UA-130521384-1 Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
Highlander

Superbowl - Quem Curte Futebol Americano?

Recommended Posts

luccasf,

 

É um modelo que poderia ser facilmente trabalhado no Brasil, não vejo no sucesso do futebol americano no Brasil a integração dos clubes futebol, no Corinthians funciona, no Palmeiras, mas...

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
A ESPN não vai exibir o jogo' date=' poha, tá falindo mesmo. [/quote']

 

É só esse ano. Nos próximos os SB é da ESPN de novo. Ainda bem, porque a qualidade de imagem do Bandsports é uma vergonha.
Fulgora2011-02-06 14:22:30

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Bah' date=' time que marcou aquele 2 point conversion não merecia perder. Torci para o Steelers, mas foi um ótimo jogo de qualquer forma.

[/quote']

    Pagou na mesma moeda do Jets na final da conferência...deixou o Packers escapar e não conseguiu mais buscar...

Bauer2011-02-07 00:16:02

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os Steelers dependem muito do Big Ben e da defesa, ambos estavam em um mal dia e os Steelers só não tomaram uma sapatada pq o Woodson machucou prejudicando a secundária dos Packers e o Mendenhall jogou nessa pós temporada muito mais do que apresentou em grande parte da temporada regular

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas que puta jogo de Super Bowl foi esse, hein?

 

E nem tinha como ser por menos, no primeiro confronto entre os dois times, o jogo terminou em 37x36 para os Steelers. São as duas defesas que menos cederam pontos na temporada, mas quando os dois times se encontram, parece que algo mágico acontece e sai TD pra todos os lados.

 

 

 

Eu confesso que apostava, desde a derrota dos Jets (meu querido Jets) nos Steelers. Isso porque, além de ter uma defesa absurda, tem também uma história recente de vitórias em Playoffs e consequentemente de participações no Super Bowl, que acaba dando uma experiência maior para o time, que ao longo desse tempo, mesmo com a saída do Holmes, ficou cascudo.

 

É óbvio que os Packers não são idiotas, não são simplesmente os cabeças de queijo que cairam de paraquedas no Super Bowl. Eles enfrentaram muuuuitos problemas durante o ano, quase não conseguiram chegar aos playoffs, mas mesmo assim jogavam bem, com mais raça do que habilidade, mas chegavam.

 

Sinceramente, eu achei que depois da partida que fez o Big Ben contra os Jets, ninguém ia conseguir segurar esse time. Big Ben transpira segurança. E quando você tem um QB que traz segurança pro ataque, uma defesa que dá segurança ao QB e um Troy Polamalu que arrebenta a cabeça de qualquer um que consiga passar por tudo isso, você está com a mão na taça.

 

Aham, até parece... haha

 

Os Steelers erraram muuuuuuito no jogo de hoje. Aliás, não é previlégio deles não, esse ano inteiro, TODOS OS TIMES que entraram no jogo como favoritos acabaram tropeçando nas próprias barbas. É uma coisa inacreditável.

 

É, bom para os Packers que erraram menos, não deixaram que o Big Ben corresse com a bola (coisa que se os Jets tivessem feito, teriam chegado ao Super Bowl) e conseguiram fazer uma leitura sensacional do jogo. As vezes fazendo blitz no Mendenhall - que acabou sofrendo fumble quando não podia - e as vezes mudando de formação antes do snap, confundindo completamente a cabeça do Big Ben (mesma coisa que os Jets fizeram contra os Patriots).

 

Enfim, nem Troy Polamalu conseguiu salvar o dia dessa vez.

 

 

 

Os Packers ganharam o Super Bowl (contra a minha torcida) fazendo aquilo que deixaram de fazer durante toda a regular season.

 

 

 

Doeu ver isso acontecer, mas não se pode dizer que foi injusto. Mais um Super Bowl pra enorme estante deles. hahahaha

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

E os Jets que não renovaram com o Cromartie' date=' Holmes, não anunciaram acordo coletivo... Tá começando a dar medo, mano.[/quote']

 

    Sério? 09...só falta largar mão agora, depois de duas ótimas temporadas...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Seria bem importante renovar com os dois. Mas principalmente manter a defesa, que durante essa última temporada, antes das contusões, foi considerada a melhor defesa. Cromartie não parece as vezes, mas ele faz uma diferença enoooorme. Um dos melhores CB com certeza.

