Jump to content
Forum Cinema em Cena

Batman V Superman: Dawn of Justice


AnakinSkywalker
 Share

Recommended Posts

Mas o filme do Capitão está pronto neh Soto.

 

Nao precisa disso..um easter egg qq quinem o do final dos Vingadores ja seria um agrado e tanto.... nem isso. Sinal q a Warner nem sabe direito o q ta fazendo ou o q pretende fazer. Dai so sobra mesmo espalhar boato pra manter o interesse antenado na bagaca...o q é insuficiente, a meu ver. Pode terminar em tiro no pé.

Link to comment
Share on other sites

Aprende Warner IV. 

 

Aprender a ouvir a voz do povo de vez em quando. Luthor moleque? Vc acha mesmo que é isso que querem? Já tivemos 7 anos de Smallville. Queremos o Luthor do Byrne, dos desenhos, que nunca foi um moleque com cara de 20 anos. Por isso Bryan Cranston era sugerido para o papel. Assim como Mark Strong e outros nomes. 

Link to comment
Share on other sites

 Caraca, nesse ritmo esse "Aprende Warner" vai ter mais numerais que a franquia "Sexta Feira 13". Hehehe

 

  Mas sabe SLASH, eu acho que é cedo pra apontar a escolha do Eisenberg como uma catástrofe ou coisa do gênero. Não há precedentes pra uma suposição, entende?

 

  A principio, a maturidade do Luthor não é um fator que pese na sua relação com o Superman, portanto esse aspecto do personagem deve permanecer inalterado. Claro que proposta de um Luthor mais jovem gera imediata estranheza, já que nunca antes vimos um Luthor mais jovem que o Superman. Pode dar muito errado, é verdade. Mas também pode dar muito certo.

 

  Mas á princípio, não vejo a escolha do Eisenberg como um fator negativo (embora também não veja como um fator positivo). Pra mim é uma incógnita total.

 

  Por outro lado, eu acharia as escolhas de Brian Cranston e Mark Strong de uma falta de criatividade impar. São dois atores que já viveram personagens quase idênticos ao Luthor. É legal um pouco de criatividade na hora do Cast (embora, talvez, o Snyder tenha exagerado um pouco na criatividade), mas talvez não.

Link to comment
Share on other sites

Acho que o cara vai surpreender como Lex. Tô começando a botar mais fé no sujeito! Depois desse tempo desde o anúncio, acho que faz muito sentido um jovem que tem uma vida, digamos, inteira pela frente e que conquistou poder e fortuna por méritos próprios enxergar no Superman uma anomalia. Idealismo ligado a isso combina mais com a figura de um jovem. O cara teria que caprichar pra variar mais a interpretação, e acho que pode.

Link to comment
Share on other sites

 

 Não totalmente por méritos próprios, né PRIMO? Acho que tem que ser feito no mínimo uma referência ao jeito como Lex começou a sua fortuna, que foi através do seguro de vida milionário que ele recebeu depois do "trágico acidente" que matou os seus pais.

 

Então, Questão, acho que fica tudo mais interessante se a fortuna do Lex for alcançada diretamente por mérito próprio, para fazer um contraponto mais forte com a figura do Superman, que teria "caído do céu e recebido as habilidades de bandeja", na visão do vilão. Claro que herdar a fortuna após matar o pai não deixa de ser um tipo distorcido de mérito, mas a relação pode ser trabalhada de modo mais bacana quando Lex acredita ser a representação do potencial humano, mesmo que fora das regras da sociedade. O start para a fortuna pode ser um registro de patente, por exemplo.

Link to comment
Share on other sites

O problema Questão é que se ficar muito NERD, muito Zuckerbeg, nem queria saber como vai ser a reação. O projeto já era arriscado por si só, não precisavam ter extrapolado com uma coisa dessas. 

 

Sabe pq muita gente gosta do Luthor do Byrne? Pq é a melhor versão do personagem. John Byrne pode ter pisado na bola com o Superman(fez ele matar), mas tava inspirado quando criou um Lex Luthor que representasse a corrupção humana. Por isso que o Lex do Byrne, é foda. Por isso que as pessoas pedem atores que se pareçam com ele fisicamente. Pq querem vê-lo em um filme. E corrupção, é atemporal. Existe hoje, existia ontem e vai existir amanha(e sempre). 

 

 

Acho que esse filme consegue no máximo, uma bilheteria satisfatória. 

Link to comment
Share on other sites

Bryan Cranston e Mark Strong seriam as escolhas mais clichês, óbvias e preguiçosas. E disso a Warner sabe, por isso eles nem foram testados.

 

Eu tenho a sensação de que o Eisenberg irá surpreender. O estúdio pode até ter algo a aprender, mas achar que o estilo Marvel é a única forma de alcançar o sucesso, daí já acho puxadíssimo. A Warner não é um estudiozinho qualquer, pelo contrário, é o maior do mundo, cheia de sucessos, e duvido muito que eles não saibam o que estão fazendo. Eles podem estar se arriscando, mas acho isso mais um mérito do que um defeito.

