Jump to content
Forum Cinema em Cena
tne end

Medicina: Difícil Profissão

Recommended Posts

Ok' date=' então você acha inteligente desistir de uma carreira só por preguiça de estudar? Ok... [/quote']

 

Sinceramente, Sapo... Depois das atrocidades que ele falou dizendo que o curso de medicina é mais difícil e insinuando q é um curso superior aos cursos das humanas, eu não tenho mais respeito algum por esse ser humano e não respondo a nenhum post dele mais... Vai a merda um cara que fica desdenhando assim dos cursos de humanas... E, antes que ele venha choramingar q eu falei mal da engenharia... Vc apenas escutou aquilo q vc deu a deixa pra eu te dissesse...03

 

Quando vc se formar e tiver um diploma, coisa que eu já tenho, aí a gente volta a conversar... Enquanto vc for um mero babaca que quer entrar pra um curso de engenharia, não dou a mínima pra ti...

 

Eu me formei em uma exata e trabalho numa área de humanas . Garanto que humanas necessita bem mais uso do cérebro no cotidiano , pois não existe uma receita de bolo para lidar com todas as situações com que você se depara no dia a dia . Cada caso é um caso .

Já a Engenharia , pode dar trabalho assimilar fórmulas e identificar situações onde devem ser aplicadas . Mas depois disso , você entra em velocidade de cruzeiro .

A  fómula aplicada para a construção de um prédio ou o projeto de uma TV de plasma é a mesma na Nigéria e na Alemanha . Já as reações do mercado nigeriano e alemão serão distintas diante da implementação da mesma medida econômica .

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

eu não concordo dizer que medicina é um curso dificil... o vestibular é dificil mesmo... mas perai, ja ouviram falar de uma prova cahamada ITA? eu fiz a prova no mesmo ano que passei em medicina.. e nem conseguir chegar perto...

 

a verdade é que não existe curso facil....

 

tenho conhecidos em varios cursos: engenharia(curso pesado mesmo!!), direito,economia,enfermagem,administração.... todo mundo estuda muito...

 

acho que é dificil mesmo é vc ser um bom profissional..

 

e concordo com o que falei sobre a medicina.... estava com raiva da profissão mesmo... e quis falar das putarias do curso .... isto não invalida ninguem para ser um bom profissional..

Share this post


Link to post
Share on other sites

talvez por que eu esteja chateado com o ser medico. tenho 8 anos de profissão e so vejo as coisas piores. e no brasil, em que pouca coisa é levada a serio, é uma piada de mau gosto. 

quantos não se sentiram lesados ou prejudicados na saude brasileira( incluindo ate o sistema particular)?

 

quando que todos acordaram para a realidade?

 

é confortavel vc ter uma opinião sentado no computador, ou no sofa assitindo a televisão...

 

mas na hora que esta tudo dando errado, eu percebo o desespero das pessoas..

 

ai sim eu vejo que realmente as pessoas percebem a gravidade, mas esta hora é tarde...

 

quando vc mais precisa do SUS ou mesmo de um plano é quando ele te da mais a as costas...

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ok, então você acha inteligente desistir de uma carreira só por preguiça de estudar? Ok...

 

 

 

Leia meus post, ok?

 

 

 

Vai ler os livros de história que a gente lê... Não fale do que vc não entende meu caro... Isso é que detona todo o ensino brasileiro, essa mania idiota de dizer que um curso é mais difícil que o outro... Todos tem suas dificuldades nos mesmos níveis...

 

 

 

Você conhece os livros de medicina? Se não os conhece, você é que tem a mania idiota.

 

 

 

Faço a mesma pergunta que fiz ao Conan: se todos os cursos são igualmente difíceis, porque são 6 anos integral de um curso de medicina e 4 anos não-integral para história? Não precisa ser muito inteligente para responder essa....

 

 

 

Cara... Vc não sabe nada do que vc tá falando... Não me assusto com isso... Afinal, essa merdaiada toda está vindo de um robô da engenharia... A grande maioria de vc's não sabem diferenciar o "e" conectivo do "é" do verbo ser (e falo isso por experiência dentro da minha própria casa, meu pai é engenheiro agrônomo e os textos dele são sofríveis de ler)...

 

 

 

Se eu não sei do que falo, responda então a pergunta!

 

 

 

Sinceramente, Sapo... Depois das atrocidades que ele falou dizendo que o curso de medicina é mais difícil e insinuando q é um curso superior aos cursos das humanas, eu não tenho mais respeito algum por esse ser humano e não respondo a nenhum post dele mais... Vai a merda um cara que fica desdenhando assim dos cursos de humanas... E, antes que ele venha choramingar q eu falei mal da engenharia... Vc apenas escutou aquilo q vc deu a deixa pra eu te dissesse...

 

 

 

Quando vc se formar e tiver um diploma, coisa que eu já tenho, aí a gente volta a conversar... Enquanto vc for um mero babaca que quer entrar pra um curso de engenharia, não dou a mínima pra ti...