 

Já o Holmes, errou bastante também, tinha jogo que não pegava nem pensamento, mas quando precisamos decidir, quem decidiu foi ele. Imagina se o Edwards pegaria um lançamento daquele pra TD como no jogo contra os Pats, bem na hora que os caras ensaiaram uma reação. Ele tem qualidade e precisa continuar no time, cara.

 

 

 

Tô com esperança de que até o final desse período de negociações, os Jets possam fazer um bom contrato pros dois principalmente. E fechar com o Tomlinson também, ele fez uma temporada inacreditável, como não fazia em anos.

 

O time tava pronto, cara, não foi pro SB por detalhes!

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa notícia para nós, torcedores dos Jets. Fechamos contrato para mais uma temporada com o linebacker David Harris!

 

Boa notícia porque na última temporada ele foi responsável por 99 tackes, 3 sacks e 1 fumble recovery. O contrato dele foi fechado com algo em torno de $10 milhões, o que o torna um dos 5 linebackers mais bem pagos da liga.

 

 

 

Também fechamos com o treinador de força e condicionamento Bill Hughan, que fez um excelente trabalho no Atlanta Falcons nessa última temporada.

 

 

 

Outra boa notícia foi a contratação do kicker Nick Novak, que nessa temporada vai disputar posição com o Nick Folk. Pelas estatística, Folk tem um alcance maior no chute, chegando a 56 jardas, contra 54 jardas no alcance do Novak. Mas nós sabemos que na prática, é só mais uma motivação e uma forma de fazer os caras trabalharem duro e renderem mais durante a temporada, sabendo que Nick Folk por diversas vezes perdeu FGs durante a partida, deixando os Jets em posição delicada no jogo.

 

Ele veio pra somar, é bem vindo.

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parece que os Jets vão deixar mesmo o Cromartie rodar no Free Agency por um tempo. Eles quebraram o silencio e divulgaram que tem intenção, antes de mais nada, de renovar os contratos de Braylon Edwards e Santonio Holmes. Segundo a idéia que rola pelos treinadores, é preciso manter os WR's que já estão entrosados com Mark Sanchez e não teria sentido uma troca da linha ofensiva justamente no ano que promete ser o melhor para o nosso QB e no momento em que ele tem mais experiência adquirida, justamente trabalhando com os dois.

 

 

 

Concordo completamente com esse pensamento.

 

 

 

Já sobre a renovação de Cromartie - que também é importante, pra não ter que trocar o playbook logo agora - parece que o lance não é técnico - e nem poderia ser - mas sim pelas atitudes que Cromartie tem tomado desde a derrota para os Patriots no segundo encontro entre eles na regular season. Ele tem usado o twitter pra criticar e até agredir os adversários, até nomes como Tom Brady e Hines Ward.

 

 

 

Eu creio que estejam fazendo isso só pra dar um susto nele mesmo. Cromartie tá longe de ser o melhor CB da liga, ou mesmo dos Jets. Mas ele tem muita qualidade e mostrou que no momento de decisão ele fez o que era preciso pra resolver.

 

 

 

Espero que dê tudo certo. Continuamos aí atentos nos updates. Assim que eu tiver mais informações, vou continuar trazendo pra cá. smileys/05.gif" align="middle" /> ShyCold2011-02-17 17:18:41

Share this post


Link to post
Share on other sites

O futebol brasileiro era economicamente mais parecido com o americano antigamente, mas aí chegou a lei Pelé e o tornou economicamente mais parecido com o baseball. Ou seja, os jogadores ficam cada vez mais ricos, fazem o clube tirar dinheiro de onde não tem para fechar um novo contrato ou se mudam para um clube que o faz. Isso quando não se utilizam das duas opções. Já na NFL, o jogador - que ganha sim muita grana também - tem que a todo momento provar o seu valor, pois a cada ano entra em cena um novo batalhão de talentos que conseguem, além de manter o alto nível dos veteranos, colocar o clube numa posição de conquistas novamente.

 

 

 

Eu sempre achei a questão do draft bem interessante. Cada time tem o direito a 7 escolhas de novos jogadores. E é no draft que aquele ditado "os últimos serão os primeiros" torna-se realidade. O campeão é sempre o último a escolher, seguido pelo vice e assim por diante.

 

 

 

Eu creio que, mesmo sabendo ser impossível mudar a mentalidade do futebol brasileiro, ser essa a melhor saída sim. Devolver a oportunidade aos clubes de realmente lucrar com os jogadores que eles investiram, que é o que sempre - até antes da lei Pelé - manteve os clubes menores de pé.

