Jump to content
Forum Cinema em Cena

Batman - The Dark Knight (# 4)


Big One
 Share

Recommended Posts

Ah! Big, eu não sei viu, mas enfim, acho q não dá pra levar essa discussão adiante..rsrsrs como o Leo mesmo disso, todos foram excepcionais, uns acham o Ledger melhor, outros o Aaron, mas independente de qq coisa, como fãs do Batman temos q comemorar pelo filme ter sido estupento, essas pequenas discordâncias haverão sempre mesmo.

 

E vem cá, só pra eu não ter q voltar algumas páginas pra saber dessa informação, se alguém soube e fizer a gentileza de informar, no final qto TDK arrecadou no cinema até aqui?

 

 

 

Abraços pessoal, um ótimo Domingo pra vcs

Link to comment
Share on other sites

   Rah! , minha pétala , seja bem vindo de volta ao lar , amigão !

 

 

   Pessoal , eu tive dando uma passada pelo site http://www.batmanatrajetoria.hpg.ig.com.br/euvicv.html e resolvi expor aqui alguns textos e curiosidades bem interessantes elaborados por Linc Nery , o maior especialista no morcego que conheço . A começar pela crítica na qual ele aborda alguns pontos bem interessantes e discutíveis :

 

 

   

 

EU VI O CAVALEIRO DAS TREVAS

Sabe foi o filme que vi mais dificil de escrever algo. Não me vinha idéias para defini-lo em palavras, de passar a sensação que senti ao ver O Cavaleiro das Trevas.

Só comecei a ter idéias quando vi as críticas de alguns sites, da qual não concordo em algumas coisas.

Se você não viu o filme, se não quer saber nada, e eu acho que você deve ver o filme com cabeça mais limpa possível em relação aos fatos da internet, saia desta página e só volte depois que vê-lo.

Bom, Batman Begins foi o filme mais próximo que se fez do morcego das hqs, apesar das mudanças para o roteiro (que são sim necessárias).

Algumas pessoas dizem até que Batman e Robin é mais fiél que Begins, ledo engano. O Problema é que muita gente vê alguns filmes, desenhos, põe uma camisa com o simbolo e já se acham ph em Batman, elas nem ao menos lêem um site completo para conhecer todas as fases do personagem. Falar merda é melhor que ler e conhecer.

Vamos lá, dizem que Batman e Robin é fiél as hqs dos anos 50/60, bom aí já temos um erro cronológico, porque o filme foi lançado em 1997. Mesmo assim, das hqs dos anos 50 e 60 o filme só traz consigo o conceito que Batman é um personagem caricato, infantil e com uma galerinha que apronta mil e uma confusões, além de vilões grotescos. Só isso. Nos anos 50 e 60, apesar das idioticas, existia origens e cronologia, coisa que Batman e Robin não respeita. Batgirl como sobrinha do Alfred é so uma ponta num iceberg de bosta.

Já Begins é calcado nos ótimos anos 70 de O'neill e Adams, com um Batman mais pé no chão. E existem cenas que foram práaticamente tiradas das hqs, no Arkham Batman está encurraldo pela policia, quando usa um aparelho em sua bota que atrai vários morcegos que encobrem sua fuga, apesar do local ser outro, isso ocorre em Ano Um de Frank Miller. Até o aparelho estar na bota é respeitado. O uniforme teste usado antes da roupa de Batman ficar pronta, entendam que só porque o filme não mostrou, não quer dizer que não tenha acontecido. Eu explico, o filme mostra rapidamente a viagem de Bruce pelo mundo, mas dá foco no treinamento com Ducard, isso não quer dizer que ele não tenha treinado com outros mestres. Ra's e Ducard receberam mudanças, mas seus conceitos estavam lá. E só porque o Poço de Lázaros não foi citado não significa que não exista, você viu o corpo do Ra's? Nem eu. Bruce pegar equipamentos da empresa foi mostrado em várias ocasiões como em Bamtman 0 (abril jovem depois de zero hora) e Batman x Predador 2.

O epilogo de Begins é totalmente tirado do final de Ano Um (Bom, só ai já temos mais Hqs do que em Batman e Robin), não é tudo que Begins traz de Hqs, mas vou parar por aqui, pra não perder o foco.

