Jump to content
Forum Cinema em Cena

Tron 2


watchman
 Share

Recommended Posts

  • Replies 118
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 

Michael Sheen está ótimo com suas afetações!

 

Sim' date=' mas a sequência dele me fez lembrar daquele francês de Matrix Reloaded, lembra?
[/quote']

 

O Merovingian? É parecido, principalmente pela ambiguidade do personagem e pelo visual branco, que remete aos gêmeos de Matrix. Mas a afetação não tem muito a ver.

 

É mais pelo visual de rave mesmo...

 

Link to comment
Share on other sites

Michael Sheen está ótimo com suas afetações!

 

Sim' date=' mas a sequência dele me fez lembrar daquele francês de Matrix Reloaded, lembra?
[/quote']

O Merovingian? É parecido, principalmente pela ambiguidade do personagem e pelo visual branco, que remete aos gêmeos de Matrix. Mas a afetação não tem muito a ver.

É mais pelo visual de rave mesmo...

Não lembro do nome do personagem, mas é daquela cena com a Monica Bellucci, achei parecido mais pelo fato do herói ir procurar um sujeito de má fé em busca da chave de algum lugar.
Link to comment
Share on other sites

Vi pouco tempo antes de viajar em férias. A estória é muito fraquinha, simplória mesmo, mas acho que não quiseram dar ênfase a ela, de qualquer forma. O visual é um absudo de tão bonito, high tech com viés retrô (as roupas pareciam ter saído de uma sessão de bondage, na verdade...). Não foi só abundância de grana não, teve bom gosto ali. O 3D também é muito bacana, com foco na profundidade ao invés do relevo. E a trilha sonora é ainda melhor, simplesmente extraordinária.

 

No final das contas, Tron - O Legado é como uma grande homenagem ao primeiro filme. Mais ainda, é um verdadeiro resgate da importância do seu antecessor (tem uma piadinha com a internet que demonstra bem isso). Nâo sei se isso sustenta um filme inteiro, mas eu estaria mentindo se dissesse que não me diverti.

 
Link to comment
Share on other sites

Gostei do filme! A história realmente é rasa, mas ainda assim gostei. Mas afinal, qual a utilidade de um Iso no mundo real???

 

Os efeitos hipnotizam e a trilha sonora empolga (creio que aqueles dois DJs robotizados eram a própria dupla Daft Punk ;)

 

Quanto ao CLU, discordo que tenha ficado mal feito. Jurava que tinham usado o mesmo recurso de rejuvenescimento utilizado em X-Men 3 para rejuvenescer Ian McKellen e Patrick Stwart, ou seja, meros retoques digitais sobre o rosto real dos atores.

 

Mas fiquei de queixo caído ao ver hoje no jornal da globo que o rosto do CLU era totalmente digital. =) Achei que só ficou fake na cena final (spoiler), quando o Kevin suga o CLU pra dentro dele. Valeu o caríssimo ingresso 3D. =]
Alexander_Bell2010-12-31 01:54:06
Link to comment
Share on other sites

Taí um filme que enche os olhos (e ouvidos, porque não?). Mas a historinha é rasa e os diálogos de doer. Mas para quem viu o primeiro, concordo com o Alexei, este aqui é uma tremenda homenagem, visual alucinante.

 

Alguém aqui conhece o grupo alemão Kraftwerk? É fácil perceber onde o Daft Punk foi beber...

 

 

 

 
Link to comment
Share on other sites

Bem, assisti esses dias, em Imax 3D. Minhas considerações (com alguns SPOILERS):

 

 

 

Filme bacaninha, diverte em boa parte do tempo, embora seja um tanto arrastado em outros momentos. História rasa sim, alguém achou que seria diferente? Credo... Para um filme família da Disney, está de bom tamanho. A geração espontânea de vida digital não é tão interessante quanto a história do Tron Original (que era muito mais sobre os propósitos mesquinhos de Flyn para encontrar a prova de que tinha criado games de sucesso, e acabava envolvido em uma trama épico/brega/tecnológica), mas dá pro gasto. E como eu gosto de filmes sobre a relação pai e filho, isso me agradou.

