinados casos.

 

No mais, reitero o que disse antes: a comparação só não é inevitável para aqueles que querem se utilizar dela para criticar um filme... Dizer que a comparação é "inconsciente" me cheira a uma tentativa idiota de atenuar a caca retórica que se vê aqui inúmeras vezes...
Link to post
Share on other sites
Cara, o que o Lucas fez com a primeira trilogia de "Guerra nas Estrelas" foi fantástico, algo histórico. Tb não curto a nova trilogia, mas enfim, isso não foi suficiente para "apagar" a sua marca. Eu, particularmente, gosto mais do Spielberg, mas não posso negar a importância do Lucas.
Link to post
Share on other sites

 

Eu não estou na cabeça das pessoas para sugestionar o pq dela ter gostado ou não do filme. Não compete a nós procurar justificativas do pq uma pessoa gosta ou não de um filme. Gostamos do que gostamos pq nos convém gostar. E qdo se trata de um filme que tem todo um histórico' date=' a comparação acaba sendo inevitável e algumas vezes é até inconsciente.

 

- "O Reino da Caveira de Cristal" é bom e divertido.

- Se comparado aos demais deixa bastante a desejar.

 

Uma construção não anula a outra, elas se completam. O fato de ser o pior entre os quatro não impede que ele seja bom.
[/quote']

 

Para quem fala que eu vivo me enganando, você está saindo um belo expert em subverter tudo o que digo... Eu não procuro justificativas do pq a pessoa gosta ou deixa de gostar de um filme. As pessoas SE justificam naturalmente e aí abrem precedente para outras pessoas tecerem toda a sorte de comentários, simples assim.

 

Quer evitar isso? Fique de boca fechada. É o que eu faço em determinados casos.

 

No mais, reitero o que disse antes: a comparação só não é inevitável para aqueles que querem se utilizar dela para criticar um filme... Dizer que a comparação é "inconsciente" me cheira a uma tentativa idiota de atenuar a caca retórica que se vê aqui inúmeras vezes...

 

 

Pelo jeito vc não entendeu o que eu disse. Não há nenhum problema na comparação desde que a pessoa saiba discernir uma coisa da outra. "O Reino da Caveira de Cristal" tem seus próprios elementos para ser criticado, a comparação é apenas uma contextualização. Uma coisa não anula a outra. O fato de ser o pior entre os quatro não impede que ele seja bom. E vice-versa.

 

Agora se tem pessoas que preferem acreditar que fulano ou ciclano não gostou do filme pq estava com os outros filmes na cabeça, pq ele gostava muito dos outros filmes ... volto a repetir ... não estou dentro da cabeça das pessoas. A pessoa pode perfeitamente não gostar de "O Reino da Caveira de Cristal" sem ter um "outro" motivo pra isso, além do próprio filme. E mesmo assim, ele poderia ser melhor ou pior que os anteriores. Uma coisa não anula a outra. E vice-versa.
Link to post
Share on other sites

Thiago, é VOCÊ quem não entendeu nada do que eu disse até agora... A única contextualização aplicável a O Reino da Caveira de Cristal é a contextualização intrínseca ao filme, ou seja, é um filme "velho", "antiquado" na forma, feito numa época onde tudo é extremamente frenético.

 

Qualquer outra contextualização me soa a muleta argumentativa. Afinal, é muito mais fácil dizer que os filmes anteriores são mais empolgantes, Spielberg estava "menos preguiçoso", do que procurar argumentos intrínsecos ao próprio filme.
Link to post
Share on other sites
Cara, o que o Lucas fez com a primeira trilogia de "Guerra nas Estrelas" foi fantástico, algo histórico. Tb não curto a nova trilogia, mas enfim, isso não foi suficiente para "apagar" a sua marca. Eu, particularmente, gosto mais do Spielberg, mas não posso negar a importância do Lucas.[/quote']

 

Eu desconfio que gosto mais do Spielberg porque não conheço o Lucas além de Star Wars...

