Jump to content
Forum Cinema em Cena

Palmeiras #2


Jack_Bauer
 Share

Recommended Posts

Em jogo maluco no Palestra, Peixe vence Verdão de novo e vai à final

 

 

 

Partida teve de tudo: frangaço, brigas, chilique, expulsões. Melhor em campo durante toda a partida, Alvinegro agora espera Timão ou Tricolor

 

 

 

Adilson Barros e Carlos Augusto Ferrari

 

São Paulo

 

 

 

Num jogo nervoso, com brigas, expulsões e um frangaço de Fábio Costa, o Santos conseguiu superar o Palmeiras. Venceu por 2 a 1, neste sábado, no Palestra Itália, mesmo placar do primeiro jogo, na Vila Belmiro, sábado passado, e está na final do Paulistão 2009 (assista aos gols da partida ao lado). Agora, o Peixe espera o vencedor de São Paulo x Corinthians, que jogam neste domingo, no Morumbi. Foi a primeira derrota do Palmeiras em casa no Estadual.

 

 

 

Fonte da reportagem completa:

 

 

 

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/Campeonato_Paulista/0,,MUL1090459-9839,00-EM+JOGO+MALUCO+NO+PALESTRA+PEIXE+VENCE+VERDAO+DE+NOVO+E+VAI+A+FINAL.html

 

 

 

-----------------------

 

COMENTARIO: 06.gif06.gif06.gif06.gif06.gif06.gif

Link to comment
Share on other sites

Isso q aconteceu é a cara do Diego Souza. Tem um grande talento pra jogar futebol' date=' mas é fraquinho de caráter e burro feito uma mula...Se houver um pingo de seriedade(q infelizmente acho q não há) tem q pegar um gancho loooongo...
[/quote']

 

Ele errou, devia ter acertado a cara do Domingos.06

Futebol nunca teve um pingo de caráter. O técnico coloca o jogador pra expulsar um do outro time, e por ai vai.

 

-----------------------------------------------------------------------------------

Diego Souza chama Domingos de covarde, critica Vagner Mancini e o árbitro

Mesmo mais calmo depois da partida, o meia Diego Souza criticou a postura do técnico do Santos, Vagner Mancini, e chamou o zagueiro Domingos de covarde. O jogador também e se mostrou irritado com o árbitro Salvio Spinola Fagundes Filho, que o expulsou pela segunda vez na carreira. Entretanto, admitiu que exagerou ao agredir o defensor do Peixe após receber o cartão vermelho.

- O Domingos falou que era bom de porrada e eu queria ver se ele tinha atitude. Achei que ele foi covarde naquele momento. Ele falou tanto de dar porrada e depois simulou uma agressão. Tive uma atitude errada, mas só tenho que pedir desculpas aos meus companheiros – disse Diego Souza, quase chorando, durante a entrevista coletiva, nos vestiários do Palestra Itália.

O jogador não aprovou o comportamento do técnico Vagner Mancini pouco antes da confusão. Segundo o meio-campista, o treinador colocou Domingos em campo exatamente para provocá-lo e, consequentemente, forçar a expulsão.

- Acho que o Mancini se equivocou em ter falado que se eu fosse homem era para dar cotovelada no Domingos. Eu falei que queria vencer o jogo. Ele é um treinador que está começando a carreira, mas tem um certo sucesso já. Não tem necessidade de fazer uma coisa dessas – acrescentou.

Diego deu ainda sua versão da confusão e aproveitou para criticar o árbitro Salvio Spinola Fagundes Filho. No ano passado, ele também recebeu cartão vermelho do mesmo juiz após uma confusão com o atacante Borges, do São Paulo, no empate por 2 a 2 entre os times, pelo Campeonato Brasileiro.

- Eu olhei para trás e o Domingo já estava fungando no meu cangote, falando que queria ver se eu era homem de dar porrada nele. Nisso, o Salvio veio e expulsou o Domingos. Em seguida, me expulsou também. Eu gostaria de saber o que o Salvio tem contra mim. É a segunda expulsão. Me tirou de dois jogos sem que eu tenha feito nada. Quero ver também o que ele vai colocar na súmula – completou.

