Jump to content
Forum Cinema em Cena

Homem de Ferro


joao_spider
 Share

Recommended Posts

  • Replies 1.1k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 Giordanno e Caco , qual dos dois será a fada dos dentes que traduzirá os reviews para mim , por obséquio ?

 

 

 

 

Omelete Entrevista: Terrence Howard, o Jim Rhodes de Homem de Ferro

Ator indicado ao Oscar fala de quadrinhos, sobre como foi trabalhar no filme e as amizades no set

23/04/2008

Nascido em Chicago, Terrence Howard já andava circulando em Hollywood há algum tempo... Fez filmes como A Guerra de Hart, Quatro Irmãos e Crash. Mas foi em Ritmo de um Sonho, drama musical com o qual obteve indicações de Melhor Ator no Oscar e Globo de Ouro, que tornou-se conhecido do grande público - e começou a ver seu rosto estampado em cartazes e a receber papéis de maior destaque. Seu primeiro blockbuster é Homem de Ferro, adaptação dos quadrinhos na qual interpreta James "Jim" Rhodes.

Nas HQs Rhodes é um ex-marine que torna-se piloto e amigo pessoal do bilionário Tony Stark. Anos mais tarde, durante a pior fase da vida do empregador - o alcoolismo - Rhodes descobre a identidade de Stark e veste a armadura do Homem de Ferro para impedir um vilão. Começa assim uma carreira como super-herói, o Máquina de Combate. No filme, Rhodes também é amigo pessoal de Stark e um coronel da Força Aérea que atua como ligação entre os militares e a empresa que fornece armamentos a eles, a Stark International.

Conversamos com Howard, que apareceu confortavelmente vestido com um conjunto de moletom e bandana (tremendo contraste ao lado do terno de Robert Downey Jr. e a roupa caretíssima de Gwyneth Paltrow), sobre o filme, o trabalho ao lado dos astros, e como foi interpretar um herói dos quadrinhos. Confira abaixo o papo e descubra os motivos supernerds que o levaram a aceitar o convite.

Com vocês, Terrence Howard!

Ok, Rhodes não deve vestir a armadura ainda - e o Blade está mais para um anti-herói. Mesmo assim, como você se sente sendo o primeiro super-herói negro da Marvel no cinema?

Eu me sinto feito um Sidney Poitier ou Jackie Robinson. Faz tempo que eles estão ensaiando colocar um herói negro nas telas e a responsabilidade é grande. Afinal, no futuro, pode ser que Rhodes vista a armadura do Máquina de Combate e a idéia abre caminho para personagens heróicos de outras etnias. Tudo vai depender de como este trabalho for aceito pelo público.

O que você acha da Marvel estar produzindo seus próprios filmes?

A razão disso é que a Marvel buscou independência. Com isso, eles se livraram das limitações dos estúdios, que se preocupam muito mais com o marketing do que com a fidelidade do filme ao material original, sabe? É isso o que importa - ser criativo. Afinal, o público de hoje é muito mais esperto e influente.

Com isso a empresa pode também apresentar novos personagens em seus filmes, preparando o terreno para o futuro...

Sim. Eles estão muito preocupados com futuro. Então querem acertar agora, criar raízes, manter seus filmes fiéis aos personagens e conectados com seus fãs e o público. Com isso, eles têm uma vida inteira pela frente pra explorar - o que é ótimo pra mim, afinal poderei, quem sabe, participar de um filme dos Vingadores adiante. Quem sabe até como o Máquina de Combate, afinal ele foi um vingador nos quadrinhos.

Qual é a maior dificuldade em viver um personagem de quadrinhos, um futuro super-herói?