 

Sobre Indiana 4, eu vou ao cinema semana que vem de qualquer jeito. Mas já tô naquela: "Não vi e já gostei" 06
Link to post
Share on other sites

É. SOU EU DE NOVO. DRAGO. FINALMENTE EU VÍ "INDY E O REINO...". BEM, VAMOS LÁ:

 

 1- PABLITO, PABLITO... CRITICAR UM FILME SIGNIFICA COMENTAR IMPRESSÕES SOBRE O FILME. NÃO CONTAR O FILME TODO. MAS QUEM SOU EU?

 2- INDY 4 REMETE A INDY 2 QUE LEMBRA INDY 3 QUE PARECE COM INDY 4 QUE LEMBRA INDY 2 QUE PARECE INDY 1 QUE LEMBRA INDY 4 QUE REMETE A INDY 3 QUE... BEM: SÃO AS AVENTURAS DE INDIANA JONES, TURMA!

 3- O FILME É MUITO, MUITO, MUITO, MUUUITO LEGAL. A CENA DO TESTE NUCLEAR É FANTÁSTICA. SÓ INDIANA JONES ESCAPARIA( SPOILLER ) DAQUELE JEITO. NO CASO DA CENA DAS FORMIGAS, JURASSIC PARK E TÁ ACABADO. QUANTO À QUÍMICA ENTRE OS PERSONAGENS, PÔXA PABLITO: VOCÊ GOSTOU DE SPEED RACER... A VILÂ, COMPARA ELA COM A GATINHA DO SHEAKESPEARE IN LOVE E FIM. AGORA:

 

NÃO É UMA SAGA!!!!!

 

A EDIÇÃO TEM UM RÍTMO QUE EU NÃO VIA A ANOS!!!

 

ASSIM COMO OS OUTROS FILMES, TEM VACILOS( O GAROTO TARZAN, COMPARADO COM HENRY SENIOR USANDO GAIVOTAS PARA DERRUBAR UM CAÇA ALEMÃO), E CENAS MEMORÁVEIS( O BANQUETE DO TEMPLO DA PERDIÇÃO E A AREIA MOVEDIÇA).

 

MAS, PABLÃO, ESTÁ PASSANDO UMA MOSTRA DO CINEMA INDEPENDENTE SURREALISTA REFLEXIVO DA VANGUARDA VANGUARDISTA NO NOVO CINEMA ALEMÃO E IRANIANO COM POSIÇÕES REFERENTES AO DOGMA 97 LÁ NA CINEMATECA DO MAM, E NO PAÇO TAMBÉM.

 

PABLITO, EU TE AMO, MAS VOCÊ ANDA MUITO SÉRIO,CARA. UM BEIJÃO.05

 

PS: MEU AVATAR É MUITO GAY, CARA. EU QUERIA MUDAR ESSA PO#@%$+***@#A, MEU IRMÃO...MAS EU NÃO SEI COMO FAZER ISSO. AJUUUDA! HEEELP!!!05
dragoman22008-05-29 19:29:12
Link to post
Share on other sites

 

Thiago' date=' é VOCÊ quem não entendeu nada do que eu disse até agora... A única contextualização aplicável a O Reino da Caveira de Cristal é a contextualização intrínseca ao filme, ou seja, é um filme "velho", "antiquado" na forma, feito numa época onde tudo é extremamente frenético.

 

Qualquer outra contextualização me soa a muleta argumentativa. Afinal, é muito mais fácil dizer que os filmes anteriores são mais empolgantes, Spielberg estava "menos preguiçoso", do que procurar argumentos intrínsecos ao próprio filme.

 
[/quote']

 

O problema não está na comparação e sim no argumento que se sustenta SOMENTE através dela. Os elementos intrínsecos fazem parte da análise do filme da mesma forma que fazem parte da comparação. Foi como eu falei, uma coisa não anula a outra.

