Jump to content
Forum Cinema em Cena

Política/Eleições 2010


ltrhpsm
 Share

Recommended Posts

Se faz ou não parte dos planos' date=' é difícil de saber já que claramente o PT não expõem de forma honesta suas convicções.
Não estou nem me referindo ao aborto e toda essa palhaçada, pois sou a favor da legalização, mas a uma série de mentiras contadas durante a campanha, que considero muito mais sérias e agressivas que essa contradição sobre o aborto, tão estupidamente comentada.
Pra mim, mentir sobre a Embraer e a Vale é muito mais patifaria do que qualquer outra coisa. Falar mal de duas empresas privatizadas altamente lucrativas (e com cifras gigantescas em pagamento anual de impostos) é a exploração mais nefasta da pobreza e falta de informação.

E sobre a educação, ao menos aqui no RS, o sindicato dos professores é dominado por siglas, de PSTU a PT, passando por PSOL, PDT, PCO e todas as cobras e lagartos que se puder imaginar. Eles não querem mudar o poder. Eles querem ser o poder. Usam a causa dos professores, que é um problema nacional não desse ou daquele partido, para desestruturar governos de oposição às suas bandeiras. Aqui a governadora Yeda foi massacrada por eles desde o início com ajuda do PT e do PSOL.
Não dou legitimidade nenhuma a movimentos partidarizados.[/quote']

 

Eu trabalho em RH, já tive contato com alguns líderes sindicais e conheço um pouco dessa sua revolta com relação aos movimentos partidarizados. Posso até exagerar, mas hoje estamos reféns dessa situação, para o bem ou para o mal. Hoje existem sindicatos que só existem pq são financiados pelas empresas, não possuem voz ativa alguma, só existem para receber suas receitas através das contribuições sindicais da vida, garantir a manutenção do clube sindical pra família conhecer nas férias e nada mais. De outro lado, existe aquele grupo mais participativo, péssimos negociadores e que usam o trabalhador e supostamente os interesses dele para manter a sua condição de líder sindical ou coisa que o valha. Mas volto a insistir que, para o bem ou para o mal, esta é uma força necessária dentro do sistema em que vivemos. É como se o Estado fosse um organismo vivo e que tivesse que se manter saudável, mesmo sabendo que existe um vírus que é mantido silenciosamente, mas que a qualquer momento pode atacar. Não estou fazendo defesa de nada, mas eu conheço um pouco (ênfase no pouco) dos dois lados da moeda. Tem muito sindicato bancado por dinheiro de empresas que estão pouco se lixando pro funcionário.

 

Com relação a EMBRAER e a VALE. Privatização pra mim quer dizer única e exclusivamente o atestado de que o governo foi incompetente em administrar este serviço. É de se lamentar, sim, mas eu tb não condeno totalmente as privatizações, afinal pq manter um elefante morto no meu quintal? Mas existem alguns serviços que são essenciais que sejam abraçados pelo governo. O Serra defende a privatização da telefonia justificando que os celulares ficaram mais baratos. Babaca! É claro que iriam ficar mais baratos, é uma empresa privada com situação financeira mais saudável que o governo (supostamente) e que sobrevive através da lei da oferta e da procura. Dando a ele o benefício da dúvida, ainda assim uma coisa é falar de uma indústria de bem durável e/ou de consumo, outra coisa é de falar de um serviço. Não duvido que a EMBRAER e a VALE estejam melhores agora do que eram antes, que estejam rendendo mais e melhor, mas isso não quer dizer que a privatização foi boa, apenas quer dizer como o nosso Estado foi incompetente. Mas vale frizar: esta não é a única saída.
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 1.2k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Sobre esse lance da educação, vamos qubrar alguns mitos. Notem que isso não é uma defesa do PSDB. É apenas constatação do caos geral.

 

 

1) Abrir várias escolas públicas: o ensino básico público tem se tornado cada vez mais fraco no brasil. As escolas viraram uma pré-febem. Não se aprende nada nelas. Absolutamente nada. Isso NÂO é melhor que nada. Isso é igual a nada. Vale lembrar que 3 montes de merda podem cheirar pior que apenas um monte.

 

2) Aumentar salários dos professores: as únicas pessoas benefiadas com isso são os professores em si. Eles não viram professores melhores por ganhar mais. Continuam despreparados e não exercendo a função que deveriam. E o fato de ganharem um pouco mais não faz do sonho de ninguém se tornar professor.