A parte mais difícil é encontrar algo "super" em você. Algo que faça com que você se comprometa acima de qualquer dificuldade - é isso que torna um super-herói o que ele é. Não basta ser um sujeito formidável. Ele vai além. Vai além da humanidade, mas sem esquecer que é apenas um humano. É alguém capaz de sacrificar tudo que tem por um bem maior. Então, já viu... Eu não sou assim, sou exatamente igual a qualquer um. Encontrar essa força é difícil, mas é a coisa mais legal de um filme como esse. Por outro lado, algo bem difícil foi tornar este Rhodes parecido com os quadrinhos, mas ao mesmo tempo diferente. Deixa eu explicar... Nos gibis ele é bem independente, faz o que quer. Aqui ele trabalha para o governo, não pode ser tão autônomo. Isso foi complicado - manter o espírito dele fiel ao das HQs e ao mesmo tempo satisfazer as necessidades do filme.

O que atraiu você ao papel?

O Máquina de Combate, cara! A possibilidade de vivê-lo futuramente. Bom, e toda a preparação, a coisa de estar num filme de super-herói... É ótimo.

No filme Rhodes é um coronel da Força Aérea Norte-Americana. Qual é a interação dele com Stark?

Ele tem papel de mediador entre o escritório de aquisições da Força Aérea e as Indústrias Stark. Diariamente, Tony Stark manda a ele idéias de projetos e novas tecnologias e Rhodes aprova ou não dentro das estratégias do governo. Mas eles se conheceram antes disso, fizeram MIT juntos
[ Massachusetts Institute of Technology].

Como foi sua preparação para o papel?

Visitei bases aéreas, passei um tempão com esses caras da Força Aérea. E pude voar em caças. E assumir o manche! Fiz uma semana de simuladores e depois pude assumir o papel de "wing man" fazendo umas manobras quando me davam o OK. Foi absurdo. Voei a 650 quilômetros por hora num T-38 e depois num F-15. Sou um cara fodão agora. Consigo pilotar um caça. Mas eu vomitei. Todo mundo vomita.

E você baseou Rhodes em alguma dessas pessoas que conheceu no set também?

General Thomas. Ele é o comandante da Base da Força Aérea de Nellis. É um general negro. Eu nunca havia conhecido um. Ele é um cara espirituoso, direto e muito competente. Sabe qual foi a primeira coisa que ele me disse? Ele apertei a mão dele para cumprimentá-lo de maneira respeitosa - e ele me deu um tapa na mão, dizendo "você voou num caça de 200 milhões de dólares. Aja de acordo!". Então apertei sua mão novamente, tentando esmagar os ossos.

Que tipo de quadrinhos você lia? É um fã ainda?

Eu era super-fã de X-Men. Mas fiquei doido quando mataram a Fênix por nada numa dessas últimas vezes. Eles podiam ter usado aquele molequinho que cancela poderes mutantes e parado ela. Não sei por que o Wolverine tinha que matá-la.

Ahahaha, tem razão. E você está pronto para se ver como uma figura articulada?

Eu gostaria disso.

Você quer brincar com você mesmo? Ehehe

Olha, já fiz isso algumas vezes... Ehehe... E agora terei um amiguinho pra brincar junto. É, acho que vou gostar de brincar comigo.

E você era fã do gibi do Homem de Ferro?

Achava divertido. Mas quem gostava mesmo era meu pai. Ele adorava o Máquina de Combate e o Homem de Ferro. Ele não acreditou quando contei.

Como foi trabalhar com Gwyneth?

Temos poucas cenas juntos - mas é difícil trabalhar com ela. A mulher é linda demais e fica complicado não flertar com ela. Quer dizer, não pega nada, mas no fundo a gente fica pensando "tomar que ela goste de mim. Tomara que ela goste de mim, que largue o Coldplay lá e fique comigo". Acho que mais uns três filmes que fizermos juntos eu consigo.

E como foi trabalhar com Robert Downey Jr?

