Jump to content
Forum Cinema em Cena

A Lei Seca no Trânsito


Marko Ramius
 Share

Recommended Posts

J' date='

O pessoal não liga muito se não mexer no seu bolso, tem que mexer no bolso para ficar real...

Agora, a Lei tem que ser igual para todos, tem que prender, multar, etc todo mundo!
[/quote']

 

Mas entre mexer no bolso e ficar preso o pessoal prefereo bolso. Agora, se fosse cadeia sem direito  fiança, alguns poderiam pensar duas vezes.
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 315
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

J,

 

 

 

Pelo próprio sistema carcerário brasileiro, seria uma loucura deixar alguém que foi pego no bafômetro (que foi pego antes de matar alguém...) na cadeia por muito tempo junto com marginais da pior espécie, não seria interessante, o Estado não tem estrutura... Então colocar na cadeia, sela especial, 3 dias e fazer ficha, já dá uma mexida no "cara", alem da multa que para mim deveria ser maior, de 900 para 4500, perda dos pontos ou a carteira e precisa ser para todos!

 

 

Link to comment
Share on other sites

O advogado Percival Menon Maricato, 64 anos, obteve ontem uma liminar no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) que dá a ele o direito de não ser multado, não ter o direito de dirigir suspenso e ter o veículo apreendido, caso se recuse a fazer o teste do bafômetro, segundo o Jornal de Jundiaí.

A decisão começa a valer a partir da publicação no Diário Oficial do Estado. De acordo com o jornal, o habeas-corpus preventivo foi concedido pelo juiz Márcio Franklin Nogueira, que isenta o advogado de sofrer punições da lei 11.705, conhecida como Lei Seca.

Procurado para comentar a decisão, Maricato disse que teve conhecimento que o juiz acatou a liminar pelo jornal de Jundiaí, mas ainda não tinha sido comunicado oficialmente. Sobre o pedido da liminar, o advogado justificou: "eu tenho 64 anos e bebo dois chopes por dia desde os 18". Maricato é empresário no setor de bares e restaurantes e diretor jurídico da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

Segundo a Lei nº 11.705, quem tiver a partir 0,1 mg/l de álcool no exame do bafômetro é multado em R$ 957,70 e perde o direito de dirigir por um ano. Se a quantidade registrada for maior que 0,6 g/l, além das punições acima, o motorista pode ser preso.

Link to comment
Share on other sites

 

A ingestão de alcool altera a percepção da pessoa. Isto é fato. Se altera mais ou menos é irrelevante. O ponto é que altera' date=' simples assim. Música, remédio, conversa paralela entram no campo das "possibilidades". Com álcool não dá pra ser tão benevolente. 

[/quote']

 

Errado. Como eu já disse umas 10 vezes neste tópico, se a ingestão de uma pequena quantidade de ácool altera a percepção de alguém, altera tanto quanto aqueles outros elementos que eu já apontei antes. Portanto, voltamos ao questionamento sobre o porque da perseguição ao  ácool (perseguição, no caso=banimento completo) se existem outros hábitos tão supérfluos quanto ele e também potencialmente perigosos à segurança no trânsito que são permitidos. 

 

 

 

 

A decisão legislativa de coibir abusos precisa de comprovação científica? Então passou da hora da lei determinar que é proibido cultuar a Deus' date=' já que a existência Dele não pode ser provada cientificamente.

 

070707
[/quote']

 

Generalização totalmente desnecessária. É óbvio que não existe a exigência formal de um estudo científico para a criação de leis, mas o BOM SENSO prescreve que em alguns casos um baseamento técnico evita medidas injustificadas, como acontece neste.

 

E esse exemplo de Deus foi péssimo, hein..

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Fulgora2008-07-09 21:37:01
Link to comment
Share on other sites

 

A ingestão de alcool altera a percepção da pessoa. Isto é fato. Se altera mais ou menos é irrelevante. O ponto é que altera' date=' simples assim. Música, remédio, conversa paralela entram no campo das "possibilidades". Com álcool não dá pra ser tão benevolente. 

 

 

Errado. Como eu já disse umas 10 vezes neste tópico, se a ingestão de uma pequena quantidade de ácool altera a percepção de alguém, altera tanto quanto aqueles outros elementos que eu já apontei antes. Portanto, voltamos ao questionamento sobre o porque da perseguição ao  ácool (perseguição, no caso=banimento completo) se existem outros hábitos tão supérfluos quanto ele e também potencialmente perigosos à segurança no trânsito que são permitidos. 

