Jump to content
Forum Cinema em Cena

Geisy Arruda e o Microvestido Rosa


Dook
 Share

Recommended Posts

  • Replies 545
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 

 

Os princípios dele sempre valeram dessa forma... Sinceramente' date=' a minha decepção com alguns aqui nessa discussão está sendo muito grande...[/quote']

Mais um espantalho...

PS.: E se' date=' por acaso, alguém está decepcionado com o meu posicionamento aqui, que se dane! Pelo menos eu não estou sendo um machista facista que compara as ofensas que foram ditas pra guria com gracinhas que uma "mulher gostosa" pode escutar na rua ao sair chamando atenção, nem fico tentando botar panos quentes em um ato ridículo e absurdo como o que aconteceu naquela "universidadezinha de merda"...

[/quote']

 

Outro espantalho...

Espantalho?09

Link to comment
Share on other sites

 

O lance que está erradasso é falar "Ela provocou" isso. Não' date=' ela pode ter provocado assovios, mas isso que aconteceu não é culpa dela, de forma alguma. [/quote']

 

Quem disse que ela provocou as humilhações que sofreu?

 

Puta merda Dook... Vc e outros deram a entender isso em muitos post's... Não se faça de desentendido...

 

Link to comment
Share on other sites

Olha vc tem até o direito de achar' date=' assim como todos como seres humanos q somos e cheio de conceitos e preconceitos temos o direito de fazer uma ideia de como são as pessoas q estão a nossa volta em diversos grupos sociais a que fazemos parte. Isto é normal, principalmente quando conhecemos mal as pessoas. Mas daí a sair da sua esfera de pensamento e concluir q o seu conceito é legitimo e partir pra agressão física ou verbal? Aí já é um exagero q estrapola o seu limite e fere o direito da outra pessoa e se entra na escala de crime! [/quote']

 

E o meu raciocínio saiu da minha esfera de pensamento e foi imposta a alguém aqui? Acaso estou defendendo os animais que humilharam a garota?
Calma, entenda esse "vc" como um vc generalizado! 06
Link to comment
Share on other sites

 

Sunder' date=' "dar a entender" é diferente de falar... Não jogue nas minhas costas a sua incapacidade de interpretação e sua obcessão em cometer falácias... Aliás, vc tem sido o campeão delas falácias aqui nesse tópico...

 

 
[/quote']

Ou as pessoas não tem sido claras em um assunto onde a clareza é primordial para não serem mal interpretadas?

 

Vc sabe muito bem falar as coisas com clareza Dook... Se não fala é pq não quer e justamente pq quer passar a mensagem do jeito q as pessoas estão entendendo mesmo... Mas, bom... Sinceramente, o caso se resolveu, vou acompanhar só notícias mesmo e dane-se essa merda de discussãozinha que não anda nem a purrete... É por essas e outras que tenho mesmo q limitar minha atuação no fórum, pq tá virando uma verdadeira merda mesmo...

 

Link to comment
Share on other sites


Dois pontos,
 
1) A Uniban alega que ela se insinuou, mas se insinuou como? Desfilando, posando para fotos? Ninguém aqui sabe como de fato como aconteceu, portanto não pode afirmar que ela não pode ser responsabilizada. Se ela começou qualquer tumulto que seja, independente dos trajes, tem responsabilidade sim.

 

2) A Uniban diz que ela "descumpriu as normas do regimento interno da instituição", que provavelmente estava no contrato ou clara de alguma forma para ela e qualquer aluno matriculado. Se desrespeitou, tem que ser punida e ter responsabilidade sim.

 
Link to comment
Share on other sites

 

Dois pontos' date='

 

1) A Uniban alega que ela se insinuou, mas se insinuou como? Desfilando, posando para fotos? Ninguém aqui sabe como de fato como aconteceu, portanto não pode afirmar que ela não pode ser responsabilizada. Se ela começou qualquer tumulto que seja, independente dos trajes, tem responsabilidade sim.

