Jump to content
Forum Cinema em Cena

Religião (#3)


Recommended Posts


1 - Doce ilusão.

2 - Aí é que está: Você NUNCA foi chamado de alguma dessas coisas. Você veste a carapuça porque quer. Eu tenho todo o direito de questionar sua história e pensar em possíveis explicações alternativas plausíveis. Não quer ser questionado' date=' não escreva.

3 - Falou, falou e nada disse. Meu discurso sempre esteve "tranquilo". Porque você acha que quando as divergências apareceram a "tranquilidade" foi embora? De minha parte ela permanece. Você é que parece ter se irritado por ser questionado. E seu "exemplo" nada exemplifica. Preguiça de citar onde isso aconteceu? Ou é porque isso (esse discurso menos "tranquilo") nunca aconteceu mesmo e você não tem o que citar?

4 - Ser adulto é fácil. Ter maturidade já é outra história... 03

Sim, gente como você. Gente que fala o que quer e não tem maturidade para ler críticas às suas "histórias de pescador".
[/quote']

1 - Será? Digo que é vivência.

2 - Assuma seu discurso. Palavras jogadas são o que elas dizem. Questionar é uma coisa, fazer acusações é outra. Questione e sempre terás resposta, mas estupidez é somente isto.

3 - Chamar de tudo o que já mencionei por nada é ser tranquilo, coitados daqueles que convivem contigo.

4 - Concordo, e é por isto que digo que deves rever suas atitudes, pois somente através disto serás, tanto adulto quanto maduro.
Link to post
Share on other sites
  • Replies 3.9k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

[
Oh lord... Quando começam a citar pensamentos de particpantes de reality show é um mal sinal...

Gênio' date= quando você protesta contra o casamento homo, está gritando para todo mundo que os homossexuais tem menos direito que você. Que eles não são cidadãos como você. Que as leis não valem para eles tanto quanto para você.

Isso é discriminação. 07
[/quote]

Tenho direito de citar o que eu quiser. E nunca protestei contra isto, creio que o teu problema seja a interpretação de texto. Leia o que escrevi e verás que falo justamente o contrário do que acabou de escrever.

O que digo é que não sou a favor. Mas chegar ao ponto de protestar tem milhas e milhas de distância.
Link to post
Share on other sites

 

 

Tenho direito de citar o que eu quiser. E nunca protestei contra isto' date=' creio que o teu problema seja a interpretação de texto. Leia o que escrevi e verás que falo justamente o contrário do que acabou de escrever.

O que digo é que não sou a favor. Mas chegar ao ponto de protestar tem milhas e milhas de distância.
[/quote']

 

Não é favor exatamente por quê? No que afeta a sua vida, sendo você hetero (suponho, pelo discurso), que os homos sejam livres para se casar? E como pode você não ser a favor e nem ser contra? Discordando concordando?

 

Até acho que a vida não é só preto ou branco, mas no que tange à noção filosófica, ou você concorda com uma idéia, ou não, ou então fica em permanente estado de dúvida. Mas não existe graus de concordância/discordância. Não faz sentido você concordar pouco ou concordar muito com uma idéia, ou ser mais ou menos preconceituoso... você simplesmente é ou não é certo?

 

Gostaria de entender isso.

FelDias2010-09-17 06:36:49

Link to post
Share on other sites

 

[

Oh lord... Quando começam a citar pensamentos de particpantes de reality show é um mal sinal...

 

Gênio' date= quando você protesta contra o casamento homo, está gritando para todo mundo que os homossexuais tem menos direito que você. Que eles não são cidadãos como você. Que as leis não valem para eles tanto quanto para você.

 

Isso é discriminação. 07

[/quote]

Tenho direito de citar o que eu quiser. E nunca protestei contra isto, creio que o teu problema seja a interpretação de texto. Leia o que escrevi e verás que falo justamente o contrário do que acabou de escrever.