Outra coisa que algumas pessoas falam, é que uma hq não precisa ser adaptada. Porra! Nego só fala merda, vai estudar cinema! Cinema, TV, HQs, etc., sõa midias diferentes, e com publicos diferentes. Eu fiz um teste, emprestei o DVD de Begins para um amigo que acha bacana, mas que não lê gibis, junto, eu dei um CD com Batman Dead End.

Quando me devolveu perguntei e aí?

E ele me disse; "Cara, o Batman desta vez tava foda. Mas, naquele cd, eu coloquei, e apareceu um Batman com roupa apertadinha, que parecia um viadinho".

Dead End é uma das melhores coisas que já fizeram pro Batman, mas não funciona pra uma mídia que quer pegar o máximo de pessoas, principalmente os não-fãs. Isso deve ser entendido antes que qualquer discussão. Batman é uma Hq muito longa com várias adaptações pelo anos, não é uma série fechada como Sin City ou pequena como Hellboy.

Begins é foda, mas faltavam algumas coisas, o Batman ainda não era o Batman e a equipe de Nolan e cia. ainda tinha que saber se o publico ia gostar desse Batman mais pé no chão, mais baseado em grandes clássicos da hqs, ou se a massa ia preferir o mamão-com-açucar de Joel Schumacher ou as bizarrices de Burton. Isso poderia acontecer. Poderíamos chegar a conclusão que o Batman que realmente tem uma legião de fãs, e não um bando de cuecas verdes xiitas, ia finalmente aparecer para um publico que não o conhecia. Um Batman humano, sombrio, que enfrenta perigos que qualquer um pode enfrentar, e não um 007 de preto. Cara, podia acontecer. O grande publico só conhece essa versão. Por isso, que quando você diz que é fã de Batman nego te zoa, porque não compreende, porque um cara velho pode gostar de uma coisa de crianças, um super-herói que se veste de morcego, bom, nós sabemos que Batman nem é um super-herói, apesar de existir no mesmo mundo destes. Nós sabemos quem é o Batman. Existe o mundo deles e o nosso.

Batman Begins era o elo que começava a unificar esse mundo. Se o filme era promissor, o final com a carta do Coringa fez fãs babarem por uma continuação... Batman estava chegando aos cinemas. Não um cara fantasiado de Batman, mas O Batman.

Quando o nome Cavaleiro das Trevas surgiu como título essa motivação fica mais clara, principalmente aqui no Brasil, em que o publico não-leitor não tem o hábito de chama-lo com esse apelido. As midias só se referem à Batman como Homem-Morcego e Cruzado Embuçado, até em dublagens, Cavaleiro das Trevas era trocado por nomes menos impactantes como Cavaleiro da Noite ou Cavaleiro Sombrio. Mas, Cavaleiro das Trevas é tão emblemático para Batman, quando Homem de Aço é para o Super-Homem.

Tentei saber o menos possível sobre o filme, queria ser pego de surpresa, isso se refletiu no site, que não teve tantas matérias e imagens do filme. Mas, eu não sou tão burro e só de ver algumas entrevistas cheguei algumas conclusões acertadas sobre o roteiro do filme.

Não há muito de diferente no que vou dizer de outros sites e publicações, é fantástico. Até o cara que não curte Batman deve ao menos se entreter com a pelicula. O filme é bruto, pesado, é um soco na cara, uma critica à sociedade, uma critica implicita. E um "Se Fudeu!" Pra todo mundo que te zoou por ser fã do Batman.

Batman está entre nós, e não veio só, toda Gotham está com ele, assim como seus pricipais inimigos e aliados. O inimigo desse Batman não é só o Coringa, e sim toda uma sociedade, toda uma opinião publica que pode ser manipulada pela simples vontade de um louco. E não é isso que acontece todos os dias quando ligamos a TV? Somos manipulados a comprar, odiar, amar, achar que vivemos num mundo criado por Deus, mas que é um simples palco de uma elite sem rosto?

Sim, é por isso que sou fã do Batman. Porque pode não haver boa poesia nessa história, mas existe alguma poesia lá.