Rafael Araujo2009-04-19 11:20:17
Link to comment
Share on other sites

Diego Souza: Domingos é um covarde

Meia palmeirense dá uma rasteira no zagueiro após ser expulso

LANCEPRESS!

Aos 36 minutos do segundo tempo, o Santos vencia o Palmeiras por 2x1, foi quando Domingos entrou em campo. o zagueiro logo procurou Diego Souza, quem marcaria, e enquanto o meia palmeirense conversava com Vágner Mancini, Domingos parou ao seu lado. Após se desentenderem, o árbitro da partida, Salvio Spinola, expulsou os dois atletas.

Diego Souza ficou inconformado com a marcação de Salvio, e, descontrolado, voltou à campo e deu uma rasteira em Domingos.

Após o jogo, em entrevista coletiva, o meia afirmou que o treinador santista o desafiou a dar uma cotovelada no zagueiro santista e teria o colocado em campo apenas para desequilibrá-lo.

- Eu acho que o Mancini se equivocou em ter me chamado durante a partida e ter falado para mim se eu era homem o suficiente para dar cotovelada no Domingos. De maneira nenhuma eu tinha intenção de dar cotovelada em ninguém. Ele é um treinador de sucesso e não precisa disso - disse o meia palmeirense.

- O Domingos entrou e logo já estava no meu cangote. Ele falou que era bom de porrada e simulou uma agressão minha, deitando no chão. O Domingos é um covarde - completou Diego Souza.

O camisa 7 do Palmeiras, porém, reconheceu que errou ao voltar à campo e dar uma rasteira no zagueiro do Santos:

- Depois, eu tive uma reação errada. Como atleta não posso ter uma reação como esta. Peço desculpas aos meus companheiros. Tenho filhos, família e sempre faço de tudo para vê-los felizes. E hoje não fiz isso - disse Diego, chorando.

-----------------------------------------------------------------------------------------

 

Mancini : 'Quero ver você bater no Domingos'

Treinador admite que 'provocou' o meia palmeirense mas se defende

LANCEPRESS!

A confusão envolvendo o meia do Palmeiras Diego Souza e o zagueiro do Santos Domingos ainda vai dá muito pano pra manga. Após a partida, o técnico Vanderlei Luxemburgo afirmou que Vagner Mancini teria colocado o zagueiro em campo somente para cavar a expulsão do palmeirense.

- Não estou criticando ele, ele foi inteligente. Pelé fazia isso (Cavava expulsões), muitos jogadores fizeram isso durante muito tempo. Não estou criticando ele, mas ele só colocou o Domingos em campo para cavar a expulsão do Diego Souza – declarou Luxa.

Aos 36 minutos do segundo tempo, o técnico Vagner Mancini colocou o zagueiro Domingos no lugar de Neymar. No minuto seguinte, o zagueiro se envolveu numa confusão com Diego Souza. Domingos simulou uma agressão do palmeirense. Os dois foram expulsos. Após o tumulto, Diego Souza ainda voltou e deu uma rasteira no santista. Vagner Mancini admitiu que provocou o palmeirense.

- Sim, eu disse ao Diego: Quero ver você dá uma cotovelada no Domingos, não no Madson, pois ele tinha dado uma cotovelada no Madson. Mas eu jamais iria colocar o Domingos para fazer esse tipo de coisa – rebateu o técnico santista, que culpou o árbitro Salvio Spinola pela confusão:

Link to comment
Share on other sites

Provocar, jogo de nervos, guerra psicol[ogica, tudo isso é parte do jogo, é parte do q faz do futebol a paixão q é. É como aquele episódio q gravaram o Felipão cobrando q "pq ninguém dá uma cusparada no Edílson..." Só quem não conhece rigorosamente nada de futebol pra se chocar com uma coisa dessas... Só sendo muito mocinha pra ficar brabinho com isso. A guerra psicológica é parte do jogo, quando é bem feita e desde q não haja agresão física, não é covardia, é esperteza. O Diego q é um babaca, otário q caiu feito um patinho na provocação. Mancini colocou o Domingos apenas pra desestabilizá-lo e provocar a sua expulsão? Esperto o Mancini. Então todo jogo basta dizer umas barbaridades na orelinha do Diego q ele perde o norte e vai pra rua?? Vai ser facinho , e se ele não se emendar não vai mais parar dentro de campo... Não acho q o Domingos tenha entrado SOMENTE pra provocar o Diego, um jogador q já estivesse em campo poderia ter provocado igual, mas acho q além de entrar pra marcar firme , pra mudar o jogo mesmo, pode sim ter sido orientado a provocar o Diego. Cumpriu bem a missão e trouxa do Diego q ficou nervosinho. Bom ou ruim, é parte do futebol, e só se espanta quem não conhece....

