Jump to content
Forum Cinema em Cena

Entre Lençois


CACO/CAMPOS
 Share

Recommended Posts

Direção: Gustavo Nieto Roa
Roteiro: Rene Belmonte
Elenco: Reynaldo Gianecchini (Roberto), Paola Oliveira (Paula)

Sinopse: Paula, com casamento marcado e Roberto, que acaba de sair de uma longa relação, se conhecem numa boate. O encontro termina em um motel onde iniciam uma discussão sobre amor, desejo e insegurança.

Trailer do filme com Reynaldo Gianecchini e Paola Oliveira - 24/10/2008 14:52

entrelencois.jpgA primeira produção do colombiano Gustavo Neto Roa (Caín) no Brasil, Entre Lençóis, tem Reynaldo Gianecchini (Sexo com Amor?) e a estreante Paola de Oliveira como protagonistas.

O filme conta a história de Paula e Roberto, que se conhecem em uma boate e dividem uma longa noite fechados em um quarto de motel, onde iniciam uma discussão sobre amor, desejo e insegurança.

O roteiro é de Renê Belmonte, de Se Eu Fosse Você.

A estréia está prevista para 5 de dezembro deste ano.

'A última coisa que rolou foi tesão', diz Gianecchini sobre cenas quentes

Com Paola Oliveira, ator protagoniza o filme 'Entre lençóis'.
Longa-metragem entra em cartaz em 5 de dezembro.

%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20Reynaldo%20Gianecchini%20e%20Paola%20Oliveira%20protagonizaram %20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20cenas%20quentes%20no%20filme%20Entre %20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20lençóis,%20que%20estréia%20nos%20cinemas%20em%205%20de %20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20dezembro%20%28Foto:%20Divulgação%29 %20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20

 

Reynaldo Gianecchini e Paola Oliveira apresentaram à imprensa, nesta terça-feira (25), seu mais novo longa-metragem, "Entre lençóis", que estréia nos cinemas em 5 de dezembro.

 Eles interpretam um casal que, após se conhecer na balada, vai para um quarto de motel onde passa o filme todo. A produção inclui algumas cenas de sexo e muitos momentos de intimidade entre os protagonistas, mas Gianecchini afirmou que não deu tempo de se animar.

"Cena de sexo é uma loucura, porque você assiste no cinema e tem aquele clima todo, mas no no set de filmagem não é nada disso. É tudo muito técnico, coreografado e não tem aquela fluência. Você filma metade e pára para tomar um café, arruma a luz, aí vem uma mulher passar maquiagem na sua bunda porque está com uma manchinha", conta, divertindo-se com a situação. "A gente só dá risada. Tesão é a última coisa que rola nesse momento." 

Estréia de Paola

 Em seu quinto longa-metragem, Gianecchini diz que já se sente mais tranqüilo com o trabalho no cinema. Ao contrário de Paola, que estréia justamente em "Entre lençóis". "Não foi fácil para mim, é tudo muito novo. Quando li o roteiro, primeiro prestei atenção na história, mas depois revi pensando em como seriam essas cenas de nudez. Conversei muito com o Gustavo [Nieto Roa, diretor] e era importante para mim saber o quanto ele seria flexível com algumas coisas que poderiam me deixar desconfortável", conta a atriz.

Gianecchini encarou as filmagens com mais desenvoltura que a colega, mas assumiu ter pedido para cortar uma cena de nu frontal. "Questionei muito e achei que estava agressiva, que não era necéssaria", conta o ator.

Gianecchini encarou as filmagens com mais desenvoltura que a colega, mas assumiu ter pedido para cortar uma cena de nu frontal. "Questionei muito e achei que estava agressiva, que não era necessária", conta o ator. 

 

O diretor completa: "Tive muito cuidado ao mostrar o sexo sem que fosse parecer pornográfico. A confiança dos atores era essencial, porque não sabiam o que estava sendo filmando. Eles confiaram em mim, e eu só tenho a agradecer".

Na história, Roberto (Gianecchini) é recém-separado e se encontra com Paula (Paola), que está prestes a se casar. Os dois passam uma noite juntos, acabam se apaixonando e se questionando se podem levar adiante uma relação que a princípio parecia ser apenas casual. Gianecchini diz acreditar nesses relacionamentos "à primeira vista".

"Acredito e gosto dessa entrega. Se a realidade lá fora vai permitir que essa história se desenrole é outra coisa bem diferente. Mas viver uma noite com intimidade é muito legal." Depois pensa um pouco e questiona: "É um pensamento muito masculino esse, não?".

divulgação/Divulgação

 

divulgação/Divulgação

 

15558gr3.jpg

 

15558ft1.jpg

 

15558ft2.jpg

 

15558ft3.jpg

 

15558ft4.jpg

 

Caraca quer dizer que não rolou tesão entre os 203  e estou quase em ponto de explodir só de ver a Paola tão tão linda e denibida02

Achei o trailer interessante e um longa bem audacioso, pois depende exclusivamente da química do casal de protagonista, que aliás e fazem lindo par.

Agora resta saber se o filme e bom , bem se não for espero lançar em dvd e compro para curtir a Paola em casa.

 
Link to comment
Share on other sites

Crítica: só beleza de Gianecchini e Paola Oliveira salva 'Entre lençóis'

Marcos%20Serra%20Lima/Globo.comMarcos%20Serra%20Lima/Globo.com

Filme é dirigido pelo colombiano Gustavo Nieto Roa.
Na história, casal se conhece na balada e passa a noite em motel.