 

Se você acha que o filme é "antiquado" dentro de um época frenética, vc mesmo já não está considerando apenas elementos intrínsecos do filme. Vc está contextualizando o filme a uma época que ele não pertence. Pra mim, isso é muleta argumentativa. Justificar a "preguiça" de Spielberg ao fato dele criar sequências pouco inspiradas e criativas é uma boa desculpa. E com isso eu não estou considerando que Spielberg deveria colocar Indiana Jones lutando kung fu, escolhendo entre a pílula azul ou vermelha ... se ele realmente quisesse fazer um filme à moda antiga, ele não precisaria se escorar tanto em efeitos especiais que chamam a atenção para si e que só revelam a falta de dinâmica nas cenas de ação. E não devemos confundir dinâmica com frenética.

 

E por tudo isso é que Spielberg, Lucas e cia. sempre estarão de parabéns, não importa a época, pelo que fizeram nos filmes anteriores. Agora, esse aqui, embora bacana e divertido de se assistir, é "peixe pequeno".
Link to post
Share on other sites

olha pessoal... não gostei deste filme. eu assiti( tive esta sorte) todos filmes no cinema. desde a arca até a ultima cruzada. e finalmente este caveira de cristal. o pior é este filme. sei que sou mais velho, mais critico. tanto que mantive a mente aberta sem expectativas. não gostei do resultado. acho que este filme jamais deveria ter sido feito. assim como rambo 4, instinto selvagem2, rocky balboa.

 

eu sinto cheiro de dinheiro. de dinheiro facil, afinal há dois lados: os fãs antigos dominados pela curiosidade, assistem o filme. e o mais novos ludibriados pelo pesado marketing, somado ao ícone( senão dizer franquia?) atraidos pelo filme, também, assitem o filme.

 

resultado são os filmes franquias.

 

de consumo facil e que são produzidos em série.

 

detestaveis. 07

 

sei que estou pedindo demais para um simples filme de ação. não deve haver pretensão, não é o objetivo de indiana jones.

 

mas achei a historia fraca, vários pontos sem sentido, ou pareciam recortes( a explosão da bomba atomica tinha que objetivo na historia?)

 

o ator principal estava distante. não respondia com aqueles casuais, mas marcantes sorrisos ironicos. a inclusão de um ator jovem, ou da parceira antiga, não criaram situações interessantes. outros personagens pareciam perdidos na caótica e fragil estoria.

 

indiana neste filme me confundiu: é um arqueologo ou ufologo?

 

várias perguntas sem respostas. o que era aquele caixão magnético do começo do filme? contia um alienigena? e aquele historia do indiana jones ganhar um monte de medalhas? indiana é militar?

 

a única coisa que passou pela minha cabeça durante o filme foi um livro muito mentiroso e famigerado, chamado" eram os deuses astronautas?", uma das maiores porcarias já feitas pela humanidade.

 

como um projeto que custa milhões de dólares como este filem pode ter erros tão grosseiros? será que acham que todos nós são idiotas?

 

uma obra, destas que marcam época, acontecem poucas vezes.

 

seria como repintar monalisa, ou rescrever hamlet.

 

eu me senti ofendido e desrespeitado com fã desta série que já me trouxe muiat diversão. tenho a caixa de dvd dos filmes classicos e não acrescentar com esta abominação. 
Link to post
Share on other sites

 

 
 

mas achei a historia fraca' date=' vários pontos sem sentido, ou pareciam recortes( a explosão da bomba atomica tinha que objetivo na historia?)[/quote']

 

Apenas de nos dar um alívio cômico, pelo menos foi o que eu imaginei... Tipo, coroar toda a perseguição a Indiana...

 

o ator principal estava distante. não respondia com aqueles casuais, mas marcantes sorrisos ironicos. a inclusão de um ator jovem, ou da parceira antiga, não criaram situações interessantes. outros personagens pareciam perdidos na caótica e fragil estoria.