 

Link to comment
Share on other sites

Provocar' date=' jogo de nervos, guerra psicol[ogica, tudo isso é parte do jogo, é parte do q faz do futebol a paixão q é. É como aquele episódio q gravaram o Felipão cobrando q "pq ninguém dá uma cusparada no Edílson..." Só quem não conhece rigorosamente nada de futebol pra se chocar com uma coisa dessas... Só sendo muito mocinha pra ficar brabinho com isso. A guerra psicológica é parte do jogo, quando é bem feita e desde q não haja agresão física, não é covardia, é esperteza. O Diego q é um babaca, otário q caiu feito um patinho na provocação. Mancini colocou o Domingos apenas pra desestabilizá-lo e provocar a sua expulsão? Esperto o Mancini. Então todo jogo basta dizer umas barbaridades na orelinha do Diego q ele perde o norte e vai pra rua?? Vai ser facinho , e se ele não se emendar não vai mais parar dentro de campo... Não acho q o Domingos tenha entrado SOMENTE pra provocar o Diego, um jogador q já estivesse em campo poderia ter provocado igual, mas acho q além de entrar pra marcar firme , pra mudar o jogo mesmo, pode sim ter sido orientado a provocar o Diego. Cumpriu bem a missão e trouxa do Diego q ficou nervosinho. Bom ou ruim, é parte do futebol, e só se espanta quem não conhece....
[/quote']

 

Concordo, mas falar que ele não entrou só pra aquilo é de rir.

 

Eu faria o mesmo que o Diego Souza. 16
Link to comment
Share on other sites

Provocar' date=' jogo de nervos, guerra psicol[ogica, tudo isso é parte do jogo, é parte do q faz do futebol a paixão q é. É como aquele episódio q gravaram o Felipão cobrando q "pq ninguém dá uma cusparada no Edílson..." Só quem não conhece rigorosamente nada de futebol pra se chocar com uma coisa dessas... Só sendo muito mocinha pra ficar brabinho com isso. A guerra psicológica é parte do jogo, quando é bem feita e desde q não haja agresão física, não é covardia, é esperteza. O Diego q é um babaca, otário q caiu feito um patinho na provocação. Mancini colocou o Domingos apenas pra desestabilizá-lo e provocar a sua expulsão? Esperto o Mancini. Então todo jogo basta dizer umas barbaridades na orelinha do Diego q ele perde o norte e vai pra rua?? Vai ser facinho , e se ele não se emendar não vai mais parar dentro de campo... Não acho q o Domingos tenha entrado SOMENTE pra provocar o Diego, um jogador q já estivesse em campo poderia ter provocado igual, mas acho q além de entrar pra marcar firme , pra mudar o jogo mesmo, pode sim ter sido orientado a provocar o Diego. Cumpriu bem a missão e trouxa do Diego q ficou nervosinho. Bom ou ruim, é parte do futebol, e só se espanta quem não conhece....
[/quote']

 

Concordo, mas falar que ele não entrou só pra aquilo é de rir.

 

Eu faria o mesmo que o Diego Souza. 16

 

Só uma coisa: o Diego deu todo aquele chilique, cinco pessoas segurando ele, pra ir lá no Domingos e dar uma rasteirinha? Dava uma voadora logo, os dois já tinham sido expulsos (erroneamente, Sálvio muito cagão). 06

 

E se eu fosse o Mancini, faria exatamente a mesma coisa mandando o Domingos lá.06
Link to comment
Share on other sites