 

 

 

Grande pessoal das humanas. Não consegue nem argumentar direito. Coloca minhas insinuações como atrocidades sem nem dizer o porquê. E justamente por não conseguir justificar seus achômetros me coloca como burro e sai correndo. Só posso rir de tanta bobagem que leio aqui 06.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites
Puxa' date=' King, não é por nada não, mas que posts estúpidos, hein? Fora que não deu pra perceber que o Conan estava sendo irônico não?

 

Olha, são tantos absurdos que eu não vou comentar tudo...mas eu te falo com uma pontinha minúscula de conhecimento (pífio, claro, é verdade...existem inúmeros cursos de graduação), pois estive em 3 áreas totalmente distintas de conhecimento - DESCULPEM MESMO pessoal, mas se é pra ser maternal, então vamos ser direito...[/quote']

 

 

 

Até aqui escreveu, escreveu, escreveu e não chegou a lugar nenhum. Boa enrolação. Você fez jornalismo?

 

 

 

 

fiz um tempo de Medicina Veterinária' date=' de Engenharia Química e agora estou no curso de Ciências Econômicas, áreas que exigem habilidades totalmente diferentes, todos SUPER complexos na exploração de tais aspectos, mas cada qual a seu modo.

 

Não tem o menor cabimento, é ilógico falar em qual o curso mais difícil entre os três (veja bem: entre os 3!!!! Imagine falar no número de cursos existentes) - e que fique claro: o curso de MV tem 10 semestres integrais e o de Economia tem 8 com aulas só pela manhã, então que fique claro que eu SEI do que estou falando.

 

[/quote']

 

 

 

Ótimo. Escreveu algo útil. Agora pensemos: se os três são igualmente complexos e difíceis, por que o tempo de curso é diferente?

 

 

 

 

Agora' date=' falar em quantidade de SEMESTRES para concluir um curso em relação a outro e usar isso pra dizer que um é mais difícil por causa disso é indescritível, mostra que você não tem o MENOR conhecimento sobre o assunto e chega a ser constrangedor.

 

[/quote']

 

 

 

Agora, veja a merda que você escreveu, Scofield. Você coloca os três como igualmente difíceis. NO entanto, um exige muito mais tempo de estudo (tanto na carga horária quanto no número de semestres). Se os três são igualmente difíceis, então a dedicação e a carga horária deveriam ser equivalentes, não?

 

 

 

Aff... Vocês estão se superando.

 

 

 

Mas entendo. O cara se forma num curso pouco valorizado, que muita gente também faz. Aí chega pro médico, que ralou pra caramba pra chegar ali, em cursinhos, anos de estudo pesado e residência, e tem que dizer que teve igual dificuldade na vida....

 

 

 

 

Daqui a pouco você vai falar que Medicina é um curso mais difícil porque é muito concorrido no vestibular.   

 

Olha' date=' conselho: procure investigar um pouco sobre os assuntos antes de escrever posts assim ou pelo menos fique calado quando não souber a respeito, pelamor, sua imaturidade é tamanha que chega a dar calafrios. [/quote']

 

 

 

Conteúdo útil: 0

Share this post


Link to post
Share on other sites
King, os dois cusos mais dificeis da USP são Fisica e Farmacia...(existe alguma pesquisa que diz isso)

 

 

 

 

 

Medina é o famoso curso "coxa" só é foda pra entrar, qq um pode virar médico

 

 

 

Vira um então, bonzão 06.gif06.gif06.gif

 

 

 

the end] talvez por que eu esteja chateado com o ser medico. tenho 8 anos de profissão e so vejo as coisas piores. e no brasil, em que pouca coisa é levada a serio, é uma piada de mau gosto.

 

 

 

quantos não se sentiram lesados ou prejudicados na saude brasileira( incluindo ate o sistema particular)?

 

 

 

quando que todos acordaram para a realidade?

 

 

 

é confortavel vc ter uma opinião sentado no computador, ou no sofa assitindo a televisão...

 

 

 

mas na hora que esta tudo dando errado, eu percebo o desespero das pessoas..

 

 

 

ai sim eu vejo que realmente as pessoas percebem a gravidade, mas esta hora é tarde...

 

 

 

quando vc mais precisa do SUS ou mesmo de um plano é quando ele te da mais a as costas...

 

 

 

 

 

 

Um dos motivos que me levou a esquecer a profissão.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Não sei como ainda respondo aqui, deve ser a minha inocente esperança de mudar

as coisas. Mas vamos lá....King:

 

 

 

Primeiro, o que a duração do curso tem a ver com a dificuldade dos

livros? Por favor, responda.

Segundo, você resume toda a vida acadêmica do cara pelos anos de formação?

Isso é uma coisa institucionalizada que não diz nada a respeito do curso em si.

Fosse assim, exigiríamos mais um ano de curso para ganharmos status.

 

Terceiro, e mais importante (o povo das outras áreas que me perdoem, mas

esta situação precisa de tratamento de choque). As outras áreas, quando você

forma está em ponto de bala para exercer a profissão. A experiência que você

ganha com o tempo melhora o seu currículo, o seu status e a facilidade de

exercer a profissão. Tanto é assim que vira e mexe aparece gênios revelações nas

áreas de ciências naturais.

