Jump to content
Fórum atualizado. Avançar páginas e Links do Youtube Voltaram a funcionar. ×
Forum Cinema em Cena
maximum

Trilogia O Poderoso Chefão

Recommended Posts

Pra mim' date=' o 1º é imbatível, mas foi o 2º que transformou tudo em "saga".


[/quote']

Discuncordo. Se vc olhar como os filmes foram lançados no cinema, sendo o terceiro filme uma continuação não-planejada, aquela situação estável mas devastadora do final do segundo filme, com o flashback do alistamento militar era um dos finais mais aterradores e sombrios.

Para nós (pelo menos ao que parecesmiley24.gif), jovens pobres mortais nascidos depois do lançamento do início da saga na telona, sempre foi pra ser uma saga. O segundo filme, inconscientemente ganhou o tom de dar cara de saga no lugar do de continuação.

Eu acho o seguinte: O 1º tem uma história completa, e um final fechado (pelo menos eu o considero fechado, já que ali que não necessitava de continuações e nem puxa uma continuação). E no 1º Chefão o telespectador é um mero "observador" com o que acontece com a família Corleone. Não vejo esse filme como uma saga, já que se concentra numa única geração da família e num determinado tempo. Já o que 2º filme faz é ampliar tudo. Fica tudo gigantesco. Conta duas fases da família (o Michael e o Vito), e por causa disso transforma a história em saga. Outra coisa é que o telespectador não é mais observador daquilo tudo e sim acaba fazendo parte da família.  Assim, eu considero o 1º filme mais impacial ao contar a história, já o segundo nem tanto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pra mim' date=' o 1º é imbatível, mas foi o 2º que transformou tudo em "saga".


[/quote']

Discuncordo. Se vc olhar como os filmes foram lançados no cinema, sendo o terceiro filme uma continuação não-planejada, aquela situação estável mas devastadora do final do segundo filme, com o flashback do alistamento militar era um dos finais mais aterradores e sombrios.

Para nós (pelo menos ao que parecesmiley24.gif), jovens pobres mortais nascidos depois do lançamento do início da saga na telona, sempre foi pra ser uma saga. O segundo filme, inconscientemente ganhou o tom de dar cara de saga no lugar do de continuação.

Eu acho o seguinte: O 1º tem uma história completa, e um final fechado (pelo menos eu o considero fechado, já que ali que não necessitava de continuações e nem puxa uma continuação). E no 1º Chefão o telespectador é um mero "observador" com o que acontece com a família Corleone. Não vejo esse filme como uma saga, já que se concentra numa única geração da família e num determinado tempo. Já o que 2º filme faz é ampliar tudo. Fica tudo gigantesco. Conta duas fases da família (o Michael e o Vito), e por causa disso transforma a história em saga. Outra coisa é que o telespectador não é mais observador daquilo tudo e sim acaba fazendo parte da família.  Assim, eu considero o 1º filme mais impacial ao contar a história, já o segundo nem tanto.

Seria capaz existir uma saga de dois filmes, sendo que só o segundo daria cara de saga? Foi apenas uma continuação complexa... concordo com o que vc disse do segundo transformar o espectador em membro da família, mas em 74 (quando o 2º Chefão foi lançado), se vc dissesse isso, como seria?

Porém, se o 3º fosse, por exemplo, de 76, seria mais ou menos assim. Pior que me fez pensar... muitas trilogias são assim, o primeiro filme é enxuto e observador (O que dizer do tom de aventura do primeiro SW, SdA ou De Volta Para o Futuro?) e o segundo meio que dá a cara no negócio (a guerra nas duas torres, as "sci-fizices" de DVPF 2 e a mágica do Império Contra Ataca)... 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pra mim' date=' o 1º é imbatível, mas foi o 2º que transformou tudo em "saga".


[/quote']

Discuncordo. Se vc olhar como os filmes foram lançados no cinema, sendo o terceiro filme uma continuação não-planejada, aquela situação estável mas devastadora do final do segundo filme, com o flashback do alistamento militar era um dos finais mais aterradores e sombrios.

Para nós (pelo menos ao que parecesmiley24.gif), jovens pobres mortais nascidos depois do lançamento do início da saga na telona, sempre foi pra ser uma saga. O segundo filme, inconscientemente ganhou o tom de dar cara de saga no lugar do de continuação.