Provocar' date=' jogo de nervos, guerra psicol[ogica, tudo isso é parte do jogo, é parte do q faz do futebol a paixão q é. É como aquele episódio q gravaram o Felipão cobrando q "pq ninguém dá uma cusparada no Edílson..." Só quem não conhece rigorosamente nada de futebol pra se chocar com uma coisa dessas... Só sendo muito mocinha pra ficar brabinho com isso. A guerra psicológica é parte do jogo, quando é bem feita e desde q não haja agresão física, não é covardia, é esperteza. O Diego q é um babaca, otário q caiu feito um patinho na provocação. Mancini colocou o Domingos apenas pra desestabilizá-lo e provocar a sua expulsão? Esperto o Mancini. Então todo jogo basta dizer umas barbaridades na orelinha do Diego q ele perde o norte e vai pra rua?? Vai ser facinho , e se ele não se emendar não vai mais parar dentro de campo... Não acho q o Domingos tenha entrado SOMENTE pra provocar o Diego, um jogador q já estivesse em campo poderia ter provocado igual, mas acho q além de entrar pra marcar firme , pra mudar o jogo mesmo, pode sim ter sido orientado a provocar o Diego. Cumpriu bem a missão e trouxa do Diego q ficou nervosinho. Bom ou ruim, é parte do futebol, e só se espanta quem não conhece....
[/quote']

 

Concordo, mas falar que ele não entrou só pra aquilo é de rir.

 

Eu faria o mesmo que o Diego Souza. 16

 

Só uma coisa: o Diego deu todo aquele chilique, cinco pessoas segurando ele, pra ir lá no Domingos e dar uma rasteirinha? Dava uma voadora logo, os dois já tinham sido expulsos (erroneamente, Sálvio muito cagão). 06

 

E se eu fosse o Mancini, faria exatamente a mesma coisa mandando o Domingos lá.06

 

O Domingos é uma franga :)
Link to comment
Share on other sites

Companheiros celebram boa fase do 'Animal' Diego Souza

Enquanto corriam pelo gramado, jogadores do Palmeiras cantaram a música que compara o camisa 7 a Edmundo

 

Não é só com a torcida do Palmeiras que Diego Souza está com o prestígio em alta. Os próprios companheiros estão celebrando a ótima fase vivida pelo camisa 7 que, nas últimas partidas da equipe, tem chamado a responsabilidade.

Nesta quinta-feira, por causa da forte chuva que castigou a capital paulista, houve apenas um leve treinamento físico. Somente os goleiros Marcos, Bruno e Deola trabalharam com bola.

Um grupo de 14 jogadores correu junto pelo gramado da Academia de Futebol. Entre eles, estava Diego Souza. Eis que surgiu o coro:

- Au, au, au, Diego Souza é animal. Au, au, au, Diego Souza é animal.

Essa música era cantada pela torcida do Palmeiras na época em que Edmundo defendeu o time de Palestra Itália. Quando escutou, Diego Souza sorriu, feliz com a homenagem. Até porque sabe que seu desempenho será decisivo para o Verdão buscar a classificação para a segunda fase da Taça Libertadores da América. 

Na próxima quarta-feira, o time enfrenta o Colo Colo (CHI), em Santiago, precisando da vitória para se garantir. E Diego Souza, pelo futebol que vem mostrando, é a principal esperança da torcida. E dos companheiros também.

Mas não é só na boa fase que Diego tem lembrado Edmundo. No último sábado, o meia viveu o lado negativo do apelido Animal. O jogador brigou com o zagueiro Domingos, do Santos, e pode levar um gancho de até 1260 dias.

Link to comment
Share on other sites

Se conseguir a classificação, Verdão vai estudar a contratação de novos volantes

Vanderlei Luxemburgo perdeu Edmílson e Sandro Silva, machucados. Na segunda fase da Libertadores, três peças poderão ser mudadas na lista

Em uma semana, o técnico do Palmeiras , Vanderlei Luxemburgo, perdeu duas peças importantes do seu elenco. Primeiro foi Edmílson, que fraturou o cotovelo no empate por 1 a 1 com o Sport , no último dia 15, no Palestra Itália. Depois, foi a vez de Sandro Silva sofrer uma lesão no ombro direito na vitória de 2 a 0 sobre a LDU, na última terça-feira.

O zagueiro foi operado na última semana. O volante será submetido a uma cirurgia nesta quinta-feira. O prazo de recuperação de ambos é o mesmo: três meses, o que significa que a dupla está fora da Taça Libertadores da América .