O que não vemos nas ciências humanas. Por que? porque graduar não significa

nada, pois são cursos de leitura e erudição por excelência. Um cara de história

só se torna um profissional bom com anos de carreira.

As outras áreas, o que você leu com a formação sustenta a base (claro que

ele precisa ficar por dentro das pesquisas e leitura de periódicos), mas nas

áreas de humanas a atividade da graduação se estende pelo resto da vida.

 

Então a pergunta: Se um livro de medicina pode ser mais difícil do que um

de história é porque ele tem que dar conta de uma formação. O curso de história

não tem um único livro base sequer. O curso exige leitura intensa pelo resto da

vida...O cara além de saber do próprio curso, tem que noções de outros cursos

como política, economia, sociologia, antropologia, artes, filosofia, demografia,

geografia, arqueologia, paleografia, psicologia, conhecimento amplo de idiomas, etc...

 

Eu tenho contato com médico e físico na minha família e digo: estes cursos

tem livros gigantescos. Mas a biblioteca é pequena. E a leitura exigida não é

tão grande.

 

Mas isso é besteira (o que acabei fazendo para entrar no seu raciocínio),

pois não tem comparar dificuldade dos cursos. Física e medicina para mim são

coisas impossíiveis. História tiro de letra, por isso escolhi este curso.

Agora se você acha medicina difícil e acha humanas fácil, acho que você

escolheu a área errada, ou então não pensou na área na qual você tem mais

facilidade...

Conan o bárbaro2008-09-21 12:12:02

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu prometi que não trocaria mais uma palavra contigo... Mas, me pergunto uma coisa, e deixo aqui essa pergunta pra ti, se vc quiser me responder, ótimo, se não quiser, não me responda...

 

Qual a ligação da quantidade de tempo com a dificuldade do curso em si? Sinceramente, não vejo a ligação alguma nisso... E, mais a mais, vc vem desvalorizando os cursos de humanas só pq eles tem duração de quatro anos... Vc não tem noção da besteira que está falando? E, mais a mais, a dedicação faz cada aluno... Eu tinha disciplina obrigatórias em apenas um turno... Mas a noite eu tinha duas disciplinas duas vezes por semana... E ainda tinha pesquisas para fazer em dois arquivos diferentes e uma média de 300 a 400 páginas de leitura semanal... Ou seja, ficava na faculdade meio turno, mas o tanto que eu estudava na biblioteca, em arquivos ou em minha residência não era pequeno... Então, sua comparação por tempo dedicado em faculdade não procede...

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Não sei como ainda respondo aqui' date=' deve ser a minha inocente esperança de mudar

as coisas. Mas vamos lá....King:

 

 

 

Primeiro, o que a duração do curso tem a ver com a dificuldade dos

livros? Por favor, responda.

Segundo, você resume toda a vida acadêmica do cara pelos anos de formação?

Isso é uma coisa institucionalizada que não diz nada a respeito do curso em si.

Fosse assim, exigiríamos mais um ano de curso para ganharmos status.

 

Terceiro, e mais importante (o povo das outras áreas que me perdoem, mas

esta situação precisa de tratamento de choque). As outras áreas, quando você

forma está em ponto de bala para exercer a profissão. A experiência que você

ganha com o tempo melhora o seu currículo, o seu status e a facilidade de

exercer a profissão. Tanto é assim que vira e mexe aparece gênios revelações nas

áreas de ciências naturais.

O que não vemos nas ciências humanas. Por que? porque graduar não significa

nada, pois são cursos de leitura e erudição por excelência. Um cara de história

só se torna um profissional bom com anos de carreira.

As outras áreas, o que você leu com a formação sustenta a base (claro que

ele precisa ficar por dentro das pesquisas e leitura de periódicos), mas nas

áreas de humanas a atividade da graduação se estende pelo resto da vida.

 

Então a pergunta: Se um livro de medicina pode ser mais difícil do que um

de história é porque ele tem que dar conta de uma formação. O curso de história

não tem um único livro base sequer. O curso exige leitura intensa pelo resto da

vida...O cara além de saber do próprio curso, tem que noções de outros cursos

como política, economia, sociologia, antropologia, artes, filosofia, demografia,

geografia, arqueologia, paleografia, psicologia, conhecimento amplo de idiomas, etc...

 

Eu tenho contato com médico e físico na minha família e digo: estes cursos

tem livros gigantescos. Mas a biblioteca é pequena. E a leitura exigida não é

tão grande.

 

Mas isso é besteira (o que acabei fazendo para entrar no seu raciocínio),

pois não tem comparar dificuldade dos cursos. Física e medicina para mim são

coisas impossíiveis. História tiro de letra, por isso escolhi este curso.

Agora se você acha medicina difícil e acha humanas fácil, acho que você

escolheu a área errada, ou então não pensou na área na qual você tem mais

facilidade...

[/quote']

 

Onde eu assino?