O que digo é que não sou a favor. Mas chegar ao ponto de protestar tem milhas e milhas de distância.

 

Comunista, me responda uma pergunta, por que você tem direito de casar-se com alguma mulher?

 

Link to post
Share on other sites

 

1 - Será? Digo que é vivência.

2 - Assuma seu discurso. Palavras jogadas são o que elas dizem.

Questionar é uma coisa' date=' fazer acusações é outra. Questione e sempre

terás resposta, mas estupidez é somente isto.

3 - Chamar de tudo o que já mencionei por nada é ser tranquilo, coitados daqueles que convivem contigo.

4 - Concordo, e é por isto que digo que deves rever suas atitudes, pois somente através disto serás, tanto adulto quanto maduro.
[/quote']

 

1

- "Só podemos dar uma opinião imparcial sobre as coisas que não nos

interessam, sem dúvida por isso mesmo as opiniões imparciais carecem de

valor. " Oscar Wilde.

 

2 - Quando você conseguir achar um texto

meu dizendo: "O Comunista usa drogas" ou "O Comunista é um drogado", me

avise. Estupidez mesmo é você não conseguir interpretar um texto

simples.

 

 

 

3 - Como "tudo que você mencionou" nunca ocorreu...

 

 

 

4 - Siga seu próprio conselho.

 

 

 

Tenho direito de citar o que eu quiser.

 

E nunca protestei contra isto' date=' creio que o teu problema seja a interpretação de texto. Leia o que escrevi e verás que falo justamente o contrário do que acabou de escrever.

 

O que digo é que não sou a favor. Mas chegar ao ponto de protestar tem milhas e milhas de distância.
[/quote']

 

Eu nunca disse que você não podia citar alguem... Pode citar personagens de novela mexicana também, se quiser. 06

 

Não disse que você protesta. Eu disse o que acontece se você protesta. E não necessariamente você, Comunista, mas qualquer um que proteste. Porque o que entendi pela fala do fulaninho BBB é que ele estava fazendo um mimimi~ ridículo sobre homossexuais terem mais direitos que os héteros, enquanto os héteros, coitadinhos, não podem falar nada. E que você estava concordando com isso... Não foi isso então?

 

Link to post
Share on other sites

Não é favor exatamente por quê? No que afeta a sua vida' date=' sendo você hetero (suponho, pelo discurso), que os homos sejam livres para se casar? E como pode você não ser a favor e nem ser contra? Discordando concordando?
Até acho que a vida não é só preto ou branco, mas no que tange à noção filosófica, ou você concorda com uma idéia, ou não, ou então fica em permanente estado de dúvida. Mas não existe graus de concordância/discordância. Não faz sentido você concordar pouco ou concordar muito com uma idéia, ou ser mais ou menos preconceituoso... você simplesmente é ou não é certo?
Gostaria de entender isso.
[/quote']

Não sou a favor por questões de princípios. E quem não é a favor é sempre contra? Creio que em algumas situações exista a neutralidade. Não sou preconceituoso, só não sou a favor do casamento homo. Tanto que já existem casamentos e isto, como você mesmo disse, não muda em nada minha vida.
Link to post
Share on other sites

1 - "Só podemos dar uma opinião imparcial sobre as coisas que não nos interessam' date=' sem dúvida por isso mesmo as opiniões imparciais carecem de valor. " Oscar Wilde.

2 - Quando você conseguir achar um texto meu dizendo: "O Comunista usa drogas" ou "O Comunista é um drogado", me avise. Estupidez mesmo é você não conseguir interpretar um texto simples.

3 - Como "tudo que você mencionou" nunca ocorreu...

4 - Siga seu próprio conselho.


