Jump to content
Forum Cinema em Cena

Alejandro Amenábar


Questão
 Share

Qual o melhor filme de Alejandro Amenábar  

13 members have voted

  1. 1. Qual o melhor filme de Alejandro Amenábar

    • MORTE AO VIVO
      0
    • PRESO NA ESCURIDÃO
      1
    • OS OUTROS
      8
    • MAR ADENTRO
      6


Recommended Posts

Por ordem de preferência:

 

1 - Preso na Escuridão (vi no SBT com o nome de "Abra os Olhos")

 

A premissa é parecida com Matrix, mas a história é bem mais interessante. É uma produção BO que deixa muita obra de Hollywood no chinelo! Pena que é difícil encontrá-lo no Brasil.

 

Mas, enquanto isso, contento-me com o genérico.

 

2 - Os Outros

 

Filme elegante, com todo o charme de mistério e revolta contida; é a sensação da sessão espírita (não resisti ao trocadilho 02)

 

3 - Mar Adentro

 

Filme triste, mas corajoso. Mostra a eutanásia sem ser panfletário.

 

Ainda preciso ver "Morte Ao Vivo" 04

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 5 months later...

16 Revi o 1º filme de Alejandro Amenabar, MORTE AO VIVO(TESIS)

tesis.jpg

 

 No filme, Ângela(Ana Torrent) é uma jovem estudante de cinema, que escolhe como tema de seu trabalho de conclusão de curso a violência nos filmes.

 Após pedir ajuda ao seu professor(Miguel Picazo), Ângela o encontra morto enquanto assistia a uma fita de vídeo onde uma jovem estudante desaparecida era assassinada com requintes de crueldade. Antes que alguém o encontre ela rouba a fita e, com ajuda de Chema(Fele Martinez) um aficcionado por filmes de terror e pornografia, ela vai descobrindo que há muito mais por trás do que encontrou, e conforme chega perto da verdade, coloca a sua vida em risco.

 

 MORTE AO VIVO é o 1º trabalho de Amenabar na direção, talvez por isso, as vezes parece haver uma certa insegurança no posicionamento das cameras.

 Mas já se consegue perceber o grande talento do diretor, como na excelente cena em que os personagens ficam presos em um tunel, somente a luz de fosforos, criando um suspense digno de Hitchcock.

 Assim como em OS OUTROS, Amenabar constroi o terror psicologico em torno de seus personagens, criando um thriller envolvente.

 O filme tambem levanta algumas questões interessantes, como a curiosidade morbida que temos hoje em dia, oq se reflete no cinema, utilizando os Snuff movies como exemplo.

 Recomendo muito MORTE AO VIVO.

Valeu16
Link to comment
Share on other sites

  • 2 years later...

 

 Revisto MAR ADENTRO

 

mar_adentro.jpg

 

 Na trama, Ramon Sanpedro(Javier Barden) é um homem que após um acidente na praia, ficou tetraplegico, e á anos tenta conseguir autorização legal para cometer eutanasia. Para isto, ele contrata uma advogada(Belen Rueda). Ao mesmo tempo que trava esta batalha legal, chamando a atenção da midia e da igreja, Ramon se envolve com Rosa(Lola Duenãs) uma radialista que tenta demove-lo da ideia de morrer.

 

 Confesso que MAR ADENTRO caiu um pouco nesta revisitada. Isto porque a trama acaba se arrastando em alguns momentos, e perde o ritmo. Mesmo assim, continua sendo um filme bem interessante, principalmente devido a atuação de Javier Barden. Um outro ator podia transformar a defesa do protagonista a respeito do direito de morrer em exagero, tornando MAR ADENTRO um filme panfleto da eutanasia. Felizmente não é o que ocorre.

 

 Barden constroi o personagem de forma extremamente carismatica, mostrando-se sabio e ironico, mas ao mesmo tempo temperamental. Barden e Amenabar constroi cenas das mais variadas intensidades dramaticas com o personagem, como na cena em que alguem passa mal perto de Ramon, e o protagonista sente toda sua impotencia, ou no debate via mensageiro que Ramon tem com um padre tambem tetraplegico.

 

 Barden é o grande brilho do projeto, mas os outros atores tambem estão muito bem. Rueda defende muito bem a advogada Julia, que se mostra fascinada por Ramon, e a relação entre os dois só se mostra mais intensa após a reviravolta sofrida pelo personagem.

 

 Enfim, MAR ADENTRO é um drama bem competente que merece ser visto, especialmente pela atuação de Javier Bardern.
Link to comment
Share on other sites

Revisto Os Outros e faço meu mea culpa. Mar Adentro é mto bom, mas este é ainda melhor. E agora temos Alexandria (Agora) para ser avaliado.

 

Top Amenábar:

 

1. Os Outros

2. Mar Adentro

3. Preso na Escuridão

4. Alexandria

 

Ainda não consegui ver Morte ao Vivo, espero corrigir isso logo.

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 7 months later...

 

 Visto ALEXANDRIA

 

 agora.jpg

 

  Na trama passada no Seculo III, Hypatia (Rachel Weizs) é uma filósofa que vive em Alexandria, onde ensina astronomia, filosofia e matemática na famosa Bibliotéca de Alexandria. Um dos alunos de Hypatia, Orestes (Oscar Isaac) esta apaixonado por ela, assim como Davus(Max Minghella) escravo pessoal da filósofa. Mas Hypatia só tem olhos para sua ciencia.

 

 O problema começa quando o cristianismo começa a ganhar cada vez mais poder politico , derrubando primeiro o paganismo, e logo voltando- se contra o judaismo. Davus torna-se fascinado pela palavra de cristo, enquanto Orestes ganha poder politico neste cênario. Mas a unica fé de Hepatya é  a filosofia. Havera lugar para ela na nova Alexandria?

 

  Em ALEXANDRIA, Amenabar conta a historia da ascenção do cristianismo como religião dominante visto dos olhos de uma mulher a (verídica) filósofa e astronoma Hypatia, interpretada por Rachel Weisz com sua competencia habitual. Apesar de ainda ser um filme bem interessante, este mais recente trabalho de Amenabar é o mais fraco de sua carreira.

 

 Um dos principais problemas é a falta de foco da narrativa. Afinal, que historia o cineasta quer nos contar? O amor não correspondido que Orestes e Davus sente por Hypatia? A ascenção do cristianismo na cidade de Alexandria? Ou o estudo obsessivo de Hypatia para entender o movimento dos corpos celestes? Claro que Amenabar poderia ter contado tudo isso, mas falta fluidez entre todas estas linhas narrativas.

 

 Em outros momentos, Amenabar parece ser tomado por uma especie de megalomania, como na cena em que Orestes declara seu amor a protagonista tocando flauta para ela em um teatro lotado. A camêra deveria permanecer alí naquele momento, mas Amena bas prefere mostrar as belas imagens aéreas de Alexandria e do Planeta Terra(!) ao invés de se focar na reação dos personagens, que era o que realmente interessava naquele momento.

 

 Mas apesar das escorregadas, ALEXANDRIA não é um filme ruim, e vale a pena ser conferido.

 

 

 

 
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...