 

2) A Uniban diz que ela "descumpriu as normas do regimento interno da instituição", que provavelmente estava no contrato ou clara de alguma forma para ela e qualquer aluno matriculado. Se desrespeitou, tem que ser punida e ter responsabilidade sim.

 
[/quote']

 

Ótimo, 500 negos quase estupram a mina e quem é expulsa é ela, porque desrespeitou uma regra. Acho que não há regras contra assédio nessa faculdade...06

 

 

Link to comment
Share on other sites


Dois pontos' date='
 
1) A Uniban alega que ela se insinuou, mas se insinuou como? Desfilando, posando para fotos? Ninguém aqui sabe como de fato como aconteceu, portanto não pode afirmar que ela não pode ser responsabilizada. Se ela começou qualquer tumulto que seja, independente dos trajes, tem responsabilidade sim.

 

2) A Uniban diz que ela "descumpriu as normas do regimento interno da instituição", que provavelmente estava no contrato ou clara de alguma forma para ela e qualquer aluno matriculado. Se desrespeitou, tem que ser punida e ter responsabilidade sim.

 
[/quote']

Mas há regras p/ a Facul tb.

E de que adianta a facul ter regras se ela não faz com que sejam cumpridas?

By the way, a atitude ou melhor, a falta de atitude da facul com relação ao tumulto que poderia ser evitado é praticamente uma omissão. MariaShy2009-11-10 18:19:21
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Não tem nada a ver alhos com bugalhos. Primeiro porque não estou em uma cruzada filosófica nem dizendo o que seria ideal. Estou dizendo o que EFETIVAMENTE ocorre, isento de concordância ou não. É simplesmente FACTUAL que homens mexem com mulheres que estão com roupas curtas. Se está errado ou não, não estou falando sobre isso aqui.

 

[/quote']

 

 

A partir do momento que você estabelece que a menina não é 100% inocente, você já não está somente fazendo uma constatação factual, está fazendo um juízo de valor.

 

E é bastante razoável, sabendo da sociedade machista e preconceituosa em que vivemos, supor que homens mexeriam com ela por andar assim e ela deveria sim ter previsto algum tipo de manifestação (claro que não de tamanho exagero), ou seja estou falando DE RISCO e não do que acho certo ou errado.

[/quote']

 

1. A roupa dela era normal para os padrões atuais, ela não tinha como prever nada. 2. Ter consciência do risco de sofrer algum tipo de violência NADA tem a ver com ser parcialmente culpada pela consumação da agressão.

 

 

Se você anda pelas ruas de noite com muito dinheiro SABE que corre riscos de ser abordado. Pouco importa se você acha certo ou errado, você simplesmente corre. E se você decide por fazê-lo, corre o risco. Então não é 100% inocente ou palavra que o valha.

[/quote']

 

É 100% inocente sim, porque foi a vítima e não o autor da agressão. Simples assim. E utilizando o teu raciocínio, posso dizer que isso também não é achar certo ou errado, é simplesmente uma constatação.

 

 

 

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

1) A Uniban alega que ela se insinuou' date=' mas se insinuou como? Desfilando, posando para fotos? Ninguém aqui sabe como de fato como aconteceu, portanto não pode afirmar que ela não pode ser responsabilizada. Se ela começou qualquer tumulto que seja, independente dos trajes, tem responsabilidade sim.

[/quote']

 

Err... você viu os videos? Leu algum jornal nos últimos 5 dias? A menina foi linchada moralmente por quase mil pessoas e depois foi novamente humilhada nos jornais pela própria instituição que deveria protegê-la. Nem que ela tivesse andado pelada pela faculdade poderia ser responsabilizadoe pelo que aconteceu.

 

 

2) A Uniban diz que ela "descumpriu as normas do regimento interno da instituição"' date=' que provavelmente estava no contrato ou clara de alguma forma para ela e qualquer aluno matriculado. Se desrespeitou, tem que ser punida e ter responsabilidade sim.