5 - Eu nunca disse que você não podia citar alguem... Pode citar personagens de novela mexicana também, se quiser. 06

6 - Não disse que você protesta. Eu disse o que acontece se você protesta. E não necessariamente você, Comunista, mas qualquer um que proteste. Porque o que entendi pela fala do fulaninho BBB é que ele estava fazendo um mimimi~ ridículo sobre homossexuais terem mais direitos que os héteros, enquanto os héteros, coitadinhos, não podem falar nada. E que você estava concordando com isso... Não foi isso então?
[/quote']

1 - Um tanto quanto parcial este pnto de vista, não concorda? E vou além, todas as opiniões tem valor, visto que são apenas isto.

2 - Continuo da mesma forma, se quer dizer uma coisa seja direto não floreie.

3 - Na minha opinião sim, mas se você não consegue nem assumir, beleza.

4 - Ok.

5 - Me ajude com um?

6 - Entendeu da sua forma, eu entendi que ele falava em igualdades. Visto que qualquer um tem direito de liberdade até onde interfira na liberdade de outrém.
Link to post
Share on other sites

 

1 - Um tanto quanto parcial este pnto de vista' date=' não concorda? E vou além, todas as opiniões tem valor, visto que são apenas isto.

2 - Continuo da mesma forma, se quer dizer uma coisa seja direto não floreie.

3 - Na minha opinião sim, mas se você não consegue nem assumir, beleza.

4 - Ok.

5 - Me ajude com um?

6 - Entendeu da sua forma, eu entendi que ele falava em igualdades. Visto que qualquer um tem direito de liberdade até onde interfira na liberdade de outrém.
[/quote']

 

1 - Óbvio. É a opinião pessoal do escritor. Não poderia ser imparcial. Está difícil cair a ficha, hein...

 

2 e 3 - Eu repito: Quando você conseguir achar um texto meu dizendo: "O Comunista usa drogas" ou "O Comunista é um drogado", me avise.

 

5 - Você encontra sozinho. Encontrou BBB, não encontrou? 06

 

6 - Pelo que sei desse fulano, não é igualdade que ele reivindica com esse discurso. Mas sim o direito absurdo de poder manifestar seus preconceitos sem sofrer as consequências.

 

Link to post
Share on other sites

 

Não sou a favor por questões de princípios.

 

Fugiu bem da pergunta.

 

E quem não é a favor é sempre contra? Creio que em algumas situações exista a neutralidade.

 

É. Em algumas.

 

Não sou preconceituoso' date=' só não sou a favor do casamento homo. Tanto que já existem casamentos e isto, como você mesmo disse, não muda em nada minha vida.
[/quote']

 

E eu não sou racista, só não sou a favor de casamentos entre brancos e negros. Tanto que já existem casamentos assim e isto não muda em nada a minha vida.

 

Link to post
Share on other sites

 

 

Comunista' date=' me responda uma pergunta, por que você tem direito de casar-se com alguma mulher?

[/quote']

Para procriar.

 

Então você acha que a finalidade do casamento é procriar?

 

 

Que tem a dizer então dos pais solteiros? Ou dos divorciados? Da adoção? Ou então dos casais que escolhem não ter filhos? Hmm... sei não, mas pra mim parece que o casamento em si não tem relação direta com a "procriação".

 

 

FelDias2010-09-18 19:41:34

Link to post
Share on other sites

 

 

 

...eu não sou racista' date=' só não sou a favor de casamentos entre brancos e negros. Tanto que já existem casamentos assim e isto não muda em nada a minha vida.

 

 

 

[/quote']

 

 

 

pq? algum motivo ideológico, biológico, de preservação ou whatever?

 

 

 

 

Link to post
Share on other sites

E não para por aí:

 

Presidente do Banco do Vaticano é investigado por lavagem de dinheiro

 

Ettore%20Gotti%20Tedeschi

O Vaticano diz que tem confiança na honestidade de Tedeschi

O presidente do Banco do

Vaticano, Ettore Gotti Tedeschi, e outro funcionário de alto escalão da

instituição estão sendo investigados como parte de uma um inquérito

sobre lavagem de dinheiro, informaram nesta terça-feira fontes da

polícia em Roma.