E antes que os fãs de fim de semana venham dizer que o filme não é fiel, vou dizer no que ele é fiel, e aí, não vou poupar spoilers, ou seja, dizer o que há no filme, então se você não viu o filme, caia fora agora...

A origem do Duas-Caras não é a mesma das hqs, mas não veio do nada, ela é baseada na versão de Batman the Animated Series, a fonte é outra, mas o conceito é o mesmo. A morte daquela personagem torna o Coringa mais odiado, uma leve referência ao tiro em Barbara Gordon (que esta no filme) e a morte de Jason Todd. Uma morte importante para Batman.

Temos elementos claros da primeira aparição do Coringa na história da década de 40 e de A Piada Mortal, entre outros clássicos. Nolan se baseou em obras como Fogo contra Fogo para conduzir seu filme, mas não saiu da fonte das hqs. O final com Duas-Caras, Batman e Gordon foi visivelmente baseado no final de Ano Um e no final do episódio A segunda Chance de Batman The Animated Séries.

Já o final do Coringa foi baseado no final da hq O Sinal do Coringa (continuação da famosa Os Peixes Sorridentes), que não por acaso, também direcionou a cena final de Batman de 1989. Mas, aqui, vemos a cena mais bem adaptada.

De resto temos Dia das Bruxas, etc. Isso tudo com a aglutinação ao gênio inventivo de Nolan e cia.

Heath Ledger me fez esquecer o Coringa da minha infância, que foi meu primeiro contato com o personagem (acredito que da maioria que está lendo este texto), isso não é fácil, até sair o primeiro trailer, não achei que era possível. Aqui se juntou vontade, talento e o Coringa pensante de Hqs mais adultas, e não uma versão mais sombria que lembrasse a dos anos 60. Outra coisa aqui teve Batman, e não um cara vestido de Batman, como já falei.

Alguns sites dizem que Ledger rouba o filme como Nicholson fez em 89, não concordo, o vilão conduz o terror que mexe com a vida de todos os personagens, ele é o fio que liga todos, o medo, o caos, a anarquia. Mas, não é tudo. Bale mostra definitivamente que é o melhor Batman de todos os tempos das midias fora das hqs. Ele é como Christopher Reeves foi pro Superman. Quando você vê Bale como Bruce Wayne, você vê Bruce wayne e não um cara se fingindo de Bruce Wayne, o mesmo vale para seu alter ego.

Todos atores são sólidos defendem seus personagens como num jogo de xadrez em que qualquer erro toma-lhe um xeque-mate. Um jogo que termina empatado. Quem ganha é o telespectador.

Sim, agora você pode ter orgulho de ser fã do Batman e não ter vergonha de ser feliz.

E me veio a palavra pro filme; DEFINITIVO!

Só que me vieram algumas tristezas quando voltei para a minha realidade, primeiro de saber que foi a última vez que vi Heath Ledger como Coringa. Desta vez o personagem não morre, quem morre é o ator...E agora?

A outra foi a seguinte, eu não tenho vontade de ver outro filme do Batman. É verdade. Sempre que via um filme do Batman queria ver o próximo pra ver as novidades ou pra ver se conseguiria ver o Batman que realmente sou fã na telona. Mas, agora consegui, e Cavaleiro das Trevas mostra tudo, não sobra nada que não seja mais do mesmo pra uma continuação.

E se for pra ter uma ultima recordação quero que ela seja ótima, não média e muito menos ruim...

Afinal, não é todo dia que vejo a platéia aplaudir no fim do filme.

Rei do cuco2008-10-26 17:18:54
Link to comment
Share on other sites

o site Batman-On-Film merece um troféu cata-piolho. Conseguiu lembrar de onde o diretor Christopher Nolan tirou a idéia das máscaras da gangue do Coringa para o filme Cavaleiro das Trevas, na cena do roubo ao banco:

darkcoringavelho.gif

A da esquerda é uma cena do Batman dos Anos 60, com Cesar Romero disfarçado, no episódio “The Joker Is Wild”. A da direita, a cena do filme. O Coringa do seriado dos anos 60 é mesmo cheio de surpresas, como o bigode que tinha e quase ninguém notou.