 

3) Criar universidades federais: sem ensino básico de qualidade, universidades federais se tornaram o similar de escolas particulares, ou seja, só pra rico. Isso aumenta a desigualdade social. Não diminui em nada. E não me venham com cotas como argumento. Estou falando de solução definitiva e não durepox temporário racista.

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Sobre esse lance da educação' date=' vamos qubrar alguns mitos. Notem que isso não é uma defesa do PSDB. É apenas constatação do caos geral.


1) Abrir várias escolas públicas: o ensino básico público tem se tornado cada vez mais fraco no brasil. As escolas viraram uma pré-febem. Não se aprende nada nelas. Absolutamente nada. Isso NÂO é melhor que nada. Isso é igual a nada. Vale lembrar que 3 montes de merda podem cheirar pior que apenas um monte.

2) Aumentar salários dos professores: as únicas pessoas benefiadas com isso são os professores em si. Eles não viram professores melhores por ganhar mais. Continuam despreparados e não exercendo a função que deveriam. E o fato de ganharem um pouco mais não faz do sonho de ninguém se tornar professor.

3) Criar universidades federais: sem ensino básico de qualidade, universidades federais se tornaram o similar de escolas particulares, ou seja, só pra rico. Isso aumenta a desigualdade social. Não diminui em nada. E não me venham com cotas como argumento. Estou falando de solução definitiva e não durepox temporário racista.

[/quote']

 

qual é a solução definitiva?
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

qual é a solução definitiva?

 

A solução definitiva é prover ensino básico de qualidade. Isso geraria automaticamente profesores melhores e faria com que qualquer pessoa tivesse a possibilidade de entrar em faculdades públicas, sem ter que recorrer aos nefastos cursinhos.

 

Mas devo admitir que não conheço a complexidade para atingir esse objetivo. Se bem que eu acho que isso não interessa muito aos políticos em geral. Já pensou o que seria deles com uma população pensante?

 

kakoserrano2010-10-14 22:37:54

Link to comment
Share on other sites

 

Só a discriminação que sofri ao ingressar na universidade' date=' por ser branca e de classe média, já valem o meu voto no PSDB.

[/quote']

 

Isso foi algum tipo de piada?06

É a primeira vez que vejo alguém reclamar de discriminação nesse país por ser branca e de classe média.

Classe média reclamando de discriminação... esse mundo é uma beleza mesmo.
Sall2010-10-14 22:55:08
Link to comment
Share on other sites

 

Só a discriminação que sofri ao ingressar na universidade' date=' por ser branca e de classe média, já valem o meu voto no PSDB.

[/quote']

 

Sem querer tomar partido aqui, mas desde quando essa discriminação é culpa do PT? E desde quando a melhor forma de combater isso é votar no PSDB? Vcs tiveram aí o PIOR governo estadual em anos (agora imagina o que é 20 anos de PSDB em SP), segundo informações que chegaram pra nós aqui no sudeste e vc ainda insiste no PSDB?

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

 

Só a discriminação que sofri ao ingressar na universidade' date=' por ser branca e de classe média, já valem o meu voto no PSDB.

 

[/quote']

 

Isso foi algum tipo de piada?06

É a primeira vez que vejo alguém reclamar de discriminação nesse país por ser branca e de classe média.

Classe média reclamando de discriminação... esse mundo é uma beleza mesmo.

Não é anormal esse tipo de situações de aparente bizarrice nas Universidades, Sall. Quanto a políticas de cotas, por exemplo cabe observar que na maior parte das vezes em que uma classe desfavorecida socialmente consegue ascensão, não há nas lutas pelos resultados uma proposta de equiparação ou correção das desigualdades.

 

A tal "dívida social" (cujo conceito é válido, mas inadequadamente tratado, ao meu ver) acaba atingindo a esfera do ódio e da exigência, não raro.

 

Não basta que os indivíduos se tornem iguais, os sobrepujados antigamente precisam ser "glorificados", melhores, para que esfreguem na cara dos antigos detratores sua importância. O radicalismo normalmente permeia movimentos do gênero e está presente em inúmeros outros exemplos.

 

A busca de direitos sociais acaba sendo uma fonte de exposição de características humanas (especialmente com os valores da sociedade atual) que abrangem todas as classes indiscriminadamente: a vontade de ser superior ao outro.