Segundo o correspondente da BBC em Roma, David

Willey, o inquérito foi aberto depois que duas transações suspeitas,

envolvendo o banco e duas outras instituições italianas, foram

descobertas pela unidade de inteligência financeira do Banco da Itália,

que informou no ano passado o achado à polícia.

Como parte das investigações, a polícia

apreendeu cerca de 23 milhões de euros que o Banco do Vaticano depositou

em um pequeno banco chamado Credito Atigianato.

Em um comunicado, a Santa Sé afirmou que está

“perplexa” diante da abertura da investigação e que tem confiança total

em Tedeschi.

O banco, conhecido oficialmente como Instituto

para Trabalhos Religiosos, administra contas bancárias de ordens

religiosas católicas, cardeais, bispos e outros sacerdotes. Ele só tem

uma agência, que fica dentro do Vaticano.

A instituição já foi pivô de um escândalo de

lavagem de dinheiro em 1982, quando esteve envolvida no colapso do Banco

Ambrosiano, que na época era o maior branco privado italiano.

 

 

Link to post
Share on other sites

E não para por aí:

 

 

 

Como a Sociedade Torre de Vigia Faz Lavagem de Dinheiro

 

 

 

Antes de uma mudança radical de política em 1990, a literatura da Watchtower [sociedade Torre de Vigia] era distribuída sob um preço a que se chamava "contribuição específica" para cada item. Os propagandistas das Testemunhas de Jeová (chamados "publicadores") compravam os seus suprimentos de literatura da congregação e depois vendiam-nos de porta em porta. Todo o dinheiro assim obtido era depois remetido à sede da Watchtower [sociedade Torre de Vigia] em Brooklyn, Nova Iorque.

 

 

 

A nova política anunciada em 1990 introduziu um esquema de donativos para a literatura. A literatura seria de agora em diante fornecida às congregações sem encargo, mas eram colocadas caixas de contribuições nos locais de reunião das Testemunhas de Jeová para recolher donativos dos publicadores, supostamente para cobrir o custo de impressão e distribuição. Ao venderem as suas publicações às pessoas, as Testemunhas de Jeová solicitam donativos, mas estes supostamente não são necessários para se obter as publicações. Estes donativos que as Testemunhas de Jeová recebem do público são trazidos de volta ao Salão do Reino [edifício onde as TJ fazem as suas reuniões] e enviados à Watchtower [sociedade Torre de Vigia].

 

 

 

O que é que motivou estas alterações na política de vendas da Watchtower? A resposta que a Watchtower deu foi que assim eram necessários menos registos escritos e a literatura podia ser distribuída mais facilmente. "Ao adoptar um método de distribuição de literatura completamente baseado em donativos, o povo de Jeová pode simplificar grandemente o nosso [sic] trabalho de educação Bíblica e separamo-nos daqueles que comercializam a religião." (Carta da Watch Tower Society [sociedade Torre de Vigia] para todas as congregações dos Estados Unidos, datada de 21 de Fevereiro de 1990.)

 

 

 

A segunda razão indicada nessa carta, "separamo-nos daqueles que comercializam a religião", aludiu à verdadeira razão que estava por detrás da mudança da Watchtower na distribuição de literatura. Apenas um mês antes da nova política ser anunciada, a Sociedade viu como o Supremo Tribunal [dos Estados Unidos] decidiu o caso California Board of Equalization vs. Jimmy Swaggart Ministries. O Estado da Califórnia pretendia aplicar um imposto sobre as vendas de livros, fitas cassette e outros itens do movimento de Swaggart. A Watch Tower Society [sociedade Torre de Vigia] fez-se amicus curiae (amigos do réu) em apoio da posição de Swaggart, segundo a qual as organizações religiosas deviam ficar isentas de tais impostos. Em 17 de Janeiro de 1990, pouco mais de um mês antes de a mudança de política da Watchtower, o Supremo Tribunal decidiu o caso contra Swaggart e permitiu o imposto. A nova política da Watchtower Society [sociedade Torre de Vigia] evitou o pagamento de qualquer imposto sobre as vendas pois eliminou quaisquer vestígios de transacções financeiras (não se pagam impostos sobre donativos).