Esse cara tem uma magia pessoal incrível - é destemido e ao mesmo tempo vulnerável. Aprendi com ele que nada parece mais natural que agir naturalmente. Você pode simplesmente ser o personagem. É OK sentir-se desconfortável às vezes, mas aprendi a ser um ator de verdade com ele. Robert é o ator mais íntegro que já conheci. O maior. Saímos muito juntos. Formamos uma estranha coleção de moléculas, eu e ele. Nos tornamos camaradas, irmãos. Sei lá de onde veio isso, mas formamos uma união. Saímos, fomos fazer compras em mercadinhos, conversar sobre a vida. Coisas de gente normal. Temos problemas com ex-esposas que são parecidos. É como se tivéssemos vivido vidas em estradas paralelas. Eu amo esse cara. Amo.

Parece ótimo isso, fazer um filme que te dá tanta satisfação dentro e fora do set.

Culpa de Jon Favreau
[o diretor]
. O set dele é ótimo. Ele é um ator antes de tudo, então tem um estilo de improvisação. É um cara brilhante e pensa na velocidade da luz. Mas, ao mesmo tempo, ele é humilde o suficiente para perceber o gênio em outras pessoas. Se Jeff Bridges tinha uma idéia e Jon gostasse, ele passava três horas tentando viabilizá-la. Com Robert, Gwyneth e comigo, idem. O roteiro era reescrito todos os dias! Um filme sem ego algum. Nada.

Mas Jon disse várias vezes "não pense que improvisamos o filme todo"

E não improvisamos. O que fazíamos era repassar o texto pela manhã e conversar sobre ele. Era feita uma leitura e depois nos perguntávamos "quem acredita nisso?". Se houvesse alguém contra, discutíamos o roteiro e mudanças eram feitas. A estrutura é a semente, mas Jon deixa a planta crescer e depois todos a aparam juntos. É perfeito. Mas aí vinha o Robert e mudava de novo durante as filmagens. A coisa só ficava melhor. É como assistir a um gênio louco.

Parece que estamos chegando perto do dia em que Hollywood vai reconhecer um filme de quadrinhos com um Oscar então...

Se você ver o que Robert aprontou aqui, não terá qualquer dúvida. Ao final de cada take ele era aplaudido. Ele é brilhante e se alguém merece um Oscar de atuação por um filme de quadrinhos, ele é o cara.

Rei do cuco2008-04-26 19:16:11
Link to comment
Share on other sites

Eu não sou o melhor tradutor do mundo não, mas vou postar o q eu entendi!

me corrijam se eu estiver errado =D

 

------------------------------------------------------------------------------------

 

 

Esse review fala q o filme é legal. E é mais um q dá todas as glórias do filme para a presença de Downey Jr.

Resumindo, ele achou muito corrido, coisa que não pode acontecer, já q a história do herói merece muito mais espaço pra se desenvolver. Ele fala q quando chega no final, vc percebe q foi vagamente divertido, mas é fraco em dramaticidade. 

Ele achou algumas coisas muito forçadas, mas q isso é uma coisa normal, q aconteceu tbm em Homem-Aranha, X-men e Batman Begins, onde mostra a origem do herói.

No final, ele fala q o filme promete uma continuação muito melhor q este filme de estréia, como aconteceu também com X-men e Homem-Aranha.

 

em 5 estrelas, deu 3, o q equivale a uma nota 6

 

Eu não achei tããão positivo assim esse review não...mas já era esperado. Mas a impressão q dá é q o filme é todo muito corrido e fica muito mais preocupado com as cenas cheioas de efeitos especiais e ação q com a história....pelo menos é a impressão q me passou.

 

 

Só pra servir de comparação, eis algumas notas de outros filmes de super-heróis desse site:

 

-Spiderman recebeu 3.5 em 5;

-Spiderman 2 recebeu 3.5 em 5;

-Spiderman 3 recebeu 4 em 5;

-X-men recebeu 4,5 em 5;

-X-men 2 recebeu 4 em 5;

-X-men 3 recebeu 3 em 5;

-Batman Begins recebeu 4.5 em 5;

-Superman Returns recebeu 3,5 em 5;

-Quarteto Fantástico recebeu 2,5 em 5;

-Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado recebeu 3,5 em 5;

-------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

Esse review tbm deu a mesma nota q o anterior, 3 em 5 estrelas.