Eu acho o seguinte: O 1º tem uma história completa, e um final fechado (pelo menos eu o considero fechado, já que ali que não necessitava de continuações e nem puxa uma continuação). E no 1º Chefão o telespectador é um mero "observador" com o que acontece com a família Corleone. Não vejo esse filme como uma saga, já que se concentra numa única geração da família e num determinado tempo. Já o que 2º filme faz é ampliar tudo. Fica tudo gigantesco. Conta duas fases da família (o Michael e o Vito), e por causa disso transforma a história em saga. Outra coisa é que o telespectador não é mais observador daquilo tudo e sim acaba fazendo parte da família.  Assim, eu considero o 1º filme mais impacial ao contar a história, já o segundo nem tanto.

Seria capaz existir uma saga de dois filmes, sendo que só o segundo daria cara de saga?

Edit:

O segundo filme faz isso. O 1º filme é sobre toda a família Corleone. Já o 2º (e principalmente o 3º) centraliza a história no Michael, como se ele fosse o personagem principal, mas no 1º filme não é (minha opinião).

Mas eu me lembro que na década de 70, um pouco tempo depois do 2º filme, saiu um "Godfather Saga" que era o 1º e 2º filmes juntos num só. Chegou a sair em VHS por aqui.

Jailcante2006-6-30 11:52:37

Share this post


Link to post
Share on other sites

A imagem marcante desta triologia é a cena inicial do primeiro filme com Marlon Brando de smoking e gravata borboleta vermelha' date=' ao colo, um gato...smiley32.gif

[/quote']

Acho interessante essa história do gato do começo do filme... Ele não aparece em nenhuma cena depois, e é um dos mais embutidos clichês de filmes de mafiosos. Será ele o pioneiro?

É possível, mas acho que não!

Alguém sabe?

Não sei em filmes de mafiosos, mas primeiro o vilão dos primeiros filmes do James Bond também ficava o tempo todo com um gato.

O Coppola fala sobre o gato nos comentários do filme. Ele disse que não estava no roteiro. Quando foram filmar a cena, Coppola viu o gato no estúdio, pegou e mandou o Brando segurar no colo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Up the Topic!

Estou assistindo a triologia com os comentários de Copolla.

Uma aula de fazer cinema. O cara dá dicas bem legais para quem gosta de cinema. E como mostra como ele sofreu para fazero 1º filme.

Recomendo!

Tenho o boxe, mas ainda não ouvi os comentários em audio. Pretendo fazer isso logo.smiley4.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estou muito empolgado pra ver o filme com os comentarios do Coppola.

Ganhei o box semana retrasada de presente de aniversario, mas só consegui assistir a trilogia agora. hehehehehe.

Com certeza a melhor trilogia. Depois eu vou ver o filme com comentario e falo o que achei.

Share this post


Link to post
Share on other sites

putz nao tenho nem o que falar... o filme I e II são memoráveis até a morte! O II na minha opinião é melhor que o primeiro smiley17.gif...

o III é ótimo, mas é pior que o II e o Ismiley2.gif

o I é melhor que o III e pior que o II

 

obs.: o cara que mora na republica comigo, chama Coppola tbm... eu falo que ele eh o melhor diretor de todos os tempos smiley36.gif

jonas2006-7-28 23:6:2

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

THE GODFATHER é cinema único e magistral Quem duvida' date=' assista os últimos minutos do primeiro filme...e a porta se fechando! smiley32.gif[/quote']

sensacional, né?

já viu rastros de ódio?

 

Já! smiley1.gif

Graças a Deus tenho uma boa bagagem de westerns estupendos de John Ford. THE MAN WHO SHOT LIBERTY VALENCE (O Homem Que Matou Facínora) é genial também!!!!

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

    Realmente, é a melhor de todas as trilogias sem sombra de duvida !O primeiro é inesquecivel de todas as formas ,Marlon Blando mostra o quanto ele era fodaça ,e no segundo, o meu favorito, Al Pacino brilha da mesma forma, alias, ele q vale o terceiro, q infelizmente não é tão bom quanto os outros dois ,mas tem cenas inesqueciveis tbm, graças a genialidade de Pacino .Um filme q com certeza nunca vai  cair nop esquecimento, um classico eterno.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho os três sensacionais,todos mantiveram a qualidade,e sem sobra de dúvidas melhor trilogia existente.


Só acho que a interpretação do Pacino no 3 não foi tão boa pelo tempo que passou,mas tirando isso...