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu prometi que não trocaria mais uma palavra contigo... Mas' date=' me pergunto uma coisa, e deixo aqui essa pergunta pra ti, se vc quiser me responder, ótimo, se não quiser, não me responda...[/quote']

 

 

 

Por que não cumpre sua promessa e se cala aqui. Eu só posto quando atacado pelas burrices dos membros do CeC nessa ridícula disputa por status.

 

 

 

o resto eu respondo depois que eu tenho que sair agora. Acho que o Conan disse coisas que fazem sentido, mas vou ler melhor...

Share this post


Link to post
Share on other sites

é bom que leia melhor mesmo...

 

E, quanto a cumprir minha promessa... Eu posso quebrá-la quando bem entender... Principalmente quando sou atacado por babacas como vc que escrevem coisas sem sentido e acha q isso é um argumento a ser defendido e que tem fundamento...

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

 

 

 

 

 

O primeiro parágrafo só repete o quanto você é ignorante, melhor nem comentar. 0906

 

 

 

Ótimo. Escreveu algo útil. Agora pensemos: se os três são igualmente complexos e difíceis' date=' por que o tempo de curso é diferente?

[/quote']

 

King, você não sabe ler ou tem problemas mentais? Em primeiro lugar eu DISSE EXPLICITAMENTE que não podemos comparar os três em complexidade. Aí você vai e fala que eu disse que os três são igualmente complexos, volte para a escola e aprenda a ler textos, acho que não deveria ter saído de lá. 06

O tempo de curso é diferente por vários motivos e nenhum deles tem a ver com nível de complexidade (até porque requerem habilidades diferentes, seria IMPOSSÍVEL compará-los).

Vou comparar duas idéias para você entender UM DOS MOTIVOS e derrubar sua tese estúpida. Existe, no curso de Medicina Veterinária a disciplina Anatomia dos Animais Domésticos, administrada no segundo período do curso aqui na Universidade Federal...nela os diversos alunos do curso são divididos em grupos e dissecam um animal durante os seis meses que dura o período. São aulas exaustivas, de terça a sexta de 2 às 6 da tarde e na segunda você tem que ir do mesmo jeito ao laboratório para estudar as estruturas, mesmo não tendo aula. A carga horária dessa disciplina é enorme. Assim você conhece veias, nervos, músculos, ossos, etc dele, tendo o cuidado de observar também os aparelhos reprodutores e diferenças de animais do sexo oposto, dissecados por outros grupos. O número de estruturas é enorme e o número de funções é desgastante, mas o melhor lugar para estudá-las é vendo-as in vivo no laboratório.

 

No entanto, todos os grupos dissecam animais semelhantes para que o conhecimento seja distribuído de forma homogêneo. No entanto, no último módulo você vê a problemática grave de uma disciplina como essa: existem simplesmente inúmeros grupos diferentes de animais domésticos!! Alguns até classificados taxonomicamente diferentes logo nos primeiros grupos (por exemplo, preciso citar a diferença entre fazer anatomia de uma galinha, um bezerro e um gato?), eles são imensamente diferentes. No entanto, tudo é visto de forma rápida e precária nessa primeira etapa, sendo necessário após a conclusão do curso você se direcionar para uma área e fazer um monte de disciplinas para se especializar mais e ter um bom desempenho, tempo que não está agregado à formação de 10 semestres inicial do curso.

 

No curso de Medicina humana, temos dois semestres de anatomia. Deve ser um estudo difícil e estafante assim como o da Veterinária, além de complexo. No primeiro, se estuda a anatomia do tronco e depois no segundo o do Abdomen, se não me engano. Aqui a DISTRIBUIÇÃO das disciplinas é muito mais inteligente, o aluno não fica desesperado com uma porção de conhecimento superior a sua capacidade de absorção e há mais tempo para a matéria ser bem explicada em sala e trabalhada. Aqui está um primeiro motivo então: a DISTRIBUIÇÃO do conteúdo programático, o que se liga a capacidade de organização da estrutura curricular. Alguns cursos são simplesmente mais bem organizados que outros ou exigem conhecimentos diferentes (na Veterinária não nos especializamos em partes específicas do corpo de um animal, por exemplo, na Medicina humana há uma enorme demanda nesse sentido)

 

Quer outro? Para algumas disciplinas, especialmente da área de exatas ou da área de humanas/exatas (estive nos cursos de Engenharia e Economia) se exige uma capacidade cognitiva e de raciocínio lógico IMPEDITIVA se não for desenvolvida. Então não adianta ficar mil anos dentro da sala de aula porque a maior parte do trabalho do aluno é EXTERIOR à faculdade, têm mais relação não com carga horária, mas com estudo mesmo do aluno (é ele pegar livros, ler muito não só matéria, mas, principalmente desenvolver suas habilidades com muitos exercícios que exigem MUITO de suas capacidades).