Um jovem casal se conhece na balada, dança junto e acaba num motel. A cena corriqueira dá início ao filme "Entre lençóis", protagonizado por Reynaldo Gianecchini e Paola Oliveira, que entra em cartaz nesta sexta-feira (5) nos cinemas.

Dirigido pelo colombiano Gustavo Nieto Roa, o longa é conduzido o tempo todo pelos dois atores, numa única locação, sempre dentro do quarto do motel onde eles passam a noite. A beleza indiscutível de ambos - enaltecida à exaustão pelo diretor - serve também como uma espécie de "cenário" para o filme. Corpos à mostra sem comedimento, os dois passam o filme todo nus, ou quase, estejam fazendo sexo ou apenas conversando sobre trabalho ou família. 

Mas nada disso é capaz de salvar "Entre lençóis" de seu fraco roteiro, com assuntos bobos, discussões rasas e sem sentido, clichês o tempo todo. A princípio, Roberto e Paula se tratam como meros estranhos, pessoas que nada querem saber da vida alheia e que estão ali apenas pelo sexo. Meia hora depois conversam sobre religião, profissão, filhos, dinheiro e perda da virgindade. E outra meia hora mais tarde, já apaixonados (!), têm a certeza de que já não estão fazendo sexo, e sim amor.

Paola em sua estréia no cinema e Gianecchini em seu quinto longa-metragem fazem o melhor. Se esforçam para soarem naturais, se expõem, têm juntos momentos adoráveis e engraçados. Destaque para a cômica cena de striptease protagonizada por ele - na qual havia "escapado" um nu frontal, mais tarde cortado do longa por ser considerado pelo ator "agressivo e desnecessário".

Outros filmes já voltaram suas câmeras para o sexo e as DRs (discussão de relacionamento) de forma brilhante, mas para isso é necessário um roteiro que reúna diálogos inteligentes e temas inusitados. Quem já viu por exemplo a genial dupla "Antes do amanhecer" (1994) e "Antes do pôr-do-sol" (2004), de Richard Linklater, sabe disso. 

Bom que o filme não seria uma obra prima ou algo perto do gênero todo mundo já sabia, mas como eu havia dito oque salva do desastre total e a simpatia do casal, especialmente a Paola
Link to comment
Share on other sites

Público aprova filme sensual com Gianecchini e Paola Oliveira

Romance erótico 'Entre lençóis' chega aos cinemas neste fim de semana.
Longa de Gustavo Nieto Roa foi totalmente rodado em um quarto de motel.

Em seu primeiro dia em cartaz, na sexta-feira (5), o filme 'Entre lençóis' (assista ao trailer), estrelado por Reynaldo Gianecchini e Paola Oliveira, atraiu a curiosidade de muitos espectadores.

O motivo é simples: no longa, rodado inteiramente em um quarto de motel, a dupla de atores protagoniza cenas quentes do início ao fim da projeção.

"É uma situação inusitada de duas pessoas que não se conhecem e vão para a cama. Todo mundo fica assustado com isso, mas todo mundo faz todos os dias", diz o professor universitário Jorge Garcia que foi conferir o longa-metragem logo na estréia num cinema na Zona Sul do Rio.

A aposentada Hilda Brito, de 88 anos, que foi assistir a uma das primeiras sessões do filme, concorda: "Muita gente se espanta com as cenas, mas não tem razão para isso; não tem nada mais atual do que a liberdade", diz.

Ao entrar na sala de cinema, a dona de casa Ely Norbert admitiu: "Vim só por causa do Gianecchini, ele é demais". Mas, ao sair da sessão, Ely afirmou que a produção foi além da beleza dos atores e "surpreendeu". "É uma história linda, um romance que envolve a gente. E, além de lindos, os atores estão trabalhando muito bem."

Quanto às cenas sensuais, a empresária Mariazinha Carneiro diz que "as cenas são fortes, mas boas, bem autênticas". Já a escritora Georgine Tadei afirma que o erotismo pode ser uma forma de o cinema nacional atrair um público maior. "Eu acho que hoje em dia tem que mostrar coisas diferentes, e esse filme acho que vai arrebentar", diz a escritora ao deixar o cinema.

Link to comment
Share on other sites

Crítica: só beleza de Gianecchini e Paola Oliveira salva 'Entre lençóis'

 

Tell me some news...06 Só isso que deve salvar o filme mesmo. Se eu for ver, só vai ser para ver um pouco de bundalelê high quality (como só o cinema nacional sabe fazer). 

Já a parte da DR dos dois aí, deve ser algo tão massante 3d07(como só o cinema nacional sabe fazer também).
Link to comment
Share on other sites

Eu achei o tema abordado diferente e bacana... Ainda estou dando o benefício da dúvida ao filme... Hehehehe

 

O filme é ruim mesmo... e estranho...<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Nem sei se cabe ruim, como definição. É um clichezão romântico.

Os atores estão lindos e esforçadinhos, mas o roteiro é fraquísssssssssimo!


É quase oco, tem começo e fim.

O meio é uma enrolação dos carambas, com DRs sem motivos, tipo briguinhas de namoradinhos adolescentes, cenas de sexo bem feitas mas sem tesão e duelinho  bobo tipo mulher/homem.

É uma pena ! Este, embora batido, poderia ser um mote bem explorado, sei lá com mais passionalidade ou com humor

 

By the way, o filme só mostra algo de ligeiramente relevante nos 20 minutos finais, qd é colocado na balança relacionamento duradouro x paixão intensa (advinha quem ganha ?).

 

Anyway, final previsível.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...