 

 

[/quote']

 

Concordo. A prova cabal disso é que na lei anteiror a esta Lei Seca, o limite de 0,6 era considerado como incapaz de afetar o discernimento de um individuo.

Em alguns casos o uso de celular pode ser pior que a bebida (em alguns casos!). Você tem que fazer uma malabarismo para passar de marcha, fazer curvas e segurar o aparelho...
LLUCH2008-07-09 22:43:21
Link to comment
Share on other sites

 

 

Em alguns casos o uso de celular pode ser pior que a bebida (em alguns casos!). Você tem que fazer uma malabarismo para passar de marcha' date=' fazer curvas e segurar o aparelho...
[/quote']

 

Eu acho que deviam permitir o uso dos celulares nos veículos com câmbio automático 05
Marko Ramius2008-07-10 11:27:50
Link to comment
Share on other sites

Errado. Como eu já disse umas 10 vezes neste tópico' date=' se a ingestão de uma pequena quantidade de ácool altera a percepção de alguém, altera tanto quanto aqueles outros elementos que eu já apontei antes. Portanto, voltamos ao questionamento sobre o porque da perseguição ao  ácool (perseguição, no caso=banimento completo) se existem outros hábitos tão supérfluos quanto ele e também potencialmente perigosos à segurança no trânsito que são permitidos. 
[/quote']

 

Comparação inadequada... Já mostrei que é possível que uma pequena ingestão de álcool (um copo, que seja) pode sim mudar a percepção de alguém.

 

Agora estender isso para outros elementos (remédio? música? WTF??!!) me parece uma tentativa de forçar a imposição de um ponto de vista.

 

Generalização totalmente desnecessária. É óbvio que não existe a exigência formal de um estudo científico para a criação de leis' date=' mas o BOM SENSO prescreve que em alguns casos um baseamento técnico evita medidas injustificadas, como acontece neste.

 

E esse exemplo de Deus foi péssimo, hein..
[/quote']

 

Vc sabe se a lei foi concebida sem o aval de baseamento técnico? Bom, como já mostrei que um copo de álcool pode sim alterar a percepção de uma pessoa, resta que a lei tem sim o bom senso em prever uma quantidade de álcool que é capaz sim de mudar a percepção da pessoa

 

Sim, o exemplo de Deus foi péssimo... mas para o comentário ESDRÚXULO de que a lei precisa de comprovação científica para ter validade e credibilidade mister se fazia uma réplica à altura...

 

03
Dr. Calvin2008-07-10 14:09:43
Link to comment
Share on other sites

 

 

Em alguns casos o uso de celular pode ser pior que a bebida (em alguns casos!). Você tem que fazer uma malabarismo para passar de marcha' date=' fazer curvas e segurar o aparelho...
[/quote']

 

Eu acho que deviam permitir o uso dos celulares nos veículos com câmbio automático 05

 

Acho que foi uma ironia sua, mas o uso do celular não se deve necessariamente a utilização de uma mão, mas sim que tira atenção do motorista, assim como o som alto...
Link to comment
Share on other sites

Dook , curioso que esse embasamento técnico ao qual você se refere foi uma conclusão dos cientistas brasileiros . Parece que os italianos , franceses , americanos  , ingleses e australianos pensam de forma diferente . Essa lei só encontra paralelos em países islâmicos , onde o alcool não é uma tradição cultural .

Link to comment
Share on other sites

essa lei foi uma benção, o LUIZqui INACIO consegui fazer o que o SERGIO CABRAL nao consegui fazer.....................  deu aumento DE SOLDO  a tropa.

na saida do turno noturno a tropa GRITA VIVA O LUIZqui DA SILVA padroeiro dos PULIÇAS OTORIDADES .

 

detalhe cervejinha por dirigir embriagado subiu de r$ 50,00 - modicos

para no MINIMO r$ 100,00 - SEM ZÃO! HEHEHEHEHheheheh

 

brazil republic of baderna

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

Comparação inadequada... Já mostrei que é possível que uma pequena ingestão de álcool (um copo' date=' que seja) pode sim mudar a percepção de alguém.

 

Agora estender isso para outros elementos (remédio? música? WTF??!!) me parece uma tentativa de forçar a imposição de um ponto de vista.

 

[/quote']

 

Mais uma vez, fugiu de responder o ponto central. Desisto por aqui.

 

Vc sabe se a lei foi concebida sem o aval de baseamento técnico?