 

 

 

Os diálogos "joviais" do rapaz são momentos vergonha-alheia que incomodam, chegam mesmo a comprometer algumas cenas. Jeff Bridges está ótimo, e seu alter-ego digital é um grande passo para a criação de humanos digitais perfeitos... só falta ensiná-lo a interpretar 06.gif Estou sendo chato aqui, o Clu digital atua melhor que muito atorzinho de sucesso, mas enfim... A escuridão do mundo virtual ajuda no efeito, e realmente parece uma pessoa em algumas passagens... bom, logo logo eles chegam lá, é inevitável.

 

 

 

Falando em escuridão, o visual do filme é interessante, embora acabe ficando bem monótono lá pela metade. O neon sobre o negro acaba tendo um efeito colateral incômodo, ou seja, os reflexos na lente dos óculos 3D (felizmente, não é o tempo todo).

 

 

 

Agora, sobre o 3D em si... Francamente, achei fraquíssimo. Na maior parte do tempo, eu quase não via profundidade, aquilo não parecia uma janela para outro mundo, que é o que se espera de uma projeção 3D... estava no mesmo nível de um Alice, por exemplo, talvez pior, com leves sobreposições de planos (ao invés de mostrar volume, muitas vezes pareciam figuras planas, uma mais à frente, outra mais atrás). Só em algumas cenas de ação ficava interessante, mas o custo-benefício não compensou. O que me chateia é que estavam prometendo mundos e fundos sobre o visual desse filme, que estava sendo filmado com novas câmeras especiais, que o efeito seria melhor do que Avatar, etc... Que piada. Não tem jeito, pelo visto os estúdios terão que pagar uma grana preta para usar as câmeras que James Cameron inventou, ou então continuarão pagando o mico de lançar um filme um ano depois, e esse ainda parecer muitíssimo inferior no visual.

 

 

 

A música é um show, isso é indiscutível. As cenas de ação funcionam bem, não são aqueeele espetáculo, mas não fazem feio, o que é importante em um filme do gênero.

 

 

 

O personagem Tron em si é de pouquíssima importância, creio que o nome só foi mantido pela marca. Bem, bem, ele já não era muito interessante no primeiro filme mesmo...

 

 

 

Agora, pra mim, o maior defeito nessa série Tron (que acho que termina aqui) é a dificuldade que eu tenho para me importar com personagens que, na verdade, são programas de computador... quero dizer, se um programa é destruído, quem se importa? Eu mando programas pra lixeira o tempo todo e não sinto um pingo de remorso 06.gif Ok, o contexto era outro no filme, mas a impressão que tenho é a mesma. Os realizadores tbém sabem disso, daí a necessidade de haver uma ameaça ao mundo real. Um cineasta melhor conseguiria fazer com que nos importássemos com os personagens, o que é vital para qualquer filme (e é o que faz este aqui perder mais pontos comigo).

 

 

 

Enfim, Tron - O Legado é cheio de defeitos, mas divertido e curioso o bastante para compensar uma assistida.

 

 

 

Nota: 6/10

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
  • 3 weeks later...
  • 4 months later...

Não achei a história tão rasa. Gostei da analogia de Kevin Flynn (Jeff Bridges) com Deus e CLU (Jeff Bridges CG) Lúcifer. A velha dicotomia do bem Vs mal.  A busca com a perfeição sendo um reflexo do criador com a criatura e expandida ao extremo pela sua copia. Achei algumas coisas do filme legais em estória mesmo. Com mais tempo vou postar com mais detalhes. Por hora o filme não é esta bomba que imaginei que fosse. Mas claro que seu foco é a diversão e não um filme que tem a pretenção de ser algo além disto. Acho que ai que muita gente foi ver e quebrou a cara. E outra achei bem feito o CG do Bridges conhece algum CG melhor de ator? Me enganou como personagem real em alguns momentos. <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Plutão Orco2011-06-28 12:50:56
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...