 

Disciplinas como Equações Diferenciais A e B, Eletromagnetismo, Econometria, Cálculos I, II e III e outras exigem uma aula expositiva que norteia, direciona os alunos em seus estudos, mas constituem partes INICIAIS do desenvolvimento de seus raciocínios. Você jamais fará uma boa prova de eletromagnetismo só lendo matéria de livro e decorando o que está escrito (e isso era parte fundamental no estudo em Anatomia dos Animais Domésticos, as estruturas tinham simplesmente nomes e funções - os segundos podem ser deduzíveis, mas os primeiros é decoreba mesmo), você precisa se conhecer, se desenvolver e ampliar sua capacidade de raciocínio.

 

Em economia, você tem um trabalho grotesco, além disso - a parte exata aparece em disciplinas como Econometria por exemplo - de aprender a conhecer diversas idéias através de leituras extremamente extensas e de altíssimo grau de complexidade (leia O Capital do Marx - você fica muito tempo em cada página porque o raciocínio é extremamente abstrato e difícil  - e faça uma prova depois de Economia Política - COM CONSULTA - para entender do que estou falando). Além disso aqui é preciso aprender a conviver com posturas que não são anuláveis, como as de um curso de exatas...em Economia não há como se provar que um está certo e outro errado, há opiniões que se baseiam em conceitos que fazem muitas abstrações, partem de pressupostos diferentes e se desenvolvem em torno de raciocínios próprios, também de alto grau de complexidade.

 

Então vemos que tempo em sala de aula nem sempre é determinante de absorção de conhecimento ou sinal de complexidade da matéria estudada - no caso das disciplinas de exatas e humanas se exige muito mais tempo FORA do espaço de aula que dentro da Universidade tendo aulas. E aqui só citei dois exemplos, hein?

 

Agora me diga...com que conhecimento de causa você fala essa BURRICE que a complexidade de um curso está ligada a semestres. Vá estudar e amadurecer antes de falar merda, você não sabe de nada da vida, filhinho.

 

 

 

 

Agora' date=' veja a merda que você escreveu, Scofield. Você coloca os três como igualmente difíceis. NO entanto, um exige muito mais tempo de estudo (tanto na carga horária quanto no número de semestres). Se os três são igualmente difíceis, então a dedicação e a carga horária deveriam ser equivalentes, não?

 

 

 

Aff... Vocês estão se superando.

 

 

 

Mas entendo. O cara se forma num curso pouco valorizado, que muita gente também faz. Aí chega pro médico, que ralou pra caramba pra chegar ali, em cursinhos, anos de estudo pesado e residência, e tem que dizer que teve igual dificuldade na vida....

 

 

 

[/quote']

Dedicação não é mensurável por carga horária. 0606

Quanto ao último parágrafo você se superou na estupidez.

E sim, ele REALMENTE acha que a dificuldade de um curso se mede por dificuldade de passar em um vestibular. 060606

Eu posso ter o PRAZER de dizer que escolhi fazer qualquer um dos cursos de acordo com o que quis e não preso a besteiras como "serei mais inteligente pra sociedade se tiver feito medicina", Ai meu Deus, ouvir isso de um fedelho que nem passou no vestibular é dose,  0606

Cara, tu deve ser um frustrado sem limites e tenta jogar suas frustrações nos outros. Procure um psicólogo, ou um psiquiatra. E falo sério. É assustador o que você fala de vez em quando.

Será que você queria fazer medicina e acha que não tem capacidade? 09

Mr. Scofield2008-09-21 12:59:13

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Eu prometi que não trocaria mais uma palavra contigo... Mas' date=' me pergunto uma coisa, e deixo aqui essa pergunta pra ti, se vc quiser me responder, ótimo, se não quiser, não me responda...[/quote']

 

 

 

Por que não cumpre sua promessa e se cala aqui. Eu só posto quando atacado pelas burrices dos membros do CeC nessa ridícula disputa por status.

 

 

 

o resto eu respondo depois que eu tenho que sair agora. Acho que o Conan disse coisas que fazem sentido, mas vou ler melhor...

Eu respondo, eu respondo pelo Sunder! 05

É que argumentar com pessoas estúpidas pode ser extremamente divertido, o monte de merda que você fala é material propício para realizarmos o pablito do ano que vem. 16

Fora que podemos fazer um bolão sobre o nível da próxima besteira que vai dizer. Você continua quebrando as casas de aposta. O nível é muito elevado, incrível para um ser humano.  1306

Agora, o mais Freak de tudo é ele falar em disputa de status quando ele mesmo é quem está ditando um nível mais elevado de status de uma profissão em relação à outras. Cara, você existe mesmo? 06

Mr. Scofield2008-09-21 13:38:57

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu concordo com você, Sunder. Os argumentos estão aí, embasados e expostos, já ri bastante da estupidez incrível (nunca tinha visto tanta aglutinada em uma única pessoa), mas cansei de falar com o vento.