 

 

 

A nova política foi um subterfúgio ou expediente para fugir ao pagamento de impostos. Um benefício adicional para a Watchtower é que eles recebem DUAS VEZES o dinheiro dos livros, se tudo correr como eles planearam: Talvez um dólar ou dois por um pequeno livro quando as Testemunhas de Jeová o requisitam nos seus locais de reunião, e quando elas recebem um donativo do morador (em troca do livro), espera-se que tragam esse donativo ao local de reunião e também o depositem. (Hummm... isto é suspeito!)

 

 

 

A carta da Sociedade que delineava a nova política teve grande cuidado ao enfatizar que a política de donativos não era um subterfúgio para se continuar com os preços especificados. Disseram que "não vamos sugerir um donativo específico." (Carta datada de 9 de Fevereiro de 1990.) Apesar disto, uma carta posterior deu instruções acerca de como sugerir os preços antigos das assinaturas das revistas Sentinela e Despertai!:

 

 

 

"Pode acontecer que o assinante pergunte quanto se espera que dê. O publicador deve informá-lo que a decisão de fazer um donativo e o montante deste é deixada ao assinante. O publicador pode informar o assinante que alguns doaram 5 dólares, outros 10 dólares e mais, mas a decisão do montante a doar é deixada ao assinante. A assinatura será renovada, quer o donativo seja feito ou não... Se se verificar que o assinante não fez um donativo, como co-trabalhadores de Jeová Deus temos a oportunidade de apoiar esse trabalho, segundo as nossas circunstâncias." (Carta datada de 21 de Fevereiro de 1990)

 

 

 

Aqui a Watchtower está a dizer às Testemunhas de Jeová que sugiram 5 ou 10 dólares pelas assinaturas, que é exactamente o preço que existia antes da mudança de política. Curiosamente, a Watchtower também diz que se as Testemunhas de Jeová não conseguirem angariar esse montante do público, então as Testemunhas têm a "oportunidade" de fazer elas próprias um donativo em vez do assinante, para cobrir a despesa.

 

 

 

Então o que acontece quando alguém hoje escreve para a Watchtower [sociedade Torre de Vigia] a pedir literatura?

 

 

 

Parece que a literatura da Watchtower, incluindo revistas e assinaturas, já não pode ser obtida pelo correio. Mesmo os avisos de que o prazo da assinatura expirou já não são enviados ao assinante; este é informado que deve adquirir todos os materiais através do Salão do Reino [local de reunião das TJ] da sua área. Mesmo na sede da Watchtower, em Nova Iorque, só podem ser requisitados dois ou três itens de literatura de cada vez, na Rua Furman. A literatura da Sociedade é grátis, mas só em suprimentos limitados.

 

 

 

Mais recentemente, tentativas de obter o novo CD-ROM da Watchtower (que contém todas as publicações deles, desde 1950) revelaram um facto interessante. Como o Nosso Ministério do Reino [um boletim de informação interno das TJ] de Maio de 1994 (p. 7) "sugere" o preço 25 ou 50 dólares, os publicadores muitas vezes requerem um pagamento mínimo, por vezes abertamente, antes de encomendarem o CD-ROM. Num caso, a TJ pediu 40 dólares antes de fazer a encomenda! Parece que com o passar do tempo as Testemunhas de Jeová são ensinadas a ser cada vez mais enganosas, o que é apenas um reflexo da "mãe" deles (a "organização").

Link to post
Share on other sites

Não imaginava uma resposta assim ao meu post,mas ok.

Caro King,você consegue ver  diferença entre os dois casos?