 

 

 

Já o baseball nisso tudo, tá quase perdendo a graça de assistir. Você vê um Albert Pujols fazendo os Cardinals chorarem sangue pra continuar contando com ele, enquanto o bonitão pede cerca de 275 milhões por uma renovação de contrato por mais 10 anos.

 

Enfim, se vira, né?

Share this post


Link to post
Share on other sites

CARALHO.

 

 

 

Os Falcons cederam suas escolhas dos 1º, 2º e 4º rounds desse draft mais as escolhas do 1º e 4º round do draft do ano que vem aos Browns só para contar com o Julio Jones.

 

 

 

Particularmente, achei o movimento dos Falcons algo além de muito arriscado. Foi loucura mesmo. Pode até ser que esse rapaz - que é de fato muito bom mesmo, basta assistir a alguns de seus jogos - seja o novo Larry Fitzgerald ou Andre Johnson, mas abrir mão de tudo o que esses caras de Atlanta abriram é quase um atestado de insanidade.

 

 

 

Por outro lado, se eles realmente acreditam que o Jones tem esse potencial todo (inclusive não sei dizer, ao contrário da maior parte dos jornalistas estadunidenses, se o AJ Green é de fato melhor que o Jones e consequentemente o mais talentoso WR da turma do draft deste ano), não sei o que poderiam ter oferecido em vez desse pacotão de escolhas. Mas desconfio que poderiam ter conseguido por menos.

 

 

 

De todo modo, se esse rapaz conseguir reproduzir na NFL a qualidade que ele apresentou no college, o time de Atlanta, com ele e o Roddy White sendo os principais alvos do Matt Ryan, é o mais novo Super Bowl contender. E é isso: Super Bowl contender ou fiasco, porque depois encontrarão sérias dificuldades para preencher os buracos.

 

 

 

Foi, juntamente com o fato dos Titans terem esnobado o Blaine Gabbert em razão do Jake Locker, a maior surpresa da primeira noite de escolhas. Quem diria que o Gabbert, possível (porém improvável) escolha número um do draft escorregaria para a décima posição, sendo posto de lado por três franquias sedentas por um QB (Bengals, Cardinals e Redskins), inclusive com um jogador de sua posição previsto para o segundo round sendo laçado antes?

 

 

 

A nota cômica do evento foi o time de Baltimore perdendo a vez de escolher seu jogador porque não conseguiram o fazer em tempo hábil. Não me recordo de ter visto semelhante. Foi ridículo. Se os Chiefs tivessem selecionado o Jimmy Smith em vez do Jonathan Baldwin - que, por sinal, foi uma escolha supreendente que torna o time de Kansas City ofensivamente perigosíssimo com Matt Cassel, Jamaal Charles, Dwayne Bowe e, claro, o próprio Baldwin -, teria transformado a gafe dos Ravens numa tragédia.

 

 

 

Das coisas que mais me amedrontaram, além do poderio ofensivo dos Falcons, foi o fato de os Lions muito possivelmente possuírem a melhor dupla de DT de toda a liga: os caras conseguiram unir Nick Fairley ao já absurdamente talentoso Ndamukong Suh. E os dois são novinhos. Linha defensiva para dar medo por uma década. Se o Stafford voltar bem, o time de Detroit pode finalmente dar os primeiros passos certos para começar a vingar.

 

 

 

E os Steelers vão muito bem, obrigado. Cameron Heyward foi melhor do que a encomenda. Era certamente o melhor jogador disponível no momento em que foi selecionado, além de vir para uma posição que precisa de rejuvenescimento. O manager de Pittsburgh não poderia ter feito melhor. Agora fico na expectativa de que sejam selecionados uns dois CB, um DT, uns dois OL e um RB ou WR.

 

 

 

Da'Quan Bowers, jogador cujo talento é nível top 5 escorregou para o segundo round. Tudo por causa de um joelho fodido. Mesmo com esse porém, o Bowers, talvez o melhor pass rusher da classe, selecionado após a escolha número 32 pode ser o mais steal de todo o draft. Impressionante.