Seja como for, é uma homenagem bacana. Só não entendo por que não colocam Adam West aparecendo de relance num filme do Batman atual, como os filmes da Marvel fazem com Stan Lee e Lou Ferrino nos "Hulks".

Link to comment
Share on other sites

 

 

QUEM DEVERIA SER O VILÃO DE BATMAN 3, SEGUNDO JEPH LOEB

O filme Cavaleiro das Trevas, mal saiu e o MTV Movies já está especulando sobre quem será o vilão do próximo filme...Se é que vai ter próximo filme.

Gary Oldman aposta no Charada, já Nester Carbonell acha que a Mulher Gato é quem vai dar as caras, alguns gostariam que o oponente agora fosse mais físico como o Bane... Independente de quem seja, todos partilham da opinião de que Christopher Nolan vai rearranjar o novo vilão nos seus moldes "realistas".

Quem falou mesmo sobre o assunto foi o bosta do Jeph Loeb. O cara disse que se fosse ele que estivesse mandando no filme, seguiria numa direção oposta e colocaria a Hera venenosa e a Mulher Gato como vilãs. "Hera é uma personagem fantástica, determinada em conseguir seus objetivos independente se tem que controlar a mente de um homem ou uma mulher."

Mas Loeb diz que não seria difícil inserir a gostosa verde no conceito realista de Nolan, ela poderia ser transformada numa eco-terrorista, e elegeria Bruce Wayne como seu inimigo por ele ser um grande empresário e consequentemente um grande poluidor com seu império de indústrias. (já vi isso num filme de 1997)

Loeb termina dizendo que acha que o canminho do Batman cinematográfico deveria ser diferente, começando com os pés no chão, mas aos poucos ir trilhando por caminhos mais fantasiosos. Ele acha que atrizes como Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow (magrelas) seriam capazes de fazer com a personagem, que já foi interpretada por Uma Thurman nas telonas, o que Heath Ledger fez com o Coringa depois de Jack Nicholson.

O que eu acho? Sim Jeph Loeb, o Batman deveria abandonar sua faceta realista nos cinemas e se aventurar por caminhos mais fantasiosos...

LIXO!!

...afinal foi exatamente o que Joel Shumacher fez com o personagem nos cinemas, e todos sabem que foi um grande sucesso! AHEUAHEUAEHAUEHAE...

Bom, A culpa foi do Bale ficar dizendo por aí que uma das Hqs preferidas dele foram algumas que Loeb escreveu para Batman. Na boa, não vejo grande coisa em o Longo dia das bruxas. É uma história bacaninha, mas nem se compara ao verdadeiros clássicos de Batman, como Piada Mortal, Asilo Arkham e outros menos festejados como Gritos na Noite e alguns Contos de Batman. Eu não li Vitória Sombria, mas falando de Longo dia das bruxas, pra mim, é só mais uma história de Batman. Também não curto o traço do Tim Sale.

Mas, Loeb sempre foi um cara que puxou sardinha pro lado dele, com Bale dando essa ascensão as merdas que ele escreve, então.

Na boa, um cara que trabalhou em Smallville não pode nem sonhar em meter a mão numa outra adaptação de HQs, principalmente se for o Batman. Por que esse merda não vai dar palpite em Homem-Aranha 4?

FONTE: MELHORES DO MUNDO

Link to comment
Share on other sites

Fala Rei, e ai meu querido, como vc está? putz cara, q saudades da galerinha...

 

 

 

Hj vc mandou muito bem heim, a história ad máscara eu não sabia...adorei saber disso, ponto para o Nolan.

 

 

 

E Rob Gordon, muito obrigado por ter postado a arrecadação pra mim, valeu mesmo.

 

 

 

E qto ao vilão no próximo filme, eu já disse q eu adodaria ver o Bane tendo um pega pra capá com o morcegão.

 

 

 

E qto ao Loeb, tô com o Rei, ele não....

Link to comment
Share on other sites

Fala Cidra, como vai me irmão?

 

É, realmente Rei, o pessoal dos mdm´s são demais, eles sim são uns nerds malditos...rsrsrsrs

 

 

 

Então vamos lá meu amigo Cidra, parabéns pra vc tb, eu não sabia q vc tinha postado essa foto tb...