 

Quanto ao texto,vou levantar alguns pontos:

 

1)Não é errado buscar reduzir custos.Se existe a possibilidade de não pagar impostos por passar a usar donativos não existe nada errado nisto.

 

2)Realmente,em tese,se ganha duas vezes pela mesma publicação.Mas novamente,não existe nada de errado nem ilegal nisto.Afinal,não existem gastos apenas com publicações,mas também com missionários,prédios e etc e ganhar apenas pela publicação não vai cobrir os outros custos.

 

3)A tese não se tem mostrado verdadeira.Os custos com publicações não estão sendo coberto e diversas medidas para cortar custos foram e estão sendo tomadas.Desde menos missionários e prédios até redução na peridiocidade das publicações e redução na qualidade do material usado.O que mostra que,se a única motivação é evitar pagar impostos,já teríamos voltado a cobrar diretamente pelas publicações.

 

E o ultimo ponto é o título do artigo,você sabe o que é lavagem de dinheiro?

É pegar dinheiro que vêm de fonte ILEGAL e torna-lo legal.

Exemplo:

Roubei R$40.000,00 do banco.Então pego este dinheiro e compro um carro e depois vendo ele.Pronto!O dinhero está lavado,a fonte deste meu R$40.000,00 é legal.

E o que a ICAR faz é pagar instituições que depois devolvem este dinheiro para ela,ou seja,mudando assim a fonte do dinheiro,o que caracteriza lavagem de dinheiro.

Estude um pouco antes de entrar na modinha anti-tj.

 

 

Link to post
Share on other sites

 

 

Notícias »

 

Brasil »

 

Brasil

 MPF denuncia padre que tentou embarcar em voo com R$ 117 mil

O padre Abílio Ferreira da Nova foi denunciado na sexta-feira

por evasão de divisas. O ex-administrador dos bens da Arquidiocese do

Rio de Janeiro havia sido preso em flagrante na semana passada, no

Aeroporto do Galeão, quando tentava embarcar para Portugal com R$

117.240 em euros e dólares não declarados. O padre, que trabalhava na

Igreja Nossa Senhora de Copacabana, responderá apenas por tentativa, o

que reduz a pena para oito meses de prisão.

A procuradora do Ministério Público Federal Andréa Bayão pediu à

Justiça a suspensão do processo por dois anos. Em troca, vai propor ao

religioso que doe R$ 10 mil a uma instituição de caridade cadastrada

pela 9ª Vara Federal Criminal. O valor foi sugerido por ser a quantia

máxima permitida por lei com a qual é possível embarcar para o exterior

sem declarar.

Apesar do pedido de suspensão da ação, Andréa Bayão sugeriu que os R$

117.240 não sejam devolvidos ao padre, mas colocados à disposição da

Receita Federal. Ela também solicitou ao órgão que encaminhe as últimas

cinco declarações de rendimento de Abílio da Nova." Não se pode

transformar o intuito da suspensão do processo em fonte de impunidade,

tampouco em algo inútil", afirmou a procuradora.

Andréa Bayão disse que, após ser preso, o pároco teve 10 dias para

comprovar a origem do dinheiro apreendido. Mas Abílio da Nova só

apresentou documento de câmbio emitido pelo Bradesco relativo a 7 mil

euros (R$ 16.934,11). Em depoimento à Polícia Federal, o padre explicou

que a quantia é resultado de suas economias e que o dinheiro seria usado

para ajudar seus parentes pobres e na reforma de uma igreja em

Portugal. A Arquidiocese disse que não há mais o que comentar sobre o

caso.

 

 

----------------------------------------------------------------

 

 

 

Vê a diferença King?

 

 

 

 

Link to post
Share on other sites

E o que a ICAR faz é pagar instituições que depois devolvem este dinheiro para ela' date='ou seja,mudando assim a fonte do dinheiro,o que caracteriza lavagem de dinheiro.
[/quote']

E de onde vem o dinheiro que a ICAR paga essas instituições? Dos fiéis? Se for, qual o sentido de pagar instituições para devolver o dinheiro para o banco novamente?