 

E antes que me venham chamar de pagueta da WB e DC, acho a fórmula seguida pela Marvel brilhantemente executada. Mas não é a única. 

 

;)

Link to comment
Share on other sites

Não há nada de errado com clichê, se for bem feito. Com a abordagem (e roteiro) adequados Bryan Cranston e Mark Strong poderiam fazer um Lex memorável. O que tem de ruim nisso? O problema do Enserberg é que se ele não trouxer algo realmente notável vai deixar a impressão do "e se ...?"

Link to comment
Share on other sites

Não há nada de errado com clichê, se for bem feito. Com a abordagem (e roteiro) adequados Bryan Cranston e Mark Strong poderiam fazer um Lex memorável. O que tem de ruim nisso? O problema do Enserberg é que se ele não trouxer algo realmente notável vai deixar a impressão do "e se ...?"

 

 

wheelie-eu-te-disse.jpg

Link to comment
Share on other sites

  Mas LEOFF e BALROG, assim como as pessoas temem que o Eisenberg faça só uma outra versão do Mark Zuckenberg no filme, podia muito bem acontecer das pessoas verem o Brian Cranston ou o Mark Strong e dizer "Ok, legal, mas só tá repetindo o que fez em BREAKING BAD,   ou REDE DE INTRIGAS no caso do Strong". Poderia ficar a impressão de "E se o Snyder tivesse ousado um pouco mais no cast". Ou seja, "E se...." por "E se...", fica tudo no zero a zero.

 

  Não  vou dizer que fiquei exatamente empolgado com a escolha do Eisenberg, por que eu não fiquei. Mas caraca, pode dar certo. Acho que a LIV usou as palavras erradas ao usar o termo "clichê", pois o clichê é uma ferramenta narrativa, que como qualquer ferramenta pode ser usada de forma criativa. A escolha de  Cranston ou Strong seria simplesmente uma escolha sem criatividade, pois os dois já fizeram personagens extremamente semelhantes com o Luthor (até carecas eram, inclusive). Claro que isso não seria necessariamente ruim, Jack Nicholson e Danny DeVitto foram escolhas pouco criativas para Coringa e Pinguim nos filmes do Burton (Especialmente o Nicholson) mas foram vilões memoráveis.

 

  Diferente da LIV, não acho a ousadia da escolha um mérito, pois ela se torna um mérito depois que dá certo (o que importa no final das contas é o resultado) mas também não é um demérito, pelo menos ainda não. Acho que vale a pena dar uma chance pro cara.

 

  LIV, eu só não concordo com esse argumento que você usou agora (e que não é a única a usar) de que "A Warner é um estúdio grande e lucrativo, e duvido que eles não saibam o que estão fazendo". Sabe, não acho que isso prove nada ou aumente a segurança. Eles sempre acreditam que sabe o que estão fazendo, ninguém investe milhões de dólares em uma coisa que não acredita. Acho que eles acreditavam que sabiam o que estavam fazendo quando filmaram sucessos como os Batman do Nolan, o Batman do Burton, MOS (embora não tenha rendido o esperado) entre outros. Mas da mesma forma, acreditavam que sabiam o que estavam fazendo quando filmaram fracassos colossais, como BATMAN E ROBIN, MULHER GATO, LANTERNA VERDE, A LIGA EXTRAORIDINARIA, SUPERMAN RETURNS, entre outros.

 

  Ou seja, a Warner ser estúdio grande, que tem o maior lucro do ano passado e por ai vai, não é um indício de que eles não podem fazer merda com esse filme. Afirmar isso seria a mesma coisa de eu dizer que a Warner ter os maiores fracassos comerciais do subgênero em que este projeto esta inserido seria um indício de que é certo que eles vão fazer merda.

Link to comment
Share on other sites

 PRIMO, mas não pode se esquecer que também teremos o Batman como uma figura humana. Tá certo que diferente do Luthor, Wayne nasceu em berço de ouro, mas acho que não dá pra exagerar na humanização do Lex. O cara tem que ter um certo desvio de caráter.

 

 Luthor representa o que há de pior na raça humana. Há uma historia em que Batman chega a considera-lo pior que o Coringa, pois este pelo menos tem a loucura como desculpa. Mas Luthor sempre sabe exatamente o que está fazendo. Acho que o Lex não deve se corromper por que o Superman apareceu. Luthor sempre foi corrupto. E acho que uma ótima maneira de retratar isso é o início sangrento de sua fortuna. Depois ele pode ter conseguido quintuplicar esta fortuna por méritos próprios, mas acho o início macabro de sua fortuna um ponto importante da gênese do personagem.

