Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Cinema Brasileiro Sofre Preconceito


Recommended Posts

  • Replies 227
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

algumas coisas: -ESTAMIRA é maravilhoso. O filme consegue pensar sobre o mundo através da visão de uma catadora de lixo.  O seu comentário soou preconceituoso sim, cinéfilo. -Eu não acho que o T

legal, apresentei um trabalho hj sobre cinema atual do sudeste, e a professora comentou essa coisa da pornochanchada, e eu nao tinha percebido; foi uma maneira total de comabter a "invasao" americana, e conseguiram de certa maneira. enfim...adoro cinema brasileiro, nao sou daqueles q acham o cinema no brasil comosto apenas de "sexo e violencia". vai alem, sim.

Link to post
Share on other sites

Então, há muitas produções antigas que nãor ecorriam a nudez, inclusive ganhadora de prêmios.

 Tipo "Terra Em Transe" , um filme poético, político, denso até o sabugo da unha, ou "O Pagador de Promessas", este indicado ao Oscar... entre outros...

 

Esse estigma de cinema de nudez apelativa já foi meio que superado.

 

Uma coisa estranha é qd tentamos levar à telona romances de época... sei lá, funciona muito bem na TV... e só.
Link to post
Share on other sites

O preconceito contra o cinema brasileiro começa aqui dentro mesmo...é o que eu sempre disse...e realmente (nada contra o filme), qdo eles decidem indicar filmes como 174 para o Oscar, eles ajudam indiretamente o preconceito...ae entram citando Cidade de Deus, Tropa de Elite (filmes excelentes mas que mostram a realidade da violência e da porbreza do Brasil).

O "carma" realmente hj é a violência e tb a pobreza, como já foi um dia o sexo...conheço mta gente que não gosta de filme nacional pq era só putaria e hj em dia é só pobreza, favela e violência...09

 

Não concordo com isso, mas é o que sempre ouço. 12

 

 

09

 

Link to post
Share on other sites

Não concordo!

 

É triste ler isso pq o cinema brasileiro está sendo reconhecido lá fora e aqui o preconceito ainda continua.

Se ainda há violência em muitos filmes, não há em muitos outros tb.

Isso é o mesmo que ignorar filmes maravilhosos, como "Central do Brasil", "Lisbela e o Prisoneiro", "Deus é Brasileiro", "Bicho de Sete Cabeças", "O Céu de Suely", "Lavoura Arcaica" que é pura poesia e mesmo "Abril Despedaçado"... aff!

 

Triste isso, viu?! 18
Link to post
Share on other sites

 

Shy, o reconhecimento de que os filmes são bons não pode disfarçar o óbvio: falta sim diversidade no cinema nacional. Falta arriscar mais, ampliar os temas, enfim: diversificar. A grande maioria dos filmes são comédias, comédias românticas, infantis e dramas (em grande parte mostrando realidade da favela, pobreza e miséria), falta sim muito para que exercitemos nosso potencial e isso tem que ser falado.

Concordo plenamente quando dizem que 174 é mais do mesmo (pra mim, incontestável), por mais qualidade que o filme possa ter. O cinema tem muito mais possibilidades que isso. Você não vê falar de uma produção brasileira de horror, suspense, ficção ou outros gêneros (fora esse novo filme do Zé do Caixão e Porto dos Mortos, se tiver outros você pode contar nos dedos), sem contar que a maior parte dos filmes de sucesso têm atores globosivos, falta espaço.

Isso não é preconceito (até porque esses filmes que citou são ótimos mesmo), é admitir que podemos ser muito mais.

 

Mr. Scofield2008-10-14 07:19:56

Link to post
Share on other sites

Scofa, tu sabe melhor desses lances de valores gastos em produções.

Batalha-se horrores p/conseguir grana e patrocínio e ajuda do governo.

Ninguém quer investir sem garantia de retorno, daí as produções ficam comprometidas.