Só lamento pelo tema do tópico do The End, muito pertinente, diga-se de passagem (e peço a ele minhas sinceras desculpas), ter sido ofuscado por discussões como essas que achei que fossem impossíveis (ainda estou abobado). Olha, eu realmente não sei como pessoas assim conseguem terminar um segundo grau, fiquei REALMENTE preocupado. 09

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sobre a saude no Brasil, eu tinha um plano de saude que quando mais precisei nao pude usar por causa de algumas restricoes, pagava caro demais, decidi entao parar, e entrei no SUS, diferente do plano ate que usei bem, so parei pq achei um plano bem mais barato e compensavel.

 

 

 

Sobre o que o King Eduard colocou, nao acho que medicina seja tao dificel quanto parece ser, eu ja fiz engenharia, nao terminei, pq nae era o que eu realmente queria e hoje estou terminando Pedagogia, adoro, se queremos ser bons vamos procurar sempre estar atualizado. Todas tem sua importancia, facilidade e dificuldade, nenhuma profissao e mais que a outra.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vira um então' date=' bonzão 06.gif06.gif06.gif

 

[/quote']

 

Talvez porque eu queira ajudar a sociedade de uma outra forma e diferente de você eu não venho a fóruns desmerecer outros cursos, aliás o que voce faz da vida???

 

 

Não saquei essa história de que o livro do curso X é mais dificil que o livro do curso y, amigo são ciosas totalmente antagônicas pois cada curso tem um objetivo totalmente distindo do outro. Até mesmo cursos voltados para a mesma area como farmácia e Medicina tem infinitas diferenças e cada tem sua area de atuação. Outra coisa na Medicina materias como anatomia humana, fisiologia são muito  mais fortes que na farmácia porém esta tem patologia, imunologia, parasitologia bem mais complexas que na medicina.

 

Então EDUARDO, antes de falar merda e ficar chorando, procure pesquisar sobre os cursos que vc fala.

 

E se Deus quiser você vai mofar 5 anos no cursinho para fazer uma faculdade de merda02

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tne end o que vc me diz sobre os transplantes, eu vejo que isso e um problema serio.

Como profissional da area, como vc acha que deve ser  feita as campanhas de transplantes?

 

Algumas religioes nao permite transfusao de sangue, etc, como vcs medicos agem quando e necessario e o paciente nao permite?

Share this post


Link to post
Share on other sites
King: Primeiro' date=' o que a duração do curso tem a ver com a dificuldade dos livros? Por favor, responda.[/quote']

 

 

 

Um livro de mais dificuldade necessita de mais tempo para ser estudado, não?

 

 

 

Segundo' date=' você resume toda a vida acadêmica do cara pelos anos de formação? Isso é uma coisa institucionalizada que não diz nada a respeito do curso em si. Fosse assim, exigiríamos mais um ano de curso para ganharmos status.

 

[/quote']

 

 

 

Justifique, prove-me isso. Até agora noto que os membros só tacam pedras mas não justificam porque o tempo de curso não está relacionado com a sua dificuldade.

 

 

 

Sobre isso de ter mais anos de curso, você só me ajudou a provar a minha idéia. O que é a pós-graduação, além de um modo de complementar aquilo que se aprendeu na graduação. Aumenta o tempo de estudo, o acadêmico se especializa num determinado assunto, e ganha maior status.

 

 

 

Terceiro' date=' e mais importante (o povo das outras áreas que me perdoem, mas esta situação precisa de tratamento de choque). As outras áreas, quando você forma está em ponto de bala para exercer a profissão. A experiência que você ganha com o tempo melhora o seu currículo, o seu status e a facilidade de exercer a profissão. Tanto é assim que vira e mexe aparece gênios revelações nas áreas de ciências naturais.

 

O que não vemos nas ciências humanas. Por que? porque graduar não significa nada, pois são cursos de leitura e erudição por excelência. Um cara de história só se torna um profissional bom com anos de carreira.

 

As outras áreas, o que você leu com a formação sustenta a base (claro que ele precisa ficar por dentro das pesquisas e leitura de periódicos), mas nas áreas de humanas a atividade da graduação se estende pelo resto da vida.

 

[/quote']

 

 

 

Puxa, obrigado por confirmar o que eu estou tentando afirmar aqui 10.gif

 

 

 

Então a pergunta: Se um livro de medicina pode ser mais difícil do que um de história é porque ele tem que dar conta de uma formação. O curso de história não tem um único livro base sequer. O curso exige leitura intensa pelo resto da vida...O cara além de saber do próprio curso' date=' tem que noções de outros cursos como política, economia, sociologia, antropologia, artes, filosofia, demografia, geografia, arqueologia, paleografia, psicologia, conhecimento amplo de idiomas, etc...

 

 

 

Eu tenho contato com médico e físico na minha família e digo: estes cursos tem livros gigantescos. Mas a biblioteca é pequena. E a leitura exigida não é tão grande.[/quote']

 

 

 

Para você um livro grande e complexo de medicina significa a mesma coisa que vários livros de história?

 

 

 

E outra: você acha que o médico não tem que estar sempre atento e atualizado, lendo tanto ou até mais que um historiador, economista, etc? A medicina está sempre se aprimorando. O médico que não está sempre lendo e buscando novas informações, padece no passado e na desatualização.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sobre isso de ter mais anos de curso, você só me ajudou a provar a

minha idéia. O que é a pós-graduação, além de um modo de complementar

aquilo que se aprendeu na graduação. Aumenta o tempo de estudo, o

acadêmico se especializa num determinado assunto, e ganha maior status.