 

 

 

Dá pra ficar aqui falando o dia inteiro, mas meu tempo é curto e esse comentário já está grande demais. Mais tarde teremos as escolhas do segundo e do terceiro round. Podem ser bem emocionantes porque ainda pairam no ar dúvidas de quais equipes ficarão com os três QBs com certas expectativas ao redor: Ryan Mallet, Colin Kaepernick e Andy Dalton. E também porque a esta altura o draft vai ficando cada vez mais imprevisível.Gago2011-04-29 12:22:18

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fim do sonho dos Jets: Nnamdi Asomugha acertou com os Eagles. Juntamente com Rodgers-Cromartie, vindo recentemente dos Cardinals, e Asante Samuel, que já estava na equipe, dá pra afirmar sem receio algum que se trata do melhor trio de CB da NFL.

 

 

 

Por outro lado, não seria absurdo se trocassem o Samuel a fim de acumular escolhas futuras no draft e abrir espaço na folha salarial. Interessante para garantir o futuro do time e para reforçá-lo ainda mais para essa temporada.

 

 

 

De todo modo, dá para apontar os Eagles como sérios candidatos ao SB. Foram muito bem na temporada passada. As peças ofensivas são explosivas e o Michael Vick é um QB de nível MVP. Como acertaram a secundária e ainda por cima trouxeram um certo Jason Babin para jogar ao lado do Trent Cole na defesa, o futuro parece brilhante na Filadélfia.

 

 

 

No mais, Houston parece finalmente ter reunido um grupo de jogadores capaz de levar a franquia até os playoffs. Matt Schaub mais Andre Johnson mais Arian Foster é um ataque realmente impressionante, mas agora adicionaram o Jonathan Joseph ao bom draft feito recentemente para consertar a secundária e, ao que tudo indica, farão bonito na temporada. Situação interessante de semelhante aperfeiçoamento estão os Lions e os Buccaneers, formando assim uma pequena lista de três franquias que não foram para a pós-temporada passada mas que merecem certa atenção agora.

 

 

 

Essa temporada promete ser bem boa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Belaza, finalmente, depois de loooongo lockout, negociações, mudanças e etc... Hoje teremos o início da preseason da NFL.

 

 

 

Como torcedor dos Jets, digo que esse ano tem tudo pra ser nosso! Mantemos os principais jogadores que levaram o time à semifinal no ano passado, uma das melhores defesas da liga, mantivemos nosso jovem QB, agora com experiencia suficiente pra chegar ao SB e conseguimos, não só manter, como reforçar o ataque.

 

 

 

Batemos na trave na contratação do Nnamdi Asomugha - que, pra mim, poderia fechar a liga e nos dar o anel - mas renovamos com o Cromartie.

 

Abrimos mão de Braylon Edwards e Jerricho Cotchery, mas fechamos com o excelente Plaxico Burres e apostaremos no Scotty

 

Mcknight - que tem se mostrado um jogador de futuro.

 

LT vai correr menos esse ano, dando espaço a Shonn Greene que deve assumir as investidas por terra nessa temporada.

 

 

 

Sinceramente? Eu não vejo por onde esse time possa errar e/ou escorregar nessa temporada. São experientes, o grupo, na maioria, já se conhece e temos um dos, se não, O MELHOR treinador no comando.

 

 

 

O que me assustou um pouco foi ver os treinos do Sanchez, ele continua com a mania de querer resolver tudo antes do inicio da jogada e sem guardar um plano B pra uma possível cobertura no seu primeiro alvo. Mas acho que vai dar tudo certo. O importante é ganhar ritmo na preseason e entrar arrebentando na liga, já que esse ano teremos um calendário difícil.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sinceramente? Eu não vejo por onde esse time possa errar e/ou escorregar nessa temporada. São experientes' date=' o grupo, na maioria, já se conhece e temos um dos, se não, O MELHOR treinador no comando.

 

 

 

O que me assustou um pouco foi ver os treinos do Sanchez, ele continua com a mania de querer resolver tudo antes do inicio da jogada e sem guardar um plano B pra uma possível cobertura no seu primeiro alvo. Mas acho que vai dar tudo certo. O importante é ganhar ritmo na preseason e entrar arrebentando na liga, já que esse ano teremos um calendário difícil. [/quote']

 

 

 

Estava conversando com um amigo via Facebook a respeito de nossas atuais apostas para quem chegaria na pós-temporada etc., e deixei os Jets de fora. Minha explicação - e consequente resposta para sua pergunta: Mark Sanchez somado a uma tabela difícil parece ser uma combinação quase explosiva.

 

 

 

Tudo bem que o ataque terrestre também não está funcionando (o que é FUNDAMENTAL para o QB de vocês não aloprar), mas continuo com o pensamento de sempre: "Sanchize" é possivelmente a alcunha mais equivocada de toda a liga, pois Mark Sanchez não parece, de jeito algum, ser o tipo de jogador que guiará uma equipe a um título de conferência, quanto mais a uma vitória no SB.