 

O distanciamento do personagem só retrata o clima no qual o filme está inserido... De intensa e completa desconfiança... Ele se mantém distante pois não sabe em quem pode confiar...

 

 

 

várias perguntas sem respostas. o que era aquele caixão magnético do começo do filme? contia um alienigena? e aquele historia do indiana jones ganhar um monte de medalhas? indiana é militar?

 

Continha um alienígena sim, ou vc não prestou atenção no filme? E quanto as medalhas, foi para retratar que a vida de Indiana não parou no tempo que se passa da última aventura dele até a do Reino da Caveira... Na verdade, foi para mostrar que Indiana teve outras aventuras, inclusive se envolvendo militarmente na Segunda Guerra Mundial... E aqui tenho que bater palmas para Spielberg e Lucas...10101010

 

Link to post
Share on other sites

Também não gostei não, é muito fraco. O David Koepp em várias partes não parece fazer a MENOR idéia da porra que está fazendo, como na cena da areia movediça, por exemplo: "pega a cobra, pai" "ai... não..., eu... tenho... medinho" e fica assim pelo resto do filme, desperdiçando idéias e mais idéias pra ver ser alcançava mais tempo de duração. Tenebroso. Claro, como eu acabei adorando a franquia nesses últimos dias, gostei bastante de ver Indy velho e sua dinâmica com Indy filho e Marion (Karen Allen, inclusive, rouba as cenas, mesmo com uma personagem tão mal desenvolvida, posto lá no meio dessa salada doida). Mas isso não significa que o filme tenha me agradado (não agradou, a trama é prolixa e feita de qualquer jeito; as seqüências de ação burocráticas e ridículas - a parte da lutinha de espadas é constrangedora - e a vilã, errrr... - pelo menos a Blanchett não está tão constrangedora como o John Hurt, coitado). O propósito real da franquia (divertir) não é alcançado de forma alguma.

E antes que eu me esqueça, o CGI deste filme é o mais tosco já feito por Hollywood, não apenas na parte das formigas (a parte mais óbvia) como também por todos os animais que percorrem o filme (esquilos, escorpiões, macacos, etc.), passando pelas explosões (a da casa dos manequins é constrangedora). Até mesmo a pólvora que Indy joga no ar é terrível. :(
Bernardo2008-05-31 22:26:52
Link to post
Share on other sites

 

E antes que eu me esqueça' date=' o CGI deste filme é o mais tosco já feito por Hollywood, não apenas na parte das formigas (a parte mais óbvia) como também por todos os animais que percorrem o filme (esquilos, escorpiões, macacos, etc.), passando pelas explosões (a da casa dos manequins é constrangedora). Até mesmo a pólvora que Indy joga no ar é terrível. :(
[/quote']

 

Concordo com a praga da computação gráfica que o pablo citou! mas naõ achei ruim, ficou bem integrado, apesar de não gostar do abuso deste artifício. A parte das formigas achei tosca demais, o que gostei mesmo foi a água no final!

 

Link to post
Share on other sites

Assisti no cinema hoje. Bem, entre erros e acertos, ainda é um filme do Indiana Jones. É o melhor da franquia? Não, não é... É o pior? Não sei, ficaria entre este e Templo da perdição como piores.

Mas, sinceramente, não sei o que todos os críticos profissionais e "amadores" esperavam... Indiana Jones foi sempre um filme de aventura.

 

O principal defeito do filme reside no roteiro, na minha opiniao, que é um pouco apressado e a caveira de cristal em si.

 

Como positivo, destaco as cenas mto bacanas de perseguição (moto e floresta), as tiradas inteligentes e pequenos fiapos de homenagem à saga (não apenas a indiana, mas sobra até pra Starwars).