 

 

Se não foram apresentados dados objetivos' date=' só me resta concluir que a idéia surgiu pura e simplesmente da cabeça de mais um deputado ávido por votos fáceis.

 

 

Bom, como já mostrei que um copo de álcool pode sim alterar a percepção de uma pessoa, resta que a lei tem sim o bom senso em prever uma quantidade de álcool que é capaz sim de mudar a percepção da pessoa

 

 

Ok, talvez você devesse apresentar os teus estudos técnicos às autoridades americanas, alemãs, francesas, etc. Vai ser novidade pra todos eles. 

 

Sim' date=' o exemplo de Deus foi péssimo... mas para o comentário ESDRÚXULO de que a lei precisa de comprovação científica para ter validade e credibilidade mister se fazia uma réplica à altura...

 

03
[/quote']

 

Já começou a apelar...

 

 
Fulgora2008-07-11 14:17:05
Link to comment
Share on other sites

Mais uma notícia interessante...

 

Aos poucos, o absurdos da lei vão ficando evidentes...

 

 

Jornal: Lei Seca deixa lacunas, dizem advogados

Advogados consultados pelo jornal Folha de S.Paulo, acreditam que a Lei Seca que vem sendo aplicada deixa algumas lacunas, permitindo assim a concessão de liminares como no caso do empresário Percival Maricato, de São Paulo, e de uma jornalista de Brasília. A nova lei aumenta o rigor para quem dirigir alcoolizado.

Em São Paulo, o desembargador Márcio Franklin Nogueira concedeu ao empresário e diretor jurídico da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Percival Maricato, um habeas-corpus garantindo o direito de não realizar o teste do bafômetro, pois a Constituição brasileira garante ao indivíduo o direito de não produzir provas contra si. Em Brasília, a desembargadora Sandra de Santis, da 1ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça, usa a nova lei para desconsiderar o exame clínico, por entender que o exame visual não poderia ser usado como prova, já que o exame visual feito pelo médico não tem como medir a dosagem de álcool no sangue.

O membro da Comissão de Direito Penal da OAB de São Paulo, Filipe Fialdini, acredita que "a lei foi malfeita". Segundo ele, "a anterior era melhor, essa nova estabelece uma dosagem que não pode ser auferida porque ninguém é obrigado a fazer o teste". Marcelo Figueiredo, diretor da faculdade de Direito da PUC-SP, concorda com Fialdini: "antes era possível verificar se havia sinais de embriaguez ou não, agora querem impor dosagens e esse limite é exagerado".

Redação Terra

 

 

 

Fulgora2008-07-11 14:20:50
Link to comment
Share on other sites

Lei Seca não terá recuo, diz Temporão

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse hoje, no Recife, que "o governo não arredará pé nem um milímetro" em relação à lei seca. "Quem não pretende cumprir a lei vai mudar de opinião rapidamente quando for preso", afirmou ao avaliar que nestes casos a prisão terá efeito pedagógico.

Para ele, eventuais liminares judiciais - a exemplo de se conseguir direito de não fazer o teste do bafômetro - não representam uma ameaça à lei. "Não há possibilidade de recuo", afirmou ao lembrar que o Brasil não poderia continuar a conviver com 17 mil mortes por acidentes devido à ingestão de álcool como ocorreu no ano passado.

O ministro observou que uma avaliação consistente da lei e seus efeitos só será possível daqui a um ano, mas adiantou que o Ministério "está radiante" com os primeiros resultados. Segundo ele, 80% da população de São Paulo e do Rio apóiam a lei como ela está, sem modificações.

Link to comment
Share on other sites

eles simplesmente adotaram esta lei mais rígida para encobrir o fato deles não terem condições técnicas para barrar um cara realmente bêbado.   cada um tem a sua resistência ao teor alcoólico sendo muito difícil, pra fiscalização brasileira, conseguir algo mais adequado e mais ágil para analisar uma pessoa.

 

Link to comment
Share on other sites

Olá, pessoal, este é meu primeiro post.

Gostaria de dizer que sou absolutamente favorável à lei e ela é importante p/ disciplinar a relação que o povo brasileiro tem com a bebida associada ao volante. E acho que é importante também que se deixe claro que não é permitido álcool no sangue. Dizer que pode 0.6mg de álcool por litro de sangue é o mesmo que dizer que pode um pouco. E ninguém sabe precisar que pouco é esse, já que ninguém leva bafômetro a tiracolo. 0,00mg/l é mais compreensível do que 0,06mg/l.