 

=/

 

Ele fala q um filme de origem é bem complicado, mas elogia muito o elenco como um todo, não só o Downey Jr.  O review anterior tbm elogia o restante do elenco, mas coloca tudo nas costas de Downey Jr.

mas enfim, bom saber q todos estão bem nos papéis né?

 

Voltando ao assunto do filme, ele fala q a cena mais emocionante acontece na abertura do filme, com o sequestro do Stark e sua fuga alucinante, e q isso acaba fazer o filme perder um pouco de sua força, principalmente quando começa a explicar todas as bugigangas da armadura. Não q o filme fique chato, loge disso. O filme tem muitas cenas de ação espetaculares porém é um pouco corrido e tals.

 

No fim, o filme é divertido.

 

 

Comparação:

 

-Spiderman recebeu 4 em 5

-Spiderman 2 recebeu 4 em 5

-Spiderman 3 recebeu 3 em 5

-X-men recebeu 4 em 5

-X-men 2 recebeu 4 em 5

-X-men 3 recebeu 3 em 5

-Batman Begins nota 5 em 5

-Superman returns 5 em 5

-Quarteto Fantástico recebeu 2 em 5;

-Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado recebeu 3 em 5; 

 

-------------------------------------------------------------------------------------- 

 

EDIT:

 

O filme já está sendo cotado no rotten tomatoes

 

E ESTÁ COM UMA INCRÍVEL COTAÇÃO DE 83%!!!!!!!!!!

 

 

0505050505050505050505

 

claro, isso pode diminuir (ou aumentar, quem sabe =D) com as próximas críticas, e isso em vista q algumas dessas críticas já foram postadas aqui no fórum e elas não foram de todo agradável (essas 2 aí mesmo estão postadas lá).

 

confiram as outras críticas

 

 

 

 

 

mas mesmo assim, essa cotação me deu um grande alívio!!!!

 

Espero q a nota seja essa ou superior!!

 

Essa semana começa e eu quero ver logo!!!

 

 

 

EDIT 2:

 

 

O índice caiu pra 71% no rottem tomatoes...

 

=(

 

mais uma crítica negativa foi colocada...

 

 

dessa vez foram 2 estrelas apenas...

 

=(

 

 
Scud2008-04-27 22:14:34
Link to comment
Share on other sites

Uma boa surpresa que tive ontem com o filme foi ter me deparado com o nome do Ramin Djawadi ao procurar a trilha sonora do filme na Amazon. Ele é desconhecido do público, mas quem acompanha Prison Break sabe do seu potencial. Melhor trilha da TV, com temas marcantes para cada personagem, com destaque para Mahone e T-Bag.

 

 

 

Quanto ao filme, acho que dia 30 não vai dar. Vai ficar para o feriado mesmo.

Link to comment
Share on other sites

    Scud , minha fada madrinha , obrigado pela tradução dos Reviews ! Só não sei até que ponto posso confiar neles , visto que "Homem Aranha 3" levou nota 4 num limite de 5 .

 

 

    Eu já esperava uma explicação detalhada por trás de cada parafuso das armaduras , afinal , o próprio diretor disse se inspirar em "Batman Begins" para dar realismo ao seu filme . Realismo num filme de herói exige certo sacrifícios , como pesquisas e cérebros trabalhando , e não meramente copiar os quadrinhos . Se para o Batman , Nolan já teve de rebolar para explicar coisas que todos considerávamos simples , como o uniforme do personagem , imagine então o que Favreau não teve de fazer em Homem de Ferro ...
Link to comment
Share on other sites

 

 

Nao confio nas criticas do omelete mas, aí vai.