 

 

 

É torcer muito para a defesa, que é de fato sensacional, trabalhar em triplo para levar o time adiante.

 

 

 

Eu sempre achei a questão do draft bem interessante. Cada time tem o direito a 7 escolhas de novos jogadores. E é no draft que aquele ditado "os últimos serão os primeiros" torna-se realidade. O campeão é sempre o último a escolher' date=' seguido pelo vice e assim por diante.[/quote']

 

 

 

O mesmo aqui. Gosto tanto, que um dos meus maiores prazeres no esporte é conferir os tapes das partidas do college football a fim de identificar os futuros talentos e tentar projetar, com base na necessidade de cada um, as futuras escolhas de cada time. É muito bom (hehe).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Breves considerações após a semana 5:

 

 

 

- McNabb não tem sido positivamente decisivo para os Vikings. Ponder deveria receber uma chance. Está na hora do novato aprender jogando.

 

 

 

- Asomugha é um dos melhores CB dos últimos tantos anos. Modificar seu estilo de jogo é burrice - e apenas um dos vários fatores que explicam o fiasco dos Eagles até o presente momento.

 

 

 

- Cam Newton mereceu ter sido a primeira escolha do último draft. Ele é o futuro dos Panthers, que não são tão ruins quanto sua campanha parece indicar.

 

 

 

- Em que pese o nível MVP das exibições de Fred Jackson, ainda desconfio dos Bills. Gosto do Fitzpatrick, mas preciso me convencer de que ele tem dentro de si o que é necessário.

 

 

 

- Colts no caminho para receber a escolha nº. 1 do próximo draft. E isso, ao contrário do que muitos pensam, pode ser uma terrível dor de cabeça.

 

 

 

- Mantenho minha previsão da semana 2: o time de Oakland é melhor do que aparenta, razão pela qual ficarão com uma das vagas de wild card da AFC.

 

 

 

- Dalton e Green darão muito certo na NFL. Se os Bengals fossem menos teimosos, trocariam Carson Palmer a fim de acumular futuras escolhas e então buscar Trent Richardson e/ou Vontaze Burfict no próximo draft.

 

 

 

- O que geralmente diferencia o sucesso do fracasso na NFL é a qualidade do trabalho dos GM de cada franquia. Os Cardinals cederam Dominique Rodgers-Cromartie e uma escolha de segundo round por Kevin Kolb. É preciso dizer mais alguma coisa?

 

 

 

- Maior decepção até aqui: Josh Freeman e os piratas de Tampa Bay. Podem chegar na pós-temporada, mas o time, sabe-se lá como, piorou desde a temporada passada.

 

 

 

- Continuo duvidando do possível sucesso dos Jets. Mark Sanchez não é um franchise QB. E o ataque terrestre e a defesa não funcionam tão bem como antes.

 

 

 

- Parece que somente Pete Carrol não percebe que Tarvaris Jackson é o pior QB titular da liga.

 

 

 

- Tim Tebow tem que ser o titular em Denver.

 

 

 

- Chris Johnson é tão veloz, mas tão veloz, que aparentemente sua carreira já está na descendente.

 

 

 

- Max Starks parece ter dado novo fôlego aos Steelers. Duvido que vençam a divisão, mas agora a pós-temporada não parece um sonho tão distante, como há uma semana.

 

 

 

- O paradoxo da temporada: os Chargers não são bons como antes, mas estão com uma campanha melhor. Perderam talento, mas aprenderam a ganhar jogos. No fim do dia, é exatamente o que interessa.

 

 

 

- Busque na internet as últimas "n" primeiras escolhas dos Lions no draft e lá estará a resposta para a inacreditável melhora do time. Os caras foram pacientes e souberam escolher - eis o segredo para o sucesso, certo?

 

 

 

- Aaron Rodgers tem um talento semelhante ao dos grandes QB e uma vantagem: é muito mais atlético. Esse cara é o pacote completo. Parece cedo, mas não tenho dúvidas de que se aposentará como um dos maiores.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi pela primeira vez o Super Bowl esse ano. Baita jogo, grande recuperação do 49ers, chegou muito perto de virar e ser campeão, mas não consegui marcar o touchdown. Teve até falta de luz, coisa de estadual no Brasil, hein, hehehe.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×