Se o Verdão conseguir a classificação para a segunda fase da competição sul-americana, Vanderlei Luxemburgo poderá mudar três nomes na lista de inscritos. Em conversa com a reportagem do GLOBOESPORTE.COM, o diretor de futebol, Genaro Marino, disse que ainda não foi discutida a contratação de novos volantes.

- Perdemos duas peças importantes no elenco. Mas ainda não vejo necessidade de contratar outros volantes, até porque temos o Jumar e o Souza inscritos. E também temos zagueiros que podem atuar improvisados, como o Marcão. Isso ainda será discutido com o Vanderlei - disse o dirigente.

 

Link to comment
Share on other sites

Jorginho Paulista treinará com elenco do Verdão e será observado por Luxemburgo

Lateral-esquerdo, cria da casa, jogou o último Paulistão pelo Bragantino

Jorginho já começou a treinar no Palmeiras

Além da chegada de Mozart, o Palmeiras pode ter outra novidade no elenco. Jorginho Paulista vai treinar na Academia de Futebol até encontrar um novo time e também será observado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo. O lateral-esquerdo, que estava no Bragantino durante o último Paulistão, foi revelado pelo Verdão e chegou a trabalhar com o treinador. O reencontro pode render uma nova parceria.

Caso o treinador palmeirense aprove o desempenho do jogador, este deverá ficar até o fim desta temporada. Aos 29 anos, o lateral acumula passagens por grandes clubes, como PSV (HOL), Udinese (ITA,) Atlético-PR, Vasco, Boca Juniors, Cruzeiro, São Paulo e Botafogo, entre outros.

Rafael Araujo2009-04-25 01:03:21
Link to comment
Share on other sites

Palmeiras contrata volante Mozart

Jogador chega para suprir ausências de Sandro Silva e Edmílson

Carolina Elustondo São Paulo

Mozart posa com a bandeira do Palmeiras

Sem Sandro Silva e Edmílson, que terão três meses de recuperação pela frente, o Palmeiras agiu rápido e anunciou a contratação de Mozart na manhã desta sexta-feira. O volante, de 29 anos, rescindiu com o Spartak Moscou em março, e por isso pode ser utilizado no início do Brasileiro e na próxima fase da Libertadores , se o Verdão se classificar. O jogador assinará até o fim de 2010. Ele chega à capital paulista no início da tarde e fará exames médicos para depois assinar o acordo.

- É um atleta que vem para compor em uma posição que perdemos dois: Sandro Silva e Edmílson por três meses. Isso nos causou preocupação no setor e entendemos que o Mozart, com experiência de nove anos de Europa, vai ajudar muito. Ele também defendeu a seleção brasileira sub-23 na época em que o Vanderlei (Luxemburgo) era o treinador - ressaltou Toninho Cecílio, gerente de futebol do Palmeiras.

Como o jogador já havia rescindido com o time russo, o Verdão não terá que pagar nada ao Spartak. No contrato, constará ainda que em uma futura venda o Palmeiras terá direito a 60% do valor dos direitos econômicos do volante, que fica com 40%. Mozart passou ainda por Paraná, Coritba,
Flamengo e Reggina (ITA). E chega com objetivo de ser campeão.

- Estou muito feliz de retornar ao Brasil e ainda mais para uma grande equipe que é o Palmeiras. Como todo clube grande, que possui uma história cheia de glórias, quero ganhar títulos e ser campeão. Não dá para não pensar em outra coisa. Quero escrever minha página aqui, e isso não vai acontecer só jogando. É necessário sempre mais - destacou o reforço, através da assessoria do Verdão.

Rafael Araujo2009-04-25 01:02:40
Link to comment
Share on other sites

Palmeiras já observa o mercado em busca de reforços: Kieza, do Americano, é alvo

Nome do atacante surgiu com força nesta quinta. Diretoria diz observar o atleta, mas fala que ainda não existe negociação para contar com o atleta

Marcelo Prado São Paulo

Kieza está sendo observado pelo Alviverde

Enquanto o time vai se preparando para o decisivo duelo da próxima quarta-feira, contra o Colo Colo, pela Taça Libertadores da América , a diretoria do Palmeiras começa a correr atrás de reforços. A expectativa é de que o time consiga vencer a equipe chilena e consiga a vaga na próxima vaga da competição. Além disso, como o Campeonato Brasileiro começará no dia 10 de maio, já chegou a hora de observar o mercado.