 

 

 

Será porque  os cursos de pós-graduação estão focados mais na pesquisa do que na formação do profissional???03

 

Pense e reflita

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Qual a ligação da quantidade de tempo com a dificuldade do curso em si? Sinceramente' date=' não vejo a ligação alguma nisso... E, mais a mais, vc vem desvalorizando os cursos de humanas só pq eles tem duração de quatro anos... Vc não tem noção da besteira que está falando? E, mais a mais, a dedicação faz cada aluno... Eu tinha disciplina obrigatórias em apenas um turno... Mas a noite eu tinha duas disciplinas duas vezes por semana... E ainda tinha pesquisas para fazer em dois arquivos diferentes e uma média de 300 a 400 páginas de leitura semanal... Ou seja, ficava na faculdade meio turno, mas o tanto que eu estudava na biblioteca, em arquivos ou em minha residência não era pequeno... Então, sua comparação por tempo dedicado em faculdade não procede...

 

[/quote']

 

 

 

Parabéns pela sua dedicação. Mas todos os alunos foram obrigados a fazer o mesmo? Todos os estudantes de história têm que fazer isso? Pelo que posso observar você foi além do curso "básico" por assim dizer. Agora, um curso "básico" de medicina exige a mesma dedicação que você teve e talvez até um pouco mais.

 

 

 

hum.... lá vem os posts inúteis do Scofield, que te vencem pelo cansaço. Vou tentar ler...

 

 

 

King' date=' você não sabe ler ou tem problemas mentais? Em primeiro lugar eu DISSE EXPLICITAMENTE que não podemos comparar os três em complexidade. Aí você vai e fala que eu disse que os três são igualmente complexos, volte para a escola e aprenda a ler textos, acho que não deveria ter saído de lá. [/quote']

 

 

 

Provas para sua afirmação: 0

 

 

 

 

O tempo de curso é diferente por vários motivos e nenhum deles tem a ver com nível de complexidade (até porque requerem habilidades diferentes' date=' seria IMPOSSÍVEL compará-los).

 

Vou comparar duas idéias para você entender UM DOS MOTIVOS e derrubar sua tese estúpida. Existe, no curso de Medicina Veterinária a disciplina Anatomia dos Animais Domésticos, administrada no segundo período do curso aqui na Universidade Federal...nela os diversos alunos do curso são divididos em grupos e dissecam um animal durante os seis meses que dura o período. São aulas exaustivas, de terça a sexta de 2 às 6 da tarde e na segunda você tem que ir do mesmo jeito ao laboratório para estudar as estruturas, mesmo não tendo aula. A carga horária dessa disciplina é enorme. Assim você conhece veias, nervos, músculos, ossos, etc dele, tendo o cuidado de observar também os aparelhos reprodutores e diferenças de animais do sexo oposto, dissecados por outros grupos. O número de estruturas é enorme e o número de funções é desgastante, mas o melhor lugar para estudá-las é vendo-as in vivo no laboratório.

 

 

 

No entanto, todos os grupos dissecam animais semelhantes para que o conhecimento seja distribuído de forma homogêneo. No entanto, no último módulo você vê a problemática grave de uma disciplina como essa: existem simplesmente inúmeros grupos diferentes de animais domésticos!! Alguns até classificados taxonomicamente diferentes logo nos primeiros grupos (por exemplo, preciso citar a diferença entre fazer anatomia de uma galinha, um bezerro e um gato?), eles são imensamente diferentes. No entanto, tudo é visto de forma rápida e precária nessa primeira etapa, sendo necessário após a conclusão do curso você se direcionar para uma área e fazer um monte de disciplinas para se especializar mais e ter um bom desempenho, tempo que não está agregado à formação de 10 semestres inicial do curso.

 

 

 

No curso de Medicina humana, temos dois semestres de anatomia. Deve ser um estudo difícil e estafante assim como o da Veterinária, além de complexo. No primeiro, se estuda a anatomia do tronco e depois no segundo o do Abdomen, se não me engano. Aqui a DISTRIBUIÇÃO das disciplinas é muito mais inteligente, o aluno não fica desesperado com uma porção de conhecimento superior a sua capacidade de absorção e há mais tempo para a matéria ser bem explicada em sala e trabalhada. Aqui está um primeiro motivo então: a DISTRIBUIÇÃO do conteúdo programático, o que se liga a capacidade de organização da estrutura curricular. Alguns cursos são simplesmente mais bem organizados que outros ou exigem conhecimentos diferentes (na Veterinária não nos especializamos em partes específicas do corpo de um animal, por exemplo, na Medicina humana há uma enorme demanda nesse sentido)[/quote']

 

 

 

Até aqui você só me provou aquilo que eu já dizia. Ótimo.