Moro atualmente no Japão e aqui a lei é severíssima, muito mais do que essa lei seca brasileira. A multa por qualquer quantidade de álcool no sangue é de 10.000 dólares (cerca de 1.000.000 de ienes) e se houver caronas (com habilitação) no carro também bêbados, estes também são multados. Se houver tentativa de fuga, a multa dobra. Também tem prisão e apreensão do veículo. E aqui não tem essa discussão se direitos estão sendo tolhidos, se uma latinha de cerveja é inofensiva, etc. Aqui é nítida a percepção de que as leis são feitas p/ o bem da coletividade.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Olá' date=' pessoal, este é meu primeiro post.Gostaria de dizer que sou absolutamente favorável à lei e ela é importante p/ disciplinar a relação que o povo brasileiro tem com a bebida associada ao volante. E acho que é importante também que se deixe claro que não é permitido álcool no sangue. Dizer que pode 0.6mg de álcool por litro de sangue é o mesmo que dizer que pode um pouco. E ninguém sabe precisar que pouco é esse, já que ninguém leva bafômetro a tiracolo. 0,00mg/l é mais compreensível do que 0,06mg/l.Moro atualmente no Japão e aqui a lei é severíssima, muito mais do que essa lei seca brasileira. A multa por qualquer quantidade de álcool no sangue é de 10.000 dólares (cerca de 1.000.000 de ienes) e se houver caronas (com habilitação) no carro também bêbados, estes também são multados. Se houver tentativa de fuga, a multa dobra. Também tem prisão e apreensão do veículo. E aqui não tem essa discussão se direitos estão sendo tolhidos, se uma latinha de cerveja é inofensiva, etc. Aqui é nítida a percepção de que as leis são feitas p/ o bem da coletividade.

 

[/quote']

 

Pois é, no Japão as pessoas respeitam a lei, e a polícia não é corrupta. Infelizmente, não é o caso daqui.

 

 

 

Só uma coisa, não entendi o porquê da multa para os caronas bêbados com habilitação. Pra mim, seria mais certo multar o carona com habilitação que não tenha bebido. 06.gif

Link to comment
Share on other sites

 

O Japão é famoso pelo histórico de corrupção .

 

 

Seu ex-primeiro ministro Shinzo Abe renunciou em setembro do ano passado após um governo marcado pela corrupção .

Pelamordedeus! Realmente o Japão não é um grande exemplo de correção ética na política e serviços públicos, tanto é que no ranking internacional o Japão figura (+/-) em 10º país menos corrupto. O Brasil deve estar em 50º ou 60º. Se um primeiro-ministro cai por corrupção, é sinal que existe reação à corrupção. Se o Brasil fosse minimamente parecido, Lula já teria sido impedido. Moro no Japão há 20 anos e nunca (NUNCA!) ouvi falar de policial que tenha recebido uma propinazinha numa blitz. Mas acho que isso é meio off-topic.

Gostaria de saber o que vc quis dizer ao falar da corrupção no Japão. Quis dizer que alguém se beneficia de uma lei severa contra o álcool no trânsito?

Link to comment
Share on other sites

 

Só uma coisa' date=' não entendi o porquê da multa para os caronas bêbados com habilitação. Pra mim, seria mais certo multar o carona com habilitação que não tenha bebido. 06.gif [/quote']

É... de fato, talvez vc tenha razão. Não havia pensado nisso...060606

Mas, na prática, a lei tá funcionando direito. Pelo menos, quem sabe que a lei existe (e há brasileiros muito bem desinformados) não está bebendo nada nas baladas...

 

Link to comment
Share on other sites

Marko, cada organismo reage de um jeito a ingestao de bebida alcoolica, logo o legislador teve que optar por um parâmetro, e segundo a própria lei esse limite de 0.2 não é permanente, pois o próprio texto diz que poderá ocorrer modificações nesse limite.  Eu penso que se uma lei está tendo resultados bons e que a maioria da população concorda, ela é eficiente. A respeito dessa lei ser muito rigorosa, penso que o Brasil é até brando nessa questao de bebida. No Canadá ,por exemplo, nao pode beber bebida alcoolica nas ruas e as 2 horas da manhã em todos os locais, inclusive em boates, nao se vende mais alcool. E pra ser sincero, essa lei é para aqueles que não tem bom senso, pois aqueles que possuem certo compromisso com o outro, sempre evitou beber antes de dirigir.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...