 

 

 

Ah! quer saber, parabéns pra todo mundo, o mundo agora está mais feliz, o timão voltou pra série A, agora é só alegria....rsrsrsrs

 

RaH!!!2008-10-27 22:10:49

Link to comment
Share on other sites

Galerinha, saiu no Omelete.

 

 

 

Christopher Nolan volta a falar sobre o sucesso e o futuro de Batman

 

 

 

nolan.jpg

 

 

 

Depois que Batman - O Cavaleiro das Trevas dominou o Scream Awards, prêmio anual entregue às obras de fantasia, terror e ficção pela Spike TV, o diretor Christopher Nolan conversou com o jornal Los Angeles Times sobre o futuro da série. A primeira parte da entrevista acaba de sair.

 

 

 

Primeiro ele falou sobre o sucesso do filme: "É empolgante, mas ao mesmo tempo é um pouco abstrato. Os números são grandes demais. O que mais me empolga é saber que o filme conseguiu se apoiar no primeiro e que conseguimos construir um público e uma história a partir daquele primeiro filme. Quero dizer, já faz seis anos, mais ou menos, que trabalho com Batman. Virou parte importante da minha vida, virou obsessão, e é divertido ver que muita gente começa a dividir com você essa obsessão".

 

 

 

Sobre o que vem a seguir: "Não é possível calcular o tamanho desse sucesso. Então é libertador, para mim, saber que meu próximo filme não vai fazer tanto dinheiro [risos]. Depois de Batman Begins, senti vontade de fazer algo menor. Mas agora, com The Dark Knight, filmar em Imax e buscar essa escala maior também foi muito divertido. Então talvez o que eu precise agora é de uma história intimista, mas rodada em larga escala, ou vice-versa".

 

 

 

Obviamente, Nolan, depois desse filme "mais ou menos menor", vai ganhar um caminhão de dinheiro para dirigir o terceiro Batman, mas ainda assim ele fez charminho: "Teremos uma história que me manteria envolvido emocionalmente pelos próximos anos, envolvido o suficiente para assumir esse filme? Quantos terceiros filmes de trilogia são realmente bons? Tudo depende da história. Se ela estiver lá, tudo é possível".

 

 

 

Nolan não comenta mais do futuro da série, mas fala, sim, do Coringa. "Tentamos ao máximo, no segundo filme, mostrar tudo o que queríamos ver do Coringa. Queríamos que o embate final dos dois fosse esse impasse: as regras de Batman, de não matar, e o interesse do Coringa não em derrotar o Batman, mas em mantê-los brigando, porque o Batman o fascina. Obviamente, Heath [Ledger] criou um personagem tão extraordinário que você adoraria ver mais dez filmes com ele. Esse é o lado agridoce. Foi uma caracterização incrível."

 

 

 

É, eu não tenho duvidas de q Nolan irá voltar para o terceiro filme da franquia, eu só duvido q ele fará algo melhor q TDK...rsrsrsrsrs

 

Ah! fala sério, q filme é esse gente..ainda me lembro do filme e não vejo a hora de comprar o DVD qdo lançar...

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

  Também estou com este entusiasmo e ansiedade , meu camarada ! Quero muito adquirir o DVD em breve e , espero , encontrar nele todo o filme com os comentários de Nolan . Sobre o terceiro , se Nolan vier com o Charada e o espírito de tornar Batman o campeão de Gotham , ou seja , elaborar algo que leve o morcego a ser aceito como guardião da cidade trazendo assim a conclusão do final de "TDK" , não tenho dúvidas de que , arduamente , teremos um filme superior , porém com alguns milhões a menos em sua arrecadação , uma vez que não teremos um nome de peso como o Coringa , um personagem fascinante como o Coringa de Ledger e a última atuação de um grande ator para conferir .