 

Por isso sou contra políticas de cotas e outras medidas que só reforçam e RECRIAM preconceitos. Vale dizer que o preconceito contra os beneficiados por sistemas assim (seja de escolas públicas, negros, etc) continua do mesmo jeito, mas agora divide espaço com o fomento de novas formas de detração como a que a Scarlet expôs aqui.

 

A solução única para o problema é instituir o ensino de qualidade e estendê-lo a todos. Preparar as pessoas para o futuro, criar mão de obra especializada. As pessoas seriam mais críticas, tenderiam a buscar seus direitos com mais sobriedade e cobrariam da sociedade de forma mais adequada. Uma vez feito isso, a ascensão das classes hoje menos presentes na Universidade, por exemplo, seria consequência natural e por mérito (infinitamente melhor que qualquer outro método).

Mr. Scofield2010-10-15 00:06:33

Link to comment
Share on other sites

 

Sobre esse lance da educação' date=' vamos qubrar alguns mitos. Notem que isso não é uma defesa do PSDB. É apenas constatação do caos geral.

 

 

1) Abrir várias escolas públicas: o ensino básico público tem se tornado cada vez mais fraco no brasil. As escolas viraram uma pré-febem. Não se aprende nada nelas. Absolutamente nada. Isso NÂO é melhor que nada. Isso é igual a nada. Vale lembrar que 3 montes de merda podem cheirar pior que apenas um monte.[/quote']

 

A problemática abrange não só o nível fundamental, mas também o médio. E o pior, o sistema de cotas mascara a real situação de sucateamento do ensino público no país e injetam alunos despreparados na Universidade. No sistema atual, os meninos passam despreparados de ano (já dei aula para aluno com ensino médio completo que não sabia que uma fração é um número dividido pelo outro!). Imagine o tipo de profissionais que teremos no futuro?

2) Aumentar salários dos professores: as únicas pessoas benefiadas com isso são os professores em si. Eles não viram professores melhores por ganhar mais. Continuam despreparados e não exercendo a função que deveriam. E o fato de ganharem um pouco mais não faz do sonho de ninguém se tornar professor.

 

Discordo em parte porque, apesar de compreender o ponto de vista, há uma correlação entre a variável salário e aulas melhores que não parece potencializada ao máximo (aliás, longe disso). O investimento em capacitação dos professores é fundamental, mas mesmo considerando este fator como o primordial, o estímulo monetário pode impulsionar uma relativa melhora no quadro que está muito aquém do aproveitamento máximo com as condições atuais, creio. O salário do professor hoje é baixo, mesmo estando o professor menos capacitado do que deveria.

 

3) Criar universidades federais: sem ensino básico de qualidade, universidades federais se tornaram o similar de escolas particulares, ou seja, só pra rico. Isso aumenta a desigualdade social. Não diminui em nada. E não me venham com cotas como argumento. Estou falando de solução definitiva e não durepox temporário racista.

 

 

As melhores universidades do país são as Federais. Aqui em Minas não há parâmetros com relação à UFMG na maioria dos cursos. Naturalmente elas passam a ser alvo de cobiça de todos, criando um sistema que é baseado em méritos, mas irregular. Quem tem mais mérito teve um ensino melhor e provavelmente veio de escolas particulares caríssimas. Logo, a equação é extremamente simples e remonta à problemática do ensino público de qualidade para promover a ascensão das classes abastadas por mérito (o que, além do benefício de eliminar o preconceito, ainda potencializa a possibilidade da formação de um profissional mais bem preparado, proveniente de berço de um ensino de qualidade.

 

Link to comment
Share on other sites

Ideologicamente eu sou contra o sistema de cotas, mas somente se fosse garantido que brancos, negros, ricos e pobres possuissem as mesmas condições de acesso ao ensino. Entendo que cota é um paliativo e políticos não gostam muito de investir a longo prazo (uma boa educação deve começar desde o ensino básico/fundamental), mas não podemos fechar os olhos diante de 500 anos de desigualdades. Dizer que todos tem direitos e oportunidades iguais é mentira, cota não resolve o problema, mas é um ajuste imediatista, discutível, mas ainda assim uma alternativa que não pode ser desprezada (só não deve ser a única alternativa).