 [/quote']

 

A UNIBAN alegou que a menina é uma vagabunda, você não percebeu?

 

 

 

Link to comment
Share on other sites


Dois pontos' date='
 
1) A Uniban alega que ela se insinuou, mas se insinuou como? Desfilando, posando para fotos? Ninguém aqui sabe como de fato como aconteceu, portanto não pode afirmar que ela não pode ser responsabilizada. Se ela começou qualquer tumulto que seja, independente dos trajes, tem responsabilidade sim.

 

2) A Uniban diz que ela "descumpriu as normas do regimento interno da instituição", que provavelmente estava no contrato ou clara de alguma forma para ela e qualquer aluno matriculado. Se desrespeitou, tem que ser punida e ter responsabilidade sim.

 
[/quote'] THX vc tem corpo pra usar um vestido dakeles? Os as pernas pareceriam um caniço?06
Link to comment
Share on other sites

 

Dois pontos' date='

 

1) A Uniban alega que ela se insinuou, mas se insinuou como? Desfilando, posando para fotos? Ninguém aqui sabe como de fato como aconteceu, portanto não pode afirmar que ela não pode ser responsabilizada. Se ela começou qualquer tumulto que seja, independente dos trajes, tem responsabilidade sim.

[/quote']

 

 

Alguem aqui tinha de pensar assim!

 

todo mundo indignado pelo ocorrido mas ninguém aqui sabe de fato qual o comportamento dela na faculdade.

 

Vcs realmente acham que foi apenas o vestido usado naquele dia que provocou todo tumulto? Se a resposta for sim.... vcs acreditam em tudo que a tv fala.

Link to comment
Share on other sites


Dois pontos' date='
 
1) A Uniban alega que ela se insinuou, mas se insinuou como? Desfilando, posando para fotos? Ninguém aqui sabe como de fato como aconteceu, portanto não pode afirmar que ela não pode ser responsabilizada. Se ela começou qualquer tumulto que seja, independente dos trajes, tem responsabilidade sim.

[/quote']


Alguem aqui tinha de pensar assim!

todo mundo indignado pelo ocorrido mas ninguém aqui sabe de fato qual o comportamento dela na faculdade.

Vcs realmente acham que foi apenas o vestido usado naquele dia que provocou todo tumulto? Se a resposta for sim.... vcs acreditam em tudo que a tv fala.
Bem, pelo q se sabe ela não roubou ninguem, não matou, não estuprou, não humilhou ou xingou ninguem. Não agrediu e nem manteve relação sexual hetero ou homo sexual em local publico, nem mesmo um beijo!

Se ela mostrou algo a mais mostrou o que é dela, se tirou fotos tirou fotos dela! Portanto ninguem tem nada haver com isso!
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A partir do momento que você estabelece que a menina não é 100% inocente' date=' você já não está somente fazendo uma constatação factual, está fazendo um juízo de valor. [/quote']

A partir do momento em que VOCÊ estabelece que a menina É 100% inocente, você já não está somente fazendo uma constatação factual , mas um juízo de valor.

 

1. A roupa dela era normal para os padrões atuais' date=' ela não tinha como prever nada. 2. Ter consciência do risco de sofrer algum tipo de violência NADA tem a ver com ser parcialmente culpada pela consumação da agressão.[/quote']

 

1. E quem estabeleceu isso? Você? Qualquer mulher esteticamente bonita que sai pela rua com roupas curtas é observada por homens e eventualmente receberá elogios (ou ofensas, dependendo do ponto de vista). FACTUAL, independente do que você ache disso. Qualquer pessoa sensata sabe disso e poderia prever ALGUM tipo de reação dos colegas, mas JAMAIS o tipo de reação esdrúxula que houve. No entanto, se a situação poderia ser facilmente evitada, creio que ela não é 100% inocente. Essa é minha opinião. Respeite-a, como respeito a sua.