 

Mas assim: filme de aventura é sempre filme de aventura, descordo dessa exigencia exagerada pra que Indiana Jones fosse um clássico da arte cinematográfica... nunca será e nem os outros, na verdade, foram.
Link to post
Share on other sites

 

Também não gostei não' date=' é muito fraco. O David Koepp em várias partes não parece fazer a MENOR idéia da porra que está fazendo, como na cena da areia movediça, por exemplo: "pega a cobra, pai" "ai... não..., eu... tenho... medinho"[/quote']

A questão do medo de cobras que o Indy tem sempre foi abordada de formas semelhantes nos filmes anteriores...

Continuo achando que o pessoal foi exigindo ver uma obra-prima e não se tocou para o fato que os anteriores do Indy não chegam nem perto dessa definição...

 

Link to post
Share on other sites

Pelos comentários dos defensores dos filmes a sensação que dá é que as pessoas não podem simplesmente não ter gostado do filme por ele ter sido ruim ou fraco. Precisa obrigatoriamente ter um desvirtuamento. Seguindo essa linha de raciocínio, será que o problema é o "endeusamento" dos filmes anteriores ou o "endeusamento" de Spielberg, Lucas e cia, como se eles nunca fossem capazes de fazer um filme ruim?

Concordo com o Bernardo no que ele se refere aos efeitos especiais, às cenas de ação, embora o uso da comédia tenha garantido algumas risadas minhas, seja na interação de Indy e Mutt, na cena da areia movediça e na sequência do penhasco/cataratas.

 

PS: Vivendo e aprendendo.
Link to post
Share on other sites

Também não gostei não' date=' é muito fraco. O David Koepp em várias partes não parece fazer a MENOR idéia da porra que está fazendo, como na cena da areia movediça, por exemplo: "pega a cobra, pai" "ai... não..., eu... tenho... medinho"[/quote']

A questão do medo de cobras que o Indy tem sempre foi abordada de formas semelhantes nos filmes anteriores...

Continuo achando que o pessoal foi exigindo ver uma obra-prima e não se tocou para o fato que os anteriores do Indy não chegam nem perto dessa definição...

 

A questão não é a abordagem do medo das cobras (que só foi abordado em Caçadores de maneira muuuuuuuuuito melhor e nada se foi dito em Templo ou Cruzada), mas sim o desperdício do que poderia ser algo muito melhor. Até me lembrou Quarteto Fantástico essa cena, que busca o riso fácil em vez de algo melhor (e que não me leva ao sono)... Leu o que eu disse depois que o Koepp desperdiça idéias e mais idéias em escrotices como essa?
Link to post
Share on other sites

Ah, e pra concluir meu post anterior (a internet caiu), ninguém em sã consciência espera perfeição de um filme de Indiana Jones. O que eu esperei foi de algo que me divertisse, mas nem isso (o básico da franquia) Spielberg conseguiu.

 

Pelos comentários dos defensores dos filmes a sensação que dá é que as pessoas não podem simplesmente não ter gostado do filme por ele ter sido ruim ou fraco. Precisa obrigatoriamente ter um desvirtuamento. Seguindo essa linha de raciocínio, será que o problema é o "endeusamento" dos filmes anteriores ou o "endeusamento" de Spielberg, Lucas e cia, como se eles nunca fossem capazes de fazer um filme ruim?

Concordo com o Bernardo no que ele se refere aos efeitos especiais, às cenas de ação, embora o uso da comédia tenha garantido algumas risadas minhas, seja na interação de Indy e Mutt, na cena da areia movediça e na sequência do penhasco/cataratas.

 

PS: Vivendo e aprendendo.
[/quote']

 

De fato, existe uma endeusificação por parte do fórum com relação a Spielberg. Várias provas existem no tópico dele, quando eu disse que o achava superestimado e um cidadão veio retrucar que eu só pensava isso dele porque tinha a marca Spielberg. Logo em seguida outro ainda veio dizer que quando se trata de Spielberg, só apelando para um Rosembaum da vida para falar mal dele "sem cair no mais puro e equivocado simplismo" (e ainda finalizou com uma caretinha 06).
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...