Jump to content
Forum Cinema em Cena

Você revê filmes? Porque?


Perucatorta
 Share

Recommended Posts

 

Aliás' date=' uma pergunta ao Mime. O que você pretende fazer com toda essa cultura adquirida com os filmes que vê? Eu pergunto isso porque se você vê filmes tão objetivamente eu suponho que você tenha algum objetivo, certo?

 

[/quote']

 

Posso fazer um afterthought ? Essa pergunta aí do PT desliza diretamente pra outra, que é a do "pra que ficar listando todos os filmes a que assiste, etc".

A impressão que passa é que parece que você tá fazendo do "ver um filme" uma atividade imposta, burocrática, "pra acrescentar bagagem". Isso não me parece bom...

 

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 166
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 

 

O que você faz com sua cultura adquirida?

 

Aplica na vida' date=' amadurece, aprende.

[/quote']

 

Aí é que está. Quando você pretende aplicar objetivamente na vida o que você adquiriu culturalmente vendo um filme? A minha resposta é: eu não ligo, porque crescer culturalmente para mim funciona de forma orgânica e não mecânica. 

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

A diversão merece ser mais valorizada. Aí é que está o problema. Assistir filmes não com o objetivo de se divertir (considerando aí diferentes tipos de diversão)' date=' mas pensando em se sentir intelectual. Pra postar em fóruns e blogs, como o PT disse...

 

[/quote']

 

Por favor, não queira obrigar-me a seguir seus valores...

 

Quando ao "intelectual", já respondi. Você está querendo provocar, então nem vou dar corda.

Não é provocação. Você disse que não é vontade de ser intelectual. Mas eu posso dizer que tenho 1,70 de altura, e isso não muda o fato de que eu sou baixinha. Claro que eu não vou duvidar de alguém só por duvidar. O que você tem dito sobre a forma como assiste filmes denuncia uma vontade de parecer e se sentir intelectual.

 

Link to comment
Share on other sites

este ano revi transformers a vingança dos Derrotados -5 vezes no cinema

 

 

Ninguém vai te dar uma medalha por isso não, tá? 06

......

 

O tópico é tão legal e eu chego atrasado como sempre... Tb revejo e minhas razões são as mesmas do Peruca e do Gago (sobre o humor e uma possível falta de disposição no dia) e do Mime (sobre aprender a reconhecer elementos e idéias ao longo dos anos, no caso de filmes mais complexos). Quando vi Cidadão Kane pela 1ª vez acontecerm as duas coisas e acabei me decepcionando um pouco com o filme. Hoje idolatro.

......

 

Sobre toda essa discussão, acho que o ideal seria aproximar mais a idéia de diversão com a de prazer. Não importa se o Mime não prioriza o 1º fator (tem gente que vai sempre ao cinema só pra dar umas risadas numa comédia rasa do Murphy e tb não merecem ser criticadas por isso) o que importa é que ele acaba, de uma forma ou de outra, sentindo prazer em ser cinéfilo.
Link to comment
Share on other sites

Olha isso me soa como uma espécie de tortura auto-infligida, filmes como obstáculos entre você e o "algo maior" do improvment na bagagem cultural. Uma pílula de cultura diária. Mime, você já parou pra pensar se realmente GOSTA de cinema? Não tô sacaneando, é uma pergunta sincera. Eu nunca vou gostar de um filme (e do cinema como um todo) se não for divertido. Pra mim isso aí é tipo ver bergmans pra se graduar em Bergman, etc.

Link to comment
Share on other sites

E se trabalharmos com exemplos? Casablanca é um clássico absoluto, possui talvez os melhores diálogos já escritos mas para mim se encaixa perfeitamente em cinema escapista. Não vejo nele o potencial "cultural" de um Haneke, um Bergman. E revejo (muito) porque me diverte intensamente.

 

Sei lá, Hitchcock é bem isso também. Ele era um gênio do cinema, mas não sei até que ponto ele traz uma evolução cultural que não seja a de aprendermos a curtir mais o próprio cinema. E aí caímos no que o Forasteiro perguntou. 

 

Link to comment
Share on other sites

 

Olha isso me soa como uma espécie de tortura auto-infligida' date=' filmes como obstáculos entre você e o "algo maior" do improvment na bagagem cultural. Uma pílula de cultura diária. Mime, você já parou pra pensar se realmente GOSTA de cinema? Não tô sacaneando, é uma pergunta sincera. Eu nunca vou gostar de um filme (e do cinema como um todo) se não for divertido. Pra mim isso aí é tipo ver bergmans pra se graduar em Bergman, etc.[/quote']

 

Entendo sua dúvida, mas eu faço isso movido por interesse, por sede de arte! Não é forçado, nem mecânico...