 

  Acho que o começo sangrento da fortuna não anula o fato de Lex acreditar ser o símbolo do potencial humano, afinal, ele transformou sozinho o dinheiro que recebeu do seguro em troco.

Link to comment
Share on other sites

Questão. Vou repetir o que disse antes. As pessoas pediam por Bryan Cranston ou Mark Strong pq o que se quer, é ver o o Lex Luthor do Byrne, dos desenhos do Paul Dini e Bruce Tim, nos cinemas. Vc deve ter assistido essas animações e sabe tão bem quanto eu, que aquele Lex, não é retratado como um moleque. É um homem de meia idade que construiu sem império durante anos, a partir do que herdou do Lionel Luthor. Esse Lex incrível que tem fãs em todo o mundo, está acima do que Jesse Eisenberg pode ser, devido ao fato dele não ter a idade, o perfil e o porte adequado. Sabe que o que está aberto aqui no meu navegador? Question vs Luthor no Liga da Justiça Sem Limites. Uma cena que eu particularmente adoro, por refletir com perfeição o que é o Luthor do Byrne. O Luthor que a maioria adora. Que é tido como um dos melhores vilões da DC, perdendo apenas para o Coringa. Se o Joker é a monstruosidade humana, o Luthor do Byrne é a representação viva da nossa corrupção.

 

"Sabe de quanto poder eu teria que abrir mão para ser presidente?"

(Lex Luthor)

 

"Gastei 75 milhões de dólares em uma campanha presidencial falsa, só pra descartar o Superman"

(Lex Luthor)

 

Então a escolha de Bryan Cranston não seria um clichê. Mas sim para ser FIEL à este Lex Luthor. 

 

VuKe4YxOuWg.jpg

Como seria o Luthor do Byrne, sendo interpretado pelo Cranston

Montagem muito FODA! 

Link to comment
Share on other sites

Questão. Vou repetir o que disse antes. As pessoas pediam por Bryan Cranston ou Mark Strong pq o que se quer, é ver o o Lex Luthor do Byrne, dos desenhos do Paul Dini e Bruce Tim, nos cinemas. Vc deve ter assistido essas animações e sabe tão bem quanto eu, que aquele Lex, não é retratado como um moleque. É um homem de meia idade que construiu sem império durante anos, a partir do que herdou do Lionel Luthor. Esse Lex incrível que tem fãs em todo o mundo, está acima do que Jesse Eisenberg pode ser, devido ao fato dele não ter a idade, o perfil e o porte adequado. Sabe que o que está aberto aqui no meu navegador? Question vs Luthor no Liga da Justiça Sem Limites. Uma cena que eu particularmente adoro, por refletir com perfeição o que é o Luthor do Byrne. O Luthor que a maioria adora. Que é tido como um dos melhores vilões da DC, perdendo apenas para o Coringa. Se o Joker é a monstruosidade humana, o Luthor do Byrne é a representação viva da nossa corrupção.

 

"Sabe de quanto poder eu teria que abrir mão para ser presidente?"

(Lex Luthor)

 

"Gastei 75 milhões de dólares em uma campanha presidencial falsa, só pra descartar o Superman"

(Lex Luthor)

 

Então a escolha de Bryan Cranston não seria um clichê. Mas sim para ser FIEL à este Lex Luthor. 

 

VuKe4YxOuWg.jpg

Como seria o Luthor do Byrne, sendo interpretado pelo Cranston

Montagem muito FODA! 

 

 

Putz Slash essa montagem ficou ótima.

 

QUESTÃO e LIV, não podemos prescindir do fato de estarmos falando de uma adaptação de HQ, então o que a LIV chama de "clique" eu chamo de fidelidade a essência do material de origem, sendo esse Luthor uma total descaracterização.

 

Penso que a tal "criatividade" tão valorizada - principalmente pelos críticos - pode ser mto bem exercida em filmes que se encaixem no Oscar de roteiro original.

 

O fato da Warner ser o maior estúdio - portanto com maiores re$ur$o$ - é uma agravante da infração.

 

 

É como se o time de futebol mais rico do mundo precisasse contratar um atacante e ao invés de escolher um CR7, um Messi, contratasse o Ramires ou o Paulinho - que são volantes - só pra não ser "óbvio demais", ser "criativo"...

Link to comment
Share on other sites

Concordo com a Liv, escolher o Bryan Cranston ia ser uma escolha preguiçosa. Quando estavam sondando atores para ser o Coringa em TDK, a galera vivia pedindo atores muito fisicamente parecido como o Adien Brody. Ledger, sempre ele, fugia do padrão. Eu também não gostei, a priori, da escolha do Zuckerbeg para ser o Luthor. Apesar de ter gostado da descrição que postaram aí. Mas a escolha dele é o que o pessoal do Ovofrito falou. Escolheram um Luthor do nosso tempo.

Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

×
×
  • Create New...