Share this post


Link to post
Share on other sites

SÓ ASSISTI O 1 E 2. O PRIMEIRO É O FILME MAIS PRÓXIMO DA PERFEIÇÃO DE SE FAZER CINEMA, QUASE TODAS AS CENAS DO FILME TE PRENDEM A ATENÇÃO E O FINAL TE DEIXA COM AQUELA VONTADE DE QUERER MAIS DA HISTÓRIA.

 

O 2, EU CONSIDERO UM POUCO CHATO COM A HISTÓRIA DO MICHAEL, MAS QUANDO ENTRA EM AÇÃO O PAI DELE, VITO CORLEONE, FEITO PELO BOM ATOR ROBERT DE NIRO, É QUE O FILME ENGRENA COM FORÇA.

 

O PODEROSO CHEFÃO= 7,5 / 10

 

O PODEROSO CHEFÃO= 6,5 / 10

Share this post


Link to post
Share on other sites

A TNT está com essa frescura agora. Nem o Megafilme eles passam mais legendado! Muita sacanagem! Eu não tenho mais tv a cabo' date=' mas até dezembro quando paramos de assinar, o esquema estava assim.

O AXN vive passando e a A &E Mundo também.

Melhores trilogias de todos os tempos:

1 - O Senhor dos Anéis

2 - Trilogia dos Dólares do Leone.

3 - Godfathersmiley2.gif

4 - SW (tá, pensei um pouco e não merece estar no top 3smiley36.gif)

5 - De Volta para o Futuro

[/quote']

 

Scarlet, você parte meu coração...06

 

Sobre Godfather, adoro os três filmes, mesmo com a famigerada queda do terceiro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para vcs qual foi o melhor don?

 

Don Vito Corleone ou Michael Corleone ?

 

E como vcs acham que seria o poderoso chefão 4 com Vincent "Vinnie" Mancini sendo o Don?

Será que ele teria força para manter tudo o que seu tio Michael conseguiu?

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

A trilogia é excelente. Não há mais nada a ser dito sobre ela. O primeiro ainda é meu favorito, mas os outros dois também estão no mesmo nível de qualidade.

 

O Poderoso Chefão - Parte IV seria de extremo mau gosto. A saga trata de Michael. Se ele não for o protagonista, a série perde o sentido. E, além do mais, Puzo é o único que poderia escrever a história da forma correta.

O Poderoso Chefão = 9,5

O Poderoso Chefão - Parte II = 9,0

O Poderoso Chefão - Parte III = 9,0

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu também acho isso, so que por curiosidade eu tento imaginar, o que aconteceu com os Corleone depois da morte de Michael.

É claro que so Mario Puzo poderia entender os personagens, e seria uma injustiça fazer o 4, não tem mais o que contar. Acredito que nem um remake pode ser feito.

O que eu quis fazer foi apenas uma brincadeira. Ficou claro?

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gosto muito do 3 pelo enredo .

Como se conseguiu inserir a saga dos Corleone num fato histórico verdadeiro .

 

A parte II também. E acho que até de forma mais intensa... a maneira como tudo explode ao mesmo tempo naquela noite, o beijo no Fredo... de arrepiar a espinha.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sei se esse assunto já foi comentado aqui no fórum. <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" /><?:NAMESPACE PREFIX = O />

 

Um amigo meu disse que havia visto um "fantasma de uma mulher" no palito do Michael Corleone durante o enterro do seu pai, Don Vito Corleone.

Peguei meu DVD então e fui "caçar" o tal fantasma.

Depois de ver a cena de fato vi a tal mulher!

 

Vendo com bastante calma percebi que se tratava do reflexo de duas pessoas, incluindo uma mulher que parecia muito com a Mama Corleone.

 

O reflexo aparece não apenas no palito (que é preto) assim como em outras partes escurecidas da cena.

No reflexo também é possível constatar que a mulher está iluminada aparentemente pelo sol.

 

Todos sabemos que para vermos um reflexo em um vidro, é necessário haver um fundo bastante escuro e a superfície a ser refletida precisa estar iluminada.

Logo a sensação é que existe um vidro entre a câmera e o Michael.

 

Não sei se foi algum efeito na lente da câmera ou se por algum motivo um vidro foi colocado.

 

Alguém já viu o Coppola falar alguma coisa sobre essa cena?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...