Link to comment
Share on other sites

Quinta-feira, 30 de Outubro de 2008 | Atualizado em 30.10.08 às 9h35

Christopher Nolan fala sobre a sua cena favorita de Batman: O Cavaleiro das Trevas


Que, por acaso, também é a MINHA cena favorita do filme. =]

 

6604e39fd8139e7467284d85e73b74ccs=32&ampd=http%3A%2F%2Fwww.gravatar%2Favatar%2Fad516503a11cd5ca435acc9bb6523536%3Fs%3D32&ampr=PG

André Luiz de Mello
JUDAO.com.br

batmannovas_01.jpg

 

Quando Batman: O Cavaleiro das Trevas teve aquelas gloriosas imagens vazadas, ao ver o Batman arrepiando com o Coringa numa sala de interrogatório, eu logo pensei “Isso vai ser bonito”. Trailers foram lançados, mais imagens, TV Spots, e eu continuava falando “Isso vai ser bonito!”. Quando saiu um TV Spot que tinha o Batman batendo com a cabeça do Jóquer na mesa, eu falei pro Borbs que aquela cena já valeria o filme.

O filme estreou, todo mundo endoidou, e eu ainda acho que aquela cena é a melhor do filme. Ali você vê o quão doente o Coringa realmente é, e como apesar de lutar contra criminosos, o Batman ainda é um homem normal, que perde a cabeça quando vê que a mulher que ama está em perigo.

E agora eu sei que eu não sou o único a achar a cena sensacional. Na segunda parte da entrevista que o Christopher Nolan deu ao Los Angeles Times, ele falou da sua cena favorita do filme, a cena do interrogatório.

“Eu poderia falar dessa cena por horas. Nem um dos dois [Christian Bale e o Heath Ledger] queriam ensaiar demais. Eles tinham que ensaiar a parte da luta, mas até nós tentamos deixar as coisas mais soltas, improvisando um pouco. Eles queriam guardar tudo pra cena. Nós estávamos bem animados com todo o diálogo e a ação dessa cena intensa entre esses dois personagens icônicos. Era bem bizarro ver o Batman sentado numa mesa na frente do Coringa.

No final da cena, quando o Batman está socando o Coringa, eu acho que o Heath conseguiu capturar a essência da ameaça do Coringa e quem ele realmente é: Ele está sendo socado na cara e mesmo assim está rindo e amando tudo aquilo. Não tem nada que você possa fazer. Como ele diz ao Batman, “Você não consegue fazer nada com toda a sua força”… Quando ele solta o Coringa, ele vê como aquilo que ele fez não serviu pra nada.”

É legal ver o Nolan falando do filme assim. Me faz esperar com maior ansiedade o DVD, esperando que tenha uma faixa de comentário dele. O do Begins faltou isso.

Pra ler a segunda parte da entrevista dele ao Los Angeles Times, é só dar aquela clickada aqui.

A terceira e última parte deve sair na próxima semana, e eu me pergunto o que mais ele pode falar sobre Batman, já que na primeira parte falou de um possível retorno na terceira parte, e na segunda sobre a sova que o Jóquer toma. =D

Link to comment
Share on other sites

Christopher Nolan diz o que pensa de Batman no filme da Liga da Justiça

A tentativa de tirar Liga da Justiça do papel no começo do ano fracassou, entre outros motivos, porque Christopher Nolan não estava muito contente em ter que dividir o Batman com outro filme. Em entrevista ao Los Angeles Times, o cineasta fala do futuro longa-metragem da equipe - e diz que a presença do Homem-Morcego é fundamental em Justice League.

Ele frisa, porém, que o personagem desenvolvido em Batman Begins e Batman - O Cavaleiro das Trevas não se encaixaria em um universo coexistindo com o Super-Homem. "Eu não acho que nosso Batman, nossa Gotham, combinaria com esse tipo de cruzamento. Daí voltamos a uma das coisas essenciais de quando começamos a fazer Batman: estamos em um mundo em que os super-heróis realmente existem?", questionou Nolan.

"Se você pensar em Batman Begins, na filosofia do personagem tentando se reinventar como um símbolo, nós tomamos a posição - não mencionamos isso diretamente no filme, mas era a posição - de que super-heróis simplesmente não existem. Se existissem e Bruce conhecesse Superman ou qualquer outro herói, seria uma decisão completamente diferente a de vestir uma fantasia para se tornar um símbolo", disse.