Nesta quinta-feira, o nome do atacante Kieza, do Americano-RJ, surgiu como possível reforço do Verdão. O gerente de futebol do clube paulista, Toninho Cecílio, negou que exista qualquer negociação em andamento.

- Estamos observando o atleta. As informações são boas mas, por enquanto, não existe negócio - afirmou o dirigente, que também analisou o caso do time estar carente de volantes por causa das lesões sofridas por Edmílson e Sandro Silva.

- Se a gente conseguir a vaga na segunda fase, vamos ver se conseguimos alguma coisa nesse respeito. O problema é que não existem muitas opções. Para trazer de fora, o mercado está fechado. Teria de buscar alguém no interior de São Paulo - lembrou Cecílio.

Rafael Araujo2009-04-25 01:08:20
Link to comment
Share on other sites

Recuperado, Willians jogaria até sentindo dores para não perder 'decisão' na quarta

Atacante volta após 15 dias de tratamento e espera reencontro com a bola

Willians está ávido por uma chance nesta quarta

Willians ficou fora de quatro partidas do Palmeiras por causa de dores no púbis. Foram 15 dias de tratamento, e agora o atacante não sente mais dores. Ele está pronto para voltar ao time contra o Colo Colo, nesta quarta-feira, no Chile, em jogo decisivo pela Libertadores . O Verdão precisa vencer para se classificar à próxima fase. E mesmo se ainda sofresse por causa do problema, o jogador estaria em campo. Tudo para ver a equipe nas oitavas-de-final.

- Não sinto mais nada, Ainda não trabalhei com bola, mas pelo que estou apresentando nos treinos tenho confiança de que não terei problemas. Mas se pintar uma dor que não me limite em campo estarei à disposição - garantiu Willians, ávido por voltar ao batente.

Apesar de ter perdido jogos por conta do problema no púbis, o jogador, que veio do Vitória no início da temporada, explicou que não se machucou por causa de uma preparação física inadequada no clube anterior. Segundo ele, a maratona de jogos é que fez mais uma vítima.

- Senti dores mesmo por causa da sequência de jogos que tenho feito desde o ano passado. Faltou fortalecer um pouco o adutor e isso foi fundamental para a contusão. Mas o trabalho feito aqui no Palmeiras é excelente, agora estou muito bem - acrescentou o atacante.

Rafael Araujo2009-04-25 01:07:44
Link to comment
Share on other sites

Possível pena de Diego Souza cai para 540 dias. Domingos pode pegar dez jogos

Inicialmente, meia temia suspensão de 1.260 dias por agressão a zagueiro

 

O TJD divulgou as denúncias a Diego Souza, do Palmeiras , e Domingos, do Santos , por causa dos incidentes no clássico válido pelas semifinais do Paulistão , no último domingo, no Pacaembu (assista ao vídeo). O jogador palmeirense, que estava ameaçado de pegar até 1.260 dias de suspensão, teve a possível punição atenuada, e agora a pena máxima é de 540 dias. O zagueiro santista, no entanto, que seria julgado por ato de hostilidade e poderia pegar até três jogos de suspensão, teve a chance de ser condenado aumentada para até dez partidas. As informações são do site Justiça Desportiva.

O julgamento da dupla ainda não foi marcado. Diego Souza foi denunciado em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: o 253, que aponta prática de agressão física e prevê suspensão de 120 a 540 dias, e o 255, por ato de hostilidade, que tem pena de um a três jogos. Domingos foi denunciado no 258, que prevê atitude contrária à disciplina ou à moral desportiva e suspensão de um a dez jogos.

A surpresa para o Palmeiras foi a denúncia do zagueiro Maurício Ramos, enquadrado no artigo 254 (praticar jogada violenta) com possível suspensão por até seis partidas. O jogador foi expulso ao cometer pênalti em Neymar, o que foi relatado na súmula do árbitro. O Santos venceu por 2 a 1.

Rafael Araujo2009-04-25 01:11:39
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...