 

 

Homem de Ferro

Marvel Studios começa com o pé direito sua carreira cinematográfica

28/04/2008

Se tivesse que definir o filme do Homem de Ferro em apenas uma frase, provavelmente a empregaria comentando não a adaptação, mas sua produtora. Sim, porque o longa é um belíssimo começo para o Marvel Studios.

A gigante dos quadrinhos começa aqui uma promissora nova fase. Afinal, quem melhor para controlar o panteão de super-heróis com décadas de tradição que seus próprios responsáveis criativos? Ao assumir as adaptações de seu universo, a Marvel abre as portas para possibilidades diversas (a palavra "crossover", ou cruzamento de personagens, é a primeira que vem à mente).

Mais do que isso, a Marvel finalmente garante às versões das telas de seu universo o selo de qualidade com o qual estampa seus gibis. Nas mãos deles, um Elektra não teria acontecido, por exemplo. Tampouco um Motoqueiro Fantasma (espero). Isso porque não são executivos de Hollywood, sem conhecimento ou paciência para conhecer as tais "historinhas" que servem de base ao filme, no comando, mas bons e velhos nerds, no melhor sentido da palavra. E ao sair da sessão de Homem de Ferro fica a impressão de que não há nerds melhores que o diretor Jon Favreau e o time de roteiristas formado por Mark Fergus, Hawk Ostby, Art Marcum e Matt Holloway.

Pra começar, eles têm um entendimento excepcional de quem é Tony Stark e suas motivações, peneirando todas as suas fases e tirando daí para a competente trama de origem apenas o que há de mais interessante e guardando outros momentos importantes para a inevitável (e desejada, claro!) continuação. O bilionário da indústria bélica não é um herói no sentido convencional da palavra - nunca foi (ao menos quando bem trabalhado). Ele age como um herói visando o reconhecimento, saciando a própria vaidade, e não por altruísmo, como um Super-Homem. E o filme acerta esse aspecto na mosca.

Note como Stark só se envolve nos conflitos depois que eles o atingem de alguma maneira; ou como só decide sair de sua garagem, onde cria as incríveis armaduras que povoam o filme, depois de perceber que está sendo passado para trás. Stark é um vencedor, um cientista, um conquistador e, principalmente, alguém dificílimo de se relacionar. Tarefa árdua para qualquer ator, mas facilitada aqui pela presença de Robert Downey Jr., alguém que em sua celebrada carreira de altos e baixos tem todas as qualidades e defeitos acima. E ele faz a interpretação de Stark parecer um trabalho fácil...

Mas Downey Jr. é apenas a ponta de um elenco inspirado, que inclui uma contida Gwyneth Paltrow, um empolgado Terrence Howard e um sólido (ou seria "metálico"?) Jeff Bridges. Os protagonistas tratam a adaptação com seriedade, mas sem perder o tom aventuresco, meio "pulp" nostálgico e bem-humorado, que o seu diretor imprime. A seqüência na caverna dos terroristas é exemplo claro dessa linha, tanto pela narrativa, um ou outro exagero bem aplicado e o incrível visual (o especialista em efeitos animatrônicos Stan Winston acertou a mão outra vez na criação das realistas armaduras), que evoca os trabalhos do mestre dos quadrinhos Jack Kirby.

E mesmo quando o filme parece que vai descambar para um "momento com grandes poderes vêm grandes responsabilidades" o filme respeita seu público, evitando flashbacks, vozes-na-cabeça ou qualquer outro artifício gratuito. Stark segue um adorável escroto.

E para a alegria dos leitores de longa data, um caminhão de referências povoa a história. Vai da música do desenho animado sessentista do herói até um vislumbre do Máquina de Combate, passando pelo nascimento da organização S.H.I.E.L.D., a possibilidade da existência do clássico vilão Mandarim e outros detalhes que só quem é fã do herói deve pescar. Nada que limite o entendimento para quem está sendo apresentado ao herói só agora, mas um presente da Marvel a quem acompanha os quadrinhos. Justíssimo e, com o perdão da nerdice, merecido!