 

 

 

Quer outro? Para algumas disciplinas' date=' especialmente da área de exatas ou da área de humanas/exatas (estive nos cursos de Engenharia e Economia) se exige uma capacidade cognitiva e de raciocínio lógico IMPEDITIVA se não for desenvolvida. Então não adianta ficar mil anos dentro da sala de aula porque a maior parte do trabalho do aluno é EXTERIOR à faculdade, têm mais relação não com carga horária, mas com estudo mesmo do aluno (é ele pegar livros, ler muito não só matéria, mas, principalmente desenvolver suas habilidades com muitos exercícios que exigem MUITO de suas capacidades).

 

 

 

Disciplinas como Equações Diferenciais A e B, Eletromagnetismo, Econometria, Cálculos I, II e III e outras exigem uma aula expositiva que norteia, direciona os alunos em seus estudos, mas constituem partes INICIAIS do desenvolvimento de seus raciocínios. Você jamais fará uma boa prova de eletromagnetismo só lendo matéria de livro e decorando o que está escrito (e isso era parte fundamental no estudo em Anatomia dos Animais Domésticos, as estruturas tinham simplesmente nomes e funções - os segundos podem ser deduzíveis, mas os primeiros é decoreba mesmo), você precisa se conhecer, se desenvolver e ampliar sua capacidade de raciocínio.

 

[/quote']

 

 

 

Isso ocorre em qualquer curso. dããã

 

 

 

Então vemos que tempo em sala de aula nem sempre é determinante de absorção de conhecimento ou sinal de complexidade da matéria estudada - no caso das disciplinas de exatas e humanas se exige muito mais tempo FORA do espaço de aula que dentro da Universidade tendo aulas. E aqui só citei dois exemplos' date=' hein?

 

 

 

Agora me diga...com que conhecimento de causa você fala essa BURRICE que a complexidade de um curso está ligada a semestres. Vá estudar e amadurecer antes de falar merda, você não sabe de nada da vida, filhinho.[/quote']

 

 

 

Meu, e tu acha que um curso de biológicas também não exige tempo FORA da universidade? Aff, Scofield. Você cada vez mais se revela mais imbecil.

 

 

 

Por que não acorda pra vida, e reconhece que um médico estudou mais que você, o que é óbvio?

 

 

 

Quanto ao último parágrafo você se superou na estupidez.

 

E sim' date=' ele REALMENTE acha que a dificuldade de um curso se mede por dificuldade de passar em um vestibular.

 

Eu posso ter o PRAZER de dizer que escolhi fazer qualquer um dos cursos de acordo com o que quis e não preso a besteiras como "serei mais inteligente pra sociedade se tiver feito medicina", Ai meu Deus, ouvir isso de um fedelho que nem passou no vestibular é dose,

 

Cara, tu deve ser um frustrado sem limites e tenta jogar suas frustrações nos outros. Procure um psicólogo, ou um psiquiatra. E falo sério. É assustador o que você fala de vez em quando.

 

Será que você queria fazer medicina e acha que não tem capacidade?[/quote']

 

 

 

Não tenho palavras para descrever tamanha falta de capacidade mental. Só continuo aqui porque o IBOPE tá aumentando, e é legal ficar vendo um bando de professorezinhos de história desesperado ao ouvirem algumas verdades.

 

 

 

Eu escrevi aqui por acaso que a dificuldade de um curso se mede pelo vestibular? Não. Então fica quieto e posta aquilo que você sabe. Ou seja, não poste nada.

 

 

 

Os frustrados aqui são vocês, que olham o salário de médicos e engenheiros e ficam babando e choramingando, dizendo que a profissão é pouco valorizada no Brasil.

 

 

 

Eu já quis fazer medicina. Mas, com o tempo notei que eu não gosto da área, e, como escreveu o the end, é REALMENTE pouco valorizada. Além do que, eu reconheço que não tenho SACO pra fazer um curso assim. Admiro e reconheço quem tem SACO pra estudar e se dedicar tanto assim. Mas isso não é pra mim.

 

 

 

Me silencio a partir de agora... Nem mais passarei por aqui... Pelo menos não enquanto esse idiota do Edward estiver por aqui... Simplesmente boçal... Um verdadeiro quadrúpede...

 

 

 

ahhhh.... desistiu? que peninha. Tava gostando de ver vocês nervosinhos   06.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites
Talvez porque eu queira ajudar a sociedade de uma outra forma e diferente de você eu não venho a fóruns desmerecer outros cursos' date=' aliás o que voce faz da vida???

 

[/quote']

 

 

 

Ajudar a sociedade? Ai que lindo! Assim deve ficar na miséria mesmo 06.gif

 

 

 

Então EDUARDO' date=' antes de falar merda e ficar chorando, procure pesquisar sobre os cursos que vc fala.

 

 

 

E se Deus quiser você vai mofar 5 anos no cursinho para fazer uma faculdade de merda[/quote']

 

 

 

Quem está chorando são vocês, bando de falsos intelectuais que leram um blog e já se acham donos do assunto.

 

 

 

E pelo que você posta, quem fez a faculdade de merda foi você, hein?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...