 

Pegando como exemplo a minha turma de Ensino Médio. Tem gente que começou a trabalhar desde aquela época e até agora não consigou fazer uma faculdade, tem gente que terminou a faculdade e hoje é um assalariado, tem gente que ficou 2 anos em média no cursinho pra entrar em faculdade pública, tá fazendo mestrado, doutorado... pra só depois ingressar no mercado. São poucos no Brasil que tem a oportunidade de se dar o luxo de estudar, ser bancado, ter as melhores condições de ensino. E essa maioria, sem pré-conceitos, é branca e de classe média. Nem todo mundo tem condição de terminar o Ensino Médio, ficar 10 anos "apenas" estudando e somente depois começar a "trabalhar". E com cota ou sem cota, se você é bom mesmo, vc vai ter o seu espaço. Vc não precisa se incomodar com quem tá do seu lado. Se você der igualdade de condições a todos, o bom sempre irá prevalecer, cotista ou não-cotista.
Thiago Lucio2010-10-15 05:35:13
Link to comment
Share on other sites

O que detonou com o Ensino foi a tal da progressão continuada. Ninguém mais é reprovado até terminar um ciclo. Tipo, sabendo ou não o aluno vai p/ a série seguinte.

Isso teve um efeito dominó fdp.

As mães deixaram de cobrar dos filhos, os alunos relaxaram, os professores lutam p/ ensinar como podem nesse cenário de  "tanto faz".

Tendo 75% de presença será aprovado por decreto até a oitava série.

É esse aluno que vai disputar vaga com um de escola particular.
MariaShy2010-10-15 08:24:42
Link to comment
Share on other sites

O que detonou com o Ensino foi a tal da progressão continuada. Ninguém mais é reprovado até terminar um ciclo. Tipo, sabendo ou não o aluno vai p/ a série seguinte.

Isso teve um efeito dominó fdp.

As mães deixaram de cobrar dos filhos, os alunos relaxaram, os professores lutam p/ ensinar como podem nesse cenário de  "tanto faz".

Tendo 75% de presença será aprovado por decreto até a oitava série.

É esse aluno que vai disputar vaga com um de escola particular.
[/quote']

Isso acontece pq o governo PSDB em SP está mais oculpado em fzr cadeias do que escolas, em arrumar calçadas dos bairros nobres do que aumentar os leitos dos hospitais publicos, aumentar o uso de taxis enquanto sucateia o transporte publico, fzr as vontades das fabricantes de carro enquanto o pedestre morre atropelado.
Link to comment
Share on other sites

 

O que detonou com o Ensino foi a tal da progressão continuada. Ninguém mais é reprovado até terminar um ciclo. Tipo, sabendo ou não o aluno vai p/ a série seguinte.

Isso teve um efeito dominó fdp.

As mães deixaram de cobrar dos filhos, os alunos relaxaram, os professores lutam p/ ensinar como podem nesse cenário de  "tanto faz".

Tendo 75% de presença será aprovado por decreto até a oitava série.

É esse aluno que vai disputar vaga com um de escola particular.
[/quote']

 

Isso acontece pq o governo PSDB em SP está mais oculpado em fzr cadeias do que escolas, em arrumar calçadas dos bairros nobres do que aumentar os leitos dos hospitais publicos, aumentar o uso de taxis enquanto sucateia o transporte publico, fzr as vontades das fabricantes de carro enquanto o pedestre morre atropelado.

 

Fechar contratinhos leoninos de privatização de estradas gerando pedágios extorsivos e abusivos; reter a receita do Poder Judiciário estadual em total afronta à autonomia dos três poderes para poder fazer tudo isso aí que vc citou e gerar problemas de infra-estrutura no Judiciário que, por sua vez, desencadeiam greves de 4 meses que atrasam os milhões de processos que correm no Estado em pelo menos 2 anos, obrigando advogados e profissionais da área jurídica a depender de cesta básica bancada pela entidade de classe...

 

Sem falar que consigo contar os centavos direcionados pelo governo do estado para a minha cidade que só está com outra cara nos últimos anos por causa de incentivos FEDERAIS... Isso mesmo, daquele governo dos aloprados, mensaleiros, ídolos de ditadores, etc.

 

Na boa, quem vai votar no PSDB deveria considerar esses fatores...

 

É por isso que vou votar nulo e só pq sou obrigado pq se não fosse ficaria em casa dormindo.

 

Link to comment
Share on other sites

Você são loucos em criticar as cotas. Os negros sofreram e sofrem muito no Brasil e no mundo. Cotas em universidade é pouco para reparar o dano.

 

Ainda que seja só um paliativo é o mínimo que se pode fazer.

Errado' date=' é menos que pouco. É menos que nada. Joga contra na verdade.


[/quote']

 

concordo que é pouco.

Mas discordo que jogue contra.
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...