Jump to content
Forum Cinema em Cena

X-Men: Primeira Classe


Recommended Posts

Não penso no background como genérico não... pelo contrário ele dá um certo peso' date=' contextualiza os mutantes no cenário em que estão. A Crise dos Mísseis aconteceu, o mundo esteve à beira de uma Terceira Guerra Mundial, ou sendo mais alarmista - da sua destruição atômica, isso é um fato. Colocar os mutantes ali foi conveniente tanto no senso dramático da coisa, como da própria construção de sua relação com os humanos e do racha que ocorre entre Xavier e Magneto. Toda a construção em 4 eixos (X-Men, turma do Shaw, americanos e russos) dá uma dinâmica muito foda a essa meia hora final e o contexto é que dá o clima.

 

Sim... essa história do "mutante com orgulho" ficou meio constrangedora... mas todo o arco da Mística foi construído com tanta sensibilidade que acaba passando...
[/quote']

 

Sinceramente não achei nada constrangedor a afirmação e reafirmação dada aos mutantes. Especialmente os mais engajados a lutarem pelas suas diferenças. Até mesmo porque é um reflexo da realidade gostem ou não. Grupos oprimidos e discriminados têm todo o direito do mundo de se reafirmarem. E acho muito mais útil de se impor do que se esconder no armário. Pobre com orgulho, negro, homossexual etc. <?:namespace prefix = st1 ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:smarttags" />Em fim... Lembrei-me disto aqui e é uma imagem interessante, embora tenha uns cuzões que não gostem. O que fragiliza a unidade do grupo e favorece seus opositores que odeiam e temem a unidade.   <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

070611_socialismo_antiracismo

Em fim me lembrei desta imagem polêmica.

Plutão Orco2011-06-22 11:59:55
Link to post
Share on other sites
  • Replies 634
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Assisti o filme novamente e curti alguns detalhes que passaram despercibidos, alguem se ligou que o agente da cia se chama Stryker e o Charles citou seu filho William, que no futuro se tornara o general Stryker.

E o capitão americano que era o Michael Ironside que fez o clássico Scanners sua mente pode destruir de David Cronenberg, um dos primeiros filme bacana sobre mutantes.

 

329_convey_scanners.jpg
Link to post
Share on other sites

Porra... essa eu não tinha percebido mesmo! Bacana... Stryker é o melhor vilão da série (Magneto fica em uma categoria especial... fora dessa convenção)! Vou prestar mais atenção da próxima vez.

 

E Plutão... eu concordo com tudo que você disse. Essa relação dos mutantes e sua aceitação, até por eles mesmos, é muito bem desenvolvida no filme e dá um plus de profundidade a ele.

 

A questão da frase "mutante com orgulho" que incomoda é a maneira que ela fica sendo introduzida, tornando-se redundante e chata. O tema já está ali, as vezes de forma sutil, as vezes de forma agressiva, sempre bem pontual. O público é suficientemente inteligente para compreendê-lo... não precisava ficar repetindo um chavão como se fosse um mantra. No final das contas, isso pouco tira o brilhantismo do filme... mas que é chatinho, é.
Link to post
Share on other sites

E o capitão americano que era o Michael Ironside que fez o clássico Scanners sua mente pode destruir de David Cronenberg' date=' um dos primeiros filme bacana sobre mutantes.

 

329_convey_scanners.jpg
[/quote']

eu tb percebiq esse cara era a cara do Michael Ironside (Highlander 2, Tropas Estelares, Free Willy, Vingador do Futuro, etc), alias o Jack Nicholson dos pobres... e bem gordo, por sinal..
Link to post
Share on other sites

Entendi em ser sutil na forma de retratar o orgulho' date=' mas às vezes o público não capta nada mesmo e é preciso esfregar na cara. Em resumo não tenho fé na inteligência da maioria. <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

[/quote']

 

É sempre preferível desafiar do que subestimar a inteligência do público...
Link to post
Share on other sites

 

eu tb percebiq esse cara era a cara do Michael Ironside (Highlander 2' date=' Tropas Estelares, Free Willy, Vingador do Futuro, etc), alias o Jack Nicholson dos pobres... e bem gordo, por sinal..[/quote']

 

Agora me lembrei de quem estão falando Michael Ironside ou General Katana. Ele tem cara de Jack Nicholson mesmo errr... quero dizer de lunático mesmo. 06

 

Lembram do General Katana? 06

 

 

<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

katana1.jpgfilme_o_iluminado1.jpg

 

 

Ele fez uma pontinha como supremo comandante do exército americano nas praias de Cuba neste X-Men. Também fez uma ponta e outra recentemente nas temporadas de Smallville como o pai da Lois Lane. 

Plutão Orco2011-06-22 19:26:11
Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

As cenas de luta corporal poderiam ser mais empolgantes. A trilha sonora original é fraca. Seria satisfatória se o filme fosse lançado 10 anos atrás. De tão infantil a score do filme chega a incomodar e diminuir o deleite pelo filme. Michael Fassbnder, o Magneto, rouba quase todas as cenas em q aparece.

Link to post
Share on other sites
  • 4 years later...

Revi ontem:

 

O filme se vende como prequel, mas no fim é um reboot, porque passa por cima de várias coisas que foram colocadas antes na trilogia original. Não dá pra encaixar quase nada aqui com os filmes anteriores. Mas meu problema X com o filme, nem é isso. É que ele está no FF o tempo todo. Fiquei com a impressão que a Fox iria fazer dois filmes ou uma trilogia com a história, mas no fim desistiu, daí o roteirista encaixou tudo num filme só. A amizade do Charles com o Eric, a fundação da escola, a montagem da equipe de mutantes, tudo muito apressado e meio "jogado" ali, porque o público já tem conhecimento da história, daí não precisa entrar em detalhes (ao mesmo tempo que se nega a seguir os filmes anteriores, o filme se apoia neles para poder economizar no tempo da história - achei isso meio "malandrão" por parte do filme). Não tem "suavidade" (não achei outro termo) na condução da história.

 

Outra coisa que me incomoda são os mutantes. Não conseguiram montar um time muito bom aqui. Tirando o quarteto principal que veio dos filmes anteriores (Charles, Eric, Raven, Fera) e a nova dupla de vilões (Sebastian e Emma), todos os outros são meios dispensáveis. Nem como poderes, nem como personagens. Tanto que sumiram nas continuações, e eu nem dei por falta. Só o Mercúrio no DOFP come todos eles com farinha no café da manhã.

 

Mas o filme é forte na dupla central. James McAvoy e o Michael Fassabender estão mais que a vontade nos seus chars, e o Kevin Bacon é um ótimo vilão. Esses três já garantem muita cena boa pro filme. Já a Jennifer Lawrence... Bem, sempre achei estranho o jeito que o filme soca a Raven na história, então nem cobro muito. A char acabou ganhando uma importância que talvez não tenha (ou talvez tenha, sei lá, só não senti isso aqui - e nem no DOFP). No final das contas, fica no mesmo nível do 3. Tem muita coisa que me incomoda, mas ok, está no mesmo nível bom da série.

 

Nota 2/4

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...