Obviamente, Nolan raciocina como um artista, que preza pela integridade de sua obra. Mas quando chegar a hora da Warner Bros. fazer o filme da Liga - o que provavelmente ocorrerá depois do terceiro Batman - Nolan será só mais um opinando sobre o projeto.

Link to comment
Share on other sites

Sim, claro que há um problema aí, inserir o Superman no mundo de Nolan, seria ir contra a filossofia do filme, como o Nolan explicou muito bem acima.

 

Você pode dizer, Batman e Suoerman podem coexistir sim, mas no Batman do Nolan, definitivamente não. Não imagino o Super voando por Gothan.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Vcs assistiram ao mesmo filme que eu???09 Colocar o Super no universo Nolan, seria jogar no lixo tudo o que filme construiu. Batman foi criado num unoverso onde não existem super poderes, não existem super heróis, o herói é o sujeito comum que vai combater a criminalidadeé o promotor público que vai prender bandidos. Se o Super me aperece toda a base do filme perde sentido. Batman e Super podem coexistir, mas não nesta franquia.

 

 

Link to comment
Share on other sites

 Não vejo por esse prisma, bIG ONE. Pelo q entendi na declaração do Nolan, quando ele pensou no seu Batman, ele pensou q não existiam outros herois no geral, assim como não exisia um Superman ou um Lanterna verde, tambem não existia os herois comuns como Arqueiro verde e Questão.

 A iniciativa de Wayne, de vestir um traje de morcego, para combater o crime, é uma atitude extrema, nova e radical, isso visando se tornar um simbolo, e como vimos na sequencia, tambem pode trazer consequencias ruins. O comentario do Nolan nada tem a ver com super poderes.

 Tudo depende de como se insere a coisa. Acho q pode ser perfeitamente viavel um encontro do Batman do Nolan com o Superman. Pensar q não dá pq o Super não é cabivel no mundo real é ser meio radical, na minha opinião.

Valeu16
Link to comment
Share on other sites

A claro, logo vão querer a elipse amarela, depois o Robin e pronto, os tempos de Schumacher estarão de volta.

 

Brincadeiras á parte...

 

Claro que o Naoln disse:

 

"não mencionamos isso diretamente no filme, mas era a posição - de que super-heróis simplesmente não existem."

 

Você quer mais claro que isso? "Non ecxiste", essa sempre foi a idéia central do filme, o próprio filme nega que Batman seja um herói, e todo aquele discuso que o Gordon faz no final?

 

Link to comment
Share on other sites

Porra... a mesma discussão do outro tópico??? hehehehehehehe...

 

Como disse lá antes.... Batman funciona melhor em seus filmes solo como algo fora do comum... de diferente. E Nolan parece concordar com isso... é complicado pensar em algo como superpoderes neste universo.

 

Eu entendo qual é o apelo disso tudo... eu acompanho o plano das adaptações da Marvel Comics a partir de Homem de Ferro e O Incrível Hulk. Mas é uma coisa é construir um universo uno, outra é misturar dois diferentes, com conceitos opostos e ver no que vai dar...
Link to comment
Share on other sites

 

Vcs assistiram ao mesmo filme que eu???09 Colocar o Super no universo Nolan' date=' seria jogar no lixo tudo o que filme construiu. Batman foi criado num unoverso onde não existem super poderes, não existem super heróis, o herói é o sujeito comum que vai combater a criminalidadeé o promotor público que vai prender bandidos. Se o Super me aperece toda a base do filme perde sentido. Batman e Super podem coexistir, mas não nesta franquia.

[/quote']

 

Pois é...mas eu acho que o uno universo do Batman hoje está solidificado...não sei não se a Warner não colocaria o Nolan a cargo da direção de um filme do SUPERMAN...os diretores "fantasiosos" deram só ideias idiotas p/um filme do Homem de Aço,o Burton quase fez um filme que seria bizarro....o Superman Returns foi praticamente um filme sem nada de ousadia...

 

O melhor jeito de unir Batman e Superman ,seria dar a direção do proximo filme do Azulão pro Nolan......com um filme solo do Kriptoniano ,ai sim depois poderia se pensar no encontro dos dois...

 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...