2. E quem disse isso? O problema de discussões cujas pessoas têm opiniões extremadas sobre qualquer assunto é esse. Quando se deparam com alguém que discorda de alguns pontos, força palavras como se a discordância fosse total e absurda. Em nenhum momento falei que a garota era culpada pela CONSUMAÇÃO da violência. Falei de riscos. Você está exageradamente tentando tornar minha assertiva mais drástica para discordar com mais rigor. O certo de acordo com meu pensamento seria: ter consciência REAL do risco (e, portanto, evitá-lo) REDUZ a possibilidade de consumação da agressão.

É 100% inocente sim' date=' porque foi a vítima e não o autor da agressão. Simples assim. E utilizando o teu raciocínio, posso dizer que isso também não é achar certo ou errado, é simplesmente uma constatação.

[/quote']

Para mim não é 100% inocente se o risco é evitável (inclusive com tanta facilidade assim). Quer mesmo insistir nessa discordância? Discordamos e pronto, oras. Respeitar a opinião dos outros é tão difícil assim? Ah, e vale dizer que não ser 100% inocente NÃO SIGNIFICA ser 100% culpada, pelamor, o povo leva tudo pra extremo. E ser a vítima não justifica nada porque não estou falando em culpabilidade e sim em risco. O risco poderia ter sido reduzido. Ela aumentou os riscos de ser abordada. A pior das hipóteses ocorreu, mas se ela não tivesse ido vestida assim, isso NÃO teria ocorrido COM CERTEZA. Ela quis ousar demais e se deu mal. Foi exagerada a reação? Digna de punição exemplar? Sim. Mas não é um risco absurdo.

Mr. Scofield2009-11-10 21:36:21

Link to comment
Share on other sites

Mas Scofa, se ela não é 100% inocente, ela é o que? 98%, 70%, 50%? Pra mim, a 'margem de risco' no caso é tão relevante quanto, sei lá, o nível de metano no ar que eu respiro. É admitir a possibilidade, apenas. Assim como eu admito a possibilidade de que, a partir do momento em que entro em um ambiente fechado, o teto pode cair sobre a minha cabeça (que afinal foi o que aconteceu com ela). Assumimos riscos todo dia, o dia todo. Ela foi atropelada enquanto passava na faixa de segurança, ainda que na beirada. A mulher precisaria estar semi-nua e com um dildo enfiado na bunda pra que se justifique atribuir-lhe alguma culpa - qualquer que seja - pelo ocorrido.

Link to comment
Share on other sites

 

todo mundo indignado pelo ocorrido mas ninguém aqui sabe de fato qual o comportamento dela na faculdade.

 

Vcs realmente acham que foi apenas o vestido usado naquele dia que provocou todo tumulto? Se a resposta for sim.... vcs acreditam em tudo que a tv fala.

 

Isso não importa. Nada justifica aquilo. Justificar uma cagada com outra é ridículo.

 

Link to comment
Share on other sites

 

Mas Scofa' date=' se ela não é 100% inocente, ela é o que? 98%, 70%, 50%? Pra mim, a 'margem de risco' no caso é tão relevante quanto, sei lá, o nível de metano no ar que eu respiro. É admitir a possibilidade, apenas. Assim como eu admito a possibilidade de que, a partir do momento em que entro em um ambiente fechado, o teto pode cair sobre a minha cabeça (que afinal foi o que aconteceu com ela). Assumimos riscos todo dia, o dia todo. Ela foi atropelada enquanto passava na faixa de segurança, ainda que na beirada. A mulher precisaria estar semi-nua e com um dildo enfiado na bunda pra que se justifique atribuir-lhe alguma culpa - qualquer que seja - pelo ocorrido.[/quote']

 

Porra eu queria dizer exatamente isso na resposta para o Scofa mas tenho sérios problemas para organizar idéias.

 

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...