 

Aliás, disseram que meu objetivo é postar em fóruns ou blogs (fiquei ofendido, mas como disse o Peruca, bola pra frente). Quando escrever para meu blog anterior foi ficando pesado, simplesmente parei com ele e abri esse novo, mais 'simplex'. Quando o prazer se torna fardo, não dá.

 

Mas não preciso me divertir com um filme para admirá-lo e considerar a experiência satisfatória. É nisso que vocês não acreditam...

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

Mas não preciso me divertir com um filme para admirá-lo e considerar a experiência satisfatória. É nisso que vocês não acreditam...

 

 

E como você consegue separa uma experiência satisfatória de diversão? Traçar essa linha?

 

 

Não separo, voluntariamente, simplesmente acontece. Só não creio que a diversão seja requisito necessário para a referida satisfatoriedade.

 

Link to comment
Share on other sites

 

Não importa se o Mime não prioriza o 1º fator (tem gente que vai sempre ao cinema só pra dar umas risadas numa comédia rasa do Murphy e tb não merecem ser criticadas por isso) o que importa é que ele acaba' date=' de uma forma ou de outra, sentindo prazer em ser cinéfilo.
[/quote']

 

Exato.

 

Vou dizer uma coisa, e não é pra ser interpretada como ataque a ninguém : eu NUNCA disse ou vou dizer a ninguém que sou "cinéfilo", pois acho um troço pedante pacas.

 

Link to comment
Share on other sites

Eu me divirto aprendendo também. Acho difícil separar as duas coisas; mas confesso que também já passei pela fase "quero conhecer tudo de todos para todos", mas comecei a pensar nisso de "e se eu morrer amanhã, terei curtido algo?".

 

 

 

Isso vale para a própria vida, sinceramente; lógico que você é obrigado a trabalhar e não necessariamente a assistir a um filme, mas, já que passarei por algo, por que não tirar o máximo proveito daquilo em todos os sentidos? Tanto é que, este ano, com coisas também divertidas que ocupam o tempo - sim, eu acho legal estudar e ajudar -, mal tenho visto filmes e acabo nem comentando; apenas parei para assistir (e rever, inclusive) a alguns para divertir mesmo. Não preciso absorver algo daquilo e deixar escrito para a posteridade o aprendizado. Lógico que já aprendi, sim, muito com filmes e é ótimo ter a dita bagagem cultural, mas não com o intuito prioritário de dizer que a tem e conhece da área.

 

 

 

Btw, muito legais os tópicos, Peruca. Pelo menos, quando arranjei tempo livre outra vez, houve algo interessante e motivador novamente, hehe.ltrhpsm2009-07-17 23:18:27

Link to comment
Share on other sites

Olha isso me soa como uma espécie de tortura auto-infligida' date=' filmes como obstáculos entre você e o "algo maior" do improvment na bagagem cultural. Uma pílula de cultura diária. Mime, você já parou pra pensar se realmente GOSTA de cinema? Não tô sacaneando, é uma pergunta sincera. Eu nunca vou gostar de um filme (e do cinema como um todo) se não for divertido. Pra mim isso aí é tipo ver bergmans pra se graduar em Bergman, etc.[/quote']

Entendo sua dúvida, mas eu faço isso movido por interesse, por sede de arte! Não é forçado, nem mecânico...

Aliás, disseram que meu objetivo é postar em fóruns ou blogs (fiquei ofendido, mas como disse o Peruca, bola pra frente). Quando escrever para meu blog anterior foi ficando pesado, simplesmente parei com ele e abri esse novo, mais 'simplex'. Quando o prazer se torna fardo, não dá.

Mas não preciso me divertir com um filme para admirá-lo e considerar a experiência satisfatória. É nisso que vocês não acreditam...