 

Nesse caso do banco do Vaticano, é apenas uma suspeita, nada concreto. Ao contrário do caso da Igreja Universal. Onde foi comprovado que o dinheiro, das doações, era desviado para duas empresas que depois mandava para paraísos fiscais. O dinheiro então voltava para o Brasil, na forma e empréstimos, para pessoas físicas. A partir daí eles aplicam em compras de imóveis, empresas, aeronaves, etc.
Link to post
Share on other sites

E de onde vem o dinheiro que a ICAR paga essas instituições? Dos

fiéis? Se for' date=' qual o sentido de pagar instituições para devolver o

dinheiro para o banco novamente?

 

Nesse caso do banco do Vaticano, é apenas uma suspeita, nada

concreto. Ao contrário do caso da Igreja Universal. Onde foi comprovado

que o dinheiro, das doações, era desviado para duas empresas que depois

mandava para paraísos fiscais. O dinheiro então voltava para o Brasil,

na forma e empréstimos, para pessoas físicas. A partir daí eles aplicam

em compras de imóveis, empresas, aeronaves, etc.

[/quote']

Não sei se este dinheiro é das doações.Afinal,não faria nenhum sentido tudo isso já que a fonte do dinheiro é fidedigna.

 

 

 

 

Link to post
Share on other sites
[
1 - Óbvio. É a opinião pessoal do escritor. Não poderia ser imparcial. Está difícil cair a ficha' date= hein...

2 e 3 - Eu repito: Quando você conseguir achar um texto meu dizendo: "O Comunista usa drogas" ou "O Comunista é um drogado", me avise.

5 - Você encontra sozinho. Encontrou BBB, não encontrou? 06

6 - Pelo que sei desse fulano, não é igualdade que ele reivindica com esse discurso. Mas sim o direito absurdo de poder manifestar seus preconceitos sem sofrer as consequências.
[/quote]

1 - Falei pois ele era homossexual. Este era o ponto da imparcialidade.

2 e 3 - Hipocrisia.

5 - Sem comentários.

6 - Então tá.
Link to post
Share on other sites

Fugiu bem da pergunta.

É. Em algumas.

E eu não sou racista' date=' só não sou a favor de casamentos entre brancos e negros. Tanto que já existem casamentos assim e isto não muda em nada a minha vida.
[/quote']

 

Olá, se é o que você pensa, respeito a tua opinião, porém sou contra.
Comunista2010-09-22 03:03:53
Link to post
Share on other sites

Então você acha que a finalidade do casamento é procriar?
Que tem a dizer então dos pais solteiros? Ou dos divorciados? Da adoção? Ou então dos casais que escolhem não ter filhos? Hmm... sei não' date=' mas pra mim parece que o casamento em si não tem relação direta com a "procriação".
[/quote']

 

A finalidade de um casamento, para mim, é procriar, formar uma família e ter com quem compartilhar os momentos, bons ou ruins, de nossa vida.

Se para ti não é, ok, mas qual é o problema?

 

Em casa, meu filho tem bem claro a figura do pai e da mãe. E acredito que isto ajuda na formação, tanto do carater quanto da índole dele.

Um filho criado por pais separados sofre, por via de regra, com isto.

Acredito muito no pilar da família, basta ver o que esta faltando em nossa sociedade.

 

Não sou contra dois homens ou duas mulheres viverem juntos (comunhão estável) e conseguirem a guarda de uma criança, muito pelo contrário, fico muito feliz em saber que o amor pode retirar um ser do sofrimento. Mas CASAMENTO, para mim, somente entre homens e mulheres, como falei, por questão de principios. Vejo de forma distinta as duas situações.
Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

Announcements


×
×
  • Create New...