Link to comment
Share on other sites

Esse sistema de "ovinhos" e "estrelinhas" é foda.

 

O Pablo que o diga, e toda a polemica de ter dado a mesma pontuação para Mulher Gato e Superman o Retorno...

 

Quanto a HdF, o ranking do RottenTomatoes deve ficar por volta dos 80% fresh mesmo.

 

O que já está de ótimo tamanho, considerando as ultimas bombas da Marvel ( e no geral de adaptações das HQs).

 

Mas pelo tom das criticas, pelo que pude entender, o filme é mais "simpatico" do que é bom. É impressionante como a Gwinet mal é citada, sendo ela a principal personagem feminina do filme.

 

Assim como o resto do elenco, sobrando só pro Robert e seu carisma e piadinhas.

 

Tá certo que não esperava muito mais desse filme, e o próprio estudio não vendeu o filme desse modo. Mas mesmo assim ainda dá uma frustração ao pensar que mais uma vez, blockbuster se contenta em ter "efeitos especiais fantasticos e cenas de ação de tirar o folego".

 

Piratas do Caribe tinha muito disso também. Mas não sobreviveu a 2 anos até que seu roteiro esburacado ficasse óbvio demais.

 

Mas de qualquer forma, como um bom DC está aqui lançado minha aposta.

 

"Cavaleiro das Trevas vai arrecadar nas bilheterias mais que a soma de HdF e Hulk."

 

 

Link to comment
Share on other sites

Para alguns  certas críticas podem ser meio forçadas ou sem devida inspiração, mas creio que pelo otismismo das últimas resenhas tá na cara que o filme e no mínimo bom ou seja acima de média.Afinal e um longa que conta a origem do heroi, suas motivações, conflitos, vilões e apresenta personagens que o grande público ainda não conhece. não dá para manter a fórmula da originalidade com uma adaptação em HQ pois estes são os clichês básicos. oque vale e o carisma do protagonista e o seu codjuvantes e a boa narrativa que Favreau conseguiu assimilar muito bem e a volta da Marvel em alto estilo tó muito confiante neste último quesito

 

CONTAGEM REGRESSIVA : 1 DIA 
Link to comment
Share on other sites

 

Movido. Gostei muito do trailer, acho que o Downey Jr. vai entregar uma performance matadora, enfim, verei semana que vem.

E sim, não confio mais nas críticas do Omelete, mas a gente lê né? 06

 

 
[/quote']

 

Rapaz, eu não confio nas críticas do Omelete faz tempo.

Um dos sites/blogs que eu mais vejo críticas e resenhas é o Judão. Eu acho o jornalismo deles mais simplista e menos, pelo menos por enquanto, jabázeiro.

 

Link to comment
Share on other sites

Curioso ver a ansiedade com que as pessoas estão esperando esse filme e até entendo. Me sinto assim com relação a Indiana Jones e Batman. Mas apesar de estar confiante de que Homem de Ferro será, no mínimo, um bom filme, não estou tão ansioso. Acho que é pelo fato de eu não curtir muito o personagem nas HQs.  Mas sinto cheiro de filme bom pela frente. 03 (garanto que pior do que Motoqueiro Fantasma ou Elektra não será) 06
Link to comment
Share on other sites

Bell chutou o pau hein pior que Elektra 14deixa disso mas como você disse sabiamente o filme e no mínimo bom eu curto o Homem de Ferro e gosto do Downey Jr acho que vou ter boas surpresas na sessão e saber finalmente os caminhos que a Marvel vai sedimentar para os próximos personagens já que vão formar um universo único onde todos podem existir e aparecer  isso vai ser demais,vou se assito hoje ou se não amanhã a tarde

OBS: A  WARNER/DC tem os direitos dos personagens e não conseguiram fazer uma aparicão dos icones juntos ou uma citação mais honrosa da existência de outro07

CONTAGEM REGRESSIVA: 0 Hoje finalmente
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...