 

é que eu não vejo qualquer distinção entre arte e escapismo. Talvez então não estejamos falando a mesma língua. Se divertir com um filme não significa necessariamente rir com ele, desligar o cérebro, essas porras todas. Diversão é entretenimento, e um filme que me entretenha, que capte minha atenção pra me fazer ficar sentado imóvel num mesmo lugar por 2 h é definitamente um filme que merece ser celebrado. E pra me entreter vai do giallo mais porco ao mais denso dos filmes do Resnais, naquela velha política de "só existem dois gêneros: filmes bons e filmes ruins", que vale aqui também. Não consigo conceber que existam dois tipos de filmes bons, os artísticos e os divertidos.
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Talvez então não estejamos falando a mesma língua. Se divertir com um filme não significa necessariamente rir com ele' date=' desligar o cérebro, essas porras todas. Diversão é entretenimento, e um filme que me entretenha, que capte minha atenção pra me fazer ficar sentado imóvel num mesmo lugar por 2 h é definitamente um filme que merece ser celebrado.

[/quote']

 

 

Ah, bom, aí sim.

Mime2009-07-17 23:31:38

Link to comment
Share on other sites

 

 

Olha isso me soa como uma espécie de tortura auto-infligida' date=' filmes como obstáculos entre você e o "algo maior" do improvment na bagagem cultural. Uma pílula de cultura diária. Mime, você já parou pra pensar se realmente GOSTA de cinema? Não tô sacaneando, é uma pergunta sincera. Eu nunca vou gostar de um filme (e do cinema como um todo) se não for divertido. Pra mim isso aí é tipo ver bergmans pra se graduar em Bergman, etc.[/quote']
Entendo sua dúvida' date=' mas eu faço isso movido por interesse, por sede de arte! Não é forçado, nem mecânico...

 

Aliás, disseram que meu objetivo é postar em fóruns ou blogs (fiquei ofendido, mas como disse o Peruca, bola pra frente). Quando escrever para meu blog anterior foi ficando pesado, simplesmente parei com ele e abri esse novo, mais 'simplex'. Quando o prazer se torna fardo, não dá.

 

Mas não preciso me divertir com um filme para admirá-lo e considerar a experiência satisfatória. É nisso que vocês não acreditam...

[/quote']

 

é que eu não vejo qualquer distinção entre arte e escapismo. Talvez então não estejamos falando a mesma língua. Se divertir com um filme não significa necessariamente rir com ele' date=' desligar o cérebro, essas porras todas. Diversão é entretenimento, e um filme que me entretenha, que capte minha atenção pra me fazer ficar sentado imóvel num mesmo lugar por 2 h é definitamente um filme que merece ser celebrado. E pra me entreter vai do giallo mais porco ao mais denso dos filmes do Resnais, naquela velha política de "só existem dois gêneros: filmes bons e filmes ruins", que vale aqui também. Não consigo conceber que existam dois tipos de filmes bons, os artísticos e os divertidos.
[/quote']

Antes eu separava. Dizia que a nota 9,5 de A Lista de Schindler valia mais do que o 10,0 dado a Jurassic Park. Hoje eu não faço mais isso. Não faz mais sentido pra mim. O que vale é a qualidade da sensação que o filme desperta.

 

Lucy in the Sky2009-07-17 23:33:25

Link to comment
Share on other sites

 

Talvez então não estejamos falando a mesma língua. Se divertir com um filme não significa necessariamente rir com ele' date=' desligar o cérebro, essas porras todas. Diversão é entretenimento, e um filme que me entretenha, que capte minha atenção pra me fazer ficar sentado imóvel num mesmo lugar por 2 h é definitamente um filme que merece ser celebrado.
[/quote']


Ah, bom, aí sim.

 

porra, mas é isso que a gente tava falando. heheheh
Link to comment
Share on other sites

 

 

Talvez então não estejamos falando a mesma língua. Se divertir com um filme não significa necessariamente rir com ele' date=' desligar o cérebro, essas porras todas. Diversão é entretenimento, e um filme que me entretenha, que capte minha atenção pra me fazer ficar sentado imóvel num mesmo lugar por 2 h é definitamente um filme que merece ser celebrado.

[/quote']

 

 

Ah, bom, aí sim.

 

porra, mas é isso que a gente tava falando. heheheh

 

Foi meio Chaves essa hein. "Ahhhhh tá, assim sim". 06

 

Link to comment
Share on other sites

 

O que me parece sublinhar essa discussão é uma possível falha de comunicação, não? Quando um lado fala em diversão, o outro pensa em divisão de gênero, quando na verdade a intenção é se referir ao prazer que o filme proporciona. Posso estar errado (é uma hipótese!), mas talvez alguém devesse explicar assim, tim-tim por tim-tim.

 

Edit: demorei pra digitar toda a mensagem. Não vi que tinham desvendado o mistério.

 

Gago2009-07-17 23:56:35

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...