 

Tua escolha é, ou fazer com concessões ou simplesmente não fazer.

By the way, me lembro de uma discussão, onde liberariam verba p/ Bruna surfistinha fazer seu filme, enqto que produções com temas considerados mais sérios não conseguiram... aff!

 

De qquer maneira, não discuto as mesmices dos temas utilizado pelo cinema brasileiro hoje, mas a "esteriotipação", a negação da nossa evolução.

 

Poxa vida, se caminhou tanto nesses últimos anos.

 

E me desculpe aí, mas humor é a nossa especialidade.

Mil vezes "Saneamento Básico" entre outros que os besteiróies americanos... aff!

 
Link to post
Share on other sites

Esse é o ponto, financiamento em produções arriscadas, é aí que eu queria chegar. Você está correta, é isso mesmo. Só que aí temos que conviver com pessoas insatisfeitas porque temos produções limitadas (em diversidade de temas). Isso é factual e é uma consequência (punitiva, é verdade, mas é) na qual temos que aceitar (e no caso, concordo plenamente).

 

Quanto a Saneamento Básico, acho que não dá pra comparar. O humor do filme nacional está adequado às características brasileiras, os americanos à cultura e hábitos do povo americano. É natural uma maior identificação sua com relação a SB, mas não creio que os chamados besteróis americanos (nome preconceituoso que pessoalmente detesto) não tenham seu valor.

 

 

Link to post
Share on other sites

Nos faltam diretores ousados como Jorge Furtado...os filmes dele são das melhores coisas que o cinema nacional tem proporcionado, especialmente O Homem Que Copiava, que se fosse um filme americano seria exaltado como um dos melhores dos últimos anos.

 

Claro que Fernando Meirelles, Walter Salles, Vicente Amorim, todos são grandes diretores, mas ainda nos faltam...e sei que com o tempo isso acontecerá, eles já estão ajudando a incentivar a nova safra de cineastas brasileiros.

 

 

Link to post
Share on other sites

É disso que falo, Rob.

 Acho que com a expressão atual que o cinema tem tido lá fora, talvez os patrocínios e verbas aumentem e possamos ousar mais.

 

By the way, Scofa, ainda que sejamos limitamos por coisas como verbas maiores, acho que estamos tirando água de pedra.

 

E qto ao humor, embora ele reflita a cultura do pprio país, não acho que seja o motivo, não.

Se assim fosse não acharíamos nenhuma comédia estrangeira engraçada, por não vivenciarmos a cultura deles.

Acho que eles são bem fraquinhos, comparados a nós em fazer graça.

 

Tá, confesso que qd acertam, eles arrasam, tipo "O Mentiroso"´é estupendamente engraçado!

 
Link to post
Share on other sites

Mas a questão é um pouco mais complexa que isso, Shy. Levar para extremos (como "não achar nenhuma comédia estrangeira engraçada") diminui enormemente o potencial da discussão. Lógico que aqui temos que considerar que, por exemplo, nossa cultura é parte de uma grande "miscigenação" de costumes (nosso país guarda identidade própria, mas sofre e sempre sofreu fortes influências de outras culturas), e, portanto, possui elementos comuns que também nos despertam interesse, não há uma total desconexão entre elas.

Portanto, é evidente que, embora os países sejam diferentes, existirão fatores que provocarão humor lá e aqui também (por serem comuns a ambos), assim como existem temas universais que podem atingir um público maior e assim como não é necessário em absoluto que eu tenha que rir só de elementos que tenham relação com os da minha cultura.

Enfim, deixemos os extremos de lado e sejamos mais claros: o que eu digo é que há MAIOR PROBABILIDADE de você achar um filme brasileiro que reflita a cultura brasileira mais engraçado por você ser brasileira que achar um filme americano feito com elementos culturais americanos tão engraçado quanto.

Óbvio que há exceções...não me surpreenderia se o Marko se identificasse mais com comédias européias.

 

Link to post
Share on other sites

A discussão parece boa...

Eu gosto de filmes brasileiros... Estou louca pra ver A Casa Da Mãe Joana e A Guerra Dos Rocha.

E dos que vi gosto muito de A Partilha, Central Do Brasil, Se Eu Fosse Você...

Mas confesso que não me atraio por todo e qualquer um, tem uns com umas histórias que acho muito toscas e no senses... E vou muito por elenco também.
Link to post
Share on other sites

Não disse que não acho nenhuma comédia americana engraçada!

Até citei "O Mentiroso"

Foi tu quem disse que achá-las engraçadas ou não, estaria ligado a cultura que elas representam e das quais talvez  não estejamos tão inteirados...

 

Nos filmes acho que isso de cultura nem é tão forte assim.

Sabe onde se percebe mais? Em talk shows... aff!

Eles são sofríveis, cara! 09

 

Ou de repente eu tenha comparado demais Letterman com o Jô 17

 

Off: Scofa, tu já viu "Melhores do Mundo" ?

 

Kyzi, veja "O Céu de Suely"

 

 
Link to post
Share on other sites
Mas a questão é um pouco mais complexa que isso, Shy. Levar para extremos (como "não achar nenhuma comédia estrangeira engraçada") diminui enormemente o potencial da discussão... [/quote']

Uai, tu tem que dar uma checada tb... ficou meio dúbio aí 171717

 

 

Os Melhores do Mundo" é um show em DVD.

São uns 4 humoristas brasileiros (eu os vi a priemira vez no Jô).

Acho que tu gostaria especialmente de um dos shows, tipo um sequestrador letrado x policiais toscos 06060606

 
Link to post
Share on other sites
Que filme é esse Shy?? Nunca ouvi falar.... 17

E mesmo não fazendo parte da minha cultura' date=' eu adoro as comédias americanas... Acho hilariantes!!! 08 06 06 06
[/quote']

 

É sobre uma garota que rifa seu corpo.

Mas o filme não é só isso. Leia uma sinopse e assista o filme.

Pay attention a Hermina!

Está estupenda no filme! Aff! 1010
Link to post
Share on other sites

melhores do mundo vierem em formato peça pra recife, onde moro.

 

é evidente a carencia de temas diferentes no cinema brasileiro. o q mais me irrita é q "cineastas" como bruno barreto, famoso e com poder de fazer o filme q QUISER, opta por uma "ficçao" do ja excelente documentario "onibus 174". eu sou a favor de todos os generos e acho q o cinema pode e deve mostrar a realidade, e nao esconde-la. mas pq nao temos um filme, por exemplo, sobre o drama da juventude rica de um estado especifico?claro q temos, mas esse tipo de tema tb é ofuscado por "violencia e pobreza". o problema, acho, é a falta de criatividade msm; optar por um filme sobre violencia é mais facil. pensar em roteiros originais e q falem com criatividade e qualidade sobre outros temas é o problema dos cineastas daqui. eu adoro walter salles, e ele tem um estilo proprio de criar/contar historias - todos seus filmes a nao sei o estrangeito "agua negra" e o brasileiro "terra em transe" têm como pano de fundo a violencia ou a pobreza mais vao alem disso; ele coloca drama e trama eficaz e de qualidade em "central do brasil", msm inserido num contexto pobre, com personagens pobres. "abril despadaçado" tb, vai alem do ambiente habitado pelos personagens. o seu novo filme, "linha de passe", deveria ter sido indicado como possivel canditado ao oscar, pois, sim, se passa numa periferia de sp, mas vai alem de filmes como "ultima parada 174" pq é original, enfim. eu gostaria muito de ver um diretor talentoso como salles dirigir um drama sobre um casal, ou sobre jovens, ricos ou pertencentes a um ambiente nao pobre, nao violento